SlideShare uma empresa Scribd logo
Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
Avaliação de projeto segundo




                                          Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
Pause e Clark
ARQUITETURA PÓS-MODERNA E CONTEMPORÂNEA



                                                  1
Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                                      Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
OBRA: Casa Vanna – Filadélfia, 1962
AUTOR: Robert Venturi

ARQUITETURA PÓS MODERNA                       2
ROBERT VENTURI




                                                                           Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
• Robert Charles Venturi – Nascido em 1925, formou-se em Princeton
  em 1947 e trabalhou com Louis Kahn na década de 50.

• Venturi foi um crítico ferrenho da arquitetura moderna, publicando
  seu manifesto Complexidade e Contradição na Arquitetura em 1966,
  tido como uma das bases das transformações que ocorreriam na




                                                                           Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
  arquitetura nas décadas de 1970 e 1980.
                                                                Venturi.
                                                              Wikipedia.
• Foi vencedor do Prêmio Pritzker de 1991.

• Defende uma arquitetura complexa e contraditória.
  Considera que a cultura contemporânea já aceitou a
  contradição como condição existencial e em todos os
  setores manifesta-se a impossibilidade de alcançar
  Uma síntese totalizante e completa da realidade.                                 3


                                                        “Less is bore”
CASA VANNA VENTURI




                                                         Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
 • Foi feita a pedido de sua mãe, a senhora Vanna
   Venturi, na cidade de Chestnut Hill (Filadélfia).
 • Esta casa, ainda sendo uma de suas primeiras obras,
   foi o que impulsionou Venturi ao reconhecimento
   internacional.




                                                         Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
 • A casa Vanna Venturi serviu para ilustrar a tese de
   seu livro Compelxidade e Contradição em Arquitetura
   (1966).




                                                                 4

     Casa Vanna.
Historia de casas.
O PROJETO




    Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon   Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
5
ANÁLISE DO PROJETO




                                                                            Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                      Estrutura
                      • Serve para definir os espaços, criar as unidades,
                        articular a circulação, sugerir os fluxos e
                        organizar a composição.
Estrutura             • Neste projeto, a estrutura limita-se às vedações




                                                                            Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
Pause e Clark, 1987     externas e ao ponto de apoio da escada. A
                        planta interna é bem livre de estrutura.


                      Iluminação Natural
                      • Da iluminação natural se analisa o modo e o
                        lugar onde ela penetra no prédio. A quantidade,
                        a qualidade e a intensidade da mesma
                        influenciam em como se percebem a massa e o
                        volume.                                                     6
Iluminação Natural    • Neste projeto, há iluminação natural direta,
Pause e Clark, 1987
                        provida pelas aberturas nas fachadas e pelo
                        laternim existente no volume central, mais alto.
ANÁLISE DO PROJETO




                                                                            Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                        Massa
                        • É a configuração tridimensional mais
                          perceptiva de um edifício.
                        • No caso desse projeto, a silhueta/contorno
Massa                     tem uma forte influência na percepção da
Pause e Clark, 1987       massa do edifício.




                                                                            Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
                        Relação planta e corte
                        • Observa-se a proporção existente entre planta e
                          volume. A altura do volume principal da casa é
                          igual à largura da planta.
                        • O ponto central da casa, marcado pela
                          cumeeira, é também o ponto de acesso e de
                          distribuição da circulação, onde fica a escada.           7

  Planta/ Corte
  Pause e Clark, 1987
ANÁLISE DO PROJETO




                                                                           Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                        Circulação / Espaço-Uso
                        • Observa-se o ponto de circulação vertical
                          localizado ao centro, próximo à entrada.
                        • A área de circulação é compactada ao centro da
                          planta térrea, o que garante um maior
 Circulação




                                                                           Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
 Pause e Clark, 1987
                          aproveitamento dos espaços nos cômodos.




                        Repetitivo e Singular
                        • As unidades das janelas são quadrados que se
                          repetem.
                        • Como elemento singular, destaca-se o arco
                          ornamental da fachada.
                                                                                   8
Repetitivo e Singular
Pause e Clark, 1987
ANÁLISE DO PROJETO




                                                                           Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                        Unidade e Conjunto
                        • O conjunto é formado por três unidades:
                        - 2 unidades iguais, espelhadas
                        - 1 unidade vertical e central.




                                                                           Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
 Unidade e Conjunto
 Pause e Clark, 1987




                        Simetria e Equilíbrio
                        • Há um equilíbrio e uma simetria total entre as
                          unidades da fachada.
                        • Apenas os quadrados repetitivos das janelas
                          não são simétricos.                                      9

Simetria e Equilíbrio
Pause e Clark, 1987
ANÁLISE DO PROJETO




                                                                 Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                         Adição e Subtração
                         • Na fachada, o volume central mais
                           elevado representa a adição, e o
                           marco do acesso a subtração.
                         • Na planta, os espaços externos
                           representam a subtração da forma
                           principal, o retângulo.




                                                                 Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
   Adição e Subtração
   Pause e Clark, 1987



                         Hierarquia
                         • O contorno é o mais dominante.
                         • O desenho central é menos dominante   10
                           que o contorno.
Hierarquia
                         • O desenho das aberturas é menos
Pause e Clark, 1987        dominante que todos os demais.
ANÁLISE DO PROJETO




                                                                    Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                                                                    Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
Fachada
Pause e Clark, 1987

                      Geometria
                      • Na fachada, vemos a proporção dos
                        retângulos 1.4 e as linhas definidoras do
                        partido.
                      • Na planta, vemos a proporção de dois        11
                        retângulos 1.4 com o quadrado
                        sobreposto.
Planta Baixa
Pause e Clark, 1987
ANÁLISE DO PROJETO




                                                               Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                                                               Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
Fachada
Pause e Clark, 1987

                      Partido
                        Base de dois quadrados, um triângulo
                        isósceles, um círculo e um quadrado
                        menor ao centro, marcando o acesso.
                                                               12
Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                                         Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
OBRA: Hotel Unique – Brasil, 1999-2002
AUTOR: Ruy Ohtake

ARQUITETURA CONTEMPORÂNEA                13
RUY OHTAKE




                                                                                     Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
• Nasceu em São Paulo em 1938. Formou-se em arquitetura pela
  Universidade de São Paulo em 1960.
• É reconhecido tanto no cenário nacional, como no internacional,
  como um dos proeminentes arquitetos, cuja obra tem sido
  referência e motivo de estudos.




                                                                                     Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
• Recebeu importantes prêmios, que se constituem em um
  reconhecimento de suas propostas, valorizando a arquitetura e a
  cultura nacionais, manifestações que se tornaram muito
  significativas nos últimos 50 anos.
  •   1970; 1971; 1974 – Prêmio IAB.
  •   1976 – Prêmio no Congresso Brasileiro de Arquitetos.
  •   1996 – Prêmio destaque em arquitetura (Fiabci / Secovi).
  •   2001 – Prêmio na IX Bienal Internacional de Arquitetura,
      em Buenos Aires.                                                               14


                                                                      Ruy Ohtake.
                                                                 Ruy Ohtake, 2010.
HOTEL UNIQUE                                      Hotel Unique,
                                                      Arcoweb




                                                                  Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
Selecionado pelo crítico Paul Goldberger, “uma
das sete maravilhas do mundo no início do
século” (para a publicação Condè Nast Traveler,
Abril / 2004), Londres.




                                                                  Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
                                                                  15
O PROJETO




                                                                      Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                                   Perspectiva.
                                   Arcoweb.

Fachada.
As autoras, 2010.




                                                                      Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
Planta baixa – Ultimo pavtº.
Arcoweb.

                                    Planta Baixa – detalhe do aptº.
                                    Arcoweb.



                                                                      16

                               Corte.
                               Arcoweb.
ANÁLISE DO PROJETO




                                                                                    Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
Estrutura

                                                      Estrutura.
                                                      As autoras, 2010.

• Aparentemente, a estrutura limita-se à região periférica da edificação, o que
  resulta em uma planta livre.




                                                                                    Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
Iluminação Natural

                                                     Iluminação
                                                     Natural.
                                                     Arcoweb.

• Da iluminação natural se analisa o modo e o lugar onde ela penetra no prédio. A
  quantidade, a qualidade e a intensidade da mesma influenciam em como se
                                                                                    17
  percebem a massa e o volume.
• Neste projeto, há iluminação natural direta, provida pelas aberturas circulares
  da fachada.
ANÁLISE DO PROJETO




                                                                 Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                    Massa
                    • A configuração tridimensional mais
                      perceptível deste projeto é a massa
                      delineada pela forma do arco.
Massa.




                                                                 Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
As autoras, 2010.




                    Relação planta e corte
                    • Observa-se uma analogia entre a forma
                      externa do edifício e as formas internas
                      da planta.

                                                                 18

                     Planta/ Corte.
                     Adaptação de Arcoweb.
ANÁLISE DO PROJETO




                                                        Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
Circulação / Espaço-Uso
                                           Circulação
                                           Espaço

 Circulação.




                                                        Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
 Adaptado de Arcoweb.


O croqui do arquiteto mostra a
preocupação com a circulação
dos pavimentos-tipo.
A circulação sinuosa e com
visibilidade para o exterior era
uma intenção de projeto.
                                                        19
                   Croqui de Ruy Ohtake.
                      Ruy Ohtake, 2010.
ANÁLISE DO PROJETO




                                                                   Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                          Repetitivo e Singular
                          • As unidades das janelas são círculos
                            que se repetem.
                          • O singular é o contorno do edifício.
 Repetitivo e Singular.
 As autoras, 2010.




                                                                   Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
                          Unidade e Conjunto
                          • O conjunto é formado por três
                            unidades singulares e 2 unidade que
                            se repetem (círculos das janelas e
                            apoios/pilares das extremidades).
Unidade e Conjunto.
As autoras, 2010.                                                  20
ANÁLISE DO PROJETO




                                                                           Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                                   Adição e Subtração
                                   • O volume é formado pela adição de
                                     dois retângulos, com subtrações em
                                     cada um deles.
Adição e Subtração.




                                                                           Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
                      Subtração.
As autoras, 2010.




                                   Hierarquia
                                   • O elemento mais dominante é a
                                     massa delineada pela forma do arco.
                                   • A repetição das janelas vem em
                                     segunda ordem hierárquica.
Hierarquia.
As autoras, 2010.                  • Os volumes do térreo e da             21
                                     cobertura são os menos dominante.
ANÁLISE DO PROJETO




                                                                    Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                         Simetria e Equilíbrio
                         • Existe equilíbrio total segundo o eixo
                           vertical da edificação.




                                                                    Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
Simetria e Equilíbrio.
As autoras, 2010.




                                                                    22
ANÁLISE DO PROJETO




                                                               Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                                                               Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
  Planta Baixa.
  As autoras, 2010.




                      Geometria
                      • Na planta, vemos a proporção formada
                        por 4 retângulos 1.4.
                      • Na fachada, vemos a proporção de 2
                        retângulos 1.4, mais uma parte.        23
Fachada.
As autoras, 2010.
ANÁLISE DO PROJETO




                                                                 Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
                                                                 Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
Croqui de Ruy Ohtake.
Ruy Ohtake, 2010.




                        Partido
                          Analisando o croqui do arquiteto,
                          observa-se que a massa delineada
                          pelo arco e as janelas circulares já
                          estavam presentes na idéia inicial     24
Partido.                  do projeto. Ao que tudo indica, a
As autoras, 2010.
                          concepção partiu da forma.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS




                                                                       Idéia ▪ Método ▪ Linguagem
• ARCOWEB. Disponível em: http://www.arcoweb.com.br/
  arquitetura/ruy-ohtake-hotel-unique-14-10-2002.html. Acesso em
  novembro de 2010.
• HISTORIAS DE CASAS. Disponível em: http://historiasdecasas.
  blogspot.com/2005/11/la-casa-vanna-venturi-en-filadelfia-de.html.




                                                                       Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon
  Acesso em novembro de 2010.
• PAUSE, Michael; CLARK, Roger H. Arquitectura: temas de
  composición. Mexico: Gustavo Gili, 1987.
• RUY OHTAKE. Disponível em: http://www.ruyohtake.com.br. Acesso
  em novembro de 2010.
• WIKIPEDIA. Robert Venturi. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/
  wiki/ Robert_Venturi. Acesso em novembro de 2010.
                                                                       25

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Etapas de um projeto de arquitetura
Etapas de um projeto de arquiteturaEtapas de um projeto de arquitetura
Etapas de um projeto de arquitetura
Mariana Azevedo
 
Técnica Construtiva : Adobe
Técnica Construtiva : AdobeTécnica Construtiva : Adobe
Técnica Construtiva : Adobe
Paula Bianchi
 
IV - Lelé e Aravena
IV - Lelé e AravenaIV - Lelé e Aravena
IV - Lelé e Aravena
Ítalo Fernandes
 
Casa da Cascata
Casa da CascataCasa da Cascata
Casa da Cascata
Fabiana Nunes
 
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Lila Donato
 
Projeto Intervenção Urbana - Desenvolvimento Setor
Projeto Intervenção Urbana - Desenvolvimento SetorProjeto Intervenção Urbana - Desenvolvimento Setor
Projeto Intervenção Urbana - Desenvolvimento Setor
Giovani Comin
 
Apresentação casa das canoas
Apresentação casa das canoasApresentação casa das canoas
Apresentação casa das canoas
Mayckon Francisco
 
Paulo Mendes da Rocha - Apresentação
Paulo Mendes da Rocha -  ApresentaçãoPaulo Mendes da Rocha -  Apresentação
Paulo Mendes da Rocha - Apresentação
Janaína Bandeira
 
ESTUDO DE CASO ROCHAVERÁ
ESTUDO DE CASO ROCHAVERÁESTUDO DE CASO ROCHAVERÁ
ESTUDO DE CASO ROCHAVERÁ
Mariana Chapadeiro
 
Apresentação Obra do Arquiteto paulistano Ruy Ohtake
Apresentação Obra do Arquiteto paulistano Ruy OhtakeApresentação Obra do Arquiteto paulistano Ruy Ohtake
Apresentação Obra do Arquiteto paulistano Ruy Ohtake
LarZenArt Arquitetura
 
Estudo de caso Edificio Barão de Itaborai
Estudo de caso Edificio Barão de ItaboraiEstudo de caso Edificio Barão de Itaborai
Estudo de caso Edificio Barão de Itaborai
Luciana Paixão Arquitetura
 
Arquitetura de interiores
Arquitetura de interioresArquitetura de interiores
Arquitetura de interiores
Sabrinny Lima ARQ URB
 
01:. Unidade de Habitação de Marselha
01:. Unidade de Habitação de Marselha01:. Unidade de Habitação de Marselha
01:. Unidade de Habitação de Marselha
ARQ210AN
 
Conjunto habitacional jardim edite
Conjunto habitacional jardim edite Conjunto habitacional jardim edite
Conjunto habitacional jardim edite
Lúrian Sodré
 
Villa Savoye - Estrutura.pdf
Villa Savoye - Estrutura.pdfVilla Savoye - Estrutura.pdf
Villa Savoye - Estrutura.pdf
MarcusVincius13214
 
Desenho - Normas ABNT
Desenho - Normas ABNTDesenho - Normas ABNT
Desenho - Normas ABNT
danilosaccomori
 
Projeto arquitetônico
Projeto arquitetônicoProjeto arquitetônico
Projeto arquitetônico
rodrigo ramon
 
Ruy Ohtake
Ruy OhtakeRuy Ohtake
Ruy Ohtake
Rafael Gomes
 
CONJUNTO NACIONAL | Av. Paulista - São Paulo, SP
CONJUNTO NACIONAL | Av. Paulista - São Paulo, SPCONJUNTO NACIONAL | Av. Paulista - São Paulo, SP
CONJUNTO NACIONAL | Av. Paulista - São Paulo, SP
Juliana Carvalho
 
Edifício copan
Edifício copanEdifício copan
Edifício copan
karolcantelli
 

Mais procurados (20)

Etapas de um projeto de arquitetura
Etapas de um projeto de arquiteturaEtapas de um projeto de arquitetura
Etapas de um projeto de arquitetura
 
Técnica Construtiva : Adobe
Técnica Construtiva : AdobeTécnica Construtiva : Adobe
Técnica Construtiva : Adobe
 
IV - Lelé e Aravena
IV - Lelé e AravenaIV - Lelé e Aravena
IV - Lelé e Aravena
 
Casa da Cascata
Casa da CascataCasa da Cascata
Casa da Cascata
 
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
 
Projeto Intervenção Urbana - Desenvolvimento Setor
Projeto Intervenção Urbana - Desenvolvimento SetorProjeto Intervenção Urbana - Desenvolvimento Setor
Projeto Intervenção Urbana - Desenvolvimento Setor
 
Apresentação casa das canoas
Apresentação casa das canoasApresentação casa das canoas
Apresentação casa das canoas
 
Paulo Mendes da Rocha - Apresentação
Paulo Mendes da Rocha -  ApresentaçãoPaulo Mendes da Rocha -  Apresentação
Paulo Mendes da Rocha - Apresentação
 
ESTUDO DE CASO ROCHAVERÁ
ESTUDO DE CASO ROCHAVERÁESTUDO DE CASO ROCHAVERÁ
ESTUDO DE CASO ROCHAVERÁ
 
Apresentação Obra do Arquiteto paulistano Ruy Ohtake
Apresentação Obra do Arquiteto paulistano Ruy OhtakeApresentação Obra do Arquiteto paulistano Ruy Ohtake
Apresentação Obra do Arquiteto paulistano Ruy Ohtake
 
Estudo de caso Edificio Barão de Itaborai
Estudo de caso Edificio Barão de ItaboraiEstudo de caso Edificio Barão de Itaborai
Estudo de caso Edificio Barão de Itaborai
 
Arquitetura de interiores
Arquitetura de interioresArquitetura de interiores
Arquitetura de interiores
 
01:. Unidade de Habitação de Marselha
01:. Unidade de Habitação de Marselha01:. Unidade de Habitação de Marselha
01:. Unidade de Habitação de Marselha
 
Conjunto habitacional jardim edite
Conjunto habitacional jardim edite Conjunto habitacional jardim edite
Conjunto habitacional jardim edite
 
Villa Savoye - Estrutura.pdf
Villa Savoye - Estrutura.pdfVilla Savoye - Estrutura.pdf
Villa Savoye - Estrutura.pdf
 
Desenho - Normas ABNT
Desenho - Normas ABNTDesenho - Normas ABNT
Desenho - Normas ABNT
 
Projeto arquitetônico
Projeto arquitetônicoProjeto arquitetônico
Projeto arquitetônico
 
Ruy Ohtake
Ruy OhtakeRuy Ohtake
Ruy Ohtake
 
CONJUNTO NACIONAL | Av. Paulista - São Paulo, SP
CONJUNTO NACIONAL | Av. Paulista - São Paulo, SPCONJUNTO NACIONAL | Av. Paulista - São Paulo, SP
CONJUNTO NACIONAL | Av. Paulista - São Paulo, SP
 
Edifício copan
Edifício copanEdifício copan
Edifício copan
 

Seminario08

  • 1. Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Avaliação de projeto segundo Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Pause e Clark ARQUITETURA PÓS-MODERNA E CONTEMPORÂNEA 1
  • 2. Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon OBRA: Casa Vanna – Filadélfia, 1962 AUTOR: Robert Venturi ARQUITETURA PÓS MODERNA 2
  • 3. ROBERT VENTURI Idéia ▪ Método ▪ Linguagem • Robert Charles Venturi – Nascido em 1925, formou-se em Princeton em 1947 e trabalhou com Louis Kahn na década de 50. • Venturi foi um crítico ferrenho da arquitetura moderna, publicando seu manifesto Complexidade e Contradição na Arquitetura em 1966, tido como uma das bases das transformações que ocorreriam na Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon arquitetura nas décadas de 1970 e 1980. Venturi. Wikipedia. • Foi vencedor do Prêmio Pritzker de 1991. • Defende uma arquitetura complexa e contraditória. Considera que a cultura contemporânea já aceitou a contradição como condição existencial e em todos os setores manifesta-se a impossibilidade de alcançar Uma síntese totalizante e completa da realidade. 3 “Less is bore”
  • 4. CASA VANNA VENTURI Idéia ▪ Método ▪ Linguagem • Foi feita a pedido de sua mãe, a senhora Vanna Venturi, na cidade de Chestnut Hill (Filadélfia). • Esta casa, ainda sendo uma de suas primeiras obras, foi o que impulsionou Venturi ao reconhecimento internacional. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon • A casa Vanna Venturi serviu para ilustrar a tese de seu livro Compelxidade e Contradição em Arquitetura (1966). 4 Casa Vanna. Historia de casas.
  • 5. O PROJETO Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Idéia ▪ Método ▪ Linguagem 5
  • 6. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Estrutura • Serve para definir os espaços, criar as unidades, articular a circulação, sugerir os fluxos e organizar a composição. Estrutura • Neste projeto, a estrutura limita-se às vedações Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Pause e Clark, 1987 externas e ao ponto de apoio da escada. A planta interna é bem livre de estrutura. Iluminação Natural • Da iluminação natural se analisa o modo e o lugar onde ela penetra no prédio. A quantidade, a qualidade e a intensidade da mesma influenciam em como se percebem a massa e o volume. 6 Iluminação Natural • Neste projeto, há iluminação natural direta, Pause e Clark, 1987 provida pelas aberturas nas fachadas e pelo laternim existente no volume central, mais alto.
  • 7. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Massa • É a configuração tridimensional mais perceptiva de um edifício. • No caso desse projeto, a silhueta/contorno Massa tem uma forte influência na percepção da Pause e Clark, 1987 massa do edifício. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Relação planta e corte • Observa-se a proporção existente entre planta e volume. A altura do volume principal da casa é igual à largura da planta. • O ponto central da casa, marcado pela cumeeira, é também o ponto de acesso e de distribuição da circulação, onde fica a escada. 7 Planta/ Corte Pause e Clark, 1987
  • 8. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Circulação / Espaço-Uso • Observa-se o ponto de circulação vertical localizado ao centro, próximo à entrada. • A área de circulação é compactada ao centro da planta térrea, o que garante um maior Circulação Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Pause e Clark, 1987 aproveitamento dos espaços nos cômodos. Repetitivo e Singular • As unidades das janelas são quadrados que se repetem. • Como elemento singular, destaca-se o arco ornamental da fachada. 8 Repetitivo e Singular Pause e Clark, 1987
  • 9. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Unidade e Conjunto • O conjunto é formado por três unidades: - 2 unidades iguais, espelhadas - 1 unidade vertical e central. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Unidade e Conjunto Pause e Clark, 1987 Simetria e Equilíbrio • Há um equilíbrio e uma simetria total entre as unidades da fachada. • Apenas os quadrados repetitivos das janelas não são simétricos. 9 Simetria e Equilíbrio Pause e Clark, 1987
  • 10. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Adição e Subtração • Na fachada, o volume central mais elevado representa a adição, e o marco do acesso a subtração. • Na planta, os espaços externos representam a subtração da forma principal, o retângulo. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Adição e Subtração Pause e Clark, 1987 Hierarquia • O contorno é o mais dominante. • O desenho central é menos dominante 10 que o contorno. Hierarquia • O desenho das aberturas é menos Pause e Clark, 1987 dominante que todos os demais.
  • 11. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Fachada Pause e Clark, 1987 Geometria • Na fachada, vemos a proporção dos retângulos 1.4 e as linhas definidoras do partido. • Na planta, vemos a proporção de dois 11 retângulos 1.4 com o quadrado sobreposto. Planta Baixa Pause e Clark, 1987
  • 12. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Fachada Pause e Clark, 1987 Partido Base de dois quadrados, um triângulo isósceles, um círculo e um quadrado menor ao centro, marcando o acesso. 12
  • 13. Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon OBRA: Hotel Unique – Brasil, 1999-2002 AUTOR: Ruy Ohtake ARQUITETURA CONTEMPORÂNEA 13
  • 14. RUY OHTAKE Idéia ▪ Método ▪ Linguagem • Nasceu em São Paulo em 1938. Formou-se em arquitetura pela Universidade de São Paulo em 1960. • É reconhecido tanto no cenário nacional, como no internacional, como um dos proeminentes arquitetos, cuja obra tem sido referência e motivo de estudos. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon • Recebeu importantes prêmios, que se constituem em um reconhecimento de suas propostas, valorizando a arquitetura e a cultura nacionais, manifestações que se tornaram muito significativas nos últimos 50 anos. • 1970; 1971; 1974 – Prêmio IAB. • 1976 – Prêmio no Congresso Brasileiro de Arquitetos. • 1996 – Prêmio destaque em arquitetura (Fiabci / Secovi). • 2001 – Prêmio na IX Bienal Internacional de Arquitetura, em Buenos Aires. 14 Ruy Ohtake. Ruy Ohtake, 2010.
  • 15. HOTEL UNIQUE Hotel Unique, Arcoweb Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Selecionado pelo crítico Paul Goldberger, “uma das sete maravilhas do mundo no início do século” (para a publicação Condè Nast Traveler, Abril / 2004), Londres. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon 15
  • 16. O PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Perspectiva. Arcoweb. Fachada. As autoras, 2010. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Planta baixa – Ultimo pavtº. Arcoweb. Planta Baixa – detalhe do aptº. Arcoweb. 16 Corte. Arcoweb.
  • 17. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Estrutura Estrutura. As autoras, 2010. • Aparentemente, a estrutura limita-se à região periférica da edificação, o que resulta em uma planta livre. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Iluminação Natural Iluminação Natural. Arcoweb. • Da iluminação natural se analisa o modo e o lugar onde ela penetra no prédio. A quantidade, a qualidade e a intensidade da mesma influenciam em como se 17 percebem a massa e o volume. • Neste projeto, há iluminação natural direta, provida pelas aberturas circulares da fachada.
  • 18. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Massa • A configuração tridimensional mais perceptível deste projeto é a massa delineada pela forma do arco. Massa. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon As autoras, 2010. Relação planta e corte • Observa-se uma analogia entre a forma externa do edifício e as formas internas da planta. 18 Planta/ Corte. Adaptação de Arcoweb.
  • 19. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Circulação / Espaço-Uso Circulação Espaço Circulação. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Adaptado de Arcoweb. O croqui do arquiteto mostra a preocupação com a circulação dos pavimentos-tipo. A circulação sinuosa e com visibilidade para o exterior era uma intenção de projeto. 19 Croqui de Ruy Ohtake. Ruy Ohtake, 2010.
  • 20. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Repetitivo e Singular • As unidades das janelas são círculos que se repetem. • O singular é o contorno do edifício. Repetitivo e Singular. As autoras, 2010. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Unidade e Conjunto • O conjunto é formado por três unidades singulares e 2 unidade que se repetem (círculos das janelas e apoios/pilares das extremidades). Unidade e Conjunto. As autoras, 2010. 20
  • 21. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Adição e Subtração • O volume é formado pela adição de dois retângulos, com subtrações em cada um deles. Adição e Subtração. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Subtração. As autoras, 2010. Hierarquia • O elemento mais dominante é a massa delineada pela forma do arco. • A repetição das janelas vem em segunda ordem hierárquica. Hierarquia. As autoras, 2010. • Os volumes do térreo e da 21 cobertura são os menos dominante.
  • 22. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Simetria e Equilíbrio • Existe equilíbrio total segundo o eixo vertical da edificação. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Simetria e Equilíbrio. As autoras, 2010. 22
  • 23. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Planta Baixa. As autoras, 2010. Geometria • Na planta, vemos a proporção formada por 4 retângulos 1.4. • Na fachada, vemos a proporção de 2 retângulos 1.4, mais uma parte. 23 Fachada. As autoras, 2010.
  • 24. ANÁLISE DO PROJETO Idéia ▪ Método ▪ Linguagem Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Croqui de Ruy Ohtake. Ruy Ohtake, 2010. Partido Analisando o croqui do arquiteto, observa-se que a massa delineada pelo arco e as janelas circulares já estavam presentes na idéia inicial 24 Partido. do projeto. Ao que tudo indica, a As autoras, 2010. concepção partiu da forma.
  • 25. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Idéia ▪ Método ▪ Linguagem • ARCOWEB. Disponível em: http://www.arcoweb.com.br/ arquitetura/ruy-ohtake-hotel-unique-14-10-2002.html. Acesso em novembro de 2010. • HISTORIAS DE CASAS. Disponível em: http://historiasdecasas. blogspot.com/2005/11/la-casa-vanna-venturi-en-filadelfia-de.html. Angela Favaretto ▪ Louise Logsdon Acesso em novembro de 2010. • PAUSE, Michael; CLARK, Roger H. Arquitectura: temas de composición. Mexico: Gustavo Gili, 1987. • RUY OHTAKE. Disponível em: http://www.ruyohtake.com.br. Acesso em novembro de 2010. • WIKIPEDIA. Robert Venturi. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/ wiki/ Robert_Venturi. Acesso em novembro de 2010. 25