SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Baixar para ler offline
Preparação das Visitas
Missionárias
Instrumentos: QUESTIONÁRIO
SOBRE OS
OBJETIVOS DAS
VISITAS
MISSIONÁRIAS
ROTEIRO PARA
PREPARAÇÃO DAS
VISITAS
O Roteiro –
Para ler em
voz alta!
Mapeamento
Anjos
Pré-visita
Material para visita
Acolhida dos Missionários
Divulgação
Pós-visita
Mapeamento
Em quais ruas vão
acontecer as visitas?
Quantas casas têm
em cada rua?
Existe alguma
realidade que deve
ser visitada que não
seja casa de família?
(comércios, hospital,
parque, praça, CDP,
asilo etc.)
Como os missionários irão chegar
até a área de visita? (podem ir a pé
ou precisam de transporte? –
quantos minutos de deslocamento?
Se transporte for necessário, como
organizá-lo?)
Alguém da paróquia
mora/atua na área
da visita, de forma a
poder ajudar?
Tem alguém de referência, ou,
algum lugar de base, caso
acontecer algum imprevisto ou
emergência?
Anjos
Como será a
escolha dos
“anjos”, as
pessoas que
irão
acompanhar os
visitadores?
Quantos
“anjos” serão
necessários?
Como será sua
participação?
Quando essas
pessoas serão
orientadas
sobre seu
papel?
Pré-visita
Existe alguma ação pastoral (visitas, novenas, CEBs, Grupo de Rua) que
já ocorre na área de visita?
Existe alguém que pode ser referência para paróquia que more ou
conheça pessoas que moram na área?
De que maneira se poderia envolver estas pessoas no planejamento da
missão, de modo que comece a criar expectativa na própria
comunidade? Qual seria seu papel no dia da missão?
De que modo as visitas podem potencializar e expandir os esforços
existentes (se tem) naquela área?
Existe alguma casa que já expressou que não deseja receber uma visita
dos missionários?
De que maneira se pode fortalecer e criar pastoral de conjunto,
comunicação efetiva entre as pastorais a partir da visita missionária?
Material para
visita
Qual o material que a paróquia irá produzir
para entregar para as pessoas visitadas?
(Carta do pároco/da paróquia, informativo,
revista etc.)
Poderia ser elaborado alguma lembrancinha
para deixar nas casas?
Quais as informações que seriam importantes
divulgar nas visitas? (Horários de
missa/atendimento, programação da agenda
paroquial etc.)
Acolhida dos
Missionários
Quem vai preparar o café da manhã, o
café da tarde e o almoço?
De onde conseguir o alimento?
(doações, colaboração da região
pastoral etc.)
Quem poderia ajudar decorar o
ambiente com temática missionária?
O projeto “samaritanos” já foi
implantado? Tem algum apoio para
eventuais acidentes/primeiros socorros?
Divulgação
Como divulgar a missão entre os paroquianos?
Como envolver os paroquianos de maneira que
possam ter um papel?
Como envolver o CPP e o COMIPA nos trabalhos
de preparação? Se não tiver COMIPA, como
aproveitar a ocasião das visitas para dar
sequência à sua formação?
Quais os eventos próximos que podem ser
aproveitadas para a divulgação?
Pós-Visita
Quais as atividades paroquiais na sequência? Elas
podem ser ligadas de alguma forma às visitas?
Tem alguma proposta de atividade na área visitada
que já pode ser divulgada no dia da visita?
Se a área já recebe algum trabalho pastoral, como
fazer com que este trabalho dê continuidade à
realização da visita?
Se a área não tem trabalho pastoral, de que maneira
a paróquia irá manter o vínculo com essas pessoas?
Como se organizar, caso a pessoa queira receber a
visita de algum padre o ministro, especialmente os
enfermos?
Modelo de organização das visitas:
Área Local Anjos Transpor
te
Missionários designados
Área 1 Rua 1 Fulano, beltrano,
cicrano
A pé. (só será possível após
encerrar as inscrições no
dia 30/09)
Área 2 Rua 1 Maria, José Carro do
José
Missionários João e Thiago
Área 2 Rua 2 Joaquim, Ana Carro do
José
Missionários x,y,z
Área de
visitação
Local de
almoço
Anjos Missionários Equipe
local
Total
Pessoas
Área 1, área 2 Capela NS
das Graças
20 40 10 70
Área 3 Matriz 15 30 5 50
Mapeamento

Mais conteúdo relacionado

Último (7)

Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
 
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdfESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
ESPECIALIDADES ARQUEOLOGIA BIBLICA DBV.pdf
 
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
Boletim Espiral número 74, de abril de 2024
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 

Destaque

How Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental Health
How Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental HealthHow Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental Health
How Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental Health
ThinkNow
 
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie InsightsSocial Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Kurio // The Social Media Age(ncy)
 

Destaque (20)

Product Design Trends in 2024 | Teenage Engineerings
Product Design Trends in 2024 | Teenage EngineeringsProduct Design Trends in 2024 | Teenage Engineerings
Product Design Trends in 2024 | Teenage Engineerings
 
How Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental Health
How Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental HealthHow Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental Health
How Race, Age and Gender Shape Attitudes Towards Mental Health
 
AI Trends in Creative Operations 2024 by Artwork Flow.pdf
AI Trends in Creative Operations 2024 by Artwork Flow.pdfAI Trends in Creative Operations 2024 by Artwork Flow.pdf
AI Trends in Creative Operations 2024 by Artwork Flow.pdf
 
Skeleton Culture Code
Skeleton Culture CodeSkeleton Culture Code
Skeleton Culture Code
 
PEPSICO Presentation to CAGNY Conference Feb 2024
PEPSICO Presentation to CAGNY Conference Feb 2024PEPSICO Presentation to CAGNY Conference Feb 2024
PEPSICO Presentation to CAGNY Conference Feb 2024
 
Content Methodology: A Best Practices Report (Webinar)
Content Methodology: A Best Practices Report (Webinar)Content Methodology: A Best Practices Report (Webinar)
Content Methodology: A Best Practices Report (Webinar)
 
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
How to Prepare For a Successful Job Search for 2024
 
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie InsightsSocial Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
Social Media Marketing Trends 2024 // The Global Indie Insights
 
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
Trends In Paid Search: Navigating The Digital Landscape In 2024
 
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
5 Public speaking tips from TED - Visualized summary
 
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
ChatGPT and the Future of Work - Clark Boyd
 
Getting into the tech field. what next
Getting into the tech field. what next Getting into the tech field. what next
Getting into the tech field. what next
 
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search IntentGoogle's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
Google's Just Not That Into You: Understanding Core Updates & Search Intent
 
How to have difficult conversations
How to have difficult conversations How to have difficult conversations
How to have difficult conversations
 
Introduction to Data Science
Introduction to Data ScienceIntroduction to Data Science
Introduction to Data Science
 
Time Management & Productivity - Best Practices
Time Management & Productivity -  Best PracticesTime Management & Productivity -  Best Practices
Time Management & Productivity - Best Practices
 
The six step guide to practical project management
The six step guide to practical project managementThe six step guide to practical project management
The six step guide to practical project management
 
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
Beginners Guide to TikTok for Search - Rachel Pearson - We are Tilt __ Bright...
 
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
Unlocking the Power of ChatGPT and AI in Testing - A Real-World Look, present...
 
12 Ways to Increase Your Influence at Work
12 Ways to Increase Your Influence at Work12 Ways to Increase Your Influence at Work
12 Ways to Increase Your Influence at Work
 

Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf

  • 2. Instrumentos: QUESTIONÁRIO SOBRE OS OBJETIVOS DAS VISITAS MISSIONÁRIAS ROTEIRO PARA PREPARAÇÃO DAS VISITAS
  • 3. O Roteiro – Para ler em voz alta! Mapeamento Anjos Pré-visita Material para visita Acolhida dos Missionários Divulgação Pós-visita
  • 4. Mapeamento Em quais ruas vão acontecer as visitas? Quantas casas têm em cada rua? Existe alguma realidade que deve ser visitada que não seja casa de família? (comércios, hospital, parque, praça, CDP, asilo etc.) Como os missionários irão chegar até a área de visita? (podem ir a pé ou precisam de transporte? – quantos minutos de deslocamento? Se transporte for necessário, como organizá-lo?) Alguém da paróquia mora/atua na área da visita, de forma a poder ajudar? Tem alguém de referência, ou, algum lugar de base, caso acontecer algum imprevisto ou emergência?
  • 5. Anjos Como será a escolha dos “anjos”, as pessoas que irão acompanhar os visitadores? Quantos “anjos” serão necessários? Como será sua participação? Quando essas pessoas serão orientadas sobre seu papel?
  • 6. Pré-visita Existe alguma ação pastoral (visitas, novenas, CEBs, Grupo de Rua) que já ocorre na área de visita? Existe alguém que pode ser referência para paróquia que more ou conheça pessoas que moram na área? De que maneira se poderia envolver estas pessoas no planejamento da missão, de modo que comece a criar expectativa na própria comunidade? Qual seria seu papel no dia da missão? De que modo as visitas podem potencializar e expandir os esforços existentes (se tem) naquela área? Existe alguma casa que já expressou que não deseja receber uma visita dos missionários? De que maneira se pode fortalecer e criar pastoral de conjunto, comunicação efetiva entre as pastorais a partir da visita missionária?
  • 7. Material para visita Qual o material que a paróquia irá produzir para entregar para as pessoas visitadas? (Carta do pároco/da paróquia, informativo, revista etc.) Poderia ser elaborado alguma lembrancinha para deixar nas casas? Quais as informações que seriam importantes divulgar nas visitas? (Horários de missa/atendimento, programação da agenda paroquial etc.)
  • 8. Acolhida dos Missionários Quem vai preparar o café da manhã, o café da tarde e o almoço? De onde conseguir o alimento? (doações, colaboração da região pastoral etc.) Quem poderia ajudar decorar o ambiente com temática missionária? O projeto “samaritanos” já foi implantado? Tem algum apoio para eventuais acidentes/primeiros socorros?
  • 9. Divulgação Como divulgar a missão entre os paroquianos? Como envolver os paroquianos de maneira que possam ter um papel? Como envolver o CPP e o COMIPA nos trabalhos de preparação? Se não tiver COMIPA, como aproveitar a ocasião das visitas para dar sequência à sua formação? Quais os eventos próximos que podem ser aproveitadas para a divulgação?
  • 10. Pós-Visita Quais as atividades paroquiais na sequência? Elas podem ser ligadas de alguma forma às visitas? Tem alguma proposta de atividade na área visitada que já pode ser divulgada no dia da visita? Se a área já recebe algum trabalho pastoral, como fazer com que este trabalho dê continuidade à realização da visita? Se a área não tem trabalho pastoral, de que maneira a paróquia irá manter o vínculo com essas pessoas? Como se organizar, caso a pessoa queira receber a visita de algum padre o ministro, especialmente os enfermos?
  • 11. Modelo de organização das visitas: Área Local Anjos Transpor te Missionários designados Área 1 Rua 1 Fulano, beltrano, cicrano A pé. (só será possível após encerrar as inscrições no dia 30/09) Área 2 Rua 1 Maria, José Carro do José Missionários João e Thiago Área 2 Rua 2 Joaquim, Ana Carro do José Missionários x,y,z Área de visitação Local de almoço Anjos Missionários Equipe local Total Pessoas Área 1, área 2 Capela NS das Graças 20 40 10 70 Área 3 Matriz 15 30 5 50