SlideShare uma empresa Scribd logo
Colégio de Ensino Fundamenta e Médio
Alternativo /2014
Reprodução:
Processo pelo qual os seres vivos dão origem a
outros seres vivos semelhantes. Tem como finalidade dar
continuidade às espécies, impedindo a sua extinção.Ocorre
entre indivíduos da mesma espécie.
Reprodução
Sexuada Assexuada
Intervêm dois
indivíduos de sexos
diferentes, macho e
fêmea.
Ex. homem, porco , cão
Um único ser divide-
se e dá origem a
descendentes.
Ex: estrela do mar, hidra,
anémona do mar.
Reprodução Assexuada
Reprodução sexuada
Macho--- Testículos--- Espermatozóides
Ovo -- Novo ser
Fêmea --- Ovários ---- Óvulos
Os machos e as fêmeas possuem órgãos próprios para a
reprodução que forma o sistema reprodutor, que produz
células sexuais ou gâmetas. Os gâmetas masculinos são os
espermatozóides, e os gâmetas femininos são os óvulos.
Fecundação
Fecundação:
União do óvulo com o espermatozóide. Desta
união surge óvulo fecundado ou célula ovo que ira
originar novo ser.
Fecundação Interna
Dá-se no interior do corpo da fêmea.
Fecundação Externa
A fêmea lança para a água os óvulos que
são fecundados pelos espermatozóides. A
fecundação ocorre no ambiente, fora do corpo
materno.
Ex. rã e peixes.
Cão ou cadela ?
1- testículo 2- pénis 3- vagina
4- útero 5- ovários
Quando é muito fácil fazer a distinção entre
machos e fêmeas – Existência de Dimorfismo Sexual
Quando não é possível distinguir externamente
o macho da fêmea– Não existe Dimorfismo Sexual
Parada nupcial ou rituais de
acasalamento
Conjunto de comportamentos que acontecem
antes, durante e após o acasalamento.
Comportamentos dos animais na época da
reprodução
 Bailados
Mergulhão-de-crista
 Sons
Cuco
O cuco emite chamamentos
ruidosos e monótonos para
atrair a fêmea.
 Presentes
Guarda-rios
 Cores
Pavão
 Luz
Pirilampo
O que são animais vivíparos?
 São animais em que o embrião desenvolve-se no
interior do corpo materno à custa de substâncias
fornecidas pela mãe através do sangue. Ex. Cavalo
O que são animais ovíparos?
 Quando o novo ser se desenvolve dentro de um ovo,
que está fora do corpo materno, e alimenta-se à custa
de substâncias de reserva contidas no ovo. Ex. galinha
O que são animais ovovivíparos?
 O novo ser desenvolve-se dentro de um ovo com casca
muito fina que fica dentro do corpo da mãe. Ex. Cobra
Quando é que o desenvolvimento de um
animal é directo?
 Quando não sofrem grandes modificações nas suas
características, mantendo um aspecto semelhante
durante o crescimento até à idade adulto.
Quando é que o desenvolvimento de um
animal é indirecto?
 Quando passam por grandes transformações, desde
que nascem até atingirem o estado adulto.
 Ex: rã, borboleta.
O que são metamorfoses?
 São um conjunto de transformações internas e
externas que certos animais sofrem desde o
nascimento até se tornarem adultos.
 Ex.: rã, bicho da seda
Metamorfoses da rã
Nos insectos também ocorrem
metamorfoses.
 Estas podem ser:
 Completas- quando passam pelas fases larvar, ninfa e
insecto adulto;
Ex. traças, borboletas
 Incompletas- quando passam pelas fases larvar e insecto
adulto.
Ex. gafanhoto
Metamorfoses completas
Metamorfoses incompletas
Fase larvar
Fase de insecto adulto

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a reproducao 2.ppt

Reprodução dos animais
Reprodução dos animaisReprodução dos animais
Reprodução dos animais
Roberto Bagatini
 
Reprodução nos Animais
 Reprodução nos Animais Reprodução nos Animais
Reprodução nos Animais
MariaJoão Agualuza
 
Reprodução nos animais
Reprodução nos animaisReprodução nos animais
Reprodução nos animais
Cristiana Pacheco
 
Reprodução nos animais
Reprodução nos animais Reprodução nos animais
Reprodução nos animais
Cristiana Pacheco
 
ReproduçãO Nos Animais1
ReproduçãO Nos Animais1ReproduçãO Nos Animais1
ReproduçãO Nos Animais1
Tânia Reis
 
Reprodução dos Animais
Reprodução dos AnimaisReprodução dos Animais
Reprodução dos Animais
00367p
 
Reprodução dos animais Poppy
Reprodução dos animais PoppyReprodução dos animais Poppy
Reprodução dos animais Poppy
PoppyStardoll7
 
Reprodução dos animais (alterada)
Reprodução dos animais (alterada)Reprodução dos animais (alterada)
Reprodução dos animais (alterada)
Isabel Ribeiro
 
4 Processos Reprodutivos nos animais 2016
4 Processos Reprodutivos nos animais 20164 Processos Reprodutivos nos animais 2016
4 Processos Reprodutivos nos animais 2016
MariaJoão Agualuza
 
A diversidade de processos reprodutivos dos animais
A diversidade de processos reprodutivos dos animaisA diversidade de processos reprodutivos dos animais
A diversidade de processos reprodutivos dos animais
David_Costa_30
 
Aula 8º ano - Reprodução humana
Aula 8º ano - Reprodução humanaAula 8º ano - Reprodução humana
Aula 8º ano - Reprodução humana
Leonardo Kaplan
 
REPRODUÇÃO NOS ANIMAIS.pptx
REPRODUÇÃO NOS ANIMAIS.pptxREPRODUÇÃO NOS ANIMAIS.pptx
REPRODUÇÃO NOS ANIMAIS.pptx
DaniloLuizLopes
 
Animal Reproducao
Animal ReproducaoAnimal Reproducao
Animal Reproducao
MariaJoão Agualuza
 
Reprodução dos animais
Reprodução dos animaisReprodução dos animais
Reprodução dos animais
Joaquim André
 
ciencias_-_8o_ano_aula_6.pdf
ciencias_-_8o_ano_aula_6.pdfciencias_-_8o_ano_aula_6.pdf
ciencias_-_8o_ano_aula_6.pdf
Aglis Delgado
 
Ficha Informativa 2
Ficha Informativa 2Ficha Informativa 2
Ficha Informativa 2
Pratica Matemática
 
reproduoanimais c.n 8º ano.pdfreproduoanimais
reproduoanimais c.n 8º ano.pdfreproduoanimaisreproduoanimais c.n 8º ano.pdfreproduoanimais
reproduoanimais c.n 8º ano.pdfreproduoanimais
alessandraoliveira324
 
Reprodução humana e o crescimento
Reprodução humana e o crescimentoReprodução humana e o crescimento
Reprodução humana e o crescimento
Elsa RITA
 
O Ovo
O OvoO Ovo
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
Maria Jaqueline Mesquita
 

Semelhante a reproducao 2.ppt (20)

Reprodução dos animais
Reprodução dos animaisReprodução dos animais
Reprodução dos animais
 
Reprodução nos Animais
 Reprodução nos Animais Reprodução nos Animais
Reprodução nos Animais
 
Reprodução nos animais
Reprodução nos animaisReprodução nos animais
Reprodução nos animais
 
Reprodução nos animais
Reprodução nos animais Reprodução nos animais
Reprodução nos animais
 
ReproduçãO Nos Animais1
ReproduçãO Nos Animais1ReproduçãO Nos Animais1
ReproduçãO Nos Animais1
 
Reprodução dos Animais
Reprodução dos AnimaisReprodução dos Animais
Reprodução dos Animais
 
Reprodução dos animais Poppy
Reprodução dos animais PoppyReprodução dos animais Poppy
Reprodução dos animais Poppy
 
Reprodução dos animais (alterada)
Reprodução dos animais (alterada)Reprodução dos animais (alterada)
Reprodução dos animais (alterada)
 
4 Processos Reprodutivos nos animais 2016
4 Processos Reprodutivos nos animais 20164 Processos Reprodutivos nos animais 2016
4 Processos Reprodutivos nos animais 2016
 
A diversidade de processos reprodutivos dos animais
A diversidade de processos reprodutivos dos animaisA diversidade de processos reprodutivos dos animais
A diversidade de processos reprodutivos dos animais
 
Aula 8º ano - Reprodução humana
Aula 8º ano - Reprodução humanaAula 8º ano - Reprodução humana
Aula 8º ano - Reprodução humana
 
REPRODUÇÃO NOS ANIMAIS.pptx
REPRODUÇÃO NOS ANIMAIS.pptxREPRODUÇÃO NOS ANIMAIS.pptx
REPRODUÇÃO NOS ANIMAIS.pptx
 
Animal Reproducao
Animal ReproducaoAnimal Reproducao
Animal Reproducao
 
Reprodução dos animais
Reprodução dos animaisReprodução dos animais
Reprodução dos animais
 
ciencias_-_8o_ano_aula_6.pdf
ciencias_-_8o_ano_aula_6.pdfciencias_-_8o_ano_aula_6.pdf
ciencias_-_8o_ano_aula_6.pdf
 
Ficha Informativa 2
Ficha Informativa 2Ficha Informativa 2
Ficha Informativa 2
 
reproduoanimais c.n 8º ano.pdfreproduoanimais
reproduoanimais c.n 8º ano.pdfreproduoanimaisreproduoanimais c.n 8º ano.pdfreproduoanimais
reproduoanimais c.n 8º ano.pdfreproduoanimais
 
Reprodução humana e o crescimento
Reprodução humana e o crescimentoReprodução humana e o crescimento
Reprodução humana e o crescimento
 
O Ovo
O OvoO Ovo
O Ovo
 
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
67347132 sesi-texto-sobre-reproducao
 

Último

- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 

Último (20)

- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 

reproducao 2.ppt

  • 1. Colégio de Ensino Fundamenta e Médio Alternativo /2014
  • 2. Reprodução: Processo pelo qual os seres vivos dão origem a outros seres vivos semelhantes. Tem como finalidade dar continuidade às espécies, impedindo a sua extinção.Ocorre entre indivíduos da mesma espécie.
  • 3. Reprodução Sexuada Assexuada Intervêm dois indivíduos de sexos diferentes, macho e fêmea. Ex. homem, porco , cão Um único ser divide- se e dá origem a descendentes. Ex: estrela do mar, hidra, anémona do mar.
  • 6. Macho--- Testículos--- Espermatozóides Ovo -- Novo ser Fêmea --- Ovários ---- Óvulos Os machos e as fêmeas possuem órgãos próprios para a reprodução que forma o sistema reprodutor, que produz células sexuais ou gâmetas. Os gâmetas masculinos são os espermatozóides, e os gâmetas femininos são os óvulos. Fecundação
  • 7. Fecundação: União do óvulo com o espermatozóide. Desta união surge óvulo fecundado ou célula ovo que ira originar novo ser.
  • 8. Fecundação Interna Dá-se no interior do corpo da fêmea.
  • 9.
  • 10. Fecundação Externa A fêmea lança para a água os óvulos que são fecundados pelos espermatozóides. A fecundação ocorre no ambiente, fora do corpo materno. Ex. rã e peixes.
  • 11.
  • 13. 1- testículo 2- pénis 3- vagina 4- útero 5- ovários
  • 14. Quando é muito fácil fazer a distinção entre machos e fêmeas – Existência de Dimorfismo Sexual
  • 15. Quando não é possível distinguir externamente o macho da fêmea– Não existe Dimorfismo Sexual
  • 16. Parada nupcial ou rituais de acasalamento Conjunto de comportamentos que acontecem antes, durante e após o acasalamento.
  • 17. Comportamentos dos animais na época da reprodução  Bailados Mergulhão-de-crista
  • 18.  Sons Cuco O cuco emite chamamentos ruidosos e monótonos para atrair a fêmea.
  • 22. O que são animais vivíparos?  São animais em que o embrião desenvolve-se no interior do corpo materno à custa de substâncias fornecidas pela mãe através do sangue. Ex. Cavalo
  • 23. O que são animais ovíparos?  Quando o novo ser se desenvolve dentro de um ovo, que está fora do corpo materno, e alimenta-se à custa de substâncias de reserva contidas no ovo. Ex. galinha
  • 24. O que são animais ovovivíparos?  O novo ser desenvolve-se dentro de um ovo com casca muito fina que fica dentro do corpo da mãe. Ex. Cobra
  • 25. Quando é que o desenvolvimento de um animal é directo?  Quando não sofrem grandes modificações nas suas características, mantendo um aspecto semelhante durante o crescimento até à idade adulto.
  • 26. Quando é que o desenvolvimento de um animal é indirecto?  Quando passam por grandes transformações, desde que nascem até atingirem o estado adulto.  Ex: rã, borboleta.
  • 27.
  • 28. O que são metamorfoses?  São um conjunto de transformações internas e externas que certos animais sofrem desde o nascimento até se tornarem adultos.  Ex.: rã, bicho da seda
  • 30.
  • 31.
  • 32. Nos insectos também ocorrem metamorfoses.  Estas podem ser:  Completas- quando passam pelas fases larvar, ninfa e insecto adulto; Ex. traças, borboletas  Incompletas- quando passam pelas fases larvar e insecto adulto. Ex. gafanhoto