SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA: ESCOLA ESTADUAL DE TEMPO INTEGRAL PROFESSORA MARIA CARMELITA DO
CARMO
DISCIPLINA: BIOLOGIA
PROFESSOR: WENDELL CORRÊA
TURMA: 2ª anos. A / B / C
BIOLOGIA
(estudo orientado)
INTRODUÇÃO À BOTÂNICA
Livro didático pág., 62 a 69.
No Reino Plantae também conhecido como
Reino Vegetal ou Metaphyta, encontramos as plantas
que são seres eucariontes, multicelulares, autótrofas
(por fotossíntese), possuem tecidos verdadeiros e
armazenam amido como sua reserva de glicose,
possuem parede celular composta de um
polissacarídeo denominado celulose, apresentam
clorofila A e B dentro de plastídeos especiais
denominados cloroplastos. Diferenciam-se das algas
por possuírem embrião protegido.
Dentro do Reino encontramos alguns grupos:
Briófitas, Pteridófitas, Gimnospermas e
Angiospermas. Não usei o termo Filo, pois dentro do
grupo Briófita existem 3 filos: briófitas,
Antocerófitas e Hepatófitas. Isso ocorre em outros
grupos também.
As plantas possuem algumas novidades
evolutivas compartilhadas (apomorfias) que serão
demonstradas no cladograma.
A EVOLUÇÃO DAS PLANTAS
CONCEITOS BÁSICOS
Embriófitas: todas as plantas são embriófitas,
pois possuem um embrião que é alimentado pela mãe,
o que chamamos de matrotrofia.
Criptógamas: são plantas que não possuem
órgãos reprodutores visíveis. Como exemplo temos
as briófitas e as pteridófitas.
Fanerógamas: são plantas que possuem órgãos
reprodutores visíveis. Como exemplo temos as
gimnospermas e as angiospermas.
Traqueófitas: são as plantas que possuem
vasos condutores de seiva
(vasculares). Como exemplo
temos as pteridófitas, as
gimnospermas e as
angiospermas.
Sifonógamas: são as
plantas que possuem pólen e
formam tubo polínico. Como
exemplo temos as
gimnospermas e as
angiospermas.
Espermatófita: são as
plantas que possuem
sementes. Como exemplo
temos as gimnospermas e as
angiospermas.
Criptógamas: Plantas
que não possuem sistema reprodutor visível. Ex.:
Briófitas e Pteridófitas.
Anatomia dos grupos
BRIÓFITAS
Características gerais
As briófitas são representadas principalmente
por musgos, hepáticas e antóceros. São plantas
avasculares. Seu transporte de minerais, água e
produtos orgânicos ocorre por difusão, o que limita
o crescimento da planta. São plantas diminutas.
Não possuem raiz, caule e folhas verdadeiros,
pois estes dependem de vasos condutores (xilema e
floema). Tais estruturas são substituídos por falsas
raízes (rizoides), falsos caules (cauloide) e falsas
folhas (filoides).
Em musgos mais derivados ocorrem
primórdios vasculares, o hadroma (que conduz seiva
bruta) e o leptoma (que conduz seiva elaborada), não
possuem vasos condutores (Avasculares).
Ex: Musgos, Hepáticas e Antóceros.
Ciclo reprodutivo em musgos
A fase (porção da planta) duradoura em uma
briófita é a de gametófito. Neles estão as estruturas
vegetaivas (cauloide, filoide e rizoide). O gametófito,
quando submetido a temperatura ideal e,
principalmente, quando encharcado, produz gametas
masculinos denominados anterozoides (haploides)
dentro de uma estrutura apical denominada anterídio.
Tais gametas são biflagelados e, pela água, se
deslocam ao encontro das oosferas (também
haploides) produzidas por outra planta em estruturas
no formato de garrafa chamadas arquegônios.
A fecundação ocorre dentro do arquegônio com
a união entre os dois gametas, formando um zigoto
diploide. O zigoto fica preso à estrutura gametofítica
e o seu desenvolvimento culmina na formação do
esporófito, que é igualmente diploide.
O esporófito nada mais é do que uma haste com
uma cápsula na extremidade. Dentro desta cápsula,
células entram em meiose e dão origem a esporos
haploides. Ao terminarem a maturação, os esporros
são liberados de dentro da cápsula e são dispersos ao
vento. Caindo em local propício, germinam em uma
proliferação mitótica (mitoses) e geram novos
gametófitos (haploides), portanto que reiniciam o
ciclo.
PTERIDÓFITAS
O filo Pteridophyta é representado por
samambaias, avencas, polipódios, cavalinhas,
avencas, xaxins, entre outras. São caracterizadas na
botânica por serem o primeiro grupo composto por
plantas verdadeiramente vascularizadas, com xilema
(na forma de traqueídes) e floema, mas que ainda não
apresentam embrião envolto por uma semente.
A vascularização neste grupo permitiu o
desenvolvimento de plantas muito maiores
comparadas as briófitas. Apresentam folhas, caules e
raízes verdadeiras e sua dispersão no planeta foi
consideravelmente grande, mas ainda limitada a
regiões mais úmidas, pois também necessitam da
água como mecanismo de transporte de gametas
masculinos para a fecundação.
Ciclo reprodutivo em samambaias
Para ser bem compreendido, o ciclo de vida de
uma pteridófita deve ter seu início a partir do
esporófito, a fase duradoura e mais conhecida da
planta (as samambaias são esporófitos).
Na porção inferior das folhas, de maneira
sazonal, a planta desenvolve estruturas denominadas
soros. Tais estruturas são pequenas “bolinhas” de cor
ferrugínea, que à lupa podem ser descritas como um
amontoado de escamas minúsculas. Da face inferior
dessas escamas são liberados esporos haploides (n)
originados por meiose de células precursoras
diploides.
Os esporos levados ao vento, quando caem em
local propício, germinam e dão origem a uma
estrutura cordiforme (em formato de coração)
denominada prótalo, que nada mais é do que a fase
gametofítica haploide da planta. O gametófito possui
anterídios e arquegônios no qual se desenvolvem por
via mitótica anterozoides e oosferas,
respectivamente. Da mesma maneira como ocorria
nas briófitas, os anterozoides são biflagelados e se
deslocam até a oosfera quando a presença de água
permite promovendo fecundação.
Após fecundados os gametas haploides,
ocorre a formação de um zigoto diploide que inicia
um processo proliferativo ainda preso ao prótalo,
formando brotos jovens denominados báculos (ou
báculas). O crescimento destas estruturas dará origem
a uma nova samambaia.
ESTUDO ORIENTADO DE BIOLOGIA
EXERCÍCIO
1. Encontram-se listadas abaixo características dos principais grupos vegetais. Numere a Coluna B de
acordo com a Coluna A.
Coluna A
1 briófita
2 pteridófita
3 espermatófita
Coluna B
( ) planta avascular
( ) gametófito mais desenvolvido que o esporófito
( ) presença de flores
( ) gametófito denominado prótalo Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses da
Coluna B, de cima para baixo.
a) 1 – 1 – 3 – 2
b) 2 – 1 – 3 – 1
c) 3 – 2 – 1 – 3
d) 2 – 3 – 1 – 2
e) 1 – 3 – 2 – 1
2. (UEPA-PROSEL/2002) “São Jorge do Jabuti Queimado, distrito de Igarapé — Açu, a 100 Km de
Belém, é pólo de pesquisa da EMBRAPA no cultivo da pimenta longa, espécie arbustiva obtida de
sementes retiradas de frutos compridos, base da extração do safrol, substância usada na fabricação de
cosméticos e inseticidas naturais.” (Revista Globo Rural, Março de 2001)
A pimenta longa que poderá recolocar o Brasil como primeiro produtor mundial de safrol é uma planta:
a) criptógama, atraqueófita e talófita
b) criptógama, atraqueófita e briófita
c) criptógama, traqueófita e pteridófita
d) fanerógama, traqueófita e angiosperma
e) fanerógama, traqueófita e gimnosperma
3. Quais os conceitos de embriófitas, criptógamas e fanerógamas?
4. Quais as características gerais do reino plantae?
5. UFRGS Briófitas e pteridófitas apresentam várias características em comum, mas também diferem
em muitos aspectos. Assinale a característica que pertence a apenas um desses grupos de plantas.
a) crescer preferencialmente em solos úmidos e sombreados
b) necessitar de água para reproduzir-se
c) não ter flores, sementes e frutos
d) ser criptógamas
e) ser portadora de tecidos de transporte

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reprodução seres vivos 2011
Reprodução seres vivos   2011Reprodução seres vivos   2011
Reprodução seres vivos 2011
Roberto Bagatini
 
Reprodução nas plantas
Reprodução nas plantasReprodução nas plantas
Reprodução nas plantas
danielpinheiro
 
Reprodução assexuada e sexuada
Reprodução assexuada  e sexuadaReprodução assexuada  e sexuada
Reprodução assexuada e sexuada
Matheus Faria do Valle
 
II.4 Reino Fungi
II.4 Reino FungiII.4 Reino Fungi
II.4 Reino Fungi
Rebeca Vale
 
7º ano ciências plantas
7º ano ciências plantas7º ano ciências plantas
7º ano ciências plantas
Carlos Magno Braga
 
Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
Gabriela de Lima
 
Reino Plantas
Reino PlantasReino Plantas
Reino Plantas
infoeducp2
 
A Célula - Unidade básica da vida
A Célula - Unidade básica da vidaA Célula - Unidade básica da vida
A Célula - Unidade básica da vida
Catir
 
Gimnospermas e angiosperma
Gimnospermas e angiospermaGimnospermas e angiosperma
Gimnospermas e angiosperma
Alpha Colégio e Vestibulares
 
7 ano classificação das plantas
7 ano classificação das plantas7 ano classificação das plantas
7 ano classificação das plantas
crisbassanimedeiros
 
Célula animal e vegetal
Célula animal e vegetalCélula animal e vegetal
Célula animal e vegetal
00367p
 
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
cristiana Leal
 
Cadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentaresCadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentares
Gabriela de Lima
 
Aval 7 ano(carac_classif_seres)-gabarito
Aval 7 ano(carac_classif_seres)-gabaritoAval 7 ano(carac_classif_seres)-gabarito
Aval 7 ano(carac_classif_seres)-gabarito
Ercio Novaes
 
A diversidade de processos reprodutivos dos animais
A diversidade de processos reprodutivos dos animaisA diversidade de processos reprodutivos dos animais
A diversidade de processos reprodutivos dos animais
David_Costa_30
 
IV. 1 Formação de novas espécies
IV. 1 Formação de novas espéciesIV. 1 Formação de novas espécies
IV. 1 Formação de novas espécies
Rebeca Vale
 
Briofitas
BriofitasBriofitas
Briofitas
jcrrios
 
Reprodução plantas
Reprodução plantasReprodução plantas
Reprodução plantas
Sofia Mendes
 
LENTES ESFÉRICAS - apostila
LENTES ESFÉRICAS - apostilaLENTES ESFÉRICAS - apostila
LENTES ESFÉRICAS - apostila
Marco Antonio Sanches
 
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Bio
 

Mais procurados (20)

Reprodução seres vivos 2011
Reprodução seres vivos   2011Reprodução seres vivos   2011
Reprodução seres vivos 2011
 
Reprodução nas plantas
Reprodução nas plantasReprodução nas plantas
Reprodução nas plantas
 
Reprodução assexuada e sexuada
Reprodução assexuada  e sexuadaReprodução assexuada  e sexuada
Reprodução assexuada e sexuada
 
II.4 Reino Fungi
II.4 Reino FungiII.4 Reino Fungi
II.4 Reino Fungi
 
7º ano ciências plantas
7º ano ciências plantas7º ano ciências plantas
7º ano ciências plantas
 
Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
 
Reino Plantas
Reino PlantasReino Plantas
Reino Plantas
 
A Célula - Unidade básica da vida
A Célula - Unidade básica da vidaA Célula - Unidade básica da vida
A Célula - Unidade básica da vida
 
Gimnospermas e angiosperma
Gimnospermas e angiospermaGimnospermas e angiosperma
Gimnospermas e angiosperma
 
7 ano classificação das plantas
7 ano classificação das plantas7 ano classificação das plantas
7 ano classificação das plantas
 
Célula animal e vegetal
Célula animal e vegetalCélula animal e vegetal
Célula animal e vegetal
 
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
 
Cadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentaresCadeia e teias alimentares
Cadeia e teias alimentares
 
Aval 7 ano(carac_classif_seres)-gabarito
Aval 7 ano(carac_classif_seres)-gabaritoAval 7 ano(carac_classif_seres)-gabarito
Aval 7 ano(carac_classif_seres)-gabarito
 
A diversidade de processos reprodutivos dos animais
A diversidade de processos reprodutivos dos animaisA diversidade de processos reprodutivos dos animais
A diversidade de processos reprodutivos dos animais
 
IV. 1 Formação de novas espécies
IV. 1 Formação de novas espéciesIV. 1 Formação de novas espécies
IV. 1 Formação de novas espécies
 
Briofitas
BriofitasBriofitas
Briofitas
 
Reprodução plantas
Reprodução plantasReprodução plantas
Reprodução plantas
 
LENTES ESFÉRICAS - apostila
LENTES ESFÉRICAS - apostilaLENTES ESFÉRICAS - apostila
LENTES ESFÉRICAS - apostila
 
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
 

Semelhante a reino plantae conceito, briofitas e pteridofitas.pdf

Classificacao e reproducao das plantas
Classificacao e reproducao das plantasClassificacao e reproducao das plantas
Classificacao e reproducao das plantas
biroskaa
 
Apostila botânica-pronta.107.193
Apostila botânica-pronta.107.193Apostila botânica-pronta.107.193
Apostila botânica-pronta.107.193
Isabella Silva
 
Reinodasplantas 130731180649-phpapp01
Reinodasplantas 130731180649-phpapp01Reinodasplantas 130731180649-phpapp01
Reinodasplantas 130731180649-phpapp01
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Reino vegetal aprofundamento
Reino vegetal aprofundamentoReino vegetal aprofundamento
Reino vegetal aprofundamento
letyap
 
Apostila botânica-pronta.107.193
Apostila botânica-pronta.107.193Apostila botânica-pronta.107.193
Apostila botânica-pronta.107.193
sergio_chumbinho
 
Apostila botânica-pronta.107.193
Apostila botânica-pronta.107.193Apostila botânica-pronta.107.193
Apostila botânica-pronta.107.193
Silvana De Fátima Engelmann
 
Apostila botanica
Apostila botanicaApostila botanica
Apostila botanica
Aline Volpini
 
Reino das Plantas
Reino das PlantasReino das Plantas
Reino das Plantas
Ikaro Slipk
 
Plantas vasculares 1
Plantas  vasculares 1Plantas  vasculares 1
Plantas vasculares 1
SESI 422 - Americana
 
Reinodasplantas 130731180649-phpapp01
Reinodasplantas 130731180649-phpapp01Reinodasplantas 130731180649-phpapp01
Reinodasplantas 130731180649-phpapp01
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Reino das plantas
Reino das plantasReino das plantas
Briofitas
BriofitasBriofitas
Briofitas
URCA
 
Frente 3 módulo 2 Reprodução nas briófitas e pteridófitas
Frente 3 módulo 2 Reprodução nas briófitas e pteridófitasFrente 3 módulo 2 Reprodução nas briófitas e pteridófitas
Frente 3 módulo 2 Reprodução nas briófitas e pteridófitas
Colégio Batista de Mantena
 
Botânica+..
Botânica+..Botânica+..
Botânica+..
JadeNeves
 
Semi reino vegetal
Semi reino vegetalSemi reino vegetal
Semi reino vegetal
aulasdotubao
 
Vegetais2007
Vegetais2007Vegetais2007
Vegetais2007
TANIA VINHOLI
 
Aulas sobre plantas
Aulas sobre plantasAulas sobre plantas
Aulas sobre plantas
Fatima Comiotto
 
Aula bio 30set2011 2
Aula bio 30set2011 2Aula bio 30set2011 2
Aula bio 30set2011 2
Roberto Bagatini
 
Botânica
BotânicaBotânica
Botânica
familiaestagio
 
Curso Pré Vestibular Sistema Objetivo - Colégio Batista de Mantena.Aula sobre...
Curso Pré Vestibular Sistema Objetivo - Colégio Batista de Mantena.Aula sobre...Curso Pré Vestibular Sistema Objetivo - Colégio Batista de Mantena.Aula sobre...
Curso Pré Vestibular Sistema Objetivo - Colégio Batista de Mantena.Aula sobre...
Colégio Batista de Mantena
 

Semelhante a reino plantae conceito, briofitas e pteridofitas.pdf (20)

Classificacao e reproducao das plantas
Classificacao e reproducao das plantasClassificacao e reproducao das plantas
Classificacao e reproducao das plantas
 
Apostila botânica-pronta.107.193
Apostila botânica-pronta.107.193Apostila botânica-pronta.107.193
Apostila botânica-pronta.107.193
 
Reinodasplantas 130731180649-phpapp01
Reinodasplantas 130731180649-phpapp01Reinodasplantas 130731180649-phpapp01
Reinodasplantas 130731180649-phpapp01
 
Reino vegetal aprofundamento
Reino vegetal aprofundamentoReino vegetal aprofundamento
Reino vegetal aprofundamento
 
Apostila botânica-pronta.107.193
Apostila botânica-pronta.107.193Apostila botânica-pronta.107.193
Apostila botânica-pronta.107.193
 
Apostila botânica-pronta.107.193
Apostila botânica-pronta.107.193Apostila botânica-pronta.107.193
Apostila botânica-pronta.107.193
 
Apostila botanica
Apostila botanicaApostila botanica
Apostila botanica
 
Reino das Plantas
Reino das PlantasReino das Plantas
Reino das Plantas
 
Plantas vasculares 1
Plantas  vasculares 1Plantas  vasculares 1
Plantas vasculares 1
 
Reinodasplantas 130731180649-phpapp01
Reinodasplantas 130731180649-phpapp01Reinodasplantas 130731180649-phpapp01
Reinodasplantas 130731180649-phpapp01
 
Reino das plantas
Reino das plantasReino das plantas
Reino das plantas
 
Briofitas
BriofitasBriofitas
Briofitas
 
Frente 3 módulo 2 Reprodução nas briófitas e pteridófitas
Frente 3 módulo 2 Reprodução nas briófitas e pteridófitasFrente 3 módulo 2 Reprodução nas briófitas e pteridófitas
Frente 3 módulo 2 Reprodução nas briófitas e pteridófitas
 
Botânica+..
Botânica+..Botânica+..
Botânica+..
 
Semi reino vegetal
Semi reino vegetalSemi reino vegetal
Semi reino vegetal
 
Vegetais2007
Vegetais2007Vegetais2007
Vegetais2007
 
Aulas sobre plantas
Aulas sobre plantasAulas sobre plantas
Aulas sobre plantas
 
Aula bio 30set2011 2
Aula bio 30set2011 2Aula bio 30set2011 2
Aula bio 30set2011 2
 
Botânica
BotânicaBotânica
Botânica
 
Curso Pré Vestibular Sistema Objetivo - Colégio Batista de Mantena.Aula sobre...
Curso Pré Vestibular Sistema Objetivo - Colégio Batista de Mantena.Aula sobre...Curso Pré Vestibular Sistema Objetivo - Colégio Batista de Mantena.Aula sobre...
Curso Pré Vestibular Sistema Objetivo - Colégio Batista de Mantena.Aula sobre...
 

Mais de antoniojosdaschagas

156-Texto do Artigo-669-1-10-20110427 (1).pdf
156-Texto do Artigo-669-1-10-20110427 (1).pdf156-Texto do Artigo-669-1-10-20110427 (1).pdf
156-Texto do Artigo-669-1-10-20110427 (1).pdf
antoniojosdaschagas
 
50 IDEIAS DE BIOLOGIA QUE VOCÊ PRECISA CONHECER (1).pdf
50 IDEIAS DE BIOLOGIA QUE VOCÊ PRECISA CONHECER (1).pdf50 IDEIAS DE BIOLOGIA QUE VOCÊ PRECISA CONHECER (1).pdf
50 IDEIAS DE BIOLOGIA QUE VOCÊ PRECISA CONHECER (1).pdf
antoniojosdaschagas
 
01+-+ADEON+-+Artigo+Maria+Lucélia+Medeiros+de+Souza.pdf
01+-+ADEON+-+Artigo+Maria+Lucélia+Medeiros+de+Souza.pdf01+-+ADEON+-+Artigo+Maria+Lucélia+Medeiros+de+Souza.pdf
01+-+ADEON+-+Artigo+Maria+Lucélia+Medeiros+de+Souza.pdf
antoniojosdaschagas
 
66203865-genetica-parte-iii-e1646413291 (1).pdf
66203865-genetica-parte-iii-e1646413291 (1).pdf66203865-genetica-parte-iii-e1646413291 (1).pdf
66203865-genetica-parte-iii-e1646413291 (1).pdf
antoniojosdaschagas
 
PNLD 2021 Objeto 1 - Projetos Integradores Professor.pdf
PNLD 2021 Objeto 1 - Projetos Integradores Professor.pdfPNLD 2021 Objeto 1 - Projetos Integradores Professor.pdf
PNLD 2021 Objeto 1 - Projetos Integradores Professor.pdf
antoniojosdaschagas
 
MAPA CONCEITUAL.pdf
MAPA CONCEITUAL.pdfMAPA CONCEITUAL.pdf
MAPA CONCEITUAL.pdf
antoniojosdaschagas
 
Características dos componentes do reino Monera (1).ppt
Características dos componentes do reino Monera (1).pptCaracterísticas dos componentes do reino Monera (1).ppt
Características dos componentes do reino Monera (1).ppt
antoniojosdaschagas
 
1a Lei de mendel.pdf
1a Lei de mendel.pdf1a Lei de mendel.pdf
1a Lei de mendel.pdf
antoniojosdaschagas
 
biologia-1-ano-ensino-medio-planejamento-bimestral-www.leonardoportal.com-.docx
biologia-1-ano-ensino-medio-planejamento-bimestral-www.leonardoportal.com-.docxbiologia-1-ano-ensino-medio-planejamento-bimestral-www.leonardoportal.com-.docx
biologia-1-ano-ensino-medio-planejamento-bimestral-www.leonardoportal.com-.docx
antoniojosdaschagas
 
Sucessao ecologica.pptx
Sucessao ecologica.pptxSucessao ecologica.pptx
Sucessao ecologica.pptx
antoniojosdaschagas
 
ECOLOGIA - Controle de pragas.ppt
ECOLOGIA - Controle de pragas.pptECOLOGIA - Controle de pragas.ppt
ECOLOGIA - Controle de pragas.ppt
antoniojosdaschagas
 
ECOLOGIA - ciclo da agua.ppt
ECOLOGIA - ciclo da agua.pptECOLOGIA - ciclo da agua.ppt
ECOLOGIA - ciclo da agua.ppt
antoniojosdaschagas
 
ECOLOGIA - ciclo do nitrogenio.ppt
ECOLOGIA - ciclo do nitrogenio.pptECOLOGIA - ciclo do nitrogenio.ppt
ECOLOGIA - ciclo do nitrogenio.ppt
antoniojosdaschagas
 
Aquecimento Global - Verdade ou Mentira.ppt
Aquecimento Global - Verdade ou Mentira.pptAquecimento Global - Verdade ou Mentira.ppt
Aquecimento Global - Verdade ou Mentira.ppt
antoniojosdaschagas
 
GENETICA - hereditariedade II(1).ppt
GENETICA - hereditariedade II(1).pptGENETICA - hereditariedade II(1).ppt
GENETICA - hereditariedade II(1).ppt
antoniojosdaschagas
 
Os genes alelos múltiplos.ppt
Os genes alelos múltiplos.pptOs genes alelos múltiplos.ppt
Os genes alelos múltiplos.ppt
antoniojosdaschagas
 
+650 Atividades Para Autistas.pdf
+650 Atividades Para Autistas.pdf+650 Atividades Para Autistas.pdf
+650 Atividades Para Autistas.pdf
antoniojosdaschagas
 
Livro_lopes-rosso_energia.pdf
Livro_lopes-rosso_energia.pdfLivro_lopes-rosso_energia.pdf
Livro_lopes-rosso_energia.pdf
antoniojosdaschagas
 
GENETICA - engenharia genetica.ppt
GENETICA - engenharia genetica.pptGENETICA - engenharia genetica.ppt
GENETICA - engenharia genetica.ppt
antoniojosdaschagas
 
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
antoniojosdaschagas
 

Mais de antoniojosdaschagas (20)

156-Texto do Artigo-669-1-10-20110427 (1).pdf
156-Texto do Artigo-669-1-10-20110427 (1).pdf156-Texto do Artigo-669-1-10-20110427 (1).pdf
156-Texto do Artigo-669-1-10-20110427 (1).pdf
 
50 IDEIAS DE BIOLOGIA QUE VOCÊ PRECISA CONHECER (1).pdf
50 IDEIAS DE BIOLOGIA QUE VOCÊ PRECISA CONHECER (1).pdf50 IDEIAS DE BIOLOGIA QUE VOCÊ PRECISA CONHECER (1).pdf
50 IDEIAS DE BIOLOGIA QUE VOCÊ PRECISA CONHECER (1).pdf
 
01+-+ADEON+-+Artigo+Maria+Lucélia+Medeiros+de+Souza.pdf
01+-+ADEON+-+Artigo+Maria+Lucélia+Medeiros+de+Souza.pdf01+-+ADEON+-+Artigo+Maria+Lucélia+Medeiros+de+Souza.pdf
01+-+ADEON+-+Artigo+Maria+Lucélia+Medeiros+de+Souza.pdf
 
66203865-genetica-parte-iii-e1646413291 (1).pdf
66203865-genetica-parte-iii-e1646413291 (1).pdf66203865-genetica-parte-iii-e1646413291 (1).pdf
66203865-genetica-parte-iii-e1646413291 (1).pdf
 
PNLD 2021 Objeto 1 - Projetos Integradores Professor.pdf
PNLD 2021 Objeto 1 - Projetos Integradores Professor.pdfPNLD 2021 Objeto 1 - Projetos Integradores Professor.pdf
PNLD 2021 Objeto 1 - Projetos Integradores Professor.pdf
 
MAPA CONCEITUAL.pdf
MAPA CONCEITUAL.pdfMAPA CONCEITUAL.pdf
MAPA CONCEITUAL.pdf
 
Características dos componentes do reino Monera (1).ppt
Características dos componentes do reino Monera (1).pptCaracterísticas dos componentes do reino Monera (1).ppt
Características dos componentes do reino Monera (1).ppt
 
1a Lei de mendel.pdf
1a Lei de mendel.pdf1a Lei de mendel.pdf
1a Lei de mendel.pdf
 
biologia-1-ano-ensino-medio-planejamento-bimestral-www.leonardoportal.com-.docx
biologia-1-ano-ensino-medio-planejamento-bimestral-www.leonardoportal.com-.docxbiologia-1-ano-ensino-medio-planejamento-bimestral-www.leonardoportal.com-.docx
biologia-1-ano-ensino-medio-planejamento-bimestral-www.leonardoportal.com-.docx
 
Sucessao ecologica.pptx
Sucessao ecologica.pptxSucessao ecologica.pptx
Sucessao ecologica.pptx
 
ECOLOGIA - Controle de pragas.ppt
ECOLOGIA - Controle de pragas.pptECOLOGIA - Controle de pragas.ppt
ECOLOGIA - Controle de pragas.ppt
 
ECOLOGIA - ciclo da agua.ppt
ECOLOGIA - ciclo da agua.pptECOLOGIA - ciclo da agua.ppt
ECOLOGIA - ciclo da agua.ppt
 
ECOLOGIA - ciclo do nitrogenio.ppt
ECOLOGIA - ciclo do nitrogenio.pptECOLOGIA - ciclo do nitrogenio.ppt
ECOLOGIA - ciclo do nitrogenio.ppt
 
Aquecimento Global - Verdade ou Mentira.ppt
Aquecimento Global - Verdade ou Mentira.pptAquecimento Global - Verdade ou Mentira.ppt
Aquecimento Global - Verdade ou Mentira.ppt
 
GENETICA - hereditariedade II(1).ppt
GENETICA - hereditariedade II(1).pptGENETICA - hereditariedade II(1).ppt
GENETICA - hereditariedade II(1).ppt
 
Os genes alelos múltiplos.ppt
Os genes alelos múltiplos.pptOs genes alelos múltiplos.ppt
Os genes alelos múltiplos.ppt
 
+650 Atividades Para Autistas.pdf
+650 Atividades Para Autistas.pdf+650 Atividades Para Autistas.pdf
+650 Atividades Para Autistas.pdf
 
Livro_lopes-rosso_energia.pdf
Livro_lopes-rosso_energia.pdfLivro_lopes-rosso_energia.pdf
Livro_lopes-rosso_energia.pdf
 
GENETICA - engenharia genetica.ppt
GENETICA - engenharia genetica.pptGENETICA - engenharia genetica.ppt
GENETICA - engenharia genetica.ppt
 
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
 

reino plantae conceito, briofitas e pteridofitas.pdf

  • 1. ESCOLA: ESCOLA ESTADUAL DE TEMPO INTEGRAL PROFESSORA MARIA CARMELITA DO CARMO DISCIPLINA: BIOLOGIA PROFESSOR: WENDELL CORRÊA TURMA: 2ª anos. A / B / C BIOLOGIA (estudo orientado) INTRODUÇÃO À BOTÂNICA Livro didático pág., 62 a 69. No Reino Plantae também conhecido como Reino Vegetal ou Metaphyta, encontramos as plantas que são seres eucariontes, multicelulares, autótrofas (por fotossíntese), possuem tecidos verdadeiros e armazenam amido como sua reserva de glicose, possuem parede celular composta de um polissacarídeo denominado celulose, apresentam clorofila A e B dentro de plastídeos especiais denominados cloroplastos. Diferenciam-se das algas por possuírem embrião protegido. Dentro do Reino encontramos alguns grupos: Briófitas, Pteridófitas, Gimnospermas e Angiospermas. Não usei o termo Filo, pois dentro do grupo Briófita existem 3 filos: briófitas, Antocerófitas e Hepatófitas. Isso ocorre em outros grupos também. As plantas possuem algumas novidades evolutivas compartilhadas (apomorfias) que serão demonstradas no cladograma. A EVOLUÇÃO DAS PLANTAS CONCEITOS BÁSICOS Embriófitas: todas as plantas são embriófitas, pois possuem um embrião que é alimentado pela mãe, o que chamamos de matrotrofia. Criptógamas: são plantas que não possuem órgãos reprodutores visíveis. Como exemplo temos as briófitas e as pteridófitas. Fanerógamas: são plantas que possuem órgãos reprodutores visíveis. Como exemplo temos as gimnospermas e as angiospermas. Traqueófitas: são as plantas que possuem vasos condutores de seiva (vasculares). Como exemplo temos as pteridófitas, as gimnospermas e as angiospermas. Sifonógamas: são as plantas que possuem pólen e formam tubo polínico. Como exemplo temos as gimnospermas e as angiospermas. Espermatófita: são as plantas que possuem sementes. Como exemplo temos as gimnospermas e as angiospermas. Criptógamas: Plantas que não possuem sistema reprodutor visível. Ex.: Briófitas e Pteridófitas. Anatomia dos grupos BRIÓFITAS Características gerais As briófitas são representadas principalmente por musgos, hepáticas e antóceros. São plantas avasculares. Seu transporte de minerais, água e
  • 2. produtos orgânicos ocorre por difusão, o que limita o crescimento da planta. São plantas diminutas. Não possuem raiz, caule e folhas verdadeiros, pois estes dependem de vasos condutores (xilema e floema). Tais estruturas são substituídos por falsas raízes (rizoides), falsos caules (cauloide) e falsas folhas (filoides). Em musgos mais derivados ocorrem primórdios vasculares, o hadroma (que conduz seiva bruta) e o leptoma (que conduz seiva elaborada), não possuem vasos condutores (Avasculares). Ex: Musgos, Hepáticas e Antóceros. Ciclo reprodutivo em musgos A fase (porção da planta) duradoura em uma briófita é a de gametófito. Neles estão as estruturas vegetaivas (cauloide, filoide e rizoide). O gametófito, quando submetido a temperatura ideal e, principalmente, quando encharcado, produz gametas masculinos denominados anterozoides (haploides) dentro de uma estrutura apical denominada anterídio. Tais gametas são biflagelados e, pela água, se deslocam ao encontro das oosferas (também haploides) produzidas por outra planta em estruturas no formato de garrafa chamadas arquegônios. A fecundação ocorre dentro do arquegônio com a união entre os dois gametas, formando um zigoto diploide. O zigoto fica preso à estrutura gametofítica e o seu desenvolvimento culmina na formação do esporófito, que é igualmente diploide. O esporófito nada mais é do que uma haste com uma cápsula na extremidade. Dentro desta cápsula, células entram em meiose e dão origem a esporos haploides. Ao terminarem a maturação, os esporros são liberados de dentro da cápsula e são dispersos ao vento. Caindo em local propício, germinam em uma proliferação mitótica (mitoses) e geram novos gametófitos (haploides), portanto que reiniciam o ciclo. PTERIDÓFITAS O filo Pteridophyta é representado por samambaias, avencas, polipódios, cavalinhas, avencas, xaxins, entre outras. São caracterizadas na botânica por serem o primeiro grupo composto por plantas verdadeiramente vascularizadas, com xilema (na forma de traqueídes) e floema, mas que ainda não apresentam embrião envolto por uma semente. A vascularização neste grupo permitiu o desenvolvimento de plantas muito maiores comparadas as briófitas. Apresentam folhas, caules e raízes verdadeiras e sua dispersão no planeta foi consideravelmente grande, mas ainda limitada a
  • 3. regiões mais úmidas, pois também necessitam da água como mecanismo de transporte de gametas masculinos para a fecundação. Ciclo reprodutivo em samambaias Para ser bem compreendido, o ciclo de vida de uma pteridófita deve ter seu início a partir do esporófito, a fase duradoura e mais conhecida da planta (as samambaias são esporófitos). Na porção inferior das folhas, de maneira sazonal, a planta desenvolve estruturas denominadas soros. Tais estruturas são pequenas “bolinhas” de cor ferrugínea, que à lupa podem ser descritas como um amontoado de escamas minúsculas. Da face inferior dessas escamas são liberados esporos haploides (n) originados por meiose de células precursoras diploides. Os esporos levados ao vento, quando caem em local propício, germinam e dão origem a uma estrutura cordiforme (em formato de coração) denominada prótalo, que nada mais é do que a fase gametofítica haploide da planta. O gametófito possui anterídios e arquegônios no qual se desenvolvem por via mitótica anterozoides e oosferas, respectivamente. Da mesma maneira como ocorria nas briófitas, os anterozoides são biflagelados e se deslocam até a oosfera quando a presença de água permite promovendo fecundação. Após fecundados os gametas haploides, ocorre a formação de um zigoto diploide que inicia um processo proliferativo ainda preso ao prótalo, formando brotos jovens denominados báculos (ou báculas). O crescimento destas estruturas dará origem a uma nova samambaia.
  • 4. ESTUDO ORIENTADO DE BIOLOGIA EXERCÍCIO 1. Encontram-se listadas abaixo características dos principais grupos vegetais. Numere a Coluna B de acordo com a Coluna A. Coluna A 1 briófita 2 pteridófita 3 espermatófita Coluna B ( ) planta avascular ( ) gametófito mais desenvolvido que o esporófito ( ) presença de flores ( ) gametófito denominado prótalo Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses da Coluna B, de cima para baixo. a) 1 – 1 – 3 – 2 b) 2 – 1 – 3 – 1 c) 3 – 2 – 1 – 3 d) 2 – 3 – 1 – 2 e) 1 – 3 – 2 – 1 2. (UEPA-PROSEL/2002) “São Jorge do Jabuti Queimado, distrito de Igarapé — Açu, a 100 Km de Belém, é pólo de pesquisa da EMBRAPA no cultivo da pimenta longa, espécie arbustiva obtida de sementes retiradas de frutos compridos, base da extração do safrol, substância usada na fabricação de cosméticos e inseticidas naturais.” (Revista Globo Rural, Março de 2001) A pimenta longa que poderá recolocar o Brasil como primeiro produtor mundial de safrol é uma planta: a) criptógama, atraqueófita e talófita b) criptógama, atraqueófita e briófita c) criptógama, traqueófita e pteridófita d) fanerógama, traqueófita e angiosperma e) fanerógama, traqueófita e gimnosperma 3. Quais os conceitos de embriófitas, criptógamas e fanerógamas? 4. Quais as características gerais do reino plantae? 5. UFRGS Briófitas e pteridófitas apresentam várias características em comum, mas também diferem em muitos aspectos. Assinale a característica que pertence a apenas um desses grupos de plantas. a) crescer preferencialmente em solos úmidos e sombreados b) necessitar de água para reproduzir-se c) não ter flores, sementes e frutos d) ser criptógamas e) ser portadora de tecidos de transporte