SlideShare uma empresa Scribd logo
SOCIEDADE TEOSÓFICA
REENCARNAÇÃO
Saiba que o Ser é o
passageiro e o
corpo, a carruagem;
que o intelecto é o
cocheiro e a mente, as
rédeas. Os
sentidos, diz o
sábio, são os
cavalos, as estradas
que percorrem são os
labirintos do desejo
•

Ricardo Lindemann, em A
Tradição- Sabedoria, uma
Introdução à Filosofia
Esotérica, Ed.
Teosófica, págs.16, cita o Katha
Upanishad
REENCARNAÇÃO
• O SIGNIFICADO DA REENCARNAÇÃO
“A teoria da reencarnação afirma, pois, segundo da filosofia
Esotérica, a existência de um princípio vivo e individualizado
que habita e vivifica o corpo do homem e que, por morte

deste corpo, passa a outro após um intervalo mais ou menos
longo. Deste modo as vidas corporais sucessivas sucedem-se
como pérolas num fio, sendo este fio o Princípio vivo e as

pérolas, as diferentes vidas humanas”
Besant – Ed. Pensamento págs 19)

(Reencarnação – Annie
REENCARNAÇÃO
MAS O QUE É ESSE PRINCÍPIO
VIVO?
“São os Egos que constituem
o Espírito e a mente nos
homens ou Manas, o quinto
princípio, descrito algumas
vezes como alma humana ou
racional. Também conhecido
como o Pensador. Este
homem, o Pensador, é o laço
que liga o divino ao animal.
REENCARNAÇÃO
• Estende uma mão para as
alturas, para a Mônada divina,
para o Espírito de quem
descende; e a outra mão pousaa sobre o animal, que é quem o
há de levar à conquista dos
planos inferiores, fazendo dele
um instrumento perfeito pra a
manifestação da vida superior.
Árdua é a tarefa que tem
perante si: nada menos do que
elevar o animal ao divino.”
(Reencarnação – Annie Besant – Ed.
Pensamento págs 24)
REENCARNAÇÃO
“Este homem é, pois, o nosso verdadeiro Eu humano. Por isso

incorremos num grande erro quando julgamos que o nosso
corpo é o nosso eu, e exaltamos exageradamente o nosso
‘invólucro de pele’ temporário. Seria o mesmo que um
homem se confundisse a si com o fato que traz vestido e
considerasse este como duradouro, e se considerasse mero
acessório da roupa.”
(Reencarnação – Annie Besant – Ed. Pensamento págs 25)
REENCARNAÇÃO
• O QUE SE REENCARNA

“(...)

O Pensador é o homem, o Indivíduo, o Ego que se

reencarna, e que este Ego trabalha por se unir à Mônada

divina, ao mesmo tempo que educa e purifica o Eu animal, a
que está unido durante a vida terrestre.” (Reencarnação –
Annie Besant – Ed. Pensamento pág 26)
REENCARNAÇÃO
• O que NÃO se reencarna
“(...) o hábito, ‘a túnica de pele’, o duplo etéreo, a vitalidade, a
natureza passional, não se reencarna; os seus elementos, pelo

contrário, desagregam-se, e voltam-se a unir-se aos mundos
inferiores a que pertencem.” (Reencarnação – Annie Besant –
Ed. Pensamento - pág 33)
REENCARNAÇÃO
• “Todas as nossas vidas se acham encadeadas
uma às outras, e portanto, nenhuma se pode
separar nem das que a precedem, nem das
que se lhe seguem. Na realidade, só temos
uma vida na qual o que nós chamamos vidas
não são senão dias. Uma vida nova nunca se
assemelha a uma folha em branco onde
vamos inscrever uma história absolutamente
nova;
REENCARNAÇÃO
• não faremos mais, em cada vida, do que
inscrever um novo capítulo que vai continuar
a desenvolver o velho enredo. É-nos
igualmente impossível libertarmo-nos das
responsabilidades cármicas duma vida
precedente, como de nos desembaraçarmos
dormindo das dívidas contraídas durante o
dia; se contrairmos uma dívida hoje, não nos
veremos livres dela amanhã;
REENCARNAÇÃO
• a exigência da dívida será apresentada
inexoravelmente até que a paguemos. A vida
do homem é uma coisa contínua, ininterrupta;
as vidas terrestres acham-se encadeadas uma
às outras e não isoladas. Os processos de
purificação e desenvolvimento também são
contínuos e devem prosseguir durante
sucessivas vidas terrestres.
REENCARNAÇÃO
• Lá virá um dia em que todos deveremos
principiar o trabalho; lá virá um dia em todos
nos saciaremos das sensações da natureza
inferior,em que nos saciaremos do jugo animal
e da tirania dos sentidos. Quando tiver
atingido essa fase da sua existência, o homem
revoltar-se-á contra a sujeição, e, num rasgo
de energia, decidir-se-á a arrancar os grilhões
do seu cativeiro.” Annie Besant, O Homem e os seus Corpos,
Edit. Pensamento, São Paulo, p. 76/77
REENCARNAÇÃO
“É absolutamente necessário e imprescindível que o
estudante veja e compreenda claramente a diferença
entre o pensador e o homem-Animal, cujo cérebro é,
por assim dizer, o instrumento de que o primeiro é o
executante; a mais pequena confusão entre os dois
tornaria
incompreensível
a
doutrina
da
reencarnação. Porque o que se reencarnará é o
pensador e nunca o Homem-Animal” (Reencarnação –
Annie Besant – Ed. Pensamento – págs 30)
REENCARNAÇÃO
• Pode o humano voltar a ser animal?

“O pensador não pode entrar na forma do animal; a
reencarnação individual é o passo do Pensador de
um

a

outro

corpo;

portanto,

a

reencarnação, segundo as doutrinas esotéricas, é
apenas restrita ao homem” (Reencarnação – Annie
Besant – Ed. Pensamento, pág 37)
REENCARNAÇÃO
• O MÉTODO DA REENCARNAÇÃO
Para que possamos entender o método utilizado na reencarnação, é
necessário que se entenda o plano a que pertence o Pensador e a
força com que ele atua.
“O Pensador é o que se chama o quinto Princípio do Homem –
corresponde ao quinto plano do macrocosmos – o Universo fora do
homem. (...) Ora, ao Quinto princípio do homem, o Pensador
(algumas vezes chamado o terceiro princípio, se se parte do Atma
como primeiro) corresponde ao Quinto Plano do Cosmo, o de
Mahat, a Mente Universal, Ideação Divina, da qual procede
diretamente a força que molda, que guia e que dirige, que é a
essência de todas as diferenciações a que nós no plano físico
chamamos forças” (Reencarnação – Annie Besant – Ed.
Pensamento, págs. 39/41)
REENCARNAÇÃO
REENCARNAÇÃO
REENCARNAÇÃO
• “O mesmo que acontece no quinto plano do Cosmos,
sucede no quinto plano do homem. No Pensador existe
a força criadora de todas as coisas, e é neste poder

criador do pensamento que vamos achar o segredo do
método da Reencarnação.” (Reencarnação – Annie
Besant – Ed. Pensamento, pág. 42)
REENCARNAÇÃO
REENCARNAÇÃO
A constituição do ser humano

MONADA (TURIYÂTMA)

Ego (ÂTMA -- BUDDHI -- MANAS)
CAUSAL (KÂRANA)

ASTRAL-MENTAL (KÂMA)
A PERSONALIDADE

DUPLO ETERICO (PRÂNAMAYA)
FÍSICO DENSO (STHÛLA)
REENCARNAÇÃO
• “O ponto de vista que adotamos é, pois, o de que o Manas, na
sua natureza inerente, é uma energia produtora de formas, e
que é a seguinte a sucessão dos acontecimentos na
manifestação de um objeto externo: O Manas produz um
pensamento, e este toma forma no plano manásico ou na
Mente; passa em seguida ao Kama-manásico, onde adquire
uma certa densidade; vai depois para o astral, onde muito
mais materializado, se torna visível aos olhos do clarividente;
se a partir daí for dirigido conscientemente por uma vontade
treinada, pode passar imediatamente ao plano físico, e aí
revestir-se de matéria física, convertendo-se assim num
objeto visível aos olhos vulgares;(...)” (Reencarnação – Annie
Besant – Ed. Pensamento, pág 44)
REENCARNAÇÃO
• “Ora, o corpo, segundo a Filosofia Esotérica, é um efeito
semelhante, moldado no corpo astral, ou Linga Sharira, ou
duplo etéreo (...). É preciso aprender bem a ideia de um corpo
de matéria astral ou etérea que serve de molde onde se pode
formar matéria mais densa,e, para se compreender bem o
método da Reencarnação, é indispensável que, pelo menos
por enquanto, se aceite esta concepção do corpo físico, como
resultado da formação de moléculas densas no molde etérico
pré-existente” (Reencarnação – Annie Besant – Ed.
Pensamento, pág.47)
REENCARNAÇÃO
NA VIDA PASSADA

LEI DO KARMA VIDA
PRESENTE
criam

Boas Ações
Más Ações
Desejos e Aspirações

Bom Ambiente

criam
criam
criam

Pensamentos Concretos

criam

Êxitos

criam

Experiências
Experiências Dolorosas
Vontade de Servir

Mal Ambiente

criam
criam

Capacidades

Caráter
Entusiasmo

Sabedoria
Consciência

Espiritualidade
REENCARNAÇÃO
Funções do Duplo Etérico

1

Atua como molde na construção do Corpo
Físico

2

Absorve o Prâna e o distribui através do Corpo

3

Atua como ponte entre a Consciência Física e
a Astral

4

Desenvolve os centros de força através dos
quais o fenômeno do mundo Etérico pode ser
conhecido
REENCARNAÇÃO
A.B. nas páginas 49 e 50 coloca como exemplo do caráter que
dá elementos para formar o molde (duplo etérico). Ela
emprega duas mentes que a primeira possui uma mente
viciosa e outra virtuosa. A primeira, passa a vida em voltas de
formas pensamentos egoístas e pouco escrupulosas. Ao
morrer, seu caráter se petrifica no tipo egoísta, toma forma
astral, como molde para o próximo corpo físico. É atraído para
uma família que tenha um tipo semelhante de características.
O corpo físico contrai-se neste molde astral. O cérebro terá a
forma física adequada à manifestação das tendências animais
para a autossatisfação, porém não terá uma base física para a
manifestação das virtudes sociais.
REENCARNAÇÃO
“No caso extremo da persistência sem escrúpulos de uma
tendência para o egoísmo, durante uma encarnação, teríamos
na seguinte a causa da formação ‘do cérebro, tipo criminoso’,
e a criança viria ao mundo com esse instrumento de péssima
qualidade, ao qual o imortal Pensador nunca conseguiria, por
maiores que fosse seus esforços, arrancar uma nota de
melodia, cheia de pureza e ternura”
Segundo a autora é uma vida em que a personalidade se verá
no meio de densas nuvens kâmicas. Uma ou outra vez
conseguirá sobrepujar a natureza inferior, mas durante esta
vida o passado sobrepujará o presente. E a taça cheia de vidas
passadas deverá esvaziar-se até a última gota .
REENCARNAÇÃO
No segundo caso tem-se a pessoa que primou por produzir
formas pensamentos altruístas. Reunidas a sua volta da
pessoa fazem com que seja gerado o hábito de praticar o
bem. Quando morre, seu caráter não tem cunho egoísta. Ao
reencarnar é levada a uma família que lhe darão condições
de proporcionar materiais de natureza pura, habituada a
responder aos impulsos do homem superior. O molde astral
dará um cérebro fisicamente adaptado à manifestação das
tendências de abnegação e do sacrifício próprio, sem as
manifestações de instintos animais. Um cérebro que vibra ao
menor toque do Pensador imortal, produzindo amor,
abnegação, maravilhando o mundo.
REENCARNAÇÃO
OS DESEJOS
• Nossas buscas por objetos que nos atraem no mundo exterior, constituem
os nossos desejos. Os desejos moldam e formam o nosso corpo de desejos
(ou corpo astral) e continuam moldando após a morte (no kamaloka) e
determinarão sua natureza de corpo astral (e físico) em seu próximo
renascimento.
• Quando os desejos são bestiais, cruéis tornam-se a causa de doenças
congênitas, de cérebros fracos e doentios ou malformações e
deformidades físicas graves.
• O desejo por coisas terrestres faz com que a alma fique ligada ao lugar
onde possa mais facilmente obter a realização do desejo. É por isso que se
diz que um homem nasce de acordo com seus desejos. Nossos desejos,
muitas vezes inconscientes, também afetam outras pessoas, com mais
força ainda do que nossos pensamentos, neste atual estágio que estamos.
Controle dos Corpos pelo Ego
O EGO (JEEVATMA) através de seu Corpo Causal,
deverá controlar os Corpos Mental e Astral,
elevando-os

A Essência Elemental é
absorvida e mais tarde é
expulsada pelo Corpo
Mental e Astral---da
mesma maneira que o
Corpo Físico processa o
alimento

CORPO
CAUSAL

CORPO
MENTAL

CORPO
ASTRAL

Estes corpos serão arrastados para baixo caso se
permita que os Elementais sejam os que controlam em
lugar do EGO
REENCARNAÇÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância I
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância IA Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância I
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância I
André Ricardo Marcondes
 
O Homem, Deus e o Universo Cap VI
O Homem, Deus e o Universo   Cap VIO Homem, Deus e o Universo   Cap VI
O Homem, Deus e o Universo Cap VI
André Ricardo Marcondes
 
O Homem, Deus e o Universo - Cap II
O Homem, Deus e o Universo - Cap IIO Homem, Deus e o Universo - Cap II
O Homem, Deus e o Universo - Cap II
André Ricardo Marcondes
 
O Homem, Deus e o Universo - Cap I
O Homem, Deus e o Universo - Cap IO Homem, Deus e o Universo - Cap I
O Homem, Deus e o Universo - Cap I
André Ricardo Marcondes
 
COSMOGÊNESE
COSMOGÊNESE COSMOGÊNESE
Cadeias e Rondas Planetárias
Cadeias e Rondas PlanetáriasCadeias e Rondas Planetárias
Cadeias e Rondas Planetárias
Osmar Carvalho
 
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogenese - Estancia II
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogenese - Estancia IIA Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogenese - Estancia II
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogenese - Estancia II
André Ricardo Marcondes
 
(4)a trindade parte iii - teosofia
(4)a trindade   parte iii - teosofia(4)a trindade   parte iii - teosofia
(4)a trindade parte iii - teosofia
Graciette Andrade
 
Cosmogênese e antropogênese
Cosmogênese e antropogêneseCosmogênese e antropogênese
Cosmogênese e antropogênese
Luiz Faias Junior
 
Cadeis e Rondas Planetárias - Mini
Cadeis e Rondas Planetárias - MiniCadeis e Rondas Planetárias - Mini
Cadeis e Rondas Planetárias - Mini
Osmar Carvalho
 
Karma e dharma
Karma e dharmaKarma e dharma
Karma e dharma
Graciette Andrade
 
Corpos Espirituais
Corpos EspirituaisCorpos Espirituais
Corpos Espirituais
paikachambi
 
Rondas cósmicas e cadeias planetárias - parte 2
Rondas cósmicas e cadeias planetárias - parte 2Rondas cósmicas e cadeias planetárias - parte 2
Rondas cósmicas e cadeias planetárias - parte 2
Graciette Andrade
 
O Homem, Deus e o Universo - Cap III
O Homem, Deus e o Universo - Cap IIIO Homem, Deus e o Universo - Cap III
O Homem, Deus e o Universo - Cap III
André Ricardo Marcondes
 
Magnetismo - Espiritísmo
Magnetismo - EspiritísmoMagnetismo - Espiritísmo
Magnetismo - Espiritísmo
Luan Góes Rocha de Lima
 
09 duplo etérico
09 duplo etérico09 duplo etérico
09 duplo etérico
Antonio SSantos
 
Perispirito
PerispiritoPerispirito
Perispirito
john2011
 
A Doutrina Secreta - Proêmio
A Doutrina Secreta - ProêmioA Doutrina Secreta - Proêmio
A Doutrina Secreta - Proêmio
André Ricardo Marcondes
 
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância VI
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância VIA Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância VI
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância VI
André Ricardo Marcondes
 
(2) sociedade teosófica parte ii - o movimento
(2) sociedade teosófica   parte ii - o movimento(2) sociedade teosófica   parte ii - o movimento
(2) sociedade teosófica parte ii - o movimento
Graciette Andrade
 

Mais procurados (20)

A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância I
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância IA Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância I
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância I
 
O Homem, Deus e o Universo Cap VI
O Homem, Deus e o Universo   Cap VIO Homem, Deus e o Universo   Cap VI
O Homem, Deus e o Universo Cap VI
 
O Homem, Deus e o Universo - Cap II
O Homem, Deus e o Universo - Cap IIO Homem, Deus e o Universo - Cap II
O Homem, Deus e o Universo - Cap II
 
O Homem, Deus e o Universo - Cap I
O Homem, Deus e o Universo - Cap IO Homem, Deus e o Universo - Cap I
O Homem, Deus e o Universo - Cap I
 
COSMOGÊNESE
COSMOGÊNESE COSMOGÊNESE
COSMOGÊNESE
 
Cadeias e Rondas Planetárias
Cadeias e Rondas PlanetáriasCadeias e Rondas Planetárias
Cadeias e Rondas Planetárias
 
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogenese - Estancia II
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogenese - Estancia IIA Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogenese - Estancia II
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogenese - Estancia II
 
(4)a trindade parte iii - teosofia
(4)a trindade   parte iii - teosofia(4)a trindade   parte iii - teosofia
(4)a trindade parte iii - teosofia
 
Cosmogênese e antropogênese
Cosmogênese e antropogêneseCosmogênese e antropogênese
Cosmogênese e antropogênese
 
Cadeis e Rondas Planetárias - Mini
Cadeis e Rondas Planetárias - MiniCadeis e Rondas Planetárias - Mini
Cadeis e Rondas Planetárias - Mini
 
Karma e dharma
Karma e dharmaKarma e dharma
Karma e dharma
 
Corpos Espirituais
Corpos EspirituaisCorpos Espirituais
Corpos Espirituais
 
Rondas cósmicas e cadeias planetárias - parte 2
Rondas cósmicas e cadeias planetárias - parte 2Rondas cósmicas e cadeias planetárias - parte 2
Rondas cósmicas e cadeias planetárias - parte 2
 
O Homem, Deus e o Universo - Cap III
O Homem, Deus e o Universo - Cap IIIO Homem, Deus e o Universo - Cap III
O Homem, Deus e o Universo - Cap III
 
Magnetismo - Espiritísmo
Magnetismo - EspiritísmoMagnetismo - Espiritísmo
Magnetismo - Espiritísmo
 
09 duplo etérico
09 duplo etérico09 duplo etérico
09 duplo etérico
 
Perispirito
PerispiritoPerispirito
Perispirito
 
A Doutrina Secreta - Proêmio
A Doutrina Secreta - ProêmioA Doutrina Secreta - Proêmio
A Doutrina Secreta - Proêmio
 
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância VI
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância VIA Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância VI
A Doutrina Secreta - Vol 1 - Cosmogênese - Estância VI
 
(2) sociedade teosófica parte ii - o movimento
(2) sociedade teosófica   parte ii - o movimento(2) sociedade teosófica   parte ii - o movimento
(2) sociedade teosófica parte ii - o movimento
 

Destaque

REENCARNAÇÃO E EVANGELHO
REENCARNAÇÃO E EVANGELHOREENCARNAÇÃO E EVANGELHO
REENCARNAÇÃO E EVANGELHO
Jorge Luiz dos Santos
 
Quais são os limites da reencarnação?
Quais são os limites da reencarnação?Quais são os limites da reencarnação?
Quais são os limites da reencarnação?
grupodepaisceb
 
Reencarnação eEevolução
Reencarnação eEevoluçãoReencarnação eEevolução
Reencarnação eEevolução
igmateus
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
Alan Diniz Souza
 
Provas da Reencarnação
Provas da ReencarnaçãoProvas da Reencarnação
Provas da Reencarnação
igmateus
 
Olm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transf
Olm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transfOlm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transf
Olm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transf
carlos freire
 
Fund1Mod06Rot1
Fund1Mod06Rot1Fund1Mod06Rot1
Fund1Mod06Rot1
Guto Ovsky
 
Manifestação dos Espíritos
Manifestação dos EspíritosManifestação dos Espíritos
Manifestação dos Espíritos
Wilma Badan C.G.
 
Centros de força
Centros de forçaCentros de força
Centros de força
Wilma Badan C.G.
 
Volta à Terra
Volta à TerraVolta à Terra
Volta à Terra
Wilma Badan C.G.
 
Boris Petrovic - Tecnologias de Consciência - Centro Brasileiro de Estudos de...
Boris Petrovic - Tecnologias de Consciência - Centro Brasileiro de Estudos de...Boris Petrovic - Tecnologias de Consciência - Centro Brasileiro de Estudos de...
Boris Petrovic - Tecnologias de Consciência - Centro Brasileiro de Estudos de...
Boris Petrovic
 
Projetos de mdl
Projetos de mdlProjetos de mdl
Projetos de mdl
Coisitchas DaAdry
 
ARHAT
ARHATARHAT
Viver Para Perdoar
Viver Para PerdoarViver Para Perdoar
Viver Para Perdoar
JOSE varreis
 
Fórum Social Temático Energia - Instituto Nikola Tesla, Brasília
Fórum Social Temático Energia - Instituto Nikola Tesla, BrasíliaFórum Social Temático Energia - Instituto Nikola Tesla, Brasília
Fórum Social Temático Energia - Instituto Nikola Tesla, Brasília
Boris Petrovic
 
Mabel Collins - Luz no Caminho
Mabel Collins - Luz no CaminhoMabel Collins - Luz no Caminho
Mabel Collins - Luz no Caminho
universalismo-7
 
Boris Petrovic - FISL15 - Nikola Tesla e Energia Livre
Boris Petrovic - FISL15 - Nikola Tesla e Energia LivreBoris Petrovic - FISL15 - Nikola Tesla e Energia Livre
Boris Petrovic - FISL15 - Nikola Tesla e Energia Livre
Boris Petrovic
 
TESLA ENERGIA VITAL – BIOELETROGRAFIA DIGITAL - TESLABIO
TESLA ENERGIA VITAL – BIOELETROGRAFIA DIGITAL - TESLABIOTESLA ENERGIA VITAL – BIOELETROGRAFIA DIGITAL - TESLABIO
TESLA ENERGIA VITAL – BIOELETROGRAFIA DIGITAL - TESLABIO
Boris Petrovic
 
Viagem na visao_espiritual
Viagem na visao_espiritualViagem na visao_espiritual
Viagem na visao_espiritual
Anderson Rosa
 
Instituto Nikola Tesla - Micro Usina Hidrelétrica - Estudo do Caso - Distrito...
Instituto Nikola Tesla - Micro Usina Hidrelétrica - Estudo do Caso - Distrito...Instituto Nikola Tesla - Micro Usina Hidrelétrica - Estudo do Caso - Distrito...
Instituto Nikola Tesla - Micro Usina Hidrelétrica - Estudo do Caso - Distrito...
Boris Petrovic
 

Destaque (20)

REENCARNAÇÃO E EVANGELHO
REENCARNAÇÃO E EVANGELHOREENCARNAÇÃO E EVANGELHO
REENCARNAÇÃO E EVANGELHO
 
Quais são os limites da reencarnação?
Quais são os limites da reencarnação?Quais são os limites da reencarnação?
Quais são os limites da reencarnação?
 
Reencarnação eEevolução
Reencarnação eEevoluçãoReencarnação eEevolução
Reencarnação eEevolução
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
 
Provas da Reencarnação
Provas da ReencarnaçãoProvas da Reencarnação
Provas da Reencarnação
 
Olm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transf
Olm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transfOlm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transf
Olm 100825-manif.visuais-bicorpor.e transf
 
Fund1Mod06Rot1
Fund1Mod06Rot1Fund1Mod06Rot1
Fund1Mod06Rot1
 
Manifestação dos Espíritos
Manifestação dos EspíritosManifestação dos Espíritos
Manifestação dos Espíritos
 
Centros de força
Centros de forçaCentros de força
Centros de força
 
Volta à Terra
Volta à TerraVolta à Terra
Volta à Terra
 
Boris Petrovic - Tecnologias de Consciência - Centro Brasileiro de Estudos de...
Boris Petrovic - Tecnologias de Consciência - Centro Brasileiro de Estudos de...Boris Petrovic - Tecnologias de Consciência - Centro Brasileiro de Estudos de...
Boris Petrovic - Tecnologias de Consciência - Centro Brasileiro de Estudos de...
 
Projetos de mdl
Projetos de mdlProjetos de mdl
Projetos de mdl
 
ARHAT
ARHATARHAT
ARHAT
 
Viver Para Perdoar
Viver Para PerdoarViver Para Perdoar
Viver Para Perdoar
 
Fórum Social Temático Energia - Instituto Nikola Tesla, Brasília
Fórum Social Temático Energia - Instituto Nikola Tesla, BrasíliaFórum Social Temático Energia - Instituto Nikola Tesla, Brasília
Fórum Social Temático Energia - Instituto Nikola Tesla, Brasília
 
Mabel Collins - Luz no Caminho
Mabel Collins - Luz no CaminhoMabel Collins - Luz no Caminho
Mabel Collins - Luz no Caminho
 
Boris Petrovic - FISL15 - Nikola Tesla e Energia Livre
Boris Petrovic - FISL15 - Nikola Tesla e Energia LivreBoris Petrovic - FISL15 - Nikola Tesla e Energia Livre
Boris Petrovic - FISL15 - Nikola Tesla e Energia Livre
 
TESLA ENERGIA VITAL – BIOELETROGRAFIA DIGITAL - TESLABIO
TESLA ENERGIA VITAL – BIOELETROGRAFIA DIGITAL - TESLABIOTESLA ENERGIA VITAL – BIOELETROGRAFIA DIGITAL - TESLABIO
TESLA ENERGIA VITAL – BIOELETROGRAFIA DIGITAL - TESLABIO
 
Viagem na visao_espiritual
Viagem na visao_espiritualViagem na visao_espiritual
Viagem na visao_espiritual
 
Instituto Nikola Tesla - Micro Usina Hidrelétrica - Estudo do Caso - Distrito...
Instituto Nikola Tesla - Micro Usina Hidrelétrica - Estudo do Caso - Distrito...Instituto Nikola Tesla - Micro Usina Hidrelétrica - Estudo do Caso - Distrito...
Instituto Nikola Tesla - Micro Usina Hidrelétrica - Estudo do Caso - Distrito...
 

Semelhante a Reencarnação

Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao Espírita
Falec
 
Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao Espírita
Falec
 
Cosmovisão
CosmovisãoCosmovisão
Cosmovisão
Falec
 
Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05
Leonardo Pereira
 
O Perispírito
O PerispíritoO Perispírito
O Perispírito
hamletcrs
 
O Perispirito
O PerispiritoO Perispirito
O Perispirito
Ceile Bernardo
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Formas pensamento
Formas pensamentoFormas pensamento
Formas pensamento
Wagner Júnior
 
Livro dos Espíritos Q.334 - Evangelho Cap. 28
Livro dos Espíritos Q.334 - Evangelho Cap. 28Livro dos Espíritos Q.334 - Evangelho Cap. 28
Livro dos Espíritos Q.334 - Evangelho Cap. 28
Patricia Farias
 
Estudo do livro Roteiro lição 30
Estudo do livro Roteiro lição 30Estudo do livro Roteiro lição 30
Estudo do livro Roteiro lição 30
Candice Gunther
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
Francisco Baptista
 
Consciência Cósmica
Consciência CósmicaConsciência Cósmica
Consciência Cósmica
Targon Darshan
 
Perispirito
PerispiritoPerispirito
Perispirito
Angelespirita
 
AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMASAULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
Daniel de Melo
 
Fluidos e Perispírito
Fluidos e PerispíritoFluidos e Perispírito
Fluidos e Perispírito
igmateus
 
Caibalion por Alexandre Cezário
Caibalion por Alexandre CezárioCaibalion por Alexandre Cezário
Caibalion por Alexandre Cezário
Alexandre Cezário
 
Caibalion
CaibalionCaibalion
_CEEJA - Curso de Passe - Módulo II (1)_240409_233_240409_233815.pdf
_CEEJA - Curso de Passe - Módulo II (1)_240409_233_240409_233815.pdf_CEEJA - Curso de Passe - Módulo II (1)_240409_233_240409_233815.pdf
_CEEJA - Curso de Passe - Módulo II (1)_240409_233_240409_233815.pdf
VaniaQuintela2
 
Pássaros - Emanuel
Pássaros  - EmanuelPássaros  - Emanuel
Pássaros - Emanuel
elizacouto
 
Roteiro emmanuel
Roteiro emmanuelRoteiro emmanuel
Roteiro emmanuel
Gevluz de Luz
 

Semelhante a Reencarnação (20)

Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao Espírita
 
Cosmovisao Espírita
Cosmovisao EspíritaCosmovisao Espírita
Cosmovisao Espírita
 
Cosmovisão
CosmovisãoCosmovisão
Cosmovisão
 
Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05
 
O Perispírito
O PerispíritoO Perispírito
O Perispírito
 
O Perispirito
O PerispiritoO Perispirito
O Perispirito
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
Formas pensamento
Formas pensamentoFormas pensamento
Formas pensamento
 
Livro dos Espíritos Q.334 - Evangelho Cap. 28
Livro dos Espíritos Q.334 - Evangelho Cap. 28Livro dos Espíritos Q.334 - Evangelho Cap. 28
Livro dos Espíritos Q.334 - Evangelho Cap. 28
 
Estudo do livro Roteiro lição 30
Estudo do livro Roteiro lição 30Estudo do livro Roteiro lição 30
Estudo do livro Roteiro lição 30
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
 
Consciência Cósmica
Consciência CósmicaConsciência Cósmica
Consciência Cósmica
 
Perispirito
PerispiritoPerispirito
Perispirito
 
AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMASAULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
AULA 082 EAE DM - ESTUDO DOS SERES E DAS FORMAS
 
Fluidos e Perispírito
Fluidos e PerispíritoFluidos e Perispírito
Fluidos e Perispírito
 
Caibalion por Alexandre Cezário
Caibalion por Alexandre CezárioCaibalion por Alexandre Cezário
Caibalion por Alexandre Cezário
 
Caibalion
CaibalionCaibalion
Caibalion
 
_CEEJA - Curso de Passe - Módulo II (1)_240409_233_240409_233815.pdf
_CEEJA - Curso de Passe - Módulo II (1)_240409_233_240409_233815.pdf_CEEJA - Curso de Passe - Módulo II (1)_240409_233_240409_233815.pdf
_CEEJA - Curso de Passe - Módulo II (1)_240409_233_240409_233815.pdf
 
Pássaros - Emanuel
Pássaros  - EmanuelPássaros  - Emanuel
Pássaros - Emanuel
 
Roteiro emmanuel
Roteiro emmanuelRoteiro emmanuel
Roteiro emmanuel
 

Reencarnação

  • 2. REENCARNAÇÃO Saiba que o Ser é o passageiro e o corpo, a carruagem; que o intelecto é o cocheiro e a mente, as rédeas. Os sentidos, diz o sábio, são os cavalos, as estradas que percorrem são os labirintos do desejo • Ricardo Lindemann, em A Tradição- Sabedoria, uma Introdução à Filosofia Esotérica, Ed. Teosófica, págs.16, cita o Katha Upanishad
  • 3. REENCARNAÇÃO • O SIGNIFICADO DA REENCARNAÇÃO “A teoria da reencarnação afirma, pois, segundo da filosofia Esotérica, a existência de um princípio vivo e individualizado que habita e vivifica o corpo do homem e que, por morte deste corpo, passa a outro após um intervalo mais ou menos longo. Deste modo as vidas corporais sucessivas sucedem-se como pérolas num fio, sendo este fio o Princípio vivo e as pérolas, as diferentes vidas humanas” Besant – Ed. Pensamento págs 19) (Reencarnação – Annie
  • 4. REENCARNAÇÃO MAS O QUE É ESSE PRINCÍPIO VIVO? “São os Egos que constituem o Espírito e a mente nos homens ou Manas, o quinto princípio, descrito algumas vezes como alma humana ou racional. Também conhecido como o Pensador. Este homem, o Pensador, é o laço que liga o divino ao animal.
  • 5. REENCARNAÇÃO • Estende uma mão para as alturas, para a Mônada divina, para o Espírito de quem descende; e a outra mão pousaa sobre o animal, que é quem o há de levar à conquista dos planos inferiores, fazendo dele um instrumento perfeito pra a manifestação da vida superior. Árdua é a tarefa que tem perante si: nada menos do que elevar o animal ao divino.” (Reencarnação – Annie Besant – Ed. Pensamento págs 24)
  • 6. REENCARNAÇÃO “Este homem é, pois, o nosso verdadeiro Eu humano. Por isso incorremos num grande erro quando julgamos que o nosso corpo é o nosso eu, e exaltamos exageradamente o nosso ‘invólucro de pele’ temporário. Seria o mesmo que um homem se confundisse a si com o fato que traz vestido e considerasse este como duradouro, e se considerasse mero acessório da roupa.” (Reencarnação – Annie Besant – Ed. Pensamento págs 25)
  • 7. REENCARNAÇÃO • O QUE SE REENCARNA “(...) O Pensador é o homem, o Indivíduo, o Ego que se reencarna, e que este Ego trabalha por se unir à Mônada divina, ao mesmo tempo que educa e purifica o Eu animal, a que está unido durante a vida terrestre.” (Reencarnação – Annie Besant – Ed. Pensamento pág 26)
  • 8. REENCARNAÇÃO • O que NÃO se reencarna “(...) o hábito, ‘a túnica de pele’, o duplo etéreo, a vitalidade, a natureza passional, não se reencarna; os seus elementos, pelo contrário, desagregam-se, e voltam-se a unir-se aos mundos inferiores a que pertencem.” (Reencarnação – Annie Besant – Ed. Pensamento - pág 33)
  • 9. REENCARNAÇÃO • “Todas as nossas vidas se acham encadeadas uma às outras, e portanto, nenhuma se pode separar nem das que a precedem, nem das que se lhe seguem. Na realidade, só temos uma vida na qual o que nós chamamos vidas não são senão dias. Uma vida nova nunca se assemelha a uma folha em branco onde vamos inscrever uma história absolutamente nova;
  • 10. REENCARNAÇÃO • não faremos mais, em cada vida, do que inscrever um novo capítulo que vai continuar a desenvolver o velho enredo. É-nos igualmente impossível libertarmo-nos das responsabilidades cármicas duma vida precedente, como de nos desembaraçarmos dormindo das dívidas contraídas durante o dia; se contrairmos uma dívida hoje, não nos veremos livres dela amanhã;
  • 11. REENCARNAÇÃO • a exigência da dívida será apresentada inexoravelmente até que a paguemos. A vida do homem é uma coisa contínua, ininterrupta; as vidas terrestres acham-se encadeadas uma às outras e não isoladas. Os processos de purificação e desenvolvimento também são contínuos e devem prosseguir durante sucessivas vidas terrestres.
  • 12. REENCARNAÇÃO • Lá virá um dia em que todos deveremos principiar o trabalho; lá virá um dia em todos nos saciaremos das sensações da natureza inferior,em que nos saciaremos do jugo animal e da tirania dos sentidos. Quando tiver atingido essa fase da sua existência, o homem revoltar-se-á contra a sujeição, e, num rasgo de energia, decidir-se-á a arrancar os grilhões do seu cativeiro.” Annie Besant, O Homem e os seus Corpos, Edit. Pensamento, São Paulo, p. 76/77
  • 13. REENCARNAÇÃO “É absolutamente necessário e imprescindível que o estudante veja e compreenda claramente a diferença entre o pensador e o homem-Animal, cujo cérebro é, por assim dizer, o instrumento de que o primeiro é o executante; a mais pequena confusão entre os dois tornaria incompreensível a doutrina da reencarnação. Porque o que se reencarnará é o pensador e nunca o Homem-Animal” (Reencarnação – Annie Besant – Ed. Pensamento – págs 30)
  • 14. REENCARNAÇÃO • Pode o humano voltar a ser animal? “O pensador não pode entrar na forma do animal; a reencarnação individual é o passo do Pensador de um a outro corpo; portanto, a reencarnação, segundo as doutrinas esotéricas, é apenas restrita ao homem” (Reencarnação – Annie Besant – Ed. Pensamento, pág 37)
  • 15. REENCARNAÇÃO • O MÉTODO DA REENCARNAÇÃO Para que possamos entender o método utilizado na reencarnação, é necessário que se entenda o plano a que pertence o Pensador e a força com que ele atua. “O Pensador é o que se chama o quinto Princípio do Homem – corresponde ao quinto plano do macrocosmos – o Universo fora do homem. (...) Ora, ao Quinto princípio do homem, o Pensador (algumas vezes chamado o terceiro princípio, se se parte do Atma como primeiro) corresponde ao Quinto Plano do Cosmo, o de Mahat, a Mente Universal, Ideação Divina, da qual procede diretamente a força que molda, que guia e que dirige, que é a essência de todas as diferenciações a que nós no plano físico chamamos forças” (Reencarnação – Annie Besant – Ed. Pensamento, págs. 39/41)
  • 18. REENCARNAÇÃO • “O mesmo que acontece no quinto plano do Cosmos, sucede no quinto plano do homem. No Pensador existe a força criadora de todas as coisas, e é neste poder criador do pensamento que vamos achar o segredo do método da Reencarnação.” (Reencarnação – Annie Besant – Ed. Pensamento, pág. 42)
  • 20. REENCARNAÇÃO A constituição do ser humano MONADA (TURIYÂTMA) Ego (ÂTMA -- BUDDHI -- MANAS) CAUSAL (KÂRANA) ASTRAL-MENTAL (KÂMA) A PERSONALIDADE DUPLO ETERICO (PRÂNAMAYA) FÍSICO DENSO (STHÛLA)
  • 21. REENCARNAÇÃO • “O ponto de vista que adotamos é, pois, o de que o Manas, na sua natureza inerente, é uma energia produtora de formas, e que é a seguinte a sucessão dos acontecimentos na manifestação de um objeto externo: O Manas produz um pensamento, e este toma forma no plano manásico ou na Mente; passa em seguida ao Kama-manásico, onde adquire uma certa densidade; vai depois para o astral, onde muito mais materializado, se torna visível aos olhos do clarividente; se a partir daí for dirigido conscientemente por uma vontade treinada, pode passar imediatamente ao plano físico, e aí revestir-se de matéria física, convertendo-se assim num objeto visível aos olhos vulgares;(...)” (Reencarnação – Annie Besant – Ed. Pensamento, pág 44)
  • 22. REENCARNAÇÃO • “Ora, o corpo, segundo a Filosofia Esotérica, é um efeito semelhante, moldado no corpo astral, ou Linga Sharira, ou duplo etéreo (...). É preciso aprender bem a ideia de um corpo de matéria astral ou etérea que serve de molde onde se pode formar matéria mais densa,e, para se compreender bem o método da Reencarnação, é indispensável que, pelo menos por enquanto, se aceite esta concepção do corpo físico, como resultado da formação de moléculas densas no molde etérico pré-existente” (Reencarnação – Annie Besant – Ed. Pensamento, pág.47)
  • 23. REENCARNAÇÃO NA VIDA PASSADA LEI DO KARMA VIDA PRESENTE criam Boas Ações Más Ações Desejos e Aspirações Bom Ambiente criam criam criam Pensamentos Concretos criam Êxitos criam Experiências Experiências Dolorosas Vontade de Servir Mal Ambiente criam criam Capacidades Caráter Entusiasmo Sabedoria Consciência Espiritualidade
  • 24. REENCARNAÇÃO Funções do Duplo Etérico 1 Atua como molde na construção do Corpo Físico 2 Absorve o Prâna e o distribui através do Corpo 3 Atua como ponte entre a Consciência Física e a Astral 4 Desenvolve os centros de força através dos quais o fenômeno do mundo Etérico pode ser conhecido
  • 25. REENCARNAÇÃO A.B. nas páginas 49 e 50 coloca como exemplo do caráter que dá elementos para formar o molde (duplo etérico). Ela emprega duas mentes que a primeira possui uma mente viciosa e outra virtuosa. A primeira, passa a vida em voltas de formas pensamentos egoístas e pouco escrupulosas. Ao morrer, seu caráter se petrifica no tipo egoísta, toma forma astral, como molde para o próximo corpo físico. É atraído para uma família que tenha um tipo semelhante de características. O corpo físico contrai-se neste molde astral. O cérebro terá a forma física adequada à manifestação das tendências animais para a autossatisfação, porém não terá uma base física para a manifestação das virtudes sociais.
  • 26. REENCARNAÇÃO “No caso extremo da persistência sem escrúpulos de uma tendência para o egoísmo, durante uma encarnação, teríamos na seguinte a causa da formação ‘do cérebro, tipo criminoso’, e a criança viria ao mundo com esse instrumento de péssima qualidade, ao qual o imortal Pensador nunca conseguiria, por maiores que fosse seus esforços, arrancar uma nota de melodia, cheia de pureza e ternura” Segundo a autora é uma vida em que a personalidade se verá no meio de densas nuvens kâmicas. Uma ou outra vez conseguirá sobrepujar a natureza inferior, mas durante esta vida o passado sobrepujará o presente. E a taça cheia de vidas passadas deverá esvaziar-se até a última gota .
  • 27. REENCARNAÇÃO No segundo caso tem-se a pessoa que primou por produzir formas pensamentos altruístas. Reunidas a sua volta da pessoa fazem com que seja gerado o hábito de praticar o bem. Quando morre, seu caráter não tem cunho egoísta. Ao reencarnar é levada a uma família que lhe darão condições de proporcionar materiais de natureza pura, habituada a responder aos impulsos do homem superior. O molde astral dará um cérebro fisicamente adaptado à manifestação das tendências de abnegação e do sacrifício próprio, sem as manifestações de instintos animais. Um cérebro que vibra ao menor toque do Pensador imortal, produzindo amor, abnegação, maravilhando o mundo.
  • 28. REENCARNAÇÃO OS DESEJOS • Nossas buscas por objetos que nos atraem no mundo exterior, constituem os nossos desejos. Os desejos moldam e formam o nosso corpo de desejos (ou corpo astral) e continuam moldando após a morte (no kamaloka) e determinarão sua natureza de corpo astral (e físico) em seu próximo renascimento. • Quando os desejos são bestiais, cruéis tornam-se a causa de doenças congênitas, de cérebros fracos e doentios ou malformações e deformidades físicas graves. • O desejo por coisas terrestres faz com que a alma fique ligada ao lugar onde possa mais facilmente obter a realização do desejo. É por isso que se diz que um homem nasce de acordo com seus desejos. Nossos desejos, muitas vezes inconscientes, também afetam outras pessoas, com mais força ainda do que nossos pensamentos, neste atual estágio que estamos.
  • 29. Controle dos Corpos pelo Ego O EGO (JEEVATMA) através de seu Corpo Causal, deverá controlar os Corpos Mental e Astral, elevando-os A Essência Elemental é absorvida e mais tarde é expulsada pelo Corpo Mental e Astral---da mesma maneira que o Corpo Físico processa o alimento CORPO CAUSAL CORPO MENTAL CORPO ASTRAL Estes corpos serão arrastados para baixo caso se permita que os Elementais sejam os que controlam em lugar do EGO