SlideShare uma empresa Scribd logo
Rio Tietê, década de 20
Fonte: http://vivaobasquetebol.wordpress.com/2013/06/03/o-esporte-e-a-educacao-fisica-no-brasil/
Fonte: Jornal Zero Hora, RBS
http://zerohora.rbsdirect.com.br/imagesrc/14418960.jpg?w=620
Para onde vai seu esgoto?
Para onde vai a poluição do ar e das ruas?
ADIVINHA:
De onde vem a água que você bebe?!?
«Água: Manual de Instruções»
Toda água que haverá no planeta já existe, hoje
Design para abundância: auto-purificação
“O que separa os dois é o tempo, e o espaço...”
t
MMA
“Antibacterial Soap Ingredient Triclosan Shown to Cause Liver Cancer in Mice”
Fonte: http://inhabitat.com/antibacterial-soap-ingredient-triclosan-shown-to-cause-liver-cancer-in-mice/
http://phys.org/news/2015-03-chlorine-sewage-treatment-antibiotic-resistance.html
http://www.cbc.ca/news/health/drinking-water-contaminated-by-excreted-drugs-a-growing-concern-1.2772289
http://www.einstein.br/einstein-saude/pagina-
einstein/Paginas/infeccaohospitalar-uma-ameaca-para-
quem-busca-tratamento.aspx
“Sustentabilidade” e Abundancia Regenerativa
vs Uso e Necessidade
10m3 = 10.000 litros
10.000 𝑙𝑖𝑡𝑟𝑜𝑠
30 𝑑𝑖𝑎𝑠
= 333 𝑙/𝑑𝑖𝑎
333 𝑙𝑖𝑡𝑟𝑜𝑠
3 𝑝𝑒𝑠𝑠𝑜𝑎𝑠
= 111 𝑙/𝑑𝑖𝑎
Redutores de vazão e arejadores
http://ecohospedagem.com/redutor-de-vazao-para-torneiras/
Redução de consumo
Mictório sem água
Descarga de dois toques em
caixa embutida em dry wall
Descarga de 2 litros
Garrafa PET na caixa acoplada
Captação de água de chuva (Juliano Riciardi)
Água de lençol freático
Produção de aguas servidas
Cinzas
75%
Preta
25%
Fezes humanas
65% proteína
22,5% carboidrato
12,5% gordura
Reuso direto
Consumo nos vasos vs.
água cinza e água de chuva
Prof. Ricardo Franci Gonçalves - UFES
Fonte: IPEP
Fonte: Atitudes Sustentáveis
Fonte: IPESA
Fonte: SUN MAR
Banheiro compostável seco
Joe Jenkins, The Humanure Handbook
Utilização de urina para adubação
Peter Morgan - SuSanAEscritorio GIZ
Utilização de urina & produção de algas
Rega de frutíferas com água cinza
frutíferas
Fonte: Oasis Design
Design para abundância: mat. orgânica
como fonte de nutrientes
http://sempegadas.wordpress.com/2013/02/10/ja-se-imaginou-a-nadar-neste-lago/
Zona de raizes
(Wetlands Construidos)
Plantas emergentes
Zona de raizes
(Wetlands Construidos)
Michael Shaw
Bacias de Evapotranspiração
Autor desconhecido
Vermifiltro
Fonte: Institute of Science in Society
(Estação de) Reciclagem de nutrientes!!!
Água limpa como subproduto
O que se produz em um biossistema
(além de água limpa)?
Estação de Reciclagem de Nutrientes de Araruama
(Consultoria OIA para Águas do Imperador)
Fonte: Esgoto da Cidade
População: 80.000 pessoas
Produção mensal: 350t de biomassa (lemnas e papiros)
ETE Ponte dos Leites
Araruama/RJ
254 toneladas de biomassa seca/mes
88 toneladas de composto/mês (Composto tipo ‘D’)
Destinação: culturas perenes e reflorestamento
ETE Ponte dos Leites
Araruama/RJ
Artesanato com fibras longas
Artesanato com fibras de plantas ‘emergentes’ (zona de raízes)
ETE Ponte dos Leites
Araruama/RJ
Comparativo de custo unitario (R$/m3 de agua tratada)
Sistema terciario
convencional
Sistema terciario em
Biossistema Integrado (BSI)
R$1,91/m3 R$0,24/m3
Design para abundância: Retenção
“O que separa os dois é apenas o tempo...”
t
Córrego Pirarungáua – Jd. Botânico/SPCiclo d’agua local
Padrões de escoamento superficial
Natural Urbanizado
Água de chuva
Centralizar vs. Descentralizar
Piscinão SP
Telhado verde, água de
chuva, jardins de chuva
No lote - referências
Jardins de chuva em trechos inclinados
Jardins de chuva nas vias
Infiltradores ou Cisternas subterrâneas
Lagos – abastecimento local!
Para 1 mm de chuva em 1 m² de telhado, 1 litro de água coletada
Casa com 100 m² de telhado, 1400mm = 140.000 litros/ano
Galpão com 1000 m² de telhado, 1400mm = 1.400.000 litros/ano
Aproveitamento de Água de Chuva
Água de chuva – Uso ancestral
Fortaleza de Massada - Israel
Rei de Moab (Israel, 850 A.C.)
“...para que cada um de vós faça
uma cisterna para si mesmo, na sua
casa”
Simplicidade
?
Vs. complexidade
Malmö, Suécia
Brejo da Madre de Deus/PE
http://www.cisternaja.org.br
Água de chuva: cuidados na coleta
• Descarte de folhas
• Descarte da primeira água (1MC)
• Entrada pelo fundo
• Sombreamento
Movimento é fonte e causa de toda vida - Leonardo da Vinci
http://aguasp.com.br/
Guilherme Castagna
guilherme@fluxus.eco.br
http://fluxusdesignecologico.wordpress.com
http://www.slideshare.net/guicastagna
https://www.facebook.com/pages/Fluxus-Design-
Ecol%C3%B3gico/348851478464125?fref=ts
http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/03/1608928-moradores-da-zona-sul-
reclamam-de-agua-suja-e-fedida.shtml
http://portal.aprendiz.uol.com.br/2015/02/13/falta-dagua-criancas-
devem-ser-prioridade-durante-a-crise-hidrica/
http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/01/agua-nao-tratada-da-
billings-pode-levar-morte-diz-especialista.html

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Adaptação, resiliência e regeneração - A importância e urgência da adoção de ...
Adaptação, resiliência e regeneração - A importância e urgência da adoção de ...Adaptação, resiliência e regeneração - A importância e urgência da adoção de ...
Adaptação, resiliência e regeneração - A importância e urgência da adoção de ...
Fluxus Design Ecológico
 
8 geitos de mudar o mundo
8 geitos de mudar o mundo8 geitos de mudar o mundo
Estacoes tratamento esgoto
Estacoes tratamento esgotoEstacoes tratamento esgoto
Estacoes tratamento esgoto
Alexandre Panerai
 
Live com @Sustentarqui
Live com @SustentarquiLive com @Sustentarqui
Live com @Sustentarqui
Fluxus Design Ecológico
 
Uso Racional da água
Uso Racional da águaUso Racional da água
Uso Racional da água
Bruno Maia Alves
 
Água e Cidadania
Água e CidadaniaÁgua e Cidadania
Água e Cidadania
BibliotecaEscolar6
 
WIL Brasil 2020
WIL Brasil 2020WIL Brasil 2020
WIL Brasil 2020
Fluxus Design Ecológico
 
Sensibilização do Dia da Água
Sensibilização do Dia da ÁguaSensibilização do Dia da Água
Sensibilização do Dia da Água
Patrícia Rodrigues
 
Agua e as proximas gerações taq
Agua e as proximas gerações taqAgua e as proximas gerações taq
Agua e as proximas gerações taq
robertaoliva
 
Informativo insp 12
Informativo insp   12Informativo insp   12
Informativo insp 12
Douglas Siqueira
 
Seminário BID - Construção Verde no Brasil, Edificações e Espaços Públicos Ma...
Seminário BID - Construção Verde no Brasil, Edificações e Espaços Públicos Ma...Seminário BID - Construção Verde no Brasil, Edificações e Espaços Públicos Ma...
Seminário BID - Construção Verde no Brasil, Edificações e Espaços Públicos Ma...
Fluxus Design Ecológico
 
Informativo insp 59
Informativo insp   59Informativo insp   59
Informativo insp 59
Douglas Siqueira
 
Informativo insp 48
Informativo insp   48Informativo insp   48
Informativo insp 48
Douglas Siqueira
 
São Paulo e Suas Águas: Novos Desenhos Possíveis
São Paulo e Suas Águas: Novos Desenhos PossíveisSão Paulo e Suas Águas: Novos Desenhos Possíveis
São Paulo e Suas Águas: Novos Desenhos Possíveis
Fluxus Design Ecológico
 
CASA COR - paisagens produtivas com água de chuva
CASA COR - paisagens produtivas com água de chuvaCASA COR - paisagens produtivas com água de chuva
CASA COR - paisagens produtivas com água de chuva
Fluxus Design Ecológico
 
O homem e os ambientes de água doce geo
O homem e os ambientes de água doce geoO homem e os ambientes de água doce geo
O homem e os ambientes de água doce geo
Mayjö .
 
Inovação baseada nos princípios da natureza - Aplicação dos princípios de Cra...
Inovação baseada nos princípios da natureza - Aplicação dos princípios de Cra...Inovação baseada nos princípios da natureza - Aplicação dos princípios de Cra...
Inovação baseada nos princípios da natureza - Aplicação dos princípios de Cra...
Fluxus Design Ecológico
 
Biologia
BiologiaBiologia
A Bacia Hidrográfica do Ribeirão Onça
A Bacia Hidrográfica do Ribeirão OnçaA Bacia Hidrográfica do Ribeirão Onça
A Bacia Hidrográfica do Ribeirão Onça
CBH Rio das Velhas
 
Jornal Valor Econômico
Jornal Valor EconômicoJornal Valor Econômico
Jornal Valor Econômico
Agricultura Sao Paulo
 

Mais procurados (20)

Adaptação, resiliência e regeneração - A importância e urgência da adoção de ...
Adaptação, resiliência e regeneração - A importância e urgência da adoção de ...Adaptação, resiliência e regeneração - A importância e urgência da adoção de ...
Adaptação, resiliência e regeneração - A importância e urgência da adoção de ...
 
8 geitos de mudar o mundo
8 geitos de mudar o mundo8 geitos de mudar o mundo
8 geitos de mudar o mundo
 
Estacoes tratamento esgoto
Estacoes tratamento esgotoEstacoes tratamento esgoto
Estacoes tratamento esgoto
 
Live com @Sustentarqui
Live com @SustentarquiLive com @Sustentarqui
Live com @Sustentarqui
 
Uso Racional da água
Uso Racional da águaUso Racional da água
Uso Racional da água
 
Água e Cidadania
Água e CidadaniaÁgua e Cidadania
Água e Cidadania
 
WIL Brasil 2020
WIL Brasil 2020WIL Brasil 2020
WIL Brasil 2020
 
Sensibilização do Dia da Água
Sensibilização do Dia da ÁguaSensibilização do Dia da Água
Sensibilização do Dia da Água
 
Agua e as proximas gerações taq
Agua e as proximas gerações taqAgua e as proximas gerações taq
Agua e as proximas gerações taq
 
Informativo insp 12
Informativo insp   12Informativo insp   12
Informativo insp 12
 
Seminário BID - Construção Verde no Brasil, Edificações e Espaços Públicos Ma...
Seminário BID - Construção Verde no Brasil, Edificações e Espaços Públicos Ma...Seminário BID - Construção Verde no Brasil, Edificações e Espaços Públicos Ma...
Seminário BID - Construção Verde no Brasil, Edificações e Espaços Públicos Ma...
 
Informativo insp 59
Informativo insp   59Informativo insp   59
Informativo insp 59
 
Informativo insp 48
Informativo insp   48Informativo insp   48
Informativo insp 48
 
São Paulo e Suas Águas: Novos Desenhos Possíveis
São Paulo e Suas Águas: Novos Desenhos PossíveisSão Paulo e Suas Águas: Novos Desenhos Possíveis
São Paulo e Suas Águas: Novos Desenhos Possíveis
 
CASA COR - paisagens produtivas com água de chuva
CASA COR - paisagens produtivas com água de chuvaCASA COR - paisagens produtivas com água de chuva
CASA COR - paisagens produtivas com água de chuva
 
O homem e os ambientes de água doce geo
O homem e os ambientes de água doce geoO homem e os ambientes de água doce geo
O homem e os ambientes de água doce geo
 
Inovação baseada nos princípios da natureza - Aplicação dos princípios de Cra...
Inovação baseada nos princípios da natureza - Aplicação dos princípios de Cra...Inovação baseada nos princípios da natureza - Aplicação dos princípios de Cra...
Inovação baseada nos princípios da natureza - Aplicação dos princípios de Cra...
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
A Bacia Hidrográfica do Ribeirão Onça
A Bacia Hidrográfica do Ribeirão OnçaA Bacia Hidrográfica do Ribeirão Onça
A Bacia Hidrográfica do Ribeirão Onça
 
Jornal Valor Econômico
Jornal Valor EconômicoJornal Valor Econômico
Jornal Valor Econômico
 

Destaque

Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USP
Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USPPalestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USP
Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USP
Fluxus Design Ecológico
 
Condomínio Vale dos Cristais - Seminário Soluções em Drenagem para Cidades
Condomínio Vale dos Cristais - Seminário Soluções em Drenagem para CidadesCondomínio Vale dos Cristais - Seminário Soluções em Drenagem para Cidades
Condomínio Vale dos Cristais - Seminário Soluções em Drenagem para Cidades
Fluxus Design Ecológico
 
Expo GBC 2012 - Design para abundancia - Design ecologico aplicado ao manejo ...
Expo GBC 2012 - Design para abundancia - Design ecologico aplicado ao manejo ...Expo GBC 2012 - Design para abundancia - Design ecologico aplicado ao manejo ...
Expo GBC 2012 - Design para abundancia - Design ecologico aplicado ao manejo ...
Fluxus Design Ecológico
 
Palestra Expo Green Building Council 2014 - PAISAGISMO SUSTENTÁVEL E MANEJO D...
Palestra Expo Green Building Council 2014 - PAISAGISMO SUSTENTÁVEL E MANEJO D...Palestra Expo Green Building Council 2014 - PAISAGISMO SUSTENTÁVEL E MANEJO D...
Palestra Expo Green Building Council 2014 - PAISAGISMO SUSTENTÁVEL E MANEJO D...
Fluxus Design Ecológico
 
Simpósio Agua Sustentável para Alto Paraíso
Simpósio Agua Sustentável para Alto ParaísoSimpósio Agua Sustentável para Alto Paraíso
Simpósio Agua Sustentável para Alto Paraíso
Fluxus Design Ecológico
 
TEDxJardins City 2.0 - Cidades Sustentáveis
TEDxJardins City 2.0 - Cidades SustentáveisTEDxJardins City 2.0 - Cidades Sustentáveis
TEDxJardins City 2.0 - Cidades Sustentáveis
Fluxus Design Ecológico
 
BSI - Biossistemas Integrados
BSI - Biossistemas IntegradosBSI - Biossistemas Integrados
BSI - Biossistemas Integrados
Fluxus Design Ecológico
 
Manejo de Água na Permacultura
Manejo de Água na PermaculturaManejo de Água na Permacultura
Manejo de Água na Permacultura
Fluxus Design Ecológico
 
Curso gratuito de Introdução à Permacultura - Módulo Água
Curso gratuito de Introdução à Permacultura - Módulo ÁguaCurso gratuito de Introdução à Permacultura - Módulo Água
Curso gratuito de Introdução à Permacultura - Módulo Água
Fluxus Design Ecológico
 

Destaque (9)

Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USP
Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USPPalestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USP
Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USP
 
Condomínio Vale dos Cristais - Seminário Soluções em Drenagem para Cidades
Condomínio Vale dos Cristais - Seminário Soluções em Drenagem para CidadesCondomínio Vale dos Cristais - Seminário Soluções em Drenagem para Cidades
Condomínio Vale dos Cristais - Seminário Soluções em Drenagem para Cidades
 
Expo GBC 2012 - Design para abundancia - Design ecologico aplicado ao manejo ...
Expo GBC 2012 - Design para abundancia - Design ecologico aplicado ao manejo ...Expo GBC 2012 - Design para abundancia - Design ecologico aplicado ao manejo ...
Expo GBC 2012 - Design para abundancia - Design ecologico aplicado ao manejo ...
 
Palestra Expo Green Building Council 2014 - PAISAGISMO SUSTENTÁVEL E MANEJO D...
Palestra Expo Green Building Council 2014 - PAISAGISMO SUSTENTÁVEL E MANEJO D...Palestra Expo Green Building Council 2014 - PAISAGISMO SUSTENTÁVEL E MANEJO D...
Palestra Expo Green Building Council 2014 - PAISAGISMO SUSTENTÁVEL E MANEJO D...
 
Simpósio Agua Sustentável para Alto Paraíso
Simpósio Agua Sustentável para Alto ParaísoSimpósio Agua Sustentável para Alto Paraíso
Simpósio Agua Sustentável para Alto Paraíso
 
TEDxJardins City 2.0 - Cidades Sustentáveis
TEDxJardins City 2.0 - Cidades SustentáveisTEDxJardins City 2.0 - Cidades Sustentáveis
TEDxJardins City 2.0 - Cidades Sustentáveis
 
BSI - Biossistemas Integrados
BSI - Biossistemas IntegradosBSI - Biossistemas Integrados
BSI - Biossistemas Integrados
 
Manejo de Água na Permacultura
Manejo de Água na PermaculturaManejo de Água na Permacultura
Manejo de Água na Permacultura
 
Curso gratuito de Introdução à Permacultura - Módulo Água
Curso gratuito de Introdução à Permacultura - Módulo ÁguaCurso gratuito de Introdução à Permacultura - Módulo Água
Curso gratuito de Introdução à Permacultura - Módulo Água
 

Semelhante a Palestra aberta oferecida na Faculdade de Medicina da USP (São Paulo)

Apresentação do extrato do Diagnóstico - Eixo Meio Ambiente
Apresentação do extrato do Diagnóstico - Eixo Meio AmbienteApresentação do extrato do Diagnóstico - Eixo Meio Ambiente
Apresentação do extrato do Diagnóstico - Eixo Meio Ambiente
PDDI RMVA
 
6º ano água
6º ano água6º ano água
6º ano água
Carlos Magno Braga
 
TRATAMENTO DE ESGOTO DOADO PELA CORSAN AO MUNICÍPIO DE MONTENEGRO EM 2007.
TRATAMENTO DE ESGOTO DOADO PELA CORSAN AO MUNICÍPIO DE MONTENEGRO EM 2007.TRATAMENTO DE ESGOTO DOADO PELA CORSAN AO MUNICÍPIO DE MONTENEGRO EM 2007.
TRATAMENTO DE ESGOTO DOADO PELA CORSAN AO MUNICÍPIO DE MONTENEGRO EM 2007.
João Boos Boos
 
Trabalho tratamento esgoto final.ppt 2
Trabalho tratamento esgoto final.ppt 2Trabalho tratamento esgoto final.ppt 2
Trabalho tratamento esgoto final.ppt 2
João Boos Boos
 
Tratamento dos esgotos
Tratamento dos esgotosTratamento dos esgotos
Tratamento dos esgotos
PAULO TAYLOR MACIEL DA SILVA
 
A água do Planeta
A água do PlanetaA água do Planeta
A água do Planeta
Ana Keizy
 
Fernando marcato final
Fernando marcato finalFernando marcato final
Fernando marcato final
Fernando S. Marcato
 
Art 807917929 cartilha nascentes
Art 807917929 cartilha nascentesArt 807917929 cartilha nascentes
Art 807917929 cartilha nascentes
catagerio
 
Cartilha nascentes
Cartilha nascentesCartilha nascentes
Cartilha nascentes
Leidiane Silva
 
Planeta água (mazza)
Planeta água (mazza)Planeta água (mazza)
Planeta água (mazza)
Romualdo Caetano Barros
 
Preserve a água
Preserve a águaPreserve a água
Preserve a água
cogerh
 
Os Pleitos da Plataforma - Márcio Stanziani
Os Pleitos da Plataforma - Márcio Stanziani Os Pleitos da Plataforma - Márcio Stanziani
Os Pleitos da Plataforma - Márcio Stanziani
Instituto-5elementos
 
Reúso de Efluentes: o futuro da água
Reúso de Efluentes: o futuro da águaReúso de Efluentes: o futuro da água
Reúso de Efluentes: o futuro da água
Fernando S. Marcato
 
Apostila operador de estação de bombeamento
Apostila operador de estação de bombeamentoApostila operador de estação de bombeamento
Apostila operador de estação de bombeamento
Elias Figueiredo
 
Informativo insp 78
Informativo insp   78Informativo insp   78
Informativo insp 78
Douglas Siqueira
 
Trabalho escrito de estatistica
Trabalho escrito de estatisticaTrabalho escrito de estatistica
Trabalho escrito de estatistica
Monique Mazarin
 
áGua como economizar para não faltar
áGua como economizar para não faltaráGua como economizar para não faltar
áGua como economizar para não faltar
Gislaine Domingues
 
Apresentação do Grupo 5
Apresentação do Grupo 5Apresentação do Grupo 5
Apresentação do Grupo 5
Isabela Mendonça
 
Apresentação do Grupo 5
Apresentação do Grupo 5Apresentação do Grupo 5
Apresentação do Grupo 5
Isabela Mendonça
 
A água
A águaA água
A água
marleneves
 

Semelhante a Palestra aberta oferecida na Faculdade de Medicina da USP (São Paulo) (20)

Apresentação do extrato do Diagnóstico - Eixo Meio Ambiente
Apresentação do extrato do Diagnóstico - Eixo Meio AmbienteApresentação do extrato do Diagnóstico - Eixo Meio Ambiente
Apresentação do extrato do Diagnóstico - Eixo Meio Ambiente
 
6º ano água
6º ano água6º ano água
6º ano água
 
TRATAMENTO DE ESGOTO DOADO PELA CORSAN AO MUNICÍPIO DE MONTENEGRO EM 2007.
TRATAMENTO DE ESGOTO DOADO PELA CORSAN AO MUNICÍPIO DE MONTENEGRO EM 2007.TRATAMENTO DE ESGOTO DOADO PELA CORSAN AO MUNICÍPIO DE MONTENEGRO EM 2007.
TRATAMENTO DE ESGOTO DOADO PELA CORSAN AO MUNICÍPIO DE MONTENEGRO EM 2007.
 
Trabalho tratamento esgoto final.ppt 2
Trabalho tratamento esgoto final.ppt 2Trabalho tratamento esgoto final.ppt 2
Trabalho tratamento esgoto final.ppt 2
 
Tratamento dos esgotos
Tratamento dos esgotosTratamento dos esgotos
Tratamento dos esgotos
 
A água do Planeta
A água do PlanetaA água do Planeta
A água do Planeta
 
Fernando marcato final
Fernando marcato finalFernando marcato final
Fernando marcato final
 
Art 807917929 cartilha nascentes
Art 807917929 cartilha nascentesArt 807917929 cartilha nascentes
Art 807917929 cartilha nascentes
 
Cartilha nascentes
Cartilha nascentesCartilha nascentes
Cartilha nascentes
 
Planeta água (mazza)
Planeta água (mazza)Planeta água (mazza)
Planeta água (mazza)
 
Preserve a água
Preserve a águaPreserve a água
Preserve a água
 
Os Pleitos da Plataforma - Márcio Stanziani
Os Pleitos da Plataforma - Márcio Stanziani Os Pleitos da Plataforma - Márcio Stanziani
Os Pleitos da Plataforma - Márcio Stanziani
 
Reúso de Efluentes: o futuro da água
Reúso de Efluentes: o futuro da águaReúso de Efluentes: o futuro da água
Reúso de Efluentes: o futuro da água
 
Apostila operador de estação de bombeamento
Apostila operador de estação de bombeamentoApostila operador de estação de bombeamento
Apostila operador de estação de bombeamento
 
Informativo insp 78
Informativo insp   78Informativo insp   78
Informativo insp 78
 
Trabalho escrito de estatistica
Trabalho escrito de estatisticaTrabalho escrito de estatistica
Trabalho escrito de estatistica
 
áGua como economizar para não faltar
áGua como economizar para não faltaráGua como economizar para não faltar
áGua como economizar para não faltar
 
Apresentação do Grupo 5
Apresentação do Grupo 5Apresentação do Grupo 5
Apresentação do Grupo 5
 
Apresentação do Grupo 5
Apresentação do Grupo 5Apresentação do Grupo 5
Apresentação do Grupo 5
 
A água
A águaA água
A água
 

Mais de Fluxus Design Ecológico

Jardim de Chuva Jundiaí - Aula 1
Jardim de Chuva Jundiaí - Aula 1Jardim de Chuva Jundiaí - Aula 1
Jardim de Chuva Jundiaí - Aula 1
Fluxus Design Ecológico
 
Sustainable Human Settlements that Regenerate Water and Generate Abundance
Sustainable Human Settlements that Regenerate Water and Generate Abundance Sustainable Human Settlements that Regenerate Water and Generate Abundance
Sustainable Human Settlements that Regenerate Water and Generate Abundance
Fluxus Design Ecológico
 
Saneamento ecológico - Experiências com sistemas unifamiliares
Saneamento ecológico - Experiências com sistemas unifamiliaresSaneamento ecológico - Experiências com sistemas unifamiliares
Saneamento ecológico - Experiências com sistemas unifamiliares
Fluxus Design Ecológico
 
Biodigestores construídos com materiais alternativos - Márcio Andrade
Biodigestores construídos com materiais alternativos - Márcio AndradeBiodigestores construídos com materiais alternativos - Márcio Andrade
Biodigestores construídos com materiais alternativos - Márcio Andrade
Fluxus Design Ecológico
 
Reservatórios Construídos com Materiais Alternativos - Márcio Andrade
Reservatórios Construídos com Materiais Alternativos - Márcio AndradeReservatórios Construídos com Materiais Alternativos - Márcio Andrade
Reservatórios Construídos com Materiais Alternativos - Márcio Andrade
Fluxus Design Ecológico
 
O papel da iniciativa privada nas SbN´s para água - Fluxus
O papel da iniciativa privada nas SbN´s para água - FluxusO papel da iniciativa privada nas SbN´s para água - Fluxus
O papel da iniciativa privada nas SbN´s para água - Fluxus
Fluxus Design Ecológico
 
Manejo Integrado de Água
Manejo Integrado de ÁguaManejo Integrado de Água
Manejo Integrado de Água
Fluxus Design Ecológico
 
Jardins de chuva e a descentralização dos serviços de manejo de água de chuva...
Jardins de chuva e a descentralização dos serviços de manejo de água de chuva...Jardins de chuva e a descentralização dos serviços de manejo de água de chuva...
Jardins de chuva e a descentralização dos serviços de manejo de água de chuva...
Fluxus Design Ecológico
 
Água de chuva, esgoto e resíduos orgânicos: lições da natureza para criar emp...
Água de chuva, esgoto e resíduos orgânicos: lições da natureza para criar emp...Água de chuva, esgoto e resíduos orgânicos: lições da natureza para criar emp...
Água de chuva, esgoto e resíduos orgânicos: lições da natureza para criar emp...
Fluxus Design Ecológico
 
Palestra Path 2018 - Como São Paulo pode mudar de humor trabalhando com suas ...
Palestra Path 2018 - Como São Paulo pode mudar de humor trabalhando com suas ...Palestra Path 2018 - Como São Paulo pode mudar de humor trabalhando com suas ...
Palestra Path 2018 - Como São Paulo pode mudar de humor trabalhando com suas ...
Fluxus Design Ecológico
 
Novas tendências no planejamento de sistemas integrados de Água (Concrete Sho...
Novas tendências no planejamento de sistemas integrados de Água (Concrete Sho...Novas tendências no planejamento de sistemas integrados de Água (Concrete Sho...
Novas tendências no planejamento de sistemas integrados de Água (Concrete Sho...
Fluxus Design Ecológico
 
Cartilha - Como cuidar de nossas Águas
Cartilha  - Como cuidar de nossas ÁguasCartilha  - Como cuidar de nossas Águas
Cartilha - Como cuidar de nossas Águas
Fluxus Design Ecológico
 

Mais de Fluxus Design Ecológico (12)

Jardim de Chuva Jundiaí - Aula 1
Jardim de Chuva Jundiaí - Aula 1Jardim de Chuva Jundiaí - Aula 1
Jardim de Chuva Jundiaí - Aula 1
 
Sustainable Human Settlements that Regenerate Water and Generate Abundance
Sustainable Human Settlements that Regenerate Water and Generate Abundance Sustainable Human Settlements that Regenerate Water and Generate Abundance
Sustainable Human Settlements that Regenerate Water and Generate Abundance
 
Saneamento ecológico - Experiências com sistemas unifamiliares
Saneamento ecológico - Experiências com sistemas unifamiliaresSaneamento ecológico - Experiências com sistemas unifamiliares
Saneamento ecológico - Experiências com sistemas unifamiliares
 
Biodigestores construídos com materiais alternativos - Márcio Andrade
Biodigestores construídos com materiais alternativos - Márcio AndradeBiodigestores construídos com materiais alternativos - Márcio Andrade
Biodigestores construídos com materiais alternativos - Márcio Andrade
 
Reservatórios Construídos com Materiais Alternativos - Márcio Andrade
Reservatórios Construídos com Materiais Alternativos - Márcio AndradeReservatórios Construídos com Materiais Alternativos - Márcio Andrade
Reservatórios Construídos com Materiais Alternativos - Márcio Andrade
 
O papel da iniciativa privada nas SbN´s para água - Fluxus
O papel da iniciativa privada nas SbN´s para água - FluxusO papel da iniciativa privada nas SbN´s para água - Fluxus
O papel da iniciativa privada nas SbN´s para água - Fluxus
 
Manejo Integrado de Água
Manejo Integrado de ÁguaManejo Integrado de Água
Manejo Integrado de Água
 
Jardins de chuva e a descentralização dos serviços de manejo de água de chuva...
Jardins de chuva e a descentralização dos serviços de manejo de água de chuva...Jardins de chuva e a descentralização dos serviços de manejo de água de chuva...
Jardins de chuva e a descentralização dos serviços de manejo de água de chuva...
 
Água de chuva, esgoto e resíduos orgânicos: lições da natureza para criar emp...
Água de chuva, esgoto e resíduos orgânicos: lições da natureza para criar emp...Água de chuva, esgoto e resíduos orgânicos: lições da natureza para criar emp...
Água de chuva, esgoto e resíduos orgânicos: lições da natureza para criar emp...
 
Palestra Path 2018 - Como São Paulo pode mudar de humor trabalhando com suas ...
Palestra Path 2018 - Como São Paulo pode mudar de humor trabalhando com suas ...Palestra Path 2018 - Como São Paulo pode mudar de humor trabalhando com suas ...
Palestra Path 2018 - Como São Paulo pode mudar de humor trabalhando com suas ...
 
Novas tendências no planejamento de sistemas integrados de Água (Concrete Sho...
Novas tendências no planejamento de sistemas integrados de Água (Concrete Sho...Novas tendências no planejamento de sistemas integrados de Água (Concrete Sho...
Novas tendências no planejamento de sistemas integrados de Água (Concrete Sho...
 
Cartilha - Como cuidar de nossas Águas
Cartilha  - Como cuidar de nossas ÁguasCartilha  - Como cuidar de nossas Águas
Cartilha - Como cuidar de nossas Águas
 

Palestra aberta oferecida na Faculdade de Medicina da USP (São Paulo)

Notas do Editor

  1. A busca pelo prazer com a Água: banhos de rio, cachoeira, mar, lago, banheira, etc... O que nos impede de ter cidades que mantenham seus recurso hidricos integros, mesmo abrigando milhares ou milhoes de habitantes?
  2. Para o próximo: qual a população em cada slide? Mancha urbana e mananciais Formação dos núcleos e impacto nas águas locais Afastamento vs tratamento O MODELO
  3. Nessa época, São Paulo era abastecida por poucos chafarizes, muitos poços e nascentes e fossas, mas sempre distante dos rios, assim, o impacto não era visível, e os rios ainda eram fonte de água, alimento, lazer, e bem estar.
  4. A saúde de nossos rios é a maior mostra de como vivemos na Terra. Manejo desintegrado dos serviços de saneamento. São gerenciados de forma isolada, mas tratam de temas absolutamente integrados, em especial quando lidamos com o tema “Água”: abastecimento de água, tratamento de efluentes, manejo de água de chuva. Todos fazem parte do mesmo ciclo, e assim, a qualidade do “produto final”, depende de quanto essa preocupação da qualidade da água está presente nos 3 eixos.
  5. A permanencia e continuidade da disponibilidade de agua em otima qualidade no interior dos continentes em funcao da existencia do ciclo da agua. Notar a limitacao de “entrada” de água nos aquiferos profundos (recarga), e a extração predatória atual desses volumes para abastecimento humano. Nossa herança consumida para pagar as contas mensais de “cartão de crédito”! Uma hora vai acabar!
  6. A base está em sair da lógica do lucro a qualquer custo, do desperdício, produção de lixo e poluição, da extração gananciosa, e rumar para CICLOS VIRTUOSOS. Porque os ciclos são a raíz fundamental do fluxo de recursos na natureza. QUASE MÁGICA! O planeta é finito, os recursos são finitos, mas os ciclos permitem que os recursos estejam permanentemente disponíveis. Água, energia, nutrientes. Dar e receber. Como podemos nos tornar parte da solução, e não mais do problema? Retornar ‘agua limpa, para receber agua limpa Como se inserir nos ciclos da água? Assumir responsabilidade por nossas vidas!
  7. Nosso planejamento de ocupação de espaços desconsidera a presença de água, ou a importância de sua presença para geração de ambientes saudáveis e duradouros. Planejar para Água, é planejar para sobrevivência. Nossa ocupação hoje gera desertos, mas ainda assim, se permitirmos, esses desertos voltam a se regenerar em altíssimos graus de complexidade. Existe uma inteligência essencial na natureza, que é a da restauração, da regeneração. Todo ambiente natural após sofrer algum grave impacto, começa a se reestabelecer, se regenerar. Assim, a cura é uma característica desse planeta. A cura começa em passos simples, lentos, aumentando a diversidade e a complexidade dos elementos presentes no meio. Em terra firme, por exemplo, toda a restauração inicia com processos naturais que permitam que a Água possa se estabelecer no local. Pelo crescimento de plantas pioneiras (“daninhas”?!?) que ajudam a descompactar o solo, e a reter água para espécies mais exigentes
  8. Já parou pra pensar o que sai no esgoto de sua casa? Só coco e xixi? Quê mais? E pra onde vai o SEU cocô e xixi, a água da cozinha, do chuveiro, ou de sua máquina de lavar? Na pequena escala, é fácil de lidar, mas quando lidamos com sistemas centralizados de grande porte, passa a exigir sistemas complexo, caros, tecnicamente limitados e pouco funcionais. Na melhor das hipóteses ele é MAL tratado, mas na maior parte das vezes é mesmo DESCARTADO com toda espécie de contaminante, coisas que sequer paramos pra pensar... Hormônios femininos, antibióticos, drogas, medicamentos diversos, e produtos de “limpeza”...
  9. Fazer escolhas conscientes dos produtos de limpeza é garantir a saúde de nossa família. Não colocar dentro de nossas casas qualquer produto que possa colocar em risco a saúde de nossas familias. Reduzir o consumo de produtos de limpeza com práticas simples como produzir seus próprios produtos. Ekoball e a redução de consumo de água para lavagem – mudança de mentalidade Triclosan e o reconhecimento como causador de câncer em testes de laboratório – presença em sabonetes antibacterianos (http://namu.com.br/materias/riscos-do-sabonete-antibacteriano)
  10. Fazer escolhas conscientes dos produtos de limpeza é garantir a saúde de nossa família. Não colocar dentro de nossas casas qualquer produto que possa colocar em risco a saúde de nossas familias. Reduzir o consumo de produtos de limpeza com práticas simples como produzir seus próprios produtos. Ekoball e a redução de consumo de água para lavagem – mudança de mentalidade Triclosan e o reconhecimento como causador de câncer em testes de laboratório – presença em sabonetes antibacterianos (http://namu.com.br/materias/riscos-do-sabonete-antibacteriano)
  11. Hoje tudo é rotulado como sustentavel. Se sustentar é basicamente produzir mais do que se consome. O que queremos através do nosso trabalho é favorecer a regeneração, a cura, além de se sustentar. Para isso é preciso começar mensurando, quanto realmente consumimos? Veja sua conta de agua uai! Se nao tiver, instale um hidrometro! Faca suas contas e compare: Africa: 15l/pessoa/dia India: 30l/pessoa/dia Brasil: 150l/pessoa/dia Sao Paulo: 220l/pessoa/dia Higienopolis, 550l/pessoa/dia Quanta agua voce realmente precisa? Quanta água você precisa produzir para se sustentar? Reduzir o desperdício é o básico Reduzir o consumo de água é o primeiro passo
  12. Reduzir o consumo Valvulas de acionamento duplo Mictórios sem água Planejamento arquitetônico para reuso (frutíferas, mictórios, etc) Reduzir o consumo de água potável Água de chuva Reuso de água O caso dos edifícios
  13. Para mim a melhor forma de repensar a nossa forma de se reinserir nos ciclos na natureza é falando sobre nossos resíduos, ou melhor, sobre os RECURSOS produzidos pelo nosso corpo. Estamos tão habituados à essa lógica de sentar sobre o vaso, dar descarga e dar bye-bye, que não pensamos sequer POR QUÊ usamos água no vaso? Na essência A água é usada para AFASTAR os nossos recursos. Levar cocô e xixi para LONGE!
  14. Na essência Nosso corpo é fruto da evolução, ocorrida ao longo de bilhões de anos no planeta. Somos teoricamente os seres mais inteligentes do planeta, mas somos aparentemente incapazes de perceber que nosso aparelho excretor separa nossos recursos em duas partes distintas: sólidos e líquidos, e ainda assim reunimos TUDO em agua potavel?!? Banheiro seco O que dá pra fazer com coco? Compostagem Minhocario O que dá pra fazer com xixi? Diluido e usado como fertilizante Experiências de retenção do fósforo e produção de fertilizante Além do coco e xixi? Produtos de limpeza (?!?), antibióticos, hormônios, fármacos, derivados de plástico
  15. Na essência Nosso corpo é fruto da evolução, ocorrida ao longo de bilhões de anos no planeta. Somos teoricamente os seres mais inteligentes do planeta, mas somos aparentemente incapazes de perceber que nosso aparelho excretor separa nossos recursos em duas partes distintas: sólidos e líquidos, e ainda assim reunimos TUDO em agua potavel?!? Banheiro seco O que dá pra fazer com coco? Compostagem Minhocario O que dá pra fazer com xixi? Diluido e usado como fertilizante Experiências de retenção do fósforo e produção de fertilizante Além do coco e xixi? Produtos de limpeza (?!?), antibióticos, hormônios, fármacos, derivados de plástico
  16. Na essência Nosso corpo é fruto da evolução, ocorrida ao longo de bilhões de anos no planeta. Somos teoricamente os seres mais inteligentes do planeta, mas somos aparentemente incapazes de perceber que nosso aparelho excretor separa nossos recursos em duas partes distintas: sólidos e líquidos, e ainda assim reunimos TUDO em agua potavel?!? Banheiro seco O que dá pra fazer com coco? Compostagem Minhocario O que dá pra fazer com xixi? Diluido e usado como fertilizante Experiências de retenção do fósforo e produção de fertilizante Além do coco e xixi? Produtos de limpeza (?!?), antibióticos, hormônios, fármacos, derivados de plástico
  17. Na essência Águas servidas Água cinza (75%): zona de raízes (wetlands construidos) + frutíferas (toma banho e rega pé de fruta) Água preta ou esgoto (25%): tratamento / reciclagem de nutrientes
  18. Nutrientes dispostos em água permitem o crescimento acelerado de algas e plantas aquáticas, até o ponto em que tem início a mortandade dessas plantas, causado u aumento abrupto na demande de oxigênio para decomposição da matéria orgânica, reduzindo a quantidade de oxigênio disponível para os seres vivos, causando mortalidade em massa de peixes e organismos aquáticos sensíveis.
  19. Se os nutrientes na água permitem o crescimento de plantas aquáticas, então porque não construir ambientes onde o crescimento das plantas possa ser controlado, e colabore na melhoria da qualidade da água, retenção de nutrientes, etc?
  20. Princípios básicos 5: A INSPIRAÇÃO, sistemas de policultivo aquático milenares chineses. Cultivo integrado de plantas, peixes e animais era capaz, há mais de 5.000 anos, de produzir alimentos a uma taxa de 17 pessoas/ha, ao contrário da agricultura “moderna”, com sua capacidade suporte de apenas 2 pessoas por hectare.
  21. Um novo conceito Esgoto como fluxo contínuo de nutrientes Tratamento de esgoto vs. reciclagem de nutrientes Descentralização: próximo da origem, relação das pessoas, espaços públicos Inspiração no sistemas ancestrais de policultivo aquático chineses Produção de biogás: aquecimento água, fogão, aquecimento de criadeiras, locomoção de veículos, geração de energia elétrica Peixes Plantas aquáticas e algas: superprodução, remoção de nutrientes (tratamento terciário). Produção de fibras: artesanato, compostagem, ração animal, cobertura de solo. Produz O2, consome CO2, aumenta umidade do entorno E produz água limpa! ;c)
  22. O potencial dos Biossistemas Integrados é ainda muito maior do que o explorado até então. Da produção de matéria prima para indústria de papel e madeira, á produção de óleos para indústria de cosméticos, nutrição animal, etc.
  23. Aplicação na cidade Integração de resíduos orgânicos Plantas aquáticas: Fermentação para produção de bioplásticos, biodiesel, óleo para indústria de cosméticos, fibras (aglomerados) para indústria da construção, movéis, papel, etc. Unidades produtivas recebendo suprimento interminável de nutrientes; Recebe para fazer o “tratamento” do esgoto Reusa água, vende água limpa para reuso, e produz matéria prima para consumo próprio com subprodutos vendáveis; Redução drástica do custo de transporte – geração local de água limpa e de matéria prima através da descentralização dos serviços
  24. Produção de artesanato por cooperativa local a partir do manejo das fibras das plantas emergentes
  25. Nosso planejamento de ocupação de espaços desconsidera a presença de água, ou a importância de sua presença para geração de ambientes saudáveis e duradouros. Planejar para Água, é planejar para sobrevivência. Nossa ocupação hoje gera desertos, mas ainda assim, se permitirmos, esses desertos voltam a se regenerar em altíssimos graus de complexidade. Existe uma inteligência essencial na natureza, que é a da restauração, da regeneração. Todo ambiente natural após sofrer algum grave impacto, começa a se reestabelecer, se regenerar. Assim, a cura é uma característica desse planeta. A cura começa em passos simples, lentos, aumentando a diversidade e a complexidade dos elementos presentes no meio. Em terra firme, por exemplo, toda a restauração inicia com processos naturais que permitam que a Água possa se estabelecer no local. Pelo crescimento de plantas pioneiras (“daninhas”?!?) que ajudam a descompactar o solo, e a reter água para espécies mais exigentes
  26. O volume de agua gerado pela floresta e’ tao grande (20 bilhões de toneladas) que e’ maior que o volume disponivel nos maiores rios da Amazonia (17 bilhões de toneladas). Com a rotacao do planeta sao gerados ventos alisios, que entram no continente atraves da planicie Amazonica e se carregam de umidade ao longo do caminho ate’ que chegam a Cordilheira dos Andes, que os direcionam para o Centro-Oeste, e depois para o sudeste. Como se nao bastassem as ilhas de calor criadas nas grandes areas urbanas, as grandes areas de monocultivo tambem geram zonas de ar quente, que criam barreiras para a chegada de ar umido, assim, as chuvas deixam de cair em nossa regiao, criando um potencial para a formacao de desertos tipicos dessa latitude (Sahara, Atacama). A unica razao para a formacao da Mata Atlantica na nossa regiao e’ justamente a existencia dos rios voadores, direcionados ate’ aqui pelos Andes. Sem a chegada dos rios, caminhamos a largos passos para a formacao de regioes deserticas. Fonte: Prof. Antonio Nobre, INPE
  27. DINÂMICA DA ÁGUA Manual de instruções: Ciclo d’agua local Serrapilheira - quantidade e qualidade Manutenção da vazão dos córregos Escoamento natural vs. urbano
  28. Padrão de escoamento natural vs padrão de escoamento em área urbanizada O caminho a adotar é o de imitar as condições de escoamento com soluções desenhadas para o contexto local COMEÇAR PELA ESTRUTURA DO SOLO!
  29. Retenção e melhoria de qualidade na fonte Telhados verdes em edifícios – custo compartilhado
  30. Retenção e melhoria de qualidade na fonte Telhados verdes em edifícios – custo compartilhado
  31. Redução de escoamento superficial Melhoria da qualidade de água Gestão na paisagem
  32. Redução de escoamento superficial Melhoria da qualidade de água Gestão na paisagem
  33. Pré-implantação – LID! Redução de escoamento superficial Melhoria da qualidade de água Gestão na paisagem
  34. O importante é começar Movimento é fonte e causa de toda vida
  35. O importante é começar Movimento é fonte e causa de toda vida