SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Página 05
A PRIMEIRA ESCOLA...
OterrenoondesecontruiuoGrupoEscolardePedreira,
primeiro nome da escola, foi adquirido em 04 de
setembro de 1905, parte por compra e parte por
doação. A parte da compra foi adquirida pelo
intendente da época, João Francisco Duarte, por
Oitocentos Réis, de Joaquim Teixeira de Queiroz
Apósacontrução,aCâmaradoouoprédioaoGovernodoEstado.
Aconstruçãodoprédioiniciou-seem19/10de1905efinalizou-seem09/10de1906.
Em Janeiro de 1907 começou a funcionar como Escolas Reunidas, pois passou a abrigar no prédio quatro
escolas que funcionavam em bairros da cidade, sendo duas do sexo feminino e duas do sexo masculino. Essas
escolasseencontravamacargodosprofessoresÁlvaroAroucheToledo,AprígioGonzaga,GuilherminaSoares
deSampaioeElviradeMouraSantos.
Em 1908 sofreu a primeira reforma, com instalação de água, modificação na rede de esgoto, demolição de
algumasparedeseconstruçãodeoutras.
Em11/07de1910foicriadooficialmenteoGrupoEscolardePedreira.
Em02dejunhode1926,aCâmaraforneceluzàescolanoturna,quetinhacomodiretoroprof.JoãoCarneiro.
Em21/08de1952teveinícioaassistênciaodontológicapeloDr.JosédeMarco.
Em 1947 foi colocado o nome de Coronel João Pedro de Godoy Moreira, ao então Grupo Escolar, afim de
homenagearquemtantohaviafeitopelaemancipaçãodacidade.Passouadenominar-seGESCCelJoãoPedro
deGodoyMoreira.
o
Em28/01/1976,oGrupoEscolarpassaadenominar-seEscolaEstadualde1 Grau(EEPG)‘‘CelJoãoPedrode
GodoyMoreira’’,funcionandocom43classesde1ªa8ªséries.
o oo
Em1991,comainstalaçãodocursode2 Grau,passouasechamarEscolaEstadualde1 e2 Grau(EPSG)Cel
JoãoPedrodeGodoyMoreira.
ApartirdareestruturaçãodoensinonoEstado,em1996,aescolapassaafuncionarsomentecomclassesde5ª
a 8ª séries (ciclo II) do ensino Fundamental e Ensino Médio, com a denominação de EE Cel João Pedro de Godoy
Moreira.
Devidoaograndevalorhistórico,juntamentecomoutras122escolaspúblicasdaCapitaleInterior,seuprédio
foitombadopeloConselhodoPatrimônioHistórico,Arqueológico,ArtísticoeTurísticodoEstadodeSãoPaulo.
RIO JAGUARI:- A beleza de um rio que corta a cidadeRIO JAGUARI:- A beleza de um rio que corta a cidadeRIO JAGUARI:- A beleza de um rio que corta a cidade
As nascentes do Rio Jaguari estão localizadas no estado de
Minas Gerais, nos municípios de Sapucaí-Mirim, Camanducaia e
Itapeva. Em Jaguariúna, no Estado de São Paulo, ele recebe um
afluente importante, o Rio Camanducaia. Ao juntar-se com o
Rio Atibaia, o Jaguari forma o Rio Piracicaba, no município de
Americana/SP, seguindo até o município de Barra Bonita,
também no Estado de São Paulo, onde ocorre sua foz junto ao
Rio Tietê.
JAGUARI:- é um termo de origem tupi que significa ‘‘rio das onças’’,
através da junção dos termos íguara (onça) e ‘y (água, rio)
Ao entrar em território paulista, o Rio Jaguari é represado, sendo este um dos reservatórios integrantes do
sistema produtor de água chamado Cantareira, construído para permitir a reversão de água da bacia do
Piracicaba para a bacia do Alto Tietê, como reforço ao abastecimento público da Região Metropolitana de São
Paulo. São revertidos aproximadamente 33m³ por segundo, dos quais 31m³ originados dos formadores do
Piracicaba (Jaguari eAtibaia). (hidroplan, 1997)
Por atravessar dois Estados, o Jaguari é considerado um rio federal. Sua bacia abrange quatro municípios
mineiros equinzepaulistas.
Jornal Detetive pg5

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Jornal Detetive pg5

Rio Tiete Concluido
Rio Tiete ConcluidoRio Tiete Concluido
Rio Tiete Concluidovallmachado
 
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ITAJAÍ - AÇU
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ITAJAÍ - AÇUBACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ITAJAÍ - AÇU
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ITAJAÍ - AÇUConceição Fontolan
 
Rios de Salvador - geografia
Rios de Salvador - geografiaRios de Salvador - geografia
Rios de Salvador - geografiamaria brito
 

Semelhante a Jornal Detetive pg5 (6)

Rio Tiete Concluido
Rio Tiete ConcluidoRio Tiete Concluido
Rio Tiete Concluido
 
Rio+Tietê..
Rio+Tietê..Rio+Tietê..
Rio+Tietê..
 
Rio+Tietê..
Rio+Tietê..Rio+Tietê..
Rio+Tietê..
 
Maria catarina
Maria catarinaMaria catarina
Maria catarina
 
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ITAJAÍ - AÇU
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ITAJAÍ - AÇUBACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ITAJAÍ - AÇU
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ITAJAÍ - AÇU
 
Rios de Salvador - geografia
Rios de Salvador - geografiaRios de Salvador - geografia
Rios de Salvador - geografia
 

Mais de Ana Maria Lenci Bordinhao (20)

Terra dos Pedros
Terra dos Pedros  Terra dos Pedros
Terra dos Pedros
 
Jornal Detetive pg7
Jornal Detetive pg7Jornal Detetive pg7
Jornal Detetive pg7
 
Jornal Detetive pg6
Jornal Detetive pg6Jornal Detetive pg6
Jornal Detetive pg6
 
Jornal Detetive pg3
Jornal Detetive pg3Jornal Detetive pg3
Jornal Detetive pg3
 
Jornal Detetive pg4
Jornal Detetive pg4Jornal Detetive pg4
Jornal Detetive pg4
 
Jornal Detetive pg2
Jornal Detetive pg2Jornal Detetive pg2
Jornal Detetive pg2
 
Jornal Detetive pg1
Jornal Detetive pg1 Jornal Detetive pg1
Jornal Detetive pg1
 
Jornal Detetive pg8
Jornal Detetive pg8Jornal Detetive pg8
Jornal Detetive pg8
 
Dia do livro infantil
Dia do livro infantilDia do livro infantil
Dia do livro infantil
 
Carnaval Colégio Objetivo/Pedreira/2013
Carnaval Colégio Objetivo/Pedreira/2013Carnaval Colégio Objetivo/Pedreira/2013
Carnaval Colégio Objetivo/Pedreira/2013
 
Texto do curso pp
Texto do curso ppTexto do curso pp
Texto do curso pp
 
Tarde de autógrafos 2012
Tarde de autógrafos 2012Tarde de autógrafos 2012
Tarde de autógrafos 2012
 
Projeto contador de histórias
Projeto contador de históriasProjeto contador de histórias
Projeto contador de histórias
 
Análise do Projeto em ação PITEC
Análise do Projeto em ação PITECAnálise do Projeto em ação PITEC
Análise do Projeto em ação PITEC
 
Apresentação do Projeto - Ativ. 2.1
Apresentação do Projeto - Ativ. 2.1Apresentação do Projeto - Ativ. 2.1
Apresentação do Projeto - Ativ. 2.1
 
Semana da criança Objetivo
Semana  da  criança  ObjetivoSemana  da  criança  Objetivo
Semana da criança Objetivo
 
Anarililelu ativ3 3
Anarililelu ativ3 3Anarililelu ativ3 3
Anarililelu ativ3 3
 
Atletas paraolímpicos
Atletas paraolímpicosAtletas paraolímpicos
Atletas paraolímpicos
 
Paraolimpiadas
ParaolimpiadasParaolimpiadas
Paraolimpiadas
 
Pagina 02 (1)
Pagina 02 (1)Pagina 02 (1)
Pagina 02 (1)
 

Último

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxMartin M Flynn
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 

Último (20)

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 

Jornal Detetive pg5

  • 1. Página 05 A PRIMEIRA ESCOLA... OterrenoondesecontruiuoGrupoEscolardePedreira, primeiro nome da escola, foi adquirido em 04 de setembro de 1905, parte por compra e parte por doação. A parte da compra foi adquirida pelo intendente da época, João Francisco Duarte, por Oitocentos Réis, de Joaquim Teixeira de Queiroz Apósacontrução,aCâmaradoouoprédioaoGovernodoEstado. Aconstruçãodoprédioiniciou-seem19/10de1905efinalizou-seem09/10de1906. Em Janeiro de 1907 começou a funcionar como Escolas Reunidas, pois passou a abrigar no prédio quatro escolas que funcionavam em bairros da cidade, sendo duas do sexo feminino e duas do sexo masculino. Essas escolasseencontravamacargodosprofessoresÁlvaroAroucheToledo,AprígioGonzaga,GuilherminaSoares deSampaioeElviradeMouraSantos. Em 1908 sofreu a primeira reforma, com instalação de água, modificação na rede de esgoto, demolição de algumasparedeseconstruçãodeoutras. Em11/07de1910foicriadooficialmenteoGrupoEscolardePedreira. Em02dejunhode1926,aCâmaraforneceluzàescolanoturna,quetinhacomodiretoroprof.JoãoCarneiro. Em21/08de1952teveinícioaassistênciaodontológicapeloDr.JosédeMarco. Em 1947 foi colocado o nome de Coronel João Pedro de Godoy Moreira, ao então Grupo Escolar, afim de homenagearquemtantohaviafeitopelaemancipaçãodacidade.Passouadenominar-seGESCCelJoãoPedro deGodoyMoreira. o Em28/01/1976,oGrupoEscolarpassaadenominar-seEscolaEstadualde1 Grau(EEPG)‘‘CelJoãoPedrode GodoyMoreira’’,funcionandocom43classesde1ªa8ªséries. o oo Em1991,comainstalaçãodocursode2 Grau,passouasechamarEscolaEstadualde1 e2 Grau(EPSG)Cel JoãoPedrodeGodoyMoreira. ApartirdareestruturaçãodoensinonoEstado,em1996,aescolapassaafuncionarsomentecomclassesde5ª a 8ª séries (ciclo II) do ensino Fundamental e Ensino Médio, com a denominação de EE Cel João Pedro de Godoy Moreira. Devidoaograndevalorhistórico,juntamentecomoutras122escolaspúblicasdaCapitaleInterior,seuprédio foitombadopeloConselhodoPatrimônioHistórico,Arqueológico,ArtísticoeTurísticodoEstadodeSãoPaulo. RIO JAGUARI:- A beleza de um rio que corta a cidadeRIO JAGUARI:- A beleza de um rio que corta a cidadeRIO JAGUARI:- A beleza de um rio que corta a cidade As nascentes do Rio Jaguari estão localizadas no estado de Minas Gerais, nos municípios de Sapucaí-Mirim, Camanducaia e Itapeva. Em Jaguariúna, no Estado de São Paulo, ele recebe um afluente importante, o Rio Camanducaia. Ao juntar-se com o Rio Atibaia, o Jaguari forma o Rio Piracicaba, no município de Americana/SP, seguindo até o município de Barra Bonita, também no Estado de São Paulo, onde ocorre sua foz junto ao Rio Tietê. JAGUARI:- é um termo de origem tupi que significa ‘‘rio das onças’’, através da junção dos termos íguara (onça) e ‘y (água, rio) Ao entrar em território paulista, o Rio Jaguari é represado, sendo este um dos reservatórios integrantes do sistema produtor de água chamado Cantareira, construído para permitir a reversão de água da bacia do Piracicaba para a bacia do Alto Tietê, como reforço ao abastecimento público da Região Metropolitana de São Paulo. São revertidos aproximadamente 33m³ por segundo, dos quais 31m³ originados dos formadores do Piracicaba (Jaguari eAtibaia). (hidroplan, 1997) Por atravessar dois Estados, o Jaguari é considerado um rio federal. Sua bacia abrange quatro municípios mineiros equinzepaulistas.