SlideShare uma empresa Scribd logo
Jesus como o
Padrão do Discipulador
1. Honre aqueles que
vieram antes de você.
 Jesus honrou a João batista publicamente e
se submeteu a seu ministério antes de
começar o seu próprio.
Em Lucas 20:1-8 Jesus mostrou que a sua
autoridade era parte de uma linhagem
espiritual. A sua autoridade estava associada
à autoridade de João que veio primeiro.
2. Não se isole dos seus
discípulos
 No momento do Getsêmani Jesus
preferiu não ficar sozinho, mas
chamou consigo a Pedro, Tiago e
João. Mt. 26:36-37
3. Não doure a pílula
 Jesus não motivou os seus discípulos
com frases de efeito ou promessas
vazias. Ele mostrou a seriedade e as
conseqüências do discipulado. Faça com
que os seus discípulos saibam
exatamente o que está adiante deles. Mt.
10:16 a 39
4. Deixe que os
resultados falem por você
 Diga o que você fez e não o que você pensa
a respeito de si mesmo. Quando João
mandou perguntar se Jesus era mesmo o
messias, a resposta do Senhor é ilustrativa.
Ele não afirmou nem negou, mas mandou
que se olhasse para os resultados. Lc. 7:2022
5. Tenha clareza do
plano e do propósito
 Jesus sabia porque tinha vindo. Ele mirou
Jerusalém e fez do seu rosto como um seixo (Is.
50:7, Lc. 9:51)).
Independente das conseqüências Ele iria a
Jerusalém e executaria o seu plano.
O propósito impede que desperdicemos nossa
energia, tempo e potencial.
Planejamento é crucial. Não foi por acaso que
Jesus entrou em Jerusalém justamente na
Páscoa e que o Espírito Santo foi enviado
justamente no dia de Pentecostes.
6. Prepare-se
 Segundo o conceito natural Jesus nunca
precisou se preparar, Todavia sabemos que nos
seus trinta anos ele se preparou e aprendeu (Hb.
2:10, 5:8). Ele se preparou estudando as
escrituras e se preparou cumprindo toda a
justiça.
Preparo inadequado produz resultados
inadequados. Tempo investido no preparo não é
tempo desperdiçado.
7. Gere a sua equipe
 Uma das coisas mais
problemáticas é quando herdamos
líderes que nós mesmos não
geramos.O fato é que Jesus
escolheu seus discípulos e não
vice-versa (Jo. 15:16).
8. Exerça autoridade
 Conheça a extensão da sua
autoridade e exerça-a.
9. Concentre-se naqueles
que respondem
 Muitas vezes gastamos mais tempo
justamente com aqueles que dão menos
retorno em termos de compromisso de
discipulado. Jesus não perdeu tempo nas
cidades que o rejeitaram, por isso não
lance pérolas a porcos.
10. Não se iluda com
bajulações, olhe a
realidade
 O jovem rico chegou a Jesus
chamando-o de bom. Jesus rejeitou
aquele elogio enquanto recebeu
adoração de outros. Há uma grande
diferença entre bajulação e
reconhecimento genuíno. Lc. 18:18
11. Aprenda a exortar
 Jesus reservou suas palavras
mais duras aos fariseus, mas
mesmo os discípulos foram
repreendidos. Nós repreendemos
aqueles com quem nos
preocupamos e respeitamos.
12. Seja um servo

 Nós usamos a espada contra o
diabo, mas usamos a toalha em
nossos irmãos. Mc. 10:45
13. Desencoraje a
disputa por posições
 Não permita que aqueles que
andam com você busquem status,
posição ou título. Mt. 20:20-28
14. Seja um inspetor de
frutos
 Checamos o tipo de fruto pois
cada semente gera de acordo com
a sua espécie. Mt. 12:33; Mt. 7:1520. Também checamos a
quantidade de fruto pois o Senhor
espera muitos frutos. Jo. 15:5 e 8
15. Evite o espírito de
grandeza
 É interessante que o diabo mandou que Jesus
transformasse pedras em pães para provar se
era o Filho de Deus. Os fariseus insistiram para
que ele fizesse um sinal para que cressem nele
como o Messias. Jesus nunca cedeu ao show,
todavia quando João batista mandou perguntar
se ele era mesmo o Messias, Jesus fez muitos
milagres diante deles para dar sinal de si
mesmo.
Você não tem que provar coisa, apenas ande de
acordo com a sua unção.
16. Não lute guerras que
não são suas
 O Senhor não cedeu à tentação de
resolver problemas para os quais
ele não fora chamado. Veja o caso
de Lucas 12:13-14.
 O exemplo de Josias, o homem
que morreu antes da hora.
17. Reserve o melhor para
os seus discípulos
 Alguns dos momentos mais
extraordinários do ministério de
Jesus, foi acompanhado apenas
pelos seus discípulos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Decida Ser Transformado
Decida Ser TransformadoDecida Ser Transformado
EBJ - Encontro 25/03/2012
EBJ - Encontro 25/03/2012EBJ - Encontro 25/03/2012
EBJ - Encontro 25/03/2012
EBJ IPBCP
 
Conselhos Gerais e Eu Sei em quem tenho crido
Conselhos Gerais e Eu Sei em quem tenho cridoConselhos Gerais e Eu Sei em quem tenho crido
Conselhos Gerais e Eu Sei em quem tenho crido
pralucianaevangelista
 
Propósito da provação.
Propósito da provação.Propósito da provação.
Propósito da provação.
Quenia Damata
 
Milagres
MilagresMilagres
Milagres
Almy Alves
 
Palavras De Vida Setembro de 2009
Palavras De Vida Setembro de 2009Palavras De Vida Setembro de 2009
Palavras De Vida Setembro de 2009
Leandro Destro
 
4preparado para partir
4preparado para partir4preparado para partir
4preparado para partir
marcosleal2011
 
Alegria, Culpa, Raiva e Amor
Alegria, Culpa, Raiva e AmorAlegria, Culpa, Raiva e Amor
Alegria, Culpa, Raiva e Amor
Daniel de Carvalho Luz
 
O Propósito do Fruto do Espirito
O Propósito do Fruto do EspiritoO Propósito do Fruto do Espirito
O Propósito do Fruto do Espirito
Márcio Martins
 
3º estudo jovens IBRVN
3º estudo jovens IBRVN3º estudo jovens IBRVN
3º estudo jovens IBRVN
uriank
 
O aperfeiçoamento da fé_Lição_original com textos_242014
O aperfeiçoamento da fé_Lição_original com textos_242014O aperfeiçoamento da fé_Lição_original com textos_242014
O aperfeiçoamento da fé_Lição_original com textos_242014
Gerson G. Ramos
 
Slides reflexão bíblica
Slides   reflexão bíblicaSlides   reflexão bíblica
Slides reflexão bíblica
eschappy
 
Preparando para liderar
Preparando para liderarPreparando para liderar
Preparando para liderar
Jesiel Freitas
 
A morte do juiz interior
A morte do juiz interiorA morte do juiz interior
A morte do juiz interior
Pastor Paulo Francisco
 
Decida Crescer
Decida CrescerDecida Crescer
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITOLIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
Lourinaldo Serafim
 
2amando completamente
2amando completamente2amando completamente
2amando completamente
marcosleal2011
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 

Mais procurados (18)

Decida Ser Transformado
Decida Ser TransformadoDecida Ser Transformado
Decida Ser Transformado
 
EBJ - Encontro 25/03/2012
EBJ - Encontro 25/03/2012EBJ - Encontro 25/03/2012
EBJ - Encontro 25/03/2012
 
Conselhos Gerais e Eu Sei em quem tenho crido
Conselhos Gerais e Eu Sei em quem tenho cridoConselhos Gerais e Eu Sei em quem tenho crido
Conselhos Gerais e Eu Sei em quem tenho crido
 
Propósito da provação.
Propósito da provação.Propósito da provação.
Propósito da provação.
 
Milagres
MilagresMilagres
Milagres
 
Palavras De Vida Setembro de 2009
Palavras De Vida Setembro de 2009Palavras De Vida Setembro de 2009
Palavras De Vida Setembro de 2009
 
4preparado para partir
4preparado para partir4preparado para partir
4preparado para partir
 
Alegria, Culpa, Raiva e Amor
Alegria, Culpa, Raiva e AmorAlegria, Culpa, Raiva e Amor
Alegria, Culpa, Raiva e Amor
 
O Propósito do Fruto do Espirito
O Propósito do Fruto do EspiritoO Propósito do Fruto do Espirito
O Propósito do Fruto do Espirito
 
3º estudo jovens IBRVN
3º estudo jovens IBRVN3º estudo jovens IBRVN
3º estudo jovens IBRVN
 
O aperfeiçoamento da fé_Lição_original com textos_242014
O aperfeiçoamento da fé_Lição_original com textos_242014O aperfeiçoamento da fé_Lição_original com textos_242014
O aperfeiçoamento da fé_Lição_original com textos_242014
 
Slides reflexão bíblica
Slides   reflexão bíblicaSlides   reflexão bíblica
Slides reflexão bíblica
 
Preparando para liderar
Preparando para liderarPreparando para liderar
Preparando para liderar
 
A morte do juiz interior
A morte do juiz interiorA morte do juiz interior
A morte do juiz interior
 
Decida Crescer
Decida CrescerDecida Crescer
Decida Crescer
 
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITOLIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 2- O PROPÓSITO DO FRUTO DO ESPÍRITO
 
2amando completamente
2amando completamente2amando completamente
2amando completamente
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
 

Destaque

O líder de célula
O líder de célula O líder de célula
O líder de célula
Anderson Menger
 
Conhecendo o amor de deus lições 10 a 12
Conhecendo o amor de deus lições 10 a 12Conhecendo o amor de deus lições 10 a 12
Conhecendo o amor de deus lições 10 a 12
Lilian Pereira-Ferrari
 
A Ética dos Sábios
A Ética dos SábiosA Ética dos Sábios
A Ética dos Sábios
Reinaldo Camacho
 
Éfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amor
Éfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amorÉfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amor
Éfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amor
Elder Moraes
 
O poder de uma geração que se orgulha
O poder de uma geração que se orgulhaO poder de uma geração que se orgulha
O poder de uma geração que se orgulha
Madson Oliveira
 
Meninos espirituais
Meninos espirituaisMeninos espirituais
Meninos espirituais
Izau Melo
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e Motivação
Vania Cardoso
 
A igrea e a disciplina
A igrea e a disciplinaA igrea e a disciplina
A igrea e a disciplina
Paulo Roberto
 
Olderdeclula visodequalidade-140121192043-phpapp02
Olderdeclula visodequalidade-140121192043-phpapp02Olderdeclula visodequalidade-140121192043-phpapp02
Olderdeclula visodequalidade-140121192043-phpapp02
Mariano Silva
 
Discipulado Avançado VII - DISCIPULANDO MÃES SOLTEIRAS
Discipulado Avançado VII - DISCIPULANDO MÃES SOLTEIRASDiscipulado Avançado VII - DISCIPULANDO MÃES SOLTEIRAS
Discipulado Avançado VII - DISCIPULANDO MÃES SOLTEIRAS
Roberto Trindade
 
Discipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROS
Discipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROSDiscipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROS
Discipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROS
Roberto Trindade
 
Discipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTES
Discipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTESDiscipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTES
Discipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTES
Roberto Trindade
 
Estudo bíblico 21
Estudo bíblico 21Estudo bíblico 21
Estudo bíblico 21
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Relacionamento cristão
Relacionamento cristãoRelacionamento cristão
Relacionamento cristão
Marcos De Oliveira Leite
 
Apostilha da celulas
Apostilha da celulasApostilha da celulas
Apostilha da celulas
Marcos Marcos Silva
 
Um deus que tem urgência
Um deus que tem urgência Um deus que tem urgência
Um deus que tem urgência
Anderson Menger
 
Poder e honra
Poder e honraPoder e honra
Poder e honra
Liu Santos
 
Segredos para crescimento e multiplicação de células
Segredos para crescimento e multiplicação de célulasSegredos para crescimento e multiplicação de células
Segredos para crescimento e multiplicação de células
Anderson Menger
 
Sinais da Volta de Cristo - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Adv...
Sinais da Volta de Cristo - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Adv...Sinais da Volta de Cristo - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Adv...
Sinais da Volta de Cristo - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Adv...
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Tipo De Líderes
Tipo De LíderesTipo De Líderes
Tipo De Líderes
André rug
 

Destaque (20)

O líder de célula
O líder de célula O líder de célula
O líder de célula
 
Conhecendo o amor de deus lições 10 a 12
Conhecendo o amor de deus lições 10 a 12Conhecendo o amor de deus lições 10 a 12
Conhecendo o amor de deus lições 10 a 12
 
A Ética dos Sábios
A Ética dos SábiosA Ética dos Sábios
A Ética dos Sábios
 
Éfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amor
Éfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amorÉfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amor
Éfeso - A Igreja que perdeu o primeiro amor
 
O poder de uma geração que se orgulha
O poder de uma geração que se orgulhaO poder de uma geração que se orgulha
O poder de uma geração que se orgulha
 
Meninos espirituais
Meninos espirituaisMeninos espirituais
Meninos espirituais
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e Motivação
 
A igrea e a disciplina
A igrea e a disciplinaA igrea e a disciplina
A igrea e a disciplina
 
Olderdeclula visodequalidade-140121192043-phpapp02
Olderdeclula visodequalidade-140121192043-phpapp02Olderdeclula visodequalidade-140121192043-phpapp02
Olderdeclula visodequalidade-140121192043-phpapp02
 
Discipulado Avançado VII - DISCIPULANDO MÃES SOLTEIRAS
Discipulado Avançado VII - DISCIPULANDO MÃES SOLTEIRASDiscipulado Avançado VII - DISCIPULANDO MÃES SOLTEIRAS
Discipulado Avançado VII - DISCIPULANDO MÃES SOLTEIRAS
 
Discipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROS
Discipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROSDiscipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROS
Discipulado Avançado VI - DISCIPULANDO SOLTEIROS
 
Discipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTES
Discipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTESDiscipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTES
Discipulado Avançado V - DISCIPULANDO ADOLESCENTES
 
Estudo bíblico 21
Estudo bíblico 21Estudo bíblico 21
Estudo bíblico 21
 
Relacionamento cristão
Relacionamento cristãoRelacionamento cristão
Relacionamento cristão
 
Apostilha da celulas
Apostilha da celulasApostilha da celulas
Apostilha da celulas
 
Um deus que tem urgência
Um deus que tem urgência Um deus que tem urgência
Um deus que tem urgência
 
Poder e honra
Poder e honraPoder e honra
Poder e honra
 
Segredos para crescimento e multiplicação de células
Segredos para crescimento e multiplicação de célulasSegredos para crescimento e multiplicação de células
Segredos para crescimento e multiplicação de células
 
Sinais da Volta de Cristo - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Adv...
Sinais da Volta de Cristo - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Adv...Sinais da Volta de Cristo - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Adv...
Sinais da Volta de Cristo - Ouvindo a Voz de Deus, Estudo Bíblico, Igreja Adv...
 
Tipo De Líderes
Tipo De LíderesTipo De Líderes
Tipo De Líderes
 

Semelhante a O padrão do discipulador

Lição10: Ministrando aos galileus
Lição10: Ministrando aos galileusLição10: Ministrando aos galileus
Lição10: Ministrando aos galileus
Quenia Damata
 
Pastora welma confadesp_2012
Pastora welma confadesp_2012Pastora welma confadesp_2012
Pastora welma confadesp_2012
cynthiapalmas
 
Sermão - Izéas - É Hora de Terminar.pps_20240406_002631_0000.pdf
Sermão - Izéas - É Hora de Terminar.pps_20240406_002631_0000.pdfSermão - Izéas - É Hora de Terminar.pps_20240406_002631_0000.pdf
Sermão - Izéas - É Hora de Terminar.pps_20240406_002631_0000.pdf
rayanxp67
 
Seminário discipulado um a um
Seminário discipulado um a umSeminário discipulado um a um
Seminário discipulado um a um
Wágner Rocha Pereira
 
Lição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a Ele
Lição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a EleLição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a Ele
Lição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a Ele
Éder Tomé
 
melhor-de-Deus
  melhor-de-Deus  melhor-de-Deus
melhor-de-Deus
antonio ferreira
 
LBJ 2017 3 TRI Lição 5- Ansiedade, a antecipação do tempo
LBJ 2017 3 TRI Lição 5- Ansiedade, a antecipação do tempoLBJ 2017 3 TRI Lição 5- Ansiedade, a antecipação do tempo
LBJ 2017 3 TRI Lição 5- Ansiedade, a antecipação do tempo
boasnovassena
 
[Sermão] As verdades sobre a Videira - Blog de Linaldo
[Sermão] As verdades sobre a Videira - Blog de Linaldo[Sermão] As verdades sobre a Videira - Blog de Linaldo
[Sermão] As verdades sobre a Videira - Blog de Linaldo
Linaldo Lima
 
Lição 02 ester
Lição 02 esterLição 02 ester
Lição 02
Lição 02Lição 02
Estudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docxEstudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docx
SERGIO DOS SANTOS
 
Estudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docxEstudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docx
SERGIO DOS SANTOS
 
Estudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docxEstudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docx
SERGIO DOS SANTOS
 
As limitações dos discípulos - Lição 09 - 2ºTrimestre/2015
As limitações dos discípulos - Lição 09 - 2ºTrimestre/2015As limitações dos discípulos - Lição 09 - 2ºTrimestre/2015
As limitações dos discípulos - Lição 09 - 2ºTrimestre/2015
Pr. Andre Luiz
 
Lição 2 aluno
Lição 2 alunoLição 2 aluno
Lição 2 aluno
Demerval Fernandes
 
(527343911) 90211967 3º-modulo (1)
(527343911) 90211967 3º-modulo (1)(527343911) 90211967 3º-modulo (1)
(527343911) 90211967 3º-modulo (1)
Rosa Luzia Da Hora
 
Palavras de células Maio
Palavras de células MaioPalavras de células Maio
Palavras de células Maio
israelargatao
 
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiososLição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Ailton da Silva
 
A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015
A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015
A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015
Pr. Andre Luiz
 
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 

Semelhante a O padrão do discipulador (20)

Lição10: Ministrando aos galileus
Lição10: Ministrando aos galileusLição10: Ministrando aos galileus
Lição10: Ministrando aos galileus
 
Pastora welma confadesp_2012
Pastora welma confadesp_2012Pastora welma confadesp_2012
Pastora welma confadesp_2012
 
Sermão - Izéas - É Hora de Terminar.pps_20240406_002631_0000.pdf
Sermão - Izéas - É Hora de Terminar.pps_20240406_002631_0000.pdfSermão - Izéas - É Hora de Terminar.pps_20240406_002631_0000.pdf
Sermão - Izéas - É Hora de Terminar.pps_20240406_002631_0000.pdf
 
Seminário discipulado um a um
Seminário discipulado um a umSeminário discipulado um a um
Seminário discipulado um a um
 
Lição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a Ele
Lição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a EleLição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a Ele
Lição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a Ele
 
melhor-de-Deus
  melhor-de-Deus  melhor-de-Deus
melhor-de-Deus
 
LBJ 2017 3 TRI Lição 5- Ansiedade, a antecipação do tempo
LBJ 2017 3 TRI Lição 5- Ansiedade, a antecipação do tempoLBJ 2017 3 TRI Lição 5- Ansiedade, a antecipação do tempo
LBJ 2017 3 TRI Lição 5- Ansiedade, a antecipação do tempo
 
[Sermão] As verdades sobre a Videira - Blog de Linaldo
[Sermão] As verdades sobre a Videira - Blog de Linaldo[Sermão] As verdades sobre a Videira - Blog de Linaldo
[Sermão] As verdades sobre a Videira - Blog de Linaldo
 
Lição 02 ester
Lição 02 esterLição 02 ester
Lição 02 ester
 
Lição 02
Lição 02Lição 02
Lição 02
 
Estudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docxEstudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docx
 
Estudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docxEstudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docx
 
Estudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docxEstudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docx
 
As limitações dos discípulos - Lição 09 - 2ºTrimestre/2015
As limitações dos discípulos - Lição 09 - 2ºTrimestre/2015As limitações dos discípulos - Lição 09 - 2ºTrimestre/2015
As limitações dos discípulos - Lição 09 - 2ºTrimestre/2015
 
Lição 2 aluno
Lição 2 alunoLição 2 aluno
Lição 2 aluno
 
(527343911) 90211967 3º-modulo (1)
(527343911) 90211967 3º-modulo (1)(527343911) 90211967 3º-modulo (1)
(527343911) 90211967 3º-modulo (1)
 
Palavras de células Maio
Palavras de células MaioPalavras de células Maio
Palavras de células Maio
 
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiososLição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
 
A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015
A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015
A tentação de Jesus - Lição 04 - 2º/2015
 
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
 

Mais de Anderson Menger

Vencendo o medo
 Vencendo o medo Vencendo o medo
Vencendo o medo
Anderson Menger
 
Traços que evidenciam o caráter de um líder maduro
Traços que evidenciam o caráter de um líder maduroTraços que evidenciam o caráter de um líder maduro
Traços que evidenciam o caráter de um líder maduro
Anderson Menger
 
Questionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célulaQuestionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célula
Anderson Menger
 
Necessidades das crianças
Necessidades das criançasNecessidades das crianças
Necessidades das crianças
Anderson Menger
 
Discipulado mentoreamento
Discipulado mentoreamentoDiscipulado mentoreamento
Discipulado mentoreamento
Anderson Menger
 
Atitudes de um bom discípulo
Atitudes de um bom discípuloAtitudes de um bom discípulo
Atitudes de um bom discípulo
Anderson Menger
 
As dez principais dificuldades de um novo convertido
As dez principais dificuldades de um novo convertido  As dez principais dificuldades de um novo convertido
As dez principais dificuldades de um novo convertido
Anderson Menger
 
Alvos a fronteira entre conquistas e boas intencões
Alvos a fronteira entre conquistas e boas  intencõesAlvos a fronteira entre conquistas e boas  intencões
Alvos a fronteira entre conquistas e boas intencões
Anderson Menger
 

Mais de Anderson Menger (8)

Vencendo o medo
 Vencendo o medo Vencendo o medo
Vencendo o medo
 
Traços que evidenciam o caráter de um líder maduro
Traços que evidenciam o caráter de um líder maduroTraços que evidenciam o caráter de um líder maduro
Traços que evidenciam o caráter de um líder maduro
 
Questionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célulaQuestionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célula
 
Necessidades das crianças
Necessidades das criançasNecessidades das crianças
Necessidades das crianças
 
Discipulado mentoreamento
Discipulado mentoreamentoDiscipulado mentoreamento
Discipulado mentoreamento
 
Atitudes de um bom discípulo
Atitudes de um bom discípuloAtitudes de um bom discípulo
Atitudes de um bom discípulo
 
As dez principais dificuldades de um novo convertido
As dez principais dificuldades de um novo convertido  As dez principais dificuldades de um novo convertido
As dez principais dificuldades de um novo convertido
 
Alvos a fronteira entre conquistas e boas intencões
Alvos a fronteira entre conquistas e boas  intencõesAlvos a fronteira entre conquistas e boas  intencões
Alvos a fronteira entre conquistas e boas intencões
 

Último

10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 

Último (14)

10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 

O padrão do discipulador

  • 1. Jesus como o Padrão do Discipulador
  • 2. 1. Honre aqueles que vieram antes de você.  Jesus honrou a João batista publicamente e se submeteu a seu ministério antes de começar o seu próprio. Em Lucas 20:1-8 Jesus mostrou que a sua autoridade era parte de uma linhagem espiritual. A sua autoridade estava associada à autoridade de João que veio primeiro.
  • 3. 2. Não se isole dos seus discípulos  No momento do Getsêmani Jesus preferiu não ficar sozinho, mas chamou consigo a Pedro, Tiago e João. Mt. 26:36-37
  • 4. 3. Não doure a pílula  Jesus não motivou os seus discípulos com frases de efeito ou promessas vazias. Ele mostrou a seriedade e as conseqüências do discipulado. Faça com que os seus discípulos saibam exatamente o que está adiante deles. Mt. 10:16 a 39
  • 5. 4. Deixe que os resultados falem por você  Diga o que você fez e não o que você pensa a respeito de si mesmo. Quando João mandou perguntar se Jesus era mesmo o messias, a resposta do Senhor é ilustrativa. Ele não afirmou nem negou, mas mandou que se olhasse para os resultados. Lc. 7:2022
  • 6. 5. Tenha clareza do plano e do propósito  Jesus sabia porque tinha vindo. Ele mirou Jerusalém e fez do seu rosto como um seixo (Is. 50:7, Lc. 9:51)). Independente das conseqüências Ele iria a Jerusalém e executaria o seu plano. O propósito impede que desperdicemos nossa energia, tempo e potencial. Planejamento é crucial. Não foi por acaso que Jesus entrou em Jerusalém justamente na Páscoa e que o Espírito Santo foi enviado justamente no dia de Pentecostes.
  • 7. 6. Prepare-se  Segundo o conceito natural Jesus nunca precisou se preparar, Todavia sabemos que nos seus trinta anos ele se preparou e aprendeu (Hb. 2:10, 5:8). Ele se preparou estudando as escrituras e se preparou cumprindo toda a justiça. Preparo inadequado produz resultados inadequados. Tempo investido no preparo não é tempo desperdiçado.
  • 8. 7. Gere a sua equipe  Uma das coisas mais problemáticas é quando herdamos líderes que nós mesmos não geramos.O fato é que Jesus escolheu seus discípulos e não vice-versa (Jo. 15:16).
  • 9. 8. Exerça autoridade  Conheça a extensão da sua autoridade e exerça-a.
  • 10. 9. Concentre-se naqueles que respondem  Muitas vezes gastamos mais tempo justamente com aqueles que dão menos retorno em termos de compromisso de discipulado. Jesus não perdeu tempo nas cidades que o rejeitaram, por isso não lance pérolas a porcos.
  • 11. 10. Não se iluda com bajulações, olhe a realidade  O jovem rico chegou a Jesus chamando-o de bom. Jesus rejeitou aquele elogio enquanto recebeu adoração de outros. Há uma grande diferença entre bajulação e reconhecimento genuíno. Lc. 18:18
  • 12. 11. Aprenda a exortar  Jesus reservou suas palavras mais duras aos fariseus, mas mesmo os discípulos foram repreendidos. Nós repreendemos aqueles com quem nos preocupamos e respeitamos.
  • 13. 12. Seja um servo  Nós usamos a espada contra o diabo, mas usamos a toalha em nossos irmãos. Mc. 10:45
  • 14. 13. Desencoraje a disputa por posições  Não permita que aqueles que andam com você busquem status, posição ou título. Mt. 20:20-28
  • 15. 14. Seja um inspetor de frutos  Checamos o tipo de fruto pois cada semente gera de acordo com a sua espécie. Mt. 12:33; Mt. 7:1520. Também checamos a quantidade de fruto pois o Senhor espera muitos frutos. Jo. 15:5 e 8
  • 16. 15. Evite o espírito de grandeza  É interessante que o diabo mandou que Jesus transformasse pedras em pães para provar se era o Filho de Deus. Os fariseus insistiram para que ele fizesse um sinal para que cressem nele como o Messias. Jesus nunca cedeu ao show, todavia quando João batista mandou perguntar se ele era mesmo o Messias, Jesus fez muitos milagres diante deles para dar sinal de si mesmo. Você não tem que provar coisa, apenas ande de acordo com a sua unção.
  • 17. 16. Não lute guerras que não são suas  O Senhor não cedeu à tentação de resolver problemas para os quais ele não fora chamado. Veja o caso de Lucas 12:13-14.  O exemplo de Josias, o homem que morreu antes da hora.
  • 18. 17. Reserve o melhor para os seus discípulos  Alguns dos momentos mais extraordinários do ministério de Jesus, foi acompanhado apenas pelos seus discípulos.