SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
ESCOLA BÁSICA 2/3 CICLOS FEBO MONIZ
ALMEIRIM
No dia 15 de feverei-
ro de 2013, os alunos
do 8º ano da escola
EB 2/3 Febo Moniz
foram visitar o CIBA e
o Mosteiro da Batalha
no âmbito das discipli-
nas de História e Por-
tuguês.
No CIBA, os alunos
tiveram oportunidade
de assistir a um filme
sobre a Batalha de
Aljubarrota. Para além
disso, viram ossos de
soldados encontrados
no campo da batalha,
também contactaram
com réplicas das
armas utilizadas. No
campo de batalha
observaram as covas
de lobo que faziam
com que o exército
castelhano abrandas-
se a sua investida.
Esta técnica junta-
mente com a tática
do quadrado permiti-
ram aos portugueses
vencer os castelha-
nos, apesar de serem
em muito menor
número.
Depois do almoço que
decorreu nos campos
do CIBA, os alunos
foram ao Mosteiro da
Batalha que foi man-
dado construir por D.
João I como forma de
agradecimento, à Nos-
sa Senhora e a S. Jor-
ge, por terem ganho a
batalha, que decorreu
em 1385. Este mostei-
ro é um exemplo exce-
cional da arte gótica.
8º C
VI SI TA D E ES T U D O A O CIBA
(CE NT RO D E IN T E R P R ETA Ç Ã O DA
BA TA LH A D E AL J U BA R ROTA ) E A O
MO S T EI RO DA BA TA L H A - 8º A N O
MARÇO DE 2013
Pontos de inte-
resse especiais:
• Página 3
Concurso de poesia
Dia Mundial do sono
• Página 4
“Pensar diferente é pen-
sar no Ambiente.”
• Página 6
Vencedores do Concurso
de cartões de São Valen-
tim
Página 7
Gosto de Voar …
• Página 9
Hoje não! Exposição de
fotografia
NESTA EDIÇÃO:
Dia de Reis 2
Feira do Livro 2
Desporto Escolar 3
O Carnaval no Mundo 4
Dia de São Valentim 6
Gosto de voar... 7
Clube do Ambiente 8
O NOSSO JORNAL
O Dia de Reis, segundo
a tradição cristã, é
aquele em que Jesus
Cristo recém-nascido
recebera a visita de
"alguns magos do
Oriente”, ou seja, três
Reis Magos, e que ocor-
rera no dia 6 de janei-
ro. A data marca, para
os católicos, o dia para
a veneração aos Reis
Magos, os santos Bel-
chior, Gaspar e Balta-
zar. Nesta data, ainda
terminam para os cató-
licos os festejos natalí-
cios - sendo o dia em
que são desmanchados
os presépios e por con-
seguinte são retirados
todos os enfeites natalí-
cios. Em alguns países,
como Espanha, é esti-
mulada entre as crian-
ças a tradição de se
deixar sapatos na jane-
la com erva antes de
dormir para que os
camelos dos Reis
Magos se possam ali-
mentar e retomar via-
gem. Em troca os Reis
magos deixariam doces
que as crianças encon-
tram no lugar da erva,
após acordar. Em Fran-
ça (agora também nou-
tros países) come-se
"Galette des rois" onde
também encontram um
brinde no seu interior, a
galette também costu-
ma trazer uma coroa,
quem encontrar o brin-
de será rei e será
coroado. Em Portugal e
também noutros paí-
ses, as pessoas que
moram em pequenas
terras costumam ir can-
tar os reis de porta em
porta, as pessoas dão-
lhes doces, salgados
etc...No Brasil, esta tra-
dição é comemorada
com festas onde são
servidos doces e comi-
das típicas das regiões.
Há ainda festivais com
Companhias de Reis
(grupo de músicos e
dançarinos) que can-
tam músicas referentes
ao evento.
Página 2
DIA DE REIS
Dia 6 de janeiro.
“A data marca,
para os católicos,
o dia para a
veneração aos
Reis Magos, os
santos Belchior,
Gaspar e
Baltazar.”
FEIRA DO LIVRO NA ESCOLA
FEBO MONIZ
A Equipa da Biblioteca
Escolar da escola E B 2/3
ciclos Febo Moniz promo-
veu uma feira do livro, a
qual decorreu de 28 de
janeiro a 1 de fevereiro,
das 9.00 horas às 16.00
horas no Auditório do Blo-
co Rosa. Este ano estive-
ram à venda livros novos e
livros usados.
O NOSSO JORNAL
O NOSSO JORNAL
O Desporto Escolar é
um projeto do Minis-
tério da Ciência e
Educação que existe
em várias escolas do
país. No sítio oficial
do desporto escolar
lemos as seguintes
informações sobre o
projeto: “A prática
desportiva nas esco-
las (…) constitui um
instrumento de gran-
de relevo e utilidade
no combate ao insu-
cesso escolar e de
melhoria da qualida-
de do ensino e da
aprendizagem. Com-
plementarmente, o
Desporto Escolar pro-
move estilos de vida
saudáveis que contri-
buem para a forma-
ção equilibrada dos
alunos e permitem o
desenvolvimento da
prática desportiva em
Portugal.”
Na Escola Básica
Febo Moniz existem
várias modalidades
de desporto escolar:
ténis de mesa; golfe;
atletismo; pingue-
pongue; judo; ténis;
dança e natação. Os
alunos inscritos trei-
nam semanalmente
estas modalidades ,
têm oportunidade de
participar em tor-
neios escolares distri-
tais e os melhores
poderão participar
em torneios nacio-
nais.
Página 3
DESPORTO ESCOLAR
“A prática desportiva
nas escolas (…)
constitui um
instrumento de grande
relevo e utilidade no
combate ao insucesso
escolar e de melhoria
da qualidade do ensino
e da aprendizagem. “
Concurso de Poesia
Para: Alunos do 3º Ciclo
Tema: O mar
Participa!
Até ao dia 5 de abril
Informa-te junto da tua profes-
sora de Português
15 de
Março
Dia Mundial do
Sono
A Organização Mundial de Saúde
alerta para o facto de 50% das crian-
ças e jovens portugueses terem défi-
ce de sono, contra 15% a nível mun-
dial.
Não vamos adormecer sobre este assunto
e no próximo número de O Nosso Jornal
voltaremos a falar dele.
CARNAVAL NO MUNDO
Portugal tem uma grande tradição relacionada com o Carnaval, nomeadamente em
algumas zonas do país, tais como Torres Vedras, Sesimbra, Madeira e Açores. O
Carnaval de Torres Vedras é o mais antigo do país (com referências desde 1574),
fiel às tradições e rejeitando estrangeirismos, encontrando-se já profundamente
enraizado na identidade da cidade. Nos Açores, mais exatamente na Ilha Terceira,
encontra-se uma das formas mais peculiares de festejo do Carnaval, com danças e
bailinhos que compõem a maior manifestação de teatro popular em Portugal,
baseada no estilo dos Autos Vicentinos. As Festas de Carnaval na Madeira têm o
seu apogeu no Grande Cortejo Alegórico, mantendo intactas as raízes populares,
com a participação de vários grupos e milhares de figurantes nas ruas do Funchal. O
Carnaval de Sesimbra tem ganho dimensão enquanto momento cultural e social
alto no concelho. As ruas são preenchidas com elementos lúdicos, cores, música e
movimento, potenciados pelos desfiles das Escolas de Samba.
Antes da Quaresma, celebra-se a
”Maslenitsa” (”Entrudo”, em russo), um festival de uma semana que é a celebração Ortodoxa
mais popular da Rússia. A Maslenitsa é um símbolo do adeus ao Inverno e boas-vindas à prima-
vera, e a palavra deriva de ”Maslo”, que significa ”manteiga”. As panquecas são um item funda-
mental nesta celebração, simbolizando o sol da primavera, que se torna mais quente e brilhante
em cada dia. No fim das festividades, é queimado o espantalho do Entrudo, que simboliza o final
do inverno.
Em França celebra-se o Carnaval de Nice, o principal evento de Inverno da Riviera francesa. Na
Idade Média, os habitantes de Nice, antes de fazerem jejum de carne durante 40 dias (de acor-
do com a tradição católica do Entrudo) desfrutavam de uma cozinha rica e recheada. Os festejos
de Carnaval remontam a 1294, mas a fase ”moderna” das celebrações começou em 1872. Des-
de o início do século, foi atribuído muito cuidado à escolha dos temas para celebrar o Carnaval,
e integraram-se tecnologias e materiais novos.
O Carnaval de Veneza é uma das festas mais antigas do mundo. As
ruas da cidade durante o Carnaval estão repletas de bandas, más-
caras tradicionais, teatro de rua, etc. A cerimónia de abertura come-
ça com o “Voo do Anjo”, uma tradição antiga que consiste numa
mulher jovem (normalmente conhecida do público) que surge do
Campanário da Torre da Praça de São Marco. Segue-se a celebra-
ção da Feste delle Marie (que celebra a liberação das mulheres das
mãos dos piradas da Istria). Muitos eventos, tais como festas e
bailes de máscaras (Baile Casanova, baile da água, e Noite Doura-
da) têm lugar nos palácios antigos, e alguns são exclusivos para
convidados! É na época do carnaval que Veneza recebe o maior
número de turistas. A cidade ganha um aspeto de baile de másca-
ras a “céu aberto”, quando ricos e pobres se unem. As festas são
celebradas no interior de palácios antiquíssimos e ainda com direi-
to a máscaras e fantasias super requintadas. Além disso, aconte-
cem grandes bailes, concertos, danças e desfiles.
PORTUGAL
RÚSSIA
FRANÇA
ITÁLIA
O NOSSO JORNALPágina 4
Conhecido como o maior carnaval de inverno do mundo, a folia na cidade de
Quebeque, duram três semanas. Durante a festa ocorrem concertos musicais,
esculturas de neve, paradas noturnas e atividades esportivas, por exemplo,
competição de canoas e pesca no gelo. Mesmo com 10 graus negativos o carna-
val do Canadá atrai milhares de pessoas do mundo.
No Japão, o carnaval chama-se Asakusa Samba Carnival. No festival há carros
alegóricos, ala das baianas, samba cantado em português e até passistas vestin-
do roupas importadas do Brasil. Muitas pessoas saem às ruas para se divertirem
com a folia e com samba no pé. O interessante é a presença de vários brasileiros,
principalmente em lugares de destaque como nos carros alegóricos e puxadores
de samba.
Carnaval no Haiti é época de marchar, cantar, dançar, divertir-se, relaxar e é um
momento em que a sociedade aceita qualquer e quase todos os tipos de comporta-
mento. Na ocasião acontecem canções satíricas que é uma tradição antiga, onde
haitianos aproveitam para protestar a respeito de algo. Com a abertura política no
país, a sátira carnavalesca se tornou mais descarada.
O Carnaval do Brasil é a maior festa popular do país. A festa acontece durante
quatro dias (que precedem a quarta–feira de cinzas). A quarta de cinzas tem
este nome devido à queima dos ramos no Domingo de Ramos do ano anterior,
cujas cinzas são usadas para benzer os fiéis no início da quaresma. O Carnaval
prepara o início da quaresma, isto é, seu último dia precede a quarta-feira de
cinzas (início da Quaresma).
No Equador o carnaval dura duas semanas e é comemorado com balões de
água, flores e frutas. As pessoas festejam indo para as praias atirar balões de
água aos amigos e também ás pessoas desconhecidas. Acontecem desfiles com
carros alegóricos feitos por todos os tipos de flores e frutas.
O NOSSO JORNALPágina 5
QUEBEQUE
JAPÃO
HAITI
BRASIL
EQUADOR
QU E M F O I
SÃ O
VA L E N T I M ?
Todos os anos
na escola EB
2/3 Febo
Moniz se
comemora o
dia de São
Valentim. Os alunos fizeram vários trabalhos rela-
cionados com este dia. Na disciplina de Inglês,
realizou-se concurso de cartões de São Valentim.
Os vencedores foram:
DIA DE SÃO VALENTIM
Queres saber a origem de
S. Valentim e o que levou
este mártir a tornar-se o
patrono dos namorados?
Valentim foi um mártir do
século III d.C. Uma das
histórias conta que nessa
mesma data o Imperador
Romano Claudius II tinha
proibido os casamentos,
de forma a obter mais
soldados para as suas
frentes de batalha. Valen-
tim, sacerdote naquela
época, desrespeitou este
decreto imperial e realiza-
va casamento em segre-
do total. Segundo a histó-
ria, este segredo foi des-
coberto e Valentim foi
preso, torturado e conde-
nado à morte no dia 14
de Fevereiro de 269 d.C,
tornando-o um mártir.
Pensa-se que o dia dos
namorados se comemora
neste dia por ter sido a
morte de São Valentim.
1º lugar 5ºC Mariana Lopes e
Carolina Coelho
2º lugar 6ºG João Domingues
3º lugar 6ºI Margarida Perei-
ra
Menções
Honrosas
UEEA2
5ºC
Unidade de
Ensino Especial
Lara Sousa
Página 6 O NOSSO JORNAL
O NOSSO JORNALPágina 7
Gostode voar. Gosto de sentir o meu corpo a balouçar ao
ritmo do vento. As passadas velozes e medonhas
apaixonam-me enquanto a crina dança, de um lado para o outro.
Tudo isto apaga o lado amedrontado em mim, apaga as
indecisões. Porque a realidade é que, no ato de montar a
cavalo, quem manda somos nós, nós e só nós. Esta dança
entre o cavalo e o cavaleiro eleva-nos onde nunca estivéramos
antes, o mais perto possível do céu. E, se fechares os
olhos e sentires, acredita, tocarás no céu. No ponto mais
alto, onde só quem monta sabe o quão magnífico é, e o quão leve nos tor-
na. A paz é criada, e aí, o sorrisoaparece no rosto. E esse gesto,
esse pequeno gesto insignificante, quer dizer que te
apaixonaste. Apaixonaste-te
perdidamentepelo pedacinho de céu que
possivelmente apanhaste e guardaste, pelo balouçar do galope
leve e reluzente, apaixonaste-te pelo vento soprando na
cara como um sinal de alívio.
Apaixonaste-te pelo cavalo.
Marta Belchiorinho, 8ºA
Página 8
CLUBE DO AMBIENTE
Somos um grupo de alunos
Da escola Febo Moniz
Que acredita ser fácil
Ser ecológico e feliz!
No Clube do Ambiente
Estamos sempre em ação
Vamos fazendo diferente
Dentro de cada estação
Desde o Eco-Natal
à horta bem arranjada
Poupança de água…e tal
A Compal foi visitada.
Iremos continuar
Nesta agradável missão
Podemos convosco contar?
É claro! Por que não?!
A Equipa do Clube do Ambiente
da EB2,3 Febo Moniz - Almeirim
Pensar
diferente…é
pensar no
ambiente!
O NOSSO JORNAL
O Nosso Blogue
http:onossojornalfebomoniz09.blogspot.com/
Clube de
Jornalismo
Pesquisa, redação, seleção de tex-
tos e arranjo gráfico por:
Alice Vieira—5ºE
Pedro Costa—5ºF
Sob coordenaçãoda professora
Rute Galvão Loureiro
Não percam!
Hoje Não...
Exposição de fotografia da professora
Fátima Condeço
Na Galeria Municipal da Câmara Municipal de
Almeirim.
Até ao final do mês da março!
O NOSSO JORNALPágina 9

Mais conteúdo relacionado

Destaque (7)

Jornal 1º período
Jornal 1º períodoJornal 1º período
Jornal 1º período
 
Folhas Soltas Nº2 (2011/2012)
Folhas Soltas Nº2 (2011/2012)Folhas Soltas Nº2 (2011/2012)
Folhas Soltas Nº2 (2011/2012)
 
Jornal 2º período
Jornal 2º períodoJornal 2º período
Jornal 2º período
 
Jornal Escolar Notícias Frescas
Jornal Escolar Notícias FrescasJornal Escolar Notícias Frescas
Jornal Escolar Notícias Frescas
 
Joana E Liliana E Rafaela
Joana E  Liliana E  RafaelaJoana E  Liliana E  Rafaela
Joana E Liliana E Rafaela
 
Menina do mar
Menina do marMenina do mar
Menina do mar
 
Desculpa, por-acaso-és-uma-bruxa
Desculpa, por-acaso-és-uma-bruxaDesculpa, por-acaso-és-uma-bruxa
Desculpa, por-acaso-és-uma-bruxa
 

Semelhante a O nosso jornal 2º p 2013

Ahistriadocarnaval
AhistriadocarnavalAhistriadocarnaval
Ahistriadocarnaval
Lakalondres
 
A HistóRia Do Carnaval
A HistóRia Do CarnavalA HistóRia Do Carnaval
A HistóRia Do Carnaval
ADIBB
 
Desfile das escolas de samba 2014
Desfile das escolas de samba 2014Desfile das escolas de samba 2014
Desfile das escolas de samba 2014
Fabiola Oliveira
 
Trabalho sobre cultura de tres passos
Trabalho sobre cultura de tres passosTrabalho sobre cultura de tres passos
Trabalho sobre cultura de tres passos
neitzkefernanda
 

Semelhante a O nosso jornal 2º p 2013 (20)

Carnaval 2021
Carnaval 2021Carnaval 2021
Carnaval 2021
 
Roteiro de estudos_autoral_13_17_julho
Roteiro de estudos_autoral_13_17_julhoRoteiro de estudos_autoral_13_17_julho
Roteiro de estudos_autoral_13_17_julho
 
Revelando São Paulo-Atibaia
Revelando São Paulo-AtibaiaRevelando São Paulo-Atibaia
Revelando São Paulo-Atibaia
 
Revelando São Paulo-Atibaia
Revelando São Paulo-AtibaiaRevelando São Paulo-Atibaia
Revelando São Paulo-Atibaia
 
Revelando São Paulo-Atibaia
Revelando São Paulo-AtibaiaRevelando São Paulo-Atibaia
Revelando São Paulo-Atibaia
 
Carnaval 3
Carnaval 3Carnaval 3
Carnaval 3
 
Pesquisa sobre o carnaval
Pesquisa sobre o carnavalPesquisa sobre o carnaval
Pesquisa sobre o carnaval
 
Ahistriadocarnaval
AhistriadocarnavalAhistriadocarnaval
Ahistriadocarnaval
 
A HistóRia Do Carnaval
A HistóRia Do CarnavalA HistóRia Do Carnaval
A HistóRia Do Carnaval
 
Carnaval ppt 2017
Carnaval ppt 2017Carnaval ppt 2017
Carnaval ppt 2017
 
ARTES DE RUA - CARNAVAL
ARTES DE RUA - CARNAVALARTES DE RUA - CARNAVAL
ARTES DE RUA - CARNAVAL
 
Origem do carnaval
Origem do carnavalOrigem do carnaval
Origem do carnaval
 
Origem do carnaval
Origem do carnavalOrigem do carnaval
Origem do carnaval
 
Origem do carnaval
Origem do carnavalOrigem do carnaval
Origem do carnaval
 
O carnaval
O carnavalO carnaval
O carnaval
 
Desfile das escolas de samba 2014
Desfile das escolas de samba 2014Desfile das escolas de samba 2014
Desfile das escolas de samba 2014
 
Tradições da Madeira Maria e Bruna 4ºC
Tradições da Madeira Maria e Bruna 4ºCTradições da Madeira Maria e Bruna 4ºC
Tradições da Madeira Maria e Bruna 4ºC
 
7309 a arte_de_dancar
7309 a arte_de_dancar7309 a arte_de_dancar
7309 a arte_de_dancar
 
Trabalho sobre cultura de tres passos
Trabalho sobre cultura de tres passosTrabalho sobre cultura de tres passos
Trabalho sobre cultura de tres passos
 
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1093 - 13.11.2015
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1093 - 13.11.2015 Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1093 - 13.11.2015
Jornal A Cidade Edição Digital Completa. Edição n. 1093 - 13.11.2015
 

Mais de Ana Pereira

Cartaz semana leitura
Cartaz semana leituraCartaz semana leitura
Cartaz semana leitura
Ana Pereira
 
Encontro crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - folheto a4
Encontro   crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - folheto a4Encontro   crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - folheto a4
Encontro crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - folheto a4
Ana Pereira
 
Encontro crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - cartaz a3
Encontro   crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - cartaz a3Encontro   crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - cartaz a3
Encontro crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - cartaz a3
Ana Pereira
 
Concurso poesia regulamento
Concurso poesia regulamentoConcurso poesia regulamento
Concurso poesia regulamento
Ana Pereira
 
Teatro 22 anos_biblioteca
Teatro 22 anos_bibliotecaTeatro 22 anos_biblioteca
Teatro 22 anos_biblioteca
Ana Pereira
 
Dicas para uma alimentação saudável
Dicas para uma alimentação saudávelDicas para uma alimentação saudável
Dicas para uma alimentação saudável
Ana Pereira
 
Documento recuperado 1
Documento recuperado 1Documento recuperado 1
Documento recuperado 1
Ana Pereira
 
Levanta te cartaz
Levanta te cartazLevanta te cartaz
Levanta te cartaz
Ana Pereira
 
Cartaz chegada a uma nova escola 2013
Cartaz   chegada a uma nova escola 2013Cartaz   chegada a uma nova escola 2013
Cartaz chegada a uma nova escola 2013
Ana Pereira
 
Jornal 3o p_2013
Jornal 3o p_2013Jornal 3o p_2013
Jornal 3o p_2013
Ana Pereira
 
Poemas concurso 2012 2013
Poemas  concurso 2012 2013Poemas  concurso 2012 2013
Poemas concurso 2012 2013
Ana Pereira
 
Poemas concurso 2012 2013
Poemas  concurso 2012 2013Poemas  concurso 2012 2013
Poemas concurso 2012 2013
Ana Pereira
 
Crescer longe de ti 2
Crescer longe de ti 2Crescer longe de ti 2
Crescer longe de ti 2
Ana Pereira
 
Concurso logótipo pdf (1)
Concurso logótipo pdf (1)Concurso logótipo pdf (1)
Concurso logótipo pdf (1)
Ana Pereira
 
Concurso fotografia agrupamento
Concurso fotografia agrupamentoConcurso fotografia agrupamento
Concurso fotografia agrupamento
Ana Pereira
 
Festival de cinema 2013 (1)
Festival de cinema 2013 (1)Festival de cinema 2013 (1)
Festival de cinema 2013 (1)
Ana Pereira
 

Mais de Ana Pereira (20)

Atividades
AtividadesAtividades
Atividades
 
Cartaz semana leitura
Cartaz semana leituraCartaz semana leitura
Cartaz semana leitura
 
Encontro crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - folheto a4
Encontro   crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - folheto a4Encontro   crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - folheto a4
Encontro crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - folheto a4
 
Encontro crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - cartaz a3
Encontro   crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - cartaz a3Encontro   crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - cartaz a3
Encontro crianças desatentas e hiperativas a moda do séc. xxi - cartaz a3
 
Concurso poesia regulamento
Concurso poesia regulamentoConcurso poesia regulamento
Concurso poesia regulamento
 
Ler festa regulamento
Ler festa regulamentoLer festa regulamento
Ler festa regulamento
 
Teatro 22 anos_biblioteca
Teatro 22 anos_bibliotecaTeatro 22 anos_biblioteca
Teatro 22 anos_biblioteca
 
Alimento
AlimentoAlimento
Alimento
 
Dicas para uma alimentação saudável
Dicas para uma alimentação saudávelDicas para uma alimentação saudável
Dicas para uma alimentação saudável
 
Documento recuperado 1
Documento recuperado 1Documento recuperado 1
Documento recuperado 1
 
Levanta te cartaz
Levanta te cartazLevanta te cartaz
Levanta te cartaz
 
Cartaz chegada a uma nova escola 2013
Cartaz   chegada a uma nova escola 2013Cartaz   chegada a uma nova escola 2013
Cartaz chegada a uma nova escola 2013
 
Jornal 3o p_2013
Jornal 3o p_2013Jornal 3o p_2013
Jornal 3o p_2013
 
Poemas concurso 2012 2013
Poemas  concurso 2012 2013Poemas  concurso 2012 2013
Poemas concurso 2012 2013
 
Poemas concurso 2012 2013
Poemas  concurso 2012 2013Poemas  concurso 2012 2013
Poemas concurso 2012 2013
 
Crescer longe de ti 2
Crescer longe de ti 2Crescer longe de ti 2
Crescer longe de ti 2
 
Concurso1
Concurso1Concurso1
Concurso1
 
Concurso logótipo pdf (1)
Concurso logótipo pdf (1)Concurso logótipo pdf (1)
Concurso logótipo pdf (1)
 
Concurso fotografia agrupamento
Concurso fotografia agrupamentoConcurso fotografia agrupamento
Concurso fotografia agrupamento
 
Festival de cinema 2013 (1)
Festival de cinema 2013 (1)Festival de cinema 2013 (1)
Festival de cinema 2013 (1)
 

Último

ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
atividade-de-portugues-paronimos-e-homonimos-4º-e-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-paronimos-e-homonimos-4º-e-5º-ano-respostas.pdfatividade-de-portugues-paronimos-e-homonimos-4º-e-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-paronimos-e-homonimos-4º-e-5º-ano-respostas.pdf
Autonoma
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
LeandroLima265595
 
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
azulassessoria9
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 

Último (20)

Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
 
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
Historia de Portugal - Quarto Ano - 2024
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Orações subordinadas substantivas- 9ano.pptx
Orações subordinadas substantivas- 9ano.pptxOrações subordinadas substantivas- 9ano.pptx
Orações subordinadas substantivas- 9ano.pptx
 
atividade-de-portugues-paronimos-e-homonimos-4º-e-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-paronimos-e-homonimos-4º-e-5º-ano-respostas.pdfatividade-de-portugues-paronimos-e-homonimos-4º-e-5º-ano-respostas.pdf
atividade-de-portugues-paronimos-e-homonimos-4º-e-5º-ano-respostas.pdf
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
 
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
O estudo do controle motor nada mais é do que o estudo da natureza do movimen...
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
 
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 2 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 

O nosso jornal 2º p 2013

  • 1. ESCOLA BÁSICA 2/3 CICLOS FEBO MONIZ ALMEIRIM No dia 15 de feverei- ro de 2013, os alunos do 8º ano da escola EB 2/3 Febo Moniz foram visitar o CIBA e o Mosteiro da Batalha no âmbito das discipli- nas de História e Por- tuguês. No CIBA, os alunos tiveram oportunidade de assistir a um filme sobre a Batalha de Aljubarrota. Para além disso, viram ossos de soldados encontrados no campo da batalha, também contactaram com réplicas das armas utilizadas. No campo de batalha observaram as covas de lobo que faziam com que o exército castelhano abrandas- se a sua investida. Esta técnica junta- mente com a tática do quadrado permiti- ram aos portugueses vencer os castelha- nos, apesar de serem em muito menor número. Depois do almoço que decorreu nos campos do CIBA, os alunos foram ao Mosteiro da Batalha que foi man- dado construir por D. João I como forma de agradecimento, à Nos- sa Senhora e a S. Jor- ge, por terem ganho a batalha, que decorreu em 1385. Este mostei- ro é um exemplo exce- cional da arte gótica. 8º C VI SI TA D E ES T U D O A O CIBA (CE NT RO D E IN T E R P R ETA Ç Ã O DA BA TA LH A D E AL J U BA R ROTA ) E A O MO S T EI RO DA BA TA L H A - 8º A N O MARÇO DE 2013 Pontos de inte- resse especiais: • Página 3 Concurso de poesia Dia Mundial do sono • Página 4 “Pensar diferente é pen- sar no Ambiente.” • Página 6 Vencedores do Concurso de cartões de São Valen- tim Página 7 Gosto de Voar … • Página 9 Hoje não! Exposição de fotografia NESTA EDIÇÃO: Dia de Reis 2 Feira do Livro 2 Desporto Escolar 3 O Carnaval no Mundo 4 Dia de São Valentim 6 Gosto de voar... 7 Clube do Ambiente 8 O NOSSO JORNAL
  • 2. O Dia de Reis, segundo a tradição cristã, é aquele em que Jesus Cristo recém-nascido recebera a visita de "alguns magos do Oriente”, ou seja, três Reis Magos, e que ocor- rera no dia 6 de janei- ro. A data marca, para os católicos, o dia para a veneração aos Reis Magos, os santos Bel- chior, Gaspar e Balta- zar. Nesta data, ainda terminam para os cató- licos os festejos natalí- cios - sendo o dia em que são desmanchados os presépios e por con- seguinte são retirados todos os enfeites natalí- cios. Em alguns países, como Espanha, é esti- mulada entre as crian- ças a tradição de se deixar sapatos na jane- la com erva antes de dormir para que os camelos dos Reis Magos se possam ali- mentar e retomar via- gem. Em troca os Reis magos deixariam doces que as crianças encon- tram no lugar da erva, após acordar. Em Fran- ça (agora também nou- tros países) come-se "Galette des rois" onde também encontram um brinde no seu interior, a galette também costu- ma trazer uma coroa, quem encontrar o brin- de será rei e será coroado. Em Portugal e também noutros paí- ses, as pessoas que moram em pequenas terras costumam ir can- tar os reis de porta em porta, as pessoas dão- lhes doces, salgados etc...No Brasil, esta tra- dição é comemorada com festas onde são servidos doces e comi- das típicas das regiões. Há ainda festivais com Companhias de Reis (grupo de músicos e dançarinos) que can- tam músicas referentes ao evento. Página 2 DIA DE REIS Dia 6 de janeiro. “A data marca, para os católicos, o dia para a veneração aos Reis Magos, os santos Belchior, Gaspar e Baltazar.” FEIRA DO LIVRO NA ESCOLA FEBO MONIZ A Equipa da Biblioteca Escolar da escola E B 2/3 ciclos Febo Moniz promo- veu uma feira do livro, a qual decorreu de 28 de janeiro a 1 de fevereiro, das 9.00 horas às 16.00 horas no Auditório do Blo- co Rosa. Este ano estive- ram à venda livros novos e livros usados. O NOSSO JORNAL
  • 3. O NOSSO JORNAL O Desporto Escolar é um projeto do Minis- tério da Ciência e Educação que existe em várias escolas do país. No sítio oficial do desporto escolar lemos as seguintes informações sobre o projeto: “A prática desportiva nas esco- las (…) constitui um instrumento de gran- de relevo e utilidade no combate ao insu- cesso escolar e de melhoria da qualida- de do ensino e da aprendizagem. Com- plementarmente, o Desporto Escolar pro- move estilos de vida saudáveis que contri- buem para a forma- ção equilibrada dos alunos e permitem o desenvolvimento da prática desportiva em Portugal.” Na Escola Básica Febo Moniz existem várias modalidades de desporto escolar: ténis de mesa; golfe; atletismo; pingue- pongue; judo; ténis; dança e natação. Os alunos inscritos trei- nam semanalmente estas modalidades , têm oportunidade de participar em tor- neios escolares distri- tais e os melhores poderão participar em torneios nacio- nais. Página 3 DESPORTO ESCOLAR “A prática desportiva nas escolas (…) constitui um instrumento de grande relevo e utilidade no combate ao insucesso escolar e de melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem. “ Concurso de Poesia Para: Alunos do 3º Ciclo Tema: O mar Participa! Até ao dia 5 de abril Informa-te junto da tua profes- sora de Português 15 de Março Dia Mundial do Sono A Organização Mundial de Saúde alerta para o facto de 50% das crian- ças e jovens portugueses terem défi- ce de sono, contra 15% a nível mun- dial. Não vamos adormecer sobre este assunto e no próximo número de O Nosso Jornal voltaremos a falar dele.
  • 4. CARNAVAL NO MUNDO Portugal tem uma grande tradição relacionada com o Carnaval, nomeadamente em algumas zonas do país, tais como Torres Vedras, Sesimbra, Madeira e Açores. O Carnaval de Torres Vedras é o mais antigo do país (com referências desde 1574), fiel às tradições e rejeitando estrangeirismos, encontrando-se já profundamente enraizado na identidade da cidade. Nos Açores, mais exatamente na Ilha Terceira, encontra-se uma das formas mais peculiares de festejo do Carnaval, com danças e bailinhos que compõem a maior manifestação de teatro popular em Portugal, baseada no estilo dos Autos Vicentinos. As Festas de Carnaval na Madeira têm o seu apogeu no Grande Cortejo Alegórico, mantendo intactas as raízes populares, com a participação de vários grupos e milhares de figurantes nas ruas do Funchal. O Carnaval de Sesimbra tem ganho dimensão enquanto momento cultural e social alto no concelho. As ruas são preenchidas com elementos lúdicos, cores, música e movimento, potenciados pelos desfiles das Escolas de Samba. Antes da Quaresma, celebra-se a ”Maslenitsa” (”Entrudo”, em russo), um festival de uma semana que é a celebração Ortodoxa mais popular da Rússia. A Maslenitsa é um símbolo do adeus ao Inverno e boas-vindas à prima- vera, e a palavra deriva de ”Maslo”, que significa ”manteiga”. As panquecas são um item funda- mental nesta celebração, simbolizando o sol da primavera, que se torna mais quente e brilhante em cada dia. No fim das festividades, é queimado o espantalho do Entrudo, que simboliza o final do inverno. Em França celebra-se o Carnaval de Nice, o principal evento de Inverno da Riviera francesa. Na Idade Média, os habitantes de Nice, antes de fazerem jejum de carne durante 40 dias (de acor- do com a tradição católica do Entrudo) desfrutavam de uma cozinha rica e recheada. Os festejos de Carnaval remontam a 1294, mas a fase ”moderna” das celebrações começou em 1872. Des- de o início do século, foi atribuído muito cuidado à escolha dos temas para celebrar o Carnaval, e integraram-se tecnologias e materiais novos. O Carnaval de Veneza é uma das festas mais antigas do mundo. As ruas da cidade durante o Carnaval estão repletas de bandas, más- caras tradicionais, teatro de rua, etc. A cerimónia de abertura come- ça com o “Voo do Anjo”, uma tradição antiga que consiste numa mulher jovem (normalmente conhecida do público) que surge do Campanário da Torre da Praça de São Marco. Segue-se a celebra- ção da Feste delle Marie (que celebra a liberação das mulheres das mãos dos piradas da Istria). Muitos eventos, tais como festas e bailes de máscaras (Baile Casanova, baile da água, e Noite Doura- da) têm lugar nos palácios antigos, e alguns são exclusivos para convidados! É na época do carnaval que Veneza recebe o maior número de turistas. A cidade ganha um aspeto de baile de másca- ras a “céu aberto”, quando ricos e pobres se unem. As festas são celebradas no interior de palácios antiquíssimos e ainda com direi- to a máscaras e fantasias super requintadas. Além disso, aconte- cem grandes bailes, concertos, danças e desfiles. PORTUGAL RÚSSIA FRANÇA ITÁLIA O NOSSO JORNALPágina 4
  • 5. Conhecido como o maior carnaval de inverno do mundo, a folia na cidade de Quebeque, duram três semanas. Durante a festa ocorrem concertos musicais, esculturas de neve, paradas noturnas e atividades esportivas, por exemplo, competição de canoas e pesca no gelo. Mesmo com 10 graus negativos o carna- val do Canadá atrai milhares de pessoas do mundo. No Japão, o carnaval chama-se Asakusa Samba Carnival. No festival há carros alegóricos, ala das baianas, samba cantado em português e até passistas vestin- do roupas importadas do Brasil. Muitas pessoas saem às ruas para se divertirem com a folia e com samba no pé. O interessante é a presença de vários brasileiros, principalmente em lugares de destaque como nos carros alegóricos e puxadores de samba. Carnaval no Haiti é época de marchar, cantar, dançar, divertir-se, relaxar e é um momento em que a sociedade aceita qualquer e quase todos os tipos de comporta- mento. Na ocasião acontecem canções satíricas que é uma tradição antiga, onde haitianos aproveitam para protestar a respeito de algo. Com a abertura política no país, a sátira carnavalesca se tornou mais descarada. O Carnaval do Brasil é a maior festa popular do país. A festa acontece durante quatro dias (que precedem a quarta–feira de cinzas). A quarta de cinzas tem este nome devido à queima dos ramos no Domingo de Ramos do ano anterior, cujas cinzas são usadas para benzer os fiéis no início da quaresma. O Carnaval prepara o início da quaresma, isto é, seu último dia precede a quarta-feira de cinzas (início da Quaresma). No Equador o carnaval dura duas semanas e é comemorado com balões de água, flores e frutas. As pessoas festejam indo para as praias atirar balões de água aos amigos e também ás pessoas desconhecidas. Acontecem desfiles com carros alegóricos feitos por todos os tipos de flores e frutas. O NOSSO JORNALPágina 5 QUEBEQUE JAPÃO HAITI BRASIL EQUADOR
  • 6. QU E M F O I SÃ O VA L E N T I M ? Todos os anos na escola EB 2/3 Febo Moniz se comemora o dia de São Valentim. Os alunos fizeram vários trabalhos rela- cionados com este dia. Na disciplina de Inglês, realizou-se concurso de cartões de São Valentim. Os vencedores foram: DIA DE SÃO VALENTIM Queres saber a origem de S. Valentim e o que levou este mártir a tornar-se o patrono dos namorados? Valentim foi um mártir do século III d.C. Uma das histórias conta que nessa mesma data o Imperador Romano Claudius II tinha proibido os casamentos, de forma a obter mais soldados para as suas frentes de batalha. Valen- tim, sacerdote naquela época, desrespeitou este decreto imperial e realiza- va casamento em segre- do total. Segundo a histó- ria, este segredo foi des- coberto e Valentim foi preso, torturado e conde- nado à morte no dia 14 de Fevereiro de 269 d.C, tornando-o um mártir. Pensa-se que o dia dos namorados se comemora neste dia por ter sido a morte de São Valentim. 1º lugar 5ºC Mariana Lopes e Carolina Coelho 2º lugar 6ºG João Domingues 3º lugar 6ºI Margarida Perei- ra Menções Honrosas UEEA2 5ºC Unidade de Ensino Especial Lara Sousa Página 6 O NOSSO JORNAL
  • 7. O NOSSO JORNALPágina 7 Gostode voar. Gosto de sentir o meu corpo a balouçar ao ritmo do vento. As passadas velozes e medonhas apaixonam-me enquanto a crina dança, de um lado para o outro. Tudo isto apaga o lado amedrontado em mim, apaga as indecisões. Porque a realidade é que, no ato de montar a cavalo, quem manda somos nós, nós e só nós. Esta dança entre o cavalo e o cavaleiro eleva-nos onde nunca estivéramos antes, o mais perto possível do céu. E, se fechares os olhos e sentires, acredita, tocarás no céu. No ponto mais alto, onde só quem monta sabe o quão magnífico é, e o quão leve nos tor- na. A paz é criada, e aí, o sorrisoaparece no rosto. E esse gesto, esse pequeno gesto insignificante, quer dizer que te apaixonaste. Apaixonaste-te perdidamentepelo pedacinho de céu que possivelmente apanhaste e guardaste, pelo balouçar do galope leve e reluzente, apaixonaste-te pelo vento soprando na cara como um sinal de alívio. Apaixonaste-te pelo cavalo. Marta Belchiorinho, 8ºA
  • 8. Página 8 CLUBE DO AMBIENTE Somos um grupo de alunos Da escola Febo Moniz Que acredita ser fácil Ser ecológico e feliz! No Clube do Ambiente Estamos sempre em ação Vamos fazendo diferente Dentro de cada estação Desde o Eco-Natal à horta bem arranjada Poupança de água…e tal A Compal foi visitada. Iremos continuar Nesta agradável missão Podemos convosco contar? É claro! Por que não?! A Equipa do Clube do Ambiente da EB2,3 Febo Moniz - Almeirim Pensar diferente…é pensar no ambiente! O NOSSO JORNAL
  • 9. O Nosso Blogue http:onossojornalfebomoniz09.blogspot.com/ Clube de Jornalismo Pesquisa, redação, seleção de tex- tos e arranjo gráfico por: Alice Vieira—5ºE Pedro Costa—5ºF Sob coordenaçãoda professora Rute Galvão Loureiro Não percam! Hoje Não... Exposição de fotografia da professora Fátima Condeço Na Galeria Municipal da Câmara Municipal de Almeirim. Até ao final do mês da março! O NOSSO JORNALPágina 9