SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
O ESPÍRITO E OS OSSOS

 Com esse relato, podemos entender a importância do respeito ao corpo, evitando o
                       apego excessivo ou o menosprezo.

                                                      POR DR. RICARDO DI BERNARDI



O        s ossos estavam brilhantes, com uma leve camada de verniz. Eram perfeitos.
         Eu os levara para casa visando estudar para a prova de anatomia. Transcorria
         o mês de março de 1969, e eu estava com 18 anos. Obtive a autorização do
professor Nogueira, chefe do anatômico. Naturalmente, não eram todos os ossos do
corpo humano. A prova seria efetuada na segunda – feira, e um determinado grupo
de ossos foram escolhidos para que soubéssemos na ponta da língua todos os
detalhes. O osso esfenóide parecia-me o mais difícil. Havia dezenas de saliências,
reentrâncias e pequenos orifícios (foramens). Cada detalhe deveria ser
minuciosamente descrito e correlacionado com a entrada ou passagem de um nervo,
artéria ou músculo. Eu estava radiante pela possibilidade de passar o fim de semana
com aqueles ossos e na primeira prova da faculdade de medicina conseguir uma nota
excelente. Realmente, com o livro do DR. Gardner e a volumosa coleção de atlas de
anatomia, presente do meu tio Mário Di Bernardi, passei sexta à noite, sábado e
domingo com aqueles ossos. Até hoje me recordo de alguns detalhes (apenas
alguns...) do que estudei há quase 40 anos atrás.
        Não esperava, no entanto, uma surpresa proporcionada pelo “dono” dos
respectivos órgãos...
        Antes de tudo, não em dizer que quase consegui a nota desejada. Quando
comecei a descrever algumas minúcias, procurando exibir-me falando da relação do
nervo ótico e tudo mais com o famigerado osso esfenóide, nosso professor colocou-
me no lugar de calouro de 18 anos, excessivamente entusiasmado. Ele sempre dizia:
nota 10 para o assistente do professor e 9 para o aluno. Endereçaram-me algumas
perguntas sobre patologias que incidiam ali, correlações clínico-cirúrgicas e outras,
me ensinando, sutilmente, que a vida toda sempre haveria algo mais a estudar sobre
qualquer órgão... Bem, realmente a nota foi 9! Depois desta, as demais ficaram
sempre em torno dos 7. Nove, em anatomia, por mais que eu estudasse, nunca
mais...
        Mas, voltando ao dono dos ossos... Segunda-feira, prova oral feita, satisfeito
com o resultado e já aprendendo a primeira lição de humildade (ainda preciso
aprender muito nesse quesito...), meu pai convidou-me para a sessão mediúnica,
que se realizava no segundo andar da farmácia homeopática do meu tio, João Di
Bernardi. Eu já estudava a comunicação com o mundo extrafísico desde os 13 anos e
freqüentava os estudos na FEC – Federação Espírita Catarinense.
        Após toda a preparação prévia, concentração, leituras e comunicação dos
mentores, passou-se à fase do atendimento aos espíritos em desequilíbrio psíquico.
        Uma senhora que estava bem à minha frente na mesa deu passagem, em
transe psicofônico, a uma entidade que assim se expressava:
- Vim aqui reclamar da profanação dos meus ossos!
        O dirigente da sessão, meu pai Aldo Di Bernardi, hábil e inteligentemente
conduziu o encaminhamento.
- Pois não, meu irmão (era seu hábito este tratamento), em que posso ajudá-lo?
- Estou aqui para denunciar a falta de respeito com meus ossos...
- Mas seus ossos não estão devidamente enterrados no cemitério?
- Não! Não tive esta oportunidade, eu era um indigente sem família e nem isso pude
ter.
- Sim, continue, estamos lhe ouvindo com toda atenção e respeito...
- Nem mesmo um enterro pude ter. Nem um sepultamento digno...
- Em que podemos lhe ajudar?
         A esta altura, eu já estava meio encolhido na cadeira...
- Vim aqui, tirar satisfações disso. Exijo uma reparação!
- Meu irmão! Você vai ser atendido com toda atenção e vai descobrir que sua
situação é melhor que a de todos, neste aspecto...
- Que absurdo! Você gostaria que seus ossos fossem profanados?
         A esta altura eu já fazia fervorosa prece, pedindo que uma luz iluminasse o
entendimento do espírito e, sobretudo, do meu pai, para que soubesse dar uma
sequência adequada...
         Meu pai continuava:
- Caro irmão, quando eu desencarnar, isto é, deixar este corpo físico, meus ossos irão
desaparecer, absorvidos pela terra.
- E, eu com isso?
- Escute-me com atenção! O corpo de cada um de nós irá desaparecer e se integrar a
terra.
         Neste momento lembrei-me da etimologia de cadáver: “Carne Dada aos
Vermes”.
         O espírito continuou através da médium:
- E nem isto eu pude ter...
- Escute-me até o fim.
         Dirigindo-se a senhora em transe:
- Peço à médium que auxilie, evitando que ele fale... E continuou:
- Não, você neste aspecto sempre será um homem útil à sociedade. Seus ossos serão
para sempre conservados, admirados. Não serão destruídos nem absorvidos pela
terra. Estudantes se debruçarão sobre eles, noites a fio, aprendendo para se
tornarem médicos. Muitas gerações se passarão. Graças a estes ossos, formar-se-ão
cirurgiões que salvarão vidas de crianças e adultos, clínicos que diagnosticarão
doenças e procederão tratamentos especializados. Seus ossos serão eternamente
úteis a humanidade. Congratulo-me com você! Agora veja a luz que se forma ao seu
lado... É alguém que vem te encaminhar para um local agradável. Veja! Olhe quem
está aí!
- Minha mãe!
         Para encurtar a história, ele foi levado... E, sempre quando alguém no
anatômico brincava com algum cadáver ou órgão, eu ficava arrepiado, imaginando...
Sempre que podia tentava falar na continuidade da vida etc, mas... Parecia ridículo,
coisa de fanático ou crendices... Só o tempo ensina quando falar, o que falar ou não
falar... Custei a aprender.
         Quanto aos órgãos, cada vez cuidei mais...

Mais conteúdo relacionado

Destaque (19)

Ficha de atendimento
Ficha de atendimentoFicha de atendimento
Ficha de atendimento
 
Colonias Espirituais
Colonias EspirituaisColonias Espirituais
Colonias Espirituais
 
Espíritos Elementais
Espíritos ElementaisEspíritos Elementais
Espíritos Elementais
 
Colônias Espirituais
Colônias EspirituaisColônias Espirituais
Colônias Espirituais
 
A conduta nos templos umbandistas
A conduta nos templos umbandistasA conduta nos templos umbandistas
A conduta nos templos umbandistas
 
500 Pontos de Umbanda
500 Pontos de Umbanda500 Pontos de Umbanda
500 Pontos de Umbanda
 
Processo de Desencarnação
Processo de DesencarnaçãoProcesso de Desencarnação
Processo de Desencarnação
 
Epilepsia e Obsessão
Epilepsia e ObsessãoEpilepsia e Obsessão
Epilepsia e Obsessão
 
O Bom Samaritano
O Bom SamaritanoO Bom Samaritano
O Bom Samaritano
 
Banho de descarrego ou limpeza
Banho de descarrego ou limpezaBanho de descarrego ou limpeza
Banho de descarrego ou limpeza
 
A Cura dos Dez Leprosos
A Cura dos Dez LeprososA Cura dos Dez Leprosos
A Cura dos Dez Leprosos
 
A cura de uma mulher encurvada
A cura de uma mulher encurvadaA cura de uma mulher encurvada
A cura de uma mulher encurvada
 
Reforma Íntima sem Martírio
Reforma Íntima sem MartírioReforma Íntima sem Martírio
Reforma Íntima sem Martírio
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
 
Umbanda
UmbandaUmbanda
Umbanda
 
Exu o Grande Arcano - Rivas Neto
Exu o Grande Arcano - Rivas NetoExu o Grande Arcano - Rivas Neto
Exu o Grande Arcano - Rivas Neto
 
Oferendas na Umbanda
Oferendas na UmbandaOferendas na Umbanda
Oferendas na Umbanda
 
Exus
ExusExus
Exus
 
Apometria quântica
Apometria quânticaApometria quântica
Apometria quântica
 

Semelhante a O ESPÍRITO E OS OSSOS: RESPEITO AO CORPO

Reparo dos tendões da mão
Reparo dos tendões da mãoReparo dos tendões da mão
Reparo dos tendões da mãoMarcelo Costa
 
Vozesdoalemsoniarinaldi/coloniasespirituais/suely
Vozesdoalemsoniarinaldi/coloniasespirituais/suelyVozesdoalemsoniarinaldi/coloniasespirituais/suely
Vozesdoalemsoniarinaldi/coloniasespirituais/suelyAurora Boreal
 
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01Alberto Barth
 
Evangelho animais 26
Evangelho animais 26Evangelho animais 26
Evangelho animais 26Fatoze
 
Jill bolte taylor a cientista que curou o próprio cérebro
Jill bolte taylor   a cientista que curou o próprio cérebroJill bolte taylor   a cientista que curou o próprio cérebro
Jill bolte taylor a cientista que curou o próprio cérebroLucineia Leite
 
Consciencia e Percepcao
Consciencia e PercepcaoConsciencia e Percepcao
Consciencia e Percepcaodigrado
 
Dra. Rita Levi Montalcini
Dra. Rita Levi MontalciniDra. Rita Levi Montalcini
Dra. Rita Levi Montalciniviveremalegria
 
Socorro errraram o meu sexo
Socorro errraram o meu sexoSocorro errraram o meu sexo
Socorro errraram o meu sexoguest0e4b361
 
Socorro errraram o meu sexo
Socorro errraram o meu sexoSocorro errraram o meu sexo
Socorro errraram o meu sexoguest0e4b361
 
Mulheres Grande Vida
Mulheres Grande VidaMulheres Grande Vida
Mulheres Grande Vidacris
 
O escafandro-e-a-borboleta-jean-dominique-bauby
O escafandro-e-a-borboleta-jean-dominique-baubyO escafandro-e-a-borboleta-jean-dominique-bauby
O escafandro-e-a-borboleta-jean-dominique-baubySilvana Eloisa
 
O F U T U R O D A H U M A N I D A D E Augustio Cury
O  F U T U R O  D A  H U M A N I D A D E    Augustio  CuryO  F U T U R O  D A  H U M A N I D A D E    Augustio  Cury
O F U T U R O D A H U M A N I D A D E Augustio CurySamia Monteiro
 
0 belo exemplo de vida
0  belo exemplo de vida0  belo exemplo de vida
0 belo exemplo de vidaluzberto
 
Drª rita levi montalcini
Drª rita levi montalciniDrª rita levi montalcini
Drª rita levi montalcinipensandoavida
 

Semelhante a O ESPÍRITO E OS OSSOS: RESPEITO AO CORPO (20)

Jornal do Espiritismo Edição Março/Abril
Jornal do Espiritismo Edição Março/AbrilJornal do Espiritismo Edição Março/Abril
Jornal do Espiritismo Edição Março/Abril
 
Reparo dos tendões da mão
Reparo dos tendões da mãoReparo dos tendões da mão
Reparo dos tendões da mão
 
Ano das estrelas 07-08-2013
Ano das estrelas   07-08-2013Ano das estrelas   07-08-2013
Ano das estrelas 07-08-2013
 
Vozesdoalemsoniarinaldi/coloniasespirituais/suely
Vozesdoalemsoniarinaldi/coloniasespirituais/suelyVozesdoalemsoniarinaldi/coloniasespirituais/suely
Vozesdoalemsoniarinaldi/coloniasespirituais/suely
 
A vida Viaja na Luz
A vida Viaja na LuzA vida Viaja na Luz
A vida Viaja na Luz
 
O Livro dos Espíritos
O Livro dos EspíritosO Livro dos Espíritos
O Livro dos Espíritos
 
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
Olivrodosespritos01 091215034126-phpapp01
 
Evangelho animais 26
Evangelho animais 26Evangelho animais 26
Evangelho animais 26
 
A importância da dor pra a doutrina espírita
A importância da dor pra a doutrina espíritaA importância da dor pra a doutrina espírita
A importância da dor pra a doutrina espírita
 
Jill bolte taylor a cientista que curou o próprio cérebro
Jill bolte taylor   a cientista que curou o próprio cérebroJill bolte taylor   a cientista que curou o próprio cérebro
Jill bolte taylor a cientista que curou o próprio cérebro
 
Consciencia e Percepcao
Consciencia e PercepcaoConsciencia e Percepcao
Consciencia e Percepcao
 
Dra. Rita Levi Montalcini
Dra. Rita Levi MontalciniDra. Rita Levi Montalcini
Dra. Rita Levi Montalcini
 
Socorro errraram o meu sexo
Socorro errraram o meu sexoSocorro errraram o meu sexo
Socorro errraram o meu sexo
 
Socorro errraram o meu sexo
Socorro errraram o meu sexoSocorro errraram o meu sexo
Socorro errraram o meu sexo
 
Mulheres Grande Vida
Mulheres Grande VidaMulheres Grande Vida
Mulheres Grande Vida
 
O escafandro-e-a-borboleta-jean-dominique-bauby
O escafandro-e-a-borboleta-jean-dominique-baubyO escafandro-e-a-borboleta-jean-dominique-bauby
O escafandro-e-a-borboleta-jean-dominique-bauby
 
O F U T U R O D A H U M A N I D A D E Augustio Cury
O  F U T U R O  D A  H U M A N I D A D E    Augustio  CuryO  F U T U R O  D A  H U M A N I D A D E    Augustio  Cury
O F U T U R O D A H U M A N I D A D E Augustio Cury
 
Saúde e Paz
Saúde e PazSaúde e Paz
Saúde e Paz
 
0 belo exemplo de vida
0  belo exemplo de vida0  belo exemplo de vida
0 belo exemplo de vida
 
Drª rita levi montalcini
Drª rita levi montalciniDrª rita levi montalcini
Drª rita levi montalcini
 

Mais de Eduardo Henrique Marçal

Mais de Eduardo Henrique Marçal (16)

A mente e as Causas de Adoecimento - femh set2012
A mente e as Causas de Adoecimento - femh set2012A mente e as Causas de Adoecimento - femh set2012
A mente e as Causas de Adoecimento - femh set2012
 
Calendario 2
Calendario 2Calendario 2
Calendario 2
 
Cinqüenta perguntas sobre o livro Nosso Lar
Cinqüenta perguntas sobre o livro Nosso LarCinqüenta perguntas sobre o livro Nosso Lar
Cinqüenta perguntas sobre o livro Nosso Lar
 
Incenso e Sal Grosso realmente funcionam?
Incenso e Sal Grosso realmente funcionam?Incenso e Sal Grosso realmente funcionam?
Incenso e Sal Grosso realmente funcionam?
 
Festa da carne
Festa da carneFesta da carne
Festa da carne
 
Apometria
ApometriaApometria
Apometria
 
Reencarnação e Patologia do Sexo - Homossexualismo
Reencarnação e Patologia do Sexo - HomossexualismoReencarnação e Patologia do Sexo - Homossexualismo
Reencarnação e Patologia do Sexo - Homossexualismo
 
Transplante de órgãos e suas repercussões espirituais
Transplante de órgãos   e suas repercussões espirituaisTransplante de órgãos   e suas repercussões espirituais
Transplante de órgãos e suas repercussões espirituais
 
Pai deixa 28 lições de vida aos filhos antes de morrer
Pai deixa 28 lições de vida aos filhos antes de morrerPai deixa 28 lições de vida aos filhos antes de morrer
Pai deixa 28 lições de vida aos filhos antes de morrer
 
O que pode destruir a nossa vida
O que pode destruir a nossa vida O que pode destruir a nossa vida
O que pode destruir a nossa vida
 
Liberdade
LiberdadeLiberdade
Liberdade
 
Combustão Humana Espontânea através do Ectoplasma
Combustão Humana Espontânea através do Ectoplasma Combustão Humana Espontânea através do Ectoplasma
Combustão Humana Espontânea através do Ectoplasma
 
A região do Umbral
A região do UmbralA região do Umbral
A região do Umbral
 
Mediunidade nos Animais
Mediunidade nos AnimaisMediunidade nos Animais
Mediunidade nos Animais
 
A construção da Espiritualidade na Medicina
A construção da Espiritualidade na MedicinaA construção da Espiritualidade na Medicina
A construção da Espiritualidade na Medicina
 
Duplo Etérico
Duplo EtéricoDuplo Etérico
Duplo Etérico
 

Último

O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfSUELLENBALTARDELEU
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 

Último (10)

O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdfO Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
O Livro de Yashar e Jaser - Impressao.pdf
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 

O ESPÍRITO E OS OSSOS: RESPEITO AO CORPO

  • 1. O ESPÍRITO E OS OSSOS Com esse relato, podemos entender a importância do respeito ao corpo, evitando o apego excessivo ou o menosprezo. POR DR. RICARDO DI BERNARDI O s ossos estavam brilhantes, com uma leve camada de verniz. Eram perfeitos. Eu os levara para casa visando estudar para a prova de anatomia. Transcorria o mês de março de 1969, e eu estava com 18 anos. Obtive a autorização do professor Nogueira, chefe do anatômico. Naturalmente, não eram todos os ossos do corpo humano. A prova seria efetuada na segunda – feira, e um determinado grupo de ossos foram escolhidos para que soubéssemos na ponta da língua todos os detalhes. O osso esfenóide parecia-me o mais difícil. Havia dezenas de saliências, reentrâncias e pequenos orifícios (foramens). Cada detalhe deveria ser minuciosamente descrito e correlacionado com a entrada ou passagem de um nervo, artéria ou músculo. Eu estava radiante pela possibilidade de passar o fim de semana com aqueles ossos e na primeira prova da faculdade de medicina conseguir uma nota excelente. Realmente, com o livro do DR. Gardner e a volumosa coleção de atlas de anatomia, presente do meu tio Mário Di Bernardi, passei sexta à noite, sábado e domingo com aqueles ossos. Até hoje me recordo de alguns detalhes (apenas alguns...) do que estudei há quase 40 anos atrás. Não esperava, no entanto, uma surpresa proporcionada pelo “dono” dos respectivos órgãos... Antes de tudo, não em dizer que quase consegui a nota desejada. Quando comecei a descrever algumas minúcias, procurando exibir-me falando da relação do nervo ótico e tudo mais com o famigerado osso esfenóide, nosso professor colocou- me no lugar de calouro de 18 anos, excessivamente entusiasmado. Ele sempre dizia: nota 10 para o assistente do professor e 9 para o aluno. Endereçaram-me algumas perguntas sobre patologias que incidiam ali, correlações clínico-cirúrgicas e outras, me ensinando, sutilmente, que a vida toda sempre haveria algo mais a estudar sobre qualquer órgão... Bem, realmente a nota foi 9! Depois desta, as demais ficaram sempre em torno dos 7. Nove, em anatomia, por mais que eu estudasse, nunca mais... Mas, voltando ao dono dos ossos... Segunda-feira, prova oral feita, satisfeito com o resultado e já aprendendo a primeira lição de humildade (ainda preciso aprender muito nesse quesito...), meu pai convidou-me para a sessão mediúnica, que se realizava no segundo andar da farmácia homeopática do meu tio, João Di Bernardi. Eu já estudava a comunicação com o mundo extrafísico desde os 13 anos e freqüentava os estudos na FEC – Federação Espírita Catarinense. Após toda a preparação prévia, concentração, leituras e comunicação dos mentores, passou-se à fase do atendimento aos espíritos em desequilíbrio psíquico. Uma senhora que estava bem à minha frente na mesa deu passagem, em transe psicofônico, a uma entidade que assim se expressava: - Vim aqui reclamar da profanação dos meus ossos! O dirigente da sessão, meu pai Aldo Di Bernardi, hábil e inteligentemente conduziu o encaminhamento.
  • 2. - Pois não, meu irmão (era seu hábito este tratamento), em que posso ajudá-lo? - Estou aqui para denunciar a falta de respeito com meus ossos... - Mas seus ossos não estão devidamente enterrados no cemitério? - Não! Não tive esta oportunidade, eu era um indigente sem família e nem isso pude ter. - Sim, continue, estamos lhe ouvindo com toda atenção e respeito... - Nem mesmo um enterro pude ter. Nem um sepultamento digno... - Em que podemos lhe ajudar? A esta altura, eu já estava meio encolhido na cadeira... - Vim aqui, tirar satisfações disso. Exijo uma reparação! - Meu irmão! Você vai ser atendido com toda atenção e vai descobrir que sua situação é melhor que a de todos, neste aspecto... - Que absurdo! Você gostaria que seus ossos fossem profanados? A esta altura eu já fazia fervorosa prece, pedindo que uma luz iluminasse o entendimento do espírito e, sobretudo, do meu pai, para que soubesse dar uma sequência adequada... Meu pai continuava: - Caro irmão, quando eu desencarnar, isto é, deixar este corpo físico, meus ossos irão desaparecer, absorvidos pela terra. - E, eu com isso? - Escute-me com atenção! O corpo de cada um de nós irá desaparecer e se integrar a terra. Neste momento lembrei-me da etimologia de cadáver: “Carne Dada aos Vermes”. O espírito continuou através da médium: - E nem isto eu pude ter... - Escute-me até o fim. Dirigindo-se a senhora em transe: - Peço à médium que auxilie, evitando que ele fale... E continuou: - Não, você neste aspecto sempre será um homem útil à sociedade. Seus ossos serão para sempre conservados, admirados. Não serão destruídos nem absorvidos pela terra. Estudantes se debruçarão sobre eles, noites a fio, aprendendo para se tornarem médicos. Muitas gerações se passarão. Graças a estes ossos, formar-se-ão cirurgiões que salvarão vidas de crianças e adultos, clínicos que diagnosticarão doenças e procederão tratamentos especializados. Seus ossos serão eternamente úteis a humanidade. Congratulo-me com você! Agora veja a luz que se forma ao seu lado... É alguém que vem te encaminhar para um local agradável. Veja! Olhe quem está aí! - Minha mãe! Para encurtar a história, ele foi levado... E, sempre quando alguém no anatômico brincava com algum cadáver ou órgão, eu ficava arrepiado, imaginando... Sempre que podia tentava falar na continuidade da vida etc, mas... Parecia ridículo, coisa de fanático ou crendices... Só o tempo ensina quando falar, o que falar ou não falar... Custei a aprender. Quanto aos órgãos, cada vez cuidei mais...