SlideShare uma empresa Scribd logo
O Encanto dos Orixás Leonardo Boff Leonardo Boff
Quando atinge grau elevado de complexidade, toda cultura encontra sua expressão artística, literária e espiritual.  Mas ao criar uma religião a partir de uma experiência profunda do Mistério do mundo, ela  alcança sua maturidade e aponta para valores universais.
É o que representa a Umbanda, religião, nascida em Niterói, no Rio de Janeiro, em 1908, bebendo das matrizes da mais genuína brasilidade, feita de europeus, de africanos e de indígenas. Num contexto de desamparo social, com milhares de pessoas desenraizadas, vindas da selva e dos grotões do Brasil profundo, desempregadas, doentes pela insalubridade notória do Rio nos inícios do século 20, irrompeu uma fortíssima experiência espiritual.
O interiorano Zélio Moraes atesta a comunicação da Divindade sob a figura do Caboclo das Sete Encruzilhadas da tradição indígena e do Preto Velho da dos escravos. Essa revelação tem como destinatários primordiais os humildes e destituídos de todo apoio material e espiritual. Ela quer reforçar neles a percepção da profunda igualdade entre todos, homens e mulheres, se propõe potenciar a caridade e o amor fraterno,  mitigar as injustiças, consolar os aflitos e reintegrar o ser humano na natureza sob a égide do Evangelho e da figura sagrada do Divino Mestre Jesus.
O nome Umbanda é carregado de significação.  É composto de OM (o som originário do universo nas tradições orientais) e de BANDHA (movimento incessante da força divina).  Sincretiza de forma criativa elementos das várias tradições religiosas de nosso pais criando um sistema coerente.
Privilegia as tradições do Candomblé da Bahia por serem as mais populares e próximas aos seres humanos em suas necessidades.  Mas não as considera como entidades, apenas como forças ou espíritos puros que através dos Guias espirituais se acercam das pessoas para ajudá-las.
Os Orixás, a Mata Virgem,  o Rompe Mato, o Sete Flechas,  a Cachoeira,  a Jurema  e os Caboclos  representam facetas arquetípicas da  Divindade.
Elas não multiplicam Deus num falso panteismo mas concretizam, sob os mais diversos nomes, o único e mesmo Deus. Este se sacramentaliza nos elementos da natureza como nas montanhas, nas cachoeiras, nas matas, no mar, no fogo e nas tempestades.
Ao confrontar-se com estas realidades, o fiel entra em comunhão com Deus. A Umbanda é uma religião profundamente ecológica. Devolve ao ser humano o sentido da reverência face às energias cósmicas.  Renuncia aos sacrifícios de animais para restringir-se somente às flores e à luz, realidades sutis e espirituais.
Há um diplomata brasileiro, Flávio Perri, que serviu em embaixadas importantes como Paris, Roma, Genebra e Nova York que se deixou encantar pela religião da Umbanda.  Com recursos das ciências comparadas das religiões e dos vários métodos hermenêuticos elaborou perspicazes reflexões que levam exatamente este título O Encanto dos Orixás, desvendando-nos a riqueza espiritual da Umbanda. Permeia seu trabalho com poemas próprios de fina percepção espiritual.
Ele se inscreve no gênero dos poetas-pensadores e místicos como Alvaro  Campos  (Fernando Pessoa), Murilo Mendes, T. S. Elliot e o sufi Rumi. Mesmo sob o encanto, seu estilo é contido, sem qualquer exaltação,  pois é esse rigor que a natureza do espiritual exige. Além disso, ajuda a desmontar preconceitos que cercam a Umbanda, por causa de suas origens nos pobres da cultura popular, espontaneamente sincréticos.
Que eles tenham produzido significativa espiritualidade e criado uma religião cujos meios de expressão são puros e singelos revela quão profunda e rica é a cultura desses humilhados e ofendidos, nossos irmãos e irmãs.  Como se dizia nos primórdios do Cristianismo que, em sua origem também era uma religião de escravos e de marginalizados,  “ Os pobres são nossos mestres, os humildes, nossos doutores”.
Talvez algum leitor/a estranhe que um teólogo como eu diga tudo isso que escrevi.  Apenas respondo: um teólogo que não consegue ver Deus para além dos limites de sua religião ou igreja não é um bom teólogo. É antes um erudito de doutrinas.  Perde a ocasião de se encontrar com Deus que se comunica por outros caminhos e que fala por diferentes mensageiros, seus verdadeiros anjos.
Deus desborda de nossas cabeças e dogmas . Leonardo Boff

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Animismo e Animatismo
Animismo e AnimatismoAnimismo e Animatismo
Animismo e Animatismo
MNTB / Instituto Antropos
 
Nietzsche e a Genealogia da Moral
Nietzsche e a Genealogia da MoralNietzsche e a Genealogia da Moral
Nietzsche e a Genealogia da Moral
LucianoRocha100
 
Duplo Etérico
Duplo EtéricoDuplo Etérico
Duplo Etérico
Eduardo Henrique Marçal
 
Congressojairo2007
Congressojairo2007Congressojairo2007
Congressojairo2007
Myrle Zanatta
 
Filosofia 24 mp 222
Filosofia 24 mp 222Filosofia 24 mp 222
Filosofia 24 mp 222
Alexandre Misturini
 
Espiritualidade
EspiritualidadeEspiritualidade
Espiritualidade
Jean Bartoli
 
Apresentação faculdades espírita - espaços do sagrado
Apresentação   faculdades espírita - espaços do sagradoApresentação   faculdades espírita - espaços do sagrado
Apresentação faculdades espírita - espaços do sagrado
FACULDADE ESPÍRITA
 
Nova era - símbolos da nova era e seus significados v1
Nova era  - símbolos da nova era e seus significados v1Nova era  - símbolos da nova era e seus significados v1
Nova era - símbolos da nova era e seus significados v1
MarcosSouza358307
 
Nova era um perigo que nos rodeia
Nova era   um perigo que nos rodeiaNova era   um perigo que nos rodeia
Nova era um perigo que nos rodeia
MarcosSouza358307
 
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobrePARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
Denise Aguiar
 
Larvas astrais ou formas
Larvas astrais ou formasLarvas astrais ou formas
Larvas astrais ou formas
Roberto Vallejo
 
Apostila 09 doc
Apostila 09 docApostila 09 doc
Uma breve história do corpo
Uma breve história do corpoUma breve história do corpo
Uma breve história do corpo
Adriana Souza
 
( Espiritismo) # - augusto oliveira - conheca o espiritismo
( Espiritismo)   # - augusto oliveira - conheca o espiritismo( Espiritismo)   # - augusto oliveira - conheca o espiritismo
( Espiritismo) # - augusto oliveira - conheca o espiritismo
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Saúde integral os chacras e a bioenergia (victor rebelo)
Saúde integral   os chacras e a bioenergia (victor rebelo)Saúde integral   os chacras e a bioenergia (victor rebelo)
Saúde integral os chacras e a bioenergia (victor rebelo)
Bruno Bartholomei
 
Aura
AuraAura
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
O Paralelismo entre a Religião Celta e a Doutrina Espirita
O Paralelismo entre a Religião Celta e a Doutrina EspiritaO Paralelismo entre a Religião Celta e a Doutrina Espirita
O Paralelismo entre a Religião Celta e a Doutrina Espirita
contatodoutrina2013
 

Mais procurados (18)

Animismo e Animatismo
Animismo e AnimatismoAnimismo e Animatismo
Animismo e Animatismo
 
Nietzsche e a Genealogia da Moral
Nietzsche e a Genealogia da MoralNietzsche e a Genealogia da Moral
Nietzsche e a Genealogia da Moral
 
Duplo Etérico
Duplo EtéricoDuplo Etérico
Duplo Etérico
 
Congressojairo2007
Congressojairo2007Congressojairo2007
Congressojairo2007
 
Filosofia 24 mp 222
Filosofia 24 mp 222Filosofia 24 mp 222
Filosofia 24 mp 222
 
Espiritualidade
EspiritualidadeEspiritualidade
Espiritualidade
 
Apresentação faculdades espírita - espaços do sagrado
Apresentação   faculdades espírita - espaços do sagradoApresentação   faculdades espírita - espaços do sagrado
Apresentação faculdades espírita - espaços do sagrado
 
Nova era - símbolos da nova era e seus significados v1
Nova era  - símbolos da nova era e seus significados v1Nova era  - símbolos da nova era e seus significados v1
Nova era - símbolos da nova era e seus significados v1
 
Nova era um perigo que nos rodeia
Nova era   um perigo que nos rodeiaNova era   um perigo que nos rodeia
Nova era um perigo que nos rodeia
 
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobrePARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
 
Larvas astrais ou formas
Larvas astrais ou formasLarvas astrais ou formas
Larvas astrais ou formas
 
Apostila 09 doc
Apostila 09 docApostila 09 doc
Apostila 09 doc
 
Uma breve história do corpo
Uma breve história do corpoUma breve história do corpo
Uma breve história do corpo
 
( Espiritismo) # - augusto oliveira - conheca o espiritismo
( Espiritismo)   # - augusto oliveira - conheca o espiritismo( Espiritismo)   # - augusto oliveira - conheca o espiritismo
( Espiritismo) # - augusto oliveira - conheca o espiritismo
 
Saúde integral os chacras e a bioenergia (victor rebelo)
Saúde integral   os chacras e a bioenergia (victor rebelo)Saúde integral   os chacras e a bioenergia (victor rebelo)
Saúde integral os chacras e a bioenergia (victor rebelo)
 
Aura
AuraAura
Aura
 
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
 
O Paralelismo entre a Religião Celta e a Doutrina Espirita
O Paralelismo entre a Religião Celta e a Doutrina EspiritaO Paralelismo entre a Religião Celta e a Doutrina Espirita
O Paralelismo entre a Religião Celta e a Doutrina Espirita
 

Destaque

Mitologia dos orixás
Mitologia dos orixásMitologia dos orixás
Mitologia dos orixás
primeiraopcao
 
O Candomblé e o Tempo - Reginaldo Prandi
O Candomblé e o Tempo - Reginaldo PrandiO Candomblé e o Tempo - Reginaldo Prandi
O Candomblé e o Tempo - Reginaldo Prandi
ENJT | Encontro Nacional da Juventude de Terreiro
 
Ilê público2
Ilê público2Ilê público2
Ilê público2
Aline Chanan
 
Cultura religiosa Candomble
Cultura religiosa Candomble Cultura religiosa Candomble
Cultura religiosa Candomble
Alexandre M. Vitor Oliveira
 
Príncipes Do Destino
Príncipes Do Destino Príncipes Do Destino
Príncipes Do Destino
Sidney de Campos
 
Ritos afro
Ritos afroRitos afro
Ritos afro
alcatia
 
6as. séries copa do mundo 2014
6as. séries copa do mundo 20146as. séries copa do mundo 2014
6as. séries copa do mundo 2014
Celia Martínez
 
Religiões afro-brasileiras
Religiões afro-brasileiras Religiões afro-brasileiras
Religiões afro-brasileiras
Maycon Paim
 
Cultura negra
Cultura negraCultura negra
Cultura negra
Daniele Lino
 
Influência da-cultura-africana-no-brasil
Influência da-cultura-africana-no-brasilInfluência da-cultura-africana-no-brasil
Influência da-cultura-africana-no-brasil
Nancihorta
 

Destaque (10)

Mitologia dos orixás
Mitologia dos orixásMitologia dos orixás
Mitologia dos orixás
 
O Candomblé e o Tempo - Reginaldo Prandi
O Candomblé e o Tempo - Reginaldo PrandiO Candomblé e o Tempo - Reginaldo Prandi
O Candomblé e o Tempo - Reginaldo Prandi
 
Ilê público2
Ilê público2Ilê público2
Ilê público2
 
Cultura religiosa Candomble
Cultura religiosa Candomble Cultura religiosa Candomble
Cultura religiosa Candomble
 
Príncipes Do Destino
Príncipes Do Destino Príncipes Do Destino
Príncipes Do Destino
 
Ritos afro
Ritos afroRitos afro
Ritos afro
 
6as. séries copa do mundo 2014
6as. séries copa do mundo 20146as. séries copa do mundo 2014
6as. séries copa do mundo 2014
 
Religiões afro-brasileiras
Religiões afro-brasileiras Religiões afro-brasileiras
Religiões afro-brasileiras
 
Cultura negra
Cultura negraCultura negra
Cultura negra
 
Influência da-cultura-africana-no-brasil
Influência da-cultura-africana-no-brasilInfluência da-cultura-africana-no-brasil
Influência da-cultura-africana-no-brasil
 

Semelhante a O encanto dos orixás leonardo boff - temo

Pombagira e as faces inconfessas do brasil reginaldo pra-
Pombagira e as faces inconfessas do brasil   reginaldo pra-Pombagira e as faces inconfessas do brasil   reginaldo pra-
Pombagira e as faces inconfessas do brasil reginaldo pra-
Patrys Gen
 
Cartilha de Consciência Ecológica Umbandista
Cartilha de Consciência  Ecológica  UmbandistaCartilha de Consciência  Ecológica  Umbandista
Cartilha de Consciência Ecológica Umbandista
Hugo Acauã
 
02 o que é umbanda a
02   o que é umbanda a02   o que é umbanda a
02 o que umbanda
02   o que  umbanda02   o que  umbanda
02 o que umbanda
02   o que  umbanda02   o que  umbanda
02 o que é umbanda a
02   o que é umbanda a02   o que é umbanda a
02 o que é umbanda a
02   o que é umbanda a02   o que é umbanda a
02 o que umbanda
02   o que  umbanda02   o que  umbanda
As entidades brasileiras da umbanda sulivan charles barros
As entidades brasileiras da umbanda sulivan charles barrosAs entidades brasileiras da umbanda sulivan charles barros
As entidades brasileiras da umbanda sulivan charles barros
Hebert Silva
 
Religiões..
Religiões..Religiões..
Religiões..
Emerson Mathias
 
A Voz Indígena - por Evandro Vieira Ouriques
A Voz Indígena -  por Evandro Vieira OuriquesA Voz Indígena -  por Evandro Vieira Ouriques
A Voz Indígena - por Evandro Vieira Ouriques
Instituto Uka
 
Falando de-axe
Falando de-axeFalando de-axe
Falando de-axe
Babakèrèjú William
 
Literatura jesuítica
Literatura jesuíticaLiteratura jesuítica
Literatura jesuítica
Universidad Nacional de Misiones
 
Fórum Diálogos na Alepe
Fórum Diálogos na AlepeFórum Diálogos na Alepe
Fórum Diálogos na Alepe
gilbraz
 
Curso de introducao ao candomble
Curso de introducao ao candombleCurso de introducao ao candomble
Curso de introducao ao candomble
Stanley Domeniquini
 
Cursodeintroducaoaocandomble 120328221052-phpapp01
Cursodeintroducaoaocandomble 120328221052-phpapp01Cursodeintroducaoaocandomble 120328221052-phpapp01
Cursodeintroducaoaocandomble 120328221052-phpapp01
Regina Freitas
 
Barroco literatura
Barroco literatura Barroco literatura
Barroco literatura
91118538
 
Curso de Introdução ao Candomblé
Curso de Introdução ao CandombléCurso de Introdução ao Candomblé
Curso de Introdução ao Candomblé
Eliana Pacco
 
O centro espirita_herculanopires
O centro espirita_herculanopiresO centro espirita_herculanopires
O centro espirita_herculanopires
Helio Cruz
 
A religião-e-as-religiões-africanas-no-brasil1
A religião-e-as-religiões-africanas-no-brasil1A religião-e-as-religiões-africanas-no-brasil1
A religião-e-as-religiões-africanas-no-brasil1
Camila Carolina
 

Semelhante a O encanto dos orixás leonardo boff - temo (20)

Pombagira e as faces inconfessas do brasil reginaldo pra-
Pombagira e as faces inconfessas do brasil   reginaldo pra-Pombagira e as faces inconfessas do brasil   reginaldo pra-
Pombagira e as faces inconfessas do brasil reginaldo pra-
 
Cartilha de Consciência Ecológica Umbandista
Cartilha de Consciência  Ecológica  UmbandistaCartilha de Consciência  Ecológica  Umbandista
Cartilha de Consciência Ecológica Umbandista
 
02 o que é umbanda a
02   o que é umbanda a02   o que é umbanda a
02 o que é umbanda a
 
02 o que umbanda
02   o que  umbanda02   o que  umbanda
02 o que umbanda
 
02 o que umbanda
02   o que  umbanda02   o que  umbanda
02 o que umbanda
 
02 o que é umbanda a
02   o que é umbanda a02   o que é umbanda a
02 o que é umbanda a
 
02 o que é umbanda a
02   o que é umbanda a02   o que é umbanda a
02 o que é umbanda a
 
02 o que umbanda
02   o que  umbanda02   o que  umbanda
02 o que umbanda
 
As entidades brasileiras da umbanda sulivan charles barros
As entidades brasileiras da umbanda sulivan charles barrosAs entidades brasileiras da umbanda sulivan charles barros
As entidades brasileiras da umbanda sulivan charles barros
 
Religiões..
Religiões..Religiões..
Religiões..
 
A Voz Indígena - por Evandro Vieira Ouriques
A Voz Indígena -  por Evandro Vieira OuriquesA Voz Indígena -  por Evandro Vieira Ouriques
A Voz Indígena - por Evandro Vieira Ouriques
 
Falando de-axe
Falando de-axeFalando de-axe
Falando de-axe
 
Literatura jesuítica
Literatura jesuíticaLiteratura jesuítica
Literatura jesuítica
 
Fórum Diálogos na Alepe
Fórum Diálogos na AlepeFórum Diálogos na Alepe
Fórum Diálogos na Alepe
 
Curso de introducao ao candomble
Curso de introducao ao candombleCurso de introducao ao candomble
Curso de introducao ao candomble
 
Cursodeintroducaoaocandomble 120328221052-phpapp01
Cursodeintroducaoaocandomble 120328221052-phpapp01Cursodeintroducaoaocandomble 120328221052-phpapp01
Cursodeintroducaoaocandomble 120328221052-phpapp01
 
Barroco literatura
Barroco literatura Barroco literatura
Barroco literatura
 
Curso de Introdução ao Candomblé
Curso de Introdução ao CandombléCurso de Introdução ao Candomblé
Curso de Introdução ao Candomblé
 
O centro espirita_herculanopires
O centro espirita_herculanopiresO centro espirita_herculanopires
O centro espirita_herculanopires
 
A religião-e-as-religiões-africanas-no-brasil1
A religião-e-as-religiões-africanas-no-brasil1A religião-e-as-religiões-africanas-no-brasil1
A religião-e-as-religiões-africanas-no-brasil1
 

Mais de Tenda Espirita Mamãe Oxum Petropolis - Rio de Janeiro - Brasil

Que é Deus?
Que é Deus?Que é Deus?
A DÍVIDA, O TEMPO E A EUTANÁSIA
A DÍVIDA, O TEMPO E A EUTANÁSIAA DÍVIDA, O TEMPO E A EUTANÁSIA
Troque o Trabalho por Saúde: Suba o Morro
Troque o Trabalho por Saúde: Suba o MorroTroque o Trabalho por Saúde: Suba o Morro
Troque o Trabalho por Saúde: Suba o Morro
Tenda Espirita Mamãe Oxum Petropolis - Rio de Janeiro - Brasil
 
Dia de Finados
Dia de FinadosDia de Finados
Ismael e os velhos patriotas
Ismael e os velhos patriotasIsmael e os velhos patriotas
Bezerra de Menezes - O Médico dos Pobres
Bezerra de Menezes - O Médico dos PobresBezerra de Menezes - O Médico dos Pobres
Bezerra de Menezes - O Médico dos Pobres
Tenda Espirita Mamãe Oxum Petropolis - Rio de Janeiro - Brasil
 
Toques do preto velho
Toques do preto velhoToques do preto velho
Indios
Indios Indios
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Alguns serviços que o espiritismo pode fazer por voce
Alguns serviços que o espiritismo pode fazer por voceAlguns serviços que o espiritismo pode fazer por voce
Alguns serviços que o espiritismo pode fazer por voce
Tenda Espirita Mamãe Oxum Petropolis - Rio de Janeiro - Brasil
 
Centro de Planejamento de Reencarnações
Centro de Planejamento de ReencarnaçõesCentro de Planejamento de Reencarnações
Centro de Planejamento de Reencarnações
Tenda Espirita Mamãe Oxum Petropolis - Rio de Janeiro - Brasil
 
Ismael brasil colônia espiritua cel
Ismael brasil colônia espiritua celIsmael brasil colônia espiritua cel
Einstein a vida retribui e transfere
Einstein   a vida retribui e transfereEinstein   a vida retribui e transfere
Oxossi
OxossiOxossi
Mães são anjos
Mães são anjosMães são anjos
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Estudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios Espirituais
Estudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios EspirituaisEstudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios Espirituais
Estudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios Espirituais
Tenda Espirita Mamãe Oxum Petropolis - Rio de Janeiro - Brasil
 
Madre Teresa
Madre TeresaMadre Teresa
De Onde Viemos
De Onde ViemosDe Onde Viemos
De Onde Viemos
De Onde ViemosDe Onde Viemos

Mais de Tenda Espirita Mamãe Oxum Petropolis - Rio de Janeiro - Brasil (20)

Que é Deus?
Que é Deus?Que é Deus?
Que é Deus?
 
A DÍVIDA, O TEMPO E A EUTANÁSIA
A DÍVIDA, O TEMPO E A EUTANÁSIAA DÍVIDA, O TEMPO E A EUTANÁSIA
A DÍVIDA, O TEMPO E A EUTANÁSIA
 
Troque o Trabalho por Saúde: Suba o Morro
Troque o Trabalho por Saúde: Suba o MorroTroque o Trabalho por Saúde: Suba o Morro
Troque o Trabalho por Saúde: Suba o Morro
 
Dia de Finados
Dia de FinadosDia de Finados
Dia de Finados
 
Ismael e os velhos patriotas
Ismael e os velhos patriotasIsmael e os velhos patriotas
Ismael e os velhos patriotas
 
Bezerra de Menezes - O Médico dos Pobres
Bezerra de Menezes - O Médico dos PobresBezerra de Menezes - O Médico dos Pobres
Bezerra de Menezes - O Médico dos Pobres
 
Toques do preto velho
Toques do preto velhoToques do preto velho
Toques do preto velho
 
Indios
Indios Indios
Indios
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
 
Alguns serviços que o espiritismo pode fazer por voce
Alguns serviços que o espiritismo pode fazer por voceAlguns serviços que o espiritismo pode fazer por voce
Alguns serviços que o espiritismo pode fazer por voce
 
Centro de Planejamento de Reencarnações
Centro de Planejamento de ReencarnaçõesCentro de Planejamento de Reencarnações
Centro de Planejamento de Reencarnações
 
Ismael brasil colônia espiritua cel
Ismael brasil colônia espiritua celIsmael brasil colônia espiritua cel
Ismael brasil colônia espiritua cel
 
Einstein a vida retribui e transfere
Einstein   a vida retribui e transfereEinstein   a vida retribui e transfere
Einstein a vida retribui e transfere
 
Oxossi
OxossiOxossi
Oxossi
 
Mães são anjos
Mães são anjosMães são anjos
Mães são anjos
 
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Chico Xavier
 
Estudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios Espirituais
Estudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios EspirituaisEstudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios Espirituais
Estudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios Espirituais
 
Madre Teresa
Madre TeresaMadre Teresa
Madre Teresa
 
De Onde Viemos
De Onde ViemosDe Onde Viemos
De Onde Viemos
 
De Onde Viemos
De Onde ViemosDe Onde Viemos
De Onde Viemos
 

Último

A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 

Último (14)

A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 

O encanto dos orixás leonardo boff - temo

  • 1. O Encanto dos Orixás Leonardo Boff Leonardo Boff
  • 2. Quando atinge grau elevado de complexidade, toda cultura encontra sua expressão artística, literária e espiritual. Mas ao criar uma religião a partir de uma experiência profunda do Mistério do mundo, ela  alcança sua maturidade e aponta para valores universais.
  • 3. É o que representa a Umbanda, religião, nascida em Niterói, no Rio de Janeiro, em 1908, bebendo das matrizes da mais genuína brasilidade, feita de europeus, de africanos e de indígenas. Num contexto de desamparo social, com milhares de pessoas desenraizadas, vindas da selva e dos grotões do Brasil profundo, desempregadas, doentes pela insalubridade notória do Rio nos inícios do século 20, irrompeu uma fortíssima experiência espiritual.
  • 4. O interiorano Zélio Moraes atesta a comunicação da Divindade sob a figura do Caboclo das Sete Encruzilhadas da tradição indígena e do Preto Velho da dos escravos. Essa revelação tem como destinatários primordiais os humildes e destituídos de todo apoio material e espiritual. Ela quer reforçar neles a percepção da profunda igualdade entre todos, homens e mulheres, se propõe potenciar a caridade e o amor fraterno,  mitigar as injustiças, consolar os aflitos e reintegrar o ser humano na natureza sob a égide do Evangelho e da figura sagrada do Divino Mestre Jesus.
  • 5. O nome Umbanda é carregado de significação. É composto de OM (o som originário do universo nas tradições orientais) e de BANDHA (movimento incessante da força divina). Sincretiza de forma criativa elementos das várias tradições religiosas de nosso pais criando um sistema coerente.
  • 6. Privilegia as tradições do Candomblé da Bahia por serem as mais populares e próximas aos seres humanos em suas necessidades. Mas não as considera como entidades, apenas como forças ou espíritos puros que através dos Guias espirituais se acercam das pessoas para ajudá-las.
  • 7. Os Orixás, a Mata Virgem, o Rompe Mato, o Sete Flechas, a Cachoeira, a Jurema e os Caboclos representam facetas arquetípicas da Divindade.
  • 8. Elas não multiplicam Deus num falso panteismo mas concretizam, sob os mais diversos nomes, o único e mesmo Deus. Este se sacramentaliza nos elementos da natureza como nas montanhas, nas cachoeiras, nas matas, no mar, no fogo e nas tempestades.
  • 9. Ao confrontar-se com estas realidades, o fiel entra em comunhão com Deus. A Umbanda é uma religião profundamente ecológica. Devolve ao ser humano o sentido da reverência face às energias cósmicas. Renuncia aos sacrifícios de animais para restringir-se somente às flores e à luz, realidades sutis e espirituais.
  • 10. Há um diplomata brasileiro, Flávio Perri, que serviu em embaixadas importantes como Paris, Roma, Genebra e Nova York que se deixou encantar pela religião da Umbanda. Com recursos das ciências comparadas das religiões e dos vários métodos hermenêuticos elaborou perspicazes reflexões que levam exatamente este título O Encanto dos Orixás, desvendando-nos a riqueza espiritual da Umbanda. Permeia seu trabalho com poemas próprios de fina percepção espiritual.
  • 11. Ele se inscreve no gênero dos poetas-pensadores e místicos como Alvaro Campos  (Fernando Pessoa), Murilo Mendes, T. S. Elliot e o sufi Rumi. Mesmo sob o encanto, seu estilo é contido, sem qualquer exaltação,  pois é esse rigor que a natureza do espiritual exige. Além disso, ajuda a desmontar preconceitos que cercam a Umbanda, por causa de suas origens nos pobres da cultura popular, espontaneamente sincréticos.
  • 12. Que eles tenham produzido significativa espiritualidade e criado uma religião cujos meios de expressão são puros e singelos revela quão profunda e rica é a cultura desses humilhados e ofendidos, nossos irmãos e irmãs. Como se dizia nos primórdios do Cristianismo que, em sua origem também era uma religião de escravos e de marginalizados, “ Os pobres são nossos mestres, os humildes, nossos doutores”.
  • 13. Talvez algum leitor/a estranhe que um teólogo como eu diga tudo isso que escrevi. Apenas respondo: um teólogo que não consegue ver Deus para além dos limites de sua religião ou igreja não é um bom teólogo. É antes um erudito de doutrinas. Perde a ocasião de se encontrar com Deus que se comunica por outros caminhos e que fala por diferentes mensageiros, seus verdadeiros anjos.
  • 14. Deus desborda de nossas cabeças e dogmas . Leonardo Boff