SlideShare uma empresa Scribd logo
MOVIMENTOS
SEPARATISTAS
O QUE SÃO ESSES MOVIMENTOS ?
São movimentos separatistas são aqueles que por
motivos históricos, geográficos ou econômicos,
querem a separação de uma parte do território de um
país para se tornarem outro país com governo próprio,
como foi o caso dos gaúchos durante a revolução
farroupilha (queriam se separar do Brasil ), e como é o
caso dos bascos (norte da Espanha) que querem criar
um país próprio autônomo da Espanha, e, mais
atualmente o Tebet, que quer se separar da China.
Para atingirem seus objetivos fazem guerra,
terrorismo, pressão política, etc.
ABAIXO A EUROPA SEM FRONTEIRAS !
SUAS POSSÍVEIS CAUSAS
Conflitos separatistas Diferenças ideológicas,
religiosas, étnicas, culturais, dentre outros
motivos, podem dar início a movimentos que,
em geral, buscam a individualidade e
reconhecimento de identidade de um grupo
social. Assim, é que em muitas regiões do
planeta, de quando em vez, eclodem conflitos
nessa tentativa, por muitas vezes alcançando
seu objetivo depois de muito derramamento de
sangue ou ainda derramando muito sangue e
não alcançando seu objetivo.
SUAS POSSÍVEIS CAUSAS
Nem sempre, com o uso de armas, povos conseguem
separar-se, conseguir a sua independência, pois eles
podem ser reprimidos. Alguns países dominantes
reconhecem imediatamente a independência de seus
domínios assim que surge um movimento
separatistas. Outros no entanto, com o uso de
represálias mantém seus domínios sem garantir tal
independência, dando início à conflitos armados e
guerras civis que podem se arrastar durante anos.
Esses conflitos e guerras civis, muitas vezes geram
grupos terroristas que atacam a região dominante.
SUAS POSSÍVEIS CAUSAS
Um mundo globalizado é, por definição, um
mundo sem fronteiras. No entanto, existem
cada vez mais territórios querendo criar suas
próprias fronteiras. Como resultado de sua
longa história, as fronteiras estão sempre
mudando. Algumas disputas acabam sendo
pacificamente resolvidas, outras terminam em
guerra, e algumas continuam até hoje.
Um caso curioso é o das Coreias que mesmo
tendo um sentimento de ódio, não se
separaram por vontade própria, e sim por
intervenção das duas potências da guerra fria.
SERIA A SEPARAÇÃO A MELHOR
ESCOLHA ?
Há diversos fatores para os movimentos separatistas:
podem ser elas de base política, cívica ou
administrativa, de base étnica ou "racial”, de base
religiosa ou de base social.
Para alguns casos, a independência não traria
vantagens para os territórios que ainda são colônias.
Em geral, eles são países pequenos, com populações
pequenas e pouca expressividade econômica. Como
colônias, essas nações teriam garantidos para seus
habitantes os mesmo direitos econômicos e sociais
dos países dos quais fazem parte, assim como a
proteção militar.
O MUNDO FRAGMENTADO EM VÁRIOS
ESTADOS PELO DESIGNER THEO
DEUTINGER.
O INDEPENDENTISMO
O independentismo, também chamado por vezes
separatismo, é um conjunto de ideologias
nacionalistas que têm a ver com a reivindicação dos
direitos nacionais por parte de um povo sem Estado
face a um Estado expansionário maior. Nas aplicações
normais em português, muitas vezes o termo
separatismo recebe uma denotação pejorativa.
Se opõe ao unionismo (também denominado
unitarismo), que é a corrente ideológica que defende o
contrário, a união de todo o estado originário.
Existem ainda movimentos independentistas de
diverso signo político, alguns com base na
reivindicação por livre exercício de
autodeterminação reconhecido pelas principais
instâncias internacionais, outros promovidos de
maneira mais ou menos "artificial" com base
em interesses econômicos de elites poderosas,
como no caso da região Padânia, no norte da
(Itália) ou o departamento de Santa Cruz, na
Bolívia.
MOVIMENTOS SEPARATISTAS BEM
SUCEDIDOS
O processo de formação da maior parte dos países
atuais envolveu o separatismo em suas diversas
formas. São exemplo disso os numerosos países
surgidos dos processos de descolonização das
potências imperialistas ao longo dos séculos XIX e XX
nas Américas, na África, na Ásia e na Oceania. Foi por
processo de separação que os Estados Unidos
proclamaram sua independência da Grã -Bretanha, e o
Texas, do México, antes de se auto -anexar aos Estados
Unidos. O mesmo ocorreu com o Brasil, emancipado
de Portugal em 1822, e o Uruguai, emancipado do
Brasil, em 1825.
MOVIMENTOS SEPARATISTAS BEM
SUCEDIDOS
Por via pacífica, mediante referendo, atingiram recentemente a
independência, países como:
 A Finlândia, da URSS, em 1918
 As repúblicas bálticas da ex -União Soviética (Estônia, Letônia
e Lituânia, em 1991)
 A Eslovênia, da antiga Iugoslávia, em 1990
 A Eslováquia e a República Checa, que formavam a
Checoslováquia, em 1993
 Timor-Leste, da Indonésia (mediante referendo após uma
longa e violenta guerra de resistência, em 2002)
 Montenegro, em 2006, emancipado da Sérvia mediante um
referendo de autodeterminação.
 Sudão do Sul, em 2011 , emancipado do Sudão mediante um
referendo de autodeterminação.
MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO MUNDO
No mundo todo, existem movimentos separatistas em
numerosos países, de maior ou menor expressão. Por
exemplo, na Europa, apenas a Islândia e Portugal
carecem hoje de movimentos soberanistas de grande
incidência, uma vez que todos os outros Estados
contam com territórios com línguas e consciência
nacional próprias. Os movimentos separatistas podem
ser armados ou pacíficos, e podem ou não envolver
conflitos com os países dos quais se pretende a
separação. Alguns casos de separatismo
recentemente bem sucedido, por via militar ou mais
ou menos violenta, incluem:
MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO MUNDO

A Namíbia, da África do Sul, em 1990;
A Croácia, da antiga Iugoslávia, em
1991;
A Bósnia, da antiga Iugoslávia, em 1992;
A Eritreia, da Etiópia, em 1993.
MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO MUNDO
A independência de Kosovo, emancipado da
Sérvia em 2008, ainda não pode ser tida como
bem-sucedida, eis que não foi até o momento
reconhecida pela Sérvia, Rússia e outros
países. Sua independência também não pode
ser tida por pacífica ainda, devido à ameaça
constante de guerra, tanto civil, podendo
envolver a minoria sérvia do norte do país,
como externa, contra a própria Sérvia.
MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO MUNDO
 Outros movimentos separatistas atuais, em maior ou em menor grau,
incluem as seguintes cisões:
 País Basco, da Espanha e da França
 Catalunha, da Espanha
 Galiza, da Espanha
 Cór sega, da França
 Bretanha, da França
 Camarões do Sul do Camarões
 Curdistão, da Turquia
 Quebec, do Canadá
 Caxemira, da Índia, do Paquistão e da China
 Tibete, da China
 Por to Rico, dos Estados Unidos
 Califórnia, dos Estados Unidos
 Havaí, dos Estados Unidos
 Texas, dos Estados Unidos
 Xinjiang, da China
 Cabinda, de Angola
 Escócia, do Reino Unido
MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO MUNDO


















Irlanda do Nor te, do Reino Unido
Ilha da Madeira, de Por tugal
Aceh, da Indonésia
Flandres, da Bélgica
Nariño, da Colombia
Chechênia, da Rússia
Somalilândia, da Somália
Estado da Palestina, de Israel
Tamil Eelam, do Sri Lanka
Chipre do Nor te, do Chipre
Transnístria, da Moldávia
Mayotte, da França
Nagorno-Karabakh, da Armênia e Azerbaijão
Sealand, da Grã -Bretanha
Sardenha, da Itália
Sicilia, da Itália
Seborga, da Itália
MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO BRASIL
Durante a história do Brasil, especialmente no período imperial,
surgiram vários movimentos separatistas, pretendendo formar
repúblicas separadas, por acharem que a monarquia brasileira não
atendia adequadamente os interesses de uma dada região.
Conspiração dos Suaçunas, Revolução Pernambucana,
Confederação do Equador e Revolução Praieira, em Pernambuco; 1
2 3 4 Cabanagem, no Pará; a Balaiada, no Maranhão; e a Sabinada,
na Bahia. Houve também movimentos que defendiam criações de
novos estados, como aconteceu com Mato Grosso do Sul e
Tocantins.
O único movimento separatista de sucesso no Brasil foi o que
proclamou a República Oriental do Uruguai, na Guerra da
Cisplatina; e o que mais tempo durou sendo suplantado no final foi
o que proclamou a República Rio -Grandense, na Revolução
Farroupilha.
MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO BRASIL
Movimentos atuais no Brasil
 Movimento pró República Rio -grandense: Movimento que
defende a separação do estado do Rio Grande do Sul.
 República do Pampa: Criado em 1990 por Irton Marx, e defende
a separação do estado do Rio Grande do Sul.
 RS Livre: Sigla para movimento Rio Grande Livre, é um
movimento pacífico, composto por pessoas que têm em comum o
ideal da independência política e administrativa para o Rio
Grande do Sul.
 O Sul é o Meu País: Defende a autonomia da Região Sul,
constituída por três estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina e
Paraná.
 Grupo de Estudos Nordeste Independente (GESNI): Defende a
autonomia da Região Nordeste do Brasil.
 Autonomia Carioca: Defende a autonomia da Guanabara,
constituída pelo município do Rio de Janeiro ou o antigo Estado
da Guanabara.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sociologia - Segregação
Sociologia - SegregaçãoSociologia - Segregação
Sociologia - Segregação
Anderson Silva
 
Apartheid
ApartheidApartheid
Apartheid
Julio Siqueira
 
Europa aspectos gerais
Europa aspectos geraisEuropa aspectos gerais
Europa aspectos gerais
Colégio Nova Geração COC
 
Geografia continente africano
Geografia   continente africanoGeografia   continente africano
Geografia continente africano
André Luiz Marques
 
Questão Curda
Questão CurdaQuestão Curda
Questão Curda
Ademir Aquino
 
Cei- Comunidade dos Estados Independentes.
Cei- Comunidade dos Estados Independentes.Cei- Comunidade dos Estados Independentes.
Cei- Comunidade dos Estados Independentes.
Camila Brito
 
Descolonização africana
Descolonização africanaDescolonização africana
Descolonização africana
Camila Brito
 
O mundo bipolar
O mundo bipolarO mundo bipolar
O mundo bipolar
Vitor Pereira Rodrigues
 
Conflitos mundiais
Conflitos mundiaisConflitos mundiais
Conflitos mundiais
karolpoa
 
Descolonizaçao da África e da Ásia
Descolonizaçao da  África e da ÁsiaDescolonizaçao da  África e da Ásia
Descolonizaçao da África e da Ásia
Rodrigo Luiz
 
PPT - A 2ª. Guerra de uma forma diferente
PPT - A 2ª. Guerra de uma forma diferentePPT - A 2ª. Guerra de uma forma diferente
PPT - A 2ª. Guerra de uma forma diferente
josafaslima
 
Regionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialRegionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundial
LUIS ABREU
 
Cei e rússia
Cei e rússiaCei e rússia
Cei e rússia
profacacio
 
Descolonização da África - Prof. Altair Aguilar
 Descolonização da África - Prof. Altair Aguilar Descolonização da África - Prof. Altair Aguilar
Descolonização da África - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Conceitos de Geopolítica
Conceitos de GeopolíticaConceitos de Geopolítica
Conceitos de Geopolítica
Marco Santos
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
Artur Lara
 
A regionalização do espaço geográfico mundial
A regionalização do espaço geográfico mundialA regionalização do espaço geográfico mundial
A regionalização do espaço geográfico mundial
Uilson Pereira da Silva
 
3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria
Daniel Alves Bronstrup
 
Descolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaDescolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásia
Isaquel Silva
 
CONFLITOS NA EUROPA
CONFLITOS NA EUROPACONFLITOS NA EUROPA
CONFLITOS NA EUROPA
Raimund M Souza
 

Mais procurados (20)

Sociologia - Segregação
Sociologia - SegregaçãoSociologia - Segregação
Sociologia - Segregação
 
Apartheid
ApartheidApartheid
Apartheid
 
Europa aspectos gerais
Europa aspectos geraisEuropa aspectos gerais
Europa aspectos gerais
 
Geografia continente africano
Geografia   continente africanoGeografia   continente africano
Geografia continente africano
 
Questão Curda
Questão CurdaQuestão Curda
Questão Curda
 
Cei- Comunidade dos Estados Independentes.
Cei- Comunidade dos Estados Independentes.Cei- Comunidade dos Estados Independentes.
Cei- Comunidade dos Estados Independentes.
 
Descolonização africana
Descolonização africanaDescolonização africana
Descolonização africana
 
O mundo bipolar
O mundo bipolarO mundo bipolar
O mundo bipolar
 
Conflitos mundiais
Conflitos mundiaisConflitos mundiais
Conflitos mundiais
 
Descolonizaçao da África e da Ásia
Descolonizaçao da  África e da ÁsiaDescolonizaçao da  África e da Ásia
Descolonizaçao da África e da Ásia
 
PPT - A 2ª. Guerra de uma forma diferente
PPT - A 2ª. Guerra de uma forma diferentePPT - A 2ª. Guerra de uma forma diferente
PPT - A 2ª. Guerra de uma forma diferente
 
Regionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialRegionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundial
 
Cei e rússia
Cei e rússiaCei e rússia
Cei e rússia
 
Descolonização da África - Prof. Altair Aguilar
 Descolonização da África - Prof. Altair Aguilar Descolonização da África - Prof. Altair Aguilar
Descolonização da África - Prof. Altair Aguilar
 
Conceitos de Geopolítica
Conceitos de GeopolíticaConceitos de Geopolítica
Conceitos de Geopolítica
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
A regionalização do espaço geográfico mundial
A regionalização do espaço geográfico mundialA regionalização do espaço geográfico mundial
A regionalização do espaço geográfico mundial
 
3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria
 
Descolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaDescolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásia
 
CONFLITOS NA EUROPA
CONFLITOS NA EUROPACONFLITOS NA EUROPA
CONFLITOS NA EUROPA
 

Semelhante a Movimentos Separatistas

Ifes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicas
Ifes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicasIfes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicas
Ifes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicas
Kéliton Ferreira
 
SÍNTESE 3º ANO - APOSTILA 2
SÍNTESE 3º ANO - APOSTILA 2SÍNTESE 3º ANO - APOSTILA 2
SÍNTESE 3º ANO - APOSTILA 2
Silvaprado
 
Cópia de Conflitos étnico-nacionalista completo 260324 (1).pptx
Cópia de Conflitos étnico-nacionalista completo 260324 (1).pptxCópia de Conflitos étnico-nacionalista completo 260324 (1).pptx
Cópia de Conflitos étnico-nacionalista completo 260324 (1).pptx
RicardoStavrakakis1
 
Historiadaamerica2185200917911
Historiadaamerica2185200917911Historiadaamerica2185200917911
Historiadaamerica2185200917911
fioravanti_silvia
 
Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
 Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
JOSYNEL
 
Conflitos étnicos nacionalistas e separatismo
Conflitos étnicos nacionalistas e separatismoConflitos étnicos nacionalistas e separatismo
Conflitos étnicos nacionalistas e separatismo
Wander Junior
 
Mais reflexões sobre o golpe de estado de 1964 no brasil
Mais reflexões sobre o golpe de estado de 1964 no brasilMais reflexões sobre o golpe de estado de 1964 no brasil
Mais reflexões sobre o golpe de estado de 1964 no brasil
Fernando Alcoforado
 
a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 1
 a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 1 a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 1
a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 1
Wellington Gabriel de Borba
 
Apostila de geografia
Apostila de geografiaApostila de geografia
Apostila de geografia
rosivaldo_f_moreira
 
América anglo saxônica e hispânica durante o século xix
América anglo saxônica e hispânica durante o século xixAmérica anglo saxônica e hispânica durante o século xix
América anglo saxônica e hispânica durante o século xix
Sueme Dahmer
 
2_ENCONTRO_SLIDES_HISTÓRIA_AMÉRICA_I_-_Copia_-_Copia__3_ (2).pptx
2_ENCONTRO_SLIDES_HISTÓRIA_AMÉRICA_I_-_Copia_-_Copia__3_ (2).pptx2_ENCONTRO_SLIDES_HISTÓRIA_AMÉRICA_I_-_Copia_-_Copia__3_ (2).pptx
2_ENCONTRO_SLIDES_HISTÓRIA_AMÉRICA_I_-_Copia_-_Copia__3_ (2).pptx
sezinho1
 
Povos e Identidades e Brasis 1º MB
Povos e Identidades e Brasis 1º MBPovos e Identidades e Brasis 1º MB
Povos e Identidades e Brasis 1º MB
ProfMario De Mori
 
INDEPEDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA.pptx
INDEPEDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA.pptxINDEPEDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA.pptx
INDEPEDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA.pptx
Joao27049
 
Crise do sistema_colonial
Crise do sistema_colonialCrise do sistema_colonial
Crise do sistema_colonial
Uelder Santos
 
Cultura e sociedade década de 1950 a 1980
Cultura e sociedade década de 1950 a 1980Cultura e sociedade década de 1950 a 1980
Cultura e sociedade década de 1950 a 1980
Nívia Sales
 
Nacionalismos e separatismos
Nacionalismos e separatismosNacionalismos e separatismos
Nacionalismos e separatismos
Patrícia Silva Leal Coelho
 
Revisão 9º ano
Revisão 9º ano Revisão 9º ano
Revisão 9º ano
Janaína Bindá
 
Povos e Identidades e Brasis 1º MA
Povos e Identidades e Brasis 1º MAPovos e Identidades e Brasis 1º MA
Povos e Identidades e Brasis 1º MA
ProfMario De Mori
 
His ano9 uni6_resp-pdf16
His ano9 uni6_resp-pdf16His ano9 uni6_resp-pdf16
His ano9 uni6_resp-pdf16
julio2012souto
 
1327 24 10_2012_arquivo
1327 24 10_2012_arquivo1327 24 10_2012_arquivo
1327 24 10_2012_arquivo
Andrey Castro
 

Semelhante a Movimentos Separatistas (20)

Ifes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicas
Ifes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicasIfes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicas
Ifes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicas
 
SÍNTESE 3º ANO - APOSTILA 2
SÍNTESE 3º ANO - APOSTILA 2SÍNTESE 3º ANO - APOSTILA 2
SÍNTESE 3º ANO - APOSTILA 2
 
Cópia de Conflitos étnico-nacionalista completo 260324 (1).pptx
Cópia de Conflitos étnico-nacionalista completo 260324 (1).pptxCópia de Conflitos étnico-nacionalista completo 260324 (1).pptx
Cópia de Conflitos étnico-nacionalista completo 260324 (1).pptx
 
Historiadaamerica2185200917911
Historiadaamerica2185200917911Historiadaamerica2185200917911
Historiadaamerica2185200917911
 
Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
 Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
Fim dos_imperios_coloniais_na_africa_e_na_asia- nelma
 
Conflitos étnicos nacionalistas e separatismo
Conflitos étnicos nacionalistas e separatismoConflitos étnicos nacionalistas e separatismo
Conflitos étnicos nacionalistas e separatismo
 
Mais reflexões sobre o golpe de estado de 1964 no brasil
Mais reflexões sobre o golpe de estado de 1964 no brasilMais reflexões sobre o golpe de estado de 1964 no brasil
Mais reflexões sobre o golpe de estado de 1964 no brasil
 
a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 1
 a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 1 a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 1
a origem da terra - configuração conflitos e perspectivas - part 1
 
Apostila de geografia
Apostila de geografiaApostila de geografia
Apostila de geografia
 
América anglo saxônica e hispânica durante o século xix
América anglo saxônica e hispânica durante o século xixAmérica anglo saxônica e hispânica durante o século xix
América anglo saxônica e hispânica durante o século xix
 
2_ENCONTRO_SLIDES_HISTÓRIA_AMÉRICA_I_-_Copia_-_Copia__3_ (2).pptx
2_ENCONTRO_SLIDES_HISTÓRIA_AMÉRICA_I_-_Copia_-_Copia__3_ (2).pptx2_ENCONTRO_SLIDES_HISTÓRIA_AMÉRICA_I_-_Copia_-_Copia__3_ (2).pptx
2_ENCONTRO_SLIDES_HISTÓRIA_AMÉRICA_I_-_Copia_-_Copia__3_ (2).pptx
 
Povos e Identidades e Brasis 1º MB
Povos e Identidades e Brasis 1º MBPovos e Identidades e Brasis 1º MB
Povos e Identidades e Brasis 1º MB
 
INDEPEDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA.pptx
INDEPEDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA.pptxINDEPEDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA.pptx
INDEPEDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA.pptx
 
Crise do sistema_colonial
Crise do sistema_colonialCrise do sistema_colonial
Crise do sistema_colonial
 
Cultura e sociedade década de 1950 a 1980
Cultura e sociedade década de 1950 a 1980Cultura e sociedade década de 1950 a 1980
Cultura e sociedade década de 1950 a 1980
 
Nacionalismos e separatismos
Nacionalismos e separatismosNacionalismos e separatismos
Nacionalismos e separatismos
 
Revisão 9º ano
Revisão 9º ano Revisão 9º ano
Revisão 9º ano
 
Povos e Identidades e Brasis 1º MA
Povos e Identidades e Brasis 1º MAPovos e Identidades e Brasis 1º MA
Povos e Identidades e Brasis 1º MA
 
His ano9 uni6_resp-pdf16
His ano9 uni6_resp-pdf16His ano9 uni6_resp-pdf16
His ano9 uni6_resp-pdf16
 
1327 24 10_2012_arquivo
1327 24 10_2012_arquivo1327 24 10_2012_arquivo
1327 24 10_2012_arquivo
 

Último

Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 

Movimentos Separatistas

  • 2. O QUE SÃO ESSES MOVIMENTOS ? São movimentos separatistas são aqueles que por motivos históricos, geográficos ou econômicos, querem a separação de uma parte do território de um país para se tornarem outro país com governo próprio, como foi o caso dos gaúchos durante a revolução farroupilha (queriam se separar do Brasil ), e como é o caso dos bascos (norte da Espanha) que querem criar um país próprio autônomo da Espanha, e, mais atualmente o Tebet, que quer se separar da China. Para atingirem seus objetivos fazem guerra, terrorismo, pressão política, etc.
  • 3. ABAIXO A EUROPA SEM FRONTEIRAS !
  • 4. SUAS POSSÍVEIS CAUSAS Conflitos separatistas Diferenças ideológicas, religiosas, étnicas, culturais, dentre outros motivos, podem dar início a movimentos que, em geral, buscam a individualidade e reconhecimento de identidade de um grupo social. Assim, é que em muitas regiões do planeta, de quando em vez, eclodem conflitos nessa tentativa, por muitas vezes alcançando seu objetivo depois de muito derramamento de sangue ou ainda derramando muito sangue e não alcançando seu objetivo.
  • 5. SUAS POSSÍVEIS CAUSAS Nem sempre, com o uso de armas, povos conseguem separar-se, conseguir a sua independência, pois eles podem ser reprimidos. Alguns países dominantes reconhecem imediatamente a independência de seus domínios assim que surge um movimento separatistas. Outros no entanto, com o uso de represálias mantém seus domínios sem garantir tal independência, dando início à conflitos armados e guerras civis que podem se arrastar durante anos. Esses conflitos e guerras civis, muitas vezes geram grupos terroristas que atacam a região dominante.
  • 6. SUAS POSSÍVEIS CAUSAS Um mundo globalizado é, por definição, um mundo sem fronteiras. No entanto, existem cada vez mais territórios querendo criar suas próprias fronteiras. Como resultado de sua longa história, as fronteiras estão sempre mudando. Algumas disputas acabam sendo pacificamente resolvidas, outras terminam em guerra, e algumas continuam até hoje. Um caso curioso é o das Coreias que mesmo tendo um sentimento de ódio, não se separaram por vontade própria, e sim por intervenção das duas potências da guerra fria.
  • 7. SERIA A SEPARAÇÃO A MELHOR ESCOLHA ? Há diversos fatores para os movimentos separatistas: podem ser elas de base política, cívica ou administrativa, de base étnica ou "racial”, de base religiosa ou de base social. Para alguns casos, a independência não traria vantagens para os territórios que ainda são colônias. Em geral, eles são países pequenos, com populações pequenas e pouca expressividade econômica. Como colônias, essas nações teriam garantidos para seus habitantes os mesmo direitos econômicos e sociais dos países dos quais fazem parte, assim como a proteção militar.
  • 8. O MUNDO FRAGMENTADO EM VÁRIOS ESTADOS PELO DESIGNER THEO DEUTINGER.
  • 9. O INDEPENDENTISMO O independentismo, também chamado por vezes separatismo, é um conjunto de ideologias nacionalistas que têm a ver com a reivindicação dos direitos nacionais por parte de um povo sem Estado face a um Estado expansionário maior. Nas aplicações normais em português, muitas vezes o termo separatismo recebe uma denotação pejorativa. Se opõe ao unionismo (também denominado unitarismo), que é a corrente ideológica que defende o contrário, a união de todo o estado originário.
  • 10. Existem ainda movimentos independentistas de diverso signo político, alguns com base na reivindicação por livre exercício de autodeterminação reconhecido pelas principais instâncias internacionais, outros promovidos de maneira mais ou menos "artificial" com base em interesses econômicos de elites poderosas, como no caso da região Padânia, no norte da (Itália) ou o departamento de Santa Cruz, na Bolívia.
  • 11. MOVIMENTOS SEPARATISTAS BEM SUCEDIDOS O processo de formação da maior parte dos países atuais envolveu o separatismo em suas diversas formas. São exemplo disso os numerosos países surgidos dos processos de descolonização das potências imperialistas ao longo dos séculos XIX e XX nas Américas, na África, na Ásia e na Oceania. Foi por processo de separação que os Estados Unidos proclamaram sua independência da Grã -Bretanha, e o Texas, do México, antes de se auto -anexar aos Estados Unidos. O mesmo ocorreu com o Brasil, emancipado de Portugal em 1822, e o Uruguai, emancipado do Brasil, em 1825.
  • 12. MOVIMENTOS SEPARATISTAS BEM SUCEDIDOS Por via pacífica, mediante referendo, atingiram recentemente a independência, países como:  A Finlândia, da URSS, em 1918  As repúblicas bálticas da ex -União Soviética (Estônia, Letônia e Lituânia, em 1991)  A Eslovênia, da antiga Iugoslávia, em 1990  A Eslováquia e a República Checa, que formavam a Checoslováquia, em 1993  Timor-Leste, da Indonésia (mediante referendo após uma longa e violenta guerra de resistência, em 2002)  Montenegro, em 2006, emancipado da Sérvia mediante um referendo de autodeterminação.  Sudão do Sul, em 2011 , emancipado do Sudão mediante um referendo de autodeterminação.
  • 13. MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO MUNDO No mundo todo, existem movimentos separatistas em numerosos países, de maior ou menor expressão. Por exemplo, na Europa, apenas a Islândia e Portugal carecem hoje de movimentos soberanistas de grande incidência, uma vez que todos os outros Estados contam com territórios com línguas e consciência nacional próprias. Os movimentos separatistas podem ser armados ou pacíficos, e podem ou não envolver conflitos com os países dos quais se pretende a separação. Alguns casos de separatismo recentemente bem sucedido, por via militar ou mais ou menos violenta, incluem:
  • 14. MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO MUNDO A Namíbia, da África do Sul, em 1990; A Croácia, da antiga Iugoslávia, em 1991; A Bósnia, da antiga Iugoslávia, em 1992; A Eritreia, da Etiópia, em 1993.
  • 15. MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO MUNDO A independência de Kosovo, emancipado da Sérvia em 2008, ainda não pode ser tida como bem-sucedida, eis que não foi até o momento reconhecida pela Sérvia, Rússia e outros países. Sua independência também não pode ser tida por pacífica ainda, devido à ameaça constante de guerra, tanto civil, podendo envolver a minoria sérvia do norte do país, como externa, contra a própria Sérvia.
  • 16. MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO MUNDO  Outros movimentos separatistas atuais, em maior ou em menor grau, incluem as seguintes cisões:  País Basco, da Espanha e da França  Catalunha, da Espanha  Galiza, da Espanha  Cór sega, da França  Bretanha, da França  Camarões do Sul do Camarões  Curdistão, da Turquia  Quebec, do Canadá  Caxemira, da Índia, do Paquistão e da China  Tibete, da China  Por to Rico, dos Estados Unidos  Califórnia, dos Estados Unidos  Havaí, dos Estados Unidos  Texas, dos Estados Unidos  Xinjiang, da China  Cabinda, de Angola  Escócia, do Reino Unido
  • 17. MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO MUNDO                  Irlanda do Nor te, do Reino Unido Ilha da Madeira, de Por tugal Aceh, da Indonésia Flandres, da Bélgica Nariño, da Colombia Chechênia, da Rússia Somalilândia, da Somália Estado da Palestina, de Israel Tamil Eelam, do Sri Lanka Chipre do Nor te, do Chipre Transnístria, da Moldávia Mayotte, da França Nagorno-Karabakh, da Armênia e Azerbaijão Sealand, da Grã -Bretanha Sardenha, da Itália Sicilia, da Itália Seborga, da Itália
  • 18. MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO BRASIL Durante a história do Brasil, especialmente no período imperial, surgiram vários movimentos separatistas, pretendendo formar repúblicas separadas, por acharem que a monarquia brasileira não atendia adequadamente os interesses de uma dada região. Conspiração dos Suaçunas, Revolução Pernambucana, Confederação do Equador e Revolução Praieira, em Pernambuco; 1 2 3 4 Cabanagem, no Pará; a Balaiada, no Maranhão; e a Sabinada, na Bahia. Houve também movimentos que defendiam criações de novos estados, como aconteceu com Mato Grosso do Sul e Tocantins. O único movimento separatista de sucesso no Brasil foi o que proclamou a República Oriental do Uruguai, na Guerra da Cisplatina; e o que mais tempo durou sendo suplantado no final foi o que proclamou a República Rio -Grandense, na Revolução Farroupilha.
  • 19. MOVIMENTOS SEPARATISTAS NO BRASIL Movimentos atuais no Brasil  Movimento pró República Rio -grandense: Movimento que defende a separação do estado do Rio Grande do Sul.  República do Pampa: Criado em 1990 por Irton Marx, e defende a separação do estado do Rio Grande do Sul.  RS Livre: Sigla para movimento Rio Grande Livre, é um movimento pacífico, composto por pessoas que têm em comum o ideal da independência política e administrativa para o Rio Grande do Sul.  O Sul é o Meu País: Defende a autonomia da Região Sul, constituída por três estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.  Grupo de Estudos Nordeste Independente (GESNI): Defende a autonomia da Região Nordeste do Brasil.  Autonomia Carioca: Defende a autonomia da Guanabara, constituída pelo município do Rio de Janeiro ou o antigo Estado da Guanabara.