SlideShare uma empresa Scribd logo
Deusa grega da memória
Mnemósine, a deusa grega da memória, era
considerada uma das mais poderosas deusas
de seu tempo. Afinal de contas, alguns
acreditam que a memória é uma dádiva que
nos distingue de outras criaturas no mundo
animal. É a dádiva que nos permite ter a razão,
prever e antecipar acontecimentos, é a base do
inicio da civilização.
Infelizmente, a deusa da memória é raramente
lembrada.
Quando Mnemósine é lembrada é geralmente no
contexto dela ser a mãe das musas, apesar de todo
o reconhecimento de que sem memória a arte
religiosa das Musas nunca seria possível.
Mnemósine era uma Titânica, filha da primeira
geração das divindades na Grécia. Seus pais eram
o imperador Cronus e a deusa Gaia.
Mnemósine é geralmente vista em pinturas com
um cabelo sedutor e castanho.
Ela foi frequentemente mencionada pelos poetas
antigos que falam sobre seu maravilhoso dom
natural para a humanidade.
A Deusa Mnemósine é as vezes citada como sendo
a primeira filósofa, seu dom era o poder da razão.
Foi dada a ela a responsabilidade de dar nome a
todos os objetos, e por fazer isto deu aos humanos
os meios para o diálogo e conversação. O poder de
memorizar e de lembrar foram também para sua
santificação.

Nome Grego:Memória
Mnemósine
Mnemósine

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A anunciação
A anunciaçãoA anunciação
A anunciação
cattonia
 
A questão da existência de Deus
A questão da existência de DeusA questão da existência de Deus
A questão da existência de Deus
Espaço Emrc
 
O mito de narciso
O mito de narcisoO mito de narciso
O mito de narciso
HELENICEAN
 
Sermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulos
Sermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulosSermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulos
Sermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulos
Cristina Leitão
 
Vulcão dos Capelinhos
Vulcão dos CapelinhosVulcão dos Capelinhos
Vulcão dos Capelinhos
Diana Mendes
 
Pitagoras
PitagorasPitagoras
Pitagoras
Emanoel
 
Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009
Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009
Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009
Adriano Araujo
 
RISCOS E CATÁSTROFES NATURAIS
RISCOS E CATÁSTROFES NATURAISRISCOS E CATÁSTROFES NATURAIS
RISCOS E CATÁSTROFES NATURAIS
abarros
 
Ética na pós-modernidade
Ética na pós-modernidadeÉtica na pós-modernidade
Ética na pós-modernidade
Laércio Góes
 
Independencia do Brasil
Independencia do BrasilIndependencia do Brasil
Independencia do Brasil
João Marcelo
 
Principais filósofos.
Principais filósofos.Principais filósofos.
Principais filósofos.
Marilac Cardoso
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Trabalho sobre o meio ambiente
Trabalho sobre o meio ambienteTrabalho sobre o meio ambiente
Trabalho sobre o meio ambiente
Dessa Reis
 
Existencialismo
ExistencialismoExistencialismo
Existencialismo
Sara De Oliveira Carvalho
 
A caixa de pandora portugues
A caixa de pandora   portuguesA caixa de pandora   portugues
A caixa de pandora portugues
Jose Luiz Cavalcante
 
Como fazer uma apresentação oral de um livro 2
Como fazer uma apresentação oral de um livro 2Como fazer uma apresentação oral de um livro 2
Como fazer uma apresentação oral de um livro 2
Graça Moutinho
 
Membrana plasmática
Membrana  plasmáticaMembrana  plasmática
Membrana plasmática
margaridabt
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
DeaaSouza
 
Memorial do convento - o tempo
Memorial do convento - o tempoMemorial do convento - o tempo
Memorial do convento - o tempo
Carla Luís
 
O que é paradigma segundo thomas kuhn
O que é paradigma segundo thomas kuhnO que é paradigma segundo thomas kuhn
O que é paradigma segundo thomas kuhn
Míria Alves Cirqueira
 

Mais procurados (20)

A anunciação
A anunciaçãoA anunciação
A anunciação
 
A questão da existência de Deus
A questão da existência de DeusA questão da existência de Deus
A questão da existência de Deus
 
O mito de narciso
O mito de narcisoO mito de narciso
O mito de narciso
 
Sermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulos
Sermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulosSermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulos
Sermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulos
 
Vulcão dos Capelinhos
Vulcão dos CapelinhosVulcão dos Capelinhos
Vulcão dos Capelinhos
 
Pitagoras
PitagorasPitagoras
Pitagoras
 
Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009
Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009
Aulas de filosofia trabalhadas no ensino médio - SP - 2009
 
RISCOS E CATÁSTROFES NATURAIS
RISCOS E CATÁSTROFES NATURAISRISCOS E CATÁSTROFES NATURAIS
RISCOS E CATÁSTROFES NATURAIS
 
Ética na pós-modernidade
Ética na pós-modernidadeÉtica na pós-modernidade
Ética na pós-modernidade
 
Independencia do Brasil
Independencia do BrasilIndependencia do Brasil
Independencia do Brasil
 
Principais filósofos.
Principais filósofos.Principais filósofos.
Principais filósofos.
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Trabalho sobre o meio ambiente
Trabalho sobre o meio ambienteTrabalho sobre o meio ambiente
Trabalho sobre o meio ambiente
 
Existencialismo
ExistencialismoExistencialismo
Existencialismo
 
A caixa de pandora portugues
A caixa de pandora   portuguesA caixa de pandora   portugues
A caixa de pandora portugues
 
Como fazer uma apresentação oral de um livro 2
Como fazer uma apresentação oral de um livro 2Como fazer uma apresentação oral de um livro 2
Como fazer uma apresentação oral de um livro 2
 
Membrana plasmática
Membrana  plasmáticaMembrana  plasmática
Membrana plasmática
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Memorial do convento - o tempo
Memorial do convento - o tempoMemorial do convento - o tempo
Memorial do convento - o tempo
 
O que é paradigma segundo thomas kuhn
O que é paradigma segundo thomas kuhnO que é paradigma segundo thomas kuhn
O que é paradigma segundo thomas kuhn
 

Mais de soradinda_59

Distrito federal julio
Distrito federal julioDistrito federal julio
Distrito federal julio
soradinda_59
 
Folclore rio de janeiro
Folclore rio de janeiroFolclore rio de janeiro
Folclore rio de janeiro
soradinda_59
 
São paulo
São pauloSão paulo
São paulo
soradinda_59
 
Parana 2
Parana 2Parana 2
Parana 2
soradinda_59
 
Santa catarina
Santa catarinaSanta catarina
Santa catarina
soradinda_59
 
Rio Grande do Sul
Rio Grande do SulRio Grande do Sul
Rio Grande do Sul
soradinda_59
 
Lixo plastico
Lixo plasticoLixo plastico
Lixo plastico
soradinda_59
 
Apolo
ApoloApolo
Perseu
PerseuPerseu
Perseu
soradinda_59
 
Selene
SeleneSelene
Selene
soradinda_59
 
Selene
SeleneSelene
Selene
soradinda_59
 
Pegasus
PegasusPegasus
Pegasus
soradinda_59
 
Medusa
MedusaMedusa
Medusa
soradinda_59
 
Hermes
HermesHermes
Hermes
soradinda_59
 
Hera
HeraHera
Atena
AtenaAtena
Aquiles
AquilesAquiles
Aquiles
soradinda_59
 
Apolo
ApoloApolo
Orfeu
OrfeuOrfeu
Hércules
HérculesHércules
Hércules
soradinda_59
 

Mais de soradinda_59 (20)

Distrito federal julio
Distrito federal julioDistrito federal julio
Distrito federal julio
 
Folclore rio de janeiro
Folclore rio de janeiroFolclore rio de janeiro
Folclore rio de janeiro
 
São paulo
São pauloSão paulo
São paulo
 
Parana 2
Parana 2Parana 2
Parana 2
 
Santa catarina
Santa catarinaSanta catarina
Santa catarina
 
Rio Grande do Sul
Rio Grande do SulRio Grande do Sul
Rio Grande do Sul
 
Lixo plastico
Lixo plasticoLixo plastico
Lixo plastico
 
Apolo
ApoloApolo
Apolo
 
Perseu
PerseuPerseu
Perseu
 
Selene
SeleneSelene
Selene
 
Selene
SeleneSelene
Selene
 
Pegasus
PegasusPegasus
Pegasus
 
Medusa
MedusaMedusa
Medusa
 
Hermes
HermesHermes
Hermes
 
Hera
HeraHera
Hera
 
Atena
AtenaAtena
Atena
 
Aquiles
AquilesAquiles
Aquiles
 
Apolo
ApoloApolo
Apolo
 
Orfeu
OrfeuOrfeu
Orfeu
 
Hércules
HérculesHércules
Hércules
 

Mnemósine

  • 1. Deusa grega da memória
  • 2. Mnemósine, a deusa grega da memória, era considerada uma das mais poderosas deusas de seu tempo. Afinal de contas, alguns acreditam que a memória é uma dádiva que nos distingue de outras criaturas no mundo animal. É a dádiva que nos permite ter a razão, prever e antecipar acontecimentos, é a base do inicio da civilização. Infelizmente, a deusa da memória é raramente lembrada.
  • 3. Quando Mnemósine é lembrada é geralmente no contexto dela ser a mãe das musas, apesar de todo o reconhecimento de que sem memória a arte religiosa das Musas nunca seria possível. Mnemósine era uma Titânica, filha da primeira geração das divindades na Grécia. Seus pais eram o imperador Cronus e a deusa Gaia. Mnemósine é geralmente vista em pinturas com um cabelo sedutor e castanho.
  • 4. Ela foi frequentemente mencionada pelos poetas antigos que falam sobre seu maravilhoso dom natural para a humanidade. A Deusa Mnemósine é as vezes citada como sendo a primeira filósofa, seu dom era o poder da razão. Foi dada a ela a responsabilidade de dar nome a todos os objetos, e por fazer isto deu aos humanos os meios para o diálogo e conversação. O poder de memorizar e de lembrar foram também para sua santificação. Nome Grego:Memória