SlideShare uma empresa Scribd logo
Bíblia
Sagrada
   Velho
Testamento

 Malaquias




 virtualbooks.com.br



          1
Capítulo 1

1 Oráculo. Palavra do Senhor dirigida a Israel por seu Mensageiro.
2 Eu vos amei, diz o Senhor. E vós dizeis: em que nos amastes? Esaú
não era, porventura, irmão de Jacó? - oráculo do Senhor. Contudo, amei
Jacó
3 e aborreci Esaú, transformei suas montanhas em desertos solitários e
entreguei sua herança aos chacais do deserto.
4 Ainda que dissessem os edomitas: fomos destruídos, mas levantar-
nos-emos de nossa ruína, eis o que diz o Senhor dos exércitos: que eles
construam e eu destruirei; sua terra será chamada terra da impiedade,
povo contra o qual irou-se o Senhor para sempre.
5 Vereis isto com os vossos olhos e direis: o Senhor é grande, mesmo
para além do território de Israel!
6 O filho respeita seu pai e o servo, seu senhor. Ora, se eu sou Pai,
onde estão as honras que me são devidas? E se eu sou o Senhor, onde
está o temor que se me deve? - diz o Senhor dos exércitos a vós,
sacerdotes, que desprezais o seu nome e dizeis: que desprezo temos
tido por teu nome?
7 Ofereceis sobre o meu altar alimentos impuros! E ousais dizer: Em
que desprezamos o teu nome? E julgais que a mesa do Senhor seja de
pouca importância.
8 Se ofereceis em sacrifício um animal cego, não haverá mal algum
nisto? E se trazeis um animal coxo e doente, não vedes mal algum
nisto? Vai, pois, oferecê-lo ao teu governador; crês que lhe agradarias,
que ele receberia bem? - diz o Senhor dos exércitos.
9 Ide agora rogar a Deus que nos perdoe! Tendo feito tudo isto com
vossas próprias mãos, ouvir-vos-á ele favoravelmente? - diz o Senhor
dos exércitos.
10 Vá, antes, um de vós e feche as portas. Não acendereis mais
inutilmente o fogo no meu altar. Não tenho nenhuma complacência
convosco - diz o Senhor dos exércitos - e nenhuma oferta de vossas
mãos me é agradável.
11 Porque, do nascente ao poente, meu nome é grande entre as nações
e em todo lugar se oferecem ao meu nome o incenso, sacrifícios e
oblações puras. Sim, grande é o meu nome entre as nações - diz o
Senhor dos exércitos.
12 Vós, porém, o profanais quando dizeis: A mesa do Senhor está
manchada; o que nela se oferece é um alimento comum.
13 E dizeis ainda: Ai, que cansaço! E mostrais desprezo pelo altar.
Trazeis o animal roubado, o coxo, o doente. Julgais que vou aceitá-lo de
vossas mãos? - diz o Senhor.
14 Maldito seja o homem fraudulento que consagra e sacrifica ao


                                   2
Senhor um animal defeituoso, tendo no rebanho animais sadios! Sou um
grande Rei - diz o Senhor - e o meu nome é temível entre as nações.


Capítulo 2

1 A vós, ó sacerdotes, dou esta ordem:
2 Se não me ouvirdes, se não tomardes a peito a glória de meu nome -
diz o Senhor dos exércitos -, lançarei contra vós a maldição, trocarei em
maldições as vossas bênçãos; aliás, já o fiz, porque não tomastes a
peito (as minhas ordens).
3 Eis que vou abater vosso braço, espalhar-vos esterco no rosto - o
esterco de vossas festas - e sereis lançados fora com ele.
4 Então sabereis que fui eu que vos dei esta ordem para que subsista o
meu pacto com Levi - diz o Senhor dos exércitos.
5 A minha aliança com Levi foi um pacto de vida e prosperidade e
também de temor, a fim de que ele temesse o meu nome; e ele temeu-
me e sempre teve reverência por meu nome;
6 sua boca ensinou a verdade, e não se encontrou perversidade nos
seus lábios. Andou comigo na paz e na retidão, e afastou do mal grande
número de homens.
7 Porque os lábios do sacerdote guardam a ciência e é de sua boca que
se espera a doutrina, pois ele é o mensageiro do Senhor dos exércitos.
8 Mas vós vos desviastes do caminho reto e fostes causa de muitos
vacilarem na lei; violastes o pacto de Levi - diz o Senhor dos exércitos.
9 Por isso, eu vos tornei desprezíveis e abjetos aos olhos de todo o
povo, porque não guardastes os meus mandamentos e fizestes acepção
de pessoas na aplicação da lei.
10 Acaso não é um mesmo o Pai de todos nós? Não foi um mesmo Deus
que nos criou? Por que razão somos pérfidos uns para com os outros,
violando assim o pacto de nossos pais?
11 Judá cometeu uma infâmia, a abominação foi perpetrada em Israel e
Jerusalém; com efeito, Judá profanou o que é consagrado ao Senhor,
porquanto amou e desposou a filha de um deus estrangeiro.
12 Que o Senhor extermine das tendas de Jacó todo culpado, o que
testemunha e o que responde, e o elimine dentre os que apresentam
uma oferta ao Senhor dos exércitos.
13 Eis ainda outra maldade que cometeis: inundais de lágrimas, prantos
e gemidos o altar do Senhor, porque o Senhor não dá atenção alguma a
vossas ofertas e não se compraz no que lhe apresentais com vossas
mãos.
14 E dizeis: Mas por quê?! É porque o Senhor foi testemunha entre ti e
a esposa de tua juventude. Foste-lhe infiel, sendo ela a tua companheira
e a esposa de tua aliança.


                                    3
15 Porventura não fez ele um só ser com carne e sopro de vida? E para
que pende este ser único, senão para uma posteridade concedida por
Deus? Tende, pois, cuidado de vós mesmos, e que ninguém seja infiel à
esposa de sua juventude.
16 Quando alguém, por aversão, repudia (a mulher) - diz o Senhor,
Deus de Israel -, cobre de injustiça as suas vestes - diz o Senhor dos
exércitos. Tende, pois, cuidado de vós mesmos e não sejais infiéis!
17 Vós sois pesados ao Senhor com vossos discursos. E perguntais: O
quê? Nós o cansamos? - Sim! Porque dizeis: Aquele que faz o mal é
bem visto aos olhos do Senhor, que nele se compraz; ou: Onde está
Deus, para julgar?


Capítulo 3

1 Vou mandar o meu mensageiro para preparar o meu caminho. E
imediatamente virá ao seu templo o Senhor que buscais, o anjo da
aliança que desejais. Ei-lo que vem - diz o Senhor dos exércitos.
2 Quem estará seguro no dia de sua vinda? Quem poderá resistir
quando ele aparecer? Porque ele é como o fogo do fundidor, como a
lixívia dos lavadeiros.
3 Sentar-se-á para fundir e purificar a prata; purificará os filhos de Levi
e os refinará, como se refinam o ouro e a prata; então eles serão para o
Senhor aqueles que apresentarão as ofertas como convêm.
4 E a oblação de Judá e de Jerusalém será agradável ao Senhor, como
nos dias antigos, como nos anos de outrora.
5 Virei ter convosco para julgar vossas questões e serei uma
testemunha pronta contra os mágicos, os adúlteros, os perjuros, contra
os que retêm o salário do operário, que oprimem a viúva e o órfão, que
maltratam o estrangeiro e não me temem - diz o Senhor.
6 Porque eu sou o Senhor e não mudo; e vós, ó filhos de Jacó, não sois
ainda um povo extinto.
7 Desde os dias de vossos pais vos apartastes de meus mandamentos e
não os guardastes. Voltai a mim, e eu me voltarei para vós - diz o
Senhor dos exércitos. Vós, porém, dizeis: Mas voltar como?
8 Pode o homem enganar o seu Deus? Por que procurais enganar-me? E
ainda perguntais: Em que vos temos enganado? No pagamento dos
dízimos e nas ofertas.
9 Fostes atingidos pela maldição, e vós, nação inteira, procurais
enganar-me.
10 Pagai integralmente os dízimos ao tesouro do templo, para que haja
alimento em minha casa. Fazei a experiência - diz o Senhor dos
exércitos - e vereis se não vos abro os reservatórios do céu e se não
derramo a minha bênção sobre vós muito além do necessário.


                                     4
11 Para vos beneficiar afugentarei o gafanhoto, que não destruirá mais
os frutos de vossa terra e não haverá nos campos vinha improdutiva -
diz o Senhor dos exércitos.
12 Todas as nações vos felicitarão, porque sereis terra de delícias - diz o
Senhor dos exércitos.
13 Tendes proferido palavras violentas contra mim - diz o Senhor. E
perguntais: O que é que dissemos contra vós?
14 Dissestes: É trabalho perdido servir a Deus. Que ganhamos com a
obediência às suas ordens e com as procissões de luto diante do Senhor
dos exércitos?
15 Agora, temos por ditosos os arrogantes e prosperam os que
cometem a iniqüidade; ousam, até, tentar a Deus e escapam ao castigo.
16 Assim falavam os que temem o Senhor. Mas o Senhor ouviu atento:
diante dele foi escrito o livro que conserva a memória daqueles que
temem o Senhor e respeitam o seu nome.
17 Eles serão para mim um bem particular - diz o Senhor dos exércitos -
no dia em que eu agir; tratá-los-ei benignamente como um pai trata
com indulgência o filho que o serve.
18 E vereis de novo que há uma diferença entre justo e ímpio, entre
quem serve a Deus e quem não o serve.
19 Porque eis que vem o dia, ardente como uma fornalha. E todos os
soberbos, todos os que cometem o mal serão como a palha; este dia
que vai vir os queimará - diz o Senhor dos exércitos - e nada ficará:
nem raiz, nem ramos.
20 Mas, sobre vós que temeis o meu nome, levantar-se-á o sol de
justiça que traz a salvação em seus raios. Saireis e saltareis, livres como
os bezerros ao saírem do estábulo.
21 Pisareis aos pés os ímpios, os quais serão pó, sob a planta de vossos
pés, no dia em que eu agir - diz o Senhor dos exércitos.
22 Lembrai-vos da Lei de Moisés, meu servo, a quem prescrevi
ordenações e mandamentos para todo o Israel no monte Horeb.
23 Vou mandar-vos o profeta Elias, antes que venha o grande e temível
dia do Senhor,
24 e ele converterá o coração dos pais para os filhos, e o coração dos
filhos para os pais, de sorte que não ferirei mais de interdito a terra.




                                    5

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A assenção de Moises
A assenção de MoisesA assenção de Moises
A assenção de Moises
Robeleno Marcio
 
CARTA AOS ROMANOS, CAPÍTULO 9
CARTA AOS ROMANOS, CAPÍTULO 9CARTA AOS ROMANOS, CAPÍTULO 9
CARTA AOS ROMANOS, CAPÍTULO 9
Elva Judy Nieri
 
Mensagem mefibosete
Mensagem   mefiboseteMensagem   mefibosete
Mensagem mefibosete
Construção Edificações
 
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Welem C Lourenço
 
Segunda carta do Aposto Pedro
Segunda carta do Aposto PedroSegunda carta do Aposto Pedro
Segunda carta do Aposto Pedro
Mensagens Virtuais
 
Justificado para ser justo e santo
Justificado para ser justo e santoJustificado para ser justo e santo
Justificado para ser justo e santo
Silvio Dutra
 
Malaquias
MalaquiasMalaquias
051 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 20-02-2015
051 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 20-02-2015051 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 20-02-2015
051 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 20-02-2015
Rachel V.
 
Os Salmos de Celebração de Vitórias – Confiança em Deus
Os Salmos de Celebração de Vitórias – Confiança em DeusOs Salmos de Celebração de Vitórias – Confiança em Deus
Os Salmos de Celebração de Vitórias – Confiança em Deus
JUERP
 
Contemplando o invisível - Salmos - livro IV - interpretação
Contemplando o invisível - Salmos - livro IV - interpretaçãoContemplando o invisível - Salmos - livro IV - interpretação
Contemplando o invisível - Salmos - livro IV - interpretação
Silvio Dutra
 
006 lendo biblia sagrada em 1 ano - 06-01-2015
006  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 06-01-2015006  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 06-01-2015
006 lendo biblia sagrada em 1 ano - 06-01-2015
Rachel V.
 
A visão de joão, por robert murray m’cheyne
A visão de joão, por robert murray m’cheyneA visão de joão, por robert murray m’cheyne
A visão de joão, por robert murray m’cheyne
Deusdete Soares
 
Adoração verdadeira
Adoração verdadeiraAdoração verdadeira
Adoração verdadeira
Associação Renovar Renovar
 
TIPOLOGIA BÍBLICA (AULA 04 - MÉDIO CETADEB)
TIPOLOGIA BÍBLICA (AULA 04 - MÉDIO CETADEB)TIPOLOGIA BÍBLICA (AULA 04 - MÉDIO CETADEB)
TIPOLOGIA BÍBLICA (AULA 04 - MÉDIO CETADEB)
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Hebreus 9
Hebreus 9Hebreus 9

Mais procurados (15)

A assenção de Moises
A assenção de MoisesA assenção de Moises
A assenção de Moises
 
CARTA AOS ROMANOS, CAPÍTULO 9
CARTA AOS ROMANOS, CAPÍTULO 9CARTA AOS ROMANOS, CAPÍTULO 9
CARTA AOS ROMANOS, CAPÍTULO 9
 
Mensagem mefibosete
Mensagem   mefiboseteMensagem   mefibosete
Mensagem mefibosete
 
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
Apocalipse intro e cap 01 10 02 2015
 
Segunda carta do Aposto Pedro
Segunda carta do Aposto PedroSegunda carta do Aposto Pedro
Segunda carta do Aposto Pedro
 
Justificado para ser justo e santo
Justificado para ser justo e santoJustificado para ser justo e santo
Justificado para ser justo e santo
 
Malaquias
MalaquiasMalaquias
Malaquias
 
051 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 20-02-2015
051 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 20-02-2015051 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 20-02-2015
051 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 20-02-2015
 
Os Salmos de Celebração de Vitórias – Confiança em Deus
Os Salmos de Celebração de Vitórias – Confiança em DeusOs Salmos de Celebração de Vitórias – Confiança em Deus
Os Salmos de Celebração de Vitórias – Confiança em Deus
 
Contemplando o invisível - Salmos - livro IV - interpretação
Contemplando o invisível - Salmos - livro IV - interpretaçãoContemplando o invisível - Salmos - livro IV - interpretação
Contemplando o invisível - Salmos - livro IV - interpretação
 
006 lendo biblia sagrada em 1 ano - 06-01-2015
006  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 06-01-2015006  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 06-01-2015
006 lendo biblia sagrada em 1 ano - 06-01-2015
 
A visão de joão, por robert murray m’cheyne
A visão de joão, por robert murray m’cheyneA visão de joão, por robert murray m’cheyne
A visão de joão, por robert murray m’cheyne
 
Adoração verdadeira
Adoração verdadeiraAdoração verdadeira
Adoração verdadeira
 
TIPOLOGIA BÍBLICA (AULA 04 - MÉDIO CETADEB)
TIPOLOGIA BÍBLICA (AULA 04 - MÉDIO CETADEB)TIPOLOGIA BÍBLICA (AULA 04 - MÉDIO CETADEB)
TIPOLOGIA BÍBLICA (AULA 04 - MÉDIO CETADEB)
 
Hebreus 9
Hebreus 9Hebreus 9
Hebreus 9
 

Destaque

Profetas menores lição 13 - Malaquias
Profetas menores   lição 13 - MalaquiasProfetas menores   lição 13 - Malaquias
Profetas menores lição 13 - Malaquias
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Revista IOB de Direito Público | IOB e-Store
Revista IOB de Direito Público | IOB e-StoreRevista IOB de Direito Público | IOB e-Store
Revista IOB de Direito Público | IOB e-Store
IOB News
 
Apresentação Seminário Grupo 2
Apresentação Seminário Grupo 2Apresentação Seminário Grupo 2
Apresentação Seminário Grupo 2
Sociedade da Informação
 
APRENDIZAGEM COM MOBILIDADE: TIMS como potencializadoras da interação em proc...
APRENDIZAGEM COM MOBILIDADE: TIMS como potencializadoras da interação em proc...APRENDIZAGEM COM MOBILIDADE: TIMS como potencializadoras da interação em proc...
APRENDIZAGEM COM MOBILIDADE: TIMS como potencializadoras da interação em proc...
Claudio Lima
 
Métodos para recabar información etnomatemática en contenidos específicos
Métodos para recabar   información etnomatemática en  contenidos específicos Métodos para recabar   información etnomatemática en  contenidos específicos
Métodos para recabar información etnomatemática en contenidos específicos
ICEM-4
 
Sussurros de Deus
Sussurros de DeusSussurros de Deus
Sussurros de Deus
JNR
 
Petra
PetraPetra
Petra
JNR
 
Quando Amar
Quando  AmarQuando  Amar
Quando Amar
JNR
 
10 10 males a vencer
10 10 males a vencer10 10 males a vencer
10 10 males a vencer
sindicatocormup
 
Mulher Moderna
Mulher ModernaMulher Moderna
Mulher Moderna
JNR
 
Oficina de Apuração Para Blogueiros
Oficina de Apuração Para BlogueirosOficina de Apuração Para Blogueiros
Oficina de Apuração Para Blogueiros
Tiago Cordeiro
 
Certificado
CertificadoCertificado
Certificado
JNR
 
Onde Nasceu Jesus
Onde Nasceu JesusOnde Nasceu Jesus
Onde Nasceu Jesus
JNR
 
Las tic
Las ticLas tic
Las tic
valen
 
Joel
JoelJoel
Joel
JNR
 
Air2010 br
Air2010 brAir2010 br
Revista IOB de Direito Civil e Processual Civil | IOB e-Store
Revista IOB de Direito Civil e Processual Civil | IOB e-StoreRevista IOB de Direito Civil e Processual Civil | IOB e-Store
Revista IOB de Direito Civil e Processual Civil | IOB e-Store
IOB News
 
Antoniobarrosoetapa3ativ35
Antoniobarrosoetapa3ativ35Antoniobarrosoetapa3ativ35
Antoniobarrosoetapa3ativ35
Antonio Carneiro
 
Projeto do conecs 2012
Projeto do conecs 2012Projeto do conecs 2012
Projeto do conecs 2012
Priscila Rodrigues
 
Clipping de Varejo 15082011
Clipping de Varejo 15082011Clipping de Varejo 15082011
Clipping de Varejo 15082011
Ricardo Pastore
 

Destaque (20)

Profetas menores lição 13 - Malaquias
Profetas menores   lição 13 - MalaquiasProfetas menores   lição 13 - Malaquias
Profetas menores lição 13 - Malaquias
 
Revista IOB de Direito Público | IOB e-Store
Revista IOB de Direito Público | IOB e-StoreRevista IOB de Direito Público | IOB e-Store
Revista IOB de Direito Público | IOB e-Store
 
Apresentação Seminário Grupo 2
Apresentação Seminário Grupo 2Apresentação Seminário Grupo 2
Apresentação Seminário Grupo 2
 
APRENDIZAGEM COM MOBILIDADE: TIMS como potencializadoras da interação em proc...
APRENDIZAGEM COM MOBILIDADE: TIMS como potencializadoras da interação em proc...APRENDIZAGEM COM MOBILIDADE: TIMS como potencializadoras da interação em proc...
APRENDIZAGEM COM MOBILIDADE: TIMS como potencializadoras da interação em proc...
 
Métodos para recabar información etnomatemática en contenidos específicos
Métodos para recabar   información etnomatemática en  contenidos específicos Métodos para recabar   información etnomatemática en  contenidos específicos
Métodos para recabar información etnomatemática en contenidos específicos
 
Sussurros de Deus
Sussurros de DeusSussurros de Deus
Sussurros de Deus
 
Petra
PetraPetra
Petra
 
Quando Amar
Quando  AmarQuando  Amar
Quando Amar
 
10 10 males a vencer
10 10 males a vencer10 10 males a vencer
10 10 males a vencer
 
Mulher Moderna
Mulher ModernaMulher Moderna
Mulher Moderna
 
Oficina de Apuração Para Blogueiros
Oficina de Apuração Para BlogueirosOficina de Apuração Para Blogueiros
Oficina de Apuração Para Blogueiros
 
Certificado
CertificadoCertificado
Certificado
 
Onde Nasceu Jesus
Onde Nasceu JesusOnde Nasceu Jesus
Onde Nasceu Jesus
 
Las tic
Las ticLas tic
Las tic
 
Joel
JoelJoel
Joel
 
Air2010 br
Air2010 brAir2010 br
Air2010 br
 
Revista IOB de Direito Civil e Processual Civil | IOB e-Store
Revista IOB de Direito Civil e Processual Civil | IOB e-StoreRevista IOB de Direito Civil e Processual Civil | IOB e-Store
Revista IOB de Direito Civil e Processual Civil | IOB e-Store
 
Antoniobarrosoetapa3ativ35
Antoniobarrosoetapa3ativ35Antoniobarrosoetapa3ativ35
Antoniobarrosoetapa3ativ35
 
Projeto do conecs 2012
Projeto do conecs 2012Projeto do conecs 2012
Projeto do conecs 2012
 
Clipping de Varejo 15082011
Clipping de Varejo 15082011Clipping de Varejo 15082011
Clipping de Varejo 15082011
 

Semelhante a Malaquias

Coloque-se na Brecha.pptx
Coloque-se na Brecha.pptxColoque-se na Brecha.pptx
Coloque-se na Brecha.pptx
weversonferrari2
 
The Book of Prophet Habakkuk-Portuguese.pdf
The Book of Prophet Habakkuk-Portuguese.pdfThe Book of Prophet Habakkuk-Portuguese.pdf
The Book of Prophet Habakkuk-Portuguese.pdf
Filipino Tracts and Literature Society Inc.
 
Riquezas
RiquezasRiquezas
Riquezas
JNR
 
Orações 2
Orações 2Orações 2
Relacionamentos Familiares
Relacionamentos FamiliaresRelacionamentos Familiares
Relacionamentos Familiares
Pedro Siena
 
MALAQUIAS_2
MALAQUIAS_2MALAQUIAS_2
MALAQUIAS_2
Enerliz
 
É Tempo do senhor operar
É Tempo do senhor operarÉ Tempo do senhor operar
É Tempo do senhor operar
PR_ALEX70
 
Desvendando o Apocalipise as 4 ultimas igrejas
Desvendando o Apocalipise as 4 ultimas igrejasDesvendando o Apocalipise as 4 ultimas igrejas
Desvendando o Apocalipise as 4 ultimas igrejas
Sandro Manuel
 
Portuguese - Book of Baruch.pdf
Portuguese - Book of Baruch.pdfPortuguese - Book of Baruch.pdf
Portuguese - Book of Baruch.pdf
Filipino Tracts and Literature Society Inc.
 
Eclesiastes 5
Eclesiastes 5Eclesiastes 5
Eclesiastes 5
Enerliz
 
Epistolade Tiago
Epistolade TiagoEpistolade Tiago
Epistolade Tiago
JNR
 
Salmos de salomao
Salmos de salomaoSalmos de salomao
Salmos de salomao
Luiza Dayana
 
Salmos de salomao (1)
Salmos de salomao (1)Salmos de salomao (1)
Salmos de salomao (1)
Luiza Dayana
 
Tempo de buscar e viver o Reino de Deus
Tempo de buscar e viver o Reino de DeusTempo de buscar e viver o Reino de Deus
Tempo de buscar e viver o Reino de Deus
Rodrigo Mendonça
 
SALMOS - Os 150 da Bíblia 2ªEdição de João Ferreira de Almeida
SALMOS -  Os 150 da Bíblia  2ªEdição de João Ferreira de AlmeidaSALMOS -  Os 150 da Bíblia  2ªEdição de João Ferreira de Almeida
SALMOS - Os 150 da Bíblia 2ªEdição de João Ferreira de Almeida
Adriana Martins
 
Aula #002 Respeitando as Diferenças[2011]
Aula #002  Respeitando as Diferenças[2011]Aula #002  Respeitando as Diferenças[2011]
Aula #002 Respeitando as Diferenças[2011]
TH
 
Segunda Epistolaaos Tessalonicenses
Segunda Epistolaaos TessalonicensesSegunda Epistolaaos Tessalonicenses
Segunda Epistolaaos Tessalonicenses
JNR
 
Clama em alta voz, nao te detenhas...
Clama em alta voz, nao te detenhas...Clama em alta voz, nao te detenhas...
Clama em alta voz, nao te detenhas...
Ironei Santos Dias
 
Porque nossos pedidos a Deus não são atendidos
Porque nossos pedidos a Deus não são atendidosPorque nossos pedidos a Deus não são atendidos
Porque nossos pedidos a Deus não são atendidos
Bruno Da Montanha
 
Contemplando o Invisível - Salmos - Livro IV
Contemplando o Invisível - Salmos - Livro IVContemplando o Invisível - Salmos - Livro IV
Contemplando o Invisível - Salmos - Livro IV
Silvio Dutra
 

Semelhante a Malaquias (20)

Coloque-se na Brecha.pptx
Coloque-se na Brecha.pptxColoque-se na Brecha.pptx
Coloque-se na Brecha.pptx
 
The Book of Prophet Habakkuk-Portuguese.pdf
The Book of Prophet Habakkuk-Portuguese.pdfThe Book of Prophet Habakkuk-Portuguese.pdf
The Book of Prophet Habakkuk-Portuguese.pdf
 
Riquezas
RiquezasRiquezas
Riquezas
 
Orações 2
Orações 2Orações 2
Orações 2
 
Relacionamentos Familiares
Relacionamentos FamiliaresRelacionamentos Familiares
Relacionamentos Familiares
 
MALAQUIAS_2
MALAQUIAS_2MALAQUIAS_2
MALAQUIAS_2
 
É Tempo do senhor operar
É Tempo do senhor operarÉ Tempo do senhor operar
É Tempo do senhor operar
 
Desvendando o Apocalipise as 4 ultimas igrejas
Desvendando o Apocalipise as 4 ultimas igrejasDesvendando o Apocalipise as 4 ultimas igrejas
Desvendando o Apocalipise as 4 ultimas igrejas
 
Portuguese - Book of Baruch.pdf
Portuguese - Book of Baruch.pdfPortuguese - Book of Baruch.pdf
Portuguese - Book of Baruch.pdf
 
Eclesiastes 5
Eclesiastes 5Eclesiastes 5
Eclesiastes 5
 
Epistolade Tiago
Epistolade TiagoEpistolade Tiago
Epistolade Tiago
 
Salmos de salomao
Salmos de salomaoSalmos de salomao
Salmos de salomao
 
Salmos de salomao (1)
Salmos de salomao (1)Salmos de salomao (1)
Salmos de salomao (1)
 
Tempo de buscar e viver o Reino de Deus
Tempo de buscar e viver o Reino de DeusTempo de buscar e viver o Reino de Deus
Tempo de buscar e viver o Reino de Deus
 
SALMOS - Os 150 da Bíblia 2ªEdição de João Ferreira de Almeida
SALMOS -  Os 150 da Bíblia  2ªEdição de João Ferreira de AlmeidaSALMOS -  Os 150 da Bíblia  2ªEdição de João Ferreira de Almeida
SALMOS - Os 150 da Bíblia 2ªEdição de João Ferreira de Almeida
 
Aula #002 Respeitando as Diferenças[2011]
Aula #002  Respeitando as Diferenças[2011]Aula #002  Respeitando as Diferenças[2011]
Aula #002 Respeitando as Diferenças[2011]
 
Segunda Epistolaaos Tessalonicenses
Segunda Epistolaaos TessalonicensesSegunda Epistolaaos Tessalonicenses
Segunda Epistolaaos Tessalonicenses
 
Clama em alta voz, nao te detenhas...
Clama em alta voz, nao te detenhas...Clama em alta voz, nao te detenhas...
Clama em alta voz, nao te detenhas...
 
Porque nossos pedidos a Deus não são atendidos
Porque nossos pedidos a Deus não são atendidosPorque nossos pedidos a Deus não são atendidos
Porque nossos pedidos a Deus não são atendidos
 
Contemplando o Invisível - Salmos - Livro IV
Contemplando o Invisível - Salmos - Livro IVContemplando o Invisível - Salmos - Livro IV
Contemplando o Invisível - Salmos - Livro IV
 

Mais de JNR

Ainda tomaremos um cafe juntos
Ainda tomaremos um cafe juntosAinda tomaremos um cafe juntos
Ainda tomaremos um cafe juntos
JNR
 
O voo
O vooO voo
O voo
JNR
 
Compromisso
CompromissoCompromisso
Compromisso
JNR
 
7 encontro propaganda, promoção e rp
7 encontro propaganda, promoção e rp7 encontro propaganda, promoção e rp
7 encontro propaganda, promoção e rp
JNR
 
O voo
O vooO voo
O voo
JNR
 
Tormentas
TormentasTormentas
Tormentas
JNR
 
Sapatos sujos
Sapatos sujosSapatos sujos
Sapatos sujos
JNR
 
O misterio das coisas
O misterio das coisasO misterio das coisas
O misterio das coisas
JNR
 
é Loucura
é Loucuraé Loucura
é Loucura
JNR
 
Amizade jb
Amizade jbAmizade jb
Amizade jb
JNR
 
Caminhos e escolhas
Caminhos e escolhasCaminhos e escolhas
Caminhos e escolhas
JNR
 
Ciclos em nossas vidas
Ciclos em nossas vidasCiclos em nossas vidas
Ciclos em nossas vidas
JNR
 
A felicidade e uma viagem e nao um destino
A felicidade e uma viagem e nao um destinoA felicidade e uma viagem e nao um destino
A felicidade e uma viagem e nao um destino
JNR
 
O amor e o tempo
O amor e o tempoO amor e o tempo
O amor e o tempo
JNR
 
Avos
AvosAvos
Avos
JNR
 
Relacionamentos
RelacionamentosRelacionamentos
Relacionamentos
JNR
 
A coragem e a vontade
A coragem e a vontadeA coragem e a vontade
A coragem e a vontade
JNR
 
O amor e o tempo
O amor e o tempoO amor e o tempo
O amor e o tempo
JNR
 
Caminhos e escolhas
Caminhos e escolhasCaminhos e escolhas
Caminhos e escolhas
JNR
 
Muitas vidas muitos mestres
Muitas vidas muitos mestresMuitas vidas muitos mestres
Muitas vidas muitos mestres
JNR
 

Mais de JNR (20)

Ainda tomaremos um cafe juntos
Ainda tomaremos um cafe juntosAinda tomaremos um cafe juntos
Ainda tomaremos um cafe juntos
 
O voo
O vooO voo
O voo
 
Compromisso
CompromissoCompromisso
Compromisso
 
7 encontro propaganda, promoção e rp
7 encontro propaganda, promoção e rp7 encontro propaganda, promoção e rp
7 encontro propaganda, promoção e rp
 
O voo
O vooO voo
O voo
 
Tormentas
TormentasTormentas
Tormentas
 
Sapatos sujos
Sapatos sujosSapatos sujos
Sapatos sujos
 
O misterio das coisas
O misterio das coisasO misterio das coisas
O misterio das coisas
 
é Loucura
é Loucuraé Loucura
é Loucura
 
Amizade jb
Amizade jbAmizade jb
Amizade jb
 
Caminhos e escolhas
Caminhos e escolhasCaminhos e escolhas
Caminhos e escolhas
 
Ciclos em nossas vidas
Ciclos em nossas vidasCiclos em nossas vidas
Ciclos em nossas vidas
 
A felicidade e uma viagem e nao um destino
A felicidade e uma viagem e nao um destinoA felicidade e uma viagem e nao um destino
A felicidade e uma viagem e nao um destino
 
O amor e o tempo
O amor e o tempoO amor e o tempo
O amor e o tempo
 
Avos
AvosAvos
Avos
 
Relacionamentos
RelacionamentosRelacionamentos
Relacionamentos
 
A coragem e a vontade
A coragem e a vontadeA coragem e a vontade
A coragem e a vontade
 
O amor e o tempo
O amor e o tempoO amor e o tempo
O amor e o tempo
 
Caminhos e escolhas
Caminhos e escolhasCaminhos e escolhas
Caminhos e escolhas
 
Muitas vidas muitos mestres
Muitas vidas muitos mestresMuitas vidas muitos mestres
Muitas vidas muitos mestres
 

Último

1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 

Último (12)

1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 

Malaquias

  • 1. Bíblia Sagrada Velho Testamento Malaquias virtualbooks.com.br 1
  • 2. Capítulo 1 1 Oráculo. Palavra do Senhor dirigida a Israel por seu Mensageiro. 2 Eu vos amei, diz o Senhor. E vós dizeis: em que nos amastes? Esaú não era, porventura, irmão de Jacó? - oráculo do Senhor. Contudo, amei Jacó 3 e aborreci Esaú, transformei suas montanhas em desertos solitários e entreguei sua herança aos chacais do deserto. 4 Ainda que dissessem os edomitas: fomos destruídos, mas levantar- nos-emos de nossa ruína, eis o que diz o Senhor dos exércitos: que eles construam e eu destruirei; sua terra será chamada terra da impiedade, povo contra o qual irou-se o Senhor para sempre. 5 Vereis isto com os vossos olhos e direis: o Senhor é grande, mesmo para além do território de Israel! 6 O filho respeita seu pai e o servo, seu senhor. Ora, se eu sou Pai, onde estão as honras que me são devidas? E se eu sou o Senhor, onde está o temor que se me deve? - diz o Senhor dos exércitos a vós, sacerdotes, que desprezais o seu nome e dizeis: que desprezo temos tido por teu nome? 7 Ofereceis sobre o meu altar alimentos impuros! E ousais dizer: Em que desprezamos o teu nome? E julgais que a mesa do Senhor seja de pouca importância. 8 Se ofereceis em sacrifício um animal cego, não haverá mal algum nisto? E se trazeis um animal coxo e doente, não vedes mal algum nisto? Vai, pois, oferecê-lo ao teu governador; crês que lhe agradarias, que ele receberia bem? - diz o Senhor dos exércitos. 9 Ide agora rogar a Deus que nos perdoe! Tendo feito tudo isto com vossas próprias mãos, ouvir-vos-á ele favoravelmente? - diz o Senhor dos exércitos. 10 Vá, antes, um de vós e feche as portas. Não acendereis mais inutilmente o fogo no meu altar. Não tenho nenhuma complacência convosco - diz o Senhor dos exércitos - e nenhuma oferta de vossas mãos me é agradável. 11 Porque, do nascente ao poente, meu nome é grande entre as nações e em todo lugar se oferecem ao meu nome o incenso, sacrifícios e oblações puras. Sim, grande é o meu nome entre as nações - diz o Senhor dos exércitos. 12 Vós, porém, o profanais quando dizeis: A mesa do Senhor está manchada; o que nela se oferece é um alimento comum. 13 E dizeis ainda: Ai, que cansaço! E mostrais desprezo pelo altar. Trazeis o animal roubado, o coxo, o doente. Julgais que vou aceitá-lo de vossas mãos? - diz o Senhor. 14 Maldito seja o homem fraudulento que consagra e sacrifica ao 2
  • 3. Senhor um animal defeituoso, tendo no rebanho animais sadios! Sou um grande Rei - diz o Senhor - e o meu nome é temível entre as nações. Capítulo 2 1 A vós, ó sacerdotes, dou esta ordem: 2 Se não me ouvirdes, se não tomardes a peito a glória de meu nome - diz o Senhor dos exércitos -, lançarei contra vós a maldição, trocarei em maldições as vossas bênçãos; aliás, já o fiz, porque não tomastes a peito (as minhas ordens). 3 Eis que vou abater vosso braço, espalhar-vos esterco no rosto - o esterco de vossas festas - e sereis lançados fora com ele. 4 Então sabereis que fui eu que vos dei esta ordem para que subsista o meu pacto com Levi - diz o Senhor dos exércitos. 5 A minha aliança com Levi foi um pacto de vida e prosperidade e também de temor, a fim de que ele temesse o meu nome; e ele temeu- me e sempre teve reverência por meu nome; 6 sua boca ensinou a verdade, e não se encontrou perversidade nos seus lábios. Andou comigo na paz e na retidão, e afastou do mal grande número de homens. 7 Porque os lábios do sacerdote guardam a ciência e é de sua boca que se espera a doutrina, pois ele é o mensageiro do Senhor dos exércitos. 8 Mas vós vos desviastes do caminho reto e fostes causa de muitos vacilarem na lei; violastes o pacto de Levi - diz o Senhor dos exércitos. 9 Por isso, eu vos tornei desprezíveis e abjetos aos olhos de todo o povo, porque não guardastes os meus mandamentos e fizestes acepção de pessoas na aplicação da lei. 10 Acaso não é um mesmo o Pai de todos nós? Não foi um mesmo Deus que nos criou? Por que razão somos pérfidos uns para com os outros, violando assim o pacto de nossos pais? 11 Judá cometeu uma infâmia, a abominação foi perpetrada em Israel e Jerusalém; com efeito, Judá profanou o que é consagrado ao Senhor, porquanto amou e desposou a filha de um deus estrangeiro. 12 Que o Senhor extermine das tendas de Jacó todo culpado, o que testemunha e o que responde, e o elimine dentre os que apresentam uma oferta ao Senhor dos exércitos. 13 Eis ainda outra maldade que cometeis: inundais de lágrimas, prantos e gemidos o altar do Senhor, porque o Senhor não dá atenção alguma a vossas ofertas e não se compraz no que lhe apresentais com vossas mãos. 14 E dizeis: Mas por quê?! É porque o Senhor foi testemunha entre ti e a esposa de tua juventude. Foste-lhe infiel, sendo ela a tua companheira e a esposa de tua aliança. 3
  • 4. 15 Porventura não fez ele um só ser com carne e sopro de vida? E para que pende este ser único, senão para uma posteridade concedida por Deus? Tende, pois, cuidado de vós mesmos, e que ninguém seja infiel à esposa de sua juventude. 16 Quando alguém, por aversão, repudia (a mulher) - diz o Senhor, Deus de Israel -, cobre de injustiça as suas vestes - diz o Senhor dos exércitos. Tende, pois, cuidado de vós mesmos e não sejais infiéis! 17 Vós sois pesados ao Senhor com vossos discursos. E perguntais: O quê? Nós o cansamos? - Sim! Porque dizeis: Aquele que faz o mal é bem visto aos olhos do Senhor, que nele se compraz; ou: Onde está Deus, para julgar? Capítulo 3 1 Vou mandar o meu mensageiro para preparar o meu caminho. E imediatamente virá ao seu templo o Senhor que buscais, o anjo da aliança que desejais. Ei-lo que vem - diz o Senhor dos exércitos. 2 Quem estará seguro no dia de sua vinda? Quem poderá resistir quando ele aparecer? Porque ele é como o fogo do fundidor, como a lixívia dos lavadeiros. 3 Sentar-se-á para fundir e purificar a prata; purificará os filhos de Levi e os refinará, como se refinam o ouro e a prata; então eles serão para o Senhor aqueles que apresentarão as ofertas como convêm. 4 E a oblação de Judá e de Jerusalém será agradável ao Senhor, como nos dias antigos, como nos anos de outrora. 5 Virei ter convosco para julgar vossas questões e serei uma testemunha pronta contra os mágicos, os adúlteros, os perjuros, contra os que retêm o salário do operário, que oprimem a viúva e o órfão, que maltratam o estrangeiro e não me temem - diz o Senhor. 6 Porque eu sou o Senhor e não mudo; e vós, ó filhos de Jacó, não sois ainda um povo extinto. 7 Desde os dias de vossos pais vos apartastes de meus mandamentos e não os guardastes. Voltai a mim, e eu me voltarei para vós - diz o Senhor dos exércitos. Vós, porém, dizeis: Mas voltar como? 8 Pode o homem enganar o seu Deus? Por que procurais enganar-me? E ainda perguntais: Em que vos temos enganado? No pagamento dos dízimos e nas ofertas. 9 Fostes atingidos pela maldição, e vós, nação inteira, procurais enganar-me. 10 Pagai integralmente os dízimos ao tesouro do templo, para que haja alimento em minha casa. Fazei a experiência - diz o Senhor dos exércitos - e vereis se não vos abro os reservatórios do céu e se não derramo a minha bênção sobre vós muito além do necessário. 4
  • 5. 11 Para vos beneficiar afugentarei o gafanhoto, que não destruirá mais os frutos de vossa terra e não haverá nos campos vinha improdutiva - diz o Senhor dos exércitos. 12 Todas as nações vos felicitarão, porque sereis terra de delícias - diz o Senhor dos exércitos. 13 Tendes proferido palavras violentas contra mim - diz o Senhor. E perguntais: O que é que dissemos contra vós? 14 Dissestes: É trabalho perdido servir a Deus. Que ganhamos com a obediência às suas ordens e com as procissões de luto diante do Senhor dos exércitos? 15 Agora, temos por ditosos os arrogantes e prosperam os que cometem a iniqüidade; ousam, até, tentar a Deus e escapam ao castigo. 16 Assim falavam os que temem o Senhor. Mas o Senhor ouviu atento: diante dele foi escrito o livro que conserva a memória daqueles que temem o Senhor e respeitam o seu nome. 17 Eles serão para mim um bem particular - diz o Senhor dos exércitos - no dia em que eu agir; tratá-los-ei benignamente como um pai trata com indulgência o filho que o serve. 18 E vereis de novo que há uma diferença entre justo e ímpio, entre quem serve a Deus e quem não o serve. 19 Porque eis que vem o dia, ardente como uma fornalha. E todos os soberbos, todos os que cometem o mal serão como a palha; este dia que vai vir os queimará - diz o Senhor dos exércitos - e nada ficará: nem raiz, nem ramos. 20 Mas, sobre vós que temeis o meu nome, levantar-se-á o sol de justiça que traz a salvação em seus raios. Saireis e saltareis, livres como os bezerros ao saírem do estábulo. 21 Pisareis aos pés os ímpios, os quais serão pó, sob a planta de vossos pés, no dia em que eu agir - diz o Senhor dos exércitos. 22 Lembrai-vos da Lei de Moisés, meu servo, a quem prescrevi ordenações e mandamentos para todo o Israel no monte Horeb. 23 Vou mandar-vos o profeta Elias, antes que venha o grande e temível dia do Senhor, 24 e ele converterá o coração dos pais para os filhos, e o coração dos filhos para os pais, de sorte que não ferirei mais de interdito a terra. 5