SlideShare uma empresa Scribd logo
LEIS DE ATRAÇÃO
  MAGNETISMO
ORIGEM DO IMÃ
   Desde a antiguidade são conhecidos certos tipos de pedra
    que têm a propriedade de atrair o ferro. Uma primeira versão
    da descoberta dos ímãs diz que há cerca de 2.500 anos, na
    ilha de Creta, no mar Mediterrâneo, um pastor de ovelhas
    chamado Magnes notou que seu cajado, cuja ponta era de
    ferro e os pregos de sua sandália aderiam fortemente a
    alguns minerais. Tais pedras hoje são conhecidas por
    magnetita, calamita ou ímã de pedra, mas naquela época
    eram chamadas de magnetos. Outra versão diz que numa
    região da Ásia menor chamada de Magnésia foi encontrada
    uma grande quantidade de um mineral de ferro que tinha
    propriedades de atração e repulsão de outras pedras do
    mesmo material. Sabe-se que os chineses no século II
    utilizavam esse mineral na construção de
    bússolas, amplamente usadas na época das grandes
    navegações.
TIPOS DE ÍMANES
 Um íman natural é um mineral com
  propriedades magnéticas, como a Magnetita,
  que é um óxido de Ferro (Fe3O4).
 Um íman de neodímio-ferro-boro é um
  poderoso íman feito a partir de uma
  combinação de neodímio, ferro e boro —
  Nd2Fe14B. Esses ímanes são muito
  poderosos em comparação a sua massa,
  mas também são mecanicamente frágeis e
  perdem seu magnetismo em temperaturas
  acima de 120 °C.
   Um íman artificial é um corpo de
    material ferromagnético que é submetido à um intenso campo
    magnético; por fricção com um íman natural ou pela ação de
    correntes elétricas (eletromagnetismo) adquire propriedades
    magnéticas.
   Um íman permanente é feito de aço magnetizado (ferro com
    alto teor de carbono), a fim de manter permanentemente seu
    poder magnético. Também é utilizado alnico ou ferrite em
    alguns casos. No entanto, uma forte descarga elétrica, um
    impacto de grande magnitude, ou uma aplicação de uma
    elevada quantidade de calor podem causar perda de força
    magnética do íman. A altas temperaturas, os ímanes
    permanentes perdem seu magnetismo temporariamente,
    readquirindo quando são resfriados.
   Um íman temporal é temporariamente
    magnetizado por uma fonte de ondas
    eletromagnéticas. Quando a emissão
    dessas ondas cessa o íman temporal
    deixa de possuir seu campo magnético.
    Esses ímanes são feitos com
    matérias paramagnéticas (normalmente
    ferro com baixo teor de carbono) por isso
    quando o campo magnético é removido
    o movimento Browniano rompe o
    alinhamento magnético do íman temporal.
   Um eletroíman é uma bobina(ou
    uma espira) por onde circula uma corrente
    elétrica, gerando um campo magnético.
    O eletroíman é uma espécie de íman
    temporal, pois seu campo magnético
    acaba quando é interrompida a passagem
    da corrente elétrica pela bobina.
CAMPO MAGNÉTICO DO
ÍMANES
   O espaço em redor do íman, em que existe atuação
    das forças magnéticas, é chamado de campo
    magnético. Os efeitos de atração ourepulsão entre
    dois ímaness, ou de atração de um íman sobre os
    materiais ferrosos devem-se à existência desse
    campo magnético.
   Como artifício para estudar esse campo magnético,
    admite-se a existência de linhas de força
    magnéticas ao redor do íman. Essas linhas
    são invisíveis, mas podem ser visualizadas com o
    auxílio de um recurso. Colocando-se por exemplo um
    íman sob uma lâmina de vidro, e espalhando limalha
    de ferro sobre essa lâmina, as limalhas se orientam
    conforme as linhas de força magnética.
MAGNETISMO TERRESTRE
   Os cientistas explicam que outro limite além da
    atmosfera parece separar o ambiente da Terra do
    ambiente do espaço. Este limite é conhecido
    como Magnetopausa é o que
    chamamos magnetismo terrestre. É o limite
    entre aquela região de espaço dominada
    pelo campo magnético da Terra,chamado de
    Magnetosfera, e o espaço interplanetário onde
    campos magnéticos são dominados
    principalmente pelo sol. A Terra tem um campo
    magnético forte. É como se a Terra fosse uma
    enorme barra de imã.
   A bússola magnética trabalha e encontra as
    direções na superfície da Terra por causa deste
    campo magnético. Este mesmo campo magnético
    estende-se para longe no espaço exterior.
   Pesquisas geológicas recentes, afirmam que a
    parte central da Terra seja constituída por ferro
    fundido, e correntes elétricas existentes dentro
    deste núcleo de ferro seriam as responsáveis pela
    existência do campo magnético. Estes estudos
    ainda não foram totalmente comprovados, porém
    a Lua não possui núcleo derretido assim como
    não possui campo magnético, e vários outros
    planetas do nosso sistema solar apresentam
    campos magnéticos assim como o Sol. Até
    mesmo nossa galáxia possui um campo
    magnético, que apesar de muito pequeno é
    importante devido ao grande volume que ele
    ocupa. Um dos maiores interesses em viagens
    espaciais está concentrado no estudo de campos
    magnéticos existentes no espaço e fontes de
AURORA BOREAL E AUSTRAL
   As auroras boreal e austral são fenômenos visuais que ocorrem nas regiões
    polares de nosso planeta. Podem ser visualizadas, no período noturno ou final
    de tarde, a olho nu nas regiões onde ocorrem. São verdadeiros shows de luzes
    coloridas e brilhantes, que ocorrem em função do contato dos ventos solares
    com o campo magnético do planeta Terra.
   Quando este fenômeno ocorre em regiões próximas ao pólo norte é chamado
    de aurora boreal e quando aconteceu no pólo sul é chamado de aurora austral.
    Estes fenômenos são mais comuns entre os meses de
    fevereiro, março, abril, setembro e outubro.
    A aurora boreal pode aparecer em vários formatos: pontos luminosos, faixas no
    sentido horizontal ou circulares. Porém, aparecem sempre alinhados ao campo
    magnético terrestre. As cores podem variar muito como, por
    exemplo, vermelha, laranja, azul, verde e amarela. Muitas vezes aparecem em
    várias cores ao mesmo tempo.
    Em momentos de tempestades solares, a Terra é atingida por grande
    quantidade de ventos solares. Nestes momentos as auroras são mais comuns.
    Porém, se por um lado somos agraciados com este lindo show de luzes da
    natureza, por outro somos prejudicados. Estes ventos solares interferem em
Leis de atração

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Magnetismo histórico e imãs
Magnetismo   histórico e imãsMagnetismo   histórico e imãs
Magnetismo histórico e imãs
Tiago Rodrigues
 
Magnetismo jacky e luh
Magnetismo   jacky e luhMagnetismo   jacky e luh
Magnetismo jacky e luh
Cristiane Tavolaro
 
Fundamentos de magnetismo
Fundamentos de magnetismoFundamentos de magnetismo
Fundamentos de magnetismo
Jocelia Lopes
 
Imãs e Magnetismo
Imãs e MagnetismoImãs e Magnetismo
Imãs e Magnetismo
Wagner Moreira da Silva
 
Introdução ao Magnetismo
Introdução ao MagnetismoIntrodução ao Magnetismo
Introdução ao Magnetismo
Aryleudo De Oliveira
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
leirmmourao
 
Eletromagnetismo
Eletromagnetismo Eletromagnetismo
Eletromagnetismo
JosRicardodeSouzaAra
 
Magnetismo aula 1
Magnetismo   aula 1Magnetismo   aula 1
Magnetismo aula 1
FilipeBCosta
 
Campo magnético
Campo magnéticoCampo magnético
Campo magnético
Pe Gil Medeiros
 
Aula 01 magnetismo
Aula 01   magnetismoAula 01   magnetismo
Aula 01 magnetismo
cristbarb
 
Franklin , antony e jeniffer 2
Franklin , antony e jeniffer 2Franklin , antony e jeniffer 2
Franklin , antony e jeniffer 2
waltacy
 
Trabalho de magnetismo e eletromagnetismo
Trabalho de magnetismo e eletromagnetismoTrabalho de magnetismo e eletromagnetismo
Trabalho de magnetismo e eletromagnetismo
Gabriela Lopes
 
Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
Rildo Borges
 
Resumo teorico electricidade
Resumo teorico electricidadeResumo teorico electricidade
Resumo teorico electricidade
Inês Mota
 
Campomagneticoprofvildemar
CampomagneticoprofvildemarCampomagneticoprofvildemar
Campomagneticoprofvildemar
vildemar Lavor
 
Aula Física (9° Ano - Ciências) Magnetismo & Radiação
Aula Física (9° Ano - Ciências) Magnetismo & RadiaçãoAula Física (9° Ano - Ciências) Magnetismo & Radiação
Aula Física (9° Ano - Ciências) Magnetismo & Radiação
Ronaldo Santana
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
Keetlyn Souzaa
 
Ciências eletromagnetismo
Ciências eletromagnetismoCiências eletromagnetismo
Ciências eletromagnetismo
Matheus Verçosa
 
Magnetismo e eletromagnetismo
Magnetismo e eletromagnetismoMagnetismo e eletromagnetismo
Magnetismo e eletromagnetismo
Armando Ferreira Alvferreira
 
Magnetismo - Parte 1
Magnetismo - Parte 1Magnetismo - Parte 1
Magnetismo - Parte 1
Daniela F Almenara
 

Mais procurados (20)

Magnetismo histórico e imãs
Magnetismo   histórico e imãsMagnetismo   histórico e imãs
Magnetismo histórico e imãs
 
Magnetismo jacky e luh
Magnetismo   jacky e luhMagnetismo   jacky e luh
Magnetismo jacky e luh
 
Fundamentos de magnetismo
Fundamentos de magnetismoFundamentos de magnetismo
Fundamentos de magnetismo
 
Imãs e Magnetismo
Imãs e MagnetismoImãs e Magnetismo
Imãs e Magnetismo
 
Introdução ao Magnetismo
Introdução ao MagnetismoIntrodução ao Magnetismo
Introdução ao Magnetismo
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
 
Eletromagnetismo
Eletromagnetismo Eletromagnetismo
Eletromagnetismo
 
Magnetismo aula 1
Magnetismo   aula 1Magnetismo   aula 1
Magnetismo aula 1
 
Campo magnético
Campo magnéticoCampo magnético
Campo magnético
 
Aula 01 magnetismo
Aula 01   magnetismoAula 01   magnetismo
Aula 01 magnetismo
 
Franklin , antony e jeniffer 2
Franklin , antony e jeniffer 2Franklin , antony e jeniffer 2
Franklin , antony e jeniffer 2
 
Trabalho de magnetismo e eletromagnetismo
Trabalho de magnetismo e eletromagnetismoTrabalho de magnetismo e eletromagnetismo
Trabalho de magnetismo e eletromagnetismo
 
Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
 
Resumo teorico electricidade
Resumo teorico electricidadeResumo teorico electricidade
Resumo teorico electricidade
 
Campomagneticoprofvildemar
CampomagneticoprofvildemarCampomagneticoprofvildemar
Campomagneticoprofvildemar
 
Aula Física (9° Ano - Ciências) Magnetismo & Radiação
Aula Física (9° Ano - Ciências) Magnetismo & RadiaçãoAula Física (9° Ano - Ciências) Magnetismo & Radiação
Aula Física (9° Ano - Ciências) Magnetismo & Radiação
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
 
Ciências eletromagnetismo
Ciências eletromagnetismoCiências eletromagnetismo
Ciências eletromagnetismo
 
Magnetismo e eletromagnetismo
Magnetismo e eletromagnetismoMagnetismo e eletromagnetismo
Magnetismo e eletromagnetismo
 
Magnetismo - Parte 1
Magnetismo - Parte 1Magnetismo - Parte 1
Magnetismo - Parte 1
 

Destaque

Forças de Atração e Repulsão das Cidades
Forças de Atração e Repulsão das CidadesForças de Atração e Repulsão das Cidades
Forças de Atração e Repulsão das Cidades
Matheus Albergaria
 
Movimentos Migratórios
Movimentos MigratóriosMovimentos Migratórios
Movimentos Migratórios
Italo Malta
 
Sociologia 2 s_em_volume_1_professor
Sociologia 2 s_em_volume_1_professorSociologia 2 s_em_volume_1_professor
Sociologia 2 s_em_volume_1_professor
Valdeavare
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
Guilherme Drumond
 
Paquistao
PaquistaoPaquistao
Paquistao
Pedro Mauro
 
Tipos de migrações
Tipos de migraçõesTipos de migrações
Tipos de migrações
8ºC
 

Destaque (6)

Forças de Atração e Repulsão das Cidades
Forças de Atração e Repulsão das CidadesForças de Atração e Repulsão das Cidades
Forças de Atração e Repulsão das Cidades
 
Movimentos Migratórios
Movimentos MigratóriosMovimentos Migratórios
Movimentos Migratórios
 
Sociologia 2 s_em_volume_1_professor
Sociologia 2 s_em_volume_1_professorSociologia 2 s_em_volume_1_professor
Sociologia 2 s_em_volume_1_professor
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 
Paquistao
PaquistaoPaquistao
Paquistao
 
Tipos de migrações
Tipos de migraçõesTipos de migrações
Tipos de migrações
 

Semelhante a Leis de atração

Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
tassiapombo
 
Magnetismo.ppt
Magnetismo.pptMagnetismo.ppt
Magnetismo.ppt
mmercezinha
 
campo magnetico.pptx
campo magnetico.pptxcampo magnetico.pptx
campo magnetico.pptx
Vanderlan Dantas de Lima
 
Campo magnético
Campo magnéticoCampo magnético
Campo magnético
fisicaatual
 
ELETROMAGNETISMO uma visao historica para o ensino
ELETROMAGNETISMO uma visao historica para o ensinoELETROMAGNETISMO uma visao historica para o ensino
ELETROMAGNETISMO uma visao historica para o ensino
RoneyLimaSouza3
 
Eletromagnetismo 1
Eletromagnetismo 1Eletromagnetismo 1
Eletromagnetismo 1
tiowans
 
Eletromagnetismo 1
Eletromagnetismo 1Eletromagnetismo 1
Eletromagnetismo 1
tiowans
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
cristina moyses
 
2- Noções de eletromagnetismo e eletrônica.pdf
2- Noções de eletromagnetismo e eletrônica.pdf2- Noções de eletromagnetismo e eletrônica.pdf
2- Noções de eletromagnetismo e eletrônica.pdf
WellingtonOliveira773953
 
Magnetismo.pptx
Magnetismo.pptxMagnetismo.pptx
Magnetismo.pptx
LucasGabrielArajo
 
Campo magnético.pptx
Campo magnético.pptxCampo magnético.pptx
Campo magnético.pptx
JooPaulodosSantosAnd
 
1 noções de magnetismo.pptx aplicações no cotidiano
1 noções de magnetismo.pptx aplicações no cotidiano1 noções de magnetismo.pptx aplicações no cotidiano
1 noções de magnetismo.pptx aplicações no cotidiano
RitaValrio4
 
Eletromagnetismo.pdf
Eletromagnetismo.pdfEletromagnetismo.pdf
Eletromagnetismo.pdf
RENATOOLIVEIRACIPRIA
 
Introdução ao magnetismo / Manchas Solares / Vento Solar
Introdução ao magnetismo / Manchas Solares / Vento SolarIntrodução ao magnetismo / Manchas Solares / Vento Solar
Introdução ao magnetismo / Manchas Solares / Vento Solar
dayanesilva141
 
Slide magnetismo .pdf
Slide magnetismo .pdfSlide magnetismo .pdf
Slide magnetismo .pdf
WalterGoosensinger
 
Estudo sobre Campo Magnético
Estudo sobre Campo MagnéticoEstudo sobre Campo Magnético
Estudo sobre Campo Magnético
Pe Gil Medeiros
 
Campo Magnético
Campo MagnéticoCampo Magnético
Campo Magnético
Pe Gil Medeiros
 
Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
Rosário Souza
 
Aula 20 partículas magnéticas
Aula 20   partículas magnéticasAula 20   partículas magnéticas
Aula 20 partículas magnéticas
Renaldo Adriano
 
Para que e como usar uma bússola
Para que e como usar uma bússolaPara que e como usar uma bússola
Para que e como usar uma bússola
Maria Teresa Thomaz
 

Semelhante a Leis de atração (20)

Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
 
Magnetismo.ppt
Magnetismo.pptMagnetismo.ppt
Magnetismo.ppt
 
campo magnetico.pptx
campo magnetico.pptxcampo magnetico.pptx
campo magnetico.pptx
 
Campo magnético
Campo magnéticoCampo magnético
Campo magnético
 
ELETROMAGNETISMO uma visao historica para o ensino
ELETROMAGNETISMO uma visao historica para o ensinoELETROMAGNETISMO uma visao historica para o ensino
ELETROMAGNETISMO uma visao historica para o ensino
 
Eletromagnetismo 1
Eletromagnetismo 1Eletromagnetismo 1
Eletromagnetismo 1
 
Eletromagnetismo 1
Eletromagnetismo 1Eletromagnetismo 1
Eletromagnetismo 1
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
 
2- Noções de eletromagnetismo e eletrônica.pdf
2- Noções de eletromagnetismo e eletrônica.pdf2- Noções de eletromagnetismo e eletrônica.pdf
2- Noções de eletromagnetismo e eletrônica.pdf
 
Magnetismo.pptx
Magnetismo.pptxMagnetismo.pptx
Magnetismo.pptx
 
Campo magnético.pptx
Campo magnético.pptxCampo magnético.pptx
Campo magnético.pptx
 
1 noções de magnetismo.pptx aplicações no cotidiano
1 noções de magnetismo.pptx aplicações no cotidiano1 noções de magnetismo.pptx aplicações no cotidiano
1 noções de magnetismo.pptx aplicações no cotidiano
 
Eletromagnetismo.pdf
Eletromagnetismo.pdfEletromagnetismo.pdf
Eletromagnetismo.pdf
 
Introdução ao magnetismo / Manchas Solares / Vento Solar
Introdução ao magnetismo / Manchas Solares / Vento SolarIntrodução ao magnetismo / Manchas Solares / Vento Solar
Introdução ao magnetismo / Manchas Solares / Vento Solar
 
Slide magnetismo .pdf
Slide magnetismo .pdfSlide magnetismo .pdf
Slide magnetismo .pdf
 
Estudo sobre Campo Magnético
Estudo sobre Campo MagnéticoEstudo sobre Campo Magnético
Estudo sobre Campo Magnético
 
Campo Magnético
Campo MagnéticoCampo Magnético
Campo Magnético
 
Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
 
Aula 20 partículas magnéticas
Aula 20   partículas magnéticasAula 20   partículas magnéticas
Aula 20 partículas magnéticas
 
Para que e como usar uma bússola
Para que e como usar uma bússolaPara que e como usar uma bússola
Para que e como usar uma bússola
 

Leis de atração

  • 1. LEIS DE ATRAÇÃO MAGNETISMO
  • 2. ORIGEM DO IMÃ  Desde a antiguidade são conhecidos certos tipos de pedra que têm a propriedade de atrair o ferro. Uma primeira versão da descoberta dos ímãs diz que há cerca de 2.500 anos, na ilha de Creta, no mar Mediterrâneo, um pastor de ovelhas chamado Magnes notou que seu cajado, cuja ponta era de ferro e os pregos de sua sandália aderiam fortemente a alguns minerais. Tais pedras hoje são conhecidas por magnetita, calamita ou ímã de pedra, mas naquela época eram chamadas de magnetos. Outra versão diz que numa região da Ásia menor chamada de Magnésia foi encontrada uma grande quantidade de um mineral de ferro que tinha propriedades de atração e repulsão de outras pedras do mesmo material. Sabe-se que os chineses no século II utilizavam esse mineral na construção de bússolas, amplamente usadas na época das grandes navegações.
  • 3.
  • 4. TIPOS DE ÍMANES  Um íman natural é um mineral com propriedades magnéticas, como a Magnetita, que é um óxido de Ferro (Fe3O4).  Um íman de neodímio-ferro-boro é um poderoso íman feito a partir de uma combinação de neodímio, ferro e boro — Nd2Fe14B. Esses ímanes são muito poderosos em comparação a sua massa, mas também são mecanicamente frágeis e perdem seu magnetismo em temperaturas acima de 120 °C.
  • 5. Um íman artificial é um corpo de material ferromagnético que é submetido à um intenso campo magnético; por fricção com um íman natural ou pela ação de correntes elétricas (eletromagnetismo) adquire propriedades magnéticas.  Um íman permanente é feito de aço magnetizado (ferro com alto teor de carbono), a fim de manter permanentemente seu poder magnético. Também é utilizado alnico ou ferrite em alguns casos. No entanto, uma forte descarga elétrica, um impacto de grande magnitude, ou uma aplicação de uma elevada quantidade de calor podem causar perda de força magnética do íman. A altas temperaturas, os ímanes permanentes perdem seu magnetismo temporariamente, readquirindo quando são resfriados.
  • 6. Um íman temporal é temporariamente magnetizado por uma fonte de ondas eletromagnéticas. Quando a emissão dessas ondas cessa o íman temporal deixa de possuir seu campo magnético. Esses ímanes são feitos com matérias paramagnéticas (normalmente ferro com baixo teor de carbono) por isso quando o campo magnético é removido o movimento Browniano rompe o alinhamento magnético do íman temporal.
  • 7. Um eletroíman é uma bobina(ou uma espira) por onde circula uma corrente elétrica, gerando um campo magnético. O eletroíman é uma espécie de íman temporal, pois seu campo magnético acaba quando é interrompida a passagem da corrente elétrica pela bobina.
  • 8. CAMPO MAGNÉTICO DO ÍMANES  O espaço em redor do íman, em que existe atuação das forças magnéticas, é chamado de campo magnético. Os efeitos de atração ourepulsão entre dois ímaness, ou de atração de um íman sobre os materiais ferrosos devem-se à existência desse campo magnético.  Como artifício para estudar esse campo magnético, admite-se a existência de linhas de força magnéticas ao redor do íman. Essas linhas são invisíveis, mas podem ser visualizadas com o auxílio de um recurso. Colocando-se por exemplo um íman sob uma lâmina de vidro, e espalhando limalha de ferro sobre essa lâmina, as limalhas se orientam conforme as linhas de força magnética.
  • 9.
  • 10. MAGNETISMO TERRESTRE  Os cientistas explicam que outro limite além da atmosfera parece separar o ambiente da Terra do ambiente do espaço. Este limite é conhecido como Magnetopausa é o que chamamos magnetismo terrestre. É o limite entre aquela região de espaço dominada pelo campo magnético da Terra,chamado de Magnetosfera, e o espaço interplanetário onde campos magnéticos são dominados principalmente pelo sol. A Terra tem um campo magnético forte. É como se a Terra fosse uma enorme barra de imã.  A bússola magnética trabalha e encontra as direções na superfície da Terra por causa deste campo magnético. Este mesmo campo magnético estende-se para longe no espaço exterior.
  • 11. Pesquisas geológicas recentes, afirmam que a parte central da Terra seja constituída por ferro fundido, e correntes elétricas existentes dentro deste núcleo de ferro seriam as responsáveis pela existência do campo magnético. Estes estudos ainda não foram totalmente comprovados, porém a Lua não possui núcleo derretido assim como não possui campo magnético, e vários outros planetas do nosso sistema solar apresentam campos magnéticos assim como o Sol. Até mesmo nossa galáxia possui um campo magnético, que apesar de muito pequeno é importante devido ao grande volume que ele ocupa. Um dos maiores interesses em viagens espaciais está concentrado no estudo de campos magnéticos existentes no espaço e fontes de
  • 12.
  • 13. AURORA BOREAL E AUSTRAL  As auroras boreal e austral são fenômenos visuais que ocorrem nas regiões polares de nosso planeta. Podem ser visualizadas, no período noturno ou final de tarde, a olho nu nas regiões onde ocorrem. São verdadeiros shows de luzes coloridas e brilhantes, que ocorrem em função do contato dos ventos solares com o campo magnético do planeta Terra.  Quando este fenômeno ocorre em regiões próximas ao pólo norte é chamado de aurora boreal e quando aconteceu no pólo sul é chamado de aurora austral. Estes fenômenos são mais comuns entre os meses de fevereiro, março, abril, setembro e outubro. A aurora boreal pode aparecer em vários formatos: pontos luminosos, faixas no sentido horizontal ou circulares. Porém, aparecem sempre alinhados ao campo magnético terrestre. As cores podem variar muito como, por exemplo, vermelha, laranja, azul, verde e amarela. Muitas vezes aparecem em várias cores ao mesmo tempo. Em momentos de tempestades solares, a Terra é atingida por grande quantidade de ventos solares. Nestes momentos as auroras são mais comuns. Porém, se por um lado somos agraciados com este lindo show de luzes da natureza, por outro somos prejudicados. Estes ventos solares interferem em