SlideShare uma empresa Scribd logo
PTCRIS: ecossistema integrado de
gestão da atividade cientifica
12-abr-16 1
Sessão PTCRIS - Agenda
Parte I
• WP0: Ponto situação
• WP2 Novo sistema CV
• WP1 Interoperabilidade
• Estudo de caso do sistema de
informação para Investigação
da UAlg
Parte II
• WP9: DSpaceCRIS
• WP3: Identificadores de
Organizações
• Proposta PTCRIS+SIIGES ao
PO CH
• IES em rede
• Plano de atividades 2016
12-abr-16 2
Agenda
• Contexto
• Trabalho desenvolvido
• Análise execução
• Análise crítica
10-Set-14 3
O problema
12-abr-16 4
Sistema A Sistema B
Esforço desnecessário, informação incompleta e não fidedigna!
Missão
Garantir a criação e o desenvolvimento sustentado de
ecossistema nacional integrado (PTCRIS) de suporta à
gestão da atividades científica desenvolvida em
Portugal
12-abr-16 13
A nossa solução
12-abr-16 6
Sistema A Sistema B
Definição e adoção do quadro normativo!
Norma Identificadores
Norma dados
Norma semântica API
Norma outras
Norma Identificadores
Norma dados
Norma semântica
Norma outras
API
Objetivos
Comunicação,
disseminação
e formação
Adaptação
sistemas FCT
Quadro
normativo
Adaptação
sistemas
externos FCT
12-abr-16 7
Ecossistema PTCRIS
CRIS – Current Research Information Systems
Academic
expertise
Organizations
database
Scientific
equipment
Indicators
Funding
database
Grant
management
Outcomes /
outputs
Research news
Research ethics
Research portal
12-abr-16 15
PTCRIS = SoS = Sistema de Sistemas =
ecossistema
Serviço
Reconciliação DaaS v1
Fase 0
Normas
PTCRISync
Serviços
-Financiamento-
capital semente
CV
RCAAP
SIGCiência
SI nacionais
SI locais
Sistema
gestão
curricular
Planeamento fase 0
PTCRISync
(SaaS)
ISCTE-IUL
UÉvora
Planeamento fase 1
12-abr-16 10
Normas
Serviços
-Financiamento-
Cursos ID
Research Portal
Proteção
Dados
DaaS v2
SI nacionais
SI locais
BI
Fase 1
Organização trabalho
10-Set-14 11
* WP 1 – Renomeado “outputs” para “Interoperabilidade”
* WP3 – Renomeado “Gestão Organizações” para “Gestão Indentificadores”
Workpackage Responsável
WP 1 - Interoperabilidade PTCRIS, INESC-TEC, Parceiros
WP 2 - Pessoas, competências e CVs UM-DSI
WP 3 - Identificadores PTCRIS, UÉvora, ISCTE-IUL
WP 4 - Infraestruturas Científicas SIGCiência
WP 5 - Fundações PT-CRIS PTCRIS | Fornecedor
WP 0 - Coordenação PTCRIS
WP 6 - Indicadores Bibliométricos PTCRIS| FCT-NEI | DGEEC
WP 7 - Research Portal RCAAP
WP 8 - Gestão de identidade Área Serviços de Rede
WP9 – CRIS Locais RCAAP
WP 10 - Comunicação, disseminação e formação PTCRIS | GabCom | ASA-SAW
Agenda
• Contexto
• Trabalho desenvolvido
• Análise execução
• Análise crítica
10-Set-14 12
Estado geral do Projeto
WP1 - Interoperabilidade
WP2 – Academic CV
WP4 – Infraestruturas científicas
WP3 - Organizações
Visão geral
13
Data de Inicio fase 1: 01/04/14
Data de fim fase 1 prevista: 31/12/15
De acordo com plano de projeto
Desalinhado mas em recuperação
Desalinhado com o plano de projeto
WP4 – BD “ponto único de verdade”*
*Piloto
Legenda:
Atraso 9-12 meses
WP0 – Coordenação - RH
• Recursos Humanos
– Alocação menor/tardia
– Rotatividade
10-Set-14 14
Perfil
Perfil Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr
1Quad.
2015 2016
2Quad. 3Quad. 1Quad.
Gestor de projeto /
Analista
Analista/ técnico
2Quad. 3Quad.
2014
Marco Gomes
Cátia Laranjeira
100%
100%
Gestor de projeto /
Analista
Analista/ técnico
100%
Luís Valente Andreia Feijão
100%
WP0 – Coordenação - Fornecedores
• Concurso público para aquisição de serviços
– 2015
• Caderno de encargos
• Autorizações Finanças, MCTES, AMA, etc
• Concurso público
– 2016
• Anunciados resultados mas … em disputa (um
fornecedor impugnou)
• Base de dados de organizações (Ringgold e ISNI)
12-abr-16 15
WP0 – Coordenação - Parcerias
• WP1 – Interoperabilidade (PTCRISync)
– (NOVO) INESC-TEC
• WP2 – CV
– Departamento de Sistemas de Informação da
Universidade do Minho
• WP3 – Identificadores Organizacionais
– (NOVO) Universidade de Évora
– (NOVO) Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL)
• WP7 RNP / WP9 – CRIS Locais (DSpaceCRIS)
– Serviços Documentação Universidade do Minho
10-Set-14 16
WP0 - Coordenação
10-Set-14 17
CRIS na europa do SUL (GR, PT, IT, ES)
Acordo de Cooperação Técnica
SELLRIM
ORCID Premium
Membership level Review
Steering Committee
WP1 – Interoperabilidade (PTCRISync)
HUB
ORCID
cv
WoS
Agregador
OA
DSpace
OJSScopus
13
WP1 - Etapas 2014/2015
10-Set-14 19
1ª Iteração
Ago-Set
Bases
Modelos de
interoperabilidade
Ferramentas
Princípios base
Magia->Realidade
2ª Iteração
Oct-Nov
Investigador Alcino Cunha
(INESCTEC)
Debate RCAAP e DeGóis
Versão 0.1
Reunião com equipa
ORCID
Versão 0.2
Prototipagem
(Dez / Jan)
RCAAP: Portal, SARI e
SARC
DeGóis
Apresentação Jornadas
2015
WP1 - Etapas 2015/2016
10-Set-14 20
3ª Iteração
(2Q2015)
Formalização de parceria
INESC-TEC
Versão 0.3
Apresentação seminário
CASRAI-ORCID
CALL PTCRISync
4ªIteração + Interface
+ Código
(3Q2015/2016)
Versão 0.4 (API 2.0)
Resultados CALL (ISCTE,
Uévora)
Interface de sincronização &
testes de usabilidade
Código
github
Produção
(2016)
DeGóis
Portal RCAAP?
CRIS locais
Framework v1.0 e CDF
WP1 – Interoperabilidade (PTRISync)
21
Algoritmo (2015)
Interface (1Q2016)
Código (2Q2016)
WP1 - Situação atual
• Implementação do algoritmo de
sincronização (versão 4.0)CV
• Análise técnico-funcional para
implementação do PTCRISyncPortal RCAAP
• Colaboração com CINECA para
implementação do PTCRISyncDSpaceCRIS
CRIS locais
12-abr-16 22
• Implementação do PTCRISync em 2
instituições (em curso)
Dificuldades
Mudança API ORCID, falta recursos para implementação
WP2 – Sistema de Gestão Curricular
• 2Q2015 / 3Q2015
– Componentes do CV (identificação, formação,
percurso profissional, projetos, produção e
atividades)
– Upgrade sincronização (versão 0.4)
– Mecanismo de migração CV (antigo-novo)
– API exportação em XML / JSON
– CV Público
– Novo design gráfico
• 1Q2016
– Novo modelo de parceria
– MVP – Minimal Viable Product (a ser ultimado)
12-abr-16 23
Identificadores
12-abr-16 24
Investigadores, Professores,
Estudantes, Pessoal
Organizações
TID (Teses & Dissertações)
Financiamento
Registo Serviço reconciliação API Registo
WP 4 – Base de Dados “Ponto de Verdade”
x
Z
B
A
Y
12-abr-16 103
Desafio
WP 4 – Base de Dados “Ponto de Verdade”
Migração para o
CERIF
Entidades
Pessoas
Contratos
Programa
Contratos de
Trabalho
Bolsas
As fontes de dados
BD das Bolsas
BD do Emprego Científico
BD das Avaliações
BD da aplicação Investigador IF
16-Set-2015 26
Piloto
Extensão aos projectos (DPP)
Testes de segurança
Testes de carga
Controlo de acesso
Curadoria dos dados
16-Set-2015 27
WP 4 – Base de Dados “Ponto de Verdade”
Trabalho em Desenvolvimento
Data as a Service (DaaS)
Pessoas – PersId http://api.fct.pt:8443/cerifapi/persons/320032
Organizações – OrgUnitId http://api.fct.pt:8443/cerifapi/orgunits/8287
Projectos – ProjId http://api.fct.pt:8443/cerifapi/projects/197341
Financiamento – FundId http://api.fct.pt:8443/cerifapi/fundings/1574
Serviço aguarda recursos humanos para ser
disponibilizado!
16-Set-2015 28
WP 4 – Base de Dados “Ponto de Verdade”
WP10 – Com., disseminação e formação
• Plano de comunicação
• Materiais de comunicação (cartaz e desdobrável)
• Sítio web e redes sociais
10-Set-14 29
Nov-2015 http://pt.slideshare.net/ptcris_fct/ptcris-euro-crisnov2015v1
Nov-2015 European University Information Systems organisation
Oct-2015 http://pt.slideshare.net/ptcris_fct/ptcris-orcidcasrai2015
Oct-2015 Workshop europeu ORCID
Set-2015 Kick-off preparação de candidatura
Mai-2015 http://pt.slideshare.net/ptcris_fct/ptcris-orcidcasrai2015
Mar-2015 Workshop sobre sistemas CRIS
WP10 – Com., disseminação e formação
30
Outras tarefas
• Preparação de candidatura ao PO CH
• Coordenação política de acesso aberto PTCRIS /
RCAAP
• Authenticus - Registo de publicações científicas
(indexadas)
– Ligação ao ORCID
– API com super-registo
10-Set-14 31
Agenda
• Contexto
• Trabalho desenvolvido
• Análise execução
• Análise crítica
10-Set-14 32
Análise execução
• O plano foi subexecutado encontrando-se várias
tarefas em atraso
• Realizaram-se progressos muito significativos em:
– WP1 Framework de sincronização PTCRISync
(1Q/2Q2016)
– WP2 Novo sistema de curricula (2Q2016);
– WP3 Identificadores de organizações (2Q2016)
• Realizou-se uma tarefa não prevista de grande
relevância, prioridade e esforço: candidatura P2020
Agenda
• Contexto
• Trabalho desenvolvido
• Análise execução
• Análise crítica
10-Set-14 34
Análise Crítica
• Insuficiência e instabilidade de recursos humanos e
mão de obra de fornecedores prejudicou execução
do plano
• Após protótipos e pilotos, 2016 será o ano de
lançamento dos primeiros serviços
• O financiamento será determinante para alavancar o
programa PTCRIS
12-abr-16 36
Agradecimentos
• CD-FCT
• Equipa FCT-FCCN
– Área Serviços Avançados,
Utilizador RCTS, RCTSAAI
(EP)
– Área de Infraestruturas
Aplicacionais (AG, JR)
– Área de Serviços
Avançados, SAW (HM)
• Equipa FCT-SIGCiência (JG, JC,
BM)
Todos os que me
esqueci de mencionar!
Equipa DeGóis (CSP et al)
Equipa RCAAP (ER, JC)
HasLab (AC)
Serviços de Info.&Doc
MJA et al.
Serviços de Informática
JG et al.
Agenda
Parte I
• WP0: Ponto situação
• WP2 Novo sistema CV
• WP1 Interoperabilidade
• Estudo de caso do sistema de
informação para Investigação
da UAlg
Parte II
• WP9: DSpaceCRIS
• WP3: Identificadores de
Organizações
• Proposta PTCRIS+SIIGES ao
PO CH
• Plano de atividades 2016
• IES em rede
12-abr-16 37
Jornadas FCCN2016
Universidade do Algarve
06 a 08 Abril 2016
Carlos Sousa Pinto
Universidade do Minho
Departamento de Sistemas de Informação
csp@dsi.uminho.pt
DeGóis
Plataforma Nacional de CV
DeGóis
Sumário:
1. Trabalho realizado em 2015/2016
2. Evolução prevista para 2016
A antiga imagem do DeGóis
Restyling da plataforma
A nova imagem do DeGóis
Restyling da plataforma
Aspetos influenciadores do trabalho realizado
 Adoção do princípio estruturante para o PT-CRIS “Registar uma
vez, reutilizar múltiplas vezes”.
 As funcionalidades implementadas foram influenciadas por:
 Aspetos relacionados com interoperabilidade;
 Identificação de cenários de utilização;
 Sincronização de informação com outros sistemas.
Legenda:
Setas a verde representam
interações já em funcionamento
envolvendo o novo DeGóis.
Setas unidirecionais representam
fluxos de informação do DeGóis
para as entidades destino, das
entidades origem para o DeGóis e
do RCAAP para o ORCID.
Setas bidirecionais representam
casos de sincronização entre o
DeGóis e o ORCID dizendo
respeito a metadados de
publicações, de projetos e de
dados pessoais.
Setas a vermelho representam
interações ainda em fase de
análise ou em desenvolvimento.
O DeGóis no PT-CRIS
Migração de CV Degóis antigo  Degóis novo
Existem duas formas de criar um CV na nova plataforma DeGóis. Se o utilizador já possui um CV DeGóis
na plataforma antiga, poderá nessa plataforma selecionar a opção “Migrar Curriculum” provocando a
criação de uma cópia do que é o seu CV, na nova plataforma. Se não possui CV DeGóis, terá que o criar
de raiz na nova plataforma.
Criação de um CV de raiz
Para um utilizador que pretende criar o seu CV de raiz, este é o ecrã com que se depara, e que inicia
uma sequência de 4 passos até que esteja criado e pronto a receber informação, registada manualmente
e/ou importada de forma automática, a partir do ORCID, desde que tenha sido estabelecida a ligação
entre os dois sistemas através de .
Navegação na plataforma - Identificação
Navegação na plataforma - Formação
Navegação na plataforma – Percurso profissional
Navegação na plataforma – Projetos
Navegação na plataforma – Projetos via openAIRE
A ajuda ao registo manual de projetos pode ser dada também via “autocomplete”, sendo mostrada uma
lista dos projetos openAIRE cujo título inclua o texto digitado pelo investigador no campo “Título do
projeto”.
Navegação na plataforma – Produções
Ao selecionar a opção Produções, a plataforma detetou que existem 34 registos por
sincronizar .
Navegação na plataforma – Sincronização com ORCID
Após selecionada a opção “SINCRONIZAR”, é mostrada a lista de registos não sincronizados (existentes no
DeGóis e não iexistentes no ORCID, o inverso, ou ambas as situações) e é dada a possibilidade de os mesmos
serem sincronizados ( , , , ).
Navegação na plataforma – Produções para repositório
Esta funcionalidade permite o envio de produções para os repositórios, assim como dos
metadados associados às mesmas.
Navegação na plataforma – Atividades
Navegação na plataforma – Definições
A partir da opção “Definições”, o utilizador pode executar um conjunto de operações caraterizadas por tenderem
a ser executadas apenas uma vez. É o caso da definição de nível de privacidade por omissão, que afetará todos
os registos que venham a integrar o CV. A privacidade pode ser contrariada pontualmente, ao nível dos registos.
Navegação na plataforma – Imprimir CV
Publicar CV
Sempre o utilizador aceder ao DeGóis, verá este ecrã com um resumo das suas Atividades, Produções e
Projetos. Caso ainda o não tenha feito, verá também uma mensagem alertando-o para o facto de o seu
CV ainda não estar publicado, e dando a possibilidade de o fazer nessa altura ( ).
Publicar CV
Visualização pública de CV
Próximas Evoluções :
- Gestão de afiliações;
- Criação de CVs via API (solicitações externas – Ex: FCT-SIG);
- Sincronização ORCID (formação, percurso profissional e contatos);
- Reconciliação de identificadores de entidades
(Ringold ISNI - International Standard Name Identifier, …);
- Múltiplas vistas de CV;
- Indicadores e relatórios de área institucional;
Obrigado
Carlos Sousa Pinto
Universidade do Minho
Departamento de Sistemas de Informação
csp@dsi.uminho.pt
DeGóis
62
DeGóis
Testes de usabilidade
Bruno Monteiro
Cátia Laranjeira
João Mendes Moreira
DeGóis – Testes de usabilidade
Motivações
• Tornar a facilidade de utilização um factor diferenciador da nova
versão do DeGóis
• Assegurar uma boa experiência de utilização, aumentando
satisfação dos utilizadores
• Testar soluções de design, corrigindo eventuais problemas o
mais cedo possível no ciclo de desenvolvimento
63
64
1º
Teste de usabilidade
DeGóis – Testes de usabilidade
• Amostra com 8 participantes
– Doutorados entre os 36 - 47 anos;
– Investigação cientifica (filosofia, engenharia, química, biotecnologia,
etc.)
• Cenário
– Candidato a bolsa de Doutoramento da FCT. Necessita preencher
CV DeGóis para submeter candidatura.
• 5 tarefas:
• Efetuar o registo e proceder ao login
• Editar /complementar informação (modelo básico de edição)
• Sincronizar produções com o ORCID
• Adicionar manualmente uma produção
• Adicionar manualmente uma “atividade”
65
DeGóis – Testes de usabilidade
Resultados
66
DeGóis – Testes de usabilidade
Exemplos de problemas encontrados...
67
Fig. A
DeGóis – Testes de usabilidade
Resultados
68
DeGóis – Testes de usabilidade
69
Fig. B
70
DeGóis – Testes de usabilidade
Correções decorrentes dos testes
DeGóis – Testes de usabilidade
71
Fig. A
DeGóis – Testes de usabilidade
72
Fig. B
73
2º
Teste de usabilidade
DeGóis – Testes de usabilidade
• Amostra com 6 participantes
– Doutorados, Mestres (TIC, Direito, Ciências Sociais)
• Cenário: Candidatura à FCT para projeto de investigação. Necessita
preencher CV DeGóis para submeter candidatura. Tendo conhecimento
da possibilidade de importação de dados do ORCID, decide testar a
funcionalidade.
• 3 tarefas
– Adição e sincronização de registos do ORCID para o DeGóis
– Sincronização de registos que estão nos dois sistemas
– Remoção de registo no DeGóis
74
DeGóis – Testes de usabilidade
Resultados
75
DeGóis – Testes de usabilidade
76
Fig. B
77
Vamos continuar a efetuar
testes.
A melhoria da usabilidade é um
processo contínuo que nunca
está encerrado.
DeGóis – Testes de usabilidade
78
Questões, comentários ou informações adicionais:
bruno.monteiro@fct.pt
DeGóis – Testes de usabilidade
Agenda
Parte I
• WP0: Ponto situação
• WP2 Novo sistema CV
• WP1 Interoperabilidade
• Estudo de caso do sistema de
informação para Investigação
da UAlg
Parte II
• WP9: DSpaceCRIS
• WP3: Identificadores de
Organizações
• Proposta PTCRIS+SIIGES ao
PO CH
• IES em rede
• Plano de atividades 2016
12-abr-16 79
WP1 – Interoperabilidade (PTRISync)
80
Piloto
DeGóis
CRIS
Locais
Framework
comum
Vantagens
+ coerência
+ previsibilidade
- Esforço
Dificuldades
• Complexo
• Longo
• Esforço
• Desenv.
• Certifica.
• Sustentabilidade
• Sem partilha
• An ORCID based synchronization framework for a national
CRIS ecosystem: paper describing the design
methodology, presented at the 2015 ORCID CASRAI joint
conference
http://f1000research.com/articles/4-181/v1
• PTCRISync v0.4: current specification of the
synchronization protocol for ORCID API 2.0
http://ptcris.pt/en/hub-ptcris-en/
12-abr-16 81
Algoritmo (2015)
12-abr-16 82
Interface (1Q2016)
• https://github.com/haslab/PTCRISync/blob/master/s
rc/pt/ptcris/PTCRISync.java
• Terminar código
• Testes unitários
• Testes de carga
• Primeira versão
12-abr-16 83
Código (2Q2016)
PTCRISync + RCAAP
PTCRIS
Paulo Graça
paulo.graca@fccn.pt
yyyy-mm-dd
Agenda
• Contexto
– Situação atual
– Outros sistemas
– Identificação de requisitos
• Cenários de implementação
– C1: PTCRISync intermédio
– C2: PTCRISync completo
• Próximos passos
• Conclusão
12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 85
Situação atual
Cenário de sincronização
Cenário de sincronização
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte I
A opção enviar para
ORCID só fica ativa
quando há menos de
50 resultados na
pesquisa
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte I
O utilizador pode
escolher os
registos a enviar
para o ORCID
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte I
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte I
Mecanismo sincronização
4/12/2016 95
Mecanismo sincronização
4/12/2016 96
Limitações da solução instalada (1/2)
– Conceptual/estrutural:
• O Portal não é uma ferramenta centrada no autor
• O sistema não tem forma de associar automaticamente publicações a autores
ORCID;
• Apresenta limitações na sincronização (Sincronização assimétrica);
– Usabilidade:
• O utilizador não consegue saber no portal se um registo já foi enviado para o
ORCID (falta de feedback);
• Para enriquecer o perfil ORCID com novos registos, o utilizador deverá voltar a
executar o processo;
• Não respeita o interface definida no framework de sincronização;
Limitações da solução instalada (2/2)
– Técnicas:
• Os sistemas conectados com o portal RCAAP não identificam os autores
associados às publicações;
Como outros sistemas integram
com ORCID
fontes internacionais
Sign-in
Profile
Profile refresh
Add-to
In your record
Refresh / remove
1) DOI estava no ORCID e crossref
2) DOI foi removido do ORCID
3) Aparece como “não visível” havendo
a possibilidade de:
1) Refresh ou
2) Remoção
Pesquisa por ORCID
add-to / sync (registo / em lote) 1/2
add-to / sync (registo / em lote) 2/2
Requisitos identificados
para o portal RCAAP
12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 109
Funcionalidades identificadas
• Ações ORCID
– Geral: Sign-in
– Geral: lista de resultados do autor associado ao ORCID
(após sign-in)
– Geral: Profile / Refresh
– Add-to / sync (registo / em lote)
• ORCID info
– Add-to
– In your record
– Not visible
• Pesquisa por ORCID
Cenário 1: PTCRISync Intermédio
Cenários de implementação
12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 111
Sign-in
112
Lista de resultados
113
PTCRISync: 1 (lista de resultados)
1
Lista de resultados
114
PTCRISync:
2
Envio para ORCID (novo ecrã)
115
PTCRISync:
3
Sync with ORCID (registo individual)
116
PTCRISync: deve ser possível ligar e desligar o envio.
4
Cenário 1
Vantagens:
• O utilizador tem
feedback visual do
estado de envio para
ORCID
• No portal, as
publicações ficam
associadas a um ORCID
Desvantagens
• Esforço técnico de
implementação da
solução (introduzir
users, autenticação...)
12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 117
Cenário 2: PTCRISync Completo
Cenários de implementação
12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 118
12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 119
12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 120
Cenário 2
Vantagens:
• Associação de
publicações a um perfil
e a sua consulta
• Se fonte fornecer
ORCID, então
sincronização
automática
Desvantagens
• Esforço técnico de
implementação da
solução (introduzir
users, autenticação,
perfis...)
12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 121
Resumo comparativo
Requisitos Atual Cenário 1 Cenário 2
Geral: Sign-in N S S
Geral: lista de resultados do autor associado ao
ORCID (após sign-in)
N S S
Geral: Profile / Refresh N N S
Add-to / sync (registo / em lote) S/N S/N S
Pesquisa por ORCID N N S
Próximos passos
Cenários de melhoria
12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 123
Próximos passos
• Disponibilização do sistema atual
• Iniciar implementação incremental dos cenários
10-Set-14 124
Outro trabalho em curso
• DSpaceCRIS 5.5 suporta ORCID
• DSpaceCRIS suportará import e export de trabalhos
do ORCID (mid 2016)
• Está em curso um projeto piloto com 3 DSpace-CRIS
• Está em curso estudo de software alternativo para
novo portal RCAAP
10-Set-14 125
Conclusão
• A situação atual apresenta limitações;
• Iniciámos os trabalhos para a implementação do
cenário 1;
• O futuro do portal RCAAP está em fase de estudo;
• A próxima geração do portal poderá dar resposta aos
requisitos de sincronização;
12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 126
Agenda
Parte I
• WP0: Ponto situação
• WP2 Novo sistema CV
• WP1 Interoperabilidade
• Estudo de caso do sistema de
informação para Investigação da
UAlg
Parte II
• WP9: DSpaceCRIS
• WP3: Identificadores de
Organizações
• Proposta PTCRIS+SIIGES ao
PO CH
• IES em rede
• Plano de atividades 2016
12-abr-16 127
Sistema de Informação para a
Investigação na
Universidade do Algarve
Jornadas FCCN | UAlg 6-8 abril 2016
Agenda da Apresentação
 Enquadramento do Sistema de Informação para a
Investigação na Universidade do Algarve – SII-UAlg
 Metodologia do trabalho desenvolvido
 Apresentação do SII
Enquadramento do SII na Universidade do Algarve
A falta de um sistema de
informação orientado para a
investigação na Universidade do
Algarve
Caracterização
dos
investigadores,
da investigação
realizada e da
produção
científica na
Universidade do
Algarve
A criação de um Sistema de
Informação da Investigação
Científica para Universidade
do Algarve que tenha como
referência a norma CERIF -
Common European Research
Information Format
In Plano Estratégico da
Universidade do Algarve
2014-2017
Enquadramento do SII na Universidade do Algarve
Constituição de um grupo
multidisciplinar na Universidade
do Algarve
(Despacho n.º 22/2016 – Equipa para o
desenvolvimento e implementação do CRIS UALG)
Tarefas
1. Definir um conjunto de indicadores
Identificar as variáveis para o cálculo
desses indicadores e as suas fontes
2. Decidir sobre a aquisição de uma solução
comercial ou incrementá-la com recursos internos
3. Migrar a informação existente para novo sistema
4. Disponibilizar a informação
Início das
reuniões
semanais em
2014
Enquadramento do SII na Universidade do Algarve
Despacho Reitoral n.º 59/2012 -
Avaliação do Pessoal Docente da
Universidade do Algarve
& Manual de Qualidade
Guião de avaliação das bolsas de
doutoramento e das unidades I&D da
Fundação para Ciência e Tecnologia
(FCT)
Estratégia de
Investigação e
Inovação para uma
especialização
inteligente
Metodologia de trabalho
Repositório Institucional (RI)
Opção por uma solução comercial ou
desenvolvida internamente?
?
Como agilizar o repositório institucional
para interagir com o sistema?
Facilitando o
seu
crescimento e
qualidade
Metodologia de trabalho
Repositório Institucional (RI)
Repositório
Sapientia
Integrado no
Serviço de
Alojamento de
Repositórios
Institucionais
(SARI) FCCN
Política de
autoarquivo de
documentos
desde 2012
Disponível a
alimentação
manual ou a
partir do DeGois
(DSPace 3.2)
Alimentar o RI com
publicações
indexadas nas
bases de dados
(WoS e SCOPUS)
Facilitar o
processo de
depósito
Importação de registos bibliográficos do Authenticus
(Universidade do Porto)
Escolha de dois centros para teste, um na área da
engenharia e outro na área dos recursos biológicos e
alimentares
Identificação inequívoca dos autores (afiliação,
unidades de investigação, formas do nome, datas de
pertença, ORCID etc.)
Identificação de registos duplicados importados do
Authenticus (por autor) e duplicados de publicações
já depositadas no Sapientia
Edição dos dados bibliográficos importados
(uniformização de nomes, depósito de conteúdos,
preenchimento de campos)
Metodologia de trabalho
Preocupaçõ
es: acesso
aberto ao
conteúdo
Humanidad
es Ciências
Sociais
Importaçã
o de 667
publicaçõ
es no
Sapientia
Depósito
preferenci
al do PDF
versão do
autor
Análise
bibliométrica
das
publicações
Metodologia de trabalho
Resultados
Apresentação do SII
Processo completo de alimentação
de dados no RI
Identificação de
autores
Confirmação de
autoria das
publicações
Exportação para
ficheiros XML
Importação,
validação e
eliminação de
duplicados
Exportação para
ficheiros CSV
Importação no RI
Apresentação do SII
Processo de confirmação de autoria
Identificação
de autores
Confirmação
de autoria de
publicações
• Necessidade de
confirmação de autoria:
nem todos os autores se
encontram corretamente
identificados nas bases
de dados de indexação
(WoS, SCOPUS, DBLP)
• Identificação de autores:
realizado na UAlg
• Confirmação de autoria
das publicações: realizada
no Authenticus
Apresentação do SII
Processo de importação
• Exportação a pedido, em
ficheiros XML, pela
equipa do Authenticus
• Enviados por email e sem
automatização
• Importação realizada
pelos mecanismos do SII
• Processo concluído com a
sinalização de duplicados
em relação ao RI
Exportação
publicações
XML
Importação
SII
Sinalização
duplicados
Apresentação do SII
Processo de importação no RI
Exportação
publicações
CSV
Importação
em coleções
temporárias
por autor
Correções e
introdução
bitstream
Mover para
coleções
definitivas
• Exportação do SII em
ficheiros CSV, lidos pelo
DSpace 3.2
• Importação dos ficheiros
por autor no RI
• Correções manuais, com
normalizações próprias
do RI
• Introdução da cópia do
autor da publicação ou
outra
• Mover para coleção
definitiva
Apresentação do SII
Exploração da informação no SII
• Positivo...
• Informação bibliométrica apenas guardada no SII
• Indicadores construídos com base na informação
importada
• Sistema com capacidade de realizar filtragem sobre as
publicações a considerar
• Mas...
• Informação carece de atualizações periódicas
• SII carece de leitura de informação do RI(demonstração de indicadores)
Apresentação do SII
Desenvolvimentos
• Participação no projeto piloto DSpaceCRIS:
• Permitirá enriquecer o RI
• Obrigará a repensar o futuro SII
• Eventualidade de não passar de projeto piloto
• Exploração de canais de informação de forma mais
automatizada:
• Utilização da informação do RI por web services
• Importações para o RI por web services
• Leitura da WoS ou de outros fornecedores por API ou
web services
Apresentação do SII
Desenvolvimentos (cont.)
• Melhoramentos na estrutura do SII (afiliações,
integração de processos, automatização, …)
• Melhoramentos na UI (ordenações, agrupamentos
de áreas científicas, consulta de informação, …)
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte I
A equipa CRIS da Universidade do Algarve:
• Pedro Laginha (Serviço de Informática) – plaginha@ualg.pt
• Emília Pacheco (Biblioteca) – epacheco@ualg.pt
• Maria João Cruz (Unidade de Apoio à Investigação Científica) –
mjcruz@ualg.pt
Muito Obrigada
pela vossa atenção!
Sistema de Informação para a
Investigação na
Universidade do Algarve
Jornadas FCCN | UAlg 6-8 abril 2016
Cooperação é poder!
12-abr-16 39

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Jornadas 2016: PTCRIS_Parte I

PTCRIS parte I Jornadas 2015
PTCRIS parte I Jornadas 2015PTCRIS parte I Jornadas 2015
PTCRIS parte I Jornadas 2015
João Mendes Moreira
 
Jornadas 2015: PTCRIS: Parte I
Jornadas 2015: PTCRIS: Parte IJornadas 2015: PTCRIS: Parte I
Jornadas 2015: PTCRIS: Parte I
João Mendes Moreira
 
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2
Projeto RCAAP
 
Integrar uma Rede de Repositórios no Ecossistema de Gestão de Ciência Naciona...
Integrar uma Rede de Repositórios no Ecossistema de Gestão de Ciência Naciona...Integrar uma Rede de Repositórios no Ecossistema de Gestão de Ciência Naciona...
Integrar uma Rede de Repositórios no Ecossistema de Gestão de Ciência Naciona...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Jornadas 2015: PTCRIS Zapping
Jornadas 2015: PTCRIS ZappingJornadas 2015: PTCRIS Zapping
Jornadas 2015: PTCRIS Zapping
João Mendes Moreira
 
Jornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte I
Jornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte IJornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte I
Jornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte I
PTCRIS FCT
 
Jornadas FCCN 2015: RCAAP: Parte II
Jornadas FCCN 2015: RCAAP: Parte IIJornadas FCCN 2015: RCAAP: Parte II
Jornadas FCCN 2015: RCAAP: Parte II
João Mendes Moreira
 
Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - Introdução/Motivação: Sistemas...
Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - Introdução/Motivação: Sistemas...Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - Introdução/Motivação: Sistemas...
Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - Introdução/Motivação: Sistemas...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
A cooperação luso-brasileira no Acesso Aberto
A cooperação luso-brasileira no Acesso Aberto A cooperação luso-brasileira no Acesso Aberto
A cooperação luso-brasileira no Acesso Aberto
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
PTCRIS - Gestão de ciência integrada: Eliminando os silos de informação
PTCRIS - Gestão de ciência integrada: Eliminando os silos de informaçãoPTCRIS - Gestão de ciência integrada: Eliminando os silos de informação
PTCRIS - Gestão de ciência integrada: Eliminando os silos de informação
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - Repositórios: Desafios de ali...
Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - 	Repositórios: Desafios de ali...Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - 	Repositórios: Desafios de ali...
Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - Repositórios: Desafios de ali...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
App Passe Fácil - Gestão de projetos
App Passe Fácil -  Gestão de projetosApp Passe Fácil -  Gestão de projetos
App Passe Fácil - Gestão de projetos
Plínio Pereira
 
Integrar a rede de repositórios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência – P...
Integrar a rede de repositórios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência – P...Integrar a rede de repositórios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência – P...
Integrar a rede de repositórios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência – P...
Projeto RCAAP
 
TDC2016SP - Trilha Arquitetura Empresarial
TDC2016SP - Trilha Arquitetura EmpresarialTDC2016SP - Trilha Arquitetura Empresarial
TDC2016SP - Trilha Arquitetura Empresarial
tdc-globalcode
 
RCAAP: Reunião de coordenação: parte II
RCAAP: Reunião de coordenação: parte IIRCAAP: Reunião de coordenação: parte II
RCAAP: Reunião de coordenação: parte II
João Mendes Moreira
 
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1
Projeto RCAAP
 
Oficina Project Model Canvas - Serviço Social
Oficina Project Model Canvas - Serviço SocialOficina Project Model Canvas - Serviço Social
Oficina Project Model Canvas - Serviço Social
Márcio Darlen Lopes Cavalcante
 
Lecture 2 :: Planejamento do Projeto de SW
Lecture 2 :: Planejamento do Projeto de SWLecture 2 :: Planejamento do Projeto de SW
Lecture 2 :: Planejamento do Projeto de SW
Rogerio P C do Nascimento
 
Status Report do TCC: SIN-NA7
Status Report do TCC: SIN-NA7Status Report do TCC: SIN-NA7
Status Report do TCC: SIN-NA7
Alessandro Almeida
 
Apresentacao guia projetos_ageis_sisp
Apresentacao guia projetos_ageis_sispApresentacao guia projetos_ageis_sisp
Apresentacao guia projetos_ageis_sisp
Sebastião Figueiredo
 

Semelhante a Jornadas 2016: PTCRIS_Parte I (20)

PTCRIS parte I Jornadas 2015
PTCRIS parte I Jornadas 2015PTCRIS parte I Jornadas 2015
PTCRIS parte I Jornadas 2015
 
Jornadas 2015: PTCRIS: Parte I
Jornadas 2015: PTCRIS: Parte IJornadas 2015: PTCRIS: Parte I
Jornadas 2015: PTCRIS: Parte I
 
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 2
 
Integrar uma Rede de Repositórios no Ecossistema de Gestão de Ciência Naciona...
Integrar uma Rede de Repositórios no Ecossistema de Gestão de Ciência Naciona...Integrar uma Rede de Repositórios no Ecossistema de Gestão de Ciência Naciona...
Integrar uma Rede de Repositórios no Ecossistema de Gestão de Ciência Naciona...
 
Jornadas 2015: PTCRIS Zapping
Jornadas 2015: PTCRIS ZappingJornadas 2015: PTCRIS Zapping
Jornadas 2015: PTCRIS Zapping
 
Jornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte I
Jornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte IJornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte I
Jornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte I
 
Jornadas FCCN 2015: RCAAP: Parte II
Jornadas FCCN 2015: RCAAP: Parte IIJornadas FCCN 2015: RCAAP: Parte II
Jornadas FCCN 2015: RCAAP: Parte II
 
Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - Introdução/Motivação: Sistemas...
Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - Introdução/Motivação: Sistemas...Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - Introdução/Motivação: Sistemas...
Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - Introdução/Motivação: Sistemas...
 
A cooperação luso-brasileira no Acesso Aberto
A cooperação luso-brasileira no Acesso Aberto A cooperação luso-brasileira no Acesso Aberto
A cooperação luso-brasileira no Acesso Aberto
 
PTCRIS - Gestão de ciência integrada: Eliminando os silos de informação
PTCRIS - Gestão de ciência integrada: Eliminando os silos de informaçãoPTCRIS - Gestão de ciência integrada: Eliminando os silos de informação
PTCRIS - Gestão de ciência integrada: Eliminando os silos de informação
 
Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - Repositórios: Desafios de ali...
Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - 	Repositórios: Desafios de ali...Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - 	Repositórios: Desafios de ali...
Sistemas de Gestão de Ciência e Repositórios - Repositórios: Desafios de ali...
 
App Passe Fácil - Gestão de projetos
App Passe Fácil -  Gestão de projetosApp Passe Fácil -  Gestão de projetos
App Passe Fácil - Gestão de projetos
 
Integrar a rede de repositórios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência – P...
Integrar a rede de repositórios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência – P...Integrar a rede de repositórios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência – P...
Integrar a rede de repositórios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência – P...
 
TDC2016SP - Trilha Arquitetura Empresarial
TDC2016SP - Trilha Arquitetura EmpresarialTDC2016SP - Trilha Arquitetura Empresarial
TDC2016SP - Trilha Arquitetura Empresarial
 
RCAAP: Reunião de coordenação: parte II
RCAAP: Reunião de coordenação: parte IIRCAAP: Reunião de coordenação: parte II
RCAAP: Reunião de coordenação: parte II
 
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1
e-Jornadas FCCN 2020 - Sessão do Projeto RCAAP - Parte 1
 
Oficina Project Model Canvas - Serviço Social
Oficina Project Model Canvas - Serviço SocialOficina Project Model Canvas - Serviço Social
Oficina Project Model Canvas - Serviço Social
 
Lecture 2 :: Planejamento do Projeto de SW
Lecture 2 :: Planejamento do Projeto de SWLecture 2 :: Planejamento do Projeto de SW
Lecture 2 :: Planejamento do Projeto de SW
 
Status Report do TCC: SIN-NA7
Status Report do TCC: SIN-NA7Status Report do TCC: SIN-NA7
Status Report do TCC: SIN-NA7
 
Apresentacao guia projetos_ageis_sisp
Apresentacao guia projetos_ageis_sispApresentacao guia projetos_ageis_sisp
Apresentacao guia projetos_ageis_sisp
 

Mais de PTCRIS FCT

Sessão PTCRIS ParteI-Jornadas 2021
Sessão PTCRIS ParteI-Jornadas 2021Sessão PTCRIS ParteI-Jornadas 2021
Sessão PTCRIS ParteI-Jornadas 2021
PTCRIS FCT
 
Sessão PTCRIS ParteII-Jornadas 2021
Sessão PTCRIS ParteII-Jornadas 2021Sessão PTCRIS ParteII-Jornadas 2021
Sessão PTCRIS ParteII-Jornadas 2021
PTCRIS FCT
 
WebinarCIMetrics_08042021
WebinarCIMetrics_08042021WebinarCIMetrics_08042021
WebinarCIMetrics_08042021
PTCRIS FCT
 
CIÊNCIAVITAE - Suporte ao Serviço de API
CIÊNCIAVITAE - Suporte ao Serviço de APICIÊNCIAVITAE - Suporte ao Serviço de API
CIÊNCIAVITAE - Suporte ao Serviço de API
PTCRIS FCT
 
Jornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte II
Jornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte IIJornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte II
Jornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte II
PTCRIS FCT
 
Jornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte I
Jornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte IJornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte I
Jornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte I
PTCRIS FCT
 
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck EN
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck ENCIÊNCIAVITAE - Slidedeck EN
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck EN
PTCRIS FCT
 
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck PT
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck PTCIÊNCIAVITAE - Slidedeck PT
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck PT
PTCRIS FCT
 
Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018
Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018
Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018
PTCRIS FCT
 
Jornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte II
Jornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte IIJornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte II
Jornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte II
PTCRIS FCT
 
Ptcris euro cris-nov-2015v1
Ptcris euro cris-nov-2015v1Ptcris euro cris-nov-2015v1
Ptcris euro cris-nov-2015v1
PTCRIS FCT
 
ORCID @ PTCRIS
ORCID @ PTCRISORCID @ PTCRIS
ORCID @ PTCRIS
PTCRIS FCT
 
An ORCID based synchronization framework for a national CRIS ecosystem
An ORCID based synchronization framework for a national CRIS ecosystemAn ORCID based synchronization framework for a national CRIS ecosystem
An ORCID based synchronization framework for a national CRIS ecosystem
PTCRIS FCT
 

Mais de PTCRIS FCT (13)

Sessão PTCRIS ParteI-Jornadas 2021
Sessão PTCRIS ParteI-Jornadas 2021Sessão PTCRIS ParteI-Jornadas 2021
Sessão PTCRIS ParteI-Jornadas 2021
 
Sessão PTCRIS ParteII-Jornadas 2021
Sessão PTCRIS ParteII-Jornadas 2021Sessão PTCRIS ParteII-Jornadas 2021
Sessão PTCRIS ParteII-Jornadas 2021
 
WebinarCIMetrics_08042021
WebinarCIMetrics_08042021WebinarCIMetrics_08042021
WebinarCIMetrics_08042021
 
CIÊNCIAVITAE - Suporte ao Serviço de API
CIÊNCIAVITAE - Suporte ao Serviço de APICIÊNCIAVITAE - Suporte ao Serviço de API
CIÊNCIAVITAE - Suporte ao Serviço de API
 
Jornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte II
Jornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte IIJornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte II
Jornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte II
 
Jornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte I
Jornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte IJornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte I
Jornadas UCCN|FCT - Sessao PTCRIS - Parte I
 
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck EN
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck ENCIÊNCIAVITAE - Slidedeck EN
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck EN
 
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck PT
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck PTCIÊNCIAVITAE - Slidedeck PT
CIÊNCIAVITAE - Slidedeck PT
 
Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018
Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018
Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018
 
Jornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte II
Jornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte IIJornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte II
Jornadas FCCN 2017 - Sessão PTCRIS Parte II
 
Ptcris euro cris-nov-2015v1
Ptcris euro cris-nov-2015v1Ptcris euro cris-nov-2015v1
Ptcris euro cris-nov-2015v1
 
ORCID @ PTCRIS
ORCID @ PTCRISORCID @ PTCRIS
ORCID @ PTCRIS
 
An ORCID based synchronization framework for a national CRIS ecosystem
An ORCID based synchronization framework for a national CRIS ecosystemAn ORCID based synchronization framework for a national CRIS ecosystem
An ORCID based synchronization framework for a national CRIS ecosystem
 

Jornadas 2016: PTCRIS_Parte I

  • 1. PTCRIS: ecossistema integrado de gestão da atividade cientifica 12-abr-16 1
  • 2. Sessão PTCRIS - Agenda Parte I • WP0: Ponto situação • WP2 Novo sistema CV • WP1 Interoperabilidade • Estudo de caso do sistema de informação para Investigação da UAlg Parte II • WP9: DSpaceCRIS • WP3: Identificadores de Organizações • Proposta PTCRIS+SIIGES ao PO CH • IES em rede • Plano de atividades 2016 12-abr-16 2
  • 3. Agenda • Contexto • Trabalho desenvolvido • Análise execução • Análise crítica 10-Set-14 3
  • 4. O problema 12-abr-16 4 Sistema A Sistema B Esforço desnecessário, informação incompleta e não fidedigna!
  • 5. Missão Garantir a criação e o desenvolvimento sustentado de ecossistema nacional integrado (PTCRIS) de suporta à gestão da atividades científica desenvolvida em Portugal 12-abr-16 13
  • 6. A nossa solução 12-abr-16 6 Sistema A Sistema B Definição e adoção do quadro normativo! Norma Identificadores Norma dados Norma semântica API Norma outras Norma Identificadores Norma dados Norma semântica Norma outras API
  • 8. Ecossistema PTCRIS CRIS – Current Research Information Systems Academic expertise Organizations database Scientific equipment Indicators Funding database Grant management Outcomes / outputs Research news Research ethics Research portal 12-abr-16 15 PTCRIS = SoS = Sistema de Sistemas = ecossistema
  • 9. Serviço Reconciliação DaaS v1 Fase 0 Normas PTCRISync Serviços -Financiamento- capital semente CV RCAAP SIGCiência SI nacionais SI locais Sistema gestão curricular Planeamento fase 0 PTCRISync (SaaS) ISCTE-IUL UÉvora
  • 10. Planeamento fase 1 12-abr-16 10 Normas Serviços -Financiamento- Cursos ID Research Portal Proteção Dados DaaS v2 SI nacionais SI locais BI Fase 1
  • 11. Organização trabalho 10-Set-14 11 * WP 1 – Renomeado “outputs” para “Interoperabilidade” * WP3 – Renomeado “Gestão Organizações” para “Gestão Indentificadores” Workpackage Responsável WP 1 - Interoperabilidade PTCRIS, INESC-TEC, Parceiros WP 2 - Pessoas, competências e CVs UM-DSI WP 3 - Identificadores PTCRIS, UÉvora, ISCTE-IUL WP 4 - Infraestruturas Científicas SIGCiência WP 5 - Fundações PT-CRIS PTCRIS | Fornecedor WP 0 - Coordenação PTCRIS WP 6 - Indicadores Bibliométricos PTCRIS| FCT-NEI | DGEEC WP 7 - Research Portal RCAAP WP 8 - Gestão de identidade Área Serviços de Rede WP9 – CRIS Locais RCAAP WP 10 - Comunicação, disseminação e formação PTCRIS | GabCom | ASA-SAW
  • 12. Agenda • Contexto • Trabalho desenvolvido • Análise execução • Análise crítica 10-Set-14 12
  • 13. Estado geral do Projeto WP1 - Interoperabilidade WP2 – Academic CV WP4 – Infraestruturas científicas WP3 - Organizações Visão geral 13 Data de Inicio fase 1: 01/04/14 Data de fim fase 1 prevista: 31/12/15 De acordo com plano de projeto Desalinhado mas em recuperação Desalinhado com o plano de projeto WP4 – BD “ponto único de verdade”* *Piloto Legenda: Atraso 9-12 meses
  • 14. WP0 – Coordenação - RH • Recursos Humanos – Alocação menor/tardia – Rotatividade 10-Set-14 14 Perfil Perfil Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr 1Quad. 2015 2016 2Quad. 3Quad. 1Quad. Gestor de projeto / Analista Analista/ técnico 2Quad. 3Quad. 2014 Marco Gomes Cátia Laranjeira 100% 100% Gestor de projeto / Analista Analista/ técnico 100% Luís Valente Andreia Feijão 100%
  • 15. WP0 – Coordenação - Fornecedores • Concurso público para aquisição de serviços – 2015 • Caderno de encargos • Autorizações Finanças, MCTES, AMA, etc • Concurso público – 2016 • Anunciados resultados mas … em disputa (um fornecedor impugnou) • Base de dados de organizações (Ringgold e ISNI) 12-abr-16 15
  • 16. WP0 – Coordenação - Parcerias • WP1 – Interoperabilidade (PTCRISync) – (NOVO) INESC-TEC • WP2 – CV – Departamento de Sistemas de Informação da Universidade do Minho • WP3 – Identificadores Organizacionais – (NOVO) Universidade de Évora – (NOVO) Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) • WP7 RNP / WP9 – CRIS Locais (DSpaceCRIS) – Serviços Documentação Universidade do Minho 10-Set-14 16
  • 17. WP0 - Coordenação 10-Set-14 17 CRIS na europa do SUL (GR, PT, IT, ES) Acordo de Cooperação Técnica SELLRIM ORCID Premium Membership level Review Steering Committee
  • 18. WP1 – Interoperabilidade (PTCRISync) HUB ORCID cv WoS Agregador OA DSpace OJSScopus 13
  • 19. WP1 - Etapas 2014/2015 10-Set-14 19 1ª Iteração Ago-Set Bases Modelos de interoperabilidade Ferramentas Princípios base Magia->Realidade 2ª Iteração Oct-Nov Investigador Alcino Cunha (INESCTEC) Debate RCAAP e DeGóis Versão 0.1 Reunião com equipa ORCID Versão 0.2 Prototipagem (Dez / Jan) RCAAP: Portal, SARI e SARC DeGóis Apresentação Jornadas 2015
  • 20. WP1 - Etapas 2015/2016 10-Set-14 20 3ª Iteração (2Q2015) Formalização de parceria INESC-TEC Versão 0.3 Apresentação seminário CASRAI-ORCID CALL PTCRISync 4ªIteração + Interface + Código (3Q2015/2016) Versão 0.4 (API 2.0) Resultados CALL (ISCTE, Uévora) Interface de sincronização & testes de usabilidade Código github Produção (2016) DeGóis Portal RCAAP? CRIS locais Framework v1.0 e CDF
  • 21. WP1 – Interoperabilidade (PTRISync) 21 Algoritmo (2015) Interface (1Q2016) Código (2Q2016)
  • 22. WP1 - Situação atual • Implementação do algoritmo de sincronização (versão 4.0)CV • Análise técnico-funcional para implementação do PTCRISyncPortal RCAAP • Colaboração com CINECA para implementação do PTCRISyncDSpaceCRIS CRIS locais 12-abr-16 22 • Implementação do PTCRISync em 2 instituições (em curso) Dificuldades Mudança API ORCID, falta recursos para implementação
  • 23. WP2 – Sistema de Gestão Curricular • 2Q2015 / 3Q2015 – Componentes do CV (identificação, formação, percurso profissional, projetos, produção e atividades) – Upgrade sincronização (versão 0.4) – Mecanismo de migração CV (antigo-novo) – API exportação em XML / JSON – CV Público – Novo design gráfico • 1Q2016 – Novo modelo de parceria – MVP – Minimal Viable Product (a ser ultimado) 12-abr-16 23
  • 24. Identificadores 12-abr-16 24 Investigadores, Professores, Estudantes, Pessoal Organizações TID (Teses & Dissertações) Financiamento Registo Serviço reconciliação API Registo
  • 25. WP 4 – Base de Dados “Ponto de Verdade” x Z B A Y 12-abr-16 103 Desafio
  • 26. WP 4 – Base de Dados “Ponto de Verdade” Migração para o CERIF Entidades Pessoas Contratos Programa Contratos de Trabalho Bolsas As fontes de dados BD das Bolsas BD do Emprego Científico BD das Avaliações BD da aplicação Investigador IF 16-Set-2015 26 Piloto
  • 27. Extensão aos projectos (DPP) Testes de segurança Testes de carga Controlo de acesso Curadoria dos dados 16-Set-2015 27 WP 4 – Base de Dados “Ponto de Verdade” Trabalho em Desenvolvimento
  • 28. Data as a Service (DaaS) Pessoas – PersId http://api.fct.pt:8443/cerifapi/persons/320032 Organizações – OrgUnitId http://api.fct.pt:8443/cerifapi/orgunits/8287 Projectos – ProjId http://api.fct.pt:8443/cerifapi/projects/197341 Financiamento – FundId http://api.fct.pt:8443/cerifapi/fundings/1574 Serviço aguarda recursos humanos para ser disponibilizado! 16-Set-2015 28 WP 4 – Base de Dados “Ponto de Verdade”
  • 29. WP10 – Com., disseminação e formação • Plano de comunicação • Materiais de comunicação (cartaz e desdobrável) • Sítio web e redes sociais 10-Set-14 29
  • 30. Nov-2015 http://pt.slideshare.net/ptcris_fct/ptcris-euro-crisnov2015v1 Nov-2015 European University Information Systems organisation Oct-2015 http://pt.slideshare.net/ptcris_fct/ptcris-orcidcasrai2015 Oct-2015 Workshop europeu ORCID Set-2015 Kick-off preparação de candidatura Mai-2015 http://pt.slideshare.net/ptcris_fct/ptcris-orcidcasrai2015 Mar-2015 Workshop sobre sistemas CRIS WP10 – Com., disseminação e formação 30
  • 31. Outras tarefas • Preparação de candidatura ao PO CH • Coordenação política de acesso aberto PTCRIS / RCAAP • Authenticus - Registo de publicações científicas (indexadas) – Ligação ao ORCID – API com super-registo 10-Set-14 31
  • 32. Agenda • Contexto • Trabalho desenvolvido • Análise execução • Análise crítica 10-Set-14 32
  • 33. Análise execução • O plano foi subexecutado encontrando-se várias tarefas em atraso • Realizaram-se progressos muito significativos em: – WP1 Framework de sincronização PTCRISync (1Q/2Q2016) – WP2 Novo sistema de curricula (2Q2016); – WP3 Identificadores de organizações (2Q2016) • Realizou-se uma tarefa não prevista de grande relevância, prioridade e esforço: candidatura P2020
  • 34. Agenda • Contexto • Trabalho desenvolvido • Análise execução • Análise crítica 10-Set-14 34
  • 35. Análise Crítica • Insuficiência e instabilidade de recursos humanos e mão de obra de fornecedores prejudicou execução do plano • Após protótipos e pilotos, 2016 será o ano de lançamento dos primeiros serviços • O financiamento será determinante para alavancar o programa PTCRIS
  • 36. 12-abr-16 36 Agradecimentos • CD-FCT • Equipa FCT-FCCN – Área Serviços Avançados, Utilizador RCTS, RCTSAAI (EP) – Área de Infraestruturas Aplicacionais (AG, JR) – Área de Serviços Avançados, SAW (HM) • Equipa FCT-SIGCiência (JG, JC, BM) Todos os que me esqueci de mencionar! Equipa DeGóis (CSP et al) Equipa RCAAP (ER, JC) HasLab (AC) Serviços de Info.&Doc MJA et al. Serviços de Informática JG et al.
  • 37. Agenda Parte I • WP0: Ponto situação • WP2 Novo sistema CV • WP1 Interoperabilidade • Estudo de caso do sistema de informação para Investigação da UAlg Parte II • WP9: DSpaceCRIS • WP3: Identificadores de Organizações • Proposta PTCRIS+SIIGES ao PO CH • Plano de atividades 2016 • IES em rede 12-abr-16 37
  • 38. Jornadas FCCN2016 Universidade do Algarve 06 a 08 Abril 2016 Carlos Sousa Pinto Universidade do Minho Departamento de Sistemas de Informação csp@dsi.uminho.pt DeGóis
  • 39. Plataforma Nacional de CV DeGóis Sumário: 1. Trabalho realizado em 2015/2016 2. Evolução prevista para 2016
  • 40. A antiga imagem do DeGóis Restyling da plataforma
  • 41. A nova imagem do DeGóis Restyling da plataforma
  • 42. Aspetos influenciadores do trabalho realizado  Adoção do princípio estruturante para o PT-CRIS “Registar uma vez, reutilizar múltiplas vezes”.  As funcionalidades implementadas foram influenciadas por:  Aspetos relacionados com interoperabilidade;  Identificação de cenários de utilização;  Sincronização de informação com outros sistemas.
  • 43. Legenda: Setas a verde representam interações já em funcionamento envolvendo o novo DeGóis. Setas unidirecionais representam fluxos de informação do DeGóis para as entidades destino, das entidades origem para o DeGóis e do RCAAP para o ORCID. Setas bidirecionais representam casos de sincronização entre o DeGóis e o ORCID dizendo respeito a metadados de publicações, de projetos e de dados pessoais. Setas a vermelho representam interações ainda em fase de análise ou em desenvolvimento. O DeGóis no PT-CRIS
  • 44. Migração de CV Degóis antigo  Degóis novo Existem duas formas de criar um CV na nova plataforma DeGóis. Se o utilizador já possui um CV DeGóis na plataforma antiga, poderá nessa plataforma selecionar a opção “Migrar Curriculum” provocando a criação de uma cópia do que é o seu CV, na nova plataforma. Se não possui CV DeGóis, terá que o criar de raiz na nova plataforma.
  • 45. Criação de um CV de raiz Para um utilizador que pretende criar o seu CV de raiz, este é o ecrã com que se depara, e que inicia uma sequência de 4 passos até que esteja criado e pronto a receber informação, registada manualmente e/ou importada de forma automática, a partir do ORCID, desde que tenha sido estabelecida a ligação entre os dois sistemas através de .
  • 46. Navegação na plataforma - Identificação
  • 48. Navegação na plataforma – Percurso profissional
  • 50. Navegação na plataforma – Projetos via openAIRE A ajuda ao registo manual de projetos pode ser dada também via “autocomplete”, sendo mostrada uma lista dos projetos openAIRE cujo título inclua o texto digitado pelo investigador no campo “Título do projeto”.
  • 51. Navegação na plataforma – Produções Ao selecionar a opção Produções, a plataforma detetou que existem 34 registos por sincronizar .
  • 52. Navegação na plataforma – Sincronização com ORCID Após selecionada a opção “SINCRONIZAR”, é mostrada a lista de registos não sincronizados (existentes no DeGóis e não iexistentes no ORCID, o inverso, ou ambas as situações) e é dada a possibilidade de os mesmos serem sincronizados ( , , , ).
  • 53. Navegação na plataforma – Produções para repositório Esta funcionalidade permite o envio de produções para os repositórios, assim como dos metadados associados às mesmas.
  • 54. Navegação na plataforma – Atividades
  • 55. Navegação na plataforma – Definições A partir da opção “Definições”, o utilizador pode executar um conjunto de operações caraterizadas por tenderem a ser executadas apenas uma vez. É o caso da definição de nível de privacidade por omissão, que afetará todos os registos que venham a integrar o CV. A privacidade pode ser contrariada pontualmente, ao nível dos registos.
  • 56. Navegação na plataforma – Imprimir CV
  • 57. Publicar CV Sempre o utilizador aceder ao DeGóis, verá este ecrã com um resumo das suas Atividades, Produções e Projetos. Caso ainda o não tenha feito, verá também uma mensagem alertando-o para o facto de o seu CV ainda não estar publicado, e dando a possibilidade de o fazer nessa altura ( ).
  • 60. Próximas Evoluções : - Gestão de afiliações; - Criação de CVs via API (solicitações externas – Ex: FCT-SIG); - Sincronização ORCID (formação, percurso profissional e contatos); - Reconciliação de identificadores de entidades (Ringold ISNI - International Standard Name Identifier, …); - Múltiplas vistas de CV; - Indicadores e relatórios de área institucional;
  • 61. Obrigado Carlos Sousa Pinto Universidade do Minho Departamento de Sistemas de Informação csp@dsi.uminho.pt DeGóis
  • 62. 62 DeGóis Testes de usabilidade Bruno Monteiro Cátia Laranjeira João Mendes Moreira
  • 63. DeGóis – Testes de usabilidade Motivações • Tornar a facilidade de utilização um factor diferenciador da nova versão do DeGóis • Assegurar uma boa experiência de utilização, aumentando satisfação dos utilizadores • Testar soluções de design, corrigindo eventuais problemas o mais cedo possível no ciclo de desenvolvimento 63
  • 65. DeGóis – Testes de usabilidade • Amostra com 8 participantes – Doutorados entre os 36 - 47 anos; – Investigação cientifica (filosofia, engenharia, química, biotecnologia, etc.) • Cenário – Candidato a bolsa de Doutoramento da FCT. Necessita preencher CV DeGóis para submeter candidatura. • 5 tarefas: • Efetuar o registo e proceder ao login • Editar /complementar informação (modelo básico de edição) • Sincronizar produções com o ORCID • Adicionar manualmente uma produção • Adicionar manualmente uma “atividade” 65
  • 66. DeGóis – Testes de usabilidade Resultados 66
  • 67. DeGóis – Testes de usabilidade Exemplos de problemas encontrados... 67 Fig. A
  • 68. DeGóis – Testes de usabilidade Resultados 68
  • 69. DeGóis – Testes de usabilidade 69 Fig. B
  • 70. 70 DeGóis – Testes de usabilidade Correções decorrentes dos testes
  • 71. DeGóis – Testes de usabilidade 71 Fig. A
  • 72. DeGóis – Testes de usabilidade 72 Fig. B
  • 74. DeGóis – Testes de usabilidade • Amostra com 6 participantes – Doutorados, Mestres (TIC, Direito, Ciências Sociais) • Cenário: Candidatura à FCT para projeto de investigação. Necessita preencher CV DeGóis para submeter candidatura. Tendo conhecimento da possibilidade de importação de dados do ORCID, decide testar a funcionalidade. • 3 tarefas – Adição e sincronização de registos do ORCID para o DeGóis – Sincronização de registos que estão nos dois sistemas – Remoção de registo no DeGóis 74
  • 75. DeGóis – Testes de usabilidade Resultados 75
  • 76. DeGóis – Testes de usabilidade 76 Fig. B
  • 77. 77 Vamos continuar a efetuar testes. A melhoria da usabilidade é um processo contínuo que nunca está encerrado. DeGóis – Testes de usabilidade
  • 78. 78 Questões, comentários ou informações adicionais: bruno.monteiro@fct.pt DeGóis – Testes de usabilidade
  • 79. Agenda Parte I • WP0: Ponto situação • WP2 Novo sistema CV • WP1 Interoperabilidade • Estudo de caso do sistema de informação para Investigação da UAlg Parte II • WP9: DSpaceCRIS • WP3: Identificadores de Organizações • Proposta PTCRIS+SIIGES ao PO CH • IES em rede • Plano de atividades 2016 12-abr-16 79
  • 80. WP1 – Interoperabilidade (PTRISync) 80 Piloto DeGóis CRIS Locais Framework comum Vantagens + coerência + previsibilidade - Esforço Dificuldades • Complexo • Longo • Esforço • Desenv. • Certifica. • Sustentabilidade • Sem partilha
  • 81. • An ORCID based synchronization framework for a national CRIS ecosystem: paper describing the design methodology, presented at the 2015 ORCID CASRAI joint conference http://f1000research.com/articles/4-181/v1 • PTCRISync v0.4: current specification of the synchronization protocol for ORCID API 2.0 http://ptcris.pt/en/hub-ptcris-en/ 12-abr-16 81 Algoritmo (2015)
  • 83. • https://github.com/haslab/PTCRISync/blob/master/s rc/pt/ptcris/PTCRISync.java • Terminar código • Testes unitários • Testes de carga • Primeira versão 12-abr-16 83 Código (2Q2016)
  • 84. PTCRISync + RCAAP PTCRIS Paulo Graça paulo.graca@fccn.pt yyyy-mm-dd
  • 85. Agenda • Contexto – Situação atual – Outros sistemas – Identificação de requisitos • Cenários de implementação – C1: PTCRISync intermédio – C2: PTCRISync completo • Próximos passos • Conclusão 12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 85
  • 90. A opção enviar para ORCID só fica ativa quando há menos de 50 resultados na pesquisa
  • 92. O utilizador pode escolher os registos a enviar para o ORCID
  • 97. Limitações da solução instalada (1/2) – Conceptual/estrutural: • O Portal não é uma ferramenta centrada no autor • O sistema não tem forma de associar automaticamente publicações a autores ORCID; • Apresenta limitações na sincronização (Sincronização assimétrica); – Usabilidade: • O utilizador não consegue saber no portal se um registo já foi enviado para o ORCID (falta de feedback); • Para enriquecer o perfil ORCID com novos registos, o utilizador deverá voltar a executar o processo; • Não respeita o interface definida no framework de sincronização;
  • 98. Limitações da solução instalada (2/2) – Técnicas: • Os sistemas conectados com o portal RCAAP não identificam os autores associados às publicações;
  • 99. Como outros sistemas integram com ORCID fontes internacionais
  • 103. Add-to
  • 105. Refresh / remove 1) DOI estava no ORCID e crossref 2) DOI foi removido do ORCID 3) Aparece como “não visível” havendo a possibilidade de: 1) Refresh ou 2) Remoção
  • 107. add-to / sync (registo / em lote) 1/2
  • 108. add-to / sync (registo / em lote) 2/2
  • 109. Requisitos identificados para o portal RCAAP 12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 109
  • 110. Funcionalidades identificadas • Ações ORCID – Geral: Sign-in – Geral: lista de resultados do autor associado ao ORCID (após sign-in) – Geral: Profile / Refresh – Add-to / sync (registo / em lote) • ORCID info – Add-to – In your record – Not visible • Pesquisa por ORCID
  • 111. Cenário 1: PTCRISync Intermédio Cenários de implementação 12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 111
  • 113. Lista de resultados 113 PTCRISync: 1 (lista de resultados) 1
  • 115. Envio para ORCID (novo ecrã) 115 PTCRISync: 3
  • 116. Sync with ORCID (registo individual) 116 PTCRISync: deve ser possível ligar e desligar o envio. 4
  • 117. Cenário 1 Vantagens: • O utilizador tem feedback visual do estado de envio para ORCID • No portal, as publicações ficam associadas a um ORCID Desvantagens • Esforço técnico de implementação da solução (introduzir users, autenticação...) 12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 117
  • 118. Cenário 2: PTCRISync Completo Cenários de implementação 12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 118
  • 121. Cenário 2 Vantagens: • Associação de publicações a um perfil e a sua consulta • Se fonte fornecer ORCID, então sincronização automática Desvantagens • Esforço técnico de implementação da solução (introduzir users, autenticação, perfis...) 12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 121
  • 122. Resumo comparativo Requisitos Atual Cenário 1 Cenário 2 Geral: Sign-in N S S Geral: lista de resultados do autor associado ao ORCID (após sign-in) N S S Geral: Profile / Refresh N N S Add-to / sync (registo / em lote) S/N S/N S Pesquisa por ORCID N N S
  • 123. Próximos passos Cenários de melhoria 12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 123
  • 124. Próximos passos • Disponibilização do sistema atual • Iniciar implementação incremental dos cenários 10-Set-14 124
  • 125. Outro trabalho em curso • DSpaceCRIS 5.5 suporta ORCID • DSpaceCRIS suportará import e export de trabalhos do ORCID (mid 2016) • Está em curso um projeto piloto com 3 DSpace-CRIS • Está em curso estudo de software alternativo para novo portal RCAAP 10-Set-14 125
  • 126. Conclusão • A situação atual apresenta limitações; • Iniciámos os trabalhos para a implementação do cenário 1; • O futuro do portal RCAAP está em fase de estudo; • A próxima geração do portal poderá dar resposta aos requisitos de sincronização; 12/04/2016 Jornadas 2016 @ UAlg 126
  • 127. Agenda Parte I • WP0: Ponto situação • WP2 Novo sistema CV • WP1 Interoperabilidade • Estudo de caso do sistema de informação para Investigação da UAlg Parte II • WP9: DSpaceCRIS • WP3: Identificadores de Organizações • Proposta PTCRIS+SIIGES ao PO CH • IES em rede • Plano de atividades 2016 12-abr-16 127
  • 128. Sistema de Informação para a Investigação na Universidade do Algarve Jornadas FCCN | UAlg 6-8 abril 2016
  • 129. Agenda da Apresentação  Enquadramento do Sistema de Informação para a Investigação na Universidade do Algarve – SII-UAlg  Metodologia do trabalho desenvolvido  Apresentação do SII
  • 130. Enquadramento do SII na Universidade do Algarve A falta de um sistema de informação orientado para a investigação na Universidade do Algarve Caracterização dos investigadores, da investigação realizada e da produção científica na Universidade do Algarve A criação de um Sistema de Informação da Investigação Científica para Universidade do Algarve que tenha como referência a norma CERIF - Common European Research Information Format In Plano Estratégico da Universidade do Algarve 2014-2017
  • 131. Enquadramento do SII na Universidade do Algarve Constituição de um grupo multidisciplinar na Universidade do Algarve (Despacho n.º 22/2016 – Equipa para o desenvolvimento e implementação do CRIS UALG) Tarefas 1. Definir um conjunto de indicadores Identificar as variáveis para o cálculo desses indicadores e as suas fontes 2. Decidir sobre a aquisição de uma solução comercial ou incrementá-la com recursos internos 3. Migrar a informação existente para novo sistema 4. Disponibilizar a informação Início das reuniões semanais em 2014
  • 132. Enquadramento do SII na Universidade do Algarve Despacho Reitoral n.º 59/2012 - Avaliação do Pessoal Docente da Universidade do Algarve & Manual de Qualidade Guião de avaliação das bolsas de doutoramento e das unidades I&D da Fundação para Ciência e Tecnologia (FCT) Estratégia de Investigação e Inovação para uma especialização inteligente
  • 133. Metodologia de trabalho Repositório Institucional (RI) Opção por uma solução comercial ou desenvolvida internamente? ? Como agilizar o repositório institucional para interagir com o sistema? Facilitando o seu crescimento e qualidade
  • 134. Metodologia de trabalho Repositório Institucional (RI) Repositório Sapientia Integrado no Serviço de Alojamento de Repositórios Institucionais (SARI) FCCN Política de autoarquivo de documentos desde 2012 Disponível a alimentação manual ou a partir do DeGois (DSPace 3.2) Alimentar o RI com publicações indexadas nas bases de dados (WoS e SCOPUS) Facilitar o processo de depósito
  • 135. Importação de registos bibliográficos do Authenticus (Universidade do Porto) Escolha de dois centros para teste, um na área da engenharia e outro na área dos recursos biológicos e alimentares Identificação inequívoca dos autores (afiliação, unidades de investigação, formas do nome, datas de pertença, ORCID etc.) Identificação de registos duplicados importados do Authenticus (por autor) e duplicados de publicações já depositadas no Sapientia Edição dos dados bibliográficos importados (uniformização de nomes, depósito de conteúdos, preenchimento de campos) Metodologia de trabalho
  • 136. Preocupaçõ es: acesso aberto ao conteúdo Humanidad es Ciências Sociais Importaçã o de 667 publicaçõ es no Sapientia Depósito preferenci al do PDF versão do autor Análise bibliométrica das publicações Metodologia de trabalho Resultados
  • 137. Apresentação do SII Processo completo de alimentação de dados no RI Identificação de autores Confirmação de autoria das publicações Exportação para ficheiros XML Importação, validação e eliminação de duplicados Exportação para ficheiros CSV Importação no RI
  • 138. Apresentação do SII Processo de confirmação de autoria Identificação de autores Confirmação de autoria de publicações • Necessidade de confirmação de autoria: nem todos os autores se encontram corretamente identificados nas bases de dados de indexação (WoS, SCOPUS, DBLP) • Identificação de autores: realizado na UAlg • Confirmação de autoria das publicações: realizada no Authenticus
  • 139. Apresentação do SII Processo de importação • Exportação a pedido, em ficheiros XML, pela equipa do Authenticus • Enviados por email e sem automatização • Importação realizada pelos mecanismos do SII • Processo concluído com a sinalização de duplicados em relação ao RI Exportação publicações XML Importação SII Sinalização duplicados
  • 140. Apresentação do SII Processo de importação no RI Exportação publicações CSV Importação em coleções temporárias por autor Correções e introdução bitstream Mover para coleções definitivas • Exportação do SII em ficheiros CSV, lidos pelo DSpace 3.2 • Importação dos ficheiros por autor no RI • Correções manuais, com normalizações próprias do RI • Introdução da cópia do autor da publicação ou outra • Mover para coleção definitiva
  • 141. Apresentação do SII Exploração da informação no SII • Positivo... • Informação bibliométrica apenas guardada no SII • Indicadores construídos com base na informação importada • Sistema com capacidade de realizar filtragem sobre as publicações a considerar • Mas... • Informação carece de atualizações periódicas • SII carece de leitura de informação do RI(demonstração de indicadores)
  • 142. Apresentação do SII Desenvolvimentos • Participação no projeto piloto DSpaceCRIS: • Permitirá enriquecer o RI • Obrigará a repensar o futuro SII • Eventualidade de não passar de projeto piloto • Exploração de canais de informação de forma mais automatizada: • Utilização da informação do RI por web services • Importações para o RI por web services • Leitura da WoS ou de outros fornecedores por API ou web services
  • 143. Apresentação do SII Desenvolvimentos (cont.) • Melhoramentos na estrutura do SII (afiliações, integração de processos, automatização, …) • Melhoramentos na UI (ordenações, agrupamentos de áreas científicas, consulta de informação, …)
  • 145. A equipa CRIS da Universidade do Algarve: • Pedro Laginha (Serviço de Informática) – plaginha@ualg.pt • Emília Pacheco (Biblioteca) – epacheco@ualg.pt • Maria João Cruz (Unidade de Apoio à Investigação Científica) – mjcruz@ualg.pt Muito Obrigada pela vossa atenção!
  • 146. Sistema de Informação para a Investigação na Universidade do Algarve Jornadas FCCN | UAlg 6-8 abril 2016

Notas do Editor

  1. CRIS systems are importante but they have to work toghether. That is why we decided to create PTCRIS program.
  2. Definir o quadro normativo a adotar pelos vários sistemas Coordenar a adaptação e integração dos sistemas da FCT de acordo com o quadro normativo Coordenar a integração dos sistemas externos à FCT (nacionais e internacionais) de acordo com o quadro normativo Apoiar e divulgar na comunidade a utilização dos sistemas do PTCRIS.
  3. After the studies and surveys we were able to identify several components of a national CRIS
  4. Matriz RACI Destacar papel de coordenação
  5. Bases Vocabulário / Dicionário Sistemas / funções /Informação Fluxos de dados Fev. para a frente
  6. Bases Vocabulário / Dicionário Sistemas / funções /Informação Fluxos de dados Fev. para a frente
  7. A análise crítica deverá focar-se apenas no futuro e não no período em reporte, salientando medidas corretivas e desafios relevantes dos período seguintes.
  8. A análise crítica deverá focar-se apenas no futuro e não no período em reporte, salientando medidas corretivas e desafios relevantes dos período seguintes.
  9. Durante alguns anos foi aceite na indústria que nos testes de usabilidade, uma metodologia profundamente qualititativa, um teste com 5 participantes conseguiria encontrar 75% dos erros mais significativos. Não existe um número de ouro e, pragmaticamente, deve existir uma relação entre esforço/proveito que seja pragmatica; Uma amostra de 8 participantes é usualmente um bom compromisso. Existe alguma especificidade no público-alvo.
  10. Neste quadro temos um resumo do número de defeitos e a sua severidade, por tarefa. É fácil perceber que encontramo alguns problemas a resolver…
  11. Aqui temos o exemplo de um ecrã que mostra dois problemas que encontramos no ecrã de produções: A maioria dos participantes no teste tomou a mensagem (informativa) de sincronização disponível como algo clicável. Ficaram supreendidos por não ser clicável (nem o icon, nem o texto da mensagem); Alguns participantes revelaram também alguma dificuldade em encontrar a funcionalidade de sincronização com o ORCID, por aparecer somente em “dropdown” num botão com múltiplas funções.
  12. A tarefa que involve a sincronização com o ORCID é aquela que: apresenta o maior número de problemas; que tem o maior número de defeitos de com um grau de severidade elevada
  13. Dificuldade em perceber que é possível selecionar todos os itens para efetuar sincronização; Localização do botão de “executar acções” na página. A “área” onde aparecem os resultados é fixa… quando existem poucas produções para sincronizar, por vezes o botão de “executar ações” não fica visível para o utilizador.
  14. Estas são algumas das correcções efectuadas, por grau de severidade.
  15. Aqui podemos ver o mesmo exemplo mostrado anteriormente, numa segunda versão, com uma nova abordagem em dois elementos do interface que demonstram ter alguns problemas. mensagens de sincronização em overlay substituição do botão de múltiplas acções com dropdown por uma solução em que as várias opções são imediatamente comunicadas ao utilizador.
  16. O ecrã de sincronização foi também bastante revisto: Foi introduzida um texto informativo com a intenção de providenciar, sucintamente, o que acontece na sincronização; Uma label que apoia a opção de “selecionar tudo” Uma maior proximidade entre a selecção de uma produção e ação possível com esse registo, cuja descrição foi revista no sentido de ser mais pormenorizada Adicionada informação sobre as “fontes” das produções, ou seja, se a produção que o utilizador vai sincronizar está no ORCID, no DeGóis ou em ambos. A ação primária deixou de ser executar ações e passou a ter o mais compreensível “Guardar e Sair”
  17. E quando tentamos validar as novas soluções deparamo-nos novamente com a dura realidade… aquilo que parece evidente para nós, não é necessariamente compreensível para os novos utilizadores. E que tipo de problemas encontramos? De facto percebemos que: As nuances do modelo conceptual de sincronização não são óbvias; Os participantes sincronizaram todas as publicações ignorando, algumas vezes, a existências de duas ações distintas; Incoerência entre a terminologia utilizada. O texto utilizado na ação primária não é idêntico à designação/verbo usado no título do ecrã.
  18. ao selecionar o “sync all with” correr o IMPORT, EXPORT, LOAD
  19. ao selecionar o “sync all with” correr o IMPORT, EXPORT, LOAD
  20. correr o SAVE, correr o EXPORT