SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 32
Baixar para ler offline
Iniciando uma carreira de
Tecnologia
em 2023
por Ruben Marcus
Um pouco sobre mim
● Atuo mais de 10 anos com Desenvolvimento Web
● Atuo com React desde 2016. Com Next.js e TypeScript desde 2018.
● Já atuei em Portais e E-commerces com milhões de visitas diárias
● Atuo com foco em melhoria de código e performance de aplicações
● 31 mil pessoas leram minhas respostas no Stack Overflow
● 35 mil de leituras nos artigos do Medium e dev.to
● Já atuei em Projetos de 5 Países, com pessoas de mais de 70 nacionalidades.
● Atualmente trabalho numa empresa americana de web3 e resido em Lisboa - Portugal.
O que você vai ver
nessa apresentação
▪ Entrando no Mercado de
trabalho
▪ Atuando no Mercado
▪ Estudando
▪ Problemas Comuns
Desafios da carreira de
tecnologia
01.
▪ Web
▪ Mobile
▪ Machine Learning
▪ Inteligência Artificial
▪ Data Science
▪ Jogos
▪ Outros
Carreiras
02.
▪ Tipos de Empresa
▪ Mercado Brasileiro
▪ Remoto do Brasil pro
Exterior
▪ Migrando pro Exterior
▪ Criador de Conteúdo
▪ Open Source
Atuando
03.
Entrando no mercado de trabalho
Sempre que uma pessoa pensa em atuar com tecnologia ou programação, ela se pergunta quais os
caminhos e escolha tem que fazer para conseguir entrar no mercado de trabalho:
Faculdade
É o caminho mais lógico e seguro.
Em muitas faculdades,as próprias empresas buscam os melhores alunos para serem estagiários e
assim ingressarem no mercado de trabalho.
E geralmente com uma média salarial maior do que as pessoas que seguem outros caminhos.
A grande dificuldade de se fazer uma faculdade muitas vezes é o valor que não é compatível com a
renda do aluno.
Porém existem faculdades que dão bolsa, e descontos na mensalidade.
Um outro problema é que cursos de muitas faculdades envolvem teoria e conhecimentos bem
avançados, e acabam por ter muitos alunos desistindo do curso no caminho.
Mas ter um diploma de uma boa faculdade, além de ajudar no networking e como um argumento a
mais na hora de uma entrevista de emprego, pode ajudar também bastante com um visto de trabalho
para o exterior.
Entrando no mercado de trabalho
Escolas de Programação e Bootcamps
É uma modalidade mais recente que é extremamente focada no mercado de trabalho.
Muitas não exigem pagamento durante o curso, tendo um acordo/contrato com aluno que ele vai
passar a pagar após ter um emprego com um nível X salarial.
Geralmente esses cursos têm um valor muito alto, mas talvez seja a forma mais curta de entrar na
área.
Pois a maioria dos alunos conseguem colocação no mercado de trabalho, porém o ritmo é intenso
assim como a pressão.
Entrando no mercado de trabalho
Programa de Estágio e Trainees
Talvez seja a forma mais eficiente e barata para a pessoa que quer ingressar no mercado de trabalho.
Nessa modalidade o aluno é treinado pela empresa, que ao concluir o curso ( geralmente de curta
duração), ele tem um emprego garantido dentro da empresa.
O problema dessa modalidade é que não são muitas empresas que oferecem, e as que oferecem tem
muita gente disputando.
Se você se interessou, tem que ficar sempre atento ao site das empresas que oferecem programa de
trainee em tecnologia.
Entrando no mercado de trabalho
Cursos Gratuitos ou Baratos
Aqui é onde a maioria consegue se formar/estudar, antes de entrar no mercado de trabalho.
Existem diversas iniciativas da comunidade para incluir pessoas de todos os gêneros, classes sociais, e
localidades no mercado de forma gratuita.
Além de cursos gratuitos no Youtube, artigos, tutoriais e um enorme volume de conteúdo gratuito em
sites como Github, Medium, Stackoverflow, dev.to entre outros blogs e fóruns de programação.
Saiba que mesmo que você tenha iniciado em tecnologia por alguma das outras opções você
fatalmente vai cair em um cenário que vai buscar algum conhecimento dentro da opção de conteúdo
gratuito ou barato.
Sites como Udemy, Pluralsight, Egghead, Coursera, entre também os brasileiros como Rocketseat,
Alura, entre outros são sites que vendem cursos de programação, alguns mais caros, outros mais
baratos.
Entrando no mercado de trabalho
Conseguindo a vaga
Independente de como você escolher se formar para poder atuar com tecnologia, alguns pré-requisitos são essenciais para
que você tenha algum apelo para os recrutadores/entrevistadores pra vaga que você pretende atuar
- Bom currículo: Informações claras, design simples e direto, e apenas conteúdo que seja relevante para a posição que
você está aplicando. Mesmo que seja a sua primeira experiência, colocar onde estudou, quais projetos já fez e quais
tecnologias e metodologias conhece, já é o suficiente.
- Linkedin e Github: São dois perfis essenciais hoje em vagas de tecnologia. Muitas vezes um perfil todo animado cheio de
informações não diz muito sobre seu conhecimento técnico, projetos em que demonstre seu raciocínio lógico, e um perfil
no Linkedin conciso e com bom networking podem chamar mais atenção.
- Aplicando as vagas: Não precisa sempre atender 100% dos requisitos. Entendo bem os obrigatórios, e um pouco dos
recomendados já é um ótimo começo. E é normal escutar muitos nãos. Seniors, Gerentes e Lideranças também escutam. O
mais importante é não se abalar com o não e usar de combustível até conseguir o seu sim. Tem que ter o ego muito baixo
e ser muito humilde. Tem que pensar que se não rolou ainda é porque não era a empresa. Tem empresas também que têm
processos de contratações ruins ou lentos, nem sempre a responsabilidade é toda do candidato.
Entrando no mercado de trabalho
Conseguindo a vaga : Plataformas para treino de entrevista e testes de vaga
Existem algumas plataformas de treino de testes de algoritmo e estrutura de dados que treinam o candidato para testes de
grandes empresas.
Existem também repositórios no Github com diversos testes de vagas de empresas.
Essa pode ser uma boa estratégia para conseguir um emprego, independente do nível de senioridade do profissional.
Eu sinceramente, não gosto desse tipo de teste pois causa ansiedade e nervosismo desnecessários em muitos candidatos.
Porém, é um recurso e ajuda bastante no treino e melhoria com lógica e algoritmos
Algumas plataformas em inglês são: HackerRank, Leetcode, Pramp, CodeExpert, InterviewCake, AlgoExpert
Atuando no mercado
Após conseguir a tão sonhada vaga tem algumas skills que ajudam a manter o seu emprego dentre elas:
Soft skills: São skills de "comportamento", colaboração, boa comunicação, empatia, foco, organização, pró atividade,
responsabilidade são skills que são muito valorizados no setor de tecnologia.
Hard skills: Conhecimento técnico. É necessário sempre se atualizar e continuar estudando pois o mercado sempre está em
evolução e as formas de resolver os problemas e executar os projetos evoluem constantemente.
Quando se pára de estudar , corre-se um grande risco de se tornar um "dinossauro".
Mas mais do que estudar tecnologias, a parte mais difícil de atuar em tecnologia é estudar o embasamento e as teorias por
trás das tecnologias que utilizamos. Isso porque muitos programadores e profissionais não entendem o que fazem, ou os
conceitos que estão por trás de toda inteligência computacional dos projetos que produzem.
E isso é normal. Porém é muito importante ter um conhecimento forte nessas bases de programação , computação e
tecnologia porque tudo que surge de novo, deriva dessa base.
Com essa base bem fundamentada, a curva de aprendizado diminui bastante.
Estudando
Três grandes problemas da área de tecnologia, são :
1- que costuma ser um conhecimento abstrato e interdependente tornando o aprendizado complexo e muitas vezes difícil, pois para
entender o conceito X, você precisa absorver e dominar o conceito YZ primeiro.
2 -Hoje em dia tem muito conteúdo e muita informação. É muita coisa para se estudar. Ficando muitas vezes confuso e causando
desmotivação para quem se propõe atuar na área.
3- A maior parte do material e conteúdo está em Inglês
A forma mais rápida de acompanhar o que tem de novo em tecnologia é seguindo os perfis das empresas e da comunidade que
produzem o software que usamos no dia-dia.
Outro também é seguir blogs, perfis de influencers e autores de livros e conteúdo.
Outra forma é seguir canais do Youtube, participar de newsletters, além claro de comprar livros sobre determinada tecnologia ou
conceito que queremos aprender.
Uma outra forma eficaz de aprender e estudar é fazendo projetos pessoais e também debugando e analisando código de outros
programadores / projetos.
Existem diversos sites e plataformas que explicam conceitos como Design Patterns, Arquitetura, Algoritmos, Estrutura de Dados, como
funcionam certas linguagens, além de propor desafios para memorização e treino desses conceitos.
Ex: Com javascript: www.patterns.dev, www.javascript.info
Problemas Comuns
Alguns problemas que todos programadores e pessoas que atuam em tecnologia enfrentam
1 - Sindrome do Impostor
É muito comum se comparar aos colegas, ou até acreditar que não se sabe o suficiente para atuar em um
projeto. E isso pode acarretar problemas maiores como depressão, ansiedade, nervosismo. É um problema
comum e que atinge todos os níveis.
2 - Má comunicação com clientes/empregadores/usuários
É comum quando em algum projeto, o escopo e expectativa de funcionamento do mesmo não são alinhados
adequadamente, que exista algum atrito entre quem demanda, e quem produz.
3 - Burnout, pressão irreal e outros problemas
Em algumas empresas acontece de projetos terem datas de entregas irreais, e por conta disso a pressão ser
muito grande em cima dos programadores, muitas empresas pedindo inclusive muitas horas extras , e
ocasionando burnout dentre outros problemas psicológicos em seus funcionários
4 - Privar a vida social e pessoal por causa da vida profissional
Por ser uma área que demanda aprimoramento constante, e muito esforço, muitas pessoas deixam de estar
com familiares, aproveitar finais de semana e até férias, para atuar em projetos, estudar, fazer freelas.
Carreiras
Desenvolvimento Web:
Desenvolvimento de aplicações que rodam em navegadores, e que tem servidores web por
trás. Pode ser dividida em diversos tipos:
Back-end: Profissional responsável por desenvolver a aplicação do lado do servidor, com a
lógica de negócio e conexão e configuração do banco de dados.Muitas vezes faz o papel de
DevOps e DBA também.
Front-end: Profissional responsável pela interface de usuário, além da parte da aplicação
que roda no navegador. Pode atuar fazendo aplicações mobile ( PWA ),e atua diretamente
com times de marketing e design da empresa, pois é o profissional em que o feedback do
usuário atinge diretamente o trabalho.
Fullstack: É um híbrido de front-end e Back-end. Geralmente um profissional que
consegue fazer uma aplicação inteira desde a modelagem de dados no banco, até os
serviços backend, e a interface de usuário. Geralmente tem conhecimento mais
forte em uma das áreas, e conhecimento suficiente para atuar com o necessário na
outra. Costuma ser um especialista de uma das áreas e se "virar" na outra.
Carreiras
Desenvolvimento Web:
QA ( Quality Analyst ): É o profissional dedicado a testar a aplicação, descobrir falhas de
segurança, além de implementações errados de acordo com escopo e demanda do cliente.
Antigamente o QA era encarado apenas como tester, mas hoje em dia se exige que seja um
automatizador de testes.Produz testes automatizados que checam todos os cenários em
que uma aplicação pode falhar,e é especialmente útil no descobrimento de bugs, ou testes
de novas implementações.
DevOps: É o profissional responsável por toda infra-estrutura dos projetos da empresa.
Geralmente tem um conhecimento muito forte de sistemas operacionais, redes, cloud,
servidores, CI/CD, monitoramento. Também costumam ter um bom conhecimento de
back-end.
DBA: É o profissional responsável por administrar os bancos de dados de uma
empresa.
Carreiras
Mobile
Android: É o profissional dedicado a implementar uma aplicação para o sistema Android.
Costuma usar linguagens como Kotlin e Java
IOS: É o profissional dedicado a fazer aplicações para dispositivos Apple. Costuma usar
linguagens como Swift, Objective C
Fullstack Mobile: É o profissional que atua em ambas plataformas (Android e
Apple), mas utilizando frameworks como Flutter e React Native que atendem as
duas ao mesmo tempo, porém não com a mesma eficiência das linguagens usadas
para aplicativos nativos.
Exige conhecimento de linguagens como Dart e JavaScript.
Carreiras
Machine Learning
Machine Learning é um ramo da Inteligência Artificial, que tem como intuito o software
"aprender" através de uma amostra de dados, envolve conhecimentos em programação,
estatística, probabilidade, álgebra linear e cálculo.
Algumas linguagens que são utilizadas para Machine Learning são: Python, R, Matlab e
Scala.
Alguns tipos de aplicações que usam Machine Learning são:
Tradutores, Recomendação de Produtos, Aplicativos de Transporte, Mídias Sociais,
Assistentes Virtuais, um exemplo básico: Nas redes sociais tem uma aplicação de Machine
Learning que sabe reconhecer rostos de pessoas através de amostragem de imagens, e
consegue marcar as pessoas identificadas através da inteligência dessa aplicação.
Carreiras
Inteligência Artificial
O campo da Inteligência Artificial é algo que vem sendo estudado desde os anos 1940, e
que tem vários sub-ramos como Redes Neurais, Deep Learning, Robótica, NLP, etc.
O conhecimento de Matemática e Algoritmos é essencial para atuar na área.
Algumas linguagens usadas para desenvolvimento de IAs: Python, C++, C.
Temos diversas aplicações que utilizamos no dia-dia desde os algoritmos de conteúdo de
feed de aplicações como TikTok, Twitter, Facebook, Spotify e Netflix, até carros autônomos
como os Tesla, a assistente virtuais como a Alexa.
Carreiras
Data Science
Na era em que os dados são considerados o "novo ouro", o Cientista de Dados é um
profissional altamente valorizado pelas empresas, atuam com Big Data, Estatística,
Algoritmos, Matemática e Machine Learning para extrair inteligência e relatórios que
acabam ajudando a tomada de decisão dentro de um produto com o intuito de que
aplicações que conseguem fidelizar ainda mais o usuário de um determinado produto /
empresa.
O profissional de Data Science costuma utilizar linguagens como Python e R, além de
bibliotecas como Pandas.
Carreiras
Jogos
Jogos é uma área muito promissora, e que demanda bastante conhecimento não só de
programação, como computação gráfica, animação, 3d, física, matemática.
Agora com os óculos de Realidade Virtual e o metaverso é uma área que está cada vez mais
em demanda.
Algumas linguagens que são utilizadas são C,C++,C#,Java, Lua, mas também existem jogos
feitos com JavaScript para web. Existem também algumas engines que facilitam esse
processo como Unity,Unreal, Cry, Source.
Carreiras
Outros
Segurança: Um profissional de segurança, ou cyber security, tem como objetivo garantir a
consistência e prevenção de roubo ou mal-uso de dados de uma empresa ou produto. É
responsável por monitorar, e manter estável todos os sistemas, acessos, protocolos, dos usuários e
membros de uma empresa. Costuma ter um forte conhecimento em linguagens de programação,
algoritmos, redes, protocolos, sistemas operacionais, servidores.
Desktop: Um profissional que desenvolve aplicações Desktop, é o profissional responsável por
desenvolver aplicações que vão rodar na máquina dos usuários, através de arquivos executáveis.
Costuma atuar com tecnologias como Delphi, C# .Net, Java.
Web3/Crypto/Blockchain: É o profissional que atua construindo blockchains, ou aplicações que
utilizem uma blockchain. Exige conhecimentos em Criptografia, programação, smart contracts,
estrutura de dados e arquitetura de block chains. Web3 é uma área bem recente de
desenvolvimento e com um futuro muito promissor.
Algumas áreas em que blockchain e web3 tendem a crescer são : Finanças e sistemas de
pagamento, Medicina, artes, etc.
Atuando
Tipos de Empresas
BigTechs: São as maiores empresas de tecnologia que estão presentes no dia-dia das
pessoas. Microsoft, Google, Apple, Meta(Facebook), Netflix, Spotify, Amazon etc.
São empresas com um número grande de funcionários e que geralmente são as que mais
pagam com salários astronômicos, especialmente nos EUA (tem pessoas em tecnologia
sem ser em cargos de gerência ganhando mais de 1 milhão de dólares anualmente).
Mas as vagas nessas empresas são altamente disputadas e o nível de avaliação é
extremamente alto, além de muitos funcionários reclamarem que não tem mais vida
social, e o ritmo de trabalho é altamente intenso.
Costumam ter a melhor estrutura enquanto empresa, mas a mobilidade e crescimento da
carreira costuma ser lento, devido a essas empresas recrutarem sempre os melhores
profissionais do mercado que conseguem, colocando o nível de todo mundo muito alto.
Atuando
Tipos de Empresas
Startups: Startups são empresas em estágio inicial, com uma ideia inovadora e que tem o
intuito de se tornarem líderes de mercado em um curto espaço de tempo. Se criou um
mito em torno de startups pelo fato de algumas das big techs de hoje, que faturam bilhões
anualmente e estão presentes no mundo todo terem sido startups. Mas a realidade é que
a grande maioria de startups não alcança um nível global, ou simplesmente não dá certo.
É comum algumas startups quando estão em um estágio embrionário oferecerem ações
aos seus funcionários.
O ritmo costuma ser muito intenso, e muitas vezes a qualidade do software não é das
melhores.
Costumam ter muito espaço para criatividade, tomada de decisões e crescimento
profissional.
Atuando
Tipos de Empresas
Multinacionais: São empresas que não necessariamente tem tecnologia como o centro do
negócio, mas que depende altamente de tecnologia para gerenciar o negócio.
Costumam ter times mistos de pessoas contratadas da própria empresa, com pessoas de
empresas terceiras "consultorias", que atuam em projetos específicos da empresa.
Costumam ter bastante dinheiro, e investir bastante em tecnologia.
Exemplo: Empresas do ramo Bancário e Financeiro, Alimentos, Transporte e Logística,
Comunicações, Comércios e Serviços, Construção
Atuando
Tipos de Empresas
Consultorias/Software Houses: São empresas que têm profissionais altamente
qualificados que podem atuar em projetos da própria consultoria e que são vendidos para
empresas terceiras, assim como atuar em projetos dentro de outras empresas como
terceiros. Costumam atuar em projetos de grande escala, e com orçamentos milionários.
Agências: São empresas que atuam em projetos mais pontuais e rápidos, ficaram famosas
nos anos 90, 2000,2010, especialmente em projetos que demandam bastante design,
marketing, conteúdo para web e mobile, e estão mais ligados a publicidade e design.
Existem bastante profissionais de tecnologia atuando em agências, e pode ser um bom
começo para fazer um portfólio com marcas conhecidas ( eu atuei entre 2012-2014 em
agências), porém o ritmo é muito intenso e a qualidade das entregas nem sempre é das
melhores.
Atuando
Tipos de Empresas
Freelance/Contractor: Ser um profissional freelancer você é sua própria empresa. Você pode atuar
como terceirizado para outras empresas, assim como em conjunto com outros freelancers ou
sozinho.
O problema de atuar como freelancer é que você não tem estabilidade e tem que lidar com toda
parte burocrática e jurídica por você mesmo.
Para alguns funciona muito bem. Para outros nem tanto.
Geralmente um freelancer costuma cobrar o dobro ou pelo menos 30% a mais da média do
mercado.
Não podendo comparar com um profissional de uma bigtech. Mas a razão do valor maior é que o
custo desde pagamento de impostos, como equipamento, deslocamento etc é todo absorvido pelo
freelancer.
É uma modalidade que tem crescido muito especialmente por conta do aumento do trabalho
remoto para o exterior.
Existem algumas plataformas de trabalho freelancer como Toptal,Turing,Upwork, TripleByte, que
costumam atuar como intermediários de novos projetos para desenvolvedores.
Costumam ter testes de avaliação para seus desenvolvedores freelancer.
Atuando
Mercado Brasileiro
O mercado brasileiro é o maior mercado de tecnologia da América Latina, e tem empresas e
startups que são referência no seu setor no mundo.
Os salários não são dos mais altos do mercado, mas isso não quer dizer que nossos profissionais de
tecnologia sejam menos talentosos. Pelo contrário, o aumento da demanda dos nossos
profissionais está cada vez maior, especialmente por consultorias que terceirizam o trabalho para o
exterior.
Atuar no mercado brasileiro é uma grande escola para um programador pois a pressão e
profissionalismo, preparam qualquer profissional para alçar voos ainda maiores.
Ainda existem empresas no Brasil pagando mal os profissionais de tecnologia, e isso depende
muito da região, tamanho da empresa, setor em que atua, mas já é possível achar salários entre
3-6 mil reais para júnior, e salários chegando na faixa de 20-30 mil reais para profissionais
especialistas e em cargos de liderança.
Atuando
Remoto do Brasil pro Exterior
Existem várias formas de atuar do Brasil pro Exterior, a primeira é ser um contratado direto como freelancer/
contractor para uma empresa estrangeira, onde você tem uma conta que recebe pagamentos internacionais,
e emite notas fiscais para essa empresa do exterior.
A outra forma é atuando através de plataformas de freelancer como Toptal, Upwork, Turing, Triple Byte.
A última forma mais comum é atuar através de consultorias e software houses que terceirizam o trabalho de
grandes empresas e startups dos EUA, Europa e outros países, e acabam ficando com uma % maior do seu
salário. Muitos empregos dessas consultorias pagam até menos que empresas brasileiras, mas vendem a
idéia que por atuar em um projeto internacional o programador vai ter um aprendizado e um prestígio maior.
A faixa salarial de um freelancer / contractor pode chegar entre 2 mil dólares/euros para junior e chegar até
12-16mil doláres para posições de cargo mais alto em algumas empresas.
em plataformas gira em torno de 2mil - 9 mil dólares.
Em consultorias depende muito da consultoria mas dificilmente ultrapassa os 5 mil doláres. Tem algumas que
ainda pagam mais até 8 mil dólares mas são difíceis de entrar e a concorrência é muito grande.
Atuando
Migrando para o Exterior
Para migrar pro exterior, o profissional tem que avaliar diversas questões e preencher alguns
requisitos como:
- Está no nível exigido pela vaga? ( não é raro isso acontecer pois muitos profissionais brasileiros
são muito bons)
- Tem a documentação exigida pelo visto no país? Nem todo país exige formação e diploma de
faculdade, mas alguns vistos e países sim.
- A cultura do novo país é fácil de se habituar?
- A empresa ajuda com mudança e planejamento familiar no novo país?
- O que acontece se o funcionário for demitido da empresa no começo em um novo país?
(Aconteceu comigo)
Mesmo ganhando salários altos ( depende do país, alguns países pagam menos que o Brasil
inclusive) , e tendo maior qualidade de vida, existem alguns aspectos como cultura, saudade da
família, ética de trabalho que nem todos os brasileiros conseguem se acostumar.
É algo totalmente compreensível e que pode acontecer com qualquer um.
Atuando
Criador de Conteúdo
Muitos profissionais de tecnologia ganham dinheiro fazendo cursos,vídeo tutoriais,escrevendo
livros,ministrando palestras e mentorando profissionais.
O problema de atuar nessa área é que demanda muito mais conhecimento do que apenas
conhecimento técnico, demanda conhecimento pedagógico , conhecimento de ferramentas de
mídia e marketing para melhorar o material produzido com o conteúdo a ser vendido, além de uma
constante demanda de alunos e potenciais clientes.
Os ganhos podem ser estratosféricos, algo em torno de 60 a 200 mil reais mensais, mas isso é uma
quantia que uma minoria de influencers, palestrantes e professores ganham, diria que os mais
famosos e com cursos mais vendidos, a grande maioria mal consegue tirar um salário extra, e o
problema dessa área é que como tem muita gente começando em tecnologia, existem pessoas com
conteúdo muito ruim, e inadequado tanto na parte técnica como pedagógica vendendo material e
ensinamentos errados.
É uma das áreas de Tecnologia com pessoas com ego mais inflado. Existe uma recente tendência
em transformar tecnologia em entretenimento barato, e vender anúncios e cursos milagrosos em
redes sociais.
Atuando
Open Source
Essa é a área talvez mais misteriosa e desejada por quem atua com tecnologia.
Atuar em projetos que têm código aberto e que ajudam a comunidade, creio que seja o sonho de 8
entre 10 programadores.
Existem algumas empresas,fundações e organizações que dão prêmios em dinheiro a
contribuidores, ou empresas/pessoas que utilizam e conseguem inovar utilizando suas tecnologias.
Recentemente na empresa que eu atuo, (Mintbase), teve um programa de bonificação a projetos
que utilizem nossa tecnologia de até 5 milhões de dólares, com vários níveis de premiação, desde
projetos ganhando 10 mil dólares, até projetos podendo faturar mais de 100 mil dólares.
Esse tipo de remuneração ainda é rara, mas existem grandes empresas como Google, Mozilla e
Apache que pagam as pessoas que encontram falhas em seus softwares, e as resolvem, com
pagamentos podendo chegar até 150 mil dólares.
Contatos:
ruben@rubenmarcus.dev
github.com/rubenmarcus
linkedin.com/in/rubenmarcus
dev.to/rubenmarcus
rubenmarcus.medium.com
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Declaração de escopo MODELO
Declaração de escopo MODELODeclaração de escopo MODELO
Declaração de escopo MODELOSuzana Sarmento
 
Aula 13 - Matrizes
Aula 13 - MatrizesAula 13 - Matrizes
Aula 13 - MatrizesPacc UAB
 
Cartilha de Ética e Segurança Digital
Cartilha de Ética e Segurança DigitalCartilha de Ética e Segurança Digital
Cartilha de Ética e Segurança DigitalTiago Mutti
 
Gestão de Projetos
Gestão de ProjetosGestão de Projetos
Gestão de ProjetosGeorge Dias
 
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoesGerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoesJucioliver
 
Lógica e Matemática Computacional - Aula 04
Lógica e Matemática Computacional - Aula 04Lógica e Matemática Computacional - Aula 04
Lógica e Matemática Computacional - Aula 04thomasdacosta
 
Informática Básica Parte 5 - Internet conhecimentos básicos
Informática Básica Parte 5 - Internet conhecimentos básicosInformática Básica Parte 5 - Internet conhecimentos básicos
Informática Básica Parte 5 - Internet conhecimentos básicosMaurício V.Pires
 
Introdução a Algoritmos: Conceitos Básicos
Introdução a Algoritmos: Conceitos BásicosIntrodução a Algoritmos: Conceitos Básicos
Introdução a Algoritmos: Conceitos BásicosElaine Cecília Gatto
 
Matéria de apoio (Base de dados)
Matéria de apoio  (Base de dados)Matéria de apoio  (Base de dados)
Matéria de apoio (Base de dados)André Silva
 
A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NOS DIAS ATUAIS
A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NOS DIAS ATUAIS A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NOS DIAS ATUAIS
A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NOS DIAS ATUAIS Sheila Campos
 
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 01
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 01Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 01
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 01thomasdacosta
 
Técnicas de Inteligência Artificial em Jogos Eletrônicos
Técnicas de Inteligência Artificial em Jogos EletrônicosTécnicas de Inteligência Artificial em Jogos Eletrônicos
Técnicas de Inteligência Artificial em Jogos EletrônicosRoger Ritter
 
Grafos - Uma abordagem divertida - Latinoware 2014
Grafos - Uma abordagem divertida - Latinoware 2014Grafos - Uma abordagem divertida - Latinoware 2014
Grafos - Uma abordagem divertida - Latinoware 2014Christiano Anderson
 

Mais procurados (20)

Declaração de escopo MODELO
Declaração de escopo MODELODeclaração de escopo MODELO
Declaração de escopo MODELO
 
Aula 13 - Matrizes
Aula 13 - MatrizesAula 13 - Matrizes
Aula 13 - Matrizes
 
Cartilha de Ética e Segurança Digital
Cartilha de Ética e Segurança DigitalCartilha de Ética e Segurança Digital
Cartilha de Ética e Segurança Digital
 
Gestão de Projetos
Gestão de ProjetosGestão de Projetos
Gestão de Projetos
 
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoesGerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
 
Outplacement
OutplacementOutplacement
Outplacement
 
A INFORMÁTICA NAS EMPRESAS
A INFORMÁTICA NAS EMPRESASA INFORMÁTICA NAS EMPRESAS
A INFORMÁTICA NAS EMPRESAS
 
Pacote office
Pacote officePacote office
Pacote office
 
Lógica e Matemática Computacional - Aula 04
Lógica e Matemática Computacional - Aula 04Lógica e Matemática Computacional - Aula 04
Lógica e Matemática Computacional - Aula 04
 
Informática Básica Parte 5 - Internet conhecimentos básicos
Informática Básica Parte 5 - Internet conhecimentos básicosInformática Básica Parte 5 - Internet conhecimentos básicos
Informática Básica Parte 5 - Internet conhecimentos básicos
 
Introdução a Algoritmos: Conceitos Básicos
Introdução a Algoritmos: Conceitos BásicosIntrodução a Algoritmos: Conceitos Básicos
Introdução a Algoritmos: Conceitos Básicos
 
Fundamentos TI
Fundamentos TIFundamentos TI
Fundamentos TI
 
Governança de TI - Aula05 - compliance, PETI e PDTI
Governança de TI - Aula05 - compliance, PETI e PDTIGovernança de TI - Aula05 - compliance, PETI e PDTI
Governança de TI - Aula05 - compliance, PETI e PDTI
 
Matéria de apoio (Base de dados)
Matéria de apoio  (Base de dados)Matéria de apoio  (Base de dados)
Matéria de apoio (Base de dados)
 
A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NOS DIAS ATUAIS
A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NOS DIAS ATUAIS A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NOS DIAS ATUAIS
A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NOS DIAS ATUAIS
 
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 01
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 01Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 01
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 01
 
Técnicas de Inteligência Artificial em Jogos Eletrônicos
Técnicas de Inteligência Artificial em Jogos EletrônicosTécnicas de Inteligência Artificial em Jogos Eletrônicos
Técnicas de Inteligência Artificial em Jogos Eletrônicos
 
Correio eletrônico
Correio eletrônicoCorreio eletrônico
Correio eletrônico
 
Grafos - Uma abordagem divertida - Latinoware 2014
Grafos - Uma abordagem divertida - Latinoware 2014Grafos - Uma abordagem divertida - Latinoware 2014
Grafos - Uma abordagem divertida - Latinoware 2014
 
Tecnologia e juventude
Tecnologia e juventudeTecnologia e juventude
Tecnologia e juventude
 

Semelhante a Iniciando carreira TI

Tecnologia da Informação - Carreira e perspectiva
Tecnologia da Informação - Carreira e perspectiva Tecnologia da Informação - Carreira e perspectiva
Tecnologia da Informação - Carreira e perspectiva Jônatan Gouveia
 
O mercado de trabalho para a T.I.
O mercado de trabalho para a T.I.O mercado de trabalho para a T.I.
O mercado de trabalho para a T.I.Yan Magalhães
 
Profissional acadêmico
Profissional  acadêmicoProfissional  acadêmico
Profissional acadêmicoAlbert Tanure
 
Exercicio design thinking
Exercicio design thinkingExercicio design thinking
Exercicio design thinkingDouglas Mello
 
Aprenda a ser um webmaster
Aprenda a ser um webmasterAprenda a ser um webmaster
Aprenda a ser um webmasterJeferson Souza
 
So aula 02_apresentação_dos_modulos
So aula 02_apresentação_dos_modulosSo aula 02_apresentação_dos_modulos
So aula 02_apresentação_dos_modulosRoney Sousa
 
So aula 02_apresentação_dos_modulos
So aula 02_apresentação_dos_modulosSo aula 02_apresentação_dos_modulos
So aula 02_apresentação_dos_modulosRoney Sousa
 
O que é Desenvolvimento de Aplicações
O que é Desenvolvimento de AplicaçõesO que é Desenvolvimento de Aplicações
O que é Desenvolvimento de AplicaçõesProfThiagoAAlves
 
Ppt sthart final
Ppt sthart finalPpt sthart final
Ppt sthart finalletssthart
 
Segunda Empregável - Edição 01
Segunda Empregável - Edição 01Segunda Empregável - Edição 01
Segunda Empregável - Edição 01Fernando Anselmo
 
Gerencie sua carreira. Seja um desenvolvedor melhor!
Gerencie sua carreira. Seja um desenvolvedor melhor!Gerencie sua carreira. Seja um desenvolvedor melhor!
Gerencie sua carreira. Seja um desenvolvedor melhor!Sandro Giacomozzi
 
Carreiras em tecnologia - Multivix Multitalks 2020
Carreiras em tecnologia - Multivix Multitalks 2020Carreiras em tecnologia - Multivix Multitalks 2020
Carreiras em tecnologia - Multivix Multitalks 2020Evandro da Silva Amparo
 
AULA TECNICO EM INFORMATICA 02.05.2023.pptx
AULA TECNICO EM INFORMATICA 02.05.2023.pptxAULA TECNICO EM INFORMATICA 02.05.2023.pptx
AULA TECNICO EM INFORMATICA 02.05.2023.pptxCidrone
 

Semelhante a Iniciando carreira TI (20)

Tecnologia da Informação - Carreira e perspectiva
Tecnologia da Informação - Carreira e perspectiva Tecnologia da Informação - Carreira e perspectiva
Tecnologia da Informação - Carreira e perspectiva
 
O mercado de trabalho para a T.I.
O mercado de trabalho para a T.I.O mercado de trabalho para a T.I.
O mercado de trabalho para a T.I.
 
Profissional acadêmico
Profissional  acadêmicoProfissional  acadêmico
Profissional acadêmico
 
Carreira de dev
Carreira de devCarreira de dev
Carreira de dev
 
Revista programar 10
Revista programar 10Revista programar 10
Revista programar 10
 
Excelência - PUC
Excelência - PUCExcelência - PUC
Excelência - PUC
 
Treina+ jun+16
Treina+ jun+16Treina+ jun+16
Treina+ jun+16
 
Exercicio design thinking
Exercicio design thinkingExercicio design thinking
Exercicio design thinking
 
Aprenda a ser um webmaster
Aprenda a ser um webmasterAprenda a ser um webmaster
Aprenda a ser um webmaster
 
So aula 02_apresentação_dos_modulos
So aula 02_apresentação_dos_modulosSo aula 02_apresentação_dos_modulos
So aula 02_apresentação_dos_modulos
 
So aula 02_apresentação_dos_modulos
So aula 02_apresentação_dos_modulosSo aula 02_apresentação_dos_modulos
So aula 02_apresentação_dos_modulos
 
IT Carreer
IT CarreerIT Carreer
IT Carreer
 
faculdade de TI
faculdade de TIfaculdade de TI
faculdade de TI
 
O que é Desenvolvimento de Aplicações
O que é Desenvolvimento de AplicaçõesO que é Desenvolvimento de Aplicações
O que é Desenvolvimento de Aplicações
 
Ppt sthart final
Ppt sthart finalPpt sthart final
Ppt sthart final
 
Segunda Empregável - Edição 01
Segunda Empregável - Edição 01Segunda Empregável - Edição 01
Segunda Empregável - Edição 01
 
A saga do desenvolvedor java
A saga do desenvolvedor javaA saga do desenvolvedor java
A saga do desenvolvedor java
 
Gerencie sua carreira. Seja um desenvolvedor melhor!
Gerencie sua carreira. Seja um desenvolvedor melhor!Gerencie sua carreira. Seja um desenvolvedor melhor!
Gerencie sua carreira. Seja um desenvolvedor melhor!
 
Carreiras em tecnologia - Multivix Multitalks 2020
Carreiras em tecnologia - Multivix Multitalks 2020Carreiras em tecnologia - Multivix Multitalks 2020
Carreiras em tecnologia - Multivix Multitalks 2020
 
AULA TECNICO EM INFORMATICA 02.05.2023.pptx
AULA TECNICO EM INFORMATICA 02.05.2023.pptxAULA TECNICO EM INFORMATICA 02.05.2023.pptx
AULA TECNICO EM INFORMATICA 02.05.2023.pptx
 

Iniciando carreira TI

  • 1. Iniciando uma carreira de Tecnologia em 2023 por Ruben Marcus
  • 2. Um pouco sobre mim ● Atuo mais de 10 anos com Desenvolvimento Web ● Atuo com React desde 2016. Com Next.js e TypeScript desde 2018. ● Já atuei em Portais e E-commerces com milhões de visitas diárias ● Atuo com foco em melhoria de código e performance de aplicações ● 31 mil pessoas leram minhas respostas no Stack Overflow ● 35 mil de leituras nos artigos do Medium e dev.to ● Já atuei em Projetos de 5 Países, com pessoas de mais de 70 nacionalidades. ● Atualmente trabalho numa empresa americana de web3 e resido em Lisboa - Portugal.
  • 3. O que você vai ver nessa apresentação ▪ Entrando no Mercado de trabalho ▪ Atuando no Mercado ▪ Estudando ▪ Problemas Comuns Desafios da carreira de tecnologia 01. ▪ Web ▪ Mobile ▪ Machine Learning ▪ Inteligência Artificial ▪ Data Science ▪ Jogos ▪ Outros Carreiras 02. ▪ Tipos de Empresa ▪ Mercado Brasileiro ▪ Remoto do Brasil pro Exterior ▪ Migrando pro Exterior ▪ Criador de Conteúdo ▪ Open Source Atuando 03.
  • 4. Entrando no mercado de trabalho Sempre que uma pessoa pensa em atuar com tecnologia ou programação, ela se pergunta quais os caminhos e escolha tem que fazer para conseguir entrar no mercado de trabalho: Faculdade É o caminho mais lógico e seguro. Em muitas faculdades,as próprias empresas buscam os melhores alunos para serem estagiários e assim ingressarem no mercado de trabalho. E geralmente com uma média salarial maior do que as pessoas que seguem outros caminhos. A grande dificuldade de se fazer uma faculdade muitas vezes é o valor que não é compatível com a renda do aluno. Porém existem faculdades que dão bolsa, e descontos na mensalidade. Um outro problema é que cursos de muitas faculdades envolvem teoria e conhecimentos bem avançados, e acabam por ter muitos alunos desistindo do curso no caminho. Mas ter um diploma de uma boa faculdade, além de ajudar no networking e como um argumento a mais na hora de uma entrevista de emprego, pode ajudar também bastante com um visto de trabalho para o exterior.
  • 5. Entrando no mercado de trabalho Escolas de Programação e Bootcamps É uma modalidade mais recente que é extremamente focada no mercado de trabalho. Muitas não exigem pagamento durante o curso, tendo um acordo/contrato com aluno que ele vai passar a pagar após ter um emprego com um nível X salarial. Geralmente esses cursos têm um valor muito alto, mas talvez seja a forma mais curta de entrar na área. Pois a maioria dos alunos conseguem colocação no mercado de trabalho, porém o ritmo é intenso assim como a pressão.
  • 6. Entrando no mercado de trabalho Programa de Estágio e Trainees Talvez seja a forma mais eficiente e barata para a pessoa que quer ingressar no mercado de trabalho. Nessa modalidade o aluno é treinado pela empresa, que ao concluir o curso ( geralmente de curta duração), ele tem um emprego garantido dentro da empresa. O problema dessa modalidade é que não são muitas empresas que oferecem, e as que oferecem tem muita gente disputando. Se você se interessou, tem que ficar sempre atento ao site das empresas que oferecem programa de trainee em tecnologia.
  • 7. Entrando no mercado de trabalho Cursos Gratuitos ou Baratos Aqui é onde a maioria consegue se formar/estudar, antes de entrar no mercado de trabalho. Existem diversas iniciativas da comunidade para incluir pessoas de todos os gêneros, classes sociais, e localidades no mercado de forma gratuita. Além de cursos gratuitos no Youtube, artigos, tutoriais e um enorme volume de conteúdo gratuito em sites como Github, Medium, Stackoverflow, dev.to entre outros blogs e fóruns de programação. Saiba que mesmo que você tenha iniciado em tecnologia por alguma das outras opções você fatalmente vai cair em um cenário que vai buscar algum conhecimento dentro da opção de conteúdo gratuito ou barato. Sites como Udemy, Pluralsight, Egghead, Coursera, entre também os brasileiros como Rocketseat, Alura, entre outros são sites que vendem cursos de programação, alguns mais caros, outros mais baratos.
  • 8. Entrando no mercado de trabalho Conseguindo a vaga Independente de como você escolher se formar para poder atuar com tecnologia, alguns pré-requisitos são essenciais para que você tenha algum apelo para os recrutadores/entrevistadores pra vaga que você pretende atuar - Bom currículo: Informações claras, design simples e direto, e apenas conteúdo que seja relevante para a posição que você está aplicando. Mesmo que seja a sua primeira experiência, colocar onde estudou, quais projetos já fez e quais tecnologias e metodologias conhece, já é o suficiente. - Linkedin e Github: São dois perfis essenciais hoje em vagas de tecnologia. Muitas vezes um perfil todo animado cheio de informações não diz muito sobre seu conhecimento técnico, projetos em que demonstre seu raciocínio lógico, e um perfil no Linkedin conciso e com bom networking podem chamar mais atenção. - Aplicando as vagas: Não precisa sempre atender 100% dos requisitos. Entendo bem os obrigatórios, e um pouco dos recomendados já é um ótimo começo. E é normal escutar muitos nãos. Seniors, Gerentes e Lideranças também escutam. O mais importante é não se abalar com o não e usar de combustível até conseguir o seu sim. Tem que ter o ego muito baixo e ser muito humilde. Tem que pensar que se não rolou ainda é porque não era a empresa. Tem empresas também que têm processos de contratações ruins ou lentos, nem sempre a responsabilidade é toda do candidato.
  • 9. Entrando no mercado de trabalho Conseguindo a vaga : Plataformas para treino de entrevista e testes de vaga Existem algumas plataformas de treino de testes de algoritmo e estrutura de dados que treinam o candidato para testes de grandes empresas. Existem também repositórios no Github com diversos testes de vagas de empresas. Essa pode ser uma boa estratégia para conseguir um emprego, independente do nível de senioridade do profissional. Eu sinceramente, não gosto desse tipo de teste pois causa ansiedade e nervosismo desnecessários em muitos candidatos. Porém, é um recurso e ajuda bastante no treino e melhoria com lógica e algoritmos Algumas plataformas em inglês são: HackerRank, Leetcode, Pramp, CodeExpert, InterviewCake, AlgoExpert
  • 10. Atuando no mercado Após conseguir a tão sonhada vaga tem algumas skills que ajudam a manter o seu emprego dentre elas: Soft skills: São skills de "comportamento", colaboração, boa comunicação, empatia, foco, organização, pró atividade, responsabilidade são skills que são muito valorizados no setor de tecnologia. Hard skills: Conhecimento técnico. É necessário sempre se atualizar e continuar estudando pois o mercado sempre está em evolução e as formas de resolver os problemas e executar os projetos evoluem constantemente. Quando se pára de estudar , corre-se um grande risco de se tornar um "dinossauro". Mas mais do que estudar tecnologias, a parte mais difícil de atuar em tecnologia é estudar o embasamento e as teorias por trás das tecnologias que utilizamos. Isso porque muitos programadores e profissionais não entendem o que fazem, ou os conceitos que estão por trás de toda inteligência computacional dos projetos que produzem. E isso é normal. Porém é muito importante ter um conhecimento forte nessas bases de programação , computação e tecnologia porque tudo que surge de novo, deriva dessa base. Com essa base bem fundamentada, a curva de aprendizado diminui bastante.
  • 11. Estudando Três grandes problemas da área de tecnologia, são : 1- que costuma ser um conhecimento abstrato e interdependente tornando o aprendizado complexo e muitas vezes difícil, pois para entender o conceito X, você precisa absorver e dominar o conceito YZ primeiro. 2 -Hoje em dia tem muito conteúdo e muita informação. É muita coisa para se estudar. Ficando muitas vezes confuso e causando desmotivação para quem se propõe atuar na área. 3- A maior parte do material e conteúdo está em Inglês A forma mais rápida de acompanhar o que tem de novo em tecnologia é seguindo os perfis das empresas e da comunidade que produzem o software que usamos no dia-dia. Outro também é seguir blogs, perfis de influencers e autores de livros e conteúdo. Outra forma é seguir canais do Youtube, participar de newsletters, além claro de comprar livros sobre determinada tecnologia ou conceito que queremos aprender. Uma outra forma eficaz de aprender e estudar é fazendo projetos pessoais e também debugando e analisando código de outros programadores / projetos. Existem diversos sites e plataformas que explicam conceitos como Design Patterns, Arquitetura, Algoritmos, Estrutura de Dados, como funcionam certas linguagens, além de propor desafios para memorização e treino desses conceitos. Ex: Com javascript: www.patterns.dev, www.javascript.info
  • 12. Problemas Comuns Alguns problemas que todos programadores e pessoas que atuam em tecnologia enfrentam 1 - Sindrome do Impostor É muito comum se comparar aos colegas, ou até acreditar que não se sabe o suficiente para atuar em um projeto. E isso pode acarretar problemas maiores como depressão, ansiedade, nervosismo. É um problema comum e que atinge todos os níveis. 2 - Má comunicação com clientes/empregadores/usuários É comum quando em algum projeto, o escopo e expectativa de funcionamento do mesmo não são alinhados adequadamente, que exista algum atrito entre quem demanda, e quem produz. 3 - Burnout, pressão irreal e outros problemas Em algumas empresas acontece de projetos terem datas de entregas irreais, e por conta disso a pressão ser muito grande em cima dos programadores, muitas empresas pedindo inclusive muitas horas extras , e ocasionando burnout dentre outros problemas psicológicos em seus funcionários 4 - Privar a vida social e pessoal por causa da vida profissional Por ser uma área que demanda aprimoramento constante, e muito esforço, muitas pessoas deixam de estar com familiares, aproveitar finais de semana e até férias, para atuar em projetos, estudar, fazer freelas.
  • 13. Carreiras Desenvolvimento Web: Desenvolvimento de aplicações que rodam em navegadores, e que tem servidores web por trás. Pode ser dividida em diversos tipos: Back-end: Profissional responsável por desenvolver a aplicação do lado do servidor, com a lógica de negócio e conexão e configuração do banco de dados.Muitas vezes faz o papel de DevOps e DBA também. Front-end: Profissional responsável pela interface de usuário, além da parte da aplicação que roda no navegador. Pode atuar fazendo aplicações mobile ( PWA ),e atua diretamente com times de marketing e design da empresa, pois é o profissional em que o feedback do usuário atinge diretamente o trabalho. Fullstack: É um híbrido de front-end e Back-end. Geralmente um profissional que consegue fazer uma aplicação inteira desde a modelagem de dados no banco, até os serviços backend, e a interface de usuário. Geralmente tem conhecimento mais forte em uma das áreas, e conhecimento suficiente para atuar com o necessário na outra. Costuma ser um especialista de uma das áreas e se "virar" na outra.
  • 14. Carreiras Desenvolvimento Web: QA ( Quality Analyst ): É o profissional dedicado a testar a aplicação, descobrir falhas de segurança, além de implementações errados de acordo com escopo e demanda do cliente. Antigamente o QA era encarado apenas como tester, mas hoje em dia se exige que seja um automatizador de testes.Produz testes automatizados que checam todos os cenários em que uma aplicação pode falhar,e é especialmente útil no descobrimento de bugs, ou testes de novas implementações. DevOps: É o profissional responsável por toda infra-estrutura dos projetos da empresa. Geralmente tem um conhecimento muito forte de sistemas operacionais, redes, cloud, servidores, CI/CD, monitoramento. Também costumam ter um bom conhecimento de back-end. DBA: É o profissional responsável por administrar os bancos de dados de uma empresa.
  • 15. Carreiras Mobile Android: É o profissional dedicado a implementar uma aplicação para o sistema Android. Costuma usar linguagens como Kotlin e Java IOS: É o profissional dedicado a fazer aplicações para dispositivos Apple. Costuma usar linguagens como Swift, Objective C Fullstack Mobile: É o profissional que atua em ambas plataformas (Android e Apple), mas utilizando frameworks como Flutter e React Native que atendem as duas ao mesmo tempo, porém não com a mesma eficiência das linguagens usadas para aplicativos nativos. Exige conhecimento de linguagens como Dart e JavaScript.
  • 16. Carreiras Machine Learning Machine Learning é um ramo da Inteligência Artificial, que tem como intuito o software "aprender" através de uma amostra de dados, envolve conhecimentos em programação, estatística, probabilidade, álgebra linear e cálculo. Algumas linguagens que são utilizadas para Machine Learning são: Python, R, Matlab e Scala. Alguns tipos de aplicações que usam Machine Learning são: Tradutores, Recomendação de Produtos, Aplicativos de Transporte, Mídias Sociais, Assistentes Virtuais, um exemplo básico: Nas redes sociais tem uma aplicação de Machine Learning que sabe reconhecer rostos de pessoas através de amostragem de imagens, e consegue marcar as pessoas identificadas através da inteligência dessa aplicação.
  • 17. Carreiras Inteligência Artificial O campo da Inteligência Artificial é algo que vem sendo estudado desde os anos 1940, e que tem vários sub-ramos como Redes Neurais, Deep Learning, Robótica, NLP, etc. O conhecimento de Matemática e Algoritmos é essencial para atuar na área. Algumas linguagens usadas para desenvolvimento de IAs: Python, C++, C. Temos diversas aplicações que utilizamos no dia-dia desde os algoritmos de conteúdo de feed de aplicações como TikTok, Twitter, Facebook, Spotify e Netflix, até carros autônomos como os Tesla, a assistente virtuais como a Alexa.
  • 18. Carreiras Data Science Na era em que os dados são considerados o "novo ouro", o Cientista de Dados é um profissional altamente valorizado pelas empresas, atuam com Big Data, Estatística, Algoritmos, Matemática e Machine Learning para extrair inteligência e relatórios que acabam ajudando a tomada de decisão dentro de um produto com o intuito de que aplicações que conseguem fidelizar ainda mais o usuário de um determinado produto / empresa. O profissional de Data Science costuma utilizar linguagens como Python e R, além de bibliotecas como Pandas.
  • 19. Carreiras Jogos Jogos é uma área muito promissora, e que demanda bastante conhecimento não só de programação, como computação gráfica, animação, 3d, física, matemática. Agora com os óculos de Realidade Virtual e o metaverso é uma área que está cada vez mais em demanda. Algumas linguagens que são utilizadas são C,C++,C#,Java, Lua, mas também existem jogos feitos com JavaScript para web. Existem também algumas engines que facilitam esse processo como Unity,Unreal, Cry, Source.
  • 20. Carreiras Outros Segurança: Um profissional de segurança, ou cyber security, tem como objetivo garantir a consistência e prevenção de roubo ou mal-uso de dados de uma empresa ou produto. É responsável por monitorar, e manter estável todos os sistemas, acessos, protocolos, dos usuários e membros de uma empresa. Costuma ter um forte conhecimento em linguagens de programação, algoritmos, redes, protocolos, sistemas operacionais, servidores. Desktop: Um profissional que desenvolve aplicações Desktop, é o profissional responsável por desenvolver aplicações que vão rodar na máquina dos usuários, através de arquivos executáveis. Costuma atuar com tecnologias como Delphi, C# .Net, Java. Web3/Crypto/Blockchain: É o profissional que atua construindo blockchains, ou aplicações que utilizem uma blockchain. Exige conhecimentos em Criptografia, programação, smart contracts, estrutura de dados e arquitetura de block chains. Web3 é uma área bem recente de desenvolvimento e com um futuro muito promissor. Algumas áreas em que blockchain e web3 tendem a crescer são : Finanças e sistemas de pagamento, Medicina, artes, etc.
  • 21. Atuando Tipos de Empresas BigTechs: São as maiores empresas de tecnologia que estão presentes no dia-dia das pessoas. Microsoft, Google, Apple, Meta(Facebook), Netflix, Spotify, Amazon etc. São empresas com um número grande de funcionários e que geralmente são as que mais pagam com salários astronômicos, especialmente nos EUA (tem pessoas em tecnologia sem ser em cargos de gerência ganhando mais de 1 milhão de dólares anualmente). Mas as vagas nessas empresas são altamente disputadas e o nível de avaliação é extremamente alto, além de muitos funcionários reclamarem que não tem mais vida social, e o ritmo de trabalho é altamente intenso. Costumam ter a melhor estrutura enquanto empresa, mas a mobilidade e crescimento da carreira costuma ser lento, devido a essas empresas recrutarem sempre os melhores profissionais do mercado que conseguem, colocando o nível de todo mundo muito alto.
  • 22. Atuando Tipos de Empresas Startups: Startups são empresas em estágio inicial, com uma ideia inovadora e que tem o intuito de se tornarem líderes de mercado em um curto espaço de tempo. Se criou um mito em torno de startups pelo fato de algumas das big techs de hoje, que faturam bilhões anualmente e estão presentes no mundo todo terem sido startups. Mas a realidade é que a grande maioria de startups não alcança um nível global, ou simplesmente não dá certo. É comum algumas startups quando estão em um estágio embrionário oferecerem ações aos seus funcionários. O ritmo costuma ser muito intenso, e muitas vezes a qualidade do software não é das melhores. Costumam ter muito espaço para criatividade, tomada de decisões e crescimento profissional.
  • 23. Atuando Tipos de Empresas Multinacionais: São empresas que não necessariamente tem tecnologia como o centro do negócio, mas que depende altamente de tecnologia para gerenciar o negócio. Costumam ter times mistos de pessoas contratadas da própria empresa, com pessoas de empresas terceiras "consultorias", que atuam em projetos específicos da empresa. Costumam ter bastante dinheiro, e investir bastante em tecnologia. Exemplo: Empresas do ramo Bancário e Financeiro, Alimentos, Transporte e Logística, Comunicações, Comércios e Serviços, Construção
  • 24. Atuando Tipos de Empresas Consultorias/Software Houses: São empresas que têm profissionais altamente qualificados que podem atuar em projetos da própria consultoria e que são vendidos para empresas terceiras, assim como atuar em projetos dentro de outras empresas como terceiros. Costumam atuar em projetos de grande escala, e com orçamentos milionários. Agências: São empresas que atuam em projetos mais pontuais e rápidos, ficaram famosas nos anos 90, 2000,2010, especialmente em projetos que demandam bastante design, marketing, conteúdo para web e mobile, e estão mais ligados a publicidade e design. Existem bastante profissionais de tecnologia atuando em agências, e pode ser um bom começo para fazer um portfólio com marcas conhecidas ( eu atuei entre 2012-2014 em agências), porém o ritmo é muito intenso e a qualidade das entregas nem sempre é das melhores.
  • 25. Atuando Tipos de Empresas Freelance/Contractor: Ser um profissional freelancer você é sua própria empresa. Você pode atuar como terceirizado para outras empresas, assim como em conjunto com outros freelancers ou sozinho. O problema de atuar como freelancer é que você não tem estabilidade e tem que lidar com toda parte burocrática e jurídica por você mesmo. Para alguns funciona muito bem. Para outros nem tanto. Geralmente um freelancer costuma cobrar o dobro ou pelo menos 30% a mais da média do mercado. Não podendo comparar com um profissional de uma bigtech. Mas a razão do valor maior é que o custo desde pagamento de impostos, como equipamento, deslocamento etc é todo absorvido pelo freelancer. É uma modalidade que tem crescido muito especialmente por conta do aumento do trabalho remoto para o exterior. Existem algumas plataformas de trabalho freelancer como Toptal,Turing,Upwork, TripleByte, que costumam atuar como intermediários de novos projetos para desenvolvedores. Costumam ter testes de avaliação para seus desenvolvedores freelancer.
  • 26. Atuando Mercado Brasileiro O mercado brasileiro é o maior mercado de tecnologia da América Latina, e tem empresas e startups que são referência no seu setor no mundo. Os salários não são dos mais altos do mercado, mas isso não quer dizer que nossos profissionais de tecnologia sejam menos talentosos. Pelo contrário, o aumento da demanda dos nossos profissionais está cada vez maior, especialmente por consultorias que terceirizam o trabalho para o exterior. Atuar no mercado brasileiro é uma grande escola para um programador pois a pressão e profissionalismo, preparam qualquer profissional para alçar voos ainda maiores. Ainda existem empresas no Brasil pagando mal os profissionais de tecnologia, e isso depende muito da região, tamanho da empresa, setor em que atua, mas já é possível achar salários entre 3-6 mil reais para júnior, e salários chegando na faixa de 20-30 mil reais para profissionais especialistas e em cargos de liderança.
  • 27. Atuando Remoto do Brasil pro Exterior Existem várias formas de atuar do Brasil pro Exterior, a primeira é ser um contratado direto como freelancer/ contractor para uma empresa estrangeira, onde você tem uma conta que recebe pagamentos internacionais, e emite notas fiscais para essa empresa do exterior. A outra forma é atuando através de plataformas de freelancer como Toptal, Upwork, Turing, Triple Byte. A última forma mais comum é atuar através de consultorias e software houses que terceirizam o trabalho de grandes empresas e startups dos EUA, Europa e outros países, e acabam ficando com uma % maior do seu salário. Muitos empregos dessas consultorias pagam até menos que empresas brasileiras, mas vendem a idéia que por atuar em um projeto internacional o programador vai ter um aprendizado e um prestígio maior. A faixa salarial de um freelancer / contractor pode chegar entre 2 mil dólares/euros para junior e chegar até 12-16mil doláres para posições de cargo mais alto em algumas empresas. em plataformas gira em torno de 2mil - 9 mil dólares. Em consultorias depende muito da consultoria mas dificilmente ultrapassa os 5 mil doláres. Tem algumas que ainda pagam mais até 8 mil dólares mas são difíceis de entrar e a concorrência é muito grande.
  • 28. Atuando Migrando para o Exterior Para migrar pro exterior, o profissional tem que avaliar diversas questões e preencher alguns requisitos como: - Está no nível exigido pela vaga? ( não é raro isso acontecer pois muitos profissionais brasileiros são muito bons) - Tem a documentação exigida pelo visto no país? Nem todo país exige formação e diploma de faculdade, mas alguns vistos e países sim. - A cultura do novo país é fácil de se habituar? - A empresa ajuda com mudança e planejamento familiar no novo país? - O que acontece se o funcionário for demitido da empresa no começo em um novo país? (Aconteceu comigo) Mesmo ganhando salários altos ( depende do país, alguns países pagam menos que o Brasil inclusive) , e tendo maior qualidade de vida, existem alguns aspectos como cultura, saudade da família, ética de trabalho que nem todos os brasileiros conseguem se acostumar. É algo totalmente compreensível e que pode acontecer com qualquer um.
  • 29. Atuando Criador de Conteúdo Muitos profissionais de tecnologia ganham dinheiro fazendo cursos,vídeo tutoriais,escrevendo livros,ministrando palestras e mentorando profissionais. O problema de atuar nessa área é que demanda muito mais conhecimento do que apenas conhecimento técnico, demanda conhecimento pedagógico , conhecimento de ferramentas de mídia e marketing para melhorar o material produzido com o conteúdo a ser vendido, além de uma constante demanda de alunos e potenciais clientes. Os ganhos podem ser estratosféricos, algo em torno de 60 a 200 mil reais mensais, mas isso é uma quantia que uma minoria de influencers, palestrantes e professores ganham, diria que os mais famosos e com cursos mais vendidos, a grande maioria mal consegue tirar um salário extra, e o problema dessa área é que como tem muita gente começando em tecnologia, existem pessoas com conteúdo muito ruim, e inadequado tanto na parte técnica como pedagógica vendendo material e ensinamentos errados. É uma das áreas de Tecnologia com pessoas com ego mais inflado. Existe uma recente tendência em transformar tecnologia em entretenimento barato, e vender anúncios e cursos milagrosos em redes sociais.
  • 30. Atuando Open Source Essa é a área talvez mais misteriosa e desejada por quem atua com tecnologia. Atuar em projetos que têm código aberto e que ajudam a comunidade, creio que seja o sonho de 8 entre 10 programadores. Existem algumas empresas,fundações e organizações que dão prêmios em dinheiro a contribuidores, ou empresas/pessoas que utilizam e conseguem inovar utilizando suas tecnologias. Recentemente na empresa que eu atuo, (Mintbase), teve um programa de bonificação a projetos que utilizem nossa tecnologia de até 5 milhões de dólares, com vários níveis de premiação, desde projetos ganhando 10 mil dólares, até projetos podendo faturar mais de 100 mil dólares. Esse tipo de remuneração ainda é rara, mas existem grandes empresas como Google, Mozilla e Apache que pagam as pessoas que encontram falhas em seus softwares, e as resolvem, com pagamentos podendo chegar até 150 mil dólares.