SlideShare uma empresa Scribd logo
Hidrografia
As partes de um rio e seu curso
Partes de Rio• Nascentes - conjunto de
córregos que formam o
início do rio.
• Curso – caminho do rio.
• Montante - sentido oposto
ao curso de rio.
• Jusante – sentido do curso
do rio.
• Confluência – quando 2
rios se juntam.
• Talvegue – parte mais
funda do leito.
• Foz – estuário, delta ou
misto.
Foz em delta Foz em estuário
Criptorréica – rios que são absorvidos por estruturas rochosas.
Bacias – rios, lagos e lençóis
que sofrem influencia da
mesma vertente topográfica.
Rede – conjunto de
escoamento superficial.
No Brasil:
Rios volumosos.
Cheias no verão.
Drenagem exorréica.
Maioria de planalto.
Foz em estuário.
BACIAS HIDROGRÁFICAS
Rede hidrográfica
rica em rios, mas
pobre em lagos
O regime de
alimentação é
basicamente
pluvial-tropical
A grande maioria dos
rios brasileiros é
perene, ou seja,
nunca secam.
A hidrografia é bastante
utilizada como fonte de
energia, com predomínio
de rios de planaltos
Maior bacia do mundo.
Envolve Peru, Colômbia, Equador,
Venezuela, Guianas, Bolívia e
Brasil.
Apresenta duas cheias anuais.
Seus afluentes provêm tanto do
hemisfério norte, quanto do
hemisfério sul.
Principal rio é o Amazonas, que
nasce na Cordilheira dos
Andes(Peru).
BACIA AMAZÔNICA
É a Bacia que apresenta o maior
potencial hidroelétrico do país.
Apresenta excelente potencial para
navegação desde Belém até
Manaus.
As Pororocas do Rio Amazonas
 É a maior bacia totalmente
brasileira.
 É a terceira em potencial
hidrelétrico do país.
 Nasce em área de cerrados.
 Nascente em regime tropical
e tropical úmido.
 Passa por Goiás, mato grosso,
Tocantins, Maranhão, Pará.
 Usina hidrelétrica de Tucuruí,
no Pará que abastece o setor
ferrífero.
BACIA DO
ARAGUAIA - TOCANTINS
BACIA SÃO FRANCISCO
 Nasce na Serra da Canastra –
MG. (São Roque de Minas)
 Passa por Bahia, Pernambuco,
Alagoas e Sergipe.
 Rio da integração Nacional.
 Nasce na mata Atlântica, passa
pelo cerrado, Caatinga, Agreste
e Zona da Mata.(Rio Perene)
 É navegável no trecho de 1.370
Km que vai de Pirapora até
Juazeiro.(Eclusas)
 Rio de planalto com grande
aproveitamento hidrelétrico.
 Três Marias (MG)
 Sobradinho (BA)
 Paulo Afonso (BA)
 Xingo (AL e SE)
 Itaparica (Luiz Gonzaga) -PE e
BA
Sistema de Eclusas
 Rio São F. recebe
investimentos na
agricultura, para
irrigação no semi-árido.
Transposição do São
Francisco procura
transformar rios
intermitentes e rios
perenes.
Intensificação da
agricultura sertaneja.
BACIA PLATINA
 A Bacia Platina é a segunda
maior bacia hidrográfica do
planeta. Se estende pelo
Brasil, Uruguai, Bolívia,
Paraguai e Argentina.
 É a que apresenta o maior
potencial hidrelétrico
instalado no Brasil. cerca de
60,9% das hidrelétricas em
operação.
 Sua posição geografia é
estratégica .
 É constituída pelas sub-bacias
dos rios Paraná, Paraguai e
Uruguai.
Bacia do Paraná
 O rio Paraná é o segundo
em extensão na América.
 Apresenta o maior
aproveitamento
hidrelétrico do Brasil,
abrigando a Usina de
Itaipu, entre outras.
 Sua navegabilidade e a de
seus afluentes vem sendo
aumentada pela
construção da hidrovia
Tietê-Paraná.
Bacia do Paraguai
 É basicamente formada por
rios de planície, que
atravessam a planície do
pantanal, sendo o Paraguai
o principal.
 Destaca-se por sua
navegabilidade possuindo
importantes portos fluviais,
por onde são
transportados gados de
corte, minérios e cereais
Bacia do Uruguai
 A bacia do Uruguai tem
um trecho planáltico,
com bom potencial
hidrelétrico. Porém com
pouco aproveitamento.
 É navegável no seu
médio e baixo curso
 O rio Uruguai nasce pela
fusão dos rios Canoas
(SC) e Pelotas (RS).
O Aqüífero Guarani
 É um reservatório de água
subterrânea.
 Trata-se de um conjunto de
rocha porosas por baixo do
nível do terreno com águas
em seus poros.
 O aqüífero é trans-
fronteiriço.
Treino
1- UPE (UPE) Leia o texto a seguir:
O sertão vai virar mar?
Carinhosamente chamado de Velho Chico, o rio São Francisco,
considerado o rio da unidade nacional por ligar a região Sudeste à Zona
da Mata nordestina, tem sido ponto de discórdia nos últimos tempos
porque o governo ressuscitou um antigo projeto dos tempos imperiais:
o de aproveitar suas águas para minorar os efeitos da seca no semiárido
nordestino. A providência terá repercussão positiva na vida de 12
milhões de brasileiros, que passarão a ter condições, ao menos, de
manter a higiene pessoal e de desenvolver a agricultura de subsistência
- fatores essenciais para que ultrapassem a linha da pobreza absoluta.
Fonte: Revista Desenvolvimento Regional, 2005. Adaptado.
Do ponto de vista socioeconômico, as ações necessárias à implantação
do Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias do Nordeste
Setentrional poderão ter resultados negativos.
Sobre esses resultados, analise os seguintes itens:
I. Perda de áreas produtivas e deslocamento de populações para
a implantação dos canais e dos reservatórios.
II. Ampliação de riscos socioculturais, tais como os de
comprometimento do Patrimônio Arqueológico e de
interferência em comunidades indígenas.
III. Risco de redução da biodiversidade das comunidades
biológicas aquáticas nativas nas bacias receptoras.
IV. Risco de introdução de espécies de peixes potencialmente
daninhas às pessoas nas bacias receptoras.
V. Modificação do regime fluvial das drenagens receptoras,
tornando bem maior o caráter sazonal intermitente dos rios.
Estão CORRETOS
a) I e II, apenas.
b) II e III, apenas.
c) III, IV e V, apenas.
d) I, II, III e IV, apenas.
e) I, II, III, IV e V.
2- (UCS) O Brasil tem um grande potencial em sua rede hidrográfica,
por apresentar rios caudalosos, grande volume d’água, predomínio de
rios perenes, de foz em estuário, de regime pluvial de drenagem
exorreica, de grande potencial hidráulico e outros. Observe o mapa
das bacias hidrográficas brasileiras.
A linha que vai de “A” a “B” passa sobre três bacias hidrográficas, que
são
a) Amazônica, do Tocantins-Araguaia, do Nordeste.
b) do São Francisco, do Nordeste, do Leste.
c)Platina, do São Francisco, do Sul-Sudeste.
d) do Tocantins-Araguaia, do São Francisco, do Leste.
e) do Norte, Platina, do Leste.
3 (IFSul) A foz do rio Amazonas tem cerca de 300 quilômetros de
largura e vai do Farol de Curuçá, no Pará, até o norte do Arquipélago
de Bailique, próximo à foz do rio Araguari, no Amapá. No meio da foz,
está a ilha de Marajó, maior que a Suiça, e um número de ilhas
menores em constante crescimento. Nesta região, ocorre o que os
cientistas chamam de ‘encontro de gigantes’: o grande gigante é o
próprio rio Amazonas que descarrega, no Atlântico, um volume de
água correspondente a um quinto de toda a
vazão dos rios de todo o Planeta.
Disponível em: <http://www.ograndeamazonas.com.br/a-foz-do-rio-amazonas/ > Acesso em: 20 ago.
2013.
Na foz do rio, os ventos alísios, a corrente norte brasileira e as
grandes mares oceânicas geram o fenômeno conhecido como:
a) piracema.
b) pororoca.
c) estuário.
d) delta.
4(CEFET-MG) Sobre as bacias hidrográficas brasileiras, afirma-se que
I – a Bacia Amazônica, de regime pluvial e nival, é a maior do Brasil.
II – a característica climática semiárida inviabiliza a geração hidrelétrica na
Bacia do São Francisco.
III – a maior produção hidroelétrica brasileira é verificada na Bacia do
Paraná.
IV – a expansão da soja tem impactado os rios da Bacia do Paraguai.
V – a maior ilha fluvial do mundo, a do Bananal, encontra-se no interior da
Bacia do Rio Parnaíba.
Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I, II e III.
b) I, II e V.
c) I, III e IV.
d) II, IV e V.
e) III, IV e V.
Pluvial: é a água provinda das chuvas,
que abastece os rios de determinadas
regiões.
Fluvial: corresponde ao volume de chuva
dos rios durante o ano, se o aumento do
volume das enchentes e vazantes foi
provocado por chuva da chuva
caracteriza-se portanto por regime fluvial
Nival: quando a enchente e vazante
sejam decorrentes do degelo em
montanhas é denominado de regime
níval. Às vezes podem ocorrer os dois
casos em um mesmo rio (ex. rio
Amazonas).
5- (UNITAU) O Rio São Francisco é chamado de rio de
Integráção Nacional, pois tem sua nascente no interior do
Brasil e sua foz no Oceano Atlântico entre dois estados
brasileiros. Em qual região e estado este rio nasce, e em
qual região e estados está sua foz?
a) SE(MG) e NE (AL e SE)
b) S (MG) e NE (AL e SE)
c) NE (MG) e N (PA e MA)
d) SE (BA) e NE (AL e SE)
e) SE (BA) e NE (PE e RN)
6- (UEL) As inovações tecnológicas possibilitam a modificação do espaço
geográfico, como é o caso do projeto de transposição do Rio São Francisco.
Sobre essa transposição, atribua V (verdadeiro) ou F (falso) às afirmativas a
seguir.
( ) Objetiva solucionar problemas ambientais do semiárido nordestino.
( ) Objetiva aumentar a navegabilidade do Rio São Francisco, com a
construção de novas hidrovias.
( ) É necessária porque o semiárido nordestino é desprovido de lençóis
subterrâneos.
( ) Pretende sanar a deficiência hídrica de regiões do semiárido, transferindo
água para o abastecimento de açudes e rios menores.
( ) Retoma as primeiras preocupações com a seca do semiárido nordestino,
que remontam ao período de Dom Pedro II.
Assinale a alternativa que contém, de cima para baixo, a sequência correta.
a) V, V, F, F, V. b) V, F, F, V, V. c) F, V, V, F, F. d) F, V, F, V, V.
e) F, F, V, V, F.
7-(UPE) Vários estudantes do terceiro ano do Ensino Médio
de uma determinada escola pernambucana formaram um
grupo de estudo para analisar um tema abordado em
Geografia no Ensino Médio. O tema refere-se à denominação
do mapa a seguir:
Assinale a alternativa que contém esse tema.
a) Bacias Hidrográficas do Brasil.
b) Áreas Climáticas do Brasil
c) Áreas de Produção Agrícola do Brasil.
d) Domínios Morfoclimáticos do Brasil.
e) Recursos Minerais do Brasil.
8-(FEI) Para responder à questão, interprete o mapa a seguir:
As áreas preenchidas na cor cinza no mapa correspondem:
a) à bacia hidrográfica do Paraguai e do São Francisco.
b) à bacia hidrográfica do Paraná e do Araguaia-Tocantins.
c) ao bioma de cerrado e da caatinga.
d) à vegetação do Complexo do Pantanal e da Caatinga.
e) às áreas de mais baixa densidade populacional do país.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Rios
RiosRios
Rios
edsonluz
 
Região sudeste slides
Região sudeste slidesRegião sudeste slides
Região sudeste slides
Ivone Rosa Sa
 
Bacias hidrográficas do Brasil
Bacias hidrográficas do BrasilBacias hidrográficas do Brasil
Bacias hidrográficas do Brasil
André Luiz Marques
 
O relevo e as suas formas
O relevo e as suas formasO relevo e as suas formas
O relevo e as suas formas
profacacio
 
Hidrografia geral e do Brasileira
Hidrografia geral e do Brasileira Hidrografia geral e do Brasileira
Hidrografia geral e do Brasileira
Artur Lara
 
Aula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasilAula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasil
Professor
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)
As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)
As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)
Nefer19
 
Região norte
Região norteRegião norte
Região norte
Prof. Francesco Torres
 
Geografia as principais bacias hidrograficas do brasil
Geografia   as principais bacias hidrograficas do brasilGeografia   as principais bacias hidrograficas do brasil
Geografia as principais bacias hidrograficas do brasil
Gustavo Soares
 
Estrutura geológica do brasil
Estrutura geológica do brasilEstrutura geológica do brasil
Estrutura geológica do brasil
Alexandre Sampaio
 
Hidrosfera -- Revisão 6º ano
Hidrosfera -- Revisão 6º anoHidrosfera -- Revisão 6º ano
Hidrosfera -- Revisão 6º ano
Josecler Rocha
 
Região sul
Região sulRegião sul
Região sul
flaviocosac
 
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Yasmim Ribeiro
 
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
Cléber Figueiredo Beda de Ávila
 
A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º ano
Josi Zanette do Canto
 
Os continentes
Os continentesOs continentes
Os continentes
Gustavo Silva de Souza
 
Hidrosfera
HidrosferaHidrosfera
Hidrosfera
flaviocosac
 
Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1
flaviocosac
 
Regionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialRegionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundial
LUIS ABREU
 

Mais procurados (20)

Rios
RiosRios
Rios
 
Região sudeste slides
Região sudeste slidesRegião sudeste slides
Região sudeste slides
 
Bacias hidrográficas do Brasil
Bacias hidrográficas do BrasilBacias hidrográficas do Brasil
Bacias hidrográficas do Brasil
 
O relevo e as suas formas
O relevo e as suas formasO relevo e as suas formas
O relevo e as suas formas
 
Hidrografia geral e do Brasileira
Hidrografia geral e do Brasileira Hidrografia geral e do Brasileira
Hidrografia geral e do Brasileira
 
Aula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasilAula de hidrografia do brasil
Aula de hidrografia do brasil
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
 
As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)
As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)
As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)
 
Região norte
Região norteRegião norte
Região norte
 
Geografia as principais bacias hidrograficas do brasil
Geografia   as principais bacias hidrograficas do brasilGeografia   as principais bacias hidrograficas do brasil
Geografia as principais bacias hidrograficas do brasil
 
Estrutura geológica do brasil
Estrutura geológica do brasilEstrutura geológica do brasil
Estrutura geológica do brasil
 
Hidrosfera -- Revisão 6º ano
Hidrosfera -- Revisão 6º anoHidrosfera -- Revisão 6º ano
Hidrosfera -- Revisão 6º ano
 
Região sul
Região sulRegião sul
Região sul
 
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
Aula Tempo e clima (Geografia 6o ano)
 
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
 
A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º ano
 
Os continentes
Os continentesOs continentes
Os continentes
 
Hidrosfera
HidrosferaHidrosfera
Hidrosfera
 
Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1
 
Regionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialRegionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundial
 

Semelhante a Hidrografia- Principais partes de um rio; Bacias Hidrográficas Brasileiras

Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. AmbientaisTreinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Rogério Bartilotti
 
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCOBACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO
Conceição Fontolan
 
As grandes bacias hidrográficas brasileiras
As grandes bacias hidrográficas brasileirasAs grandes bacias hidrográficas brasileiras
As grandes bacias hidrográficas brasileiras
Raquel Avila
 
TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCOTRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
Conceição Fontolan
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
SIMONE SCHADE
 
Bacia do são francisco
Bacia do são franciscoBacia do são francisco
Bacia do são francisco
Marcos Paulo
 
Bacias hidrográficas brasileiras
Bacias hidrográficas brasileirasBacias hidrográficas brasileiras
Bacias hidrográficas brasileiras
Carlão Otavio
 
Perfil hídrico brasileiro
Perfil hídrico brasileiroPerfil hídrico brasileiro
Perfil hídrico brasileiro
Professora Verônica Santos
 
Bacia Hidrográfica do São Francisco
Bacia Hidrográfica do São FranciscoBacia Hidrográfica do São Francisco
Bacia Hidrográfica do São Francisco
Naira Delazari
 
Hidrografia no brasil
Hidrografia no brasilHidrografia no brasil
Hidrografia no brasil
Isabella Silva
 
Exercício geografia
Exercício geografiaExercício geografia
Exercício geografia
Marcos Paulo
 
1°ano Hidrografia.ppt
1°ano Hidrografia.ppt1°ano Hidrografia.ppt
1°ano Hidrografia.ppt
RosaCarvalho50
 
Geografia da Bahia
Geografia da BahiaGeografia da Bahia
Geografia da Bahia
CADUCOC1
 
Transposição do Rio São Francisco
Transposição do Rio São FranciscoTransposição do Rio São Francisco
Transposição do Rio São Francisco
Bruno Labanca Lopes
 
BACIA HIDROGRÁFICA TOCANTINS - ARAGUAIA 2° Ano B
BACIA HIDROGRÁFICA TOCANTINS - ARAGUAIA  2° Ano BBACIA HIDROGRÁFICA TOCANTINS - ARAGUAIA  2° Ano B
BACIA HIDROGRÁFICA TOCANTINS - ARAGUAIA 2° Ano B
Conceição Fontolan
 
hidrografia do brasil
hidrografia do brasil hidrografia do brasil
hidrografia do brasil
Kenedy dos Santos
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
Amadeu Neto
 
Bacias Hidrográficas
Bacias HidrográficasBacias Hidrográficas
Bacias Hidrográficas
Stéfano Silveira
 
Hidrografia brasileira
Hidrografia brasileiraHidrografia brasileira
Hidrografia brasileira
dela28
 
áGuas continentais do brasil
áGuas continentais do brasiláGuas continentais do brasil
áGuas continentais do brasil
Wander Junior
 

Semelhante a Hidrografia- Principais partes de um rio; Bacias Hidrográficas Brasileiras (20)

Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. AmbientaisTreinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
Treinamento: Hidrografia, Pedologia e Prob. Ambientais
 
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCOBACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO
 
As grandes bacias hidrográficas brasileiras
As grandes bacias hidrográficas brasileirasAs grandes bacias hidrográficas brasileiras
As grandes bacias hidrográficas brasileiras
 
TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCOTRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
 
Bacia do são francisco
Bacia do são franciscoBacia do são francisco
Bacia do são francisco
 
Bacias hidrográficas brasileiras
Bacias hidrográficas brasileirasBacias hidrográficas brasileiras
Bacias hidrográficas brasileiras
 
Perfil hídrico brasileiro
Perfil hídrico brasileiroPerfil hídrico brasileiro
Perfil hídrico brasileiro
 
Bacia Hidrográfica do São Francisco
Bacia Hidrográfica do São FranciscoBacia Hidrográfica do São Francisco
Bacia Hidrográfica do São Francisco
 
Hidrografia no brasil
Hidrografia no brasilHidrografia no brasil
Hidrografia no brasil
 
Exercício geografia
Exercício geografiaExercício geografia
Exercício geografia
 
1°ano Hidrografia.ppt
1°ano Hidrografia.ppt1°ano Hidrografia.ppt
1°ano Hidrografia.ppt
 
Geografia da Bahia
Geografia da BahiaGeografia da Bahia
Geografia da Bahia
 
Transposição do Rio São Francisco
Transposição do Rio São FranciscoTransposição do Rio São Francisco
Transposição do Rio São Francisco
 
BACIA HIDROGRÁFICA TOCANTINS - ARAGUAIA 2° Ano B
BACIA HIDROGRÁFICA TOCANTINS - ARAGUAIA  2° Ano BBACIA HIDROGRÁFICA TOCANTINS - ARAGUAIA  2° Ano B
BACIA HIDROGRÁFICA TOCANTINS - ARAGUAIA 2° Ano B
 
hidrografia do brasil
hidrografia do brasil hidrografia do brasil
hidrografia do brasil
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
 
Bacias Hidrográficas
Bacias HidrográficasBacias Hidrográficas
Bacias Hidrográficas
 
Hidrografia brasileira
Hidrografia brasileiraHidrografia brasileira
Hidrografia brasileira
 
áGuas continentais do brasil
áGuas continentais do brasiláGuas continentais do brasil
áGuas continentais do brasil
 

Mais de Saulo Lucena

Biogeografia- biomas brasileiros e impactos ambientais
Biogeografia- biomas brasileiros e impactos ambientaisBiogeografia- biomas brasileiros e impactos ambientais
Biogeografia- biomas brasileiros e impactos ambientais
Saulo Lucena
 
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Saulo Lucena
 
Hidrografia: a água no Planeta Terra - Estudo dos rios brasileiros e bacias h...
Hidrografia: a água no Planeta Terra - Estudo dos rios brasileiros e bacias h...Hidrografia: a água no Planeta Terra - Estudo dos rios brasileiros e bacias h...
Hidrografia: a água no Planeta Terra - Estudo dos rios brasileiros e bacias h...
Saulo Lucena
 
Genero e sexualidade - Aula Completa de Sociologia
Genero e sexualidade - Aula Completa de SociologiaGenero e sexualidade - Aula Completa de Sociologia
Genero e sexualidade - Aula Completa de Sociologia
Saulo Lucena
 
Geologia e geomorfologia - Aula e exercícios
Geologia e geomorfologia - Aula e exercíciosGeologia e geomorfologia - Aula e exercícios
Geologia e geomorfologia - Aula e exercícios
Saulo Lucena
 
Blocos e Globalização; Tipos de Blocos Econômicos.
Blocos e Globalização; Tipos de Blocos Econômicos.Blocos e Globalização; Tipos de Blocos Econômicos.
Blocos e Globalização; Tipos de Blocos Econômicos.
Saulo Lucena
 
Espaco global e a ordem mundial - Aula do prof. Saulo Lucena de Geografia
Espaco global e a ordem mundial - Aula do prof. Saulo Lucena de GeografiaEspaco global e a ordem mundial - Aula do prof. Saulo Lucena de Geografia
Espaco global e a ordem mundial - Aula do prof. Saulo Lucena de Geografia
Saulo Lucena
 
Geopolitica global - Aula de Geografia do Prof. Saulo Lucena
Geopolitica global - Aula de Geografia do Prof. Saulo LucenaGeopolitica global - Aula de Geografia do Prof. Saulo Lucena
Geopolitica global - Aula de Geografia do Prof. Saulo Lucena
Saulo Lucena
 
Fundamentos da cartografia - Saulo Lucena- Aula completa
Fundamentos da cartografia - Saulo Lucena- Aula completaFundamentos da cartografia - Saulo Lucena- Aula completa
Fundamentos da cartografia - Saulo Lucena- Aula completa
Saulo Lucena
 
Tecnologia e educacao
Tecnologia e educacaoTecnologia e educacao
Tecnologia e educacao
Saulo Lucena
 

Mais de Saulo Lucena (10)

Biogeografia- biomas brasileiros e impactos ambientais
Biogeografia- biomas brasileiros e impactos ambientaisBiogeografia- biomas brasileiros e impactos ambientais
Biogeografia- biomas brasileiros e impactos ambientais
 
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
Climatologia - fatores e elementos do clima, fenômenos climáticos e classific...
 
Hidrografia: a água no Planeta Terra - Estudo dos rios brasileiros e bacias h...
Hidrografia: a água no Planeta Terra - Estudo dos rios brasileiros e bacias h...Hidrografia: a água no Planeta Terra - Estudo dos rios brasileiros e bacias h...
Hidrografia: a água no Planeta Terra - Estudo dos rios brasileiros e bacias h...
 
Genero e sexualidade - Aula Completa de Sociologia
Genero e sexualidade - Aula Completa de SociologiaGenero e sexualidade - Aula Completa de Sociologia
Genero e sexualidade - Aula Completa de Sociologia
 
Geologia e geomorfologia - Aula e exercícios
Geologia e geomorfologia - Aula e exercíciosGeologia e geomorfologia - Aula e exercícios
Geologia e geomorfologia - Aula e exercícios
 
Blocos e Globalização; Tipos de Blocos Econômicos.
Blocos e Globalização; Tipos de Blocos Econômicos.Blocos e Globalização; Tipos de Blocos Econômicos.
Blocos e Globalização; Tipos de Blocos Econômicos.
 
Espaco global e a ordem mundial - Aula do prof. Saulo Lucena de Geografia
Espaco global e a ordem mundial - Aula do prof. Saulo Lucena de GeografiaEspaco global e a ordem mundial - Aula do prof. Saulo Lucena de Geografia
Espaco global e a ordem mundial - Aula do prof. Saulo Lucena de Geografia
 
Geopolitica global - Aula de Geografia do Prof. Saulo Lucena
Geopolitica global - Aula de Geografia do Prof. Saulo LucenaGeopolitica global - Aula de Geografia do Prof. Saulo Lucena
Geopolitica global - Aula de Geografia do Prof. Saulo Lucena
 
Fundamentos da cartografia - Saulo Lucena- Aula completa
Fundamentos da cartografia - Saulo Lucena- Aula completaFundamentos da cartografia - Saulo Lucena- Aula completa
Fundamentos da cartografia - Saulo Lucena- Aula completa
 
Tecnologia e educacao
Tecnologia e educacaoTecnologia e educacao
Tecnologia e educacao
 

Último

As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 

Hidrografia- Principais partes de um rio; Bacias Hidrográficas Brasileiras

  • 2.
  • 3.
  • 4. As partes de um rio e seu curso
  • 5. Partes de Rio• Nascentes - conjunto de córregos que formam o início do rio. • Curso – caminho do rio. • Montante - sentido oposto ao curso de rio. • Jusante – sentido do curso do rio. • Confluência – quando 2 rios se juntam. • Talvegue – parte mais funda do leito. • Foz – estuário, delta ou misto.
  • 6. Foz em delta Foz em estuário
  • 7. Criptorréica – rios que são absorvidos por estruturas rochosas.
  • 8. Bacias – rios, lagos e lençóis que sofrem influencia da mesma vertente topográfica. Rede – conjunto de escoamento superficial. No Brasil: Rios volumosos. Cheias no verão. Drenagem exorréica. Maioria de planalto. Foz em estuário. BACIAS HIDROGRÁFICAS
  • 9. Rede hidrográfica rica em rios, mas pobre em lagos O regime de alimentação é basicamente pluvial-tropical A grande maioria dos rios brasileiros é perene, ou seja, nunca secam. A hidrografia é bastante utilizada como fonte de energia, com predomínio de rios de planaltos
  • 10. Maior bacia do mundo. Envolve Peru, Colômbia, Equador, Venezuela, Guianas, Bolívia e Brasil. Apresenta duas cheias anuais. Seus afluentes provêm tanto do hemisfério norte, quanto do hemisfério sul. Principal rio é o Amazonas, que nasce na Cordilheira dos Andes(Peru). BACIA AMAZÔNICA É a Bacia que apresenta o maior potencial hidroelétrico do país. Apresenta excelente potencial para navegação desde Belém até Manaus.
  • 11. As Pororocas do Rio Amazonas
  • 12.  É a maior bacia totalmente brasileira.  É a terceira em potencial hidrelétrico do país.  Nasce em área de cerrados.  Nascente em regime tropical e tropical úmido.  Passa por Goiás, mato grosso, Tocantins, Maranhão, Pará.  Usina hidrelétrica de Tucuruí, no Pará que abastece o setor ferrífero. BACIA DO ARAGUAIA - TOCANTINS
  • 13. BACIA SÃO FRANCISCO  Nasce na Serra da Canastra – MG. (São Roque de Minas)  Passa por Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe.  Rio da integração Nacional.  Nasce na mata Atlântica, passa pelo cerrado, Caatinga, Agreste e Zona da Mata.(Rio Perene)  É navegável no trecho de 1.370 Km que vai de Pirapora até Juazeiro.(Eclusas)  Rio de planalto com grande aproveitamento hidrelétrico.  Três Marias (MG)  Sobradinho (BA)  Paulo Afonso (BA)  Xingo (AL e SE)  Itaparica (Luiz Gonzaga) -PE e BA
  • 15.  Rio São F. recebe investimentos na agricultura, para irrigação no semi-árido. Transposição do São Francisco procura transformar rios intermitentes e rios perenes. Intensificação da agricultura sertaneja.
  • 16.
  • 17. BACIA PLATINA  A Bacia Platina é a segunda maior bacia hidrográfica do planeta. Se estende pelo Brasil, Uruguai, Bolívia, Paraguai e Argentina.  É a que apresenta o maior potencial hidrelétrico instalado no Brasil. cerca de 60,9% das hidrelétricas em operação.  Sua posição geografia é estratégica .  É constituída pelas sub-bacias dos rios Paraná, Paraguai e Uruguai.
  • 18. Bacia do Paraná  O rio Paraná é o segundo em extensão na América.  Apresenta o maior aproveitamento hidrelétrico do Brasil, abrigando a Usina de Itaipu, entre outras.  Sua navegabilidade e a de seus afluentes vem sendo aumentada pela construção da hidrovia Tietê-Paraná.
  • 19. Bacia do Paraguai  É basicamente formada por rios de planície, que atravessam a planície do pantanal, sendo o Paraguai o principal.  Destaca-se por sua navegabilidade possuindo importantes portos fluviais, por onde são transportados gados de corte, minérios e cereais
  • 20. Bacia do Uruguai  A bacia do Uruguai tem um trecho planáltico, com bom potencial hidrelétrico. Porém com pouco aproveitamento.  É navegável no seu médio e baixo curso  O rio Uruguai nasce pela fusão dos rios Canoas (SC) e Pelotas (RS).
  • 21. O Aqüífero Guarani  É um reservatório de água subterrânea.  Trata-se de um conjunto de rocha porosas por baixo do nível do terreno com águas em seus poros.  O aqüífero é trans- fronteiriço.
  • 22. Treino 1- UPE (UPE) Leia o texto a seguir: O sertão vai virar mar? Carinhosamente chamado de Velho Chico, o rio São Francisco, considerado o rio da unidade nacional por ligar a região Sudeste à Zona da Mata nordestina, tem sido ponto de discórdia nos últimos tempos porque o governo ressuscitou um antigo projeto dos tempos imperiais: o de aproveitar suas águas para minorar os efeitos da seca no semiárido nordestino. A providência terá repercussão positiva na vida de 12 milhões de brasileiros, que passarão a ter condições, ao menos, de manter a higiene pessoal e de desenvolver a agricultura de subsistência - fatores essenciais para que ultrapassem a linha da pobreza absoluta. Fonte: Revista Desenvolvimento Regional, 2005. Adaptado. Do ponto de vista socioeconômico, as ações necessárias à implantação do Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias do Nordeste Setentrional poderão ter resultados negativos. Sobre esses resultados, analise os seguintes itens:
  • 23. I. Perda de áreas produtivas e deslocamento de populações para a implantação dos canais e dos reservatórios. II. Ampliação de riscos socioculturais, tais como os de comprometimento do Patrimônio Arqueológico e de interferência em comunidades indígenas. III. Risco de redução da biodiversidade das comunidades biológicas aquáticas nativas nas bacias receptoras. IV. Risco de introdução de espécies de peixes potencialmente daninhas às pessoas nas bacias receptoras. V. Modificação do regime fluvial das drenagens receptoras, tornando bem maior o caráter sazonal intermitente dos rios. Estão CORRETOS a) I e II, apenas. b) II e III, apenas. c) III, IV e V, apenas. d) I, II, III e IV, apenas. e) I, II, III, IV e V.
  • 24. 2- (UCS) O Brasil tem um grande potencial em sua rede hidrográfica, por apresentar rios caudalosos, grande volume d’água, predomínio de rios perenes, de foz em estuário, de regime pluvial de drenagem exorreica, de grande potencial hidráulico e outros. Observe o mapa das bacias hidrográficas brasileiras. A linha que vai de “A” a “B” passa sobre três bacias hidrográficas, que são a) Amazônica, do Tocantins-Araguaia, do Nordeste. b) do São Francisco, do Nordeste, do Leste. c)Platina, do São Francisco, do Sul-Sudeste. d) do Tocantins-Araguaia, do São Francisco, do Leste. e) do Norte, Platina, do Leste.
  • 25. 3 (IFSul) A foz do rio Amazonas tem cerca de 300 quilômetros de largura e vai do Farol de Curuçá, no Pará, até o norte do Arquipélago de Bailique, próximo à foz do rio Araguari, no Amapá. No meio da foz, está a ilha de Marajó, maior que a Suiça, e um número de ilhas menores em constante crescimento. Nesta região, ocorre o que os cientistas chamam de ‘encontro de gigantes’: o grande gigante é o próprio rio Amazonas que descarrega, no Atlântico, um volume de água correspondente a um quinto de toda a vazão dos rios de todo o Planeta. Disponível em: <http://www.ograndeamazonas.com.br/a-foz-do-rio-amazonas/ > Acesso em: 20 ago. 2013. Na foz do rio, os ventos alísios, a corrente norte brasileira e as grandes mares oceânicas geram o fenômeno conhecido como: a) piracema. b) pororoca. c) estuário. d) delta.
  • 26. 4(CEFET-MG) Sobre as bacias hidrográficas brasileiras, afirma-se que I – a Bacia Amazônica, de regime pluvial e nival, é a maior do Brasil. II – a característica climática semiárida inviabiliza a geração hidrelétrica na Bacia do São Francisco. III – a maior produção hidroelétrica brasileira é verificada na Bacia do Paraná. IV – a expansão da soja tem impactado os rios da Bacia do Paraguai. V – a maior ilha fluvial do mundo, a do Bananal, encontra-se no interior da Bacia do Rio Parnaíba. Estão corretas apenas as afirmativas: a) I, II e III. b) I, II e V. c) I, III e IV. d) II, IV e V. e) III, IV e V. Pluvial: é a água provinda das chuvas, que abastece os rios de determinadas regiões. Fluvial: corresponde ao volume de chuva dos rios durante o ano, se o aumento do volume das enchentes e vazantes foi provocado por chuva da chuva caracteriza-se portanto por regime fluvial Nival: quando a enchente e vazante sejam decorrentes do degelo em montanhas é denominado de regime níval. Às vezes podem ocorrer os dois casos em um mesmo rio (ex. rio Amazonas).
  • 27. 5- (UNITAU) O Rio São Francisco é chamado de rio de Integráção Nacional, pois tem sua nascente no interior do Brasil e sua foz no Oceano Atlântico entre dois estados brasileiros. Em qual região e estado este rio nasce, e em qual região e estados está sua foz? a) SE(MG) e NE (AL e SE) b) S (MG) e NE (AL e SE) c) NE (MG) e N (PA e MA) d) SE (BA) e NE (AL e SE) e) SE (BA) e NE (PE e RN)
  • 28. 6- (UEL) As inovações tecnológicas possibilitam a modificação do espaço geográfico, como é o caso do projeto de transposição do Rio São Francisco. Sobre essa transposição, atribua V (verdadeiro) ou F (falso) às afirmativas a seguir. ( ) Objetiva solucionar problemas ambientais do semiárido nordestino. ( ) Objetiva aumentar a navegabilidade do Rio São Francisco, com a construção de novas hidrovias. ( ) É necessária porque o semiárido nordestino é desprovido de lençóis subterrâneos. ( ) Pretende sanar a deficiência hídrica de regiões do semiárido, transferindo água para o abastecimento de açudes e rios menores. ( ) Retoma as primeiras preocupações com a seca do semiárido nordestino, que remontam ao período de Dom Pedro II. Assinale a alternativa que contém, de cima para baixo, a sequência correta. a) V, V, F, F, V. b) V, F, F, V, V. c) F, V, V, F, F. d) F, V, F, V, V. e) F, F, V, V, F.
  • 29. 7-(UPE) Vários estudantes do terceiro ano do Ensino Médio de uma determinada escola pernambucana formaram um grupo de estudo para analisar um tema abordado em Geografia no Ensino Médio. O tema refere-se à denominação do mapa a seguir: Assinale a alternativa que contém esse tema. a) Bacias Hidrográficas do Brasil. b) Áreas Climáticas do Brasil c) Áreas de Produção Agrícola do Brasil. d) Domínios Morfoclimáticos do Brasil. e) Recursos Minerais do Brasil.
  • 30. 8-(FEI) Para responder à questão, interprete o mapa a seguir: As áreas preenchidas na cor cinza no mapa correspondem: a) à bacia hidrográfica do Paraguai e do São Francisco. b) à bacia hidrográfica do Paraná e do Araguaia-Tocantins. c) ao bioma de cerrado e da caatinga. d) à vegetação do Complexo do Pantanal e da Caatinga. e) às áreas de mais baixa densidade populacional do país.