SlideShare uma empresa Scribd logo
Geografia_B4.1 A Evolução Numérica.pptx
Nível de desenvolvimento dos países.
B4.1 Evolução Numérica da População
Nível de desenvolvimento dos países.
Países com uma elevada riqueza, que se traduz num rendimento por
pessoa e numa qualidade de vida bastante elevados.
Países
desenvolvidos
Qual o nível de desenvolvimentodos países?
Nível de desenvolvimento dos países.
Países que apresentam dificuldades económicas e/ou sociais no seu
processo de desenvolvimento e em que as necessidades básicas da
população não se encontram plenamente satisfeitas.
Países em
desenvolvimento
Qual o nível de desenvolvimentodos países?
Nível de desenvolvimento dos países.
Países consideravelmente desfavorecidos em termos económicos
e/ou sociais, por razões geográficas, estruturais e históricas. Mais de
75% da população desses países vive em situação de pobreza.
Países menos
desenvolvidos
Qual o nível de desenvolvimentodos países?
o evolução;
Em Geografia é fundamental perceber a:
Porquê estudar a população?
Ciência que estuda a dimensão, a
composição e a evolução das
populações humanas.
Demografia
População
o distribuição;
o composição.
recorrendo à
Recolha, tratamento e divulgação de informações demográficas,
económicas e sociais sobre a totalidade da população num
determinadomomento e numa área definida,normalmente um país.
Censo
Resultados provisórios dos Censos de 2021, em Portugal.
Porquê estudar a população?
Resultados provisórios dos Censos de 2021, em Portugal.
Como se distribui a natalidade no
Mundo?
A variação da população está muito dependente danatalidade.
Contudo, para se fazer a comparação entre realidadesdistintas
usa-se a…
Número de nados-vivos, por cada mil habitantes, ocorridos
num determinado território, num certo intervalode tempo.
Taxa bruta de natalidade (TBN)
Número total de habitantes de uma
determinada área, num dado momento.
População absoluta (PA)
Como se distribui a natalidade no Mundo?
Distribuição da taxa bruta de natalidade no Mundo, em 2021.
Valores mais
elevados
Valores mais
reduzidos
Número médio de crianças por mulher em
idade fértil (dos 15 aos 49 anos de idade).
Índice sintético de
fecundidade (ISF)
Valor que corresponde ao número de
filhos que, em média, cada mulher deverá
ter para que haja renovação das gerações
(2,1).
Índice de renovação
de gerações
Como se distribui a fecundidade no
Mundo?
Renovação das
gerações
permite verificar
através
do
Países que não realizam a
renovação das gerações
Países que realizama
renovação das gerações
Distribuição do índice sintético de fecundidade no Mundo, em 2020.
Como se distribui a fecundidade no Mundo?
Distribuição do índice sintético de fecundidade no Mundo, em 2020.
Como se distribui a fecundidade no Mundo?
Quais os fatores que influenciam a
natalidade e a fecundidade?
Utilização generalizada de métodos contracetivos e do
planeamento familiar;
Aumento da escolarização, sobretudo nas mulheres;
Maior participação da mulher no mercado de trabalho;
Custos elevados com a educação dos filhos, com a
alimentação, a habitação e a saúde do agregado familiar;
TBN e ISF baixos
PD
Ação orientada para o controlo e a decisão
consciente do número de filhos que se deseja ter.
Planeamento familiar
Casamentos (ou uniões de facto) tardios que levam ao aumento da
idade da mulher no nascimento do primeiro filho;
Aumento da taxa de divórcios;
Vulgarização do modo de vida urbano que, por norma, tem um
custo de vida mais elevado.
Quais os fatores que influenciam a
natalidade e a fecundidade?
TBN e ISF baixos
PD
Dificuldades no acesso e na utilização de métodos
contracetivos;
Obstáculos na adesão ao planeamento familiar
(pressão da religião, por exemplo);
Papel da mulher na sociedade enquanto mãe e dona de
casa;
Baixos níveis de escolarização da população;
TBN e ISF elevados
PED, particularmente nos
PMD
Quais os fatores que influenciam a
natalidade e a fecundidade?
TBN e ISF elevados
Tradição de famílias numerosas e a existência da
poligamia;
Contribuição dos filhos para o rendimento do agregado
familiar, uma vez que é comum o trabalho infantil;
Elevado número de filhos por casal, para compensar as
mortes durante a infância.
Casamentos precoces;
Quais os fatores que influenciam a
natalidade e a fecundidade?
PED, particularmente nos
PMD
Que fatores influenciam a
mortalidade e a esperança de vida?
Número de óbitos, por cada mil
habitantes, ocorridos num determinado
território, num certo intervalode tempo.
Taxa bruta de
mortalidade (TBM)
Distribuição da taxa de mortalidade no Mundo, em 2020.
TBM maiselevada:
Generalidadedos países europeus;
Alguns países menos desenvolvidos
de África.
TBM mais baixa:
Países do Norte de África;
Países do Médio Oriente;
Alguns países da AméricaLatina.
Que fatores influenciam a mortalidade e a
esperança de vida?
Número médio de anos que uma pessoa pode
esperar viver quando nasce.
Esperança de vida à
nascença (EV)
Diferença entre sexos: as
mulheres registam
valores mais elevados.
85,6
81,9 79,6
72,2
65,8 63,3
55,5 53,9
Tem vindo a aumentarde
forma generalizadano
Mundo.
Que fatores influenciam a mortalidade e a
esperança de vida?
Valores mais elevados
Valores mais
reduzidos
Distribuição da esperança de vida no Mundo, em 2020.
Que fatores influenciam a mortalidade e a
esperança de vida?
Fatores que influenciam a diminuição da mortalidade e o aumento da
esperança de vida à nascença
Idade da população. População jovem.
Saúde. Acesso a hospitais, medicamentos, vacinas e pessoal qualificado.
Saneamento. Redes de esgotos e acesso a água potável.
Alimentação. Maior quantidade e variedade de alimentos disponíveis.
Higiene. Hábitos saudáveis e promotores da saúde.
Segurança. Melhoria da estabilidade social.
Que fatores influenciam a mortalidade e a
esperança de vida?
Trabalho a Pares
Formam grupos de 2
• Devem aceder ao site do PORDATA e escolher uma região de
Portugal que queiram estudar;
• Depois de escolhida a região recolhem os dados da taxa de
natalidade/natalidade, da taxa de mortalidade/mortalidade, da
esperança média de vida e do índice sintético de fecundidade;
• Como Técnicas de Turismo devem organizar dois dias onde
proponham atividades/ passeios/ estadias/ almoços e jantares
adequados às faixas etárias mais representativas das regiões que
escolherame justificar as escolhas;
• Por fim devem colocar a vossa proposta no Teams e apresentar as
propostas, da qual a turma elegerá a melhor.
Como varia a taxa de mortalidade
infantil?
Número de óbitos de crianças com menos de um ano de
idade, por cada mil nados-vivos, ocorridos num
determinadoterritório e num certo período de tempo.
Taxa de mortalidade
infantil (TMI)
Distribuição da taxa de mortalidade infantil no Mundo, em 2020.
Valores mais elevados
Valores mais
reduzidos
Distribuição da taxa de mortalidade infantil no Mundo, em 2020.
Como varia a taxa de mortalidade infantil?
Fatores que contribuem para elevadasTMI
Escassa assistência médica durante a gravidez, parto e pós-parto, a
que se associa uma mortalidade materna elevada;
Obstáculos na implementação da vacinação universal;
Dificuldades na prestação de cuidados maternos adequados;
Deficiente alimentação da mãe e do bebé;
Condições higiénico-sanitárias insuficientes, que facilitam a
proliferação de doenças.
Como varia a taxa de mortalidade infantil?
Qual é a distribuição do saldo natural?
Diferença entre os nados-vivos (natalidade)
e os óbitos (mortalidade).
Saldo natural (SN)
Diferença entre a taxa bruta de natalidade
e a taxa bruta de mortalidade.
Taxa de crescimento
natural (TCN)
Para se comparar diferentes realidadesusa-se a…
A taxa de crescimento natural permite fazer comparações entre
regiões e países e, dessa forma, analisar a evolução da população no
tempo e no espaço.
Qual é a distribuição do saldo natural?
Distribuição da taxa de crescimento natural no Mundo, em 2020.
Mais elevada nos PMD do
continente africano, devido,
predominantemente, às
elevadas TBN;
Mais baixa nos países mais desenvolvidos, principalmente da Europa, por
causa das baixas TBN e da elevada proporçãode idosos, o que provoca o
aumento da TBM.
Como evoluiu a população mundial?
O ritmo de crescimento da
população não foi constante ao
longo dos tempos, tornando-se
mais rápido a partir de 1950.
Evolução da população mundial.
4 milhões
em 10 000 a.C.
190 milhões
no ano 0
Meados do séc. XIV:
na Europaa peste negra
matou 200 milhões de
pessoas
A taxa de crescimento
natural média entre 10
000 a.C. e 1700 foi de
apenas 0,04%/ano
0,6 em 1700
0,99 em 1800
1,65 em 1900
2 em 1928
3 em 1960
4 em 1975
5 em 1987
6 em 1999
7 em 2011
7,9 em 2021
A nível espacial,registam-se diferenças significativas entre os
países,de acordo com o seu grau de desenvolvimento.
Evolução da população mundial por grupos de países.
Como evoluiu a populaçãomundial?
Espera-se que a população mundial atinja os 8,5 mil milhões de
habitantes até 2030, sendo esse crescimento maior em África.
Previsão da evolução da população por regiões.
Como evoluiu a populaçãomundial?
Crescimento da
população
mundial
reflete
comportamento
natalidade
mortalidade
crescimento
natural
e
consequentemente
PD e PED
o que origina diferenças
Modelo teórico do comportamento dos indicadores demográficos.
Taxa de crescimento natural por município, em 2020.
TBN com uma queda significativa
desde 1960
TBM a aumentar
TCN negativa desde 2007
Geografia_B4.1 A Evolução Numérica.pptx
Geografia_B4.1 A Evolução Numérica.pptx
1. A taxa bruta de natalidade corresponde ao
a) número de óbitos, por cada mil habitantes, ocorridos num
determinado território, num certo intervalo de tempo.
b) número de nados-vivos, por cada cem habitantes, ocorridosnum
determinadoterritório, num certo intervalo de tempo.
d) número de nados-vivosocorridos num determinadoterritório,
num certo intervalode tempo.
c) número de nados-vivos,por cada mil habitantes, ocorridos num
determinadoterritório, num certo intervalo de tempo.
c) número de nados-vivos,por cada mil habitantes, ocorridos num
determinadoterritório, num certo intervalo de tempo.
2. Associa o valor do ISF ao respetivo país.
a) Nigéria.
b) Espanha.
1,4.
5,2.
2.1. Refere uma consequência desse valor para a Espanha.
R: O índice de renovação das gerações não está assegurado, por
exemplo.
b)
a)
3. Observao mapa com a distribuiçãoda taxa de mortalidade no Mundo.
3.1. Identifica dois países com TBM:
a) elevada:
b) baixa:
3.1. Identifica dois países com TBM:
a) elevada: Rússia e Alemanha, por exemplo.
b) baixa:
3.1. Identifica dois países com TBM:
a) elevada: Rússia e Alemanha, por exemplo.
b) baixa: Omã e Argélia, por exemplo.
4. A EV em Portugal, em 2020, era de 80,7 anos. Apresenta dois fatores
que justifiquem este valor.
R: Alimentação equilibrada da generalidade da população e acesso a
hábitos de higiene saudáveis,por exemplo.
5. A TMI é um bom indicador de desenvolvimento. Justifica a afirmação.
R: A TMI é um bom indicador de desenvolvimento, pois uma diminuição
desse valor significa uma melhoria da assistência médica pré e pós-
parto e dos cuidados maternos.
6. Observaos valores da tabela.
Saldo Natural (2021)
Alemanha -228 195
Países Baixos 8469
6.1. Classifica o SN dos dois países apresentados.
R: Na Alemanha o SN é negativo e nos Países Baixos é positivo.
6.2. Explica o valor da Alemanha.
R: Na Alemanha, país desenvolvido, os valores da natalidade são
inferiores aos da mortalidade, em resultado do envelhecimento
da população.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Geografia_B4.1 A Evolução Numérica.pptx

Evolução da Populaçao Mundial
Evolução da Populaçao MundialEvolução da Populaçao Mundial
Evolução da Populaçao Mundial
Diogo Mateus
 
comportamento dos indicadores demográficos
comportamento dos indicadores demográficoscomportamento dos indicadores demográficos
comportamento dos indicadores demográficos
Rui Afonso
 
Trabalho Projeto Individual sobre o tema 4 - Um Mundo de Contrastes; 4.1 - Um...
Trabalho Projeto Individual sobre o tema 4 - Um Mundo de Contrastes; 4.1 - Um...Trabalho Projeto Individual sobre o tema 4 - Um Mundo de Contrastes; 4.1 - Um...
Trabalho Projeto Individual sobre o tema 4 - Um Mundo de Contrastes; 4.1 - Um...
GeografiaC
 
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mb
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mbAspectos da população mundial e do brasil 1º mb
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mb
ProfMario De Mori
 
Resumo geografia
Resumo geografiaResumo geografia
Resumo geografia
Rita Silva
 
Geografia8ano
Geografia8anoGeografia8ano
Geografia8ano
Mina Silva
 
População
PopulaçãoPopulação
População
Isabelegeografia
 
Comporrtamentos demográficos1
Comporrtamentos demográficos1Comporrtamentos demográficos1
Comporrtamentos demográficos1
Salome Ribeiro
 
Comportamentos DemográFicos
Comportamentos DemográFicosComportamentos DemográFicos
Comportamentos DemográFicos
Paula Tomaz
 
População_(desenvolvidos_em_desenvolvimento).pptx
População_(desenvolvidos_em_desenvolvimento).pptxPopulação_(desenvolvidos_em_desenvolvimento).pptx
População_(desenvolvidos_em_desenvolvimento).pptx
Escola E.B.2,3 de Jovim Gondomar
 
Distrib. comp. ind. demog. tn, tm, tcn, emv c. guião 12 13
Distrib. comp.  ind. demog.   tn, tm, tcn, emv   c. guião 12 13Distrib. comp.  ind. demog.   tn, tm, tcn, emv   c. guião 12 13
Distrib. comp. ind. demog. tn, tm, tcn, emv c. guião 12 13
Gina Espenica
 
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mc
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mcAspectos da população mundial e do brasil 1º mc
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mc
ProfMario De Mori
 
Ii Atividade Oficina Pedagogica
Ii Atividade Oficina PedagogicaIi Atividade Oficina Pedagogica
Ii Atividade Oficina Pedagogica
Guanair Diogo
 
PopulaçãO
PopulaçãOPopulaçãO
Um mundo superpovoado
Um mundo superpovoadoUm mundo superpovoado
Um mundo superpovoado
Joana Melo
 
Um mundo superpovoado
Um mundo superpovoadoUm mundo superpovoado
Um mundo superpovoado
Joana Melo
 
Populações humanas e ambiente
Populações humanas e ambientePopulações humanas e ambiente
Populações humanas e ambiente
unesp
 
Qualidade de vida em numeros
Qualidade de vida em numerosQualidade de vida em numeros
Qualidade de vida em numeros
Prof.Paulo/geografia
 
Biologia crescimento demográfico rita e andreia
Biologia crescimento demográfico rita e andreiaBiologia crescimento demográfico rita e andreia
Biologia crescimento demográfico rita e andreia
becresforte
 
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Fernando Cembranelli
 

Semelhante a Geografia_B4.1 A Evolução Numérica.pptx (20)

Evolução da Populaçao Mundial
Evolução da Populaçao MundialEvolução da Populaçao Mundial
Evolução da Populaçao Mundial
 
comportamento dos indicadores demográficos
comportamento dos indicadores demográficoscomportamento dos indicadores demográficos
comportamento dos indicadores demográficos
 
Trabalho Projeto Individual sobre o tema 4 - Um Mundo de Contrastes; 4.1 - Um...
Trabalho Projeto Individual sobre o tema 4 - Um Mundo de Contrastes; 4.1 - Um...Trabalho Projeto Individual sobre o tema 4 - Um Mundo de Contrastes; 4.1 - Um...
Trabalho Projeto Individual sobre o tema 4 - Um Mundo de Contrastes; 4.1 - Um...
 
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mb
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mbAspectos da população mundial e do brasil 1º mb
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mb
 
Resumo geografia
Resumo geografiaResumo geografia
Resumo geografia
 
Geografia8ano
Geografia8anoGeografia8ano
Geografia8ano
 
População
PopulaçãoPopulação
População
 
Comporrtamentos demográficos1
Comporrtamentos demográficos1Comporrtamentos demográficos1
Comporrtamentos demográficos1
 
Comportamentos DemográFicos
Comportamentos DemográFicosComportamentos DemográFicos
Comportamentos DemográFicos
 
População_(desenvolvidos_em_desenvolvimento).pptx
População_(desenvolvidos_em_desenvolvimento).pptxPopulação_(desenvolvidos_em_desenvolvimento).pptx
População_(desenvolvidos_em_desenvolvimento).pptx
 
Distrib. comp. ind. demog. tn, tm, tcn, emv c. guião 12 13
Distrib. comp.  ind. demog.   tn, tm, tcn, emv   c. guião 12 13Distrib. comp.  ind. demog.   tn, tm, tcn, emv   c. guião 12 13
Distrib. comp. ind. demog. tn, tm, tcn, emv c. guião 12 13
 
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mc
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mcAspectos da população mundial e do brasil 1º mc
Aspectos da população mundial e do brasil 1º mc
 
Ii Atividade Oficina Pedagogica
Ii Atividade Oficina PedagogicaIi Atividade Oficina Pedagogica
Ii Atividade Oficina Pedagogica
 
PopulaçãO
PopulaçãOPopulaçãO
PopulaçãO
 
Um mundo superpovoado
Um mundo superpovoadoUm mundo superpovoado
Um mundo superpovoado
 
Um mundo superpovoado
Um mundo superpovoadoUm mundo superpovoado
Um mundo superpovoado
 
Populações humanas e ambiente
Populações humanas e ambientePopulações humanas e ambiente
Populações humanas e ambiente
 
Qualidade de vida em numeros
Qualidade de vida em numerosQualidade de vida em numeros
Qualidade de vida em numeros
 
Biologia crescimento demográfico rita e andreia
Biologia crescimento demográfico rita e andreiaBiologia crescimento demográfico rita e andreia
Biologia crescimento demográfico rita e andreia
 
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
Efeito Copacabana - Os efeitos do rápido envelhecimento populacional no Brasil!
 

Último

Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 

Geografia_B4.1 A Evolução Numérica.pptx

  • 2. Nível de desenvolvimento dos países. B4.1 Evolução Numérica da População
  • 3. Nível de desenvolvimento dos países. Países com uma elevada riqueza, que se traduz num rendimento por pessoa e numa qualidade de vida bastante elevados. Países desenvolvidos Qual o nível de desenvolvimentodos países?
  • 4. Nível de desenvolvimento dos países. Países que apresentam dificuldades económicas e/ou sociais no seu processo de desenvolvimento e em que as necessidades básicas da população não se encontram plenamente satisfeitas. Países em desenvolvimento Qual o nível de desenvolvimentodos países?
  • 5. Nível de desenvolvimento dos países. Países consideravelmente desfavorecidos em termos económicos e/ou sociais, por razões geográficas, estruturais e históricas. Mais de 75% da população desses países vive em situação de pobreza. Países menos desenvolvidos Qual o nível de desenvolvimentodos países?
  • 6. o evolução; Em Geografia é fundamental perceber a: Porquê estudar a população? Ciência que estuda a dimensão, a composição e a evolução das populações humanas. Demografia População o distribuição; o composição. recorrendo à
  • 7. Recolha, tratamento e divulgação de informações demográficas, económicas e sociais sobre a totalidade da população num determinadomomento e numa área definida,normalmente um país. Censo Resultados provisórios dos Censos de 2021, em Portugal. Porquê estudar a população?
  • 8. Resultados provisórios dos Censos de 2021, em Portugal.
  • 9. Como se distribui a natalidade no Mundo? A variação da população está muito dependente danatalidade. Contudo, para se fazer a comparação entre realidadesdistintas usa-se a… Número de nados-vivos, por cada mil habitantes, ocorridos num determinado território, num certo intervalode tempo. Taxa bruta de natalidade (TBN) Número total de habitantes de uma determinada área, num dado momento. População absoluta (PA)
  • 10. Como se distribui a natalidade no Mundo? Distribuição da taxa bruta de natalidade no Mundo, em 2021. Valores mais elevados Valores mais reduzidos
  • 11. Número médio de crianças por mulher em idade fértil (dos 15 aos 49 anos de idade). Índice sintético de fecundidade (ISF) Valor que corresponde ao número de filhos que, em média, cada mulher deverá ter para que haja renovação das gerações (2,1). Índice de renovação de gerações Como se distribui a fecundidade no Mundo? Renovação das gerações permite verificar através do
  • 12. Países que não realizam a renovação das gerações Países que realizama renovação das gerações Distribuição do índice sintético de fecundidade no Mundo, em 2020. Como se distribui a fecundidade no Mundo?
  • 13. Distribuição do índice sintético de fecundidade no Mundo, em 2020. Como se distribui a fecundidade no Mundo?
  • 14. Quais os fatores que influenciam a natalidade e a fecundidade? Utilização generalizada de métodos contracetivos e do planeamento familiar; Aumento da escolarização, sobretudo nas mulheres; Maior participação da mulher no mercado de trabalho; Custos elevados com a educação dos filhos, com a alimentação, a habitação e a saúde do agregado familiar; TBN e ISF baixos PD Ação orientada para o controlo e a decisão consciente do número de filhos que se deseja ter. Planeamento familiar
  • 15. Casamentos (ou uniões de facto) tardios que levam ao aumento da idade da mulher no nascimento do primeiro filho; Aumento da taxa de divórcios; Vulgarização do modo de vida urbano que, por norma, tem um custo de vida mais elevado. Quais os fatores que influenciam a natalidade e a fecundidade? TBN e ISF baixos PD
  • 16. Dificuldades no acesso e na utilização de métodos contracetivos; Obstáculos na adesão ao planeamento familiar (pressão da religião, por exemplo); Papel da mulher na sociedade enquanto mãe e dona de casa; Baixos níveis de escolarização da população; TBN e ISF elevados PED, particularmente nos PMD Quais os fatores que influenciam a natalidade e a fecundidade?
  • 17. TBN e ISF elevados Tradição de famílias numerosas e a existência da poligamia; Contribuição dos filhos para o rendimento do agregado familiar, uma vez que é comum o trabalho infantil; Elevado número de filhos por casal, para compensar as mortes durante a infância. Casamentos precoces; Quais os fatores que influenciam a natalidade e a fecundidade? PED, particularmente nos PMD
  • 18. Que fatores influenciam a mortalidade e a esperança de vida? Número de óbitos, por cada mil habitantes, ocorridos num determinado território, num certo intervalode tempo. Taxa bruta de mortalidade (TBM)
  • 19. Distribuição da taxa de mortalidade no Mundo, em 2020. TBM maiselevada: Generalidadedos países europeus; Alguns países menos desenvolvidos de África. TBM mais baixa: Países do Norte de África; Países do Médio Oriente; Alguns países da AméricaLatina. Que fatores influenciam a mortalidade e a esperança de vida?
  • 20. Número médio de anos que uma pessoa pode esperar viver quando nasce. Esperança de vida à nascença (EV) Diferença entre sexos: as mulheres registam valores mais elevados. 85,6 81,9 79,6 72,2 65,8 63,3 55,5 53,9 Tem vindo a aumentarde forma generalizadano Mundo. Que fatores influenciam a mortalidade e a esperança de vida?
  • 21. Valores mais elevados Valores mais reduzidos Distribuição da esperança de vida no Mundo, em 2020. Que fatores influenciam a mortalidade e a esperança de vida?
  • 22. Fatores que influenciam a diminuição da mortalidade e o aumento da esperança de vida à nascença Idade da população. População jovem. Saúde. Acesso a hospitais, medicamentos, vacinas e pessoal qualificado. Saneamento. Redes de esgotos e acesso a água potável. Alimentação. Maior quantidade e variedade de alimentos disponíveis. Higiene. Hábitos saudáveis e promotores da saúde. Segurança. Melhoria da estabilidade social. Que fatores influenciam a mortalidade e a esperança de vida?
  • 23. Trabalho a Pares Formam grupos de 2 • Devem aceder ao site do PORDATA e escolher uma região de Portugal que queiram estudar; • Depois de escolhida a região recolhem os dados da taxa de natalidade/natalidade, da taxa de mortalidade/mortalidade, da esperança média de vida e do índice sintético de fecundidade; • Como Técnicas de Turismo devem organizar dois dias onde proponham atividades/ passeios/ estadias/ almoços e jantares adequados às faixas etárias mais representativas das regiões que escolherame justificar as escolhas; • Por fim devem colocar a vossa proposta no Teams e apresentar as propostas, da qual a turma elegerá a melhor.
  • 24. Como varia a taxa de mortalidade infantil? Número de óbitos de crianças com menos de um ano de idade, por cada mil nados-vivos, ocorridos num determinadoterritório e num certo período de tempo. Taxa de mortalidade infantil (TMI) Distribuição da taxa de mortalidade infantil no Mundo, em 2020.
  • 25. Valores mais elevados Valores mais reduzidos Distribuição da taxa de mortalidade infantil no Mundo, em 2020. Como varia a taxa de mortalidade infantil?
  • 26. Fatores que contribuem para elevadasTMI Escassa assistência médica durante a gravidez, parto e pós-parto, a que se associa uma mortalidade materna elevada; Obstáculos na implementação da vacinação universal; Dificuldades na prestação de cuidados maternos adequados; Deficiente alimentação da mãe e do bebé; Condições higiénico-sanitárias insuficientes, que facilitam a proliferação de doenças. Como varia a taxa de mortalidade infantil?
  • 27. Qual é a distribuição do saldo natural? Diferença entre os nados-vivos (natalidade) e os óbitos (mortalidade). Saldo natural (SN) Diferença entre a taxa bruta de natalidade e a taxa bruta de mortalidade. Taxa de crescimento natural (TCN) Para se comparar diferentes realidadesusa-se a…
  • 28. A taxa de crescimento natural permite fazer comparações entre regiões e países e, dessa forma, analisar a evolução da população no tempo e no espaço. Qual é a distribuição do saldo natural? Distribuição da taxa de crescimento natural no Mundo, em 2020. Mais elevada nos PMD do continente africano, devido, predominantemente, às elevadas TBN; Mais baixa nos países mais desenvolvidos, principalmente da Europa, por causa das baixas TBN e da elevada proporçãode idosos, o que provoca o aumento da TBM.
  • 29. Como evoluiu a população mundial? O ritmo de crescimento da população não foi constante ao longo dos tempos, tornando-se mais rápido a partir de 1950. Evolução da população mundial. 4 milhões em 10 000 a.C. 190 milhões no ano 0 Meados do séc. XIV: na Europaa peste negra matou 200 milhões de pessoas A taxa de crescimento natural média entre 10 000 a.C. e 1700 foi de apenas 0,04%/ano 0,6 em 1700 0,99 em 1800 1,65 em 1900 2 em 1928 3 em 1960 4 em 1975 5 em 1987 6 em 1999 7 em 2011 7,9 em 2021
  • 30. A nível espacial,registam-se diferenças significativas entre os países,de acordo com o seu grau de desenvolvimento. Evolução da população mundial por grupos de países. Como evoluiu a populaçãomundial?
  • 31. Espera-se que a população mundial atinja os 8,5 mil milhões de habitantes até 2030, sendo esse crescimento maior em África. Previsão da evolução da população por regiões. Como evoluiu a populaçãomundial?
  • 32. Crescimento da população mundial reflete comportamento natalidade mortalidade crescimento natural e consequentemente PD e PED o que origina diferenças Modelo teórico do comportamento dos indicadores demográficos.
  • 33. Taxa de crescimento natural por município, em 2020. TBN com uma queda significativa desde 1960 TBM a aumentar TCN negativa desde 2007
  • 36. 1. A taxa bruta de natalidade corresponde ao a) número de óbitos, por cada mil habitantes, ocorridos num determinado território, num certo intervalo de tempo. b) número de nados-vivos, por cada cem habitantes, ocorridosnum determinadoterritório, num certo intervalo de tempo. d) número de nados-vivosocorridos num determinadoterritório, num certo intervalode tempo. c) número de nados-vivos,por cada mil habitantes, ocorridos num determinadoterritório, num certo intervalo de tempo. c) número de nados-vivos,por cada mil habitantes, ocorridos num determinadoterritório, num certo intervalo de tempo.
  • 37. 2. Associa o valor do ISF ao respetivo país. a) Nigéria. b) Espanha. 1,4. 5,2. 2.1. Refere uma consequência desse valor para a Espanha. R: O índice de renovação das gerações não está assegurado, por exemplo. b) a)
  • 38. 3. Observao mapa com a distribuiçãoda taxa de mortalidade no Mundo. 3.1. Identifica dois países com TBM: a) elevada: b) baixa: 3.1. Identifica dois países com TBM: a) elevada: Rússia e Alemanha, por exemplo. b) baixa: 3.1. Identifica dois países com TBM: a) elevada: Rússia e Alemanha, por exemplo. b) baixa: Omã e Argélia, por exemplo.
  • 39. 4. A EV em Portugal, em 2020, era de 80,7 anos. Apresenta dois fatores que justifiquem este valor. R: Alimentação equilibrada da generalidade da população e acesso a hábitos de higiene saudáveis,por exemplo. 5. A TMI é um bom indicador de desenvolvimento. Justifica a afirmação. R: A TMI é um bom indicador de desenvolvimento, pois uma diminuição desse valor significa uma melhoria da assistência médica pré e pós- parto e dos cuidados maternos.
  • 40. 6. Observaos valores da tabela. Saldo Natural (2021) Alemanha -228 195 Países Baixos 8469 6.1. Classifica o SN dos dois países apresentados. R: Na Alemanha o SN é negativo e nos Países Baixos é positivo. 6.2. Explica o valor da Alemanha. R: Na Alemanha, país desenvolvido, os valores da natalidade são inferiores aos da mortalidade, em resultado do envelhecimento da população.