SlideShare uma empresa Scribd logo
Ano Lectivo 2009/10 Vamos começar?
Fazer uma Composição é Fácil A primeira coisa a saber é qual o facto que vais contar, para poderes dar um título!
Fazer uma Composição é Fácil
Vamos pensar no texto como uma flor: O título é o centro da corola. Agora vamos começar a juntar as pétalas… uma a uma! Pode ser?  Fazer uma Composição é Fácil
A  primeira  chama-se  “INTRODUÇÃO”.  É aqui que nós vamos começar a falar no facto narrado… Fazer uma Composição é Fácil INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como?  TÍTULO FACTO A NARRAR
Depois seguem-se as outras pétalas!  Vamos começar a contar o que aconteceu: é o “ DESENVOLVIMENTO” É a segunda pétala!  A primeira sequência narrativa… Fazer uma Composição é Fácil INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como?  TÍTULO FACTO A NARRAR DESENVOLVIMENTO   COMO  COMEÇOU? 1ª Sequência
Depois vem a pétala seguinte! É a terceira pétala!  A segunda sequência narrativa do desenvolvimento! DESENVOLVIMENTO   COMO  COMEÇOU? 1ª Sequência Fazer uma Composição é Fácil INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como?  TÍTULO FACTO A NARRAR DESENVOLVIMENTO   COMO  COMEÇOU? 1ª Sequência DESENVOLVIMENTO   O QUE ACONTECEU A SEGUIR? 2ª Sequência
A quarta pétala!  A terceira  sequência narrativa do desenvolvimento! DESENVOLVIMENTO   COMO  COMEÇOU? 1ª Sequência Fazer uma Composição é Fácil INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como?  TÍTULO FACTO A NARRAR DESENVOLVIMENTO   COMO  COMEÇOU? 1ª Sequência DESENVOLVIMENTO   O QUE ACONTECEU A SEGUIR? 2ª Sequência DESENVOLVIMENTO   E DEPOIS? 3ª Sequência
A seguir vem a quinta pétala!  A quarta  sequência narrativa  do desenvolvimento! DESENVOLVIMENTO   COMO  COMEÇOU? 1ª Sequência Fazer uma Composição é Fácil INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como?  TÍTULO FACTO A NARRAR DESENVOLVIMENTO   COMO  COMEÇOU? 1ª Sequência DESENVOLVIMENTO   O QUE ACONTECEU A SEGUIR? 2ª Sequência DESENVOLVIMENTO   E DEPOIS? 3ª Sequência DESENVOLVIMENTO   E DEPOIS? 4ª Sequência
Como Contamos Um Facto passado? E agora chegámos à  conclusão!  É a última pétala.  Aqui deves  referir como o facto narrado te marcou. DESENVOLVIMENTO   COMO  COMEÇOU? 1ª Sequência TÍTULO FACTO A NARRAR INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como?  DESENVOLVIMENTO   COMO  COMEÇOU? 1ª Sequência DESENVOLVIMENTO   O QUE ACONTECEU A SEGUIR? 2ª Sequência DESENVOLVIMENTO   E DEPOIS? 3ª Sequência DESENVOLVIMENTO   E DEPOIS? 4ª Sequência CONCLUSÃO Que emoções ou estado de espírito o facto desencadeou
A nossa flor está completa.  Gostaram? Agora vamos à prática.  Eu já estou pronta e vocês? Fazer uma Composição é Fácil TÍTULO FACTO A NARRAR INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como?  DESENVOLVIMENTO   COMO  COMEÇOU? 1ª Sequência DESENVOLVIMENTO   O QUE ACONTECEU A SEGUIR? 2ª Sequência DESENVOLVIMENTO   E DEPOIS? 3ª Sequência DESENVOLVIMENTO   E DEPOIS? 4ª Sequência CONCLUSÃO Que emoções ou estado de espírito o facto desencadeou
Fazer uma Composição é Fácil Olá amiguinhos! Já escolheram o  título ? E Que tal
Fazer uma Composição é Fácil Quem? Quando? Como? Foi o meu pai…um dia chegou a casa…todo contente…e disse: - Vamos passar uma semana à Madeira!”. Quem quer vir? Vamos lá! Comecem a escrever.
Fazer uma Composição é Fácil Uma tarde na última semana de aulas, o meu pai chegou a casa, sorrateiro, entrou na sala e sentou-se no sofá. Como não era costume chegar tão cedo, olhei para ele interrogativamente.  - Vamos passar uma semana à Madeira. Ganhei dinheiro no Euromilhões!.  Como é óbvio, nem eu nem a minha mãe o contrariámos. Começámos antes a pensar como íamos fazer, o que precisávamos de levar, enfim os preparativos.
Fazer uma Composição é Fácil Como começou? Eh pá, o dia da partida foi uma confusão: a bagagem a mais, o táxi que não vinha, o atraso no aeroporto…Que confusão! Vamos escrever.
Fazer uma Composição é Fácil Uma tarde na última semana de aulas, o meu pai chegou a casa, sorrateiro, entrou na sala e sentou-se no sofá. Como não era costume chegar tão cedo, olhei para ele interrogativamente.    - Vamos passar uma semana à Madeira. Ganhei dinheiro no Euromilhões!. Como é óbvio, nem eu nem a minha mãe o contrariámos. Começámos antes a pensar como íamos fazer, o que precisávamos de levar, enfim os preparativos.   No dia da partida foi uma confusão. Era o meu pai a gritar que não era preciso levar tanta bagagem, que parecíamos uns ciganos. A minha mãe respondia que ele nem sequer sabia chamar o táxi que já estava atrasado. Por fim lá chegou o táxi  e lá partimos para o aeroporto. Aí foi o tempo na fila, e depois o avião que nunca mais estava pronto. Por fim lá entrámos e partimos.
Fazer uma Composição é Fácil A seguir? Bem, a viagem foi uma maravilha…muito gira! As hospedeiras com uns uniformes bonitos …a comida…e depois eu nunca tinha voado ainda… Vamos escrever.
Fazer uma Composição é Fácil Uma tarde na última semana de aulas, o meu pai chegou a casa, sorrateiro, entrou na sala e sentou-se no sofá. Como não era costume chegar tão cedo, olhei para ele interrogativamente.    - Vamos passar uma semana à Madeira. Ganhei dinheiro no Euromilhões!. Como é óbvio, nem eu nem a minha mãe o contrariámos. Começámos antes a pensar como íamos fazer, o que precisávamos de levar, enfim os preparativos.   No dia da partida foi uma confusão. Era o meu pai a gritar que não era preciso levar tanta bagagem, que parecíamos uns ciganos. A minha mãe respondia que ele nem sequer sabia chamar o táxi que já estava atrasado. Por fim lá chegou o táxi  e lá partimos para o aeroporto. Aí foi o tempo na fila, e depois o avião que nunca mais estava pronto. Por fim lá entrámos e partimos.  A viagem por um lado foi uma desilusão. Tanto trabalho, tanta irritação para depois ser pouco mais de uma hora. Nem deu para aquecer! Já as hospedeiras eram bem bonitas, e com um uniforme muito giro. E simpáticas  “ Deseja mais alguma coisa? Um sumo? Eu já trago!”.
Fazer uma Composição é Fácil E depois? Bem, chegámos à Madeira e fomos para o hotel. Eh pá, o hotel é que era um luxo! Piscina, massagens, ginásio, um bar que tinha espectáculos e discoteca à noite, podíamos comer o que quiséssemos,…foi baril!  Vamos escrever.
Fazer uma Composição é Fácil Chegámos à Madeira e já estava um táxi à nossa espera no aeroporto. O motorista falava, falava, mas eu não percebi nada do que ele para lá disse. Com uma pronúncia! Chegámos ao hotel e aquilo é que foi uma surpresa. Piscina, ginásio, massagens. À noite até havia discoteca e shows. A comida era um pouco esquisita, mas boa. Podíamos comer e beber o que quiséssemos. Eu até acabei por engordar uns quilitos.
Fazer uma Composição é Fácil Por último? Bem, fartámo-nos de passear. Aquilo é muito giro. O clima é uma maravilha, sempre uma temperatura amena… tem vistas espantosas daquelas montanhas e vales, e das arribas junto ao oceano. A minha  mãe ficou maluca com as rendas. E a cidade do Funchal também é bonita. Foi bem giro!  Vamos escrever.
Fazer uma Composição é Fácil Chegámos à Madeira e já estava um táxi à nossa espera no aeroporto. O motorista falava, falava, mas eu não percebi puto do que ele para lá disse. Com uma pronúncia! Chegámos ao hotel e aquilo é que foi uma surpresa. Piscina, ginásio, massagens. À noite até havia discoteca e shows. A comida era um pouco esquisita, mas boa. Podíamos comer e beber o que quiséssemos. Eu até acabei por engordar uns quilitos. Os dias que lá passámos foram cheios…Passeámos, porque as paisagens eram uma maravilha. As vistas do oceano do alto das montanhas, os vales abruptos com casinhas brancas, pequeninas… Depois a minha mãe ficou maluca com os bordados.  Claro que o   meu pai lá teve de pagar  algumas. Refilou…mas pagou.  E o Funchal é uma cidade muito  bonita. Também há muitos monumentos, igrejas…
Fazer uma Composição é Fácil O que achei? Eh pá…foi giro! Eu até estava à espera de ser uma seca! É o costume com os meus pais…Mas foi giro, diferente. Já tinha ouvido falar tanto da Madeira, que agora fiquei a perceber porque é que toda a gente diz que é muito bonita. Vamos escrever.
Fazer uma Composição é Fácil Chegámos à Madeira e já estava um táxi à nossa espera no aeroporto. O motorista falava, falava, mas eu não percebi puto do que ele para lá disse. Com uma pronúncia! Chegámos ao hotel e aquilo é que foi uma surpresa. Piscina, ginásio, massagens. À noite até havia discoteca e shows. A comida era um pouco esquisita, mas boa. Podíamos comer e beber o que quiséssemos. Eu até acabei por engordar uns quilitos. Os dias que lá passámos foram cheios…Passeámos, porque as paisagens eram uma maravilha. As vistas do oceano do alto das montanhas, os vales abruptos com casinhas brancas, pequeninas… Depois a minha mãe ficou maluca com os bordados. Claro que o meu pai lá teve de largar  umas granas. Refilou…mas pagou. E o Funchal é uma cidade muito  bonita. Também há muitos monumentos, igrejas… Foram umas férias bem giras. Eu até estava à espera que fosse uma seca…Os meus pais só sabem é falar! Mas desta vez  foi giro. Gostei. Até conheci umas moças giras. São do Porto. E percebi também porque é que toda a gente diz que a Madeira é muito bonita: Há flores por todo o lado.    Hei-de lá voltar.
Fazer uma Composição é Fácil Parece que é grande, mas foi fácil…só tive de pensar no que se passou! E escrevia uma frase por dia. Fácil, não é?
Fazer uma Composição é Fácil E chegámos ao fim.  Não te esqueças de que, se pensares bem nos pormenores e tomares nota deles, depois é fácil escreveres as frases.  Boas composições!
Fazer uma Composição é Fácil
Fazer uma Composição é Fácil

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Fernão Lopes
Fernão LopesFernão Lopes
Fernão Lopes
Eduarda Cortina
 
ComposiçãO Alfragide2
ComposiçãO Alfragide2ComposiçãO Alfragide2
ComposiçãO Alfragide2
José Romão
 
pobreza e exclusão social
pobreza e exclusão socialpobreza e exclusão social
pobreza e exclusão social
guest009f91
 
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto CaeiroPrincipais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
Dina Baptista
 
Pobreza
PobrezaPobreza
Cantigas de amor
Cantigas de amorCantigas de amor
Cantigas de amor
Helena Coutinho
 

Destaque (6)

Fernão Lopes
Fernão LopesFernão Lopes
Fernão Lopes
 
ComposiçãO Alfragide2
ComposiçãO Alfragide2ComposiçãO Alfragide2
ComposiçãO Alfragide2
 
pobreza e exclusão social
pobreza e exclusão socialpobreza e exclusão social
pobreza e exclusão social
 
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto CaeiroPrincipais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
 
Pobreza
PobrezaPobreza
Pobreza
 
Cantigas de amor
Cantigas de amorCantigas de amor
Cantigas de amor
 

Semelhante a Factopassado Alfragide VersãOsoft

Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Miquéias Vitorino
 
Mochilão na Europa
Mochilão na EuropaMochilão na Europa
Mochilão na Europa
Francisco Machado
 
2º período
2º período2º período
2º período
aszf fontainhas
 
História oral para crianças: desafios possíveis
História oral para crianças: desafios possíveisHistória oral para crianças: desafios possíveis
História oral para crianças: desafios possíveis
Paulo Capone
 
Aula sobre memórias
Aula sobre memóriasAula sobre memórias
Aula sobre memórias
Samara Pimentel
 
Projeto comenius rita bulgária
Projeto comenius rita bulgáriaProjeto comenius rita bulgária
Projeto comenius rita bulgária
comeniusport
 
Resistance(5ªedição)
Resistance(5ªedição)Resistance(5ªedição)
Resistance(5ªedição)
Resistanceassociação Geral
 
Recordação Mãe
Recordação MãeRecordação Mãe
Recordação Mãe
Cassiano Santana
 
Autobiografia de sónia baptista
Autobiografia de sónia baptistaAutobiografia de sónia baptista
Autobiografia de sónia baptista
Sonia Batista
 
As minhas memórias da Escola Preparatória Júlio Dinis
As minhas memórias da Escola Preparatória Júlio DinisAs minhas memórias da Escola Preparatória Júlio Dinis
As minhas memórias da Escola Preparatória Júlio Dinis
Maria Gomes
 

Semelhante a Factopassado Alfragide VersãOsoft (10)

Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
Melhores Redações da etapa escolar da OLP 2014
 
Mochilão na Europa
Mochilão na EuropaMochilão na Europa
Mochilão na Europa
 
2º período
2º período2º período
2º período
 
História oral para crianças: desafios possíveis
História oral para crianças: desafios possíveisHistória oral para crianças: desafios possíveis
História oral para crianças: desafios possíveis
 
Aula sobre memórias
Aula sobre memóriasAula sobre memórias
Aula sobre memórias
 
Projeto comenius rita bulgária
Projeto comenius rita bulgáriaProjeto comenius rita bulgária
Projeto comenius rita bulgária
 
Resistance(5ªedição)
Resistance(5ªedição)Resistance(5ªedição)
Resistance(5ªedição)
 
Recordação Mãe
Recordação MãeRecordação Mãe
Recordação Mãe
 
Autobiografia de sónia baptista
Autobiografia de sónia baptistaAutobiografia de sónia baptista
Autobiografia de sónia baptista
 
As minhas memórias da Escola Preparatória Júlio Dinis
As minhas memórias da Escola Preparatória Júlio DinisAs minhas memórias da Escola Preparatória Júlio Dinis
As minhas memórias da Escola Preparatória Júlio Dinis
 

Último

Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 

Factopassado Alfragide VersãOsoft

  • 1. Ano Lectivo 2009/10 Vamos começar?
  • 2. Fazer uma Composição é Fácil A primeira coisa a saber é qual o facto que vais contar, para poderes dar um título!
  • 4. Vamos pensar no texto como uma flor: O título é o centro da corola. Agora vamos começar a juntar as pétalas… uma a uma! Pode ser? Fazer uma Composição é Fácil
  • 5. A primeira chama-se “INTRODUÇÃO”. É aqui que nós vamos começar a falar no facto narrado… Fazer uma Composição é Fácil INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como? TÍTULO FACTO A NARRAR
  • 6. Depois seguem-se as outras pétalas! Vamos começar a contar o que aconteceu: é o “ DESENVOLVIMENTO” É a segunda pétala! A primeira sequência narrativa… Fazer uma Composição é Fácil INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como? TÍTULO FACTO A NARRAR DESENVOLVIMENTO COMO COMEÇOU? 1ª Sequência
  • 7. Depois vem a pétala seguinte! É a terceira pétala! A segunda sequência narrativa do desenvolvimento! DESENVOLVIMENTO COMO COMEÇOU? 1ª Sequência Fazer uma Composição é Fácil INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como? TÍTULO FACTO A NARRAR DESENVOLVIMENTO COMO COMEÇOU? 1ª Sequência DESENVOLVIMENTO O QUE ACONTECEU A SEGUIR? 2ª Sequência
  • 8. A quarta pétala! A terceira sequência narrativa do desenvolvimento! DESENVOLVIMENTO COMO COMEÇOU? 1ª Sequência Fazer uma Composição é Fácil INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como? TÍTULO FACTO A NARRAR DESENVOLVIMENTO COMO COMEÇOU? 1ª Sequência DESENVOLVIMENTO O QUE ACONTECEU A SEGUIR? 2ª Sequência DESENVOLVIMENTO E DEPOIS? 3ª Sequência
  • 9. A seguir vem a quinta pétala! A quarta sequência narrativa do desenvolvimento! DESENVOLVIMENTO COMO COMEÇOU? 1ª Sequência Fazer uma Composição é Fácil INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como? TÍTULO FACTO A NARRAR DESENVOLVIMENTO COMO COMEÇOU? 1ª Sequência DESENVOLVIMENTO O QUE ACONTECEU A SEGUIR? 2ª Sequência DESENVOLVIMENTO E DEPOIS? 3ª Sequência DESENVOLVIMENTO E DEPOIS? 4ª Sequência
  • 10. Como Contamos Um Facto passado? E agora chegámos à conclusão! É a última pétala. Aqui deves referir como o facto narrado te marcou. DESENVOLVIMENTO COMO COMEÇOU? 1ª Sequência TÍTULO FACTO A NARRAR INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como? DESENVOLVIMENTO COMO COMEÇOU? 1ª Sequência DESENVOLVIMENTO O QUE ACONTECEU A SEGUIR? 2ª Sequência DESENVOLVIMENTO E DEPOIS? 3ª Sequência DESENVOLVIMENTO E DEPOIS? 4ª Sequência CONCLUSÃO Que emoções ou estado de espírito o facto desencadeou
  • 11. A nossa flor está completa. Gostaram? Agora vamos à prática. Eu já estou pronta e vocês? Fazer uma Composição é Fácil TÍTULO FACTO A NARRAR INTRODUÇÃO Quem? Quando? Como? DESENVOLVIMENTO COMO COMEÇOU? 1ª Sequência DESENVOLVIMENTO O QUE ACONTECEU A SEGUIR? 2ª Sequência DESENVOLVIMENTO E DEPOIS? 3ª Sequência DESENVOLVIMENTO E DEPOIS? 4ª Sequência CONCLUSÃO Que emoções ou estado de espírito o facto desencadeou
  • 12. Fazer uma Composição é Fácil Olá amiguinhos! Já escolheram o título ? E Que tal
  • 13. Fazer uma Composição é Fácil Quem? Quando? Como? Foi o meu pai…um dia chegou a casa…todo contente…e disse: - Vamos passar uma semana à Madeira!”. Quem quer vir? Vamos lá! Comecem a escrever.
  • 14. Fazer uma Composição é Fácil Uma tarde na última semana de aulas, o meu pai chegou a casa, sorrateiro, entrou na sala e sentou-se no sofá. Como não era costume chegar tão cedo, olhei para ele interrogativamente. - Vamos passar uma semana à Madeira. Ganhei dinheiro no Euromilhões!. Como é óbvio, nem eu nem a minha mãe o contrariámos. Começámos antes a pensar como íamos fazer, o que precisávamos de levar, enfim os preparativos.
  • 15. Fazer uma Composição é Fácil Como começou? Eh pá, o dia da partida foi uma confusão: a bagagem a mais, o táxi que não vinha, o atraso no aeroporto…Que confusão! Vamos escrever.
  • 16. Fazer uma Composição é Fácil Uma tarde na última semana de aulas, o meu pai chegou a casa, sorrateiro, entrou na sala e sentou-se no sofá. Como não era costume chegar tão cedo, olhei para ele interrogativamente. - Vamos passar uma semana à Madeira. Ganhei dinheiro no Euromilhões!. Como é óbvio, nem eu nem a minha mãe o contrariámos. Começámos antes a pensar como íamos fazer, o que precisávamos de levar, enfim os preparativos. No dia da partida foi uma confusão. Era o meu pai a gritar que não era preciso levar tanta bagagem, que parecíamos uns ciganos. A minha mãe respondia que ele nem sequer sabia chamar o táxi que já estava atrasado. Por fim lá chegou o táxi e lá partimos para o aeroporto. Aí foi o tempo na fila, e depois o avião que nunca mais estava pronto. Por fim lá entrámos e partimos.
  • 17. Fazer uma Composição é Fácil A seguir? Bem, a viagem foi uma maravilha…muito gira! As hospedeiras com uns uniformes bonitos …a comida…e depois eu nunca tinha voado ainda… Vamos escrever.
  • 18. Fazer uma Composição é Fácil Uma tarde na última semana de aulas, o meu pai chegou a casa, sorrateiro, entrou na sala e sentou-se no sofá. Como não era costume chegar tão cedo, olhei para ele interrogativamente. - Vamos passar uma semana à Madeira. Ganhei dinheiro no Euromilhões!. Como é óbvio, nem eu nem a minha mãe o contrariámos. Começámos antes a pensar como íamos fazer, o que precisávamos de levar, enfim os preparativos. No dia da partida foi uma confusão. Era o meu pai a gritar que não era preciso levar tanta bagagem, que parecíamos uns ciganos. A minha mãe respondia que ele nem sequer sabia chamar o táxi que já estava atrasado. Por fim lá chegou o táxi e lá partimos para o aeroporto. Aí foi o tempo na fila, e depois o avião que nunca mais estava pronto. Por fim lá entrámos e partimos. A viagem por um lado foi uma desilusão. Tanto trabalho, tanta irritação para depois ser pouco mais de uma hora. Nem deu para aquecer! Já as hospedeiras eram bem bonitas, e com um uniforme muito giro. E simpáticas “ Deseja mais alguma coisa? Um sumo? Eu já trago!”.
  • 19. Fazer uma Composição é Fácil E depois? Bem, chegámos à Madeira e fomos para o hotel. Eh pá, o hotel é que era um luxo! Piscina, massagens, ginásio, um bar que tinha espectáculos e discoteca à noite, podíamos comer o que quiséssemos,…foi baril! Vamos escrever.
  • 20. Fazer uma Composição é Fácil Chegámos à Madeira e já estava um táxi à nossa espera no aeroporto. O motorista falava, falava, mas eu não percebi nada do que ele para lá disse. Com uma pronúncia! Chegámos ao hotel e aquilo é que foi uma surpresa. Piscina, ginásio, massagens. À noite até havia discoteca e shows. A comida era um pouco esquisita, mas boa. Podíamos comer e beber o que quiséssemos. Eu até acabei por engordar uns quilitos.
  • 21. Fazer uma Composição é Fácil Por último? Bem, fartámo-nos de passear. Aquilo é muito giro. O clima é uma maravilha, sempre uma temperatura amena… tem vistas espantosas daquelas montanhas e vales, e das arribas junto ao oceano. A minha mãe ficou maluca com as rendas. E a cidade do Funchal também é bonita. Foi bem giro! Vamos escrever.
  • 22. Fazer uma Composição é Fácil Chegámos à Madeira e já estava um táxi à nossa espera no aeroporto. O motorista falava, falava, mas eu não percebi puto do que ele para lá disse. Com uma pronúncia! Chegámos ao hotel e aquilo é que foi uma surpresa. Piscina, ginásio, massagens. À noite até havia discoteca e shows. A comida era um pouco esquisita, mas boa. Podíamos comer e beber o que quiséssemos. Eu até acabei por engordar uns quilitos. Os dias que lá passámos foram cheios…Passeámos, porque as paisagens eram uma maravilha. As vistas do oceano do alto das montanhas, os vales abruptos com casinhas brancas, pequeninas… Depois a minha mãe ficou maluca com os bordados. Claro que o meu pai lá teve de pagar algumas. Refilou…mas pagou. E o Funchal é uma cidade muito bonita. Também há muitos monumentos, igrejas…
  • 23. Fazer uma Composição é Fácil O que achei? Eh pá…foi giro! Eu até estava à espera de ser uma seca! É o costume com os meus pais…Mas foi giro, diferente. Já tinha ouvido falar tanto da Madeira, que agora fiquei a perceber porque é que toda a gente diz que é muito bonita. Vamos escrever.
  • 24. Fazer uma Composição é Fácil Chegámos à Madeira e já estava um táxi à nossa espera no aeroporto. O motorista falava, falava, mas eu não percebi puto do que ele para lá disse. Com uma pronúncia! Chegámos ao hotel e aquilo é que foi uma surpresa. Piscina, ginásio, massagens. À noite até havia discoteca e shows. A comida era um pouco esquisita, mas boa. Podíamos comer e beber o que quiséssemos. Eu até acabei por engordar uns quilitos. Os dias que lá passámos foram cheios…Passeámos, porque as paisagens eram uma maravilha. As vistas do oceano do alto das montanhas, os vales abruptos com casinhas brancas, pequeninas… Depois a minha mãe ficou maluca com os bordados. Claro que o meu pai lá teve de largar umas granas. Refilou…mas pagou. E o Funchal é uma cidade muito bonita. Também há muitos monumentos, igrejas… Foram umas férias bem giras. Eu até estava à espera que fosse uma seca…Os meus pais só sabem é falar! Mas desta vez foi giro. Gostei. Até conheci umas moças giras. São do Porto. E percebi também porque é que toda a gente diz que a Madeira é muito bonita: Há flores por todo o lado. Hei-de lá voltar.
  • 25. Fazer uma Composição é Fácil Parece que é grande, mas foi fácil…só tive de pensar no que se passou! E escrevia uma frase por dia. Fácil, não é?
  • 26. Fazer uma Composição é Fácil E chegámos ao fim. Não te esqueças de que, se pensares bem nos pormenores e tomares nota deles, depois é fácil escreveres as frases. Boas composições!

Notas do Editor

  1. Manuais Escolares Daisy
  2. Manuais Escolares Daisy
  3. Manuais Escolares Daisy
  4. Manuais Escolares Daisy
  5. Manuais Escolares Daisy
  6. Manuais Escolares Daisy
  7. Manuais Escolares Daisy
  8. Manuais Escolares Daisy
  9. Manuais Escolares Daisy
  10. Manuais Escolares Daisy
  11. Manuais Escolares Daisy
  12. Manuais Escolares Daisy
  13. Manuais Escolares Daisy
  14. Manuais Escolares Daisy
  15. Manuais Escolares Daisy
  16. Manuais Escolares Daisy
  17. Manuais Escolares Daisy
  18. Manuais Escolares Daisy
  19. Manuais Escolares Daisy
  20. Manuais Escolares Daisy
  21. Manuais Escolares Daisy
  22. Manuais Escolares Daisy
  23. Manuais Escolares Daisy
  24. Manuais Escolares Daisy
  25. Manuais Escolares Daisy
  26. Manuais Escolares Daisy
  27. Manuais Escolares Daisy
  28. Manuais Escolares Daisy