SlideShare uma empresa Scribd logo
Doenças sexualmente
transmissíveis
O que é a sida?
    A SIDA (Síndrome de Imunodeficiência
Adquirida) é uma doença provocada pelo vírus VIH
(Vírus da Imunodeficiência Humana). Este vírus
introduz-se no organismo humano, podendo
permanecer “inativo” (as pessoas chamam-se
seropositivas), ou “ativo”, destruindo o sistema
imunitário da pessoa. Um indivíduo infectado com
este vírus pode contrair e desenvolver infecções
muito variadas ou mesmo certos tipos de cancro. A
SIDA ainda não tem cura, sendo mesmo mortal.
Sintomas
Apenas alguns desenvolvem, ao serem contagiados,
os primeiros sintomas, muito parecidos com a
gripe (febre, transpiração e debilidade geral) e
em cerca de 30%  dos casos verifica-se também
um inchaço dos gânglios de pescoço, axilas e
virilhas. Estes pacientes não associam este mal-
estar com a SIDA, pensam que se trata de um
forte resfriado ou esgotamento. Se o inchaço
dura 3 meses, quase podemos estar seguros que
essa pessoa é portadora do vírus.
Prevenção
  Como é obvio, a única prevenção é não
ter relações sexuais com portadores
do vírus da SIDA. Como isto é
impossível de se saber, na maioria dos
casos - por vezes, nem o próprio
portador sabe que a tem - a única
prevenção possível é utilizar sempre
o preservativo.
Formas de contágio
Partilhar seringas infectadas,
relações sexuais com portadores,
sexo oral, transmissão ao feto pela
mãe, tatuagens com agulhas não
esterilizadas, partilhar objetos
cortantes e pessoais (lâminas,
escovas de dentes, máquinas de
barbear...).
Formas de não contágio
• Picadas de insectos, contactos
sociais e profissionais, utilizar casas
de banho públicas, beijar, abraçar,
tocar, partilhar roupa, utilizar os
mesmos talheres, tomar banho com
portadores, brincar com portadores.
• Esta doença é provocada pela bactéria
Treponema Pallidum, que apesar de ser
contagiosa e perigosa, é curável se for
tratada a tempo. A Sífilis ataca qualquer
tecido desde a pele aos ossos, fígado, órgãos
genitais e olhos. O seu maior perigo é alcançar
a sistema nervoso e o coração, o que pode
levar à morte. A bactéria da sífilis, para
sobreviver, precisa de um ambiente quente e
O QUE É Sífilis
SINTOMAS
• Iniciam-se 3 semanas após o contágio,
no local da infecção, na região genital, um
pequeno nódulo rosado que evolui para uma
úlcera indolor. Na segunda fase da doença,
há uma erupção cutânea com sintomas de
mal-estar, fadiga, dores de cabeça e nos
ossos. Até esta altura a doença é muito
contagiosa, mas curável.
FORMAS DE CONTÁGIO
Quase exclusivamente por contato sexual.
Um simples beijo em qualquer zona que
tenha uma pequena ferida, é arriscado. Não
há contágio através dos sanitários, toalhas e
outros objectos.
PREVENÇÃO
• O preservativo é muito eficaz e a
mulher pode aplicar irrigações
vaginais com líquidos desinfectantes
suaves. Fazer análises antes do
casamento e durante a gravidez.
CANDIDÍASE
• O Que é ?
• Doença causada pelos Fungos Candida
Albicans, que se desenvolvem num local
quente e húmido da vagina.
 
SINTOMAS
• No homem verifica-se uma inflamação
acompanhada de pontinhos vermelhos no
pénis e ardor. A mulher sofre de inflamação
e irritação nos lábios da vulva,
acompanhado de um fluxo espesso e
esbranquiçado. Pode haver complicações,
como é o caso da ureterite.
Formas de contágio
• Contato sexual ou proliferação do 
fungo.
Prevenção
• Abstinência sexual logo após o
aparecimento da infecção e durante o
tratamento. Algumas doenças, como a
diabetes ou o hipotiroidismo, favorecem o
aparecimento de candidíase, assim como a
gravidez, irrigações vaginais e os
tratamentos com cortisona e antialérgicos.
Gonorreia
O QUE É?
Uma infecção das vias genitais provocada
por bactérias, designadas genericamente
por gonococos. Pode afetar o colo do útero
da mulher e também a uretra do homem,
podendo expandir-se para a região anal. A
gonorreia não tratada pode conduzir à
esterelidade em ambos os sexos.
Sintomas
• Aparece um ardor e um pus acinzentado ou
esverdeado, através do pénis ou da vagina,
entre 15 a 30 dias após o contágio.
Também se pode sentir dor ao urinar.
Formas de contágio
• Contato sexual direto; durante o parto.
Prevenção
• É muito eficaz o uso do preservativo e/ou a
lavagem da vagina com desinfectantes
adequados ao corpo humano.
•
HERPES GENITAIS
O QUE É?
Afetam os órgãos genitais e as zonas
envolventes. É uma doença que não tem
cura e é causada pelo vírus Herpes Simplex.
Apenas existem medicamentos que aliviam
as dores.
b
SINTOMAS
O herpes caracteriza-se por vesículas, em
forma de cacho, que aparecem 4 - 5 dias
após o contágio, que acabam por arrebentar
e deixar a carne a descoberto. São
acompanhadas por um ardor intenso.
 
•
FORMAS DE CONTÁGIO
• Transmite-se por contato sexual
 
PREVENÇÃO
• Abstenção de relações sexuais enquanto
durarem os sintomas.
Hepatite B
• O QUE É?
• É uma doença causada por um vírus
que ataca o fígado, sendo o sangue o
principal meio de transmissão e depois a
saliva. Se não for tratada, pode provocar a
morte. O vírus sobrevive durante bastante
tempo e resiste a alguns desinfectantes.
SINTOMAS
Ao princípio é parecido com a gripe,
sintomas de náuseas, vómitos, diarreias,
cansaço, falta de apetite, surgimento de
icterícia, alteração da cor das fezes e da
urina
FORMAS DE CONTÁGIO
•
• Transmissão ao feto pela mãe,
através do sémen e secreções
vaginais, suor, lágrimas e saliva.
•
PREVENÇÃO
• É possível prevenir esta doença através da
vacinação.
Fim!!!
• Conclusão ,a única forma de se evitar
esses tipos de doenças, é através do
uso de preservativos em todas as
relações sexuais.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dst palestra
Dst palestraDst palestra
Dst palestra
Josy Farias
 
As Doenças Sexualmente Transmissíveis
As Doenças Sexualmente TransmissíveisAs Doenças Sexualmente Transmissíveis
As Doenças Sexualmente Transmissíveis
held
 
Apresentação dst
Apresentação dstApresentação dst
Apresentação dst
Robson Peixoto
 
Dst’s
Dst’s Dst’s
Dst’s
Cris Marques
 
Dst’s.7.4ºbim
Dst’s.7.4ºbimDst’s.7.4ºbim
Sexualmente transmissíveis
Sexualmente transmissíveisSexualmente transmissíveis
Sexualmente transmissíveis
Rui
 
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidasAs Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
Ricardo Brasil
 
Dst telma, mafalda, teresa e mariana
Dst  telma, mafalda, teresa e marianaDst  telma, mafalda, teresa e mariana
Dst telma, mafalda, teresa e mariana
BESL
 
Dst aids para adolescentes
Dst   aids para adolescentesDst   aids para adolescentes
Dst aids para adolescentes
Alinebrauna Brauna
 
Dst/aids SIPAT (oficial)
Dst/aids SIPAT (oficial)Dst/aids SIPAT (oficial)
Dst/aids SIPAT (oficial)
Claudio Cesar Pontes ن
 
IST´s (Infecções Sexualmente Transmissíveis)
IST´s (Infecções Sexualmente Transmissíveis)IST´s (Infecções Sexualmente Transmissíveis)
IST´s (Infecções Sexualmente Transmissíveis)
António Matias
 
Dst
DstDst
Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
Doenças sexualmente transmissíveis (DST)Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
Luis Augusto
 
Dst
Dst Dst
DST
DSTDST
DST
Catir
 
Doenças xesoalmente totalmente transmissiveis
Doenças xesoalmente totalmente transmissiveisDoenças xesoalmente totalmente transmissiveis
Doenças xesoalmente totalmente transmissiveis
manelmaia24
 
Promover a saúde as doenças do nosso tempo
Promover a saúde   as doenças do nosso tempoPromover a saúde   as doenças do nosso tempo
Promover a saúde as doenças do nosso tempo
José Palma
 
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente TransmissíveisDoenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Michele Pó
 

Mais procurados (18)

Dst palestra
Dst palestraDst palestra
Dst palestra
 
As Doenças Sexualmente Transmissíveis
As Doenças Sexualmente TransmissíveisAs Doenças Sexualmente Transmissíveis
As Doenças Sexualmente Transmissíveis
 
Apresentação dst
Apresentação dstApresentação dst
Apresentação dst
 
Dst’s
Dst’s Dst’s
Dst’s
 
Dst’s.7.4ºbim
Dst’s.7.4ºbimDst’s.7.4ºbim
Dst’s.7.4ºbim
 
Sexualmente transmissíveis
Sexualmente transmissíveisSexualmente transmissíveis
Sexualmente transmissíveis
 
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidasAs Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
 
Dst telma, mafalda, teresa e mariana
Dst  telma, mafalda, teresa e marianaDst  telma, mafalda, teresa e mariana
Dst telma, mafalda, teresa e mariana
 
Dst aids para adolescentes
Dst   aids para adolescentesDst   aids para adolescentes
Dst aids para adolescentes
 
Dst/aids SIPAT (oficial)
Dst/aids SIPAT (oficial)Dst/aids SIPAT (oficial)
Dst/aids SIPAT (oficial)
 
IST´s (Infecções Sexualmente Transmissíveis)
IST´s (Infecções Sexualmente Transmissíveis)IST´s (Infecções Sexualmente Transmissíveis)
IST´s (Infecções Sexualmente Transmissíveis)
 
Dst
DstDst
Dst
 
Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
Doenças sexualmente transmissíveis (DST)Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
 
Dst
Dst Dst
Dst
 
DST
DSTDST
DST
 
Doenças xesoalmente totalmente transmissiveis
Doenças xesoalmente totalmente transmissiveisDoenças xesoalmente totalmente transmissiveis
Doenças xesoalmente totalmente transmissiveis
 
Promover a saúde as doenças do nosso tempo
Promover a saúde   as doenças do nosso tempoPromover a saúde   as doenças do nosso tempo
Promover a saúde as doenças do nosso tempo
 
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente TransmissíveisDoenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveis
 

Destaque

Candidíase
CandidíaseCandidíase
Candidíase
Géssica Freire
 
TRICOMONÍASE E HERPES GENITAL
TRICOMONÍASE E HERPES GENITALTRICOMONÍASE E HERPES GENITAL
TRICOMONÍASE E HERPES GENITAL
Francisca Maria
 
Seminário de Microbiologia - Candidíase
Seminário de Microbiologia - CandidíaseSeminário de Microbiologia - Candidíase
Seminário de Microbiologia - Candidíase
Carla Bernardo Chagas
 
Dst pronto mesmo2
Dst pronto mesmo2Dst pronto mesmo2
Dst pronto mesmo2
'Alice Tinoco
 
Trabalho pronto
Trabalho prontoTrabalho pronto
Trabalho pronto
2° Ta - cotuca
 
Candida albicans
Candida albicansCandida albicans
Candida albicans
Adriana
 
Tricomoníase
TricomoníaseTricomoníase
Tricomoníase
blessedjah
 
CANDIDIASIS
CANDIDIASISCANDIDIASIS
CANDIDIASIS
yflores69
 
Candidiasis
CandidiasisCandidiasis
Candidiasis
angelicataka
 
DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS - DSTs
DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS - DSTsDOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS - DSTs
DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS - DSTs
Saúde Hervalense
 
Candidiasis
CandidiasisCandidiasis
Candidiasis
Alienware
 

Destaque (11)

Candidíase
CandidíaseCandidíase
Candidíase
 
TRICOMONÍASE E HERPES GENITAL
TRICOMONÍASE E HERPES GENITALTRICOMONÍASE E HERPES GENITAL
TRICOMONÍASE E HERPES GENITAL
 
Seminário de Microbiologia - Candidíase
Seminário de Microbiologia - CandidíaseSeminário de Microbiologia - Candidíase
Seminário de Microbiologia - Candidíase
 
Dst pronto mesmo2
Dst pronto mesmo2Dst pronto mesmo2
Dst pronto mesmo2
 
Trabalho pronto
Trabalho prontoTrabalho pronto
Trabalho pronto
 
Candida albicans
Candida albicansCandida albicans
Candida albicans
 
Tricomoníase
TricomoníaseTricomoníase
Tricomoníase
 
CANDIDIASIS
CANDIDIASISCANDIDIASIS
CANDIDIASIS
 
Candidiasis
CandidiasisCandidiasis
Candidiasis
 
DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS - DSTs
DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS - DSTsDOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS - DSTs
DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS - DSTs
 
Candidiasis
CandidiasisCandidiasis
Candidiasis
 

Semelhante a Dst

Doenassexualmentetransmissiveis2 100404123423-phpapp02
Doenassexualmentetransmissiveis2 100404123423-phpapp02Doenassexualmentetransmissiveis2 100404123423-phpapp02
Doenassexualmentetransmissiveis2 100404123423-phpapp02
Pelo Siro
 
Comportamentos de risco
Comportamentos de riscoComportamentos de risco
Comportamentos de risco
Filipe Eros
 
Sexualmente transmissíveis
Sexualmente transmissíveisSexualmente transmissíveis
Sexualmente transmissíveis
Rui
 
Ist inês e carla
Ist inês e carlaIst inês e carla
Ist inês e carla
carlavilelas
 
InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]
InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]
InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]
Cristina0910
 
Aids
AidsAids
aids-120503054146-phpapp02 (1).pdf
aids-120503054146-phpapp02 (1).pdfaids-120503054146-phpapp02 (1).pdf
aids-120503054146-phpapp02 (1).pdf
TiagoSantos74563
 
aula de Doenças Sexualmente Transmissíveis
aula de Doenças Sexualmente Transmissíveisaula de Doenças Sexualmente Transmissíveis
aula de Doenças Sexualmente Transmissíveis
adriano silva
 
Dst’s
Dst’sDst’s
DST
DSTDST
Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveis
Débora França Baltar
 
APRESENTAÇÃO ISTS.ppt
APRESENTAÇÃO ISTS.pptAPRESENTAÇÃO ISTS.ppt
APRESENTAÇÃO ISTS.ppt
thiagoamorimenfermag
 
APRESENTAÇÃO ISTS.ppt
APRESENTAÇÃO ISTS.pptAPRESENTAÇÃO ISTS.ppt
APRESENTAÇÃO ISTS.ppt
thiagoamorimenfermag
 
IST E AIDS.pptx
IST E AIDS.pptxIST E AIDS.pptx
IST E AIDS.pptx
DeuzeliaAlvesDosSant
 
DSTs
DSTsDSTs
Trabalho dsp doenças sexualmente transmissíveis
Trabalho  dsp doenças sexualmente transmissíveisTrabalho  dsp doenças sexualmente transmissíveis
Trabalho dsp doenças sexualmente transmissíveis
R C
 
Primeiros Socorros Modulo VI
Primeiros Socorros Modulo VIPrimeiros Socorros Modulo VI
Primeiros Socorros Modulo VI
emanueltstegeon
 
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa GobbiDoenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Eduarda Gobbi
 
Tudo Sobre Dst
Tudo Sobre DstTudo Sobre Dst
Tudo Sobre Dst
Monique Esline
 
Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveis
Alexandre Mold
 

Semelhante a Dst (20)

Doenassexualmentetransmissiveis2 100404123423-phpapp02
Doenassexualmentetransmissiveis2 100404123423-phpapp02Doenassexualmentetransmissiveis2 100404123423-phpapp02
Doenassexualmentetransmissiveis2 100404123423-phpapp02
 
Comportamentos de risco
Comportamentos de riscoComportamentos de risco
Comportamentos de risco
 
Sexualmente transmissíveis
Sexualmente transmissíveisSexualmente transmissíveis
Sexualmente transmissíveis
 
Ist inês e carla
Ist inês e carlaIst inês e carla
Ist inês e carla
 
InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]
InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]
InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]
 
Aids
AidsAids
Aids
 
aids-120503054146-phpapp02 (1).pdf
aids-120503054146-phpapp02 (1).pdfaids-120503054146-phpapp02 (1).pdf
aids-120503054146-phpapp02 (1).pdf
 
aula de Doenças Sexualmente Transmissíveis
aula de Doenças Sexualmente Transmissíveisaula de Doenças Sexualmente Transmissíveis
aula de Doenças Sexualmente Transmissíveis
 
Dst’s
Dst’sDst’s
Dst’s
 
DST
DSTDST
DST
 
Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveis
 
APRESENTAÇÃO ISTS.ppt
APRESENTAÇÃO ISTS.pptAPRESENTAÇÃO ISTS.ppt
APRESENTAÇÃO ISTS.ppt
 
APRESENTAÇÃO ISTS.ppt
APRESENTAÇÃO ISTS.pptAPRESENTAÇÃO ISTS.ppt
APRESENTAÇÃO ISTS.ppt
 
IST E AIDS.pptx
IST E AIDS.pptxIST E AIDS.pptx
IST E AIDS.pptx
 
DSTs
DSTsDSTs
DSTs
 
Trabalho dsp doenças sexualmente transmissíveis
Trabalho  dsp doenças sexualmente transmissíveisTrabalho  dsp doenças sexualmente transmissíveis
Trabalho dsp doenças sexualmente transmissíveis
 
Primeiros Socorros Modulo VI
Primeiros Socorros Modulo VIPrimeiros Socorros Modulo VI
Primeiros Socorros Modulo VI
 
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa GobbiDoenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
Doenças Sexualmente Transmissiveis - por Eduarda Minassa Gobbi
 
Tudo Sobre Dst
Tudo Sobre DstTudo Sobre Dst
Tudo Sobre Dst
 
Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveis
 

Último

História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdfHistória da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
JandersonGeorgeGuima
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
AmaroAlmeidaChimbala
 
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
Luiz Henrique Pimentel Novais Silva
 
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do TrabalhoApostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
CatieleAlmeida1
 
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptxDESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
Klaisn
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
sula31
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
marjoguedes1
 

Último (8)

História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdfHistória da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
História da Enfermagem-Enfermagem 2024.pdf
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
 
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
4.Tecidos Excitáveis - Tecido Nervoso.pptx
 
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
A DISSOLUÇÃO DO COMPLEXO DE ÉDIPO (1924)
 
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do TrabalhoApostila Gerência de Riscos PDF   voltado para Segurança do Trabalho
Apostila Gerência de Riscos PDF voltado para Segurança do Trabalho
 
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptxDESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
DESVIOS POSTURAIS DA COLUNA VERTEBRAL 0001.pptx
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
 

Dst

  • 2. O que é a sida?     A SIDA (Síndrome de Imunodeficiência Adquirida) é uma doença provocada pelo vírus VIH (Vírus da Imunodeficiência Humana). Este vírus introduz-se no organismo humano, podendo permanecer “inativo” (as pessoas chamam-se seropositivas), ou “ativo”, destruindo o sistema imunitário da pessoa. Um indivíduo infectado com este vírus pode contrair e desenvolver infecções muito variadas ou mesmo certos tipos de cancro. A SIDA ainda não tem cura, sendo mesmo mortal.
  • 3.
  • 4. Sintomas Apenas alguns desenvolvem, ao serem contagiados, os primeiros sintomas, muito parecidos com a gripe (febre, transpiração e debilidade geral) e em cerca de 30%  dos casos verifica-se também um inchaço dos gânglios de pescoço, axilas e virilhas. Estes pacientes não associam este mal- estar com a SIDA, pensam que se trata de um forte resfriado ou esgotamento. Se o inchaço dura 3 meses, quase podemos estar seguros que essa pessoa é portadora do vírus.
  • 5.
  • 6. Prevenção   Como é obvio, a única prevenção é não ter relações sexuais com portadores do vírus da SIDA. Como isto é impossível de se saber, na maioria dos casos - por vezes, nem o próprio portador sabe que a tem - a única prevenção possível é utilizar sempre o preservativo.
  • 7. Formas de contágio Partilhar seringas infectadas, relações sexuais com portadores, sexo oral, transmissão ao feto pela mãe, tatuagens com agulhas não esterilizadas, partilhar objetos cortantes e pessoais (lâminas, escovas de dentes, máquinas de barbear...).
  • 8. Formas de não contágio • Picadas de insectos, contactos sociais e profissionais, utilizar casas de banho públicas, beijar, abraçar, tocar, partilhar roupa, utilizar os mesmos talheres, tomar banho com portadores, brincar com portadores.
  • 9.
  • 10. • Esta doença é provocada pela bactéria Treponema Pallidum, que apesar de ser contagiosa e perigosa, é curável se for tratada a tempo. A Sífilis ataca qualquer tecido desde a pele aos ossos, fígado, órgãos genitais e olhos. O seu maior perigo é alcançar a sistema nervoso e o coração, o que pode levar à morte. A bactéria da sífilis, para sobreviver, precisa de um ambiente quente e O QUE É Sífilis
  • 11. SINTOMAS • Iniciam-se 3 semanas após o contágio, no local da infecção, na região genital, um pequeno nódulo rosado que evolui para uma úlcera indolor. Na segunda fase da doença, há uma erupção cutânea com sintomas de mal-estar, fadiga, dores de cabeça e nos ossos. Até esta altura a doença é muito contagiosa, mas curável.
  • 12. FORMAS DE CONTÁGIO Quase exclusivamente por contato sexual. Um simples beijo em qualquer zona que tenha uma pequena ferida, é arriscado. Não há contágio através dos sanitários, toalhas e outros objectos.
  • 13. PREVENÇÃO • O preservativo é muito eficaz e a mulher pode aplicar irrigações vaginais com líquidos desinfectantes suaves. Fazer análises antes do casamento e durante a gravidez.
  • 14. CANDIDÍASE • O Que é ? • Doença causada pelos Fungos Candida Albicans, que se desenvolvem num local quente e húmido da vagina.
  • 15.   SINTOMAS • No homem verifica-se uma inflamação acompanhada de pontinhos vermelhos no pénis e ardor. A mulher sofre de inflamação e irritação nos lábios da vulva, acompanhado de um fluxo espesso e esbranquiçado. Pode haver complicações, como é o caso da ureterite.
  • 16. Formas de contágio • Contato sexual ou proliferação do  fungo.
  • 17. Prevenção • Abstinência sexual logo após o aparecimento da infecção e durante o tratamento. Algumas doenças, como a diabetes ou o hipotiroidismo, favorecem o aparecimento de candidíase, assim como a gravidez, irrigações vaginais e os tratamentos com cortisona e antialérgicos.
  • 18. Gonorreia O QUE É? Uma infecção das vias genitais provocada por bactérias, designadas genericamente por gonococos. Pode afetar o colo do útero da mulher e também a uretra do homem, podendo expandir-se para a região anal. A gonorreia não tratada pode conduzir à esterelidade em ambos os sexos.
  • 19. Sintomas • Aparece um ardor e um pus acinzentado ou esverdeado, através do pénis ou da vagina, entre 15 a 30 dias após o contágio. Também se pode sentir dor ao urinar.
  • 20. Formas de contágio • Contato sexual direto; durante o parto.
  • 21. Prevenção • É muito eficaz o uso do preservativo e/ou a lavagem da vagina com desinfectantes adequados ao corpo humano. •
  • 22. HERPES GENITAIS O QUE É? Afetam os órgãos genitais e as zonas envolventes. É uma doença que não tem cura e é causada pelo vírus Herpes Simplex. Apenas existem medicamentos que aliviam as dores. b
  • 23. SINTOMAS O herpes caracteriza-se por vesículas, em forma de cacho, que aparecem 4 - 5 dias após o contágio, que acabam por arrebentar e deixar a carne a descoberto. São acompanhadas por um ardor intenso.   •
  • 25. PREVENÇÃO • Abstenção de relações sexuais enquanto durarem os sintomas.
  • 26. Hepatite B • O QUE É? • É uma doença causada por um vírus que ataca o fígado, sendo o sangue o principal meio de transmissão e depois a saliva. Se não for tratada, pode provocar a morte. O vírus sobrevive durante bastante tempo e resiste a alguns desinfectantes.
  • 27. SINTOMAS Ao princípio é parecido com a gripe, sintomas de náuseas, vómitos, diarreias, cansaço, falta de apetite, surgimento de icterícia, alteração da cor das fezes e da urina
  • 28. FORMAS DE CONTÁGIO • • Transmissão ao feto pela mãe, através do sémen e secreções vaginais, suor, lágrimas e saliva. •
  • 29. PREVENÇÃO • É possível prevenir esta doença através da vacinação.
  • 31. • Conclusão ,a única forma de se evitar esses tipos de doenças, é através do uso de preservativos em todas as relações sexuais.