SlideShare uma empresa Scribd logo
CHAMAMOS “DROGAS” QUALQUER
SUBSTANCIA QUE , UMA VEZ INTRUDUZIDA
NO ORGANISMO, ATRAVEZ DE DISTINTAS
FORMAS DE CONSUMO, PODE SER
FUMADA, INJECTADA ,SNIFADA OU
SIMPLESMENTE INALADA,TEM A
CAPACIDADE PARA ALTERAR AS FUNÇOES
CORPORAIS,AS SENSAÇOES ,O ESTADO DE
ÂNIMO E AS PERCEPÇOES
SENSORIAIS(VISAO,OUVIDO,TACTO,PALADA
R,OLFACTO).
 QUANTO A FERQUENCIA DE CUNSUMO E
A FORMA PELA QUAL UMA PESSOA
CHEGA A ESTABELECER UMA RELAÇAO
COM AS DROGAS,PODEMOS FALAR DE
TRES TIPOS DE CONSUMIDORES
CLARAMENTE DIFERENCIADOS
SOBRETUDO SE TIVERMOS EM CONTA
AS PUSSIVEIS CONÇEQUENCIAS DAS
VARIAS SUBSTANCIAS
 Que efeitos provocam nas pessoas o uso da droga?
 Umas perturbam a pessoa, podendo mesmo fazê-la ter
alucinações, ter ideias de perseguições, ficar angustiada ou em
pânico: são drogas perturbadoras ou psicodislépticas.
 Outras adormecem a pessoa, que fica assim sedada, não se
capaz de estar activa: são drogas sedativas ou
psicodislépticas.
 Outras estimulam momentaneamente a pessoa, dão sensação
de ter muita energia: são drogas estimulantes ou psicolépticas .
 Consequências psíquicas:
 Dificuldades ou paragem no crescimento,
 Perturbação do comportamento;
 Perdas afectivas, solidão;
 Perda da capacidade lúdica;
 Sensações de ansiedade;
 Depressão e até suicídio;
 Psicose.
 A SIDA é provocada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), que
penetra no organismo por contacto com uma pessoa infectada. A
transmissão pode acontecer de três formas: relações sexuais; contacto com
sangue infectado; de mãe para filho, durante a gravidez ou o parto e pela
amamentação.
 O VIH é um vírus bastante poderoso que, ao entrar no organismo, dirige-se
ao sistema sanguíneo, onde começa de imediato a replicar-se, atacando o
sistema imunológico, destruindo as células defensoras do organismo e
deixando a pessoa infectada (seropositiva), mais debilitada e sensível a
outras doenças, as chamadas infecções oportunistas que são provocadas
por micróbios e que não afectam as pessoas cujo sistema imunológico
funciona convenientemente. Também podem surgir alguns tipos de tumores
(cancros).

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Drogas lara e luana e ana

HISTÓRIA DA MEDICINA HIV PORTUGUES ret.pdf
HISTÓRIA DA MEDICINA HIV PORTUGUES ret.pdfHISTÓRIA DA MEDICINA HIV PORTUGUES ret.pdf
HISTÓRIA DA MEDICINA HIV PORTUGUES ret.pdf
KariP4
 
HIV/SIDA
HIV/SIDAHIV/SIDA
HIV/SIDA
MultimediaA
 
Higiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociaisHigiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociais
Carla Gomes
 
Doenças Sexualmente Transmissiveis
Doenças Sexualmente TransmissiveisDoenças Sexualmente Transmissiveis
Doenças Sexualmente Transmissiveis
IgorSilva14
 
HIV/SIDA
HIV/SIDAHIV/SIDA
HIV/SIDA
MultimediaA
 
Educação Sexual na Educação de Jovens e Adultos
Educação Sexual na Educação de Jovens e AdultosEducação Sexual na Educação de Jovens e Adultos
Educação Sexual na Educação de Jovens e Adultos
DriZB
 
Hiv
HivHiv
Aids
AidsAids
Aids
BriefCase
 
Sida
SidaSida
Educação sexual
Educação sexualEducação sexual
Educação sexual
Claudia1984Santana
 
Direitos Humanos - Adolescencia
Direitos Humanos - AdolescenciaDireitos Humanos - Adolescencia
Direitos Humanos - Adolescencia
Raquel Figueiredo
 
Cristiana
CristianaCristiana
Telecurso 2000 aula 12 aids ou sida
Telecurso 2000 aula 12   aids ou sidaTelecurso 2000 aula 12   aids ou sida
Telecurso 2000 aula 12 aids ou sida
netoalvirubro
 
Projeto turma junho 2013 revista v
Projeto turma junho 2013 revista vProjeto turma junho 2013 revista v
Projeto turma junho 2013 revista v
Geraldo Souza
 
Trab sida
Trab sidaTrab sida
Sida
SidaSida
AS DOENÇAS DA ALMA
AS DOENÇAS DA ALMAAS DOENÇAS DA ALMA
AS DOENÇAS DA ALMA
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Sida
SidaSida
Doenças sexualmente transmissíveis e sida
Doenças sexualmente transmissíveis e sidaDoenças sexualmente transmissíveis e sida
Doenças sexualmente transmissíveis e sida
Flrobela Fernandes
 
Sexualidade daniela
Sexualidade danielaSexualidade daniela
Sexualidade daniela
sergiovendas
 

Semelhante a Drogas lara e luana e ana (20)

HISTÓRIA DA MEDICINA HIV PORTUGUES ret.pdf
HISTÓRIA DA MEDICINA HIV PORTUGUES ret.pdfHISTÓRIA DA MEDICINA HIV PORTUGUES ret.pdf
HISTÓRIA DA MEDICINA HIV PORTUGUES ret.pdf
 
HIV/SIDA
HIV/SIDAHIV/SIDA
HIV/SIDA
 
Higiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociaisHigiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociais
 
Doenças Sexualmente Transmissiveis
Doenças Sexualmente TransmissiveisDoenças Sexualmente Transmissiveis
Doenças Sexualmente Transmissiveis
 
HIV/SIDA
HIV/SIDAHIV/SIDA
HIV/SIDA
 
Educação Sexual na Educação de Jovens e Adultos
Educação Sexual na Educação de Jovens e AdultosEducação Sexual na Educação de Jovens e Adultos
Educação Sexual na Educação de Jovens e Adultos
 
Hiv
HivHiv
Hiv
 
Aids
AidsAids
Aids
 
Sida
SidaSida
Sida
 
Educação sexual
Educação sexualEducação sexual
Educação sexual
 
Direitos Humanos - Adolescencia
Direitos Humanos - AdolescenciaDireitos Humanos - Adolescencia
Direitos Humanos - Adolescencia
 
Cristiana
CristianaCristiana
Cristiana
 
Telecurso 2000 aula 12 aids ou sida
Telecurso 2000 aula 12   aids ou sidaTelecurso 2000 aula 12   aids ou sida
Telecurso 2000 aula 12 aids ou sida
 
Projeto turma junho 2013 revista v
Projeto turma junho 2013 revista vProjeto turma junho 2013 revista v
Projeto turma junho 2013 revista v
 
Trab sida
Trab sidaTrab sida
Trab sida
 
Sida
SidaSida
Sida
 
AS DOENÇAS DA ALMA
AS DOENÇAS DA ALMAAS DOENÇAS DA ALMA
AS DOENÇAS DA ALMA
 
Sida
SidaSida
Sida
 
Doenças sexualmente transmissíveis e sida
Doenças sexualmente transmissíveis e sidaDoenças sexualmente transmissíveis e sida
Doenças sexualmente transmissíveis e sida
 
Sexualidade daniela
Sexualidade danielaSexualidade daniela
Sexualidade daniela
 

Mais de Carla Gomes

Microrganismos trabalho
Microrganismos   trabalhoMicrorganismos   trabalho
Microrganismos trabalho
Carla Gomes
 
Higiene e problemas sociais trabalho
Higiene e problemas sociais   trabalhoHigiene e problemas sociais   trabalho
Higiene e problemas sociais trabalho
Carla Gomes
 
Os microorganismos (1)
Os microorganismos (1)Os microorganismos (1)
Os microorganismos (1)
Carla Gomes
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Carla Gomes
 
Trabalho de grupo microorganismos
Trabalho de grupo microorganismosTrabalho de grupo microorganismos
Trabalho de grupo microorganismos
Carla Gomes
 
Microbios diogo moreno 6ºe
Microbios diogo moreno 6ºeMicrobios diogo moreno 6ºe
Microbios diogo moreno 6ºe
Carla Gomes
 
Os microrganismos
Os microrganismosOs microrganismos
Os microrganismos
Carla Gomes
 
Microrganismos
MicrorganismosMicrorganismos
Microrganismos
Carla Gomes
 
A higiene
A higieneA higiene
A higiene
Carla Gomes
 
Higiene e problemas sociais t
Higiene e problemas sociais tHigiene e problemas sociais t
Higiene e problemas sociais t
Carla Gomes
 
Os microrganismos, higiene e problemas sociais
Os microrganismos, higiene e problemas sociaisOs microrganismos, higiene e problemas sociais
Os microrganismos, higiene e problemas sociais
Carla Gomes
 
Higiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociaisHigiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociais
Carla Gomes
 
Higiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociaisHigiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociais
Carla Gomes
 
Trabalho de ciencias higiene e problemas sociais
Trabalho de ciencias higiene e problemas sociaisTrabalho de ciencias higiene e problemas sociais
Trabalho de ciencias higiene e problemas sociais
Carla Gomes
 
Tabaco
TabacoTabaco
Tabaco
Carla Gomes
 
Drogas lara e luana e ana
Drogas lara e luana e anaDrogas lara e luana e ana
Drogas lara e luana e ana
Carla Gomes
 
Trabalho de ciencias
Trabalho   de cienciasTrabalho   de ciencias
Trabalho de ciencias
Carla Gomes
 
Joana e micaela
Joana e micaelaJoana e micaela
Joana e micaela
Carla Gomes
 
Micróbios 6º c
Micróbios 6º cMicróbios 6º c
Micróbios 6º c
Carla Gomes
 
Os microrganismos grelha
Os microrganismos grelhaOs microrganismos grelha
Os microrganismos grelha
Carla Gomes
 

Mais de Carla Gomes (20)

Microrganismos trabalho
Microrganismos   trabalhoMicrorganismos   trabalho
Microrganismos trabalho
 
Higiene e problemas sociais trabalho
Higiene e problemas sociais   trabalhoHigiene e problemas sociais   trabalho
Higiene e problemas sociais trabalho
 
Os microorganismos (1)
Os microorganismos (1)Os microorganismos (1)
Os microorganismos (1)
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Trabalho de grupo microorganismos
Trabalho de grupo microorganismosTrabalho de grupo microorganismos
Trabalho de grupo microorganismos
 
Microbios diogo moreno 6ºe
Microbios diogo moreno 6ºeMicrobios diogo moreno 6ºe
Microbios diogo moreno 6ºe
 
Os microrganismos
Os microrganismosOs microrganismos
Os microrganismos
 
Microrganismos
MicrorganismosMicrorganismos
Microrganismos
 
A higiene
A higieneA higiene
A higiene
 
Higiene e problemas sociais t
Higiene e problemas sociais tHigiene e problemas sociais t
Higiene e problemas sociais t
 
Os microrganismos, higiene e problemas sociais
Os microrganismos, higiene e problemas sociaisOs microrganismos, higiene e problemas sociais
Os microrganismos, higiene e problemas sociais
 
Higiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociaisHigiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociais
 
Higiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociaisHigiene e problemas sociais
Higiene e problemas sociais
 
Trabalho de ciencias higiene e problemas sociais
Trabalho de ciencias higiene e problemas sociaisTrabalho de ciencias higiene e problemas sociais
Trabalho de ciencias higiene e problemas sociais
 
Tabaco
TabacoTabaco
Tabaco
 
Drogas lara e luana e ana
Drogas lara e luana e anaDrogas lara e luana e ana
Drogas lara e luana e ana
 
Trabalho de ciencias
Trabalho   de cienciasTrabalho   de ciencias
Trabalho de ciencias
 
Joana e micaela
Joana e micaelaJoana e micaela
Joana e micaela
 
Micróbios 6º c
Micróbios 6º cMicróbios 6º c
Micróbios 6º c
 
Os microrganismos grelha
Os microrganismos grelhaOs microrganismos grelha
Os microrganismos grelha
 

Drogas lara e luana e ana

  • 1.
  • 2. CHAMAMOS “DROGAS” QUALQUER SUBSTANCIA QUE , UMA VEZ INTRUDUZIDA NO ORGANISMO, ATRAVEZ DE DISTINTAS FORMAS DE CONSUMO, PODE SER FUMADA, INJECTADA ,SNIFADA OU SIMPLESMENTE INALADA,TEM A CAPACIDADE PARA ALTERAR AS FUNÇOES CORPORAIS,AS SENSAÇOES ,O ESTADO DE ÂNIMO E AS PERCEPÇOES SENSORIAIS(VISAO,OUVIDO,TACTO,PALADA R,OLFACTO).
  • 3.
  • 4.  QUANTO A FERQUENCIA DE CUNSUMO E A FORMA PELA QUAL UMA PESSOA CHEGA A ESTABELECER UMA RELAÇAO COM AS DROGAS,PODEMOS FALAR DE TRES TIPOS DE CONSUMIDORES CLARAMENTE DIFERENCIADOS SOBRETUDO SE TIVERMOS EM CONTA AS PUSSIVEIS CONÇEQUENCIAS DAS VARIAS SUBSTANCIAS
  • 5.  Que efeitos provocam nas pessoas o uso da droga?  Umas perturbam a pessoa, podendo mesmo fazê-la ter alucinações, ter ideias de perseguições, ficar angustiada ou em pânico: são drogas perturbadoras ou psicodislépticas.  Outras adormecem a pessoa, que fica assim sedada, não se capaz de estar activa: são drogas sedativas ou psicodislépticas.  Outras estimulam momentaneamente a pessoa, dão sensação de ter muita energia: são drogas estimulantes ou psicolépticas .  Consequências psíquicas:  Dificuldades ou paragem no crescimento,  Perturbação do comportamento;  Perdas afectivas, solidão;  Perda da capacidade lúdica;  Sensações de ansiedade;  Depressão e até suicídio;  Psicose.
  • 6.  A SIDA é provocada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), que penetra no organismo por contacto com uma pessoa infectada. A transmissão pode acontecer de três formas: relações sexuais; contacto com sangue infectado; de mãe para filho, durante a gravidez ou o parto e pela amamentação.  O VIH é um vírus bastante poderoso que, ao entrar no organismo, dirige-se ao sistema sanguíneo, onde começa de imediato a replicar-se, atacando o sistema imunológico, destruindo as células defensoras do organismo e deixando a pessoa infectada (seropositiva), mais debilitada e sensível a outras doenças, as chamadas infecções oportunistas que são provocadas por micróbios e que não afectam as pessoas cujo sistema imunológico funciona convenientemente. Também podem surgir alguns tipos de tumores (cancros).