SlideShare uma empresa Scribd logo
CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II
Profª Raquel Marques 1 / 11
1 - HISTÓRIA DA MAQUIAGEM
A maquiagem hoje exerce um grande poder psicológico em nossa sociedade, por isso, o profissional da
estética precisa estar sempre atualizado, para que possa se favorecer dos benefícios que a tecnologia
proporciona.
PRÉ HISTÓRIA Os primeiros sinais de vaidade começaram quando o
homem passou a se reunir em grupos e se fixou na terra, surgindo a
diferenciação hierárquica. Os chefes, em geral os mais fortes do grupo,
enfeitavam-se com as garras e dentes dos animais ferozes que caçavam.
Surgiram também as primeiras "pinturas de guerra" que dariam mais
força ao guerreiro, além de "assustarem" o adversário, em rituais
xamânicos (espirituais), cultos funerários, fertilidade, em combinações de
linhas, formas, cores, tons, textura e espaço, conforme matéria-prima
disponível em seu entorno, como argila, rocha triturada, frutas, etc. Até os dias de hoje, povos primitivos
da Africa, Austrália e Brasil, utilizam esses tipos de pinturas. Imagem tribos africanas SURMA e MIRSU
http://cleniomagalhaes.blogspot.com.br/
EGITO Homens e mulheres pintavam o rosto por acreditarem na relação entre
espiritualidade e aparência. A maquiagem se tornou parte da higiene diária, um
verdadeiro ritual de beleza. Os olhos tinham o maior destaque: eram delineados e
aumentados com mesdemet (Kohl), as pálpebras recebiam toques de índigo e
sobre elas se esfumavam uma sombra em pó, colorida, feita de malaquita moída
(pedra). Utilizavam também henna, açafrão, curry e outros pós coloridos.
O mesdemet era amplamente utilizado entre homens e mulheres e a crença dita que
além da sua utilidade estética serviria para reter parte da luz solar e a poeira do
deserto, impedindo-os de chegar aos olhos propriamente ditos (RICE, 1999). Sua
importância era tamanha que não era incomum que ele composse as listas de
oferendas durante o Antigo Império (STROUHAL, 2007). Fonte
http://arqueologiaegipcia.com.br/2013/06/15/passado-e-presente-tubo-para-guardar-kohl/
GRÉCIA O destino das mulheres Espartanas, era
inferior à dos homens. Paravam de estudar aos sete
anos, não participavam da vida política e nem da
sociedade. Ao contrário das mulheres de Atenas, que
se praticavam exercícios para a manutenção de uma
boa forma física, com o objetivo de geração de bons
soldados para a pátria. As mulheres não tinham
permissão de praticar o celibato, ou seja, eram obrigadas a realizar o casamento
e serem possuidoras de filhos dotados de força, e manter o equilíbrio entre corpo e mente (corpo são, mente
sã). A maquiagem era usada, mas não tanto quanto no Egito. A preocupação maior era com a saúde e
a beleza do corpo. Os homens não se maquiavam e procuravam manter a forma com exercício físico,
massagens e banhos aromáticos. As mulheres usavam maquiagem leve e os penteados eram
elaborados com fitas e cachos. http://www.brasilescola.com/historiag/esparta-atenas.htm
ROMA
Os romanos adquiriram dos gregos o costume dos banhos e dos exercícios. Os
óleos perfumados de massagem, banhos (termas) faziam parte do ritual de
beleza. Os acessórios também constituíam elementos importantes na
indumentária. Era comum as mulheres utilizarem anéis, colares, pulseiras,
braceletes e tornozeleiras, além de maquiagem e perucas. Os homens, para
completar seus trajes, davam mais ênfase às sandálias, aos chinelos e às botas
de feltro ou couro. A maquiagem era mais exagerada entre as cortesãs, mas
não deixava de ser usada pelas mulheres dos senadores e da elite.
Imagem http://eyelashesinhistory.com/ancient_times_3.html
CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II
Profª Raquel Marques 2 / 11
IDADE MÉDIA
É um período da história da Europa, entre os séculos V e XV. Inicia-se com
a queda do Império Romano do Ocidente e termina durante a transição para a Idade
Moderna. A Idade Média está dividida em três períodos: a Antiguidade, Idade Média
e Idade Moderna, que teve início com a queda do Império Romano e o domínio do
Cristianismo O pensamento religioso falou mais alto que a vaidade. A Igreja passou a
considerar como "hábitos pagãos”, como o costume das termas, dos banhos e das
massagens com óleos perfumados dos romanos. Nessa nova ordem, as mulheres se
cobriram com longas vestimentas e os cabelos cobertos. As sobrancelhas eram
depiladas e a testa aumentada pela depilação da linha dos cabelos. As faces
eram beliscadas e os lábios mordidos para que ficassem rosados.
imagem http://camilladamato.blogspot.com.br/2011/01/o-tempo-e-maquiagem-breve-historia.html
RENASCIMENTO
Renascimento, Renascença ou Renascentismo é o período da História da Europa
aproximadamente entre fins do século XIV (1301) e início do século XVII (1601).
Renascimento foi a era dourada. O Humanismo amadurecia, se espalhou pela
Europa. A cultura, a ciência, contribuíram com grandes bibliotecas na Itália
através do aperfeiçoamento da imprensa por Johannes Gutenbergem. Os
artesãos como Da Vinci, Rafael e Michelangelo, imortalizaram suas imagens
através da natureza. Os decotes desceram, os penteados voltaram a ser
usados e novamente, a maquiagem começou a ser introduzida no dia-a-dia.
O vestuário requintado entrou na moda e, quanto mais nobre, mais enfeitado se
apresentava, mais importante era. Rafael: Madonna Cowper, 1504/1505. National Gallery of Art,Washington
http://pt.wikipedia.org/wiki/Renascimento#mediaviewer/Ficheiro:Raffaello_Madonna_Cowper.jpg
SÉCULO XVIII
Marie Antoinette Josèphe Jeanne de Habsbourg-Lorraine, arquiduquesa da
Áustria, foi a rainha consorte de França de 1774 até à Revolução Francesa, em
1789. Mudava constantemente suas vestimentas, conforme orientação de sua
modista, influenciando as mulheres e os homens franceses. Foi um período
caracterizado pelo exagero em muitas áreas: na pintura, na arquitetura, no
vestuário, nos penteados. O uso da maquiagem era privilégio dos reis,
cortesãos e aristocratas, que usaram o pó de arroz para deixar os rostos e
cabelos inteiramente brancos; pomadas coloridas para pintar os lábios, as
perucas chegavam a altura de 50 cm; sedas, rendas, cetim. Os decotes
chegavam até os mamilos e o colo era aspergido com vinho tinto para que
ficasse mais rosado.
Foto http://obviousmag.org/archives/2012/07/marie_antoinette_a_madonna_do_seculo_xviii.html
Texto http://camilladamato.blogspot.com.br/2011/01/o-tempo-e-maquiagem-breve-historia.html
SÉCULO XIX
A Era Vitoriana, no Reino Unido, foi o período do reinado da Rainha
Vitória (1837 – 1901). Nascia a sociedade de consumo, eram tempos
da revolução industrial. A prosperidade influenciava a moda. À mulher
dessa época, tinham um ar angelical, frágil, puro, tímida, inocente
e sensível, puritana. As roupas eram claras com espartilhos e
muitas anáguas, mangas compridas bufantes. Cabelos cacheados,
boca e olhos marcados, maquiagem pálida. As mulheres que
usavam maquiagem, tinham reputação duvidosa, como as
cantoras e as donas de bordéis.
Foto http://1.bp.blogspot.com/_7w771LFkrBg/S-DVcVq9BDI/AAAAAAAAFq8/qFOkTUaUXCY/s1600/Godey-april-1861.jpg
CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II
Profª Raquel Marques 3 / 11
ANOS 10
O início do século XX foi marcado pela Primeira Guerra Mundial (1914-1918),
que foi a grande responsável pela mudança no modo de ser e pensar da
humanidade. Surge Madeleine Vionner e Coco Chanel, estilistas da nova
silhueta feminina. As mulheres assumiram novos papéis, a integrar o mercado
de trabalho. As roupas deveriam ser práticas, simples e sérias, como flanela e
algodão, baratos e duráveis, uso da calça comprida. Na maquiagem, a
tendência era o batom. A boca era vermelho carmim, olhos marcados,
as sobrancelhas depiladas totalmente e riscada à lápis. O intuito da
maquiagem era que a pele ficasse bem branca.
FOTO http://www.brasilescola.com/historiag/as-transformacoes-moda-ocorridas-na-europa.htm
ANOS 20
Com o fim da guerra, o divertimento deu o tom
desta década de prosperidade e liberdade.
Vestidos retos, soltos e na altura dos joelhos,
chamados de “melindrosas”, causando
escândalos quando dançavam o Charleston.
A maquiagem era forte, os lábios eram
vermelhos pintados em formato de coração
ou arco de cupido, os olhos bem marcados,
as sobrancelhas tiradas e marcadas a lápis. Os cabelos eram
curtos (Chanel) tinham franja e corte reto na altura das orelhas.
Foto http://3.bp.blogspot.com/-qwbae2lSjrA/TiTXnrOqOYI/AAAAAAAAN7w/76WSJ4fXkKo/s1600/anos20-450x319.jpg
ANOS 30
A euforia dos anos 20 chegou ao fim com a crise de 1929
(queda da Bolsa de Valores de Nova York). Crise e
Glamour
A mulher dessa época devia ser magra, bronzeada e
esportiva. O cinema estava no auge e Hollywood, as
estrelas disseminavam a moda. A atriz Greta Garbo, com
sobrancelhas e pálpebras marcadas com lápis e pó de
arroz bem claro, foi muito imitado pelas mulheres. MAX
FACTOR, químico e um dos maiores maquiadores de
Hollywood, revolucionou a história da maquiagem.
Criou uma série de truques que deixava as estrelas de
Hollywood com um rosto muito especial. Abriu uma indústria de cosméticos,
pois as atrizes estavam sempre "roubando" os seus produtos para usar no dia-a-dia. Criou
maquiagem para ruivas, morenas e loiras, maquiagem líquida, à prova d´água e outra grande
revolução o PanCake - lançado em 1938 para o filme "... E o Vento Levou". Foi ele que teve a ideia de
clarear os cabelos da atriz Jean Harlow, ao ponto deles se tornarem loiros platinados. Esta paleta se
tornou obrigatória em todo o cinema, e é usada até os dias de hoje.. Foto
http://jnpickens.files.wordpress.com/2013/05/jean-harlow2.jpg
ANOS 40
A Segunda Guerra Mundial (1939-1945) foi
novamente um catalizador de mudanças, a moda se
tornou mais simples e austera: cortes retos, estilo
militar, uso de duas peças criando combinações,
racionamento de tecido, roupas recicladas,
popularização dos sintéticos. Com a dificuldade de
encontrar cabelereiros, os cabelos eram penteados
presos com grampos formando ondas e cachos. A
maquiagem era improvisada. Devido à falta de matéria prima, alguns
fornecedores de batom por exemplo apenas recarregavam as embalagens, já que o metal era usado
na indústria bélica. A maquiagem era feita com materiais caseiros, tipo, graxa virava rímel e tintura
para sobrancelha, carvão virava sombra, pétalas de rosas embebidas em álcool virava blush.
Foto http://4.bp.blogspot.com/_7w771LFkrBg/TMcMiCKg-oI/AAAAAAAAK34/NuqdAIyAa6w/s1600/2538903705_cd2a9bcd92_z.jpg
Foto http://3.bp.blogspot.com/_7w771LFkrBg/TMcp-u6yoXI/AAAAAAAAK6o/irBJmIVO5E8/s1600/1940s+makeup++look5.jpg
Jean
HarlowMud
anças
Marlene Dietrich
CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II
Profª Raquel Marques 4 / 11
ANOS 50
Com o fim da guerra, a mulher dos anos 50 se tornou mais
feminina, glamorosa e sofisticada. Os valores familiares eram muito
importantes. A maquiagem era usada para a mulher se tornar
bonita em casa. Surgiram os olhos bem marcados, no estilo
gatinho, uma pele bem clara, bem pálida com bastante pó de
arroz e o batom e esmalte vermelho. Foi a época que
apareceram as pin ups, que eram modelos cujas imagens sensuais
exerciam um forte atrativo na cultura pop. Os ícones da época eram
Audrey Hepburn, que ficou famosa pelo filme A Bonequinha de
Luxo,e claro, a inesquecível e sensual Marilyn Monroe, que usava
cabelos cacheados, curtos, olhos bem marcados e boca bem vermelha. Hoje quando colocamos um batom
vermelho, estamos remetendo esse passado dos anos 50 em nossa maquiagem. Foto http://netdiario.com.br/um-
passeio-pela-historia-da-maquiagem/#sthash.mhyT9pDW.dpuf
Foi nos anos 50 que Louis Reard lançou o biquíni, posado pela modelo Micheline
Bernardini. Recebeu esse nome porque o Atol de Bikini (EUA) era a notícia do
momento, onde testavam a bomba atômica.
Em meio à Segunda Guerra
Mundial, os soldados
americanos pregavam nas
paredes (daí que vem o nome, do
verbo em inglês pin up, pregar)
fotos de belas mulheres em poses sensuais.
http://www.mahogany.com.br/blog/a-incrivel-historia-das-pin-ups/
ANOS 60
Foi uma das décadas mais ricas... Pílula anticoncepcional, homem na Lua, morte
de John Kennedy, Martin Luther King, minissaia, os Beatles, hippies, Festival de
Woodstock, Guerra do Vietnã, Revolução de 64 (no Brasil), Mao Tsé-tung,
Guerra Fria (EUA e Rússia). Jovens entraram para o mercado de trabalho e as
empresas criaram produtos específicos para esse novo consumidor, que pela
primeira vez, teve a sua própria moda, não mais derivada dos velhos. A modelo
Twiggy uma modelo inglesa de 1,70m com 45 quilos, tornou-se o biótipo imitado
pelas jovens da época. A maquiagem era basicamente nos olhos, batom e
esmalte eram bem claros, em geral branco-leite e os olhos seguiam
padrões de tonalidades do rosado ao verde-água, com cílios
enormes, negros e bem "postiços". Os cabelos eram armados, cheios de laquê e as perucas estavam
na moda. Foto http://tmagazine.blogs.nytimes.com/2011/02/11/copy-and-pasting/?_php=true&_type=blogs&_r=0
ANOS 70
Inicia os anos 70 com o movimento Hippie –
Paz e Amor – uma época pacifista, onde as
pessoas não se apegavam as coisas
materiais, foi uma época de liberdade.
Década da discoteca, de Dancing Days, John
Travolta, calças boca-de-sino, golas
pontudas, sapato plataforma....O movimento
hippie traz referências de outras etnias. Os
cabelos livres, soltos, repicados, ou recebiam
a influência afro e deviam ser enormes, crespos e bem armados, pele bronzeada.
Na maquiagem haviam marcas dedicadas à jovens adolescentes e jovens adultas, tinham muita cor e se
renovavam frequentemente. Os olhos usava-se sombras cores da natureza, verde, rosa, azul, os cílios
postiços continuaram com força total. As maçãs do rosto tinham muito blush, lábios cintilantes.
Make 70 http://www.coisasdediva.com.br/tag/maquiagem-nos-anos-70/ Vogue http://www.tudosobremake.com.br/noticia/a-maquiagem-de-jerry-hall-simbolo-
da-era-disco_a467/1#4
CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II
Profª Raquel Marques 5 / 11
ANOS 80
A mulher passou a ocupar áreas antes reservadas aos
homens ganhando status e dinheiro como:
engenheiras, arquitetas, gerentes de empresa, donas de
seu próprio negócio. Duas das maiores influências para a
moda das jovens nos anos 80 foram as cantoras Madonna
e Cyndi Lauper. Madonna usava sobrancelhas
desenhadas a lápis e uma pinta artificial, enquanto Cyndi
descoloria o cabelo, e pintava com cores fortes como:
amarelo e vermelho fogo, e usava a sombra rosa flamingo
nos olhos. A maquiagem tinha batons de cores vivas
como o pink e o vermelho, os olhos eram bem pintados com sombras fortes,
os cílios eram alongados com máscaras. Os cabelos tinham gel para o look molhado, mousse para criar
volume, ao lado das permanentes e topetes altos.
http://blogdafernandaalmeida.wordpress.com/2014/06/05/um-pouco-da-historia-da-beleza-no-mundo-e-no-brasil-maquiagem-e-cabelo-1980/
ANOS 90
Trouxe o minimalismo, como a simplicidade em oposição à extravagância, e aos excessos
visuais dos anos 80. Quanto menos, mais. Os jovens dos anos 90 ganharam espaço com
marcas, como: Calvin Klein, Gap, Ralph Lauren, Diesel, Versace, Louis Vuitton, Cavalli,
Nike.. A indústria do luxo se expandiu e revitalizou marcas esquecidas. Um estilo para
cada tribo. Os adolescentes passaram a mudar de estilo cada vez mais rápido, cresce o
uso de tatuagens e piercings. Com a chegada de produtos com nova tecnologia, foi
possível ter a pele matificada – sequinha, sem vestígios de oleosidade, para realçar
beleza natural, lápis na linha dágua.
Foto Luisa Brunet http://www.dasmariasblog.com/post/2881/revista-manequim-publica-retrospectiva-da-moda-nas-ultimas-5-
decadas-ate-os-anos-2000
ANOS 2000
A globalização e o desenvolvimento da mídia aumentaram muito a velocidade da
informação. Modelos brasileiras como Gisele Bündchen, Fernanda Tavares, Isabeli
Fontana, ... passaram a estrelar campanhas de grandes grifes mundiais e invadiram
as passarelas. Estilistas brasileiros passaram a apresentar coleções nas semanas de
moda de Nova York e Paris. O governo do presidente Lula deu continuidade à
política de estabilização econômica, iniciada na gestão do presidente FHC. O Brasil
se tornou um "país na moda". Guias e revistas de estilo voltaram-se para o país
estendendo seus predicados para além do samba, praia, futebol e Carnaval.
A mulher faz a escolha baseada no seu estilo. Nunca se usaram tantos recursos
médicos e tecnológicos para frear o envelhecimento.E a indústria de cosméticos se
especializa cada vez mais em proporcionar bem estar, auto-estima, tornando os
cuidados com a beleza, mais eficazes e mais práticos de serem inseridos no dia-a-dia. A tendência é
mostrar uma pele bem tratada e maquiagem singular. Foto http://yhm.com.br/noticias/gisele-bundchen-e-a-primeira-modelo-
bilionaria-da-historia/
Vejamos em ordem cronológica:
• 1920: Surge o batom de bastão;
• 1930: Olhos marcantes e sobrancelhas finas ou depiladas e desenhadas com o lápis;
• 1940: Batom vermelho e lábios bem contornados;
• 1950: Palidez da pele ficava por conta do pó de arroz e se usava boca vermelha;
• 1960: Pele e olhos apagados chamando a atenção para os olhos marcados pelo delineador;
• 1970: Sombras coloridas como verde, rosa e azul e cílios longos e separados;
• 1980: Boca vermelha, uso do blush cor tijolo e sombra azul;
• 1990: Maquiagem minimalista, neutra, realçando apenas os traços bonitos;
• 2000: Maquiagem /praticidade este era o lema;
• 2010... Pele cuidada. Você é livre para escolher a maquiagem que combina com seu estilo, seja ele qual for.
CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II
Profª Raquel Marques 6 / 11
1. Profissional Maquiador
a. Área de atuação (é uma profissão em ascensão, muito gratificante)
Clínicas e salão de beleza
Agência de modelos, passarela
Estúdio fotográfico
Televisão, teatro, cinema, (maquiagem artística)
Maternidades e hospitais
Em domicílio
Agência funerária
b. Características
Interesse pela profissão, e pela estética
Coordenação motora
Bom senso estético
Boa visão
Firmeza
Criatividade
Detalhista
Combinar cores
Sensibilidade
c. Imagem Pessoal
Hálito agradável, de preferência com uso da máscara bucal
Higiene: sempre limpo (perfume super suave ou sem perfume),e bem vestido
Cabelos limpos e presos
Unhas curtas e limpas
Lavar as mãos antes e depois do procedimento
d. Comportamento
Pontualidade
Aparência
Confiança
Produtos
Postura física
Flexibilidade com as pessoas
e. Biossegurança do Maquiador
Os microrganismos são seres microscópicos facilmente encontrados nas superfícies planas, na água, no
ambiente e em nosso corpo. São eles: bactérias, fungos, vírus.
Contaminação Cruzada: contato entre um local e outro, entre objeto e outro, entre pessoas, entre objeto
e pessoas.
Lavagem e desinfecção das mãos, com sabonete líquido (pH igual da pele) com Clorexidina 1%, enxugar
com papel toalha, borrifar álcool 70º na finalização.
Uso de EPI: jaleco, máscara.
Tipos de Doenças:
Clamídia (DST) Chlamydia trachomatis: doenças urogenital, conjuntivite de inclusão, pneumonia em
recém nascido. Ex: batom, pó compacto, etc
Conjuntivite: alérgica, viral ou bacteriana, ocorre por contato do olho para o olho, mãos contaminadas.
Dermatites Bacterianas ou Fúngicas: ocorre através de materiais contaminado por microrganismo.
Hepatite B: causada pelo Virus da Hepatite B, através do sangue e secreção contaminados. Para que
haja contaminação, basta uma pequena quantidade de secreção, na ferramenta de trabalho. É um vírus
altamente resistente, difícil tratamento, podendo ser letal (câncer do fígado e cirrose)
CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II
Profª Raquel Marques 7 / 11
Herpes: é um vírus que penetra no corpo por infecção das mucosas ou na pele. Pode ser ativado
através de estímulos como estresse, trauma, febre ou luz do sol.
Gripe: doença respiratória aguda, causada pelo vírus Influenza, pode ser transmitido através de
partículas de saliva da pessoa infectada, ao falar, tossir ou espirrar. Febre, dores musculares e nas
articulações, inflamação nos olhos.
Tuberculose: causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis. Ataca os pulmões. É transmitida
através de gotículas transportadas pelo ar, que vão até os pulmões. Dor toráxica, tosse com sangue.
Infecções Orofaringe: amidalites, faringites, infecções da garganta, infecções respiratórias. É
transmitida pelo contato direto.
(Murray, et al, 1992; Teixeira e Valle, 1996)
2. Aula Audiovisual PPT
a. Atendimento ao Cliente
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
b. Perfil de Cliente – Fidelização
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
c. Atendimento ao Telefone
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
d. Motivação
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
3. Tipos de pele
a. Eudérmica
_____________________________________________________________________
b. Alípica
_____________________________________________________________________
c. Lipídica
_____________________________________________________________________
d. Mista
_____________________________________________________________________
CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II
Profª Raquel Marques 8 / 11
4. Materiais e acessórios para Maquiagem
Pincéis de cerdas naturais distribuem melhor as sobras e os pós, enquanto os de fios sintéticos não
dão o mesmo efeito.
Pincel para Base (cremosa ou líquida)
Espalhar a base
uniformemente, do centro
do rosto para o sendito
dos cabelos
Pincel para corretivo:
Um pouco menor que o da
base, e mais achatado e fino.
Auxilia a passar o corretivo
de maneira uniforme.
Pincel para Pó:
Com o pincel para o pó a
maquiagem tem um resultado
mais natural, pois as cerdas
mais longas e macias dá um ar mais delicado a
maquiagem.
Pincel para Blush:
Aplicar o produto nas maças
do rosto ou para corrigir
(afinar) o rosto. Pode ser
usado no côncavo também.
Pincel de sombra arredondado:
Facilita espalhar a
sombra nas pálpebras,
até para aquelas que não possuem muita prática,
além de facilitar o esfumadinho.
Pincel chanfrado:
Para delinear com traço marcado, esfumado os
olhos, ou delinear as sobrancelhas.
Pincel de esponjinha:
Este tipo de pincel
deposita bem a
sombra na pálpebra.
Usado para “segurar o risco do lápis”.
Curvex
Utilizar antes do rímel para curvar os
cílios, atenção se usado nos cílios com
rímel corre o risco de quebrar os fios.
Pincel leque:
É ideal para tirar aquela “poeirinha” da
sombra que às vezes espalha na
maquiagem, principalmente
Pincel para lábios
Este pincel é bem fininho
na ponta, ideal para
contornar e espalhar o batom nos lábios.
Esponjas
Molhar um pouquinho, espremer para tirar o
excesso d´água, aplicar um pouquinho de base e
espalhar na face com suaves batidinhas.
Higienização
• As esponjas e os pincéis devem ser lavados com
sabonete líquido antibacteriano e os naturais
colocar um pouquinho de condicionador
(clorexidina0,2%).
• Verificar se está bem seco antes de guardá-los.
• Higienizador de pincéis, são utilizados durante a
maquiagem. Borrifar um
pouquinho no lenço de papel
e esfregar levemente o
pincel.
Sabonete Rioex© 0,2% - R$ 3,00
http://www.fezoka.com.br/index.php/2014/01/produto-eficiente-para-
limpar-pinceis/
CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II
Profª Raquel Marques 9 / 11
5. Preparo da Pele – maquiagem completa
Preparar a pele para receber a maquiagem é a etapa inicial:
1. Algodão/lenços de limpeza para o rosto
2. Demaquilante (caso necessite tirar algum resquício
de maquiagem)
3. Esfoliante
4. Tonificante para equilibrar o pH da pele, retirar
resíduos
5. Hidratante para seu tipo de pele
6. Creme para região dos olhos, pois a região é mais
sensível
7. Protetor solar (se a maquiagem não contiver FPS, de
15 no mínimo, utilize-o separado)
8. Primer
9. Base
10.Corretivo
11.Pó facial ou compacto Sombra
12.Lápis e delineador
13.Curvex
14.Máscara para cílios
15.Cílios postiços
16.Sobrancelhas
17.Blush
18.Iluminador e correções
19.Boca
20.Fixação
6. Produtos para maquiagem
Após todo processo preparatório da pele para receber a maquiagem, vamos ensinar a fazer a pele, o
primeiro passo da maquiagem, para isso vamos precisar dos seguintes itens: corretivo, base e pó.
a. Primer
O primer utilizado na região dos olhos serve para aumentar a durabilidade
da sombra e intensificar a cor. Na face, prepara a pele para receber a base.
Há no mercado produtos que tem ácido hialurônico em sua composição
(Valmari, Boticário).
b. Base
A Base deve combinar com o tipo de pele, e com protetor solar. Pele lipídica ou mista usar “oil free”. Pele
alípica ou normal pode-se usar base de bastão ou cremosa. Deve ser da mesma tonalidade da pele.
BASE LÍQUIDA
A base líquida dá uma
cobertura mais suave. É
ideal para peles sem
imperfeições.
Usada no dia a dia.
BASE CREMOSA
Pro
porc
iona
uma
cob
ertura maior, ideal para
ser utilizada em
maquiagens noturnas e
para peles mistas.
BA
SE
BA
ST
ÃO
Est
e tipo de base é 2 em 1:
base em creme +
corretivo. Dura mais na
pele e cobre bem as
imperfeições.
BASE MOUSSE
Ideal para peles
maduras, pode ser
usado em peles oleosas.
Ela não acumula nas
linhas de expressão.
Duocake: Pó e Base
Usa-se com a ajuda de uma
esponjinha umedecida como
base compacta ou ele seco
como pó.
Pancake
O pancake é uma base em pó.
Indicadas para pessoas idosas e
peles com acne ou cicatrizes de
acne. Deve ser aplicado com
esponja úmida, espalhado
homogeneamente no rosto.
CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II
Profª Raquel Marques 10 / 11
c. Corretivo
O corretivo tem várias funções: esconde as imperfeições, olheiras, espinhas, manchas, cicatrizes, pode ser
usado também como fixador de batom, e recurso de luz e sombra, ou seja para realçar ou camuflar.
O corretivo em bastão é ideal
para disfarçar as olheiras.
Passar dando leve batidinha.
Contra: pode aumentar as
rugas.
Amarelo: neutraliza olheiras
roxas
Lilás: para peles amareladas
Verde: neutraliza a vermelhidão
da pele e nas manchas de acne
Vermelho: camufla peles com
vitiligo
d. Pó facial
PÓ COMPACTO
O pó compacto serve para tirar o
brilho da pele. Controla o excesso
de oleosidade. Deve ser utilizado
com moderação para manter um
aspecto natural.
PÓ FACIAL
A finalidade do pó compacto é
retirar o brilho da base, ajuda a
fixação da maquiagem, dá
“acabamento aveludado na pele”. É
mais indicado para uma maquiagem
dia, fica bem natural.
e. Sombra
SOMBRA EM PÓ
Deve ser aplicada
com um pincel
apropriado.
Áreas maiores
utilize o pincel com esponjinha.
Delinear os olhos usar pincel
chanfrado. Para obter o efeito
esfumado usar o pincel redondo
SOMBRA EM LÁPIS
Este tipo de sombra é
o menos utilizado. Isto
porque o produto é
mais cremoso, não
espalha tão bem. Para
corrigir fixação, utilizar
a sombra em pó na
mesma tonalidade
SOMBRA CREMOSA, LÍQUIDA
OU EM MOUSSE.
Pode utilizar o
dedo mesmo.
Cautela com
excesso, pode
ficar acumulada
na pálpebra
f. Delineador
LÁPIS PRETO
É utilizado
para destacar
os olhos. Usa-
se na linha
d’água, rente
aos cílios
superiores,
como delineador e
também como sombra.
Para isso faça um traço
grosso e esfume com a
ajuda de uma esponjinha
LÁPIS BRANCO
Pode usar
como
iluminador,
sombra e
lápis.
Se usado na linha da
água dá amplitude no
olhar, no canto do olho
ilumina.
DELINEADOR LÍQUIDO
Passar delineador é puro
exercício, treinar, treinar.
DELINEADOR
CREMOSO
É utilizado com a ajuda
do pincel. Geralmente
seca rápido, exige certa
experiência para usar.
CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II
Profª Raquel Marques 11 / 11
g. Máscara para os cílios – Rímel
Normalmente é utilizado na cor preta. Com vários tipos de
escovinha, para alongar, dar volume, á prova d´água, coloridos.
É imprescindível como acabamento da maquiagem dos olhos.
h. Blush
BLUSH EM PÓ
É o mais utilizado.
Necessita de pincel para
a aplicação, mas é de
fácil manuseio. Indicado
para pele oleosa.
CREMOSO OU MUSSE
É usado para quem tem
a pele seca. A aplicação
deve ser feita com os
dedos, bem pouco.
BLUSH MINERAL
A textura similar à do pó,
bem leve. Feita com
produtos minerais, fixa
bem na pele, indicado
para todos os tipos de
pele.
BLUSH EM BASTÃO
Devido sua textura pode
ser utilizado diretamente
sobre a pele. É indicado
para peles secas e
mistas. Efeito duradouro.
7. Bibliografia Básica
GOBBO, P. Estética facial essencial: orientação para o profissional de estética. São Paulo: Atheneu, 2010.
MOLINOS, D. Maquiagem. São Paulo: Senac, 2005.
PHILIP, Hallawell. Visagismo harmonia e estética. 6a Ed.São Paulo: Ed. Senac São Paulo, 2010.
8. Bibliografia Complementar
BAUMANN, L. Dermatologia Cosmética. Rio de Janeiro. Revinter, 2004.
CEZIMBRA, M. Maquiagem: técnicas básicas, serviços profissionais e mercado de trabalho. Rio de
Janeiro:
SENAC, 2007.
ESPELHO, Paula. Maquiagem. São Paulo: BestBolso, [200-?]. (Col. Pegue & Leve)
OBAGI, Z.E. Restauração e Rejuvenescimento da Pele. Rio de Janeiro, Revinter, 2004.
Palomino, Erika - A moda/ Erika Palomino. São Paulo: Publifolha, 2002.
SAMPAIO, S. A. P.; RIVITTI, E. A. Dermatologia. 3. ed. São Paulo: Artes Médicas, 2008.
SCALZO, Marília - Trinta anos de moda no Brasil: uma breve história. São Paulo: Editora Livre, 2009.
SPENCER, K. Maquiagem: o segredo dos profissionais: um guia para todas as mulheres. São Paulo:
Marco
Zero, 2009.
Círculo da Beleza http://www.circulodabeleza.com.br/p/historia-da-beleza.html (acessado março 2014)
História da Estética http://historiadaestetica.com.sapo.pt/ (acessado março 2014)
Mdemulher Maquiagem http://www.abril.com.br/maquiagem/ (acessado março 2014)
Pincéis para maquiagem http://www.primecursos.com.br/openlesson/9941/100465/#lessons(acessado
junho2014)
Tudo sobre maquiagem http://www.maquiagem.art.br/ (acessado março 2014)

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Apostila de Automaquiagem
Apostila de AutomaquiagemApostila de Automaquiagem
Apostila de Automaquiagem
Cristielen Mara Pianegonda
 
Ficha de anamnese facial
Ficha de anamnese facialFicha de anamnese facial
Ficha de anamnese facial
Ga2013
 
Ficha avaliação facial fem (1)
Ficha avaliação facial fem (1)Ficha avaliação facial fem (1)
Avaliação facial (2)
Avaliação facial (2)Avaliação facial (2)
Ficha de inscriçao
Ficha de inscriçaoFicha de inscriçao
Ficha de inscriçao
IVANI Liss
 
Curso básico de maquiagem 2014
Curso básico de maquiagem 2014Curso básico de maquiagem 2014
Maquiagem
MaquiagemMaquiagem
Maquiagem
Suzana Fragoso
 
Ficha de anamnese facial
Ficha de anamnese facialFicha de anamnese facial
Ficha de anamnese facial
luiz1964
 
Maquiagem Natura
Maquiagem NaturaMaquiagem Natura
Maquiagem Natura
We Are Social
 
Monica Barg Tese
Monica Barg TeseMonica Barg Tese
Monica Barg Tese
Monica Barg Coaching
 
Ficha e Regulamento Miss Feminíssima
Ficha e Regulamento Miss FeminíssimaFicha e Regulamento Miss Feminíssima
Ficha e Regulamento Miss Feminíssima
TV Tambaú
 
Recursos em estética facial e corporal
Recursos em estética facial e corporalRecursos em estética facial e corporal
Recursos em estética facial e corporal
conexaocefai
 
Aula de automaquiagem
Aula de automaquiagemAula de automaquiagem
Aula de automaquiagem
Vanessa Alexandre
 
A eletroterapia aplicada na estética facial
A eletroterapia aplicada na estética facialA eletroterapia aplicada na estética facial
A eletroterapia aplicada na estética facial
Rosiane Bezerra
 
Curso de Pele e Maquiagem
Curso de Pele e MaquiagemCurso de Pele e Maquiagem
Curso de Pele e Maquiagem
Bruna Taiss
 
Maquiagem São José do Rio Preto, site de maquiagem, blog de maquiagem e loja ...
Maquiagem São José do Rio Preto, site de maquiagem, blog de maquiagem e loja ...Maquiagem São José do Rio Preto, site de maquiagem, blog de maquiagem e loja ...
Maquiagem São José do Rio Preto, site de maquiagem, blog de maquiagem e loja ...
Maquiagem Rio Preto
 
Tipos de pincéis
Tipos de pincéisTipos de pincéis
Tipos de pincéis
Sumara Gil
 
Recursos eletrotermofoterapêuticos aplicados à estética
Recursos eletrotermofoterapêuticos aplicados à estéticaRecursos eletrotermofoterapêuticos aplicados à estética
Recursos eletrotermofoterapêuticos aplicados à estética
conexaocefai
 
Auto maquiagem
Auto maquiagemAuto maquiagem
Auto maquiagem
Profissão Maquiagem
 
Tecnologia para estética corporal
Tecnologia para estética corporalTecnologia para estética corporal
Tecnologia para estética corporal
Nádia Rodrigues
 

Destaque (20)

Apostila de Automaquiagem
Apostila de AutomaquiagemApostila de Automaquiagem
Apostila de Automaquiagem
 
Ficha de anamnese facial
Ficha de anamnese facialFicha de anamnese facial
Ficha de anamnese facial
 
Ficha avaliação facial fem (1)
Ficha avaliação facial fem (1)Ficha avaliação facial fem (1)
Ficha avaliação facial fem (1)
 
Avaliação facial (2)
Avaliação facial (2)Avaliação facial (2)
Avaliação facial (2)
 
Ficha de inscriçao
Ficha de inscriçaoFicha de inscriçao
Ficha de inscriçao
 
Curso básico de maquiagem 2014
Curso básico de maquiagem 2014Curso básico de maquiagem 2014
Curso básico de maquiagem 2014
 
Maquiagem
MaquiagemMaquiagem
Maquiagem
 
Ficha de anamnese facial
Ficha de anamnese facialFicha de anamnese facial
Ficha de anamnese facial
 
Maquiagem Natura
Maquiagem NaturaMaquiagem Natura
Maquiagem Natura
 
Monica Barg Tese
Monica Barg TeseMonica Barg Tese
Monica Barg Tese
 
Ficha e Regulamento Miss Feminíssima
Ficha e Regulamento Miss FeminíssimaFicha e Regulamento Miss Feminíssima
Ficha e Regulamento Miss Feminíssima
 
Recursos em estética facial e corporal
Recursos em estética facial e corporalRecursos em estética facial e corporal
Recursos em estética facial e corporal
 
Aula de automaquiagem
Aula de automaquiagemAula de automaquiagem
Aula de automaquiagem
 
A eletroterapia aplicada na estética facial
A eletroterapia aplicada na estética facialA eletroterapia aplicada na estética facial
A eletroterapia aplicada na estética facial
 
Curso de Pele e Maquiagem
Curso de Pele e MaquiagemCurso de Pele e Maquiagem
Curso de Pele e Maquiagem
 
Maquiagem São José do Rio Preto, site de maquiagem, blog de maquiagem e loja ...
Maquiagem São José do Rio Preto, site de maquiagem, blog de maquiagem e loja ...Maquiagem São José do Rio Preto, site de maquiagem, blog de maquiagem e loja ...
Maquiagem São José do Rio Preto, site de maquiagem, blog de maquiagem e loja ...
 
Tipos de pincéis
Tipos de pincéisTipos de pincéis
Tipos de pincéis
 
Recursos eletrotermofoterapêuticos aplicados à estética
Recursos eletrotermofoterapêuticos aplicados à estéticaRecursos eletrotermofoterapêuticos aplicados à estética
Recursos eletrotermofoterapêuticos aplicados à estética
 
Auto maquiagem
Auto maquiagemAuto maquiagem
Auto maquiagem
 
Tecnologia para estética corporal
Tecnologia para estética corporalTecnologia para estética corporal
Tecnologia para estética corporal
 

Semelhante a Curso de Maquiagem Básico II

Terapia esttica
Terapia estticaTerapia esttica
Terapia esttica
170107
 
APOSTILA PROFISSIONAL DE MAQUIAGEM PARA
APOSTILA PROFISSIONAL DE  MAQUIAGEM PARAAPOSTILA PROFISSIONAL DE  MAQUIAGEM PARA
APOSTILA PROFISSIONAL DE MAQUIAGEM PARA
ligiamoura11
 
Comportamento de compra feminino corpo 2008
Comportamento de compra feminino corpo 2008Comportamento de compra feminino corpo 2008
Comportamento de compra feminino corpo 2008
Selma Felerico
 
PADRÕES DE BELEZA.pptx
PADRÕES DE BELEZA.pptxPADRÕES DE BELEZA.pptx
PADRÕES DE BELEZA.pptx
aliceferro3
 
MODA E MÍDIA
MODA E MÍDIAMODA E MÍDIA
MODA E MÍDIA
Odair Tuono
 
História da Moda: Anos 80
História da Moda: Anos 80História da Moda: Anos 80
História da Moda: Anos 80
Andressa Silva
 
Revistinha do amor
Revistinha do amorRevistinha do amor
Revistinha do amor
blogsala2a
 
Idade Moderna - Novas Descobertas
Idade Moderna - Novas DescobertasIdade Moderna - Novas Descobertas
Idade Moderna - Novas Descobertas
Odair Tuono
 
O corpo da moda
O corpo da modaO corpo da moda
O corpo da moda
Natália Barros
 
Anos 80
Anos 80Anos 80
Anos 80
Marcela Costa
 
Anos 80
Anos 80Anos 80
Anos 80
Marcela Costa
 
Cor na moda
Cor na modaCor na moda
Evolução da moda e penteados nas décadas
Evolução da moda e penteados nas décadasEvolução da moda e penteados nas décadas
Evolução da moda e penteados nas décadas
Viviane Carvalho
 
Idade Contemporânea - Revoluções e Novo Status Quo
Idade Contemporânea - Revoluções e Novo Status QuoIdade Contemporânea - Revoluções e Novo Status Quo
Idade Contemporânea - Revoluções e Novo Status Quo
Odair Tuono
 
PS05 A REVOLUÇÃO E O SÉCULO XIX
PS05 A REVOLUÇÃO E O SÉCULO XIXPS05 A REVOLUÇÃO E O SÉCULO XIX
PS05 A REVOLUÇÃO E O SÉCULO XIX
Odair Tuono
 
Corpo, Beleza e Higiene (Recortes da história do corpo)
Corpo, Beleza e Higiene (Recortes da história do corpo)Corpo, Beleza e Higiene (Recortes da história do corpo)
Corpo, Beleza e Higiene (Recortes da história do corpo)
Viegas Fernandes da Costa
 
História da moda
História da modaHistória da moda
História da moda
Rakell Oliveira
 
SÉCULO XX - ANOS 70 AOS FINAL DO ANOS 90.
SÉCULO XX - ANOS 70 AOS FINAL DO ANOS 90.SÉCULO XX - ANOS 70 AOS FINAL DO ANOS 90.
SÉCULO XX - ANOS 70 AOS FINAL DO ANOS 90.
Odair Tuono
 
Tatuagens e piercings
Tatuagens e piercingsTatuagens e piercings
Tatuagens e piercings
Ana Pereira
 
CI 02 Moda e Cultura
CI 02 Moda e CulturaCI 02 Moda e Cultura
CI 02 Moda e Cultura
Odair Tuono
 

Semelhante a Curso de Maquiagem Básico II (20)

Terapia esttica
Terapia estticaTerapia esttica
Terapia esttica
 
APOSTILA PROFISSIONAL DE MAQUIAGEM PARA
APOSTILA PROFISSIONAL DE  MAQUIAGEM PARAAPOSTILA PROFISSIONAL DE  MAQUIAGEM PARA
APOSTILA PROFISSIONAL DE MAQUIAGEM PARA
 
Comportamento de compra feminino corpo 2008
Comportamento de compra feminino corpo 2008Comportamento de compra feminino corpo 2008
Comportamento de compra feminino corpo 2008
 
PADRÕES DE BELEZA.pptx
PADRÕES DE BELEZA.pptxPADRÕES DE BELEZA.pptx
PADRÕES DE BELEZA.pptx
 
MODA E MÍDIA
MODA E MÍDIAMODA E MÍDIA
MODA E MÍDIA
 
História da Moda: Anos 80
História da Moda: Anos 80História da Moda: Anos 80
História da Moda: Anos 80
 
Revistinha do amor
Revistinha do amorRevistinha do amor
Revistinha do amor
 
Idade Moderna - Novas Descobertas
Idade Moderna - Novas DescobertasIdade Moderna - Novas Descobertas
Idade Moderna - Novas Descobertas
 
O corpo da moda
O corpo da modaO corpo da moda
O corpo da moda
 
Anos 80
Anos 80Anos 80
Anos 80
 
Anos 80
Anos 80Anos 80
Anos 80
 
Cor na moda
Cor na modaCor na moda
Cor na moda
 
Evolução da moda e penteados nas décadas
Evolução da moda e penteados nas décadasEvolução da moda e penteados nas décadas
Evolução da moda e penteados nas décadas
 
Idade Contemporânea - Revoluções e Novo Status Quo
Idade Contemporânea - Revoluções e Novo Status QuoIdade Contemporânea - Revoluções e Novo Status Quo
Idade Contemporânea - Revoluções e Novo Status Quo
 
PS05 A REVOLUÇÃO E O SÉCULO XIX
PS05 A REVOLUÇÃO E O SÉCULO XIXPS05 A REVOLUÇÃO E O SÉCULO XIX
PS05 A REVOLUÇÃO E O SÉCULO XIX
 
Corpo, Beleza e Higiene (Recortes da história do corpo)
Corpo, Beleza e Higiene (Recortes da história do corpo)Corpo, Beleza e Higiene (Recortes da história do corpo)
Corpo, Beleza e Higiene (Recortes da história do corpo)
 
História da moda
História da modaHistória da moda
História da moda
 
SÉCULO XX - ANOS 70 AOS FINAL DO ANOS 90.
SÉCULO XX - ANOS 70 AOS FINAL DO ANOS 90.SÉCULO XX - ANOS 70 AOS FINAL DO ANOS 90.
SÉCULO XX - ANOS 70 AOS FINAL DO ANOS 90.
 
Tatuagens e piercings
Tatuagens e piercingsTatuagens e piercings
Tatuagens e piercings
 
CI 02 Moda e Cultura
CI 02 Moda e CulturaCI 02 Moda e Cultura
CI 02 Moda e Cultura
 

Último

UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 

Último (20)

UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 

Curso de Maquiagem Básico II

  • 1. CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II Profª Raquel Marques 1 / 11 1 - HISTÓRIA DA MAQUIAGEM A maquiagem hoje exerce um grande poder psicológico em nossa sociedade, por isso, o profissional da estética precisa estar sempre atualizado, para que possa se favorecer dos benefícios que a tecnologia proporciona. PRÉ HISTÓRIA Os primeiros sinais de vaidade começaram quando o homem passou a se reunir em grupos e se fixou na terra, surgindo a diferenciação hierárquica. Os chefes, em geral os mais fortes do grupo, enfeitavam-se com as garras e dentes dos animais ferozes que caçavam. Surgiram também as primeiras "pinturas de guerra" que dariam mais força ao guerreiro, além de "assustarem" o adversário, em rituais xamânicos (espirituais), cultos funerários, fertilidade, em combinações de linhas, formas, cores, tons, textura e espaço, conforme matéria-prima disponível em seu entorno, como argila, rocha triturada, frutas, etc. Até os dias de hoje, povos primitivos da Africa, Austrália e Brasil, utilizam esses tipos de pinturas. Imagem tribos africanas SURMA e MIRSU http://cleniomagalhaes.blogspot.com.br/ EGITO Homens e mulheres pintavam o rosto por acreditarem na relação entre espiritualidade e aparência. A maquiagem se tornou parte da higiene diária, um verdadeiro ritual de beleza. Os olhos tinham o maior destaque: eram delineados e aumentados com mesdemet (Kohl), as pálpebras recebiam toques de índigo e sobre elas se esfumavam uma sombra em pó, colorida, feita de malaquita moída (pedra). Utilizavam também henna, açafrão, curry e outros pós coloridos. O mesdemet era amplamente utilizado entre homens e mulheres e a crença dita que além da sua utilidade estética serviria para reter parte da luz solar e a poeira do deserto, impedindo-os de chegar aos olhos propriamente ditos (RICE, 1999). Sua importância era tamanha que não era incomum que ele composse as listas de oferendas durante o Antigo Império (STROUHAL, 2007). Fonte http://arqueologiaegipcia.com.br/2013/06/15/passado-e-presente-tubo-para-guardar-kohl/ GRÉCIA O destino das mulheres Espartanas, era inferior à dos homens. Paravam de estudar aos sete anos, não participavam da vida política e nem da sociedade. Ao contrário das mulheres de Atenas, que se praticavam exercícios para a manutenção de uma boa forma física, com o objetivo de geração de bons soldados para a pátria. As mulheres não tinham permissão de praticar o celibato, ou seja, eram obrigadas a realizar o casamento e serem possuidoras de filhos dotados de força, e manter o equilíbrio entre corpo e mente (corpo são, mente sã). A maquiagem era usada, mas não tanto quanto no Egito. A preocupação maior era com a saúde e a beleza do corpo. Os homens não se maquiavam e procuravam manter a forma com exercício físico, massagens e banhos aromáticos. As mulheres usavam maquiagem leve e os penteados eram elaborados com fitas e cachos. http://www.brasilescola.com/historiag/esparta-atenas.htm ROMA Os romanos adquiriram dos gregos o costume dos banhos e dos exercícios. Os óleos perfumados de massagem, banhos (termas) faziam parte do ritual de beleza. Os acessórios também constituíam elementos importantes na indumentária. Era comum as mulheres utilizarem anéis, colares, pulseiras, braceletes e tornozeleiras, além de maquiagem e perucas. Os homens, para completar seus trajes, davam mais ênfase às sandálias, aos chinelos e às botas de feltro ou couro. A maquiagem era mais exagerada entre as cortesãs, mas não deixava de ser usada pelas mulheres dos senadores e da elite. Imagem http://eyelashesinhistory.com/ancient_times_3.html
  • 2. CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II Profª Raquel Marques 2 / 11 IDADE MÉDIA É um período da história da Europa, entre os séculos V e XV. Inicia-se com a queda do Império Romano do Ocidente e termina durante a transição para a Idade Moderna. A Idade Média está dividida em três períodos: a Antiguidade, Idade Média e Idade Moderna, que teve início com a queda do Império Romano e o domínio do Cristianismo O pensamento religioso falou mais alto que a vaidade. A Igreja passou a considerar como "hábitos pagãos”, como o costume das termas, dos banhos e das massagens com óleos perfumados dos romanos. Nessa nova ordem, as mulheres se cobriram com longas vestimentas e os cabelos cobertos. As sobrancelhas eram depiladas e a testa aumentada pela depilação da linha dos cabelos. As faces eram beliscadas e os lábios mordidos para que ficassem rosados. imagem http://camilladamato.blogspot.com.br/2011/01/o-tempo-e-maquiagem-breve-historia.html RENASCIMENTO Renascimento, Renascença ou Renascentismo é o período da História da Europa aproximadamente entre fins do século XIV (1301) e início do século XVII (1601). Renascimento foi a era dourada. O Humanismo amadurecia, se espalhou pela Europa. A cultura, a ciência, contribuíram com grandes bibliotecas na Itália através do aperfeiçoamento da imprensa por Johannes Gutenbergem. Os artesãos como Da Vinci, Rafael e Michelangelo, imortalizaram suas imagens através da natureza. Os decotes desceram, os penteados voltaram a ser usados e novamente, a maquiagem começou a ser introduzida no dia-a-dia. O vestuário requintado entrou na moda e, quanto mais nobre, mais enfeitado se apresentava, mais importante era. Rafael: Madonna Cowper, 1504/1505. National Gallery of Art,Washington http://pt.wikipedia.org/wiki/Renascimento#mediaviewer/Ficheiro:Raffaello_Madonna_Cowper.jpg SÉCULO XVIII Marie Antoinette Josèphe Jeanne de Habsbourg-Lorraine, arquiduquesa da Áustria, foi a rainha consorte de França de 1774 até à Revolução Francesa, em 1789. Mudava constantemente suas vestimentas, conforme orientação de sua modista, influenciando as mulheres e os homens franceses. Foi um período caracterizado pelo exagero em muitas áreas: na pintura, na arquitetura, no vestuário, nos penteados. O uso da maquiagem era privilégio dos reis, cortesãos e aristocratas, que usaram o pó de arroz para deixar os rostos e cabelos inteiramente brancos; pomadas coloridas para pintar os lábios, as perucas chegavam a altura de 50 cm; sedas, rendas, cetim. Os decotes chegavam até os mamilos e o colo era aspergido com vinho tinto para que ficasse mais rosado. Foto http://obviousmag.org/archives/2012/07/marie_antoinette_a_madonna_do_seculo_xviii.html Texto http://camilladamato.blogspot.com.br/2011/01/o-tempo-e-maquiagem-breve-historia.html SÉCULO XIX A Era Vitoriana, no Reino Unido, foi o período do reinado da Rainha Vitória (1837 – 1901). Nascia a sociedade de consumo, eram tempos da revolução industrial. A prosperidade influenciava a moda. À mulher dessa época, tinham um ar angelical, frágil, puro, tímida, inocente e sensível, puritana. As roupas eram claras com espartilhos e muitas anáguas, mangas compridas bufantes. Cabelos cacheados, boca e olhos marcados, maquiagem pálida. As mulheres que usavam maquiagem, tinham reputação duvidosa, como as cantoras e as donas de bordéis. Foto http://1.bp.blogspot.com/_7w771LFkrBg/S-DVcVq9BDI/AAAAAAAAFq8/qFOkTUaUXCY/s1600/Godey-april-1861.jpg
  • 3. CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II Profª Raquel Marques 3 / 11 ANOS 10 O início do século XX foi marcado pela Primeira Guerra Mundial (1914-1918), que foi a grande responsável pela mudança no modo de ser e pensar da humanidade. Surge Madeleine Vionner e Coco Chanel, estilistas da nova silhueta feminina. As mulheres assumiram novos papéis, a integrar o mercado de trabalho. As roupas deveriam ser práticas, simples e sérias, como flanela e algodão, baratos e duráveis, uso da calça comprida. Na maquiagem, a tendência era o batom. A boca era vermelho carmim, olhos marcados, as sobrancelhas depiladas totalmente e riscada à lápis. O intuito da maquiagem era que a pele ficasse bem branca. FOTO http://www.brasilescola.com/historiag/as-transformacoes-moda-ocorridas-na-europa.htm ANOS 20 Com o fim da guerra, o divertimento deu o tom desta década de prosperidade e liberdade. Vestidos retos, soltos e na altura dos joelhos, chamados de “melindrosas”, causando escândalos quando dançavam o Charleston. A maquiagem era forte, os lábios eram vermelhos pintados em formato de coração ou arco de cupido, os olhos bem marcados, as sobrancelhas tiradas e marcadas a lápis. Os cabelos eram curtos (Chanel) tinham franja e corte reto na altura das orelhas. Foto http://3.bp.blogspot.com/-qwbae2lSjrA/TiTXnrOqOYI/AAAAAAAAN7w/76WSJ4fXkKo/s1600/anos20-450x319.jpg ANOS 30 A euforia dos anos 20 chegou ao fim com a crise de 1929 (queda da Bolsa de Valores de Nova York). Crise e Glamour A mulher dessa época devia ser magra, bronzeada e esportiva. O cinema estava no auge e Hollywood, as estrelas disseminavam a moda. A atriz Greta Garbo, com sobrancelhas e pálpebras marcadas com lápis e pó de arroz bem claro, foi muito imitado pelas mulheres. MAX FACTOR, químico e um dos maiores maquiadores de Hollywood, revolucionou a história da maquiagem. Criou uma série de truques que deixava as estrelas de Hollywood com um rosto muito especial. Abriu uma indústria de cosméticos, pois as atrizes estavam sempre "roubando" os seus produtos para usar no dia-a-dia. Criou maquiagem para ruivas, morenas e loiras, maquiagem líquida, à prova d´água e outra grande revolução o PanCake - lançado em 1938 para o filme "... E o Vento Levou". Foi ele que teve a ideia de clarear os cabelos da atriz Jean Harlow, ao ponto deles se tornarem loiros platinados. Esta paleta se tornou obrigatória em todo o cinema, e é usada até os dias de hoje.. Foto http://jnpickens.files.wordpress.com/2013/05/jean-harlow2.jpg ANOS 40 A Segunda Guerra Mundial (1939-1945) foi novamente um catalizador de mudanças, a moda se tornou mais simples e austera: cortes retos, estilo militar, uso de duas peças criando combinações, racionamento de tecido, roupas recicladas, popularização dos sintéticos. Com a dificuldade de encontrar cabelereiros, os cabelos eram penteados presos com grampos formando ondas e cachos. A maquiagem era improvisada. Devido à falta de matéria prima, alguns fornecedores de batom por exemplo apenas recarregavam as embalagens, já que o metal era usado na indústria bélica. A maquiagem era feita com materiais caseiros, tipo, graxa virava rímel e tintura para sobrancelha, carvão virava sombra, pétalas de rosas embebidas em álcool virava blush. Foto http://4.bp.blogspot.com/_7w771LFkrBg/TMcMiCKg-oI/AAAAAAAAK34/NuqdAIyAa6w/s1600/2538903705_cd2a9bcd92_z.jpg Foto http://3.bp.blogspot.com/_7w771LFkrBg/TMcp-u6yoXI/AAAAAAAAK6o/irBJmIVO5E8/s1600/1940s+makeup++look5.jpg Jean HarlowMud anças Marlene Dietrich
  • 4. CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II Profª Raquel Marques 4 / 11 ANOS 50 Com o fim da guerra, a mulher dos anos 50 se tornou mais feminina, glamorosa e sofisticada. Os valores familiares eram muito importantes. A maquiagem era usada para a mulher se tornar bonita em casa. Surgiram os olhos bem marcados, no estilo gatinho, uma pele bem clara, bem pálida com bastante pó de arroz e o batom e esmalte vermelho. Foi a época que apareceram as pin ups, que eram modelos cujas imagens sensuais exerciam um forte atrativo na cultura pop. Os ícones da época eram Audrey Hepburn, que ficou famosa pelo filme A Bonequinha de Luxo,e claro, a inesquecível e sensual Marilyn Monroe, que usava cabelos cacheados, curtos, olhos bem marcados e boca bem vermelha. Hoje quando colocamos um batom vermelho, estamos remetendo esse passado dos anos 50 em nossa maquiagem. Foto http://netdiario.com.br/um- passeio-pela-historia-da-maquiagem/#sthash.mhyT9pDW.dpuf Foi nos anos 50 que Louis Reard lançou o biquíni, posado pela modelo Micheline Bernardini. Recebeu esse nome porque o Atol de Bikini (EUA) era a notícia do momento, onde testavam a bomba atômica. Em meio à Segunda Guerra Mundial, os soldados americanos pregavam nas paredes (daí que vem o nome, do verbo em inglês pin up, pregar) fotos de belas mulheres em poses sensuais. http://www.mahogany.com.br/blog/a-incrivel-historia-das-pin-ups/ ANOS 60 Foi uma das décadas mais ricas... Pílula anticoncepcional, homem na Lua, morte de John Kennedy, Martin Luther King, minissaia, os Beatles, hippies, Festival de Woodstock, Guerra do Vietnã, Revolução de 64 (no Brasil), Mao Tsé-tung, Guerra Fria (EUA e Rússia). Jovens entraram para o mercado de trabalho e as empresas criaram produtos específicos para esse novo consumidor, que pela primeira vez, teve a sua própria moda, não mais derivada dos velhos. A modelo Twiggy uma modelo inglesa de 1,70m com 45 quilos, tornou-se o biótipo imitado pelas jovens da época. A maquiagem era basicamente nos olhos, batom e esmalte eram bem claros, em geral branco-leite e os olhos seguiam padrões de tonalidades do rosado ao verde-água, com cílios enormes, negros e bem "postiços". Os cabelos eram armados, cheios de laquê e as perucas estavam na moda. Foto http://tmagazine.blogs.nytimes.com/2011/02/11/copy-and-pasting/?_php=true&_type=blogs&_r=0 ANOS 70 Inicia os anos 70 com o movimento Hippie – Paz e Amor – uma época pacifista, onde as pessoas não se apegavam as coisas materiais, foi uma época de liberdade. Década da discoteca, de Dancing Days, John Travolta, calças boca-de-sino, golas pontudas, sapato plataforma....O movimento hippie traz referências de outras etnias. Os cabelos livres, soltos, repicados, ou recebiam a influência afro e deviam ser enormes, crespos e bem armados, pele bronzeada. Na maquiagem haviam marcas dedicadas à jovens adolescentes e jovens adultas, tinham muita cor e se renovavam frequentemente. Os olhos usava-se sombras cores da natureza, verde, rosa, azul, os cílios postiços continuaram com força total. As maçãs do rosto tinham muito blush, lábios cintilantes. Make 70 http://www.coisasdediva.com.br/tag/maquiagem-nos-anos-70/ Vogue http://www.tudosobremake.com.br/noticia/a-maquiagem-de-jerry-hall-simbolo- da-era-disco_a467/1#4
  • 5. CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II Profª Raquel Marques 5 / 11 ANOS 80 A mulher passou a ocupar áreas antes reservadas aos homens ganhando status e dinheiro como: engenheiras, arquitetas, gerentes de empresa, donas de seu próprio negócio. Duas das maiores influências para a moda das jovens nos anos 80 foram as cantoras Madonna e Cyndi Lauper. Madonna usava sobrancelhas desenhadas a lápis e uma pinta artificial, enquanto Cyndi descoloria o cabelo, e pintava com cores fortes como: amarelo e vermelho fogo, e usava a sombra rosa flamingo nos olhos. A maquiagem tinha batons de cores vivas como o pink e o vermelho, os olhos eram bem pintados com sombras fortes, os cílios eram alongados com máscaras. Os cabelos tinham gel para o look molhado, mousse para criar volume, ao lado das permanentes e topetes altos. http://blogdafernandaalmeida.wordpress.com/2014/06/05/um-pouco-da-historia-da-beleza-no-mundo-e-no-brasil-maquiagem-e-cabelo-1980/ ANOS 90 Trouxe o minimalismo, como a simplicidade em oposição à extravagância, e aos excessos visuais dos anos 80. Quanto menos, mais. Os jovens dos anos 90 ganharam espaço com marcas, como: Calvin Klein, Gap, Ralph Lauren, Diesel, Versace, Louis Vuitton, Cavalli, Nike.. A indústria do luxo se expandiu e revitalizou marcas esquecidas. Um estilo para cada tribo. Os adolescentes passaram a mudar de estilo cada vez mais rápido, cresce o uso de tatuagens e piercings. Com a chegada de produtos com nova tecnologia, foi possível ter a pele matificada – sequinha, sem vestígios de oleosidade, para realçar beleza natural, lápis na linha dágua. Foto Luisa Brunet http://www.dasmariasblog.com/post/2881/revista-manequim-publica-retrospectiva-da-moda-nas-ultimas-5- decadas-ate-os-anos-2000 ANOS 2000 A globalização e o desenvolvimento da mídia aumentaram muito a velocidade da informação. Modelos brasileiras como Gisele Bündchen, Fernanda Tavares, Isabeli Fontana, ... passaram a estrelar campanhas de grandes grifes mundiais e invadiram as passarelas. Estilistas brasileiros passaram a apresentar coleções nas semanas de moda de Nova York e Paris. O governo do presidente Lula deu continuidade à política de estabilização econômica, iniciada na gestão do presidente FHC. O Brasil se tornou um "país na moda". Guias e revistas de estilo voltaram-se para o país estendendo seus predicados para além do samba, praia, futebol e Carnaval. A mulher faz a escolha baseada no seu estilo. Nunca se usaram tantos recursos médicos e tecnológicos para frear o envelhecimento.E a indústria de cosméticos se especializa cada vez mais em proporcionar bem estar, auto-estima, tornando os cuidados com a beleza, mais eficazes e mais práticos de serem inseridos no dia-a-dia. A tendência é mostrar uma pele bem tratada e maquiagem singular. Foto http://yhm.com.br/noticias/gisele-bundchen-e-a-primeira-modelo- bilionaria-da-historia/ Vejamos em ordem cronológica: • 1920: Surge o batom de bastão; • 1930: Olhos marcantes e sobrancelhas finas ou depiladas e desenhadas com o lápis; • 1940: Batom vermelho e lábios bem contornados; • 1950: Palidez da pele ficava por conta do pó de arroz e se usava boca vermelha; • 1960: Pele e olhos apagados chamando a atenção para os olhos marcados pelo delineador; • 1970: Sombras coloridas como verde, rosa e azul e cílios longos e separados; • 1980: Boca vermelha, uso do blush cor tijolo e sombra azul; • 1990: Maquiagem minimalista, neutra, realçando apenas os traços bonitos; • 2000: Maquiagem /praticidade este era o lema; • 2010... Pele cuidada. Você é livre para escolher a maquiagem que combina com seu estilo, seja ele qual for.
  • 6. CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II Profª Raquel Marques 6 / 11 1. Profissional Maquiador a. Área de atuação (é uma profissão em ascensão, muito gratificante) Clínicas e salão de beleza Agência de modelos, passarela Estúdio fotográfico Televisão, teatro, cinema, (maquiagem artística) Maternidades e hospitais Em domicílio Agência funerária b. Características Interesse pela profissão, e pela estética Coordenação motora Bom senso estético Boa visão Firmeza Criatividade Detalhista Combinar cores Sensibilidade c. Imagem Pessoal Hálito agradável, de preferência com uso da máscara bucal Higiene: sempre limpo (perfume super suave ou sem perfume),e bem vestido Cabelos limpos e presos Unhas curtas e limpas Lavar as mãos antes e depois do procedimento d. Comportamento Pontualidade Aparência Confiança Produtos Postura física Flexibilidade com as pessoas e. Biossegurança do Maquiador Os microrganismos são seres microscópicos facilmente encontrados nas superfícies planas, na água, no ambiente e em nosso corpo. São eles: bactérias, fungos, vírus. Contaminação Cruzada: contato entre um local e outro, entre objeto e outro, entre pessoas, entre objeto e pessoas. Lavagem e desinfecção das mãos, com sabonete líquido (pH igual da pele) com Clorexidina 1%, enxugar com papel toalha, borrifar álcool 70º na finalização. Uso de EPI: jaleco, máscara. Tipos de Doenças: Clamídia (DST) Chlamydia trachomatis: doenças urogenital, conjuntivite de inclusão, pneumonia em recém nascido. Ex: batom, pó compacto, etc Conjuntivite: alérgica, viral ou bacteriana, ocorre por contato do olho para o olho, mãos contaminadas. Dermatites Bacterianas ou Fúngicas: ocorre através de materiais contaminado por microrganismo. Hepatite B: causada pelo Virus da Hepatite B, através do sangue e secreção contaminados. Para que haja contaminação, basta uma pequena quantidade de secreção, na ferramenta de trabalho. É um vírus altamente resistente, difícil tratamento, podendo ser letal (câncer do fígado e cirrose)
  • 7. CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II Profª Raquel Marques 7 / 11 Herpes: é um vírus que penetra no corpo por infecção das mucosas ou na pele. Pode ser ativado através de estímulos como estresse, trauma, febre ou luz do sol. Gripe: doença respiratória aguda, causada pelo vírus Influenza, pode ser transmitido através de partículas de saliva da pessoa infectada, ao falar, tossir ou espirrar. Febre, dores musculares e nas articulações, inflamação nos olhos. Tuberculose: causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis. Ataca os pulmões. É transmitida através de gotículas transportadas pelo ar, que vão até os pulmões. Dor toráxica, tosse com sangue. Infecções Orofaringe: amidalites, faringites, infecções da garganta, infecções respiratórias. É transmitida pelo contato direto. (Murray, et al, 1992; Teixeira e Valle, 1996) 2. Aula Audiovisual PPT a. Atendimento ao Cliente _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ b. Perfil de Cliente – Fidelização _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ c. Atendimento ao Telefone _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ d. Motivação _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ 3. Tipos de pele a. Eudérmica _____________________________________________________________________ b. Alípica _____________________________________________________________________ c. Lipídica _____________________________________________________________________ d. Mista _____________________________________________________________________
  • 8. CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II Profª Raquel Marques 8 / 11 4. Materiais e acessórios para Maquiagem Pincéis de cerdas naturais distribuem melhor as sobras e os pós, enquanto os de fios sintéticos não dão o mesmo efeito. Pincel para Base (cremosa ou líquida) Espalhar a base uniformemente, do centro do rosto para o sendito dos cabelos Pincel para corretivo: Um pouco menor que o da base, e mais achatado e fino. Auxilia a passar o corretivo de maneira uniforme. Pincel para Pó: Com o pincel para o pó a maquiagem tem um resultado mais natural, pois as cerdas mais longas e macias dá um ar mais delicado a maquiagem. Pincel para Blush: Aplicar o produto nas maças do rosto ou para corrigir (afinar) o rosto. Pode ser usado no côncavo também. Pincel de sombra arredondado: Facilita espalhar a sombra nas pálpebras, até para aquelas que não possuem muita prática, além de facilitar o esfumadinho. Pincel chanfrado: Para delinear com traço marcado, esfumado os olhos, ou delinear as sobrancelhas. Pincel de esponjinha: Este tipo de pincel deposita bem a sombra na pálpebra. Usado para “segurar o risco do lápis”. Curvex Utilizar antes do rímel para curvar os cílios, atenção se usado nos cílios com rímel corre o risco de quebrar os fios. Pincel leque: É ideal para tirar aquela “poeirinha” da sombra que às vezes espalha na maquiagem, principalmente Pincel para lábios Este pincel é bem fininho na ponta, ideal para contornar e espalhar o batom nos lábios. Esponjas Molhar um pouquinho, espremer para tirar o excesso d´água, aplicar um pouquinho de base e espalhar na face com suaves batidinhas. Higienização • As esponjas e os pincéis devem ser lavados com sabonete líquido antibacteriano e os naturais colocar um pouquinho de condicionador (clorexidina0,2%). • Verificar se está bem seco antes de guardá-los. • Higienizador de pincéis, são utilizados durante a maquiagem. Borrifar um pouquinho no lenço de papel e esfregar levemente o pincel. Sabonete Rioex© 0,2% - R$ 3,00 http://www.fezoka.com.br/index.php/2014/01/produto-eficiente-para- limpar-pinceis/
  • 9. CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II Profª Raquel Marques 9 / 11 5. Preparo da Pele – maquiagem completa Preparar a pele para receber a maquiagem é a etapa inicial: 1. Algodão/lenços de limpeza para o rosto 2. Demaquilante (caso necessite tirar algum resquício de maquiagem) 3. Esfoliante 4. Tonificante para equilibrar o pH da pele, retirar resíduos 5. Hidratante para seu tipo de pele 6. Creme para região dos olhos, pois a região é mais sensível 7. Protetor solar (se a maquiagem não contiver FPS, de 15 no mínimo, utilize-o separado) 8. Primer 9. Base 10.Corretivo 11.Pó facial ou compacto Sombra 12.Lápis e delineador 13.Curvex 14.Máscara para cílios 15.Cílios postiços 16.Sobrancelhas 17.Blush 18.Iluminador e correções 19.Boca 20.Fixação 6. Produtos para maquiagem Após todo processo preparatório da pele para receber a maquiagem, vamos ensinar a fazer a pele, o primeiro passo da maquiagem, para isso vamos precisar dos seguintes itens: corretivo, base e pó. a. Primer O primer utilizado na região dos olhos serve para aumentar a durabilidade da sombra e intensificar a cor. Na face, prepara a pele para receber a base. Há no mercado produtos que tem ácido hialurônico em sua composição (Valmari, Boticário). b. Base A Base deve combinar com o tipo de pele, e com protetor solar. Pele lipídica ou mista usar “oil free”. Pele alípica ou normal pode-se usar base de bastão ou cremosa. Deve ser da mesma tonalidade da pele. BASE LÍQUIDA A base líquida dá uma cobertura mais suave. É ideal para peles sem imperfeições. Usada no dia a dia. BASE CREMOSA Pro porc iona uma cob ertura maior, ideal para ser utilizada em maquiagens noturnas e para peles mistas. BA SE BA ST ÃO Est e tipo de base é 2 em 1: base em creme + corretivo. Dura mais na pele e cobre bem as imperfeições. BASE MOUSSE Ideal para peles maduras, pode ser usado em peles oleosas. Ela não acumula nas linhas de expressão. Duocake: Pó e Base Usa-se com a ajuda de uma esponjinha umedecida como base compacta ou ele seco como pó. Pancake O pancake é uma base em pó. Indicadas para pessoas idosas e peles com acne ou cicatrizes de acne. Deve ser aplicado com esponja úmida, espalhado homogeneamente no rosto.
  • 10. CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II Profª Raquel Marques 10 / 11 c. Corretivo O corretivo tem várias funções: esconde as imperfeições, olheiras, espinhas, manchas, cicatrizes, pode ser usado também como fixador de batom, e recurso de luz e sombra, ou seja para realçar ou camuflar. O corretivo em bastão é ideal para disfarçar as olheiras. Passar dando leve batidinha. Contra: pode aumentar as rugas. Amarelo: neutraliza olheiras roxas Lilás: para peles amareladas Verde: neutraliza a vermelhidão da pele e nas manchas de acne Vermelho: camufla peles com vitiligo d. Pó facial PÓ COMPACTO O pó compacto serve para tirar o brilho da pele. Controla o excesso de oleosidade. Deve ser utilizado com moderação para manter um aspecto natural. PÓ FACIAL A finalidade do pó compacto é retirar o brilho da base, ajuda a fixação da maquiagem, dá “acabamento aveludado na pele”. É mais indicado para uma maquiagem dia, fica bem natural. e. Sombra SOMBRA EM PÓ Deve ser aplicada com um pincel apropriado. Áreas maiores utilize o pincel com esponjinha. Delinear os olhos usar pincel chanfrado. Para obter o efeito esfumado usar o pincel redondo SOMBRA EM LÁPIS Este tipo de sombra é o menos utilizado. Isto porque o produto é mais cremoso, não espalha tão bem. Para corrigir fixação, utilizar a sombra em pó na mesma tonalidade SOMBRA CREMOSA, LÍQUIDA OU EM MOUSSE. Pode utilizar o dedo mesmo. Cautela com excesso, pode ficar acumulada na pálpebra f. Delineador LÁPIS PRETO É utilizado para destacar os olhos. Usa- se na linha d’água, rente aos cílios superiores, como delineador e também como sombra. Para isso faça um traço grosso e esfume com a ajuda de uma esponjinha LÁPIS BRANCO Pode usar como iluminador, sombra e lápis. Se usado na linha da água dá amplitude no olhar, no canto do olho ilumina. DELINEADOR LÍQUIDO Passar delineador é puro exercício, treinar, treinar. DELINEADOR CREMOSO É utilizado com a ajuda do pincel. Geralmente seca rápido, exige certa experiência para usar.
  • 11. CURSO DE MAQUIAGEM BÁSICO II Profª Raquel Marques 11 / 11 g. Máscara para os cílios – Rímel Normalmente é utilizado na cor preta. Com vários tipos de escovinha, para alongar, dar volume, á prova d´água, coloridos. É imprescindível como acabamento da maquiagem dos olhos. h. Blush BLUSH EM PÓ É o mais utilizado. Necessita de pincel para a aplicação, mas é de fácil manuseio. Indicado para pele oleosa. CREMOSO OU MUSSE É usado para quem tem a pele seca. A aplicação deve ser feita com os dedos, bem pouco. BLUSH MINERAL A textura similar à do pó, bem leve. Feita com produtos minerais, fixa bem na pele, indicado para todos os tipos de pele. BLUSH EM BASTÃO Devido sua textura pode ser utilizado diretamente sobre a pele. É indicado para peles secas e mistas. Efeito duradouro. 7. Bibliografia Básica GOBBO, P. Estética facial essencial: orientação para o profissional de estética. São Paulo: Atheneu, 2010. MOLINOS, D. Maquiagem. São Paulo: Senac, 2005. PHILIP, Hallawell. Visagismo harmonia e estética. 6a Ed.São Paulo: Ed. Senac São Paulo, 2010. 8. Bibliografia Complementar BAUMANN, L. Dermatologia Cosmética. Rio de Janeiro. Revinter, 2004. CEZIMBRA, M. Maquiagem: técnicas básicas, serviços profissionais e mercado de trabalho. Rio de Janeiro: SENAC, 2007. ESPELHO, Paula. Maquiagem. São Paulo: BestBolso, [200-?]. (Col. Pegue & Leve) OBAGI, Z.E. Restauração e Rejuvenescimento da Pele. Rio de Janeiro, Revinter, 2004. Palomino, Erika - A moda/ Erika Palomino. São Paulo: Publifolha, 2002. SAMPAIO, S. A. P.; RIVITTI, E. A. Dermatologia. 3. ed. São Paulo: Artes Médicas, 2008. SCALZO, Marília - Trinta anos de moda no Brasil: uma breve história. São Paulo: Editora Livre, 2009. SPENCER, K. Maquiagem: o segredo dos profissionais: um guia para todas as mulheres. São Paulo: Marco Zero, 2009. Círculo da Beleza http://www.circulodabeleza.com.br/p/historia-da-beleza.html (acessado março 2014) História da Estética http://historiadaestetica.com.sapo.pt/ (acessado março 2014) Mdemulher Maquiagem http://www.abril.com.br/maquiagem/ (acessado março 2014) Pincéis para maquiagem http://www.primecursos.com.br/openlesson/9941/100465/#lessons(acessado junho2014) Tudo sobre maquiagem http://www.maquiagem.art.br/ (acessado março 2014)