SlideShare uma empresa Scribd logo
Produção de conteúdo e novas 
narrativas para meios digitais. 
MBA Marketing e Comunicação Digital. Faculdade Cambury 
Goiânia 2014 
Prof. Me. SeiZo Soares 
I SeiZo Soares
Ementa - Produção de conteúdo e novas narrativas 
para meios digitais. 
Estratégias de leitura e construção de textos, imagens e outros meios comunicativos 
considerando-se seus aspectos formais e de conteúdo e sua relação contextual e 
endereçada a um público em ambientes digitais interativos.. 
Origem e desenvolvimento da noção de hipertexto e da linguagem hipertextual, e os 
impactos da leitura não linear e da interatividade na comunicação. 
Planejamento estratégico de Presença digital: Identidade, cenário, tendências e um 
método prático. 
Interatividade e participação do público na produção e veiculação de conteúdos: 
questões éticas., estéticas e estratégicas 
Atividades práticas de produção de conteúdos digitais; ferramentas de gestão e criação de 
conteúdo aplicado a mídias sociais. 
Atividade teórica: 40% Atividade prática: 60% Faculdade Cambury 
SeiZo Soares Prof. Me. SeiZo Soares 2014
Gestão de Conteúdo. Interesses e expectativas. 
Participe da construção do nosso curso respondendo ao formulário. 
http://alturl.com/vxmd7 
SeiZo Soares
Resultado da nossa enquete: 
http://alturl.com/2hoz2 
SeiZo Soares
II. Sábado tarde 
14h 
Gestão e produção de conteúdo: 
contexto histórico e filosófico 
Estratégias de criação de conteúdo: 
contexto e novas narrativas (storytelling) 
Falar na web: estratégias de 
diferenciação em conteúdo de valor 
Gestão e produção de conteúdo e novas 
narrativas: ampliando o universo. 
16h 
INTERVALO PRODUTIVO 
16h30 
Retorno, apresentação e conversa sobre a 
produção 
17:30h Conclusão parcial 
Programação do curso 
I. Sábado manhã 
Abertura e Apresentação 
Forma e conteúdo 
Novas narrativas, planejamento e 
estratégia: Análise de exemplos: impactos 
no marketing digital 
10h 
INTERVALO PRODUTIVO 
10h30 
Retorno, apresentação e conversa sobre a 
produção 
Método do Mapa de Conteúdos 
12h pausa 
SeiZo Soares
Pós curso 
Estaremos conectados! 
III 
Programação do curso 
Ferramentas e estratégias para gestão de 
conteúdo em redes sociais. 
Oficina de leitura, criação e produção 
de conteúdo digital 
10h 
INTERVALO 
10h30 apresentações 
12:30h Conclusão 
SeiZo Soares
Gestão e criação de conteúdo digital 
SeiZo Soares
Aprendemos e nos envolvemos quando os conteúdos são significativos para nós. 
Essa relevância de conteúdos acontece quando ele encontra uma conexão 
com nosso acervo pessoal de referências e significados. 
SeiZo Soares
conteúdo forma 
“O conteúdo incessantemente se 
transforma: às vezes 
imperceptivelmente, as vezes em ação 
violenta. O conteúdo entra em conflito 
com a forma, fá-la explodir, e cria 
novas formas nas quais o conteúdo 
trans formado encontra por sua vez 
nova e temporária expressão estável.” 
Fischer, 1972 SeiZo Soares
Bruges Madonna, 
Church of Our Lady 
Michelangelo 
1505; marble, just under 
life-size 
SeiZo Soares
conteúdo da 
sociedade 
Estilo 
como forma 
Porque o gótico assumiu aquelas 
formas? 
Porque a imagem bidimensional 
tornou-se tridimensional? 
Como se combinam os elementos 
sociais, técnicos e ideológicos para a 
criação do novo estilo? Fischer, 1972 
SeiZo Soares
A Sagrada Família. 
Barcelona 
SeiZo Soares
Os cristais são reconhecidos como exemplo de beleza natural. Formações cristalinas 
possuem uma Especificidade que pode explicar nossa atração por eles: 
Sua estrutura molecular (“Conteúdo”) é formalmente idêntica à sua forma exterior (“Forma”). 
SeiZo Soares
Marcas têm 
conteúdo e forma 
Uma marca é um conjunto de 
símbolos, mensagens, atitudes, 
experiências e atmosferas que 
caracterizam, diferenciam e 
posicionam um determinado 
produto, serviço ou indivíduos no 
contexto das relações de mercado. 
SeiZo Soares
Como os novos contextos tecnológicos influenciam 
nas formas e nos conteúdos da comunicação? 
“Chinese city introduces separate walking lane for mobile phone users” 
http://alturl.com/2guw4 
SeiZo Soares
hiperlink
SeiZo Soares 
Sua marca é o que dizem que ela é.
SeiZo Soares 
“Sala conceito” Heineken: 
O universo da marca
https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=8m5KGGeKBns
Clique na imagem para visitar o site 
SeiZo Soares
“O marketing deve se adaptar à marca, não a 
marca ao marketing”. 
Stalimir Vieria 2004. 
SeiZo Soares
“O que o coração não sente os olhos não veem.” 
SeiZo Soares
Quais são os conteúdos da 
marca?... 
...valores e visões de mundo, 
serviços, pessoas, estilos (formas) 
ideias... 
...porque é importante conhecê-los 
e mapeá-los? 
SeiZo Soares
Organizando o caos para criar a estartégia: 
Mapa de conteúdos 
Temas 
contextualizados 
nas áreas de 
interesse 
Ideia e identidade: 
Razão de Ser 
Tema central 
Visão inspiradora 
ACERVO fundamental: 
Mensagens textuais básicas; 
Estilo e forma básicos da imagem. 
Área de 
interesse 
Área de 
interesse 
Área de 
interesse 
Área de interesse Área 
de interesse 
SeiZo Soares >>
Meu Mapa de conteúdos (um exemplo) 
Viagens 
“línguas, 
gastronomia, 
cultura, exploração, 
aventura 
Educador, artista, 
roteirista 
Pesquisar para construir conhecimento 
Inspirar para educar e formar 
Criar para se conhecer 
Arte joalheria 
Arte 
“criatividade, 
expressão, poesia 
escultura” 
Filosofia 
Educação 
“ensino superior, 
arte, tecnologias 
digitais, inspiração” 
Gastronomia 
“Criação, experimentação, cultura” 
Mercadologia 
“Tendências, 
mundo digital, 
Arte e branding” 
Marketing digital” 
SeiZo Soares >>
Contar histórias (ou storytelling). 
É o meio pelo qual reproduzimos elementos da cultura 
de geração a geração. 
SeiZo Soares
SeiZo Soares 
medialiteracybrasil.net
Contar histórias , storytelling 
SeiZo Soares 
Os mitos antigos e modernos - de 
Teseu a Lucky Skywalker - 
atendem a uma estrutura comum, 
que nos remete a imagens e 
sentimentos ancestrais. 
Aí está o poder da história do herói, 
que é a mesma 
da do auto conhecimento, ambição 
humana essencial.
Produção de conteúdo e novas 
narrativas para meios digitais. 
Cultura digital: transformações e aspectos 
críticos 
II 
MBA Marketing e Comunicação Digital. Faculdade Cambury 
Goiânia 2014 
Prof. Me. SeiZo Soares
“Origem e desenvolvimento 
da noção de hipertexto e da 
linguagem hipertextual. 
Leitura linear e não-linear.” 
British Gallery. Pedra de Roseta, 196 ac.
Sistema de escrita greco romana. IX ac
“Um livro, um quadro exigem do leitor 
a lentidão de uma dedicação 
em que o tempo não conta.”
Guttemberg, 1395 
Prensa de Gutemberg, 1430
Jornaleiro em Paris noticia declaração de guerra 
SeiZo Soares
“ok, glass.”
Os três tipos de De Lucia Santaella, Navegar no cyberspaço 2004
SeiZo Soares 
Cena do filme ‘O Nome da Rosa’. Umberto Eco 
O leitor 
contemplativo
O leitor 
movente 
“No tráfego urbano, da constante 
troca de mercadorias, no consumo 
exagerado de produtos e imagens, 
o homem, sob pena de não gravar 
tudo em sua mente, acabou 
fortalecendo sua memória com o 
instrumentos como o cinema e a 
fotografia.” Natalício Santos, 1998
O leitor 
O leitor imimeerrssiivvoo
O leitor 
movente-imersivo?
Estilos de leitura e navegação 
O errante ou 
“sobrevoar apressado” 
O detetive ou 
“O farejar desconfiado” 
O previdente ou 
“O desdobrar cuidadoso”
Mas as novas tecnologias de conexão trazem mudanças significativas, que vão além 
das superficiais mudanças de costumes e comportamentos. 
Tecnologias alteram nossa fisiologia neurológica, ou seja, 
tecnologias mudam a maneira que o cérebro funciona. 
SeiZo Soares
EXCESSO 
SeiZo Soares
fragmentação 
SeiZo Soares
“Impactos da construção hipertextual na 
comunicação.” 
Interatividade on line 
Superficialidade all day
“O meio é a mensagem.” 
“Os efeitos da tecnologia não ocorrem no nível das 
opiniões ou conceitos. Antes, eles alteram os 
padrões de percepção sem qualquer resistência.” 
Marshal McLuhan, Understanding midia. 1964 
Marshal McLuhan , 1911-1980
Ao focarmos no conteúdo de uma mídia, podemos 
ficar cegos para estes efeitos profundos.... No final, 
acabamos por fingir que a tecnologia não importa. 
É como a usamos que importa. Acreditamos estar 
no controle, mas a tecnologia não é uma 
ferramenta inerte até que a peguemos, e inerte de 
novo quando a deixamos de lado. 
Nicholas Carr. A geração Superficial (2011) 
Nicholas Carr, 1959
hiperlink
Ted Nelson (1937) 
Cunhou o termo nos anos 60 
Concebeu uma ´economia dos links´
hipertexto 
Leitura 
não 
linear 
Esse infindável texto em movimento os hipertextos interrompem o 
fluxo da leitura para conduzir o 
leitor a um “vertiginoso delírio 
de possibilidades”.
Gestão e criação de conteúdo 
digital 
MBA Marketing e Comunicação Digital. FIT, Faculdade Impacta Tecnologia 
São Paulo 2014 
Prof. Me. SeiZo Soares 
III SeiZo Soares
A arte de contar histórias: Como existir no excesso 
e na fragmentação da internet 
Tenha um personagem.Ele conduz a ação e deve ter a consistência de 
alguém com vida própria. Pode ser um narrador ou protagonista. Pode ser você mesmo. 
2. Cada post deve ser como um episódio com começo, meio e fim. 
Conclusões e finais não devem soar como uma pregação, mas como um aprendizado pessoal 
do personagem. 
3. Comece o post no meio da ação. Pule as explicações, surpreenda. 
4. Crie uma conversa entre você e seu leitor. Ao invés de escrever 
para a massa amorfa da internet, tenha alguém em mente na hora de escrever. Ao se conectar 
com uma pessoa, você acaba se conectando com milhares. 
5. Escolha o sentimento que quer provocar. Contar histórias é uma 
forma de comunicação emocional. Por mais planejada que seja a história, ela só vai funcionar 
se despertar emoções. 
6. O autor sente primeiro. Para despertar emoções é preciso senti-las antes. 
SeiZo Soares, 
roteirista, professor e artista joalheiro
Cultive 
uma cultura 
Cultive 
relacionamentos 
SeiZo Soares
Adote uma 
linguagem,mas 
não tenha medo 
de mudá-la 
Elementos para a Gestão e Produção de conteúdo de excelência 
Crie um 
universo 
particular 
Tenha uma ´Bandeira´ 
Todos precisamos acreditar 
em algo. Crenças comuns 
reforçam laços humanos. 
(ideal, missão, valores) 
Faça algo 
pelo seu seguidor 
Inspire confiança 
Seja 
verdadeiro 
Colabore 
Seja coeso 
Seja 
coerente 
Retribua, 
interaja 
Conte 
histórias 
SeiZo Soares
Uma história minha
SeiZo Joias 
madeiras preciosas 
precious wood jewelry
Alguns resultados em 18 meses de trabalho utilizando apenas redes sociais e blogs.
Encontrar 
novas ferramentas 
Invente uma história 
Observar o mundo 
Envolver as pessoas 
Levantar uma bandeira SeiZo Soares
conteúdo Gestão 
Criação de narrativa 
Produção 
VALOR SeiZo Soares
Quais os fatores que interferem no 
valor percebido 
sobre os conteúdos de uma marca? 
SeiZo Soares
O Cardápio de formas 
Texto 
Fotografia 
Hiperlinks 
Música e áudio 
Vídeo 
Ilustração e infográficos 
Micro narrativa 
Crônica 
Diálogo individual 
pessoal 
Diálogo coletivo 
Títulos e palavras chave 
Poesia 
Relatório 
Reportagem, blogging 
Foto em dispositivo 
móvel (celular) 
Coleção e partilha 
Foto produção 
Trilha sonora 
Mensagem 
Pod casting 
De 1 minuto 
Documentário 
Curiosidade e humor 
Reportagem 
Educação 
Humanização da informação 
O novo hand made 
Infografia interativos 
SeiZo Soares >>
Algumas ferramentas e plataformas digitais 
para agilizar e fomentar nosso trabalho 
Wordpress 
Facebook 
G+ 
Youtube 
Picasa (editor de imagens) 
Windows movie maker 
Any video converter 
SeiZo Soares
criação 
produção 
coleta, pesquisa 
participação 
colaboração 
identificação 
caracterização 
categorização 
segmentação e seleção 
(quais redes utilizar?) ‘cultivo’ 
revisão 
atualização 
organização 
acervo, arquivamento 
publicação 
Atividades 
do gestor criador 
Identidade 
SeiZo Soares
Oficina na Casa Da Mata 
SeiZo Soares
Crie um 
universo 
particular 
SeiZo Soares
Ao invés de pensar: 
Quais conteúdos devo criar para obter ‘maior engajamento’. 
Pense: 
Quais conteúdos desejo criar para obter maior prazer! 
Ao nos expressarmos com originalidade nos 
conectamos mais fortemente com as 
pessoas, construímos relacionamentos mais 
gratificantes, sustentáveis e duradouros. 
Ser original não significa 
ser diferente de tudo, ser 
original é ser fiel às suas 
origens. 
SeiZo Soares 
Salvador dali
Prof. Me. SeiZo Soares 
Administrador, comunicador, educador, artista visual e escritor 
SeiZo Soares 
43, Administrador de empresas (FGV-SP), 
especialista em gestão educacional, mestre em 
Educação (PUC-Campinas), docente no ensino 
superior nas áreas de marketing, comunicação e 
educação. Escritor especializado em roteirização 
audiovisual para organizações, ghost writing e 
presença online. 
Artista com obras publicadas em música, 
literatura, fotografia e escultura – esta última 
com exposições internacionais realizadas, e 
marca própria no segmento de design e arte 
joalheria contemporânea (Joya Barcelona 2013; 
Beijing International Art Jewelry Exhibition 2013). 
“A mente criativa brinca com os objetos que ama.” K. Jung 
. 
www.seizojoias.com.br 
https://www.facebook.com/seizosoares 
seizo@terra.com.br 
SeiZo Soares

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Preview aula Comunicação em Meios Digitais
Preview aula Comunicação em Meios DigitaisPreview aula Comunicação em Meios Digitais
Preview aula Comunicação em Meios Digitais
JumpEducation
 
Vindula - Como aumentar o engajamento de sua Intranet?
Vindula - Como aumentar o engajamento de sua Intranet?Vindula - Como aumentar o engajamento de sua Intranet?
Vindula - Como aumentar o engajamento de sua Intranet?
Vindula
 
Intranet e outros meios digitais na comunicação corporativa
Intranet e outros meios digitais na comunicação corporativaIntranet e outros meios digitais na comunicação corporativa
Intranet e outros meios digitais na comunicação corporativa
Anderson Costa
 
Casos que inspiram - as lições das melhores intranets do Brasil
Casos que inspiram - as lições das melhores intranets do BrasilCasos que inspiram - as lições das melhores intranets do Brasil
Casos que inspiram - as lições das melhores intranets do Brasil
Instituto Intranet Portal
 
Manual de intranet doc
Manual de intranet docManual de intranet doc
Manual de intranet doc
Panchito
 
Servidor intranet-como servidor de intranet
Servidor intranet-como servidor de intranetServidor intranet-como servidor de intranet
Servidor intranet-como servidor de intranet
ELKIN JAVIER DE AVILA MANTILLA
 
La Intranet: nuevos modelos de Comunicación Interna
La Intranet: nuevos modelos de Comunicación InternaLa Intranet: nuevos modelos de Comunicación Interna
La Intranet: nuevos modelos de Comunicación Interna
IMF Business School
 
INTRANET
INTRANETINTRANET
INTRANET
AdrianaAcuna
 

Destaque (8)

Preview aula Comunicação em Meios Digitais
Preview aula Comunicação em Meios DigitaisPreview aula Comunicação em Meios Digitais
Preview aula Comunicação em Meios Digitais
 
Vindula - Como aumentar o engajamento de sua Intranet?
Vindula - Como aumentar o engajamento de sua Intranet?Vindula - Como aumentar o engajamento de sua Intranet?
Vindula - Como aumentar o engajamento de sua Intranet?
 
Intranet e outros meios digitais na comunicação corporativa
Intranet e outros meios digitais na comunicação corporativaIntranet e outros meios digitais na comunicação corporativa
Intranet e outros meios digitais na comunicação corporativa
 
Casos que inspiram - as lições das melhores intranets do Brasil
Casos que inspiram - as lições das melhores intranets do BrasilCasos que inspiram - as lições das melhores intranets do Brasil
Casos que inspiram - as lições das melhores intranets do Brasil
 
Manual de intranet doc
Manual de intranet docManual de intranet doc
Manual de intranet doc
 
Servidor intranet-como servidor de intranet
Servidor intranet-como servidor de intranetServidor intranet-como servidor de intranet
Servidor intranet-como servidor de intranet
 
La Intranet: nuevos modelos de Comunicación Interna
La Intranet: nuevos modelos de Comunicación InternaLa Intranet: nuevos modelos de Comunicación Interna
La Intranet: nuevos modelos de Comunicación Interna
 
INTRANET
INTRANETINTRANET
INTRANET
 

Semelhante a Criação de conteúdo. Fac. Cambury, setembro 2014

Storytelling: Novas narrativas online. ILADEC Campinas, 2014
Storytelling: Novas narrativas online. ILADEC Campinas, 2014Storytelling: Novas narrativas online. ILADEC Campinas, 2014
Storytelling: Novas narrativas online. ILADEC Campinas, 2014
SeiZo Soares SeiZo
 
Smaist pres BC
Smaist pres BCSmaist pres BC
Smaist pres BC
Gustavo Massena
 
workshop story+telling
workshop story+telling workshop story+telling
workshop story+telling
Luisa Fosco
 
Tecnologia Educacional
Tecnologia EducacionalTecnologia Educacional
Tecnologia Educacional
Juliana Baino
 
Gestão e criação de conteúdo digital - digital content management and creation
Gestão e criação de conteúdo digital - digital content management and creationGestão e criação de conteúdo digital - digital content management and creation
Gestão e criação de conteúdo digital - digital content management and creation
SeiZo Soares SeiZo
 
1 redes sociais estratégias e tendencias-resumo
1 redes sociais estratégias e tendencias-resumo1 redes sociais estratégias e tendencias-resumo
1 redes sociais estratégias e tendencias-resumo
SeiZo Soares SeiZo
 
Ondividuous
OndividuousOndividuous
Ondividuous
Rafael Ferreira
 
LP8 - Currículo em Ação.pdf
LP8 - Currículo em Ação.pdfLP8 - Currículo em Ação.pdf
LP8 - Currículo em Ação.pdf
Euber Medrado
 
Workshop de Transmedia Storytelling
Workshop de Transmedia StorytellingWorkshop de Transmedia Storytelling
Workshop de Transmedia Storytelling
Atlas Media Lab
 
Trabalhando com redes sociais
Trabalhando com redes sociaisTrabalhando com redes sociais
Trabalhando com redes sociais
Ana Maria Magni Coelho
 
Imagem e percepcao de marcas de moda
Imagem e percepcao de marcas de modaImagem e percepcao de marcas de moda
Imagem e percepcao de marcas de moda
Marcelo Anjos
 
Redação digital
Redação digitalRedação digital
Redação digital
Bruna Moreira
 
Processo criativo
Processo criativoProcesso criativo
Processo criativo
Euripedes Magalhães
 
A transposição das estratégias do branding para as mídias móveis. (com n...
A transposição das estratégias do branding para as mídias móveis. (com n...A transposição das estratégias do branding para as mídias móveis. (com n...
A transposição das estratégias do branding para as mídias móveis. (com n...
Fabio Buss
 
Cesar rss 02_09_ppt
Cesar rss 02_09_pptCesar rss 02_09_ppt
Cesar rss 02_09_ppt
kleber.torres
 
Palestra de Walter Longo no Midia Show
Palestra de Walter Longo no Midia ShowPalestra de Walter Longo no Midia Show
Palestra de Walter Longo no Midia Show
teresafur
 
Cesar fev/2009
Cesar fev/2009Cesar fev/2009
Cesar fev/2009
kleber.torres
 
Visibilidade mediática cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do "...
Visibilidade mediática cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do "...Visibilidade mediática cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do "...
Visibilidade mediática cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do "...
Cíntia Dal Bello
 
Aprendizagem na era da informacao
Aprendizagem na era da informacaoAprendizagem na era da informacao
Aprendizagem na era da informacao
IMED Virtual
 
Dissertação argumentativa
Dissertação argumentativaDissertação argumentativa
Dissertação argumentativa
Maurício Francisco Dos Santos
 

Semelhante a Criação de conteúdo. Fac. Cambury, setembro 2014 (20)

Storytelling: Novas narrativas online. ILADEC Campinas, 2014
Storytelling: Novas narrativas online. ILADEC Campinas, 2014Storytelling: Novas narrativas online. ILADEC Campinas, 2014
Storytelling: Novas narrativas online. ILADEC Campinas, 2014
 
Smaist pres BC
Smaist pres BCSmaist pres BC
Smaist pres BC
 
workshop story+telling
workshop story+telling workshop story+telling
workshop story+telling
 
Tecnologia Educacional
Tecnologia EducacionalTecnologia Educacional
Tecnologia Educacional
 
Gestão e criação de conteúdo digital - digital content management and creation
Gestão e criação de conteúdo digital - digital content management and creationGestão e criação de conteúdo digital - digital content management and creation
Gestão e criação de conteúdo digital - digital content management and creation
 
1 redes sociais estratégias e tendencias-resumo
1 redes sociais estratégias e tendencias-resumo1 redes sociais estratégias e tendencias-resumo
1 redes sociais estratégias e tendencias-resumo
 
Ondividuous
OndividuousOndividuous
Ondividuous
 
LP8 - Currículo em Ação.pdf
LP8 - Currículo em Ação.pdfLP8 - Currículo em Ação.pdf
LP8 - Currículo em Ação.pdf
 
Workshop de Transmedia Storytelling
Workshop de Transmedia StorytellingWorkshop de Transmedia Storytelling
Workshop de Transmedia Storytelling
 
Trabalhando com redes sociais
Trabalhando com redes sociaisTrabalhando com redes sociais
Trabalhando com redes sociais
 
Imagem e percepcao de marcas de moda
Imagem e percepcao de marcas de modaImagem e percepcao de marcas de moda
Imagem e percepcao de marcas de moda
 
Redação digital
Redação digitalRedação digital
Redação digital
 
Processo criativo
Processo criativoProcesso criativo
Processo criativo
 
A transposição das estratégias do branding para as mídias móveis. (com n...
A transposição das estratégias do branding para as mídias móveis. (com n...A transposição das estratégias do branding para as mídias móveis. (com n...
A transposição das estratégias do branding para as mídias móveis. (com n...
 
Cesar rss 02_09_ppt
Cesar rss 02_09_pptCesar rss 02_09_ppt
Cesar rss 02_09_ppt
 
Palestra de Walter Longo no Midia Show
Palestra de Walter Longo no Midia ShowPalestra de Walter Longo no Midia Show
Palestra de Walter Longo no Midia Show
 
Cesar fev/2009
Cesar fev/2009Cesar fev/2009
Cesar fev/2009
 
Visibilidade mediática cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do "...
Visibilidade mediática cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do "...Visibilidade mediática cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do "...
Visibilidade mediática cibercultural: apontamentos sobre a fenomenologia do "...
 
Aprendizagem na era da informacao
Aprendizagem na era da informacaoAprendizagem na era da informacao
Aprendizagem na era da informacao
 
Dissertação argumentativa
Dissertação argumentativaDissertação argumentativa
Dissertação argumentativa
 

Criação de conteúdo. Fac. Cambury, setembro 2014

  • 1. Produção de conteúdo e novas narrativas para meios digitais. MBA Marketing e Comunicação Digital. Faculdade Cambury Goiânia 2014 Prof. Me. SeiZo Soares I SeiZo Soares
  • 2. Ementa - Produção de conteúdo e novas narrativas para meios digitais. Estratégias de leitura e construção de textos, imagens e outros meios comunicativos considerando-se seus aspectos formais e de conteúdo e sua relação contextual e endereçada a um público em ambientes digitais interativos.. Origem e desenvolvimento da noção de hipertexto e da linguagem hipertextual, e os impactos da leitura não linear e da interatividade na comunicação. Planejamento estratégico de Presença digital: Identidade, cenário, tendências e um método prático. Interatividade e participação do público na produção e veiculação de conteúdos: questões éticas., estéticas e estratégicas Atividades práticas de produção de conteúdos digitais; ferramentas de gestão e criação de conteúdo aplicado a mídias sociais. Atividade teórica: 40% Atividade prática: 60% Faculdade Cambury SeiZo Soares Prof. Me. SeiZo Soares 2014
  • 3. Gestão de Conteúdo. Interesses e expectativas. Participe da construção do nosso curso respondendo ao formulário. http://alturl.com/vxmd7 SeiZo Soares
  • 4. Resultado da nossa enquete: http://alturl.com/2hoz2 SeiZo Soares
  • 5. II. Sábado tarde 14h Gestão e produção de conteúdo: contexto histórico e filosófico Estratégias de criação de conteúdo: contexto e novas narrativas (storytelling) Falar na web: estratégias de diferenciação em conteúdo de valor Gestão e produção de conteúdo e novas narrativas: ampliando o universo. 16h INTERVALO PRODUTIVO 16h30 Retorno, apresentação e conversa sobre a produção 17:30h Conclusão parcial Programação do curso I. Sábado manhã Abertura e Apresentação Forma e conteúdo Novas narrativas, planejamento e estratégia: Análise de exemplos: impactos no marketing digital 10h INTERVALO PRODUTIVO 10h30 Retorno, apresentação e conversa sobre a produção Método do Mapa de Conteúdos 12h pausa SeiZo Soares
  • 6. Pós curso Estaremos conectados! III Programação do curso Ferramentas e estratégias para gestão de conteúdo em redes sociais. Oficina de leitura, criação e produção de conteúdo digital 10h INTERVALO 10h30 apresentações 12:30h Conclusão SeiZo Soares
  • 7. Gestão e criação de conteúdo digital SeiZo Soares
  • 8. Aprendemos e nos envolvemos quando os conteúdos são significativos para nós. Essa relevância de conteúdos acontece quando ele encontra uma conexão com nosso acervo pessoal de referências e significados. SeiZo Soares
  • 9. conteúdo forma “O conteúdo incessantemente se transforma: às vezes imperceptivelmente, as vezes em ação violenta. O conteúdo entra em conflito com a forma, fá-la explodir, e cria novas formas nas quais o conteúdo trans formado encontra por sua vez nova e temporária expressão estável.” Fischer, 1972 SeiZo Soares
  • 10. Bruges Madonna, Church of Our Lady Michelangelo 1505; marble, just under life-size SeiZo Soares
  • 11. conteúdo da sociedade Estilo como forma Porque o gótico assumiu aquelas formas? Porque a imagem bidimensional tornou-se tridimensional? Como se combinam os elementos sociais, técnicos e ideológicos para a criação do novo estilo? Fischer, 1972 SeiZo Soares
  • 12. A Sagrada Família. Barcelona SeiZo Soares
  • 13. Os cristais são reconhecidos como exemplo de beleza natural. Formações cristalinas possuem uma Especificidade que pode explicar nossa atração por eles: Sua estrutura molecular (“Conteúdo”) é formalmente idêntica à sua forma exterior (“Forma”). SeiZo Soares
  • 14. Marcas têm conteúdo e forma Uma marca é um conjunto de símbolos, mensagens, atitudes, experiências e atmosferas que caracterizam, diferenciam e posicionam um determinado produto, serviço ou indivíduos no contexto das relações de mercado. SeiZo Soares
  • 15. Como os novos contextos tecnológicos influenciam nas formas e nos conteúdos da comunicação? “Chinese city introduces separate walking lane for mobile phone users” http://alturl.com/2guw4 SeiZo Soares
  • 17. SeiZo Soares Sua marca é o que dizem que ela é.
  • 18. SeiZo Soares “Sala conceito” Heineken: O universo da marca
  • 20. Clique na imagem para visitar o site SeiZo Soares
  • 21. “O marketing deve se adaptar à marca, não a marca ao marketing”. Stalimir Vieria 2004. SeiZo Soares
  • 22. “O que o coração não sente os olhos não veem.” SeiZo Soares
  • 23. Quais são os conteúdos da marca?... ...valores e visões de mundo, serviços, pessoas, estilos (formas) ideias... ...porque é importante conhecê-los e mapeá-los? SeiZo Soares
  • 24. Organizando o caos para criar a estartégia: Mapa de conteúdos Temas contextualizados nas áreas de interesse Ideia e identidade: Razão de Ser Tema central Visão inspiradora ACERVO fundamental: Mensagens textuais básicas; Estilo e forma básicos da imagem. Área de interesse Área de interesse Área de interesse Área de interesse Área de interesse SeiZo Soares >>
  • 25. Meu Mapa de conteúdos (um exemplo) Viagens “línguas, gastronomia, cultura, exploração, aventura Educador, artista, roteirista Pesquisar para construir conhecimento Inspirar para educar e formar Criar para se conhecer Arte joalheria Arte “criatividade, expressão, poesia escultura” Filosofia Educação “ensino superior, arte, tecnologias digitais, inspiração” Gastronomia “Criação, experimentação, cultura” Mercadologia “Tendências, mundo digital, Arte e branding” Marketing digital” SeiZo Soares >>
  • 26. Contar histórias (ou storytelling). É o meio pelo qual reproduzimos elementos da cultura de geração a geração. SeiZo Soares
  • 28. Contar histórias , storytelling SeiZo Soares Os mitos antigos e modernos - de Teseu a Lucky Skywalker - atendem a uma estrutura comum, que nos remete a imagens e sentimentos ancestrais. Aí está o poder da história do herói, que é a mesma da do auto conhecimento, ambição humana essencial.
  • 29. Produção de conteúdo e novas narrativas para meios digitais. Cultura digital: transformações e aspectos críticos II MBA Marketing e Comunicação Digital. Faculdade Cambury Goiânia 2014 Prof. Me. SeiZo Soares
  • 30. “Origem e desenvolvimento da noção de hipertexto e da linguagem hipertextual. Leitura linear e não-linear.” British Gallery. Pedra de Roseta, 196 ac.
  • 31. Sistema de escrita greco romana. IX ac
  • 32. “Um livro, um quadro exigem do leitor a lentidão de uma dedicação em que o tempo não conta.”
  • 33. Guttemberg, 1395 Prensa de Gutemberg, 1430
  • 34. Jornaleiro em Paris noticia declaração de guerra SeiZo Soares
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 39. Os três tipos de De Lucia Santaella, Navegar no cyberspaço 2004
  • 40. SeiZo Soares Cena do filme ‘O Nome da Rosa’. Umberto Eco O leitor contemplativo
  • 41. O leitor movente “No tráfego urbano, da constante troca de mercadorias, no consumo exagerado de produtos e imagens, o homem, sob pena de não gravar tudo em sua mente, acabou fortalecendo sua memória com o instrumentos como o cinema e a fotografia.” Natalício Santos, 1998
  • 42. O leitor O leitor imimeerrssiivvoo
  • 44. Estilos de leitura e navegação O errante ou “sobrevoar apressado” O detetive ou “O farejar desconfiado” O previdente ou “O desdobrar cuidadoso”
  • 45. Mas as novas tecnologias de conexão trazem mudanças significativas, que vão além das superficiais mudanças de costumes e comportamentos. Tecnologias alteram nossa fisiologia neurológica, ou seja, tecnologias mudam a maneira que o cérebro funciona. SeiZo Soares
  • 48. “Impactos da construção hipertextual na comunicação.” Interatividade on line Superficialidade all day
  • 49. “O meio é a mensagem.” “Os efeitos da tecnologia não ocorrem no nível das opiniões ou conceitos. Antes, eles alteram os padrões de percepção sem qualquer resistência.” Marshal McLuhan, Understanding midia. 1964 Marshal McLuhan , 1911-1980
  • 50. Ao focarmos no conteúdo de uma mídia, podemos ficar cegos para estes efeitos profundos.... No final, acabamos por fingir que a tecnologia não importa. É como a usamos que importa. Acreditamos estar no controle, mas a tecnologia não é uma ferramenta inerte até que a peguemos, e inerte de novo quando a deixamos de lado. Nicholas Carr. A geração Superficial (2011) Nicholas Carr, 1959
  • 52. Ted Nelson (1937) Cunhou o termo nos anos 60 Concebeu uma ´economia dos links´
  • 53. hipertexto Leitura não linear Esse infindável texto em movimento os hipertextos interrompem o fluxo da leitura para conduzir o leitor a um “vertiginoso delírio de possibilidades”.
  • 54. Gestão e criação de conteúdo digital MBA Marketing e Comunicação Digital. FIT, Faculdade Impacta Tecnologia São Paulo 2014 Prof. Me. SeiZo Soares III SeiZo Soares
  • 55. A arte de contar histórias: Como existir no excesso e na fragmentação da internet Tenha um personagem.Ele conduz a ação e deve ter a consistência de alguém com vida própria. Pode ser um narrador ou protagonista. Pode ser você mesmo. 2. Cada post deve ser como um episódio com começo, meio e fim. Conclusões e finais não devem soar como uma pregação, mas como um aprendizado pessoal do personagem. 3. Comece o post no meio da ação. Pule as explicações, surpreenda. 4. Crie uma conversa entre você e seu leitor. Ao invés de escrever para a massa amorfa da internet, tenha alguém em mente na hora de escrever. Ao se conectar com uma pessoa, você acaba se conectando com milhares. 5. Escolha o sentimento que quer provocar. Contar histórias é uma forma de comunicação emocional. Por mais planejada que seja a história, ela só vai funcionar se despertar emoções. 6. O autor sente primeiro. Para despertar emoções é preciso senti-las antes. SeiZo Soares, roteirista, professor e artista joalheiro
  • 56. Cultive uma cultura Cultive relacionamentos SeiZo Soares
  • 57. Adote uma linguagem,mas não tenha medo de mudá-la Elementos para a Gestão e Produção de conteúdo de excelência Crie um universo particular Tenha uma ´Bandeira´ Todos precisamos acreditar em algo. Crenças comuns reforçam laços humanos. (ideal, missão, valores) Faça algo pelo seu seguidor Inspire confiança Seja verdadeiro Colabore Seja coeso Seja coerente Retribua, interaja Conte histórias SeiZo Soares
  • 59. SeiZo Joias madeiras preciosas precious wood jewelry
  • 60. Alguns resultados em 18 meses de trabalho utilizando apenas redes sociais e blogs.
  • 61. Encontrar novas ferramentas Invente uma história Observar o mundo Envolver as pessoas Levantar uma bandeira SeiZo Soares
  • 62. conteúdo Gestão Criação de narrativa Produção VALOR SeiZo Soares
  • 63. Quais os fatores que interferem no valor percebido sobre os conteúdos de uma marca? SeiZo Soares
  • 64. O Cardápio de formas Texto Fotografia Hiperlinks Música e áudio Vídeo Ilustração e infográficos Micro narrativa Crônica Diálogo individual pessoal Diálogo coletivo Títulos e palavras chave Poesia Relatório Reportagem, blogging Foto em dispositivo móvel (celular) Coleção e partilha Foto produção Trilha sonora Mensagem Pod casting De 1 minuto Documentário Curiosidade e humor Reportagem Educação Humanização da informação O novo hand made Infografia interativos SeiZo Soares >>
  • 65. Algumas ferramentas e plataformas digitais para agilizar e fomentar nosso trabalho Wordpress Facebook G+ Youtube Picasa (editor de imagens) Windows movie maker Any video converter SeiZo Soares
  • 66. criação produção coleta, pesquisa participação colaboração identificação caracterização categorização segmentação e seleção (quais redes utilizar?) ‘cultivo’ revisão atualização organização acervo, arquivamento publicação Atividades do gestor criador Identidade SeiZo Soares
  • 67. Oficina na Casa Da Mata SeiZo Soares
  • 68. Crie um universo particular SeiZo Soares
  • 69. Ao invés de pensar: Quais conteúdos devo criar para obter ‘maior engajamento’. Pense: Quais conteúdos desejo criar para obter maior prazer! Ao nos expressarmos com originalidade nos conectamos mais fortemente com as pessoas, construímos relacionamentos mais gratificantes, sustentáveis e duradouros. Ser original não significa ser diferente de tudo, ser original é ser fiel às suas origens. SeiZo Soares Salvador dali
  • 70. Prof. Me. SeiZo Soares Administrador, comunicador, educador, artista visual e escritor SeiZo Soares 43, Administrador de empresas (FGV-SP), especialista em gestão educacional, mestre em Educação (PUC-Campinas), docente no ensino superior nas áreas de marketing, comunicação e educação. Escritor especializado em roteirização audiovisual para organizações, ghost writing e presença online. Artista com obras publicadas em música, literatura, fotografia e escultura – esta última com exposições internacionais realizadas, e marca própria no segmento de design e arte joalheria contemporânea (Joya Barcelona 2013; Beijing International Art Jewelry Exhibition 2013). “A mente criativa brinca com os objetos que ama.” K. Jung . www.seizojoias.com.br https://www.facebook.com/seizosoares seizo@terra.com.br SeiZo Soares

Notas do Editor

  1. 1
  2. 7
  3. 9
  4. 10
  5. 11
  6. 14
  7. 21
  8. 22
  9. 23
  10. 24
  11. 25
  12. 29
  13. 46
  14. 47
  15. 53
  16. 54
  17. 55
  18. 56
  19. 57
  20. 58
  21. 59
  22. 62
  23. 64
  24. 65
  25. 66
  26. 67
  27. 70