SlideShare uma empresa Scribd logo
SISTEMA
CIRCULATÓRIO




Profª. Ana Carolina Athayde Braz
1

                              SISTEMA CIRCULATÓRIO




               Todas as células do nosso organismo têm necessidade, para manter-
se em vida e desempenhar as suas funções, de receber oxigênio e materiais
nutritivos. A tarefa de transportar a elas esses elementos cabe ao sangue, o qual,
por sua vez, recebe das células as substâncias de rejeição. Para realizar esse
refornecimento, o sangue tem necessidade de "circular" continuamente.
               Ao sangue cabe também a função de transportar oxigênio para as
células, e servir de veículo para que elementos indesejáveis como gás carbônico,
que deve ser expelido pelos pulmões, e uréia, que deve ser eliminado pelos rins.
               O sangue é composto por uma parte líquida, o plasma, constituído de
substâncias nutritivas e elementos residuais das reações celulares. O plasma
também possui uma parte organizada, os elementos figurados, que são os glóbulos
sangüíneos e as plaquetas.
               Os glóbulos dividem-se em vermelhos e bancos. Os glóbulos
vermelhos são as hemácias, células sem núcleo contendo hemoglobina, um
pigmento vermelho do sangue responsável pelo transporte de oxigênio e de gás
carbônico. Os glóbulos brancos são os leucócitos, verdadeiras células nucleadas,
incumbidas da defesa do organismo. São eles: neutrófilos, basófilos, eosinófilos,
monócitos e linfócitos.




               A função básica do sistema cardiovascular é a de levar material
nutritivo e oxigênio às células. O sistema circulatório é um sistema fechado, sem
comunicação com o exterior, constituído por tubos, que são chamados vasos, e por
uma bomba contrátil-propulsora.
               O sistema cardiovascular consiste no sangue, no coração e nos
vasos sangüíneos. Para que o sangue possa atingir as células corporais e trocar


                    Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
2

materiais com elas, ele deve ser, constantemente, propelido ao longo dos vasos
sangüíneos. O coração é a bomba que promove a circulação de sangue por cerca
de 100 mil quilômetros de vasos sangüíneos.
               O sistema circulatório é constituído pelos sistemas:
                       Sistema Sanguíneo – Formado por vasos condutores de
                        sangue (veias, artérias e capilares) e ainda pelo coração;
                       Sistema Linfático – Formado pelos vasos condutores de linfa
                        (capilares, vasos e troncos linfáticos);
                       Órgãos Hemopoiéticos – Medula Óssea e Órgãos Linfóides
                        (baço e timo).


TIPOS DE CIRCULAÇÕES


Circulação Pulmonar ou Pequena Circulação: Leva sangue do ventrículo direito
do coração para os pulmões e de volta ao átrio esquerdo do coração. Ela transporta
o sangue pobre em oxigênio para os pulmões, onde ele libera o dióxido de carbono
(CO2) e recebe oxigênio (O2). O sangue oxigenado, então, retorna ao lado esquerdo
do coração para ser bombeado para circulação sistêmica


Circulação Sistêmica ou Grande Circulação: É a maior circulação; ela fornece o
suprimento sangüíneo para todo o organismo. A circulação sistêmica carrega
oxigênio e outros nutrientes vitais para as células, e capta dióxido de carbono e
outros resíduos das células.


Circulação Colateral: Mecanismo de defesa do organismo, para irrigar ou drenar
determinado território quando há obstrução de artérias ou veias de relativo calibre.
Em condições normais não há a passagem de sangue através dessas
comunicações, mas no caso de haver uma obstrução (total ou parcial) de um vaso
mais calibroso que participe da rede anastomótica, o sangue passa a circular
ativamente por estas variantes.


Circulação Portal: É a circulação onde uma veia interpõe-se entre duas redes de
capilares, sem passar por um órgão intermediário. Isso acontece na circulação
porta-hepática, provida de uma rede capilar no intestino (onde há absorção de


                      Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
3

alimentos) e outra rede de capilares sinusóides no fígado (onde ocorrem complexos
processos metabólicos), ficando a veia porta interposta entre as duas.




CORAÇÃO


                O coração é um órgão muscular oco que funciona como uma bomba
contrátil-propulsora, formado por músculo do tipo estriado cardíaco. Tem a forma
aproximada de um cone, é relativamente pequeno, aproximadamente do tamanho
do punho fechado, cerca de 12 cm de comprimento, 9 cm de largura em sua parte
mais ampla e 6 cm de espessura. Sua massa é, em média, de 250g, nas mulheres
adultas, e 300g, em homens adultos.
                O coração está situado na cavidade torácica, atrás do esterno, fica
acima do diafragma, perto da linha média, no mediastino, está posicionado
obliquamente onde a base é medial e o ápice lateral. Cerca de 2/3 de massa
cardíaca ficam a esquerda da linha média do corpo.
                A extremidade pontuda do coração é o ápice, dirigida para frente,
para baixo e para a esquerda. A porção mais larga do coração, oposta ao ápice, é a
base, dirigida para trás, para cima e para a direita.
                     Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
4

Camadas da Parede Cardíaca:


Pericárdio: É a membrana que reveste e protege o coração. Restringe o coração à
sua posição no mediastino. O pericárdio consiste em duas partes principais:
pericárdio fibroso e pericárdio seroso. O pericárdio fibroso superficial é um tecido
conjuntivo irregular, denso, resistente e inelástico. Assemelha-se a um saco, que
repousa sobre o diafragma e se prende a ele. O pericárdio seroso, mais profundo, é
uma membrana mais fina e mais delicada que forma uma dupla camada,
circundando o coração. A camada parietal, mais externa, do pericárdio seroso está
fundida ao pericárdio fibroso. A camada visceral, mais interna, do pericárdio seroso,
também chamada epicárdio, adere fortemente à superfície do coração.


Epicárdio: A camada externa do coração é uma delgada lâmina de tecido seroso. O
epicárdio é contínuo, a partir da base do coração, com o revestimento interno do
pericárdio, denominado camada visceral do pericárdio seroso.


Miocárdio: É a camada média e a mais espessa do coração. É composto de músculo
estriado cardíaco. É esse tipo de músculo que permite que o coração se contraia e,
portanto, impulsione sangue, ou o force para o interior dos vasos sangüíneos.


Endocárdio: É a camada mais interna do coração. É uma fina camada de tecido
composto por epitélio pavimentoso simples sobre uma camada de tecido conjuntivo.
A superfície lisa e brilhante permite que o sangue corra facilmente sobre ela. O
endocárdio também reveste as valvas e é contínuo com o revestimento dos vasos
sangüíneos que entram e saem do coração.




                    Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
5

Faces:


- Face Anterior (Esternocostal) - Formada principalmente pelo ventrículo direito.
- Face Diafragmática (Inferior) - Formada principalmente pelo ventrículo esquerdo e
parcialmente pelo ventrículo direito.
- Face Pulmonar (Esquerda) - Formada principalmente pelo ventrículo esquerdo; ela
ocupa a impressão cárdica do pulmão esquerdo.


Configuração Interna:


               O coração possui quatro câmaras: 2 átrios e 2 ventrículos. Os átrios
(as câmaras superiores) recebem sangue; os ventrículos (câmaras inferiores)
bombeiam o sangue para fora do coração. O átrio direito é separado do esquerdo
por uma fina divisória chamada septo interatrial; o ventrículo direito é separado do
esquerdo pelo septo interventricular.


ÁTRIO DIREITO


               O átrio direito forma a borda direita do coração e recebe sangue rico
em dióxido de carbono (venoso) de três veias: veia cava superior, veia cava inferior
e seio coronário. A veia cava superior, recolhe sangue da cabeça e parte superior do
corpo, já a inferior recebe sangue das partes mais inferiores do corpo (abdômen e
membros inferiores) e o seio coronário recebe o sangue que nutriu o miocárdio e
leva o sangue ao átrio direito. A parede medial do átrio direito, que é constituída pelo
septo interatrial. O sangue passa do átrio direito para ventrículo direito através de
uma válvula chamada tricúspide (formada por três folhetos - válvulas ou cúspides).
Os orifícios onde as veias cavas desembocam têm os nomes de óstios das veias
cavas.


ÁTRIO ESQUERDO


               O átrio esquerdo é uma cavidade de parede fina, com paredes
posteriores e anteriores lisas, que recebe o sangue já oxigenado (arterial) vindo dos
pulmões, por meio de quatro veias pulmonares (duas direitas e duas esquerdas). O


                     Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
6

sangue passa do átrio esquerdo para o ventrículo esquerdo, através da valva
bicúspide (mitral), que tem apenas duas cúspides.


VENTRÍCULO DIREITO


                O ventrículo direito forma a maior parte da superfície anterior do
coração. O seu interior apresenta uma série de feixes elevados de fibras musculares
cardíacas chamadas trabéculas carnosas ou cárneas. No óstio atrioventricular direito
existe um aparelho denominado valva tricúspide que serve para impedir que o
sangue retorne do ventrículo para o átrio direito. Essa valva é constituída por três
lâminas membranáceas, esbranquiçadas e irregularmente triangulares, de base
implantada nas bordas do óstio e o ápice dirigido para baixo e preso ás paredes do
ventrículo por intermédio de filamentos. Cada uma destas lâminas é denominada
cúspide (anterior, posterior e septal).
                Do ventrículo direito parte o tronco pulmonar, que se divide em
artperia pulmonar direita e artéria pulmonar esquerda. Estas levam o sangue venoso
aos pulmões, para que ocorra a troca gasosa. No início do tronco pulmonar existe
um aparelho valvular denominado Válvula Pulmonar.


VENTRÍCULO ESQUERDO


                O ventrículo esquerdo forma o ápice do coração e constitui a maior
parte da face posterior. O ventrículo esquerdo recebe sangue oxigenado do átrio
esquerdo. A principal função do ventrículo esquerdo é bombear sangue para a
circulação sistêmica (corpo). A parede ventricular esquerda é mais espessa que a do
ventrículo direito. Essa diferença se deve à maior força necessária para bombear
sangue para a circulação sistêmica.
                No    óstio    atrioventricular     esquerdo,       encontramos   a   valva
atrioventricular esquerda, constituída por duas laminas denominadas cúspides
(anterior e posterior). Essas valvas ou válvulas são denominadas bicúspides. Assim
como o ventrículo direito, também tem trabéculas carnosas e cordas tendíneas, que
fixam as cúspides da valva bicúspide aos músculos papilares.
                O sangue passa do átrio esquerdo para o ventrículo esquerdo
através do óstio atrioventricular esquerdo onde localiza-se a valva bicúspide (mitral).


                     Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
7

Do ventrículo esquerdo o sangue sai para a maior artéria do corpo, a aorta
ascendente, passando pela valva aórtica - constituída por três válvulas semilunares:
direita, esquerda e posterior. Parte do sangue flui para as artérias coronárias, que se
ramificam a partir da aorta ascendente, levando sangue para a parede cardíaca; o
restante do sangue passa para o arco da aorta e para a aorta descendente (aorta
torácica e aorta abdominal). Ramos do arco da aorta e da aorta descendente levam
sangue para todo o corpo.


CICLO CARDÍACO


                 Um ciclo cardíaco único inclui todos os eventos associados a um
batimento cardíaco. No ciclo cardíaco normal os dois átrios se contraem, enquanto
os dois ventrículos relaxam e vice versa. O termo sístole designa a fase de
contração; a fase de relaxamento é designada como diástole.




                 Quando o coração bate, os átrios contraem-se primeiramente (sístole
atrial), forçando o sangue para os ventrículos. Um vez preenchidos, os dois
ventrículos contraem-se (sístole ventricular) e forçam o sangue para fora do coração.
Para que o coração seja eficiente na sua ação de bombeamento, é necessário mais
que a contração rítmica de suas fibras musculares. A direção do fluxo sangüíneo
deve ser orientada e controlada, o que é obtido por quatro valvas já citadas
anteriormente.
                 Sístole é a contração do músculo cardíaco, temos a sístole atrial que
impulsiona sangue para os ventrículos. Assim as valvas atrioventriculares estão
abertas à passagem de sangue e a pulmonar e a aórtica estão fechadas. Na sístole



                     Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
8

ventricular as valvas atrioventriculares estão fechadas e as semilunares abertas à
passagem de sangue.
                Diástole é o relaxamento do músculo cardíaco, ocorre quando os
ventrículos se enchem de sangue, neste momento as valvas atrioventriculares estão
abertas e as semilunares estão fechadas.
                Em conclusão disso podemos dizer que o ciclo cardíaco compreende:
Sístole atrial, Sístole ventricular, Diástole ventricular.




SISTEMA DE CONDUÇÃO:


                Compreende o nó sino-atrial, o nó atrioventricular, o feixe
atrioventricular com seus dois ramos e os plexos subendocárdicos de fibras de
Purkinje. O impulso tem início no nó sino-atrial, ativa a musculatura do átrio e então
é conduzido ao nó atrioventricular. O feixe atrioventricular, através de seus dois
ramos, bem como as Fibras de Purkinje, conduz o impulso do nó atrioventricular ao
miocárdio ventricular.




VASOS SANGUÍNEOS


                Os vasos sanguíneos que conduzem o sangue para fora do coração
são as artérias. Estas se ramificam muito, tornam-se progressivamente menores, e

                      Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
9

terminam em pequenos vasos determinados arteríolas. A partir destes vasos, o
sangue é capaz de realizar suas funções de nutrição e de absorção atravessando
uma rede de canais microscópicos, chamados capilares, os quais permitem ao
sangue trocar substâncias com os tecidos. Dos capilares, o sangue é coletado em
vênulas; em seguida, através das veias de diâmetro maior, alcança de novo o
coração. Esta passagem de sangue através do coração e dos vasos sanguíneos é
chamada de CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA.


Estrutura dos Vasos:


1- Túnica externa: é composta basicamente por tecido conjuntivo. Nesta túnica
encontramos pequenos filetes nervosos e vasculares que são destinados à
inervação e a irrigação das artérias. Encontrada nas grandes artérias somente.
2- Túnica média: é a camada intermediária composta por fibras musculares lisas e
pequena quantidade de tecido conjuntivo elástico. Encontrada na maioria das
artérias do organismo.
3- Túnica íntima: forra internamente e sem interrupções as artérias, inclusive
capilares. São constituídas por células endoteliais.




Anastomose: significa ligação entre artérias, veias e nervos os quais estabelecem
uma comunicação entre si. A ligação entre duas artérias ocorre em ramos arteriais,
nunca em troncos principais. Às vezes duas artérias de pequeno calibre se
anastomosam para formar um vaso mais calibrosos.



                    Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
10

ARTÉRIAS


                Conjunto de vasos que saem do coração e se ramificam
sucessivamente distribuindo-se para todo o corpo. Do coração sai o tronco pulmonar
(relaciona-se com a pequena circulação, ou seja, leva sangue venoso para os
pulmões através de sua ramificação, duas artérias pulmonares uma direita e outra
esquerda) e a artéria aorta (carrega sangue arterial para todo o organismo através
de suas ramificações).
                Tronco pulmonar: o tronco pulmonar sai do coração pelo ventrículo
direito e se bifurca em duas artérias pulmonares, uma direita e outra esquerda. Cada
uma delas se ramifica a partir do hilo pulmonar em artérias segmentares
pulmonares. Ao entrar nos pulmões, esses ramos se dividem e subdividem até
formarem capilares, em torno alvéolos nos pulmões. O gás carbônico passa do
sangue para o ar e é exalado. O oxigênio passa do ar, no interior dos pulmões, para
o sangue. Esse mecanismo é denominado HEMATOSE
                Artéria Aorta: É a maior artéria do corpo, com diâmetro de 2 a 3 cm.
Suas quatro divisões principais são a aorta ascendente, o arco da aorta, a aorta
torácica e aorta abdominal. A aorta é o principal tronco das artérias sistêmicas. A
parte da aorta que emerge do ventrículo esquerdo, posterior ao tronco pulmonar, é a
aorta ascendente. O começo da aorta contém as válvulas semilunares aórticas. A
artéria aorta se ramifica na porção ascendente em duas artérias coronárias, uma
direita e outra esquerda que vão irrigar o coração.
                Logo em seguida a artéria aorta se encurva formando um arco para a
esquerda dando origem a três artérias (artérias da curva da aorta) sendo elas:


1 - Tronco braquiocefálico arterial
2 - Artéria carótida comum esquerda
3 - Artéria subclávia esquerda
4 - Artéria carótida comum direita
5 - Artéria subclávia direita




                     Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
11




   (TORTORA, 2002).


ARTÉRIAS DO PESCOÇO E CABEÇA


               As artérias vértebrais direita e esquerda e as artérias carótida comum
direita e esquerda são responsáveis pela vascularização arterial do pescoço e da
cabeça. Antes de entrar na axila, a artéria subclávia dá um ramo para o encéfalo,
chamada artéria vertebral, que passa nos forames transversos da C6 à C1 e entra
no crânio através do forame magno. As artérias vertebrais unem-se para formar a
artéria basilar (supre o cerebelo, ponte e ouvido interno), que dará origem as artérias
cerebrais posteriores, que irrigam a face inferior e posterior do cérebro.
               Na borda superior da laringe, as artérias carótidas comuns se
dividem em artéria carótida externa e artéria carótida interna. A artéria carótida
externa irriga as estruturas externas do crânio. A artéria carótida interna penetra no
crânio através do canal carotídeo e supre as estruturas internas do mesmo. Os
ramos terminais da artéria carótida interna são a artéria cerebral anterior (supre a
maior parte da face medial do cérebro) e artéria cerebral média (supre a maior parte
da face lateral do cérebro).




                      Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
12

Polígono de Willis: A vascularização cerebral é formada pelas artéria vertebrais
direita e esquerda e pelas artérias carótidas internas direita e esquerda. As
vertebrais se anastomosam originado a artéria basilar, alojada na goteira basilar, ela
se divide em duas artérias cerebrais posteriores que irrigam a parte posterior da face
inferior de cada um dos hemisférios cerebrais. As artérias carótidas internas em
cada lado originam uma artéria cerebral média e uma artéria cerebral anterior. As
artérias cerebrais anteriores se comunicam através de um ramo entre elas que é a
artéria comunicante anterior. As artérias cerebrais posteriores se comunicam com as
arteriais carótidas internas através das artérias comunicantes posteriores.


Artérias dos Membros Superiores:
               A artéria subclávia (direita ou esquerda), logo após o seu início,
origina a artéria vertebral que vai auxiliar na vascularização cerebral, descendo em
direção a axila recebe o nome de artéria axilar, e quando, finalmente atinge o
braço, seu nome muda para artéria braquial (umeral). Na região do cotovelo ela
emite dois ramos terminais que são as artérias radial e ulnar que vão percorrer o
antebraço. Na mão essas duas artérias se anastomosam formando um arco palmar
profundo que origina as artérias digitais palmares comuns e as artérias
metacarpianas palmares que vão se anastomosar.




          (TORTORA, 2002)


Artéria Aorta - Porção Torácica:
               Após a curva (arco aótico), a artéria começa a descer do lado
esquerdo da coluna vertebral dado origem aos ramos:
                    Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
13

Viscerais (nutrem os órgãos):                      Parietais (irrigam a parede dos órgãos):
1- Pericárdicos                                    5- Intercostais posteriores
2- Bronquiais                                      6- Subcostais
3- Esofágicos                                      7- Frênicas superiores
4- Mediastinais


Artéria Aorta - Porção Abdominal:
                  Ao atravessar o hiato aórtico do diafragma até a altura da quarta
vértebra lombar, onde termina, a aorta é representada pela porção abdominal. Nesta
porção a aorta fornece vários ramos colaterais e dois terminais. Os ramos terminas
da artéria aorta são artéria ilíaca comum direita e artéria ilíaca comum esquerda.




     (TORTORA, 2002)


     Artérias dos Membros Inferiores




                      Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
14




     (TORTORA, 2002)


VEIAS:

               Tem como função conduzir o sangue dos capilares para o coração.


Veias da circulação pulmonar ou pequena circulação: As veias que conduzem o
sangue que retorna dos pulmões para o coração após sofrer a hematose
(oxigenação), recebem o nome de veias pulmonares. São quatro, as veias
pulmonares, duas para cada pulmão, uma direita superior e uma direita inferior, uma
esquerda superior e uma esquerda inferior. As quatro veias pulmonares
desembocam no átrio esquerdo.


Veias da circulação sistêmica ou da grande circulação: Duas grandes veias
desembocam no átrio direito trazendo sangue venoso para o coração. São elas: veia
cava superior e veia cava inferior. Temos também o seio coronário que é um amplo
conduto venoso formado pelas veias que estão trazendo sangue venoso que
circulou no próprio coração.


Veia cava superior: a veia cava superior tem o comprimento de aproximadamente
7,5cm e diâmetro de 2cm e origina-se dos dois troncos braquiocefálicos. Cada veia
braquiocefálica é constituída pela junção da veia subclávia (que recebe sangue do
                    Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
15

membro superior) com a veia jugular interna (que recebe sangue da cabeça e
pescoço).




Veia cava Inferior: a veia cava inferior é a maior veia do corpo, com diâmetro de
cerca de 3,5cm e é formada pelas duas veias ilíacas comuns que recolhem sangue
da região pélvica e dos membros inferiores.


Seio Coronário e veias Cardíacas: O seio coronário é a principal veia do coração.
Ele recebe quase todo o sangue venoso do miocárdio. Fica situado no sulco
coronário abrindo-se no átrio direito. Diversas veias cardíacas anteriores drenam
diretamente para o átrio direito


Veias da Cabeça e Pescoço




            (TORTORA, 2002)



Pescoço: descendo pelo pescoço, encontram-se quatro pares de veias jugulares.
Essas veias jugulares têm o nome de interna, externa, anterior e posterior. Veia
jugular interna: vai se anastomosar com a veia subclávia para formar o tronco


                     Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
16

braquiocefálico venoso. Veia jugular externa: desemboca na veia subclávia. Veia
jugular anterior: origina-se superficialmente ao nível da região supra-hioídea e
desemboca na terminação da veia jugular externa. Veia jugular posterior: origina-se
nas proximidades do occipital e desce posteriormente ao pescoço para ir
desembocar no tronco braquiocefálico venoso. Está situada profundamente.




Veias do Tórax e Abdominais


Tórax: As veias do sistema de ázigo recolhem a maior parte do sangue venoso das
paredes do tórax e abdome. Do abdome o sangue venoso sobe pelas veias
lombares ascendentes; do tórax é recolhido principalmente por todas as veias
intercostais posteriores. O sistema de ázigo forma um verdadeiro "H" por diante dos
corpos vertebrais da porção torácica da coluna vertebral. O ramo vertical direito do
"H" é chamado veia ázigos. O ramo vertical esquerdo é subdividido pelo ramo
horizontal em dois segmentos, um superior e outro inferior. Finalmente a veia ázigo
vai desembocar na veia cava inferior.


Abdome: No abdome, há um sistema venoso que recolhe sangue das vísceras
abdominais para transportá-lo ao fígado. É o sistema da veia porta. A veia porta é
formada pela anastomose da veia esplênica (recolhe sangue do baço) com a veia
mesentérica superior. Depois de constituída, a veia porta recebe ainda as veias
gástrica esquerda e prepilórica. Ao chegar nas proximidades do hilo hepático, a veia
porta se bifurca em dois ramos (direito e esquerdo), penetrando assim no fígado.
Vão se ramificar em vênulas de calibre cada vez menor até a capilarização.




                    Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
17

Em seguida os capilares vão constituindo novamente vênulas que se reúnem
sucessivamente para formar as veias hepáticas as quais vão desembocar na veia
cava inferior.


Veias dos Membros Superiores




     (TORTORA, 2002)


Veias dos Membros Inferiores




     (TORTORA, 2002)




                   Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
18




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
19




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
20




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
21




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
22




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
23




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
24




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
25




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
26




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
27




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
28




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
29




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
30




Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
31

                          ROTEIRO - SISTEMA CIRCULATÓRIO


CORAÇÃO


Base do coração
Ápice do coração
1. Face esternocostal
2. Face pulmonar
3. Face diafragmática
4. Margem direita
5. Sulco coronário ou atrioventricular
6. Sulco interventricular anterior
7. Sulco interventricular posterior
8. Átrio direito
9. Átrio esquerdo
10. Ventrículo direito
11. Ventrículo esquerdo
12. Veia cava superior
13. Veia cava inferior
14. Seio coronário
15. Tronco pulmonar
16. Artéria pulmonar direita
17. Artéria pulmonar esquerda
18. Veias pulmonares direitas
19. Veias pulmonares esquerdas
20. Aorta ascendente
21. Pericárdio fibroso e Pericárdio seroso
22. Septo interatrial
23. Septo interventricular
24.Valva atrioventricular direita
25. Cordas tendíneas
26. Músculos papilares
27. Valva do tronco pulmonar
28. Válvula Mitral


                        Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
32

29. Válvula Tricúspide
30. Valva da aorta


PRINCIPAIS ARTÉRIAS


1) Parte Ascendente da Aorta
2) Art. Coronária Direita
3) Art. Coronária Esquerda
4) Arco da Aorta
5) Tronco Braquiocefálico
6) Art. Carótida Comum Direita
7) Art. Subclávia Direita
8) Art. Carótida Comum Esquerda
9) Art. Subclávia Esquerda
10) Art. Axilar
11) Art. Braquial
12) Art. Radial
13) Art. Ulnar
14) Tronco Celíaco
15) Art. Gástrica Esquerda
16) Art. Hepática Comum
17) Art. Esplênica
18) Aa. Renais Direita e Esquerda
19) Art. Mesentérica Inferior
20) Aa. Ilíacas Comuns Direita e Esquerda
21) Aa. Ilíacas Comuns Direita e Esquerda
22) Art. Ilíaca Interna
23) Art. Ilíaca Externa
24) Art. Femoral
25) Art. Poplítea
26) Art. Tibial Anterior
27) Art. Tibial Posterior
28) Art. Fibular



                      Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
33

PRINCIPAIS VEIAS


1) V. Cava Superior
2) V. Bráquio Cefálica
3) V. Jugular
4) V. Subclávia
5) V. Axilar
6) Vv. Braquiais
7) Vv. Satélites Ulnar
8) Vv. Satélites Radiais
9) V. Ázigo
10) V. Basílica
11) V. Cefálica
12) V. Intermédia do Cotovelo
13) V. Cava Inferior
14) V. Renais
15) Vv. Ilíacas Comuns Direita
16) V. Ilíaca Interna
17) V. Ilíaca Externa
18) V. Femoral
19) V. Poplítea
20) Vv. Satélites Tibiais Anteriores
21) Vv. Satélites Tibiais Posteriores
22) V. Safena Magna
23) V. Safena Parva
24) Vv. Fibulares




                        Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02
Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02
Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02
Pelo Siro
 
Sistema+circulatório+(+ufmg)
Sistema+circulatório+(+ufmg)Sistema+circulatório+(+ufmg)
Sistema+circulatório+(+ufmg)
Denise Albuquerque
 
Sistema cardiorrespiratório
Sistema cardiorrespiratórioSistema cardiorrespiratório
Sistema cardiorrespiratório
xanapreto
 
sistema circulatório
sistema circulatóriosistema circulatório
sistema circulatório
Gabriela Amorim
 
9ºano 5.2 vasos sanguíneos
9ºano 5.2 vasos sanguíneos9ºano 5.2 vasos sanguíneos
9ºano 5.2 vasos sanguíneos
Maria Rocha R
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Hamilton Nobrega
 
11126120 apostila-anatomia-sistema-circulatorio
11126120 apostila-anatomia-sistema-circulatorio11126120 apostila-anatomia-sistema-circulatorio
11126120 apostila-anatomia-sistema-circulatorio
Caroline Augusta
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
Sabrina Mares
 
Órgãos internos sistema circulatório
Órgãos internos   sistema circulatórioÓrgãos internos   sistema circulatório
Órgãos internos sistema circulatório
Hamilton Nobrega
 
Circulação sanguínea
Circulação sanguíneaCirculação sanguínea
Circulação sanguínea
Kákarus Guerreiro
 
Sistema Cardiovascular
Sistema CardiovascularSistema Cardiovascular
Sistema Cardiovascular
rodrigogs7
 
Sistema circulatório - Resumo
Sistema circulatório - ResumoSistema circulatório - Resumo
Sistema circulatório - Resumo
Matheus Alves
 
Sistema Circulatório
Sistema CirculatórioSistema Circulatório
Sistema Circulatório
Douglas Freitas
 
Anatomia Cardiaca
Anatomia CardiacaAnatomia Cardiaca
Anatomia Cardiaca
LAC
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
bandeiraneidi
 
1202258760 sistema circulatorio
1202258760 sistema circulatorio1202258760 sistema circulatorio
1202258760 sistema circulatorio
Pelo Siro
 
Sistema cardiovascular e o sangue
Sistema cardiovascular e o sangueSistema cardiovascular e o sangue
Sistema cardiovascular e o sangue
robioprof
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
Isabel Canova
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Hamilton Nobrega
 
Aula sistema circulatorio
Aula sistema circulatorioAula sistema circulatorio
Aula sistema circulatorio
Luciano Quadros
 

Mais procurados (20)

Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02
Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02
Unidade6 sistemacardiorespiratrio-110915114212-phpapp02
 
Sistema+circulatório+(+ufmg)
Sistema+circulatório+(+ufmg)Sistema+circulatório+(+ufmg)
Sistema+circulatório+(+ufmg)
 
Sistema cardiorrespiratório
Sistema cardiorrespiratórioSistema cardiorrespiratório
Sistema cardiorrespiratório
 
sistema circulatório
sistema circulatóriosistema circulatório
sistema circulatório
 
9ºano 5.2 vasos sanguíneos
9ºano 5.2 vasos sanguíneos9ºano 5.2 vasos sanguíneos
9ºano 5.2 vasos sanguíneos
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
 
11126120 apostila-anatomia-sistema-circulatorio
11126120 apostila-anatomia-sistema-circulatorio11126120 apostila-anatomia-sistema-circulatorio
11126120 apostila-anatomia-sistema-circulatorio
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Órgãos internos sistema circulatório
Órgãos internos   sistema circulatórioÓrgãos internos   sistema circulatório
Órgãos internos sistema circulatório
 
Circulação sanguínea
Circulação sanguíneaCirculação sanguínea
Circulação sanguínea
 
Sistema Cardiovascular
Sistema CardiovascularSistema Cardiovascular
Sistema Cardiovascular
 
Sistema circulatório - Resumo
Sistema circulatório - ResumoSistema circulatório - Resumo
Sistema circulatório - Resumo
 
Sistema Circulatório
Sistema CirculatórioSistema Circulatório
Sistema Circulatório
 
Anatomia Cardiaca
Anatomia CardiacaAnatomia Cardiaca
Anatomia Cardiaca
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
1202258760 sistema circulatorio
1202258760 sistema circulatorio1202258760 sistema circulatorio
1202258760 sistema circulatorio
 
Sistema cardiovascular e o sangue
Sistema cardiovascular e o sangueSistema cardiovascular e o sangue
Sistema cardiovascular e o sangue
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
 
Aula sistema circulatorio
Aula sistema circulatorioAula sistema circulatorio
Aula sistema circulatorio
 

Destaque

O Sangue
O Sangue O Sangue
O sangue e a circulação do sangue
O sangue e a circulação do sangueO sangue e a circulação do sangue
O sangue e a circulação do sangue
davidjpereira
 
Arterias e veias da face 2015
Arterias e veias da face 2015Arterias e veias da face 2015
Arterias e veias da face 2015
Gabriel Paixão
 
Resumo sobre a vascularização do corpo humano
Resumo sobre a vascularização do corpo humanoResumo sobre a vascularização do corpo humano
Resumo sobre a vascularização do corpo humano
Igor Maurer
 
Vascularização de membros superiores
Vascularização de membros superioresVascularização de membros superiores
Vascularização de membros superiores
Blenda Neiva
 
Anatomia cabeça e pescoço
Anatomia cabeça e pescoçoAnatomia cabeça e pescoço
Anatomia cabeça e pescoço
rafaellafrguerra
 
Arteria subclavia derecha
Arteria subclavia derechaArteria subclavia derecha
Arteria subclavia derecha
Arely Hernandez
 
Sistema circulatorio slides da aula
Sistema circulatorio slides da aulaSistema circulatorio slides da aula
Sistema circulatorio slides da aula
Fabiano Reis
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
Tânia Reis
 

Destaque (9)

O Sangue
O Sangue O Sangue
O Sangue
 
O sangue e a circulação do sangue
O sangue e a circulação do sangueO sangue e a circulação do sangue
O sangue e a circulação do sangue
 
Arterias e veias da face 2015
Arterias e veias da face 2015Arterias e veias da face 2015
Arterias e veias da face 2015
 
Resumo sobre a vascularização do corpo humano
Resumo sobre a vascularização do corpo humanoResumo sobre a vascularização do corpo humano
Resumo sobre a vascularização do corpo humano
 
Vascularização de membros superiores
Vascularização de membros superioresVascularização de membros superiores
Vascularização de membros superiores
 
Anatomia cabeça e pescoço
Anatomia cabeça e pescoçoAnatomia cabeça e pescoço
Anatomia cabeça e pescoço
 
Arteria subclavia derecha
Arteria subclavia derechaArteria subclavia derecha
Arteria subclavia derecha
 
Sistema circulatorio slides da aula
Sistema circulatorio slides da aulaSistema circulatorio slides da aula
Sistema circulatorio slides da aula
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 

Semelhante a Circulatorio

3 Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório
3  Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório3  Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório
3 Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório
Michaela Helena Moretto Alves
 
sistema circulatorio.pptx
sistema circulatorio.pptxsistema circulatorio.pptx
sistema circulatorio.pptx
AndreiaCosta151227
 
4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx
4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx
4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx
jaquelinemelo57
 
Sistema Cardiovascular
Sistema CardiovascularSistema Cardiovascular
Sistema Cardiovascular
Carlos Antunes
 
Aula MANHÃ - SISTEMA CARDIOVASCULAR.pptx
Aula MANHÃ - SISTEMA CARDIOVASCULAR.pptxAula MANHÃ - SISTEMA CARDIOVASCULAR.pptx
Aula MANHÃ - SISTEMA CARDIOVASCULAR.pptx
RodrigoSousa736857
 
circulatório.pptx
circulatório.pptxcirculatório.pptx
circulatório.pptx
larissamorais90
 
IV Angiologia
IV AngiologiaIV Angiologia
IV Angiologia
Bolivar Motta
 
Sistema Circulatorio
Sistema CirculatorioSistema Circulatorio
Sistema Circulatorio
António Pires
 
SISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdf
SISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdfSISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdf
SISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdf
Kalyne5
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
DesconFiles
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
Hotanilde Lima
 
Anatomia - Sistema Cardio Linfático
Anatomia - Sistema Cardio LinfáticoAnatomia - Sistema Cardio Linfático
Anatomia - Sistema Cardio Linfático
Pedro Miguel
 
Sistema+circulatório
Sistema+circulatórioSistema+circulatório
Sistema+circulatório
MarceloGuaruja
 
Coração imprimir
Coração imprimirCoração imprimir
Coração imprimir
jdsouza11
 
Sistema circulatório.docx
Sistema circulatório.docxSistema circulatório.docx
Sistema circulatório.docx
EduardoGomes340723
 
sistema_circulatorio_2.ppt
sistema_circulatorio_2.pptsistema_circulatorio_2.ppt
sistema_circulatorio_2.ppt
ElisMaria15
 
sistemacardiovascular1-170831184902.pdf
sistemacardiovascular1-170831184902.pdfsistemacardiovascular1-170831184902.pdf
sistemacardiovascular1-170831184902.pdf
NetoPaes2
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
Lara Cardoso
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
Lara Cardoso
 
Sistema Circulatório
Sistema CirculatórioSistema Circulatório
Sistema Circulatório
MariaJoão Agualuza
 

Semelhante a Circulatorio (20)

3 Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório
3  Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório3  Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório
3 Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório
 
sistema circulatorio.pptx
sistema circulatorio.pptxsistema circulatorio.pptx
sistema circulatorio.pptx
 
4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx
4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx
4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx
 
Sistema Cardiovascular
Sistema CardiovascularSistema Cardiovascular
Sistema Cardiovascular
 
Aula MANHÃ - SISTEMA CARDIOVASCULAR.pptx
Aula MANHÃ - SISTEMA CARDIOVASCULAR.pptxAula MANHÃ - SISTEMA CARDIOVASCULAR.pptx
Aula MANHÃ - SISTEMA CARDIOVASCULAR.pptx
 
circulatório.pptx
circulatório.pptxcirculatório.pptx
circulatório.pptx
 
IV Angiologia
IV AngiologiaIV Angiologia
IV Angiologia
 
Sistema Circulatorio
Sistema CirculatorioSistema Circulatorio
Sistema Circulatorio
 
SISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdf
SISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdfSISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdf
SISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdf
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Anatomia - Sistema Cardio Linfático
Anatomia - Sistema Cardio LinfáticoAnatomia - Sistema Cardio Linfático
Anatomia - Sistema Cardio Linfático
 
Sistema+circulatório
Sistema+circulatórioSistema+circulatório
Sistema+circulatório
 
Coração imprimir
Coração imprimirCoração imprimir
Coração imprimir
 
Sistema circulatório.docx
Sistema circulatório.docxSistema circulatório.docx
Sistema circulatório.docx
 
sistema_circulatorio_2.ppt
sistema_circulatorio_2.pptsistema_circulatorio_2.ppt
sistema_circulatorio_2.ppt
 
sistemacardiovascular1-170831184902.pdf
sistemacardiovascular1-170831184902.pdfsistemacardiovascular1-170831184902.pdf
sistemacardiovascular1-170831184902.pdf
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
 
Sistema Circulatório
Sistema CirculatórioSistema Circulatório
Sistema Circulatório
 

Mais de biomedunifil

Sangue
SangueSangue
Sangue
biomedunifil
 
Tecido conjuntivo
Tecido conjuntivoTecido conjuntivo
Tecido conjuntivo
biomedunifil
 
Tecido adiposo e cartilaginoso
Tecido adiposo e cartilaginosoTecido adiposo e cartilaginoso
Tecido adiposo e cartilaginoso
biomedunifil
 
Patogenicidade microbiana microbiologia básica
Patogenicidade microbiana   microbiologia básicaPatogenicidade microbiana   microbiologia básica
Patogenicidade microbiana microbiologia básica
biomedunifil
 
Tecido adiposo e cartilaginoso
Tecido adiposo e cartilaginosoTecido adiposo e cartilaginoso
Tecido adiposo e cartilaginoso
biomedunifil
 
Tecido adiposo e cartilaginoso
Tecido adiposo e cartilaginosoTecido adiposo e cartilaginoso
Tecido adiposo e cartilaginoso
biomedunifil
 
Respirartorio
RespirartorioRespirartorio
Respirartorio
biomedunifil
 
Imunidade natural parte 2
Imunidade natural   parte 2Imunidade natural   parte 2
Imunidade natural parte 2
biomedunifil
 
Sistema digestorio
Sistema digestorioSistema digestorio
Sistema digestorio
biomedunifil
 
Aula.histo.conjuntivo1
Aula.histo.conjuntivo1Aula.histo.conjuntivo1
Aula.histo.conjuntivo1
biomedunifil
 
Aula.histo.teg
Aula.histo.tegAula.histo.teg
Aula.histo.teg
biomedunifil
 
Aula.histo.ter
Aula.histo.terAula.histo.ter
Aula.histo.ter
biomedunifil
 
Sistema muscular
Sistema muscularSistema muscular
Sistema muscular
biomedunifil
 

Mais de biomedunifil (14)

Tec osseo
Tec osseoTec osseo
Tec osseo
 
Sangue
SangueSangue
Sangue
 
Tecido conjuntivo
Tecido conjuntivoTecido conjuntivo
Tecido conjuntivo
 
Tecido adiposo e cartilaginoso
Tecido adiposo e cartilaginosoTecido adiposo e cartilaginoso
Tecido adiposo e cartilaginoso
 
Patogenicidade microbiana microbiologia básica
Patogenicidade microbiana   microbiologia básicaPatogenicidade microbiana   microbiologia básica
Patogenicidade microbiana microbiologia básica
 
Tecido adiposo e cartilaginoso
Tecido adiposo e cartilaginosoTecido adiposo e cartilaginoso
Tecido adiposo e cartilaginoso
 
Tecido adiposo e cartilaginoso
Tecido adiposo e cartilaginosoTecido adiposo e cartilaginoso
Tecido adiposo e cartilaginoso
 
Respirartorio
RespirartorioRespirartorio
Respirartorio
 
Imunidade natural parte 2
Imunidade natural   parte 2Imunidade natural   parte 2
Imunidade natural parte 2
 
Sistema digestorio
Sistema digestorioSistema digestorio
Sistema digestorio
 
Aula.histo.conjuntivo1
Aula.histo.conjuntivo1Aula.histo.conjuntivo1
Aula.histo.conjuntivo1
 
Aula.histo.teg
Aula.histo.tegAula.histo.teg
Aula.histo.teg
 
Aula.histo.ter
Aula.histo.terAula.histo.ter
Aula.histo.ter
 
Sistema muscular
Sistema muscularSistema muscular
Sistema muscular
 

Circulatorio

  • 2. 1 SISTEMA CIRCULATÓRIO Todas as células do nosso organismo têm necessidade, para manter- se em vida e desempenhar as suas funções, de receber oxigênio e materiais nutritivos. A tarefa de transportar a elas esses elementos cabe ao sangue, o qual, por sua vez, recebe das células as substâncias de rejeição. Para realizar esse refornecimento, o sangue tem necessidade de "circular" continuamente. Ao sangue cabe também a função de transportar oxigênio para as células, e servir de veículo para que elementos indesejáveis como gás carbônico, que deve ser expelido pelos pulmões, e uréia, que deve ser eliminado pelos rins. O sangue é composto por uma parte líquida, o plasma, constituído de substâncias nutritivas e elementos residuais das reações celulares. O plasma também possui uma parte organizada, os elementos figurados, que são os glóbulos sangüíneos e as plaquetas. Os glóbulos dividem-se em vermelhos e bancos. Os glóbulos vermelhos são as hemácias, células sem núcleo contendo hemoglobina, um pigmento vermelho do sangue responsável pelo transporte de oxigênio e de gás carbônico. Os glóbulos brancos são os leucócitos, verdadeiras células nucleadas, incumbidas da defesa do organismo. São eles: neutrófilos, basófilos, eosinófilos, monócitos e linfócitos. A função básica do sistema cardiovascular é a de levar material nutritivo e oxigênio às células. O sistema circulatório é um sistema fechado, sem comunicação com o exterior, constituído por tubos, que são chamados vasos, e por uma bomba contrátil-propulsora. O sistema cardiovascular consiste no sangue, no coração e nos vasos sangüíneos. Para que o sangue possa atingir as células corporais e trocar Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 3. 2 materiais com elas, ele deve ser, constantemente, propelido ao longo dos vasos sangüíneos. O coração é a bomba que promove a circulação de sangue por cerca de 100 mil quilômetros de vasos sangüíneos. O sistema circulatório é constituído pelos sistemas:  Sistema Sanguíneo – Formado por vasos condutores de sangue (veias, artérias e capilares) e ainda pelo coração;  Sistema Linfático – Formado pelos vasos condutores de linfa (capilares, vasos e troncos linfáticos);  Órgãos Hemopoiéticos – Medula Óssea e Órgãos Linfóides (baço e timo). TIPOS DE CIRCULAÇÕES Circulação Pulmonar ou Pequena Circulação: Leva sangue do ventrículo direito do coração para os pulmões e de volta ao átrio esquerdo do coração. Ela transporta o sangue pobre em oxigênio para os pulmões, onde ele libera o dióxido de carbono (CO2) e recebe oxigênio (O2). O sangue oxigenado, então, retorna ao lado esquerdo do coração para ser bombeado para circulação sistêmica Circulação Sistêmica ou Grande Circulação: É a maior circulação; ela fornece o suprimento sangüíneo para todo o organismo. A circulação sistêmica carrega oxigênio e outros nutrientes vitais para as células, e capta dióxido de carbono e outros resíduos das células. Circulação Colateral: Mecanismo de defesa do organismo, para irrigar ou drenar determinado território quando há obstrução de artérias ou veias de relativo calibre. Em condições normais não há a passagem de sangue através dessas comunicações, mas no caso de haver uma obstrução (total ou parcial) de um vaso mais calibroso que participe da rede anastomótica, o sangue passa a circular ativamente por estas variantes. Circulação Portal: É a circulação onde uma veia interpõe-se entre duas redes de capilares, sem passar por um órgão intermediário. Isso acontece na circulação porta-hepática, provida de uma rede capilar no intestino (onde há absorção de Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 4. 3 alimentos) e outra rede de capilares sinusóides no fígado (onde ocorrem complexos processos metabólicos), ficando a veia porta interposta entre as duas. CORAÇÃO O coração é um órgão muscular oco que funciona como uma bomba contrátil-propulsora, formado por músculo do tipo estriado cardíaco. Tem a forma aproximada de um cone, é relativamente pequeno, aproximadamente do tamanho do punho fechado, cerca de 12 cm de comprimento, 9 cm de largura em sua parte mais ampla e 6 cm de espessura. Sua massa é, em média, de 250g, nas mulheres adultas, e 300g, em homens adultos. O coração está situado na cavidade torácica, atrás do esterno, fica acima do diafragma, perto da linha média, no mediastino, está posicionado obliquamente onde a base é medial e o ápice lateral. Cerca de 2/3 de massa cardíaca ficam a esquerda da linha média do corpo. A extremidade pontuda do coração é o ápice, dirigida para frente, para baixo e para a esquerda. A porção mais larga do coração, oposta ao ápice, é a base, dirigida para trás, para cima e para a direita. Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 5. 4 Camadas da Parede Cardíaca: Pericárdio: É a membrana que reveste e protege o coração. Restringe o coração à sua posição no mediastino. O pericárdio consiste em duas partes principais: pericárdio fibroso e pericárdio seroso. O pericárdio fibroso superficial é um tecido conjuntivo irregular, denso, resistente e inelástico. Assemelha-se a um saco, que repousa sobre o diafragma e se prende a ele. O pericárdio seroso, mais profundo, é uma membrana mais fina e mais delicada que forma uma dupla camada, circundando o coração. A camada parietal, mais externa, do pericárdio seroso está fundida ao pericárdio fibroso. A camada visceral, mais interna, do pericárdio seroso, também chamada epicárdio, adere fortemente à superfície do coração. Epicárdio: A camada externa do coração é uma delgada lâmina de tecido seroso. O epicárdio é contínuo, a partir da base do coração, com o revestimento interno do pericárdio, denominado camada visceral do pericárdio seroso. Miocárdio: É a camada média e a mais espessa do coração. É composto de músculo estriado cardíaco. É esse tipo de músculo que permite que o coração se contraia e, portanto, impulsione sangue, ou o force para o interior dos vasos sangüíneos. Endocárdio: É a camada mais interna do coração. É uma fina camada de tecido composto por epitélio pavimentoso simples sobre uma camada de tecido conjuntivo. A superfície lisa e brilhante permite que o sangue corra facilmente sobre ela. O endocárdio também reveste as valvas e é contínuo com o revestimento dos vasos sangüíneos que entram e saem do coração. Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 6. 5 Faces: - Face Anterior (Esternocostal) - Formada principalmente pelo ventrículo direito. - Face Diafragmática (Inferior) - Formada principalmente pelo ventrículo esquerdo e parcialmente pelo ventrículo direito. - Face Pulmonar (Esquerda) - Formada principalmente pelo ventrículo esquerdo; ela ocupa a impressão cárdica do pulmão esquerdo. Configuração Interna: O coração possui quatro câmaras: 2 átrios e 2 ventrículos. Os átrios (as câmaras superiores) recebem sangue; os ventrículos (câmaras inferiores) bombeiam o sangue para fora do coração. O átrio direito é separado do esquerdo por uma fina divisória chamada septo interatrial; o ventrículo direito é separado do esquerdo pelo septo interventricular. ÁTRIO DIREITO O átrio direito forma a borda direita do coração e recebe sangue rico em dióxido de carbono (venoso) de três veias: veia cava superior, veia cava inferior e seio coronário. A veia cava superior, recolhe sangue da cabeça e parte superior do corpo, já a inferior recebe sangue das partes mais inferiores do corpo (abdômen e membros inferiores) e o seio coronário recebe o sangue que nutriu o miocárdio e leva o sangue ao átrio direito. A parede medial do átrio direito, que é constituída pelo septo interatrial. O sangue passa do átrio direito para ventrículo direito através de uma válvula chamada tricúspide (formada por três folhetos - válvulas ou cúspides). Os orifícios onde as veias cavas desembocam têm os nomes de óstios das veias cavas. ÁTRIO ESQUERDO O átrio esquerdo é uma cavidade de parede fina, com paredes posteriores e anteriores lisas, que recebe o sangue já oxigenado (arterial) vindo dos pulmões, por meio de quatro veias pulmonares (duas direitas e duas esquerdas). O Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 7. 6 sangue passa do átrio esquerdo para o ventrículo esquerdo, através da valva bicúspide (mitral), que tem apenas duas cúspides. VENTRÍCULO DIREITO O ventrículo direito forma a maior parte da superfície anterior do coração. O seu interior apresenta uma série de feixes elevados de fibras musculares cardíacas chamadas trabéculas carnosas ou cárneas. No óstio atrioventricular direito existe um aparelho denominado valva tricúspide que serve para impedir que o sangue retorne do ventrículo para o átrio direito. Essa valva é constituída por três lâminas membranáceas, esbranquiçadas e irregularmente triangulares, de base implantada nas bordas do óstio e o ápice dirigido para baixo e preso ás paredes do ventrículo por intermédio de filamentos. Cada uma destas lâminas é denominada cúspide (anterior, posterior e septal). Do ventrículo direito parte o tronco pulmonar, que se divide em artperia pulmonar direita e artéria pulmonar esquerda. Estas levam o sangue venoso aos pulmões, para que ocorra a troca gasosa. No início do tronco pulmonar existe um aparelho valvular denominado Válvula Pulmonar. VENTRÍCULO ESQUERDO O ventrículo esquerdo forma o ápice do coração e constitui a maior parte da face posterior. O ventrículo esquerdo recebe sangue oxigenado do átrio esquerdo. A principal função do ventrículo esquerdo é bombear sangue para a circulação sistêmica (corpo). A parede ventricular esquerda é mais espessa que a do ventrículo direito. Essa diferença se deve à maior força necessária para bombear sangue para a circulação sistêmica. No óstio atrioventricular esquerdo, encontramos a valva atrioventricular esquerda, constituída por duas laminas denominadas cúspides (anterior e posterior). Essas valvas ou válvulas são denominadas bicúspides. Assim como o ventrículo direito, também tem trabéculas carnosas e cordas tendíneas, que fixam as cúspides da valva bicúspide aos músculos papilares. O sangue passa do átrio esquerdo para o ventrículo esquerdo através do óstio atrioventricular esquerdo onde localiza-se a valva bicúspide (mitral). Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 8. 7 Do ventrículo esquerdo o sangue sai para a maior artéria do corpo, a aorta ascendente, passando pela valva aórtica - constituída por três válvulas semilunares: direita, esquerda e posterior. Parte do sangue flui para as artérias coronárias, que se ramificam a partir da aorta ascendente, levando sangue para a parede cardíaca; o restante do sangue passa para o arco da aorta e para a aorta descendente (aorta torácica e aorta abdominal). Ramos do arco da aorta e da aorta descendente levam sangue para todo o corpo. CICLO CARDÍACO Um ciclo cardíaco único inclui todos os eventos associados a um batimento cardíaco. No ciclo cardíaco normal os dois átrios se contraem, enquanto os dois ventrículos relaxam e vice versa. O termo sístole designa a fase de contração; a fase de relaxamento é designada como diástole. Quando o coração bate, os átrios contraem-se primeiramente (sístole atrial), forçando o sangue para os ventrículos. Um vez preenchidos, os dois ventrículos contraem-se (sístole ventricular) e forçam o sangue para fora do coração. Para que o coração seja eficiente na sua ação de bombeamento, é necessário mais que a contração rítmica de suas fibras musculares. A direção do fluxo sangüíneo deve ser orientada e controlada, o que é obtido por quatro valvas já citadas anteriormente. Sístole é a contração do músculo cardíaco, temos a sístole atrial que impulsiona sangue para os ventrículos. Assim as valvas atrioventriculares estão abertas à passagem de sangue e a pulmonar e a aórtica estão fechadas. Na sístole Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 9. 8 ventricular as valvas atrioventriculares estão fechadas e as semilunares abertas à passagem de sangue. Diástole é o relaxamento do músculo cardíaco, ocorre quando os ventrículos se enchem de sangue, neste momento as valvas atrioventriculares estão abertas e as semilunares estão fechadas. Em conclusão disso podemos dizer que o ciclo cardíaco compreende: Sístole atrial, Sístole ventricular, Diástole ventricular. SISTEMA DE CONDUÇÃO: Compreende o nó sino-atrial, o nó atrioventricular, o feixe atrioventricular com seus dois ramos e os plexos subendocárdicos de fibras de Purkinje. O impulso tem início no nó sino-atrial, ativa a musculatura do átrio e então é conduzido ao nó atrioventricular. O feixe atrioventricular, através de seus dois ramos, bem como as Fibras de Purkinje, conduz o impulso do nó atrioventricular ao miocárdio ventricular. VASOS SANGUÍNEOS Os vasos sanguíneos que conduzem o sangue para fora do coração são as artérias. Estas se ramificam muito, tornam-se progressivamente menores, e Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 10. 9 terminam em pequenos vasos determinados arteríolas. A partir destes vasos, o sangue é capaz de realizar suas funções de nutrição e de absorção atravessando uma rede de canais microscópicos, chamados capilares, os quais permitem ao sangue trocar substâncias com os tecidos. Dos capilares, o sangue é coletado em vênulas; em seguida, através das veias de diâmetro maior, alcança de novo o coração. Esta passagem de sangue através do coração e dos vasos sanguíneos é chamada de CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA. Estrutura dos Vasos: 1- Túnica externa: é composta basicamente por tecido conjuntivo. Nesta túnica encontramos pequenos filetes nervosos e vasculares que são destinados à inervação e a irrigação das artérias. Encontrada nas grandes artérias somente. 2- Túnica média: é a camada intermediária composta por fibras musculares lisas e pequena quantidade de tecido conjuntivo elástico. Encontrada na maioria das artérias do organismo. 3- Túnica íntima: forra internamente e sem interrupções as artérias, inclusive capilares. São constituídas por células endoteliais. Anastomose: significa ligação entre artérias, veias e nervos os quais estabelecem uma comunicação entre si. A ligação entre duas artérias ocorre em ramos arteriais, nunca em troncos principais. Às vezes duas artérias de pequeno calibre se anastomosam para formar um vaso mais calibrosos. Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 11. 10 ARTÉRIAS Conjunto de vasos que saem do coração e se ramificam sucessivamente distribuindo-se para todo o corpo. Do coração sai o tronco pulmonar (relaciona-se com a pequena circulação, ou seja, leva sangue venoso para os pulmões através de sua ramificação, duas artérias pulmonares uma direita e outra esquerda) e a artéria aorta (carrega sangue arterial para todo o organismo através de suas ramificações). Tronco pulmonar: o tronco pulmonar sai do coração pelo ventrículo direito e se bifurca em duas artérias pulmonares, uma direita e outra esquerda. Cada uma delas se ramifica a partir do hilo pulmonar em artérias segmentares pulmonares. Ao entrar nos pulmões, esses ramos se dividem e subdividem até formarem capilares, em torno alvéolos nos pulmões. O gás carbônico passa do sangue para o ar e é exalado. O oxigênio passa do ar, no interior dos pulmões, para o sangue. Esse mecanismo é denominado HEMATOSE Artéria Aorta: É a maior artéria do corpo, com diâmetro de 2 a 3 cm. Suas quatro divisões principais são a aorta ascendente, o arco da aorta, a aorta torácica e aorta abdominal. A aorta é o principal tronco das artérias sistêmicas. A parte da aorta que emerge do ventrículo esquerdo, posterior ao tronco pulmonar, é a aorta ascendente. O começo da aorta contém as válvulas semilunares aórticas. A artéria aorta se ramifica na porção ascendente em duas artérias coronárias, uma direita e outra esquerda que vão irrigar o coração. Logo em seguida a artéria aorta se encurva formando um arco para a esquerda dando origem a três artérias (artérias da curva da aorta) sendo elas: 1 - Tronco braquiocefálico arterial 2 - Artéria carótida comum esquerda 3 - Artéria subclávia esquerda 4 - Artéria carótida comum direita 5 - Artéria subclávia direita Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 12. 11 (TORTORA, 2002). ARTÉRIAS DO PESCOÇO E CABEÇA As artérias vértebrais direita e esquerda e as artérias carótida comum direita e esquerda são responsáveis pela vascularização arterial do pescoço e da cabeça. Antes de entrar na axila, a artéria subclávia dá um ramo para o encéfalo, chamada artéria vertebral, que passa nos forames transversos da C6 à C1 e entra no crânio através do forame magno. As artérias vertebrais unem-se para formar a artéria basilar (supre o cerebelo, ponte e ouvido interno), que dará origem as artérias cerebrais posteriores, que irrigam a face inferior e posterior do cérebro. Na borda superior da laringe, as artérias carótidas comuns se dividem em artéria carótida externa e artéria carótida interna. A artéria carótida externa irriga as estruturas externas do crânio. A artéria carótida interna penetra no crânio através do canal carotídeo e supre as estruturas internas do mesmo. Os ramos terminais da artéria carótida interna são a artéria cerebral anterior (supre a maior parte da face medial do cérebro) e artéria cerebral média (supre a maior parte da face lateral do cérebro). Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 13. 12 Polígono de Willis: A vascularização cerebral é formada pelas artéria vertebrais direita e esquerda e pelas artérias carótidas internas direita e esquerda. As vertebrais se anastomosam originado a artéria basilar, alojada na goteira basilar, ela se divide em duas artérias cerebrais posteriores que irrigam a parte posterior da face inferior de cada um dos hemisférios cerebrais. As artérias carótidas internas em cada lado originam uma artéria cerebral média e uma artéria cerebral anterior. As artérias cerebrais anteriores se comunicam através de um ramo entre elas que é a artéria comunicante anterior. As artérias cerebrais posteriores se comunicam com as arteriais carótidas internas através das artérias comunicantes posteriores. Artérias dos Membros Superiores: A artéria subclávia (direita ou esquerda), logo após o seu início, origina a artéria vertebral que vai auxiliar na vascularização cerebral, descendo em direção a axila recebe o nome de artéria axilar, e quando, finalmente atinge o braço, seu nome muda para artéria braquial (umeral). Na região do cotovelo ela emite dois ramos terminais que são as artérias radial e ulnar que vão percorrer o antebraço. Na mão essas duas artérias se anastomosam formando um arco palmar profundo que origina as artérias digitais palmares comuns e as artérias metacarpianas palmares que vão se anastomosar. (TORTORA, 2002) Artéria Aorta - Porção Torácica: Após a curva (arco aótico), a artéria começa a descer do lado esquerdo da coluna vertebral dado origem aos ramos: Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 14. 13 Viscerais (nutrem os órgãos): Parietais (irrigam a parede dos órgãos): 1- Pericárdicos 5- Intercostais posteriores 2- Bronquiais 6- Subcostais 3- Esofágicos 7- Frênicas superiores 4- Mediastinais Artéria Aorta - Porção Abdominal: Ao atravessar o hiato aórtico do diafragma até a altura da quarta vértebra lombar, onde termina, a aorta é representada pela porção abdominal. Nesta porção a aorta fornece vários ramos colaterais e dois terminais. Os ramos terminas da artéria aorta são artéria ilíaca comum direita e artéria ilíaca comum esquerda. (TORTORA, 2002) Artérias dos Membros Inferiores Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 15. 14 (TORTORA, 2002) VEIAS: Tem como função conduzir o sangue dos capilares para o coração. Veias da circulação pulmonar ou pequena circulação: As veias que conduzem o sangue que retorna dos pulmões para o coração após sofrer a hematose (oxigenação), recebem o nome de veias pulmonares. São quatro, as veias pulmonares, duas para cada pulmão, uma direita superior e uma direita inferior, uma esquerda superior e uma esquerda inferior. As quatro veias pulmonares desembocam no átrio esquerdo. Veias da circulação sistêmica ou da grande circulação: Duas grandes veias desembocam no átrio direito trazendo sangue venoso para o coração. São elas: veia cava superior e veia cava inferior. Temos também o seio coronário que é um amplo conduto venoso formado pelas veias que estão trazendo sangue venoso que circulou no próprio coração. Veia cava superior: a veia cava superior tem o comprimento de aproximadamente 7,5cm e diâmetro de 2cm e origina-se dos dois troncos braquiocefálicos. Cada veia braquiocefálica é constituída pela junção da veia subclávia (que recebe sangue do Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 16. 15 membro superior) com a veia jugular interna (que recebe sangue da cabeça e pescoço). Veia cava Inferior: a veia cava inferior é a maior veia do corpo, com diâmetro de cerca de 3,5cm e é formada pelas duas veias ilíacas comuns que recolhem sangue da região pélvica e dos membros inferiores. Seio Coronário e veias Cardíacas: O seio coronário é a principal veia do coração. Ele recebe quase todo o sangue venoso do miocárdio. Fica situado no sulco coronário abrindo-se no átrio direito. Diversas veias cardíacas anteriores drenam diretamente para o átrio direito Veias da Cabeça e Pescoço (TORTORA, 2002) Pescoço: descendo pelo pescoço, encontram-se quatro pares de veias jugulares. Essas veias jugulares têm o nome de interna, externa, anterior e posterior. Veia jugular interna: vai se anastomosar com a veia subclávia para formar o tronco Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 17. 16 braquiocefálico venoso. Veia jugular externa: desemboca na veia subclávia. Veia jugular anterior: origina-se superficialmente ao nível da região supra-hioídea e desemboca na terminação da veia jugular externa. Veia jugular posterior: origina-se nas proximidades do occipital e desce posteriormente ao pescoço para ir desembocar no tronco braquiocefálico venoso. Está situada profundamente. Veias do Tórax e Abdominais Tórax: As veias do sistema de ázigo recolhem a maior parte do sangue venoso das paredes do tórax e abdome. Do abdome o sangue venoso sobe pelas veias lombares ascendentes; do tórax é recolhido principalmente por todas as veias intercostais posteriores. O sistema de ázigo forma um verdadeiro "H" por diante dos corpos vertebrais da porção torácica da coluna vertebral. O ramo vertical direito do "H" é chamado veia ázigos. O ramo vertical esquerdo é subdividido pelo ramo horizontal em dois segmentos, um superior e outro inferior. Finalmente a veia ázigo vai desembocar na veia cava inferior. Abdome: No abdome, há um sistema venoso que recolhe sangue das vísceras abdominais para transportá-lo ao fígado. É o sistema da veia porta. A veia porta é formada pela anastomose da veia esplênica (recolhe sangue do baço) com a veia mesentérica superior. Depois de constituída, a veia porta recebe ainda as veias gástrica esquerda e prepilórica. Ao chegar nas proximidades do hilo hepático, a veia porta se bifurca em dois ramos (direito e esquerdo), penetrando assim no fígado. Vão se ramificar em vênulas de calibre cada vez menor até a capilarização. Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 18. 17 Em seguida os capilares vão constituindo novamente vênulas que se reúnem sucessivamente para formar as veias hepáticas as quais vão desembocar na veia cava inferior. Veias dos Membros Superiores (TORTORA, 2002) Veias dos Membros Inferiores (TORTORA, 2002) Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 19. 18 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 20. 19 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 21. 20 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 22. 21 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 23. 22 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 24. 23 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 25. 24 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 26. 25 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 27. 26 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 28. 27 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 29. 28 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 30. 29 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 31. 30 Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 32. 31 ROTEIRO - SISTEMA CIRCULATÓRIO CORAÇÃO Base do coração Ápice do coração 1. Face esternocostal 2. Face pulmonar 3. Face diafragmática 4. Margem direita 5. Sulco coronário ou atrioventricular 6. Sulco interventricular anterior 7. Sulco interventricular posterior 8. Átrio direito 9. Átrio esquerdo 10. Ventrículo direito 11. Ventrículo esquerdo 12. Veia cava superior 13. Veia cava inferior 14. Seio coronário 15. Tronco pulmonar 16. Artéria pulmonar direita 17. Artéria pulmonar esquerda 18. Veias pulmonares direitas 19. Veias pulmonares esquerdas 20. Aorta ascendente 21. Pericárdio fibroso e Pericárdio seroso 22. Septo interatrial 23. Septo interventricular 24.Valva atrioventricular direita 25. Cordas tendíneas 26. Músculos papilares 27. Valva do tronco pulmonar 28. Válvula Mitral Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 33. 32 29. Válvula Tricúspide 30. Valva da aorta PRINCIPAIS ARTÉRIAS 1) Parte Ascendente da Aorta 2) Art. Coronária Direita 3) Art. Coronária Esquerda 4) Arco da Aorta 5) Tronco Braquiocefálico 6) Art. Carótida Comum Direita 7) Art. Subclávia Direita 8) Art. Carótida Comum Esquerda 9) Art. Subclávia Esquerda 10) Art. Axilar 11) Art. Braquial 12) Art. Radial 13) Art. Ulnar 14) Tronco Celíaco 15) Art. Gástrica Esquerda 16) Art. Hepática Comum 17) Art. Esplênica 18) Aa. Renais Direita e Esquerda 19) Art. Mesentérica Inferior 20) Aa. Ilíacas Comuns Direita e Esquerda 21) Aa. Ilíacas Comuns Direita e Esquerda 22) Art. Ilíaca Interna 23) Art. Ilíaca Externa 24) Art. Femoral 25) Art. Poplítea 26) Art. Tibial Anterior 27) Art. Tibial Posterior 28) Art. Fibular Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz
  • 34. 33 PRINCIPAIS VEIAS 1) V. Cava Superior 2) V. Bráquio Cefálica 3) V. Jugular 4) V. Subclávia 5) V. Axilar 6) Vv. Braquiais 7) Vv. Satélites Ulnar 8) Vv. Satélites Radiais 9) V. Ázigo 10) V. Basílica 11) V. Cefálica 12) V. Intermédia do Cotovelo 13) V. Cava Inferior 14) V. Renais 15) Vv. Ilíacas Comuns Direita 16) V. Ilíaca Interna 17) V. Ilíaca Externa 18) V. Femoral 19) V. Poplítea 20) Vv. Satélites Tibiais Anteriores 21) Vv. Satélites Tibiais Posteriores 22) V. Safena Magna 23) V. Safena Parva 24) Vv. Fibulares Sistema Circulatório – Profª Ana Carolina Athayde Braz