SlideShare uma empresa Scribd logo
Sociologia
Aluna: Ana Clara James Zacarias da Rocha
CAPITALISMO
INDUSTRIAL
(INDUSTRIALISMO
)
O que é Capitalismo industrial?
O capitalismo industrial (ou industrialismo) foi o segundo estágio do
capitalismo, surgindo na Inglaterra no século XVIII com o advento da
Revolução Industrial.
O capitalismo industrial substituiu o modelo comercial vigente na
Europa desde o século XV. Antes a economia girava em torno de
práticas mercantilistas de compra, venda e troca de especiarias, metais
e produtos agrícolas. Com o processo de industrialização, a economia
foi dominada pela produção em massa e a indústria se tornou o
principal setor econômico.
CONTEXTO
HISTÓRICO DO
CAPITALISMO
INDUSTRIAL
O sistema econômico capitalista foi fortemente afetado pelos
avanços tecnológicos iniciados na Inglaterra no século XVIII.
Durante o período, o processo de fabricação manual passou a ser
substituído por maquinários a vapor e ferramentas automatizadas.
A mudança de paradigmas de produção trazidos pela Revolução
Industrial afetou todos os aspectos da vida na Europa, e
posteriormente no mundo. Através dela houve grande
crescimento populacional, aumento da média de salários e
melhoria da qualidade de vida.
Inevitavelmente, a Revolução Industrial acarretou um impacto
irreversível na economia com o aumento exponencial da produção
de mercadorias e do mercado consumidor. De forma natural, a
indústria se tornou o setor mais lucrativo e, consequentemente, o
novo panorama do capitalismo.
CARACTERÍSTICAS
DO CAPITALISMO
INDUSTRIAL
As características do capitalismo industrial foram as consequências
dos avanços tecnológicos por meios de produção, sendo alguns
deles:
1. Industrialização dos meios de produção;
2. Aumento significativo da produtividade;
3. Mecanização e surgimento de novas tecnologias;
4. Invenção e aprimoramento de meios de transporte;
5. Fortalecimento de relações internacionais por meio do
comércio;
6. Intensificação da globalização e do imperialismo;
7. Divisão social do trabalho;
8. Trabalho assalariado e aumento da média salarial;
9. Aumento da desigualdade social (por conta da concentração de
renda nas mãos da burguesia, dona dos meios de produção.
CAPITALISMO
INDUSTRIAL NO
BRASIL
O capitalismo industrial só passou a se estabelecer no Brasil
no século XIX, quando os efeitos da Revolução Industrial
atingiram o país.
O capitalismo industrial brasileiro se manifestou
primeiramente no estado de São Paulo, quando a crise do
café forçou os produtores a investir fortemente na indústria.
Esse investimento se espalhou para outros setores
alimentícios, bem como para a indústria têxtil,
transformando a região sudeste no polo industrial do país.
Aí você deve se perguntar, quais as consequências que o
capitalismo industrial trouxe para o Brasil? Pode citar entre
elas:
1. extensão das áreas de plantio;
2. introdução de máquinas no processo de produção
nacional;
3. valorização perante o cenário internacional;
4. diminuição da dependência brasileira em relação a
produtos importados;
5. surgimento das primeiras rodovias no país;
6. aumento do número de imigrantes;
7. crescimento dos centros urbanos e do êxodo rural.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a capitalismo industrial

Definições de industrias
Definições de industriasDefinições de industrias
Definições de industrias
c20144
 
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdfCAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
MARCELACARNEIROGOMES
 
Atividade 2 - 9º ano gabaritada
Atividade 2 - 9º ano gabaritadaAtividade 2 - 9º ano gabaritada
Atividade 2 - 9º ano gabaritada
Elisângela Martins Rodrigues
 
Aula 11 rev. industrial e socialismo
Aula 11   rev. industrial e socialismoAula 11   rev. industrial e socialismo
Aula 11 rev. industrial e socialismo
Jonatas Carlos
 
DO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdf
DO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdfDO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdf
DO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdf
Henrique Pontes
 
C3 portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)
C3   portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)C3   portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)
C3 portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)
Carlos Vaz
 
Industrialização
IndustrializaçãoIndustrialização
Industrialização
Luiz Carvalheira Junior
 
QUIZ ensino fundamental 8º ano revisão geral
QUIZ ensino fundamental 8º ano revisão geralQUIZ ensino fundamental 8º ano revisão geral
QUIZ ensino fundamental 8º ano revisão geral
AntonioVieira539017
 
Revolucao industrial
Revolucao industrialRevolucao industrial
Revolucao industrial
GabrielaLimaPereira
 
Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2
Euna Machado
 
Revolução industrial ricardo carvalho
Revolução industrial   ricardo carvalhoRevolução industrial   ricardo carvalho
Revolução industrial ricardo carvalho
Cristiane81
 
Revolução industrial atividade revisão
Revolução industrial   atividade revisãoRevolução industrial   atividade revisão
Revolução industrial atividade revisão
Carlos Zaranza
 
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º VaA IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
ProfMario De Mori
 
Capitalismo Industrial
Capitalismo IndustrialCapitalismo Industrial
Capitalismo Industrial
Ivanilson Lima
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalização
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalizaçãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalização
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalização
AulasEnsinoMedio
 
Revolução industrial Diego 19.07
Revolução industrial Diego 19.07Revolução industrial Diego 19.07
Revolução industrial Diego 19.07
PIBIDSolondeLucena
 
Revolução Industrial e o Espaço Geografico
Revolução Industrial e o Espaço GeograficoRevolução Industrial e o Espaço Geografico
Revolução Industrial e o Espaço Geografico
Gabriel Siqueira
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
Edenilson Morais
 
Industria no Brasil 7 ano fundamental.pptx
Industria no  Brasil 7 ano fundamental.pptxIndustria no  Brasil 7 ano fundamental.pptx
Industria no Brasil 7 ano fundamental.pptx
anacardoso258774
 
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
MoissProfGeo
 

Semelhante a capitalismo industrial (20)

Definições de industrias
Definições de industriasDefinições de industrias
Definições de industrias
 
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdfCAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
 
Atividade 2 - 9º ano gabaritada
Atividade 2 - 9º ano gabaritadaAtividade 2 - 9º ano gabaritada
Atividade 2 - 9º ano gabaritada
 
Aula 11 rev. industrial e socialismo
Aula 11   rev. industrial e socialismoAula 11   rev. industrial e socialismo
Aula 11 rev. industrial e socialismo
 
DO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdf
DO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdfDO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdf
DO ARTESANATO À INDÚSTRIA.pdf
 
C3 portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)
C3   portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)C3   portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)
C3 portugal na segunda metade do século xix (1ª parte)
 
Industrialização
IndustrializaçãoIndustrialização
Industrialização
 
QUIZ ensino fundamental 8º ano revisão geral
QUIZ ensino fundamental 8º ano revisão geralQUIZ ensino fundamental 8º ano revisão geral
QUIZ ensino fundamental 8º ano revisão geral
 
Revolucao industrial
Revolucao industrialRevolucao industrial
Revolucao industrial
 
Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2
 
Revolução industrial ricardo carvalho
Revolução industrial   ricardo carvalhoRevolução industrial   ricardo carvalho
Revolução industrial ricardo carvalho
 
Revolução industrial atividade revisão
Revolução industrial   atividade revisãoRevolução industrial   atividade revisão
Revolução industrial atividade revisão
 
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º VaA IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
 
Capitalismo Industrial
Capitalismo IndustrialCapitalismo Industrial
Capitalismo Industrial
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalização
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalizaçãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalização
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Globalização
 
Revolução industrial Diego 19.07
Revolução industrial Diego 19.07Revolução industrial Diego 19.07
Revolução industrial Diego 19.07
 
Revolução Industrial e o Espaço Geografico
Revolução Industrial e o Espaço GeograficoRevolução Industrial e o Espaço Geografico
Revolução Industrial e o Espaço Geografico
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
Industria no Brasil 7 ano fundamental.pptx
Industria no  Brasil 7 ano fundamental.pptxIndustria no  Brasil 7 ano fundamental.pptx
Industria no Brasil 7 ano fundamental.pptx
 
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
 

Último

Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 

Último (20)

Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 

capitalismo industrial

  • 1. Sociologia Aluna: Ana Clara James Zacarias da Rocha
  • 3. O que é Capitalismo industrial? O capitalismo industrial (ou industrialismo) foi o segundo estágio do capitalismo, surgindo na Inglaterra no século XVIII com o advento da Revolução Industrial. O capitalismo industrial substituiu o modelo comercial vigente na Europa desde o século XV. Antes a economia girava em torno de práticas mercantilistas de compra, venda e troca de especiarias, metais e produtos agrícolas. Com o processo de industrialização, a economia foi dominada pela produção em massa e a indústria se tornou o principal setor econômico.
  • 5. O sistema econômico capitalista foi fortemente afetado pelos avanços tecnológicos iniciados na Inglaterra no século XVIII. Durante o período, o processo de fabricação manual passou a ser substituído por maquinários a vapor e ferramentas automatizadas. A mudança de paradigmas de produção trazidos pela Revolução Industrial afetou todos os aspectos da vida na Europa, e posteriormente no mundo. Através dela houve grande crescimento populacional, aumento da média de salários e melhoria da qualidade de vida. Inevitavelmente, a Revolução Industrial acarretou um impacto irreversível na economia com o aumento exponencial da produção de mercadorias e do mercado consumidor. De forma natural, a indústria se tornou o setor mais lucrativo e, consequentemente, o novo panorama do capitalismo.
  • 7. As características do capitalismo industrial foram as consequências dos avanços tecnológicos por meios de produção, sendo alguns deles: 1. Industrialização dos meios de produção; 2. Aumento significativo da produtividade; 3. Mecanização e surgimento de novas tecnologias; 4. Invenção e aprimoramento de meios de transporte; 5. Fortalecimento de relações internacionais por meio do comércio; 6. Intensificação da globalização e do imperialismo; 7. Divisão social do trabalho; 8. Trabalho assalariado e aumento da média salarial; 9. Aumento da desigualdade social (por conta da concentração de renda nas mãos da burguesia, dona dos meios de produção.
  • 9. O capitalismo industrial só passou a se estabelecer no Brasil no século XIX, quando os efeitos da Revolução Industrial atingiram o país. O capitalismo industrial brasileiro se manifestou primeiramente no estado de São Paulo, quando a crise do café forçou os produtores a investir fortemente na indústria. Esse investimento se espalhou para outros setores alimentícios, bem como para a indústria têxtil, transformando a região sudeste no polo industrial do país.
  • 10. Aí você deve se perguntar, quais as consequências que o capitalismo industrial trouxe para o Brasil? Pode citar entre elas: 1. extensão das áreas de plantio; 2. introdução de máquinas no processo de produção nacional; 3. valorização perante o cenário internacional; 4. diminuição da dependência brasileira em relação a produtos importados; 5. surgimento das primeiras rodovias no país; 6. aumento do número de imigrantes; 7. crescimento dos centros urbanos e do êxodo rural.