SlideShare uma empresa Scribd logo
Boletim Informativo
  C OM A P AL A-                            da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais e da Escola de Negócios
V RA, O DI RE TOR

Prezados membros da Comunida-
de Acadêmica,                              A N O    I — V O L U M E       I                           1 2     D E   M A R Ç O    D E   2 0 1 2

Eis   o   Boletim   Informativo   da
Escola de Ciências Jurídicas e
Sociais e da Escola de Negócios
da Faculdade Projeção. Trata-se
                                       TAXA SELIC? Veja como a taxa
de mais uma ferramenta a ser
utilizada no desenvolvimento do
processo        de    ensino-
                                       básica de juros influencia a economia
aprendizagem, onde temas da
atualidade serão abordados de
forma a oportunizar a todos um
                                       A taxa de juros é o instru-       tratividade das aplicações            taxas, para viabilizar in-
acesso rápido e prático ao que de      mento utilizado pelo BC           em títulos da dívida públi-           vestimentos, ainda mais
mais importante acontece no            (Banco Central) para              ca. Assim, começa a                   em tempos de crise, como
mundo. Os nossos professores
poderão trabalhar o seu conteúdo
                                       manter a inflação sob con-        "sobrar" um pouco mais                agora. Nos mercados,
de forma a enriquecer as ativida-      trole ou para estimular a         de dinheiro no mercado                reduções da taxa de juros
des em sala, ao passo que os           economia. Se os juros                                                   viabilizam normalmente
nossos alunos permanecerão em
constante atualização.
                                       caem muito, a população                                                 migração de recursos da
                                       tem maior acesso ao cré-                                                renda fixa para a Bolsa de
O Boletim será publicado com           dito e consome mais. Este                                               Valores.
periodicidade quinzenal, somente
em meio eletrônico. Suas contri-
                                       aumento da demanda po-                                                  Em um cenário normal, é
buições e sugestões serão bem          de pressionar os preços                                                 também por esse motivo
vindas para o aprimoramento            caso a indústria não este-                                              que as Bolsas sobem nos
deste instrumento de comunica-
ção.                                   ja preparada para atender                                               Estados Unidos ao menor
                                       um consumo maior.                                                       sinal do Federal Reserve
Boa leitura!
                                       Por outro lado, se os juros                                             (BC dos EUA) de que os
                                       sobem, a autoridade mo-           Quer saber mais sobre a Taxa          juros possam cair.
                                       netária inibe consumo e           SELIC? Leia amais na página 2.        Quando o juro sobe, a-
           NESTA                       investimento --que ficam                                                contece o inverso. O in-
          EDIÇÃO:                      mais custosos--, a econo-         financeiro para viabilizar            vestimento em dívida su-
                                       mia desacelera e evita-se         investimentos que tenham              ga como um ralo o dinhei-
  Taxa SELIC                  1
                                       que os preços subam --ou          retorno maior que o pago              ro que serviria para finan-
                                       seja, que ocorra inflação.        pelo governo. Se a taxa               ciar o setor produtivo.
                                       Com a redução da taxa             sobe, ocorre o inverso.
  Síria                       2
                                       básica de juros (Selic), o        É por isso que os empre-                       Fonte: Folha.com
                                       BC também diminui a a-            sários pedem corte nas
  O que é SELIC?              3



  Pobreza no                  4        Participação de credores privados em
                                       perdão da dívida grega supera 75%
  Brasil

  Síria                       5

                                       A participação dos credores       operação que pretende perdoar        país (bancos, fundos e segura-
                                       privados da Grécia na opera-      mais de 100 bilhões de euros da      doras) estava em torno de 65%.
  Irã                         6        ção de perdão da dívida já        dívida do país.
                                       supera os 75% desde quarta-                                            A reestruturação é vital para
                                       feira, informou uma fonte go-     O diretor do Instituto Internacio-   evitar que o país se declare em
  Curtas                      6        vernamental grega nesta quinta    nal de Finanças (IIF), Charles       suspensão de pagamentos no
                                       -feira, pouco depois das 16H00    Dallara, também manifestou           dia 20 de março ante a impossi-
                                       GMT (13H00 de Brasília).          nesta quinta-feira no Rio de         bilidade de reembolsar 14,4
                                                                         Janeiro seu "otimismo" com           bilhões de euros em obrigações
                                       A Grécia advertiu que não acei-   relação à possibilidade de al-       que vencem nessa data.
                                       taria a operação a menos que      cançar um acordo nas próximas
                                       ela contasse com uma partici-     horas.                               A publicação da taxa de partici-
                                       pação mínima de 75% dos                                                pação está prevista para sexta-
                                       credores. Os bancos do mundo      Pouco antes, o primeiro-ministro     feira às 06H00 GMT (03H00 de
                                       todo que possuem títulos da       italiano, Mario Monti, afirmou de    Brasília), disse à AFP uma fonte
                                       dívida grega têm até às 20H00     Belgrado - onde se encontrava        ministerial grega.
                                       GMT (17H00 de Brasília) para      em visita oficial - que a partici-                        Fonte: AFP
                                       participar voluntariamente da     pação dos credores privados do
PÁGINA   2
             Síria proíbe entrada de chefe de
             operações humanitárias, diz ONU
                 Valerie Amos havia pedido reunião com autoridades para discutir violência. Si-
                 tuação humanitária no país em crise política é grave.

                 A Síria negou nesta quar-               conseguido visitar a Sí-                 pressão do governo do
                 ta-feira (29) o ingresso da             ria, apesar de meus rei-                 presidente Bashar al
                 chefe de operações hu-                  terados pedidos para                     Assad a oposicionistas
                 manitárias das Nações                   me reunir com as autori-                 já matou mais de 7.500
                 Unidas, Valerie Amos, em                dades sírias para discu-                 pessoas desde março
                 uma missão para avaliar                 tir a situação humanitá-                 de 2011.
                 a crise atribuída à violen-             ria e a necessidade de
                 ta repressão do governo                 um acesso sem obstá-                                            Fonte: G1
                 contra os manifestantes,                culos às pessoas afeta-
                 informaram funcionários                 das pela violência", in-
                 da ONU.                                 formou Amos em um
                                                         comunicado.
                 "Estou profundamente
                 decepcionada por não ter                A ONU avalia que a re-



              Coca-Cola e da Pepsi terão de informar
              sobre riscos à saúde no rótulo
              As empresas de refrigerante             ram a ser feitas na Califórnia,               metilimizadol – apontada como
              Coca-Cola e da Pepsi terão de           vão ser ampliadas para todo o                 uma ameaça à saúde. De acordo
              alterar a composição do coran-          país. Mas a expectativa, segun-               com Garza-Ciarlante, a empresa
              te caramelo dos seus refrige-           do analistas, é que se estenda                tomou a iniciativa, apesar de
              rantes. A decisão foi baseada           para os outros países. Repre-                 acreditar que não há risco para a
              na legislação da Califórnia,            sentando a empresa Coca-Cola                  saúde pública que justifique a
              nos Estados Unidos, que obri-           nas negociações com a Justiça                 alteração na composição da Co-
              ga as empresas a incluir essa           da Califórnia, Diana Garza-                   ca-Cola.
              informação nos rótulos das              Ciarlante disse que a compa-                  A associação norte-americana
              bebidas – essas substâncias             nhia determinou aos fornecedo-                que representa a indústria das
              cancerígenas.                           res de corante caramelo que                   bebidas informou que a Califórnia
              A Coca-Cola e a Pepsi contro-           modifiquem o processo de fa-                  adicionou o corante à lista de
              lam cerca de 90% do mercado             bricação do produto.                          substâncias cancerígenas sem
              norte-americano de refrigeran-          O objetivo da medida, segundo                 provas que associem o seu con-
              tes. As alterações na composi-          a Coca-Cola, é reduzir a subs-                sumo ao aparecimento da doen-
              ção de ambos, que começa-               tância denominada química 4-                  ça. (Fonte: Carta Capital)




                 Consumo de crack cresce sem
                 controle no Brasil
                        O crack, droga derivada da cocaína, está se tornan-   Um dos motivos do aumento do consumo da droga é que
                        do um flagelo nacional, espalhada pelo país em        muitos usuários de cocaína injetável migraram para o
                        diferentes classes sociais e tomando até salas de     crack, após o boom da epidemia de HIV que surpreen-
                        aula. Em todo o país, os serviços de atendimento a    deu esse grupo.
                        dependentes químicos relatam que mais e mais          Os dados oficiais mais recentes sobre o tema são de
                        pessoas, independentemente da classe social, vêm      2005 e dão conta de que pelo menos 380 mil brasileiros
                        nos últimos anos procurando ajuda para se livrar do   fumavam, regularmente, a pedra feita com o subproduto
                        vício do crack. A droga já é a segunda maior causa    da cocaína. Para combater o problema, o Ministério da
                        de procura por atendimento nos centros do SUS         Saúde aposta em diversificar o tratamento. A abordagem
                        especializados em abuso de álcool e drogas, o         de usuários nas ruas é uma das estratégias. A exemplo
                        CAPS-AD. Nesses locais, o crack só perde para a       do que ocorre em Salvador, Rio e outras 12 capitais
                        bebida.                                               montarão consultórios de rua para atrair pacientes que
                        - A rede de tratamento em algumas regiões foi         resistem a procurar ajuda.
                        surpreendida pelo aumento da procura pelo trata-      - Depois que se fica dependente de crack, é difícil sair. O
                        mento (do crack), principalmente nas grandes cida-    melhor é não entrar nessa - alerta o professor Kess-
                        des - constata Pedro Gabriel Delgado, coordenador     ler.Leia a íntegra desta notícia no Globo Digital, só para
                        do Programa de Saúde Mental do Ministério da          assinantes
                        Saúde.                                                                                          Fonte: OGlobo




    BOLETIM    INFORMATIVO
ANO     I—VOLUME            I                                                                                             PÁGINA               3



SELIC? COPOM? Tire suas dúvidas!
                Selic é a sigla para Sistema Especial de Liquidação e       O Copom foi instituído em junho de 1996 para estabelecer
                Custódia, criado em 1979 pelo Banco Central e pela          as diretrizes da política monetária e definir a taxa de juros.
                Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mer-
                cados Financeiro e de Capitais) com o objetivo de tor-      O colegiado é composto pelo presidente do Banco Central,
                nar mais transparente e segura a negociação de títulos
                                                                            Alexandre Tombini, e os diretores de Política Monetária,
                públicos.
                                                                            Política Econômica, Estudos Especiais, Assuntos Interna-
                O Selic é um sistema eletrônico que permite a atualiza-     cionais, Normas e Organização do Sistema Financeiro,
                ção diária das posições das instituições financeiras,       Fiscalização, Liquidações e Desestatização, e Administra-
                assegurando maior controle sobre as reservas bancá-         ção.
                rias.
                                                                            O Copom se reúne em dois dias seguidos. No primeiro dia
                Hoje, Selic identifica também a taxa de juros que reflete
                                                                            da reunião, participam também os chefes dos seguintes:
                a média de remuneração dos títulos federais negocia-
                dos com os bancos. A Selic é considerada a taxa bási-       Departamento Econômico (Depec), Departamento de Ope-
                ca porque é usada em operações entre bancos e, por          rações das Reservas Internacionais (Depin), Departamen-
                isso, tem influência sobre os juros de toda a economia.     to de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos
                                                                            (Deban), Departamento de Operações do Mercado Aberto
                                                                            (Demab), Departamento de Estudos e Pesquisas (Depep),
                                                                            além do gerente-executivo da Gerência-Executiva de Rela-
                                                                            cionamento com Investidores (Gerin).




   Coreia do Norte concorda em suspender
                                                                                                                   Em    acordo    com   os

                                                                                                                   Estados    Unidos,     o


              programa nuclear
                                                                                                                   regime de Kim Jong-Un

                                                                                                                   vai   receber   240   mil

A Coreia do Norte concordou em suspender seu programa de testes nucleares e o enriquecimento toneladas de alimentos
de urânio e permitir a entrada de inspetores internacionais para verificar as atividades de seu prin- em troca da paralisação
cipal reator. Pyongyang cedeu à pressão do governo dos Estados Unidos, que ofereceu 240 mil dos testes nucleares e do
toneladas de alimentos ao país.
O acordo foi anunciado nesta quarta-feira (29) pelo Departamento de Estado americano e confir- en r iqu ec im en t o d e
mado por um escritório da agência estatal norte-coreana KCNA. Essa é a primeira decisão do go- urânio, além de aceitar
verno norte-coreano no cenário internacional desde que Kim Jong-Un assumiu o lugar do pai, o uma inspeção da AIEA
ditador Kim Jong-Il, morto em dezembro.
As negociações que levaram ao acordo ocorreram em Pequim, na semana passada. O objetivo da reu-
nião era fazer Pyongyang voltar ao diálogo sobre o desarmamento do regime comunista. Além dos Es-
tados Unidos, as conversas envolvem Coreia do Sul, Japão, China e Rússia. Os resultados do encon-
tro, que inicialmente foi visto como pouco frutífero, só vieram à tona nesta quarta-feira, depois que as
propostas foram levadas pelos negociadores norte-coreanos a Pyongyang e analisadas pelo governo
de Kim Jong-Un.
saiba mais
Desde a morte de Kim Jong-Il autoridades internacionais, agências de inteligência e especialistas espe-
culam sobre como um jovem de menos de 30 anos (ele teria 28 ou 29 anos), do qual até então pouco
se sabia, comandaria o país mais fechado do mundo. Dias depois da morte de Kim Jong-Il, o governo
da Coreia do Norte soltou um comunicado afirmando que o regime não mudaria. O anúncio desta quar-
ta-feira, porém, destoa da posição do país nos últimos anos (os inspetores nucleares internacionais
foram expulsos em 2006). Apesar de não terem sido divulgados prazos para a suspensão do programa
nuclear norte-coreano nem para a visita dos inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica
(AIEA), o acordo é um passo importante para a redução da tensão gerada pelas manobras militares de
Pyongyang na região, que vive sob o temor de uma guerra que não acabou. "Os Estados Unidos ainda
têm grandes preocupações sobre a postura da Coreia do Norte em relação a diversos assuntos, mas o
anúncio de hoje reflete um importante, ainda que limitado, progresso em solucionar alguns deles", afir-
mou a porta-voz do Departamento de Estado americano, Victoria Nuland.
A exigência da Coreia do Norte para que as 240 mil toneladas, que o governo de Barack Obama insisti-
a que fossem entregues apenas com o selo de ajuda humanitária, fossem incluídas no acordo dá um
sinal de que os norte-coreanos não vão apenas ceder sem suas condições. No âmbito interno, certa-
mente, os alimentos chegarão como uma conquista de Kim Jong-Un para seu povo. No cenário interna-
cional, a decisão mostra que a Coreia do Norte está de volta à mesa para negociar.
                                                                                    Fonte: Revista Época
PÁGINA        4
                             Pobreza no Brasil diminui 7,9% em
                             2011, diz IPEA
                      Apesar da crise econômica          segundo o pesquisador Mar-         0,51 e que o crescimento da
                      mundial, que vem se acentu-        celo Neri. “O Brasil está um       renda familiar per capita
                          ando e aumentando as           pouco na contramão de sua          média foi 2,7% nos 12 me-
                          desigualdades em vários        história pregressa e da de         ses estudados.
                          países, no Brasil a pobre-     outros países emergentes e         Neri defendeu que os resul-
                          za caiu 7,9% entre janeiro     desenvolvidos. Aqui a desi-        tados positivos devem-se às
                          de 2011 e janeiro de           gualdade vem caindo nos            políticas públicas de redu-
                          2012 e as desigualdades        últimos 11 anos consecutivos       ção da pobreza e ao fato de
                          continuam a diminuir. A        e está caindo com mais rapi-       os brasileiros terem menos
                          constatação faz parte da       dez do que antes e hoje esta-      filhos e não deixarem de
                          pesquisa De Volta ao           mos no nosso menor nível de        matriculá-los na escola.
                      País do Futuro, que analisou       desigualdade da série históri-     “Educação é o fator mais
                      a nova classe média e foi          ca que começa em 1960”,            importante para esse resul-
                      divulgada hoje (7) pela Fun-       disse. O estudo mostra que,        tado, conforme nossos estu-
                      dação Getulio Vargas (FGV).        de janeiro de 2011 a janeiro       dos, e a melhora na educa-
                      Essa queda aconteceu em            de 2012, o índice de Gini,         ção pode significar uma
                      um rítmo três vezes mais rá-       que mede a desigualdade            queda maior ainda.”
                      pido que as metas do Milênio       numa escala de 0 a 1, caiu
                      das Nações Unidas (ONU),           2,1%, passando de 0,53 para               Fonte: Revista Época



                             Especialistas defendem controle da entrada de
   “O governo                capitais especulativos para conter valorização do real
brasileiro é muito           Mais recente tentativa do Brasil em lidar com a cha-    para conter a valorização do real é o governo
                             mada “guerra cambial”, o reajuste do Imposto sobre      barrar a entrada de capital especulativo”, diz.
                             Operações Financeiras (IOF) cobrado na entrada de       Gonçalves defende a proibição para estrangeiros
 comprometido                capitais estrangeiros é considerado um paliativo por    comprarem ações na bolsa de valores no merca-
                             diversos economistas. Para professores de econo-        do secundário (quando os papéis já foram emiti-
 com o mercado               mia ouvidos pela Agência Brasil, o controle direto      dos pelas empresas e apenas trocam de mãos) e
                             sobre a entrada de capitais especulativos no país       adquirirem títulos públicos. Ele, no entanto, admi-
   financeiro.               seria a melhor ação para conter a valorização do        te que não há condições políticas para promover
                             real.                                                   essas medidas. “O governo brasileiro é muito
Dificilmente essas           Os especialistas divergem em relação ao momento         comprometido com o mercado financeiro. Dificil-
                             em que a medida deveria ter se iniciado. Eles ressal-   mente essas iniciativas iriam para frente”, avalia.
iniciativas iriam            tam, no entanto, que o controle de capitais é mais      André Nassif, professor de Economia Internacio-
                             eficaz do que a redução dos juros ou a taxação de       nal da Universidade Federal Fluminense (UFF) e
  para frente.”              operações cambiais para que o Brasil possa fazer        da Fundação Getulio Vargas (FGV), também
                             frente aos países desenvolvidos, que, na avaliação      apoia o controle de capitais estrangeiros que
                             do governo brasileiro, ameaçam a competitividade        entram no país, mas diz que o governo brasileiro
                             dos países emergentes com medidas de política           perdeu o momento certo de se contrapor à guerra
                             monetária.                                              cambial. “Agora é tarde. O Brasil não pode fazer
                             Nos últimos dois anos, bancos centrais de economi-      nada porque precisa desses capitais para financi-
                             as avançadas têm injetado dinheiro no mercado           ar o déficit em transações correntes”, declara.
                             para combater a crise global. O exemplo mais recen-     As transações correntes representam a soma do
                             te foi a liberação de 529 bilhões de euros pelo Ban-    saldo da balança comercial, das importações e
                             co Central Europeu (BCE), que emprestou a quantia       exportações de serviços e as remessas de lucros,
                             a 800 bancos do continente com juros próximos de        juros e dividendos ao exterior. Em janeiro, o défi-
                             zero. Foi a segunda operação em pouco mais de           cit nessa conta acumulado em 12 meses atingiu
                             dois meses. Em dezembro de 2011, o BCE havia            US$ 54,1 bilhões (2,17% do Produto Interno Bru-
                             injetado mais 489 bilhões de euros.                     to). Para financiar esse rombo, o país depende
                             Essas ações estimulam as economias locais, mas          da entrada de capitais financeiros.
                             resultam na desvalorização artificial das moedas dos    Segundo Nassif, o governo deveria ter restringido
                             países desenvolvidos. Os países emergentes veem         o ingresso de capital estrangeiro antes de o real
                             a cotação do dólar e do euro caírem e têm as expor-     começar a se sobrevalorizar, em 2004. “A equipe
                             tações cada vez mais prejudicadas, enquanto as          econômica teve uma nova oportunidade no início
                             importações ganham incentivo.                           de 2010, quando o real se desvalorizou [depois
                             Professor titular de Economia Internacional da Uni-     da quebra do Lehman Brothers]. Agora, o Brasil
                             versidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Reinal-     terá de esperar a próxima crise para o dólar subir
                             do Gonçalves acredita que o controle de capitais é a    e o governo poder limitar a entrada de capital.”
                             solução mais eficiente para conter a valorização do
                             real. “Do mesmo jeito que o único remédio para a                      Fonte: Agência Brasil, em Brasília
                             obesidade é fechar a boca, a única medida eficaz



           BOLETIM         INFORMATIVO
ANO      I—VOLUME           I                                                                              PÁGINA          5



Antes de visitar a Síria, Annan diz que intervenção
pode piorar a situação
O ex-secretário-geral das Nações Unidas Kofi Annan,                  “Fiquei devastada pelo que vi ontem em
nomeado na semana passada enviado especial da                        Baba Amr”, disse Amos após deixar um
ONU e da Liga Árabe para a Síria, manifestou preocu-                 encontro com ministros em Damasco.
pação nesta quinta-feira (8) com uma possível inter-                 “A devastação lá é significativa, aquela
venção estrangeira no país árabe. No Cairo, capital do               parte de Homs está completamente des-
Egito, sede da Liga Árabe, de onde partirá para Da-
                                                                     truída e eu estou preocupada em saber
masco, Annan conversou com repórteres e afirmou
que sua prioridade é “fazer todo o possível para pres-               o que houve com as pessoas que vivem
sionar pelo cessação das hosti-                                                    naquela parte da cidade”.
lidades e pelo fim da matança
                                                                                      Tanto Amos quanto Annan tenta-
e da violência”. Para Annan,
                                                                                      rão fazer com que o governo sírio
como conta a Reuters, esse                                                            aceite, ao menos, a entrada de
objetivo não será alcançado se                                                        grupos de ajuda humanitária no
a Síria for atacada.                                                                  país com alimentos e medicamen-
                                                                                      tos para as vítimas dos conflitos.
“Espero que ninguém es-                                                               Atualmente, a ONU prepara esto-
teja pensando seriamente                                                              ques de comida para alimentar
                                                                                      1,5 milhão de pessoas durante 90
em usar a força nesta si-                                                             dias. A Síria resiste a permitir a
tuação.   Acredito que                                                                entrada de agências internacio-
qualquer militarização a                                                              nais por temer que as questões
mais vai piorar a situa-                                                              humanitárias sejam usadas como
ção.”                                                                                 justificativa para uma intervenção
                                                                                      militar.
Ainda segundo a Reuters, Annan afirmou que a                         Apesar das tentativas da ONU, é crescente a ten-
“solução definitiva” só pode ser um “acerto político”.               dência, dentro e fora da Síria, de defender ataques
Assim, disse o político ganês, ele vai “instar o governo             contra o regime de Assad. Nos Estados Unidos, os
e todo o grande espectro da oposição a se juntar para                militares já passaram a discutir detalhes de como
trabalhar” por uma solução que “vai respeitar as aspi-               ocorreria uma intervenção. E analistas e ativistas
rações do povo sírio”. O levante contra o governo do                 sírios duvidam das intenções de Assad ao receber
ditador Bashar al-Assad completa um ano neste mês                    gente como Amos e Annan. Ao jornal The Guardian,
de março e, segundo a ONU, pelo menos 7,5 mil pes-                   Rime Allaf, pesquisador da Chatham House, um
soas foram mortas desde então.                                       centro de análises políticas do Reino Unido, mani-
                                                                     festou essa preocupação.
Nesta quinta-feira, quem está na Síria é a britânica
Valerie Amos, sub-secretária-geral da ONU para As-                   “Os revolucionários estão certos ao dizer
suntos Humanitários. Ela visitou Damasco e, sob es-                  que qualquer iniciativa diplomática é mera-
colta das forças de Assad, visitou a cidade de Homs,                 mente dar ao regime muito mais tempo para
um dos bastiões da oposição. Ela visitou o bairro de                 fazer seu trabalho sujo, que é esmagar a
Baba Amr, duramente castigado por bombardeios das                    revolução de uma formam muito violenta…
forças regulares, e manifestou à Reuters muita preo-                 Não é nada mais do que uma perda de tem-
cupação com o que viu.                                               po.”




Você sabia?
Síria, oficialmente República      compreendia toda a região do      provincial do
Árabe da Síria, é um país árabe    Levante, enquanto atualmente      Império Ma-
no Sudoeste Asiático, e faz        abrange os locais de antigos      meluco. Da-
fronteira com o Líbano e o Mar     reinos e impérios, incluindo as   masco é larga-
Mediterrâneo a oeste, Israel no    civilizações de Ebla do III mi-   mente reco-
sudoeste, Jordânia no sul, Ira-    lênio a.C. Na era islâmica, sua   nhecida como uma das cidades
que a leste, e Turquia no norte.   capital, Damasco, foi a capital   mais antigas continuadamente
O nome Síria, antigamente          do Império Omíada e a capital     habitadas do mundo.
Agência da ONU tem "sérias preocupações" com ativi-
                   dade nuclear do Irã
  O Irã triplicou sua produção mensal de                       Embora Obama tenha dado garantias da
  enriquecimento de urânio de grau elevado e a                 determinação firme norte-americana contra
  agência nuclear da Organização das Nações                    o Irã antes do encontro na Casa Branca,
  Unidas tem "sérias preocupações" com as                      os dois aliados ainda estão muito distantes
  possíveis dimensões militares às atividades                  no que diz respeito às "linhas vermelhas"
  atômicas de Teerã, disse o chefe da agência                  nucleares explícitas que Teerã não poderá
  nesta segunda-feira.                                         cruzar.
  Yukiya Amano, diretor-geral da AIEA (Agência
  Internacional de Energia Atômica), falou ainda               O Irã nega as acusações de que está
  ao conselho diretor de 35 países do órgão                    acobertando a busca por capacidade de
  sobre a falta de progresso em duas rodadas                   produzir armas nucleares, em parte por
  de negociações entre a AIEA e Teerã este                     meio da coordenação dos esforços para
  ano.                                                         processar urânio, teste de altos explosivos
  O presidente dos Estados Unidos, Barack                      e renovação de um cone de míssil balístico
  Obama, e o primeiro-ministro de Israel,                      para acomodar uma ogiva nuclear.
  Benjamin Netanyahu, devem se encontrar em                    Mas sua recusa em reduzir o trabalho
  Washington para discutir sobre o Irã,                        atômico que pode ter aplicações tanto civis
  profundamente em desacordo sobre o                           quanto militares atraiu sanções cada vez
  momento para uma possível ação militar de                    mais severas da ONU e de países
  último caso contra o programa nuclear                        ocidentais contra o produtor de petróleo.
  iraniano.


Curta:

Nova política de privacidade põe Google e UE em
rota de colisão
A empresa de internet Google adotou nesta quinta-feira uma nova política de privacidade
apesar dos alertas da União Europeia de que a companhia possa estar violando leis euro-
peias.

Com a nova política, dados coletados pelo serviço de buscas da Google podem ser com-
partilhadas com outras plataformas do grupo, como YouTube, Gmail e Blogger. Na práti-
ca, mais de 60 políticas de privacidade de diferentes sites do Google serão unificadas em
uma só.

A Google disse que as novas mudanças podem produzir resultados de busca melhores para os usuários que levam em
consideração o seu histórico de buscas. Já a União Europeia anunciou que pretende investigar a nova política de privaci-
dade da empresa.


Sobre o Informativo:

                                               Coordenador da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais: Pierre Tramontini
                                                  Coordenador da Escola de Negócios: Carlos José Rodrigues da Silva
                                                           Núcleo da Prova Institucional: Luiza Cristina de Castro Faria
                                                                                               Márcio Morais de Sousa
                                                                       Dúvidas, sugestões e críticas: npi@projecao.br

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Boletim Informativo Projeção

Coluna
ColunaColuna
Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011
Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011
Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011
Luis Nassif
 
Jn dívida e ilusão
Jn dívida e ilusãoJn dívida e ilusão
Jn dívida e ilusão
pr_afsalbergaria
 
Opinião 20 dez 1
Opinião 20 dez 1Opinião 20 dez 1
Opinião 20 dez 1
Sergyo Vitro
 
08 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-2013
08 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-201308 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-2013
08 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-2013
Juliana Sarieddine
 
Crescimento Fgv
Crescimento FgvCrescimento Fgv
Crescimento Fgv
Davi Carvalho
 
Opinião 24 fev 1
Opinião 24 fev 1Opinião 24 fev 1
Opinião 24 fev 1
Sergyo Vitro
 
Geografia 2009
Geografia 2009Geografia 2009
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
Edlas Junior
 
Geografia 2009
Geografia 2009Geografia 2009
Cointimes Report Fevereiro
Cointimes Report FevereiroCointimes Report Fevereiro
Cointimes Report Fevereiro
Cointimes News
 
Artigo equina 22 mar abr-2009
Artigo equina 22 mar abr-2009Artigo equina 22 mar abr-2009
Artigo equina 22 mar abr-2009
Roberto Arruda
 
Como Fazer os juros serem mais baixos no brasil - Febraban
Como Fazer os juros serem mais baixos no brasil - FebrabanComo Fazer os juros serem mais baixos no brasil - Febraban
Como Fazer os juros serem mais baixos no brasil - Febraban
Édila F.
 
Opinião 30 dez 1
Opinião 30 dez 1Opinião 30 dez 1
Opinião 30 dez 1
Sergyo Vitro
 
DH: Moinhos
DH: MoinhosDH: Moinhos
DH: Moinhos
Pedro Miguel Silva
 
Construir moinhos
Construir moinhosConstruir moinhos
Construir moinhos
Pedro Miguel Silva
 
Entrevista - Pedro Seixas Vale Jornal de Negócios 02/05/2012 PRESIDENTE DA AS...
Entrevista - Pedro Seixas Vale Jornal de Negócios 02/05/2012 PRESIDENTE DA AS...Entrevista - Pedro Seixas Vale Jornal de Negócios 02/05/2012 PRESIDENTE DA AS...
Entrevista - Pedro Seixas Vale Jornal de Negócios 02/05/2012 PRESIDENTE DA AS...
Sinapsa
 
Dívida, deusa sem altar mas com um clero poderoso
Dívida, deusa sem altar mas com um clero poderosoDívida, deusa sem altar mas com um clero poderoso
Dívida, deusa sem altar mas com um clero poderoso
GRAZIA TANTA
 
Business Continuity or Survival of Business?
Business Continuity or Survival of Business?Business Continuity or Survival of Business?
Business Continuity or Survival of Business?
Sidney Modenesi, MBCI
 
Retrospectiva 2012
Retrospectiva 2012Retrospectiva 2012
Retrospectiva 2012
Cristiano Brasil
 

Semelhante a Boletim Informativo Projeção (20)

Coluna
ColunaColuna
Coluna
 
Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011
Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011
Endividamentos virtuosos -_carlos_lessa_valor_08.06.2011
 
Jn dívida e ilusão
Jn dívida e ilusãoJn dívida e ilusão
Jn dívida e ilusão
 
Opinião 20 dez 1
Opinião 20 dez 1Opinião 20 dez 1
Opinião 20 dez 1
 
08 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-2013
08 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-201308 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-2013
08 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-2013
 
Crescimento Fgv
Crescimento FgvCrescimento Fgv
Crescimento Fgv
 
Opinião 24 fev 1
Opinião 24 fev 1Opinião 24 fev 1
Opinião 24 fev 1
 
Geografia 2009
Geografia 2009Geografia 2009
Geografia 2009
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
Geografia 2009
Geografia 2009Geografia 2009
Geografia 2009
 
Cointimes Report Fevereiro
Cointimes Report FevereiroCointimes Report Fevereiro
Cointimes Report Fevereiro
 
Artigo equina 22 mar abr-2009
Artigo equina 22 mar abr-2009Artigo equina 22 mar abr-2009
Artigo equina 22 mar abr-2009
 
Como Fazer os juros serem mais baixos no brasil - Febraban
Como Fazer os juros serem mais baixos no brasil - FebrabanComo Fazer os juros serem mais baixos no brasil - Febraban
Como Fazer os juros serem mais baixos no brasil - Febraban
 
Opinião 30 dez 1
Opinião 30 dez 1Opinião 30 dez 1
Opinião 30 dez 1
 
DH: Moinhos
DH: MoinhosDH: Moinhos
DH: Moinhos
 
Construir moinhos
Construir moinhosConstruir moinhos
Construir moinhos
 
Entrevista - Pedro Seixas Vale Jornal de Negócios 02/05/2012 PRESIDENTE DA AS...
Entrevista - Pedro Seixas Vale Jornal de Negócios 02/05/2012 PRESIDENTE DA AS...Entrevista - Pedro Seixas Vale Jornal de Negócios 02/05/2012 PRESIDENTE DA AS...
Entrevista - Pedro Seixas Vale Jornal de Negócios 02/05/2012 PRESIDENTE DA AS...
 
Dívida, deusa sem altar mas com um clero poderoso
Dívida, deusa sem altar mas com um clero poderosoDívida, deusa sem altar mas com um clero poderoso
Dívida, deusa sem altar mas com um clero poderoso
 
Business Continuity or Survival of Business?
Business Continuity or Survival of Business?Business Continuity or Survival of Business?
Business Continuity or Survival of Business?
 
Retrospectiva 2012
Retrospectiva 2012Retrospectiva 2012
Retrospectiva 2012
 

Mais de julilp10

Aula 3 e 4 sociologia
Aula 3 e 4 sociologiaAula 3 e 4 sociologia
Aula 3 e 4 sociologia
julilp10
 
Texto aula 4 reflexões psicologia jurídica
Texto aula 4 reflexões psicologia jurídicaTexto aula 4 reflexões psicologia jurídica
Texto aula 4 reflexões psicologia jurídica
julilp10
 
Esclarecimentos esquizofrenia catatônica
Esclarecimentos esquizofrenia catatônicaEsclarecimentos esquizofrenia catatônica
Esclarecimentos esquizofrenia catatônica
julilp10
 
Esclarecimentos psicopatia e sociopatia
Esclarecimentos psicopatia e sociopatiaEsclarecimentos psicopatia e sociopatia
Esclarecimentos psicopatia e sociopatia
julilp10
 
Aula 4 texto 2 breve histórico psicologia jurídica
Aula 4 texto 2 breve histórico psicologia jurídicaAula 4 texto 2 breve histórico psicologia jurídica
Aula 4 texto 2 breve histórico psicologia jurídica
julilp10
 
Edital do Projeto "Práticas Investigativas"
Edital do Projeto "Práticas Investigativas"Edital do Projeto "Práticas Investigativas"
Edital do Projeto "Práticas Investigativas"
julilp10
 
Democracia - Liberal - Social Slide
Democracia - Liberal - Social  SlideDemocracia - Liberal - Social  Slide
Democracia - Liberal - Social Slide
julilp10
 
Antropologia artigo
Antropologia artigoAntropologia artigo
Antropologia artigo
julilp10
 
Calendário acadêmico 2012 (Faculdade Projeção)
Calendário acadêmico 2012 (Faculdade Projeção)Calendário acadêmico 2012 (Faculdade Projeção)
Calendário acadêmico 2012 (Faculdade Projeção)
julilp10
 
Elementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagemElementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagem
julilp10
 
Ideologias
IdeologiasIdeologias
Ideologias
julilp10
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
julilp10
 
Sociologia
Sociologia Sociologia
Sociologia
julilp10
 
Psicologia Jurídica
Psicologia JurídicaPsicologia Jurídica
Psicologia Jurídica
julilp10
 
Antígona - Sófocles
Antígona - SófoclesAntígona - Sófocles
Antígona - Sófocles
julilp10
 
Psicologia Jurídica (Aula II)
Psicologia Jurídica (Aula II)Psicologia Jurídica (Aula II)
Psicologia Jurídica (Aula II)
julilp10
 
Psicologia Jurídica
Psicologia JurídicaPsicologia Jurídica
Psicologia Jurídica
julilp10
 
Democracia, Dicionário de Política, Norberto Bobbio
Democracia, Dicionário de Política, Norberto BobbioDemocracia, Dicionário de Política, Norberto Bobbio
Democracia, Dicionário de Política, Norberto Bobbio
julilp10
 

Mais de julilp10 (18)

Aula 3 e 4 sociologia
Aula 3 e 4 sociologiaAula 3 e 4 sociologia
Aula 3 e 4 sociologia
 
Texto aula 4 reflexões psicologia jurídica
Texto aula 4 reflexões psicologia jurídicaTexto aula 4 reflexões psicologia jurídica
Texto aula 4 reflexões psicologia jurídica
 
Esclarecimentos esquizofrenia catatônica
Esclarecimentos esquizofrenia catatônicaEsclarecimentos esquizofrenia catatônica
Esclarecimentos esquizofrenia catatônica
 
Esclarecimentos psicopatia e sociopatia
Esclarecimentos psicopatia e sociopatiaEsclarecimentos psicopatia e sociopatia
Esclarecimentos psicopatia e sociopatia
 
Aula 4 texto 2 breve histórico psicologia jurídica
Aula 4 texto 2 breve histórico psicologia jurídicaAula 4 texto 2 breve histórico psicologia jurídica
Aula 4 texto 2 breve histórico psicologia jurídica
 
Edital do Projeto "Práticas Investigativas"
Edital do Projeto "Práticas Investigativas"Edital do Projeto "Práticas Investigativas"
Edital do Projeto "Práticas Investigativas"
 
Democracia - Liberal - Social Slide
Democracia - Liberal - Social  SlideDemocracia - Liberal - Social  Slide
Democracia - Liberal - Social Slide
 
Antropologia artigo
Antropologia artigoAntropologia artigo
Antropologia artigo
 
Calendário acadêmico 2012 (Faculdade Projeção)
Calendário acadêmico 2012 (Faculdade Projeção)Calendário acadêmico 2012 (Faculdade Projeção)
Calendário acadêmico 2012 (Faculdade Projeção)
 
Elementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagemElementos da comunicação e funções da linguagem
Elementos da comunicação e funções da linguagem
 
Ideologias
IdeologiasIdeologias
Ideologias
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 
Sociologia
Sociologia Sociologia
Sociologia
 
Psicologia Jurídica
Psicologia JurídicaPsicologia Jurídica
Psicologia Jurídica
 
Antígona - Sófocles
Antígona - SófoclesAntígona - Sófocles
Antígona - Sófocles
 
Psicologia Jurídica (Aula II)
Psicologia Jurídica (Aula II)Psicologia Jurídica (Aula II)
Psicologia Jurídica (Aula II)
 
Psicologia Jurídica
Psicologia JurídicaPsicologia Jurídica
Psicologia Jurídica
 
Democracia, Dicionário de Política, Norberto Bobbio
Democracia, Dicionário de Política, Norberto BobbioDemocracia, Dicionário de Política, Norberto Bobbio
Democracia, Dicionário de Política, Norberto Bobbio
 

Último

Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 

Boletim Informativo Projeção

  • 1. Boletim Informativo C OM A P AL A- da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais e da Escola de Negócios V RA, O DI RE TOR Prezados membros da Comunida- de Acadêmica, A N O I — V O L U M E I 1 2 D E M A R Ç O D E 2 0 1 2 Eis o Boletim Informativo da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais e da Escola de Negócios da Faculdade Projeção. Trata-se TAXA SELIC? Veja como a taxa de mais uma ferramenta a ser utilizada no desenvolvimento do processo de ensino- básica de juros influencia a economia aprendizagem, onde temas da atualidade serão abordados de forma a oportunizar a todos um A taxa de juros é o instru- tratividade das aplicações taxas, para viabilizar in- acesso rápido e prático ao que de mento utilizado pelo BC em títulos da dívida públi- vestimentos, ainda mais mais importante acontece no (Banco Central) para ca. Assim, começa a em tempos de crise, como mundo. Os nossos professores poderão trabalhar o seu conteúdo manter a inflação sob con- "sobrar" um pouco mais agora. Nos mercados, de forma a enriquecer as ativida- trole ou para estimular a de dinheiro no mercado reduções da taxa de juros des em sala, ao passo que os economia. Se os juros viabilizam normalmente nossos alunos permanecerão em constante atualização. caem muito, a população migração de recursos da tem maior acesso ao cré- renda fixa para a Bolsa de O Boletim será publicado com dito e consome mais. Este Valores. periodicidade quinzenal, somente em meio eletrônico. Suas contri- aumento da demanda po- Em um cenário normal, é buições e sugestões serão bem de pressionar os preços também por esse motivo vindas para o aprimoramento caso a indústria não este- que as Bolsas sobem nos deste instrumento de comunica- ção. ja preparada para atender Estados Unidos ao menor um consumo maior. sinal do Federal Reserve Boa leitura! Por outro lado, se os juros (BC dos EUA) de que os sobem, a autoridade mo- Quer saber mais sobre a Taxa juros possam cair. netária inibe consumo e SELIC? Leia amais na página 2. Quando o juro sobe, a- NESTA investimento --que ficam contece o inverso. O in- EDIÇÃO: mais custosos--, a econo- financeiro para viabilizar vestimento em dívida su- mia desacelera e evita-se investimentos que tenham ga como um ralo o dinhei- Taxa SELIC 1 que os preços subam --ou retorno maior que o pago ro que serviria para finan- seja, que ocorra inflação. pelo governo. Se a taxa ciar o setor produtivo. Com a redução da taxa sobe, ocorre o inverso. Síria 2 básica de juros (Selic), o É por isso que os empre- Fonte: Folha.com BC também diminui a a- sários pedem corte nas O que é SELIC? 3 Pobreza no 4 Participação de credores privados em perdão da dívida grega supera 75% Brasil Síria 5 A participação dos credores operação que pretende perdoar país (bancos, fundos e segura- privados da Grécia na opera- mais de 100 bilhões de euros da doras) estava em torno de 65%. Irã 6 ção de perdão da dívida já dívida do país. supera os 75% desde quarta- A reestruturação é vital para feira, informou uma fonte go- O diretor do Instituto Internacio- evitar que o país se declare em Curtas 6 vernamental grega nesta quinta nal de Finanças (IIF), Charles suspensão de pagamentos no -feira, pouco depois das 16H00 Dallara, também manifestou dia 20 de março ante a impossi- GMT (13H00 de Brasília). nesta quinta-feira no Rio de bilidade de reembolsar 14,4 Janeiro seu "otimismo" com bilhões de euros em obrigações A Grécia advertiu que não acei- relação à possibilidade de al- que vencem nessa data. taria a operação a menos que cançar um acordo nas próximas ela contasse com uma partici- horas. A publicação da taxa de partici- pação mínima de 75% dos pação está prevista para sexta- credores. Os bancos do mundo Pouco antes, o primeiro-ministro feira às 06H00 GMT (03H00 de todo que possuem títulos da italiano, Mario Monti, afirmou de Brasília), disse à AFP uma fonte dívida grega têm até às 20H00 Belgrado - onde se encontrava ministerial grega. GMT (17H00 de Brasília) para em visita oficial - que a partici- Fonte: AFP participar voluntariamente da pação dos credores privados do
  • 2. PÁGINA 2 Síria proíbe entrada de chefe de operações humanitárias, diz ONU Valerie Amos havia pedido reunião com autoridades para discutir violência. Si- tuação humanitária no país em crise política é grave. A Síria negou nesta quar- conseguido visitar a Sí- pressão do governo do ta-feira (29) o ingresso da ria, apesar de meus rei- presidente Bashar al chefe de operações hu- terados pedidos para Assad a oposicionistas manitárias das Nações me reunir com as autori- já matou mais de 7.500 Unidas, Valerie Amos, em dades sírias para discu- pessoas desde março uma missão para avaliar tir a situação humanitá- de 2011. a crise atribuída à violen- ria e a necessidade de ta repressão do governo um acesso sem obstá- Fonte: G1 contra os manifestantes, culos às pessoas afeta- informaram funcionários das pela violência", in- da ONU. formou Amos em um comunicado. "Estou profundamente decepcionada por não ter A ONU avalia que a re- Coca-Cola e da Pepsi terão de informar sobre riscos à saúde no rótulo As empresas de refrigerante ram a ser feitas na Califórnia, metilimizadol – apontada como Coca-Cola e da Pepsi terão de vão ser ampliadas para todo o uma ameaça à saúde. De acordo alterar a composição do coran- país. Mas a expectativa, segun- com Garza-Ciarlante, a empresa te caramelo dos seus refrige- do analistas, é que se estenda tomou a iniciativa, apesar de rantes. A decisão foi baseada para os outros países. Repre- acreditar que não há risco para a na legislação da Califórnia, sentando a empresa Coca-Cola saúde pública que justifique a nos Estados Unidos, que obri- nas negociações com a Justiça alteração na composição da Co- ga as empresas a incluir essa da Califórnia, Diana Garza- ca-Cola. informação nos rótulos das Ciarlante disse que a compa- A associação norte-americana bebidas – essas substâncias nhia determinou aos fornecedo- que representa a indústria das cancerígenas. res de corante caramelo que bebidas informou que a Califórnia A Coca-Cola e a Pepsi contro- modifiquem o processo de fa- adicionou o corante à lista de lam cerca de 90% do mercado bricação do produto. substâncias cancerígenas sem norte-americano de refrigeran- O objetivo da medida, segundo provas que associem o seu con- tes. As alterações na composi- a Coca-Cola, é reduzir a subs- sumo ao aparecimento da doen- ção de ambos, que começa- tância denominada química 4- ça. (Fonte: Carta Capital) Consumo de crack cresce sem controle no Brasil O crack, droga derivada da cocaína, está se tornan- Um dos motivos do aumento do consumo da droga é que do um flagelo nacional, espalhada pelo país em muitos usuários de cocaína injetável migraram para o diferentes classes sociais e tomando até salas de crack, após o boom da epidemia de HIV que surpreen- aula. Em todo o país, os serviços de atendimento a deu esse grupo. dependentes químicos relatam que mais e mais Os dados oficiais mais recentes sobre o tema são de pessoas, independentemente da classe social, vêm 2005 e dão conta de que pelo menos 380 mil brasileiros nos últimos anos procurando ajuda para se livrar do fumavam, regularmente, a pedra feita com o subproduto vício do crack. A droga já é a segunda maior causa da cocaína. Para combater o problema, o Ministério da de procura por atendimento nos centros do SUS Saúde aposta em diversificar o tratamento. A abordagem especializados em abuso de álcool e drogas, o de usuários nas ruas é uma das estratégias. A exemplo CAPS-AD. Nesses locais, o crack só perde para a do que ocorre em Salvador, Rio e outras 12 capitais bebida. montarão consultórios de rua para atrair pacientes que - A rede de tratamento em algumas regiões foi resistem a procurar ajuda. surpreendida pelo aumento da procura pelo trata- - Depois que se fica dependente de crack, é difícil sair. O mento (do crack), principalmente nas grandes cida- melhor é não entrar nessa - alerta o professor Kess- des - constata Pedro Gabriel Delgado, coordenador ler.Leia a íntegra desta notícia no Globo Digital, só para do Programa de Saúde Mental do Ministério da assinantes Saúde. Fonte: OGlobo BOLETIM INFORMATIVO
  • 3. ANO I—VOLUME I PÁGINA 3 SELIC? COPOM? Tire suas dúvidas! Selic é a sigla para Sistema Especial de Liquidação e O Copom foi instituído em junho de 1996 para estabelecer Custódia, criado em 1979 pelo Banco Central e pela as diretrizes da política monetária e definir a taxa de juros. Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mer- cados Financeiro e de Capitais) com o objetivo de tor- O colegiado é composto pelo presidente do Banco Central, nar mais transparente e segura a negociação de títulos Alexandre Tombini, e os diretores de Política Monetária, públicos. Política Econômica, Estudos Especiais, Assuntos Interna- O Selic é um sistema eletrônico que permite a atualiza- cionais, Normas e Organização do Sistema Financeiro, ção diária das posições das instituições financeiras, Fiscalização, Liquidações e Desestatização, e Administra- assegurando maior controle sobre as reservas bancá- ção. rias. O Copom se reúne em dois dias seguidos. No primeiro dia Hoje, Selic identifica também a taxa de juros que reflete da reunião, participam também os chefes dos seguintes: a média de remuneração dos títulos federais negocia- dos com os bancos. A Selic é considerada a taxa bási- Departamento Econômico (Depec), Departamento de Ope- ca porque é usada em operações entre bancos e, por rações das Reservas Internacionais (Depin), Departamen- isso, tem influência sobre os juros de toda a economia. to de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos (Deban), Departamento de Operações do Mercado Aberto (Demab), Departamento de Estudos e Pesquisas (Depep), além do gerente-executivo da Gerência-Executiva de Rela- cionamento com Investidores (Gerin). Coreia do Norte concorda em suspender Em acordo com os Estados Unidos, o programa nuclear regime de Kim Jong-Un vai receber 240 mil A Coreia do Norte concordou em suspender seu programa de testes nucleares e o enriquecimento toneladas de alimentos de urânio e permitir a entrada de inspetores internacionais para verificar as atividades de seu prin- em troca da paralisação cipal reator. Pyongyang cedeu à pressão do governo dos Estados Unidos, que ofereceu 240 mil dos testes nucleares e do toneladas de alimentos ao país. O acordo foi anunciado nesta quarta-feira (29) pelo Departamento de Estado americano e confir- en r iqu ec im en t o d e mado por um escritório da agência estatal norte-coreana KCNA. Essa é a primeira decisão do go- urânio, além de aceitar verno norte-coreano no cenário internacional desde que Kim Jong-Un assumiu o lugar do pai, o uma inspeção da AIEA ditador Kim Jong-Il, morto em dezembro. As negociações que levaram ao acordo ocorreram em Pequim, na semana passada. O objetivo da reu- nião era fazer Pyongyang voltar ao diálogo sobre o desarmamento do regime comunista. Além dos Es- tados Unidos, as conversas envolvem Coreia do Sul, Japão, China e Rússia. Os resultados do encon- tro, que inicialmente foi visto como pouco frutífero, só vieram à tona nesta quarta-feira, depois que as propostas foram levadas pelos negociadores norte-coreanos a Pyongyang e analisadas pelo governo de Kim Jong-Un. saiba mais Desde a morte de Kim Jong-Il autoridades internacionais, agências de inteligência e especialistas espe- culam sobre como um jovem de menos de 30 anos (ele teria 28 ou 29 anos), do qual até então pouco se sabia, comandaria o país mais fechado do mundo. Dias depois da morte de Kim Jong-Il, o governo da Coreia do Norte soltou um comunicado afirmando que o regime não mudaria. O anúncio desta quar- ta-feira, porém, destoa da posição do país nos últimos anos (os inspetores nucleares internacionais foram expulsos em 2006). Apesar de não terem sido divulgados prazos para a suspensão do programa nuclear norte-coreano nem para a visita dos inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), o acordo é um passo importante para a redução da tensão gerada pelas manobras militares de Pyongyang na região, que vive sob o temor de uma guerra que não acabou. "Os Estados Unidos ainda têm grandes preocupações sobre a postura da Coreia do Norte em relação a diversos assuntos, mas o anúncio de hoje reflete um importante, ainda que limitado, progresso em solucionar alguns deles", afir- mou a porta-voz do Departamento de Estado americano, Victoria Nuland. A exigência da Coreia do Norte para que as 240 mil toneladas, que o governo de Barack Obama insisti- a que fossem entregues apenas com o selo de ajuda humanitária, fossem incluídas no acordo dá um sinal de que os norte-coreanos não vão apenas ceder sem suas condições. No âmbito interno, certa- mente, os alimentos chegarão como uma conquista de Kim Jong-Un para seu povo. No cenário interna- cional, a decisão mostra que a Coreia do Norte está de volta à mesa para negociar. Fonte: Revista Época
  • 4. PÁGINA 4 Pobreza no Brasil diminui 7,9% em 2011, diz IPEA Apesar da crise econômica segundo o pesquisador Mar- 0,51 e que o crescimento da mundial, que vem se acentu- celo Neri. “O Brasil está um renda familiar per capita ando e aumentando as pouco na contramão de sua média foi 2,7% nos 12 me- desigualdades em vários história pregressa e da de ses estudados. países, no Brasil a pobre- outros países emergentes e Neri defendeu que os resul- za caiu 7,9% entre janeiro desenvolvidos. Aqui a desi- tados positivos devem-se às de 2011 e janeiro de gualdade vem caindo nos políticas públicas de redu- 2012 e as desigualdades últimos 11 anos consecutivos ção da pobreza e ao fato de continuam a diminuir. A e está caindo com mais rapi- os brasileiros terem menos constatação faz parte da dez do que antes e hoje esta- filhos e não deixarem de pesquisa De Volta ao mos no nosso menor nível de matriculá-los na escola. País do Futuro, que analisou desigualdade da série históri- “Educação é o fator mais a nova classe média e foi ca que começa em 1960”, importante para esse resul- divulgada hoje (7) pela Fun- disse. O estudo mostra que, tado, conforme nossos estu- dação Getulio Vargas (FGV). de janeiro de 2011 a janeiro dos, e a melhora na educa- Essa queda aconteceu em de 2012, o índice de Gini, ção pode significar uma um rítmo três vezes mais rá- que mede a desigualdade queda maior ainda.” pido que as metas do Milênio numa escala de 0 a 1, caiu das Nações Unidas (ONU), 2,1%, passando de 0,53 para Fonte: Revista Época Especialistas defendem controle da entrada de “O governo capitais especulativos para conter valorização do real brasileiro é muito Mais recente tentativa do Brasil em lidar com a cha- para conter a valorização do real é o governo mada “guerra cambial”, o reajuste do Imposto sobre barrar a entrada de capital especulativo”, diz. Operações Financeiras (IOF) cobrado na entrada de Gonçalves defende a proibição para estrangeiros comprometido capitais estrangeiros é considerado um paliativo por comprarem ações na bolsa de valores no merca- diversos economistas. Para professores de econo- do secundário (quando os papéis já foram emiti- com o mercado mia ouvidos pela Agência Brasil, o controle direto dos pelas empresas e apenas trocam de mãos) e sobre a entrada de capitais especulativos no país adquirirem títulos públicos. Ele, no entanto, admi- financeiro. seria a melhor ação para conter a valorização do te que não há condições políticas para promover real. essas medidas. “O governo brasileiro é muito Dificilmente essas Os especialistas divergem em relação ao momento comprometido com o mercado financeiro. Dificil- em que a medida deveria ter se iniciado. Eles ressal- mente essas iniciativas iriam para frente”, avalia. iniciativas iriam tam, no entanto, que o controle de capitais é mais André Nassif, professor de Economia Internacio- eficaz do que a redução dos juros ou a taxação de nal da Universidade Federal Fluminense (UFF) e para frente.” operações cambiais para que o Brasil possa fazer da Fundação Getulio Vargas (FGV), também frente aos países desenvolvidos, que, na avaliação apoia o controle de capitais estrangeiros que do governo brasileiro, ameaçam a competitividade entram no país, mas diz que o governo brasileiro dos países emergentes com medidas de política perdeu o momento certo de se contrapor à guerra monetária. cambial. “Agora é tarde. O Brasil não pode fazer Nos últimos dois anos, bancos centrais de economi- nada porque precisa desses capitais para financi- as avançadas têm injetado dinheiro no mercado ar o déficit em transações correntes”, declara. para combater a crise global. O exemplo mais recen- As transações correntes representam a soma do te foi a liberação de 529 bilhões de euros pelo Ban- saldo da balança comercial, das importações e co Central Europeu (BCE), que emprestou a quantia exportações de serviços e as remessas de lucros, a 800 bancos do continente com juros próximos de juros e dividendos ao exterior. Em janeiro, o défi- zero. Foi a segunda operação em pouco mais de cit nessa conta acumulado em 12 meses atingiu dois meses. Em dezembro de 2011, o BCE havia US$ 54,1 bilhões (2,17% do Produto Interno Bru- injetado mais 489 bilhões de euros. to). Para financiar esse rombo, o país depende Essas ações estimulam as economias locais, mas da entrada de capitais financeiros. resultam na desvalorização artificial das moedas dos Segundo Nassif, o governo deveria ter restringido países desenvolvidos. Os países emergentes veem o ingresso de capital estrangeiro antes de o real a cotação do dólar e do euro caírem e têm as expor- começar a se sobrevalorizar, em 2004. “A equipe tações cada vez mais prejudicadas, enquanto as econômica teve uma nova oportunidade no início importações ganham incentivo. de 2010, quando o real se desvalorizou [depois Professor titular de Economia Internacional da Uni- da quebra do Lehman Brothers]. Agora, o Brasil versidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Reinal- terá de esperar a próxima crise para o dólar subir do Gonçalves acredita que o controle de capitais é a e o governo poder limitar a entrada de capital.” solução mais eficiente para conter a valorização do real. “Do mesmo jeito que o único remédio para a Fonte: Agência Brasil, em Brasília obesidade é fechar a boca, a única medida eficaz BOLETIM INFORMATIVO
  • 5. ANO I—VOLUME I PÁGINA 5 Antes de visitar a Síria, Annan diz que intervenção pode piorar a situação O ex-secretário-geral das Nações Unidas Kofi Annan, “Fiquei devastada pelo que vi ontem em nomeado na semana passada enviado especial da Baba Amr”, disse Amos após deixar um ONU e da Liga Árabe para a Síria, manifestou preocu- encontro com ministros em Damasco. pação nesta quinta-feira (8) com uma possível inter- “A devastação lá é significativa, aquela venção estrangeira no país árabe. No Cairo, capital do parte de Homs está completamente des- Egito, sede da Liga Árabe, de onde partirá para Da- truída e eu estou preocupada em saber masco, Annan conversou com repórteres e afirmou que sua prioridade é “fazer todo o possível para pres- o que houve com as pessoas que vivem sionar pelo cessação das hosti- naquela parte da cidade”. lidades e pelo fim da matança Tanto Amos quanto Annan tenta- e da violência”. Para Annan, rão fazer com que o governo sírio como conta a Reuters, esse aceite, ao menos, a entrada de objetivo não será alcançado se grupos de ajuda humanitária no a Síria for atacada. país com alimentos e medicamen- tos para as vítimas dos conflitos. “Espero que ninguém es- Atualmente, a ONU prepara esto- teja pensando seriamente ques de comida para alimentar 1,5 milhão de pessoas durante 90 em usar a força nesta si- dias. A Síria resiste a permitir a tuação. Acredito que entrada de agências internacio- qualquer militarização a nais por temer que as questões mais vai piorar a situa- humanitárias sejam usadas como ção.” justificativa para uma intervenção militar. Ainda segundo a Reuters, Annan afirmou que a Apesar das tentativas da ONU, é crescente a ten- “solução definitiva” só pode ser um “acerto político”. dência, dentro e fora da Síria, de defender ataques Assim, disse o político ganês, ele vai “instar o governo contra o regime de Assad. Nos Estados Unidos, os e todo o grande espectro da oposição a se juntar para militares já passaram a discutir detalhes de como trabalhar” por uma solução que “vai respeitar as aspi- ocorreria uma intervenção. E analistas e ativistas rações do povo sírio”. O levante contra o governo do sírios duvidam das intenções de Assad ao receber ditador Bashar al-Assad completa um ano neste mês gente como Amos e Annan. Ao jornal The Guardian, de março e, segundo a ONU, pelo menos 7,5 mil pes- Rime Allaf, pesquisador da Chatham House, um soas foram mortas desde então. centro de análises políticas do Reino Unido, mani- festou essa preocupação. Nesta quinta-feira, quem está na Síria é a britânica Valerie Amos, sub-secretária-geral da ONU para As- “Os revolucionários estão certos ao dizer suntos Humanitários. Ela visitou Damasco e, sob es- que qualquer iniciativa diplomática é mera- colta das forças de Assad, visitou a cidade de Homs, mente dar ao regime muito mais tempo para um dos bastiões da oposição. Ela visitou o bairro de fazer seu trabalho sujo, que é esmagar a Baba Amr, duramente castigado por bombardeios das revolução de uma formam muito violenta… forças regulares, e manifestou à Reuters muita preo- Não é nada mais do que uma perda de tem- cupação com o que viu. po.” Você sabia? Síria, oficialmente República compreendia toda a região do provincial do Árabe da Síria, é um país árabe Levante, enquanto atualmente Império Ma- no Sudoeste Asiático, e faz abrange os locais de antigos meluco. Da- fronteira com o Líbano e o Mar reinos e impérios, incluindo as masco é larga- Mediterrâneo a oeste, Israel no civilizações de Ebla do III mi- mente reco- sudoeste, Jordânia no sul, Ira- lênio a.C. Na era islâmica, sua nhecida como uma das cidades que a leste, e Turquia no norte. capital, Damasco, foi a capital mais antigas continuadamente O nome Síria, antigamente do Império Omíada e a capital habitadas do mundo.
  • 6. Agência da ONU tem "sérias preocupações" com ativi- dade nuclear do Irã O Irã triplicou sua produção mensal de Embora Obama tenha dado garantias da enriquecimento de urânio de grau elevado e a determinação firme norte-americana contra agência nuclear da Organização das Nações o Irã antes do encontro na Casa Branca, Unidas tem "sérias preocupações" com as os dois aliados ainda estão muito distantes possíveis dimensões militares às atividades no que diz respeito às "linhas vermelhas" atômicas de Teerã, disse o chefe da agência nucleares explícitas que Teerã não poderá nesta segunda-feira. cruzar. Yukiya Amano, diretor-geral da AIEA (Agência Internacional de Energia Atômica), falou ainda O Irã nega as acusações de que está ao conselho diretor de 35 países do órgão acobertando a busca por capacidade de sobre a falta de progresso em duas rodadas produzir armas nucleares, em parte por de negociações entre a AIEA e Teerã este meio da coordenação dos esforços para ano. processar urânio, teste de altos explosivos O presidente dos Estados Unidos, Barack e renovação de um cone de míssil balístico Obama, e o primeiro-ministro de Israel, para acomodar uma ogiva nuclear. Benjamin Netanyahu, devem se encontrar em Mas sua recusa em reduzir o trabalho Washington para discutir sobre o Irã, atômico que pode ter aplicações tanto civis profundamente em desacordo sobre o quanto militares atraiu sanções cada vez momento para uma possível ação militar de mais severas da ONU e de países último caso contra o programa nuclear ocidentais contra o produtor de petróleo. iraniano. Curta: Nova política de privacidade põe Google e UE em rota de colisão A empresa de internet Google adotou nesta quinta-feira uma nova política de privacidade apesar dos alertas da União Europeia de que a companhia possa estar violando leis euro- peias. Com a nova política, dados coletados pelo serviço de buscas da Google podem ser com- partilhadas com outras plataformas do grupo, como YouTube, Gmail e Blogger. Na práti- ca, mais de 60 políticas de privacidade de diferentes sites do Google serão unificadas em uma só. A Google disse que as novas mudanças podem produzir resultados de busca melhores para os usuários que levam em consideração o seu histórico de buscas. Já a União Europeia anunciou que pretende investigar a nova política de privaci- dade da empresa. Sobre o Informativo: Coordenador da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais: Pierre Tramontini Coordenador da Escola de Negócios: Carlos José Rodrigues da Silva Núcleo da Prova Institucional: Luiza Cristina de Castro Faria Márcio Morais de Sousa Dúvidas, sugestões e críticas: npi@projecao.br