SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 58
ESTRUTURA ATÔMICA
Profa. Karen
ATIVIDADE
VÍDEO
ELETROSFERA DO ÁTOMO
Em torno do núcleo do átomo temos uma região denominada
de eletrosfera que é dividida em 7 partes chamada
camadas eletrônicas ou níveis de energia.
Do núcleo para fora estas camadas são representadas pelas
letras K, L, M, N, O, P e Q.
Em cada camada poderemos encontrar um número máximo de
elétrons, que são:
Pesquisando o átomo, Sommerfeld chegou àconclusão que os
elétrons de um mesmo nível não estão igualmente distanciados
do núcleo porque as trajetórias, além de circulares, como
propunha Bohr, também podem ser elípticas.
Esses subgrupos de elétrons estão em regiões chamadas de
subníveis e podem ser de até 4 tipos:
Os subníveis em cada nível são:
E crescente
DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA
O átomo de cálcio possui número atômico 20, sua distribuição
eletrônica, nos subníveis será:
1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2
O átomo de cobalto tem número atômico 27, sua distribuição
eletrônica, nos subníveis será:
1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d7
DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA DE ÍONS
Para os cátions devemos distribuir os elétrons como se
eles fossem neutros e, em seguida, da última camada retirar os
elétrons perdidos.
Fe2+ (Z = 26)
Configuração normal:
1s2, 2s2, 2p6, 3s2, 3p6, 4s2, 3d6.
Retirando 2 elétrons do último nível (nível 4)
Configuração do cátion:
(1s2, 2s2, 2p6, 3s2, 3p6, 3d 6) 2+
Para os ânions devemos adicionar os elétrons ganhos aos já
existentes no átomo e, em seguida distribuir o total.
S 2- (Z = 16): 16 + 2 = 18 elétrons.
Configuração do íon:
(1s2, 2s2, 2p6, 3s2, 3p6) 2 –
Caracterização do elétron:
Números quânticos
Subnivel mais energético:
Números quânticos principal e azimutal.
A energia potencial está relacionada ao número quântico
principal, que fornece a distância do elétron ao núcleo.
A energia cinética está relacionada ao número quântico
secundário (azimutal), que fornece a forma do orbital, o que
caracteriza o movimento do elétron.
Então, teremos a relação:
1 - Quanto maior a soma (n + l), mais energético é o
conjunto.
2 - Quando a soma (n + l) é igual para conjuntos de
subníveis e níveis diferentes, terá maior energia o conjunto
que apresentar maior valor de n.
Os subníveis são preenchidos em ordem crescente de energia
(ordem energética).
Linus Pauling descobriu que a energia dos subníveis cresce na
ordem: 1s 2s 2p 3s 3p 4s 3d 4p 5s 4d 5p 6s 4f 5d 6p 7s 5f 6d...
EXEMPLO:
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt

Estrutura atômica aula 3
Estrutura atômica aula 3Estrutura atômica aula 3
Estrutura atômica aula 3Katia Venancio
 
Estrutura atômica
Estrutura atômicaEstrutura atômica
Estrutura atômicaestead2011
 
Estrutura atômica
Estrutura atômicaEstrutura atômica
Estrutura atômicaestead2011
 
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.Mara Farias
 
Química inorgânica
Química inorgânica Química inorgânica
Química inorgânica Alex Junior
 
Quimica i quimica_inorganica
Quimica i quimica_inorganicaQuimica i quimica_inorganica
Quimica i quimica_inorganicajoogolombori
 
Apostila inorganica ufjf
Apostila inorganica ufjfApostila inorganica ufjf
Apostila inorganica ufjfPedro Santos
 
Atomística, Números Quânticos, Íons
Atomística, Números Quânticos, ÍonsAtomística, Números Quânticos, Íons
Atomística, Números Quânticos, ÍonsCarlos Priante
 
Química Geral - Estrutura Atômica
Química Geral - Estrutura AtômicaQuímica Geral - Estrutura Atômica
Química Geral - Estrutura AtômicaFrancisco Garrido
 
Aula de Quimica -Do curso de engenharia mecanica
Aula de Quimica -Do curso de engenharia mecanicaAula de Quimica -Do curso de engenharia mecanica
Aula de Quimica -Do curso de engenharia mecanicaMarceloAugustoLeonez
 
Lista de Exercícios Estrutura Atômica
Lista de Exercícios Estrutura AtômicaLista de Exercícios Estrutura Atômica
Lista de Exercícios Estrutura Atômicaiqscquimica
 
Química distribuição eletronica
Química   distribuição eletronicaQuímica   distribuição eletronica
Química distribuição eletronicaRubao1E
 
Números quânticos
Números quânticosNúmeros quânticos
Números quânticoscmdantasba
 
Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...
Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...
Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...samuelsoaresvasco202
 
Distribuicao Eletrônica do Átomos.pdf
Distribuicao Eletrônica do Átomos.pdfDistribuicao Eletrônica do Átomos.pdf
Distribuicao Eletrônica do Átomos.pdfCarley Abreu
 

Semelhante a AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt (20)

Estrutura atômica aula 3
Estrutura atômica aula 3Estrutura atômica aula 3
Estrutura atômica aula 3
 
Estrutura atômica
Estrutura atômicaEstrutura atômica
Estrutura atômica
 
Estrutura atômica
Estrutura atômicaEstrutura atômica
Estrutura atômica
 
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
Explicação e exercícios sobre Química Orgânica.
 
Química inorgânica
Química inorgânica Química inorgânica
Química inorgânica
 
Quimica i quimica_inorganica
Quimica i quimica_inorganicaQuimica i quimica_inorganica
Quimica i quimica_inorganica
 
Apostila inorganica ufjf
Apostila inorganica ufjfApostila inorganica ufjf
Apostila inorganica ufjf
 
Aulas 6 a 16 - Atomística
Aulas 6 a 16 -  AtomísticaAulas 6 a 16 -  Atomística
Aulas 6 a 16 - Atomística
 
Atomicidade
AtomicidadeAtomicidade
Atomicidade
 
Atomística, Números Quânticos, Íons
Atomística, Números Quânticos, ÍonsAtomística, Números Quânticos, Íons
Atomística, Números Quânticos, Íons
 
Química Geral - Estrutura Atômica
Química Geral - Estrutura AtômicaQuímica Geral - Estrutura Atômica
Química Geral - Estrutura Atômica
 
Aula de Quimica -Do curso de engenharia mecanica
Aula de Quimica -Do curso de engenharia mecanicaAula de Quimica -Do curso de engenharia mecanica
Aula de Quimica -Do curso de engenharia mecanica
 
Lista de Exercícios Estrutura Atômica
Lista de Exercícios Estrutura AtômicaLista de Exercícios Estrutura Atômica
Lista de Exercícios Estrutura Atômica
 
Química distribuição eletronica
Química   distribuição eletronicaQuímica   distribuição eletronica
Química distribuição eletronica
 
Números quânticos
Números quânticosNúmeros quânticos
Números quânticos
 
Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...
Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...
Naftal Naftal-Tema I-Palestra I-Estrutura Atomica-Tabela Periodica-Quimica Ge...
 
AULA DE QUÍMICA IFTO
AULA DE QUÍMICA IFTOAULA DE QUÍMICA IFTO
AULA DE QUÍMICA IFTO
 
E
EE
E
 
Modelos Atmicos2
Modelos Atmicos2Modelos Atmicos2
Modelos Atmicos2
 
Distribuicao Eletrônica do Átomos.pdf
Distribuicao Eletrônica do Átomos.pdfDistribuicao Eletrônica do Átomos.pdf
Distribuicao Eletrônica do Átomos.pdf
 

Último

Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfGisellySobral
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 

Último (20)

Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 

AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt

  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 29.
  • 30. ELETROSFERA DO ÁTOMO Em torno do núcleo do átomo temos uma região denominada de eletrosfera que é dividida em 7 partes chamada camadas eletrônicas ou níveis de energia. Do núcleo para fora estas camadas são representadas pelas letras K, L, M, N, O, P e Q. Em cada camada poderemos encontrar um número máximo de elétrons, que são:
  • 31.
  • 32.
  • 33. Pesquisando o átomo, Sommerfeld chegou àconclusão que os elétrons de um mesmo nível não estão igualmente distanciados do núcleo porque as trajetórias, além de circulares, como propunha Bohr, também podem ser elípticas. Esses subgrupos de elétrons estão em regiões chamadas de subníveis e podem ser de até 4 tipos: Os subníveis em cada nível são: E crescente
  • 34.
  • 35. DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA O átomo de cálcio possui número atômico 20, sua distribuição eletrônica, nos subníveis será: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 O átomo de cobalto tem número atômico 27, sua distribuição eletrônica, nos subníveis será: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d7
  • 36. DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA DE ÍONS Para os cátions devemos distribuir os elétrons como se eles fossem neutros e, em seguida, da última camada retirar os elétrons perdidos. Fe2+ (Z = 26) Configuração normal: 1s2, 2s2, 2p6, 3s2, 3p6, 4s2, 3d6. Retirando 2 elétrons do último nível (nível 4) Configuração do cátion: (1s2, 2s2, 2p6, 3s2, 3p6, 3d 6) 2+ Para os ânions devemos adicionar os elétrons ganhos aos já existentes no átomo e, em seguida distribuir o total. S 2- (Z = 16): 16 + 2 = 18 elétrons. Configuração do íon: (1s2, 2s2, 2p6, 3s2, 3p6) 2 –
  • 37.
  • 38.
  • 39.
  • 40.
  • 42.
  • 43.
  • 44.
  • 45.
  • 46. Subnivel mais energético: Números quânticos principal e azimutal. A energia potencial está relacionada ao número quântico principal, que fornece a distância do elétron ao núcleo. A energia cinética está relacionada ao número quântico secundário (azimutal), que fornece a forma do orbital, o que caracteriza o movimento do elétron. Então, teremos a relação: 1 - Quanto maior a soma (n + l), mais energético é o conjunto. 2 - Quando a soma (n + l) é igual para conjuntos de subníveis e níveis diferentes, terá maior energia o conjunto que apresentar maior valor de n.
  • 47. Os subníveis são preenchidos em ordem crescente de energia (ordem energética). Linus Pauling descobriu que a energia dos subníveis cresce na ordem: 1s 2s 2p 3s 3p 4s 3d 4p 5s 4d 5p 6s 4f 5d 6p 7s 5f 6d...
  • 48.