Desempenho de aditivos químicos para matrizes a base de cimento
<ul><li>MARLOVA PIVA KULAKOWSKI </li></ul><ul><li>Engenheira Civil, Mestre em Engenharia Civil (UFRGS) e Doutora em Engenh...
EQUIPE Prof. Dra. Marlova Piva Kulakowski – Coordenadora Prof. Dr. Claudio de Souza Kazmierczak, eng. Civil Prof. Dra. Jan...
OBJETIVOS Contribuir ao estudo do desempenho de aditivos químicos em interação com as matérias primas e resíduos empregado...
<ul><li>OBJETIVOS: </li></ul><ul><li>Não geração (PRINCIPAL) </li></ul><ul><li>Minimização  </li></ul><ul><li>Reutilização...
<ul><li>Paulon e Granato (2003) </li></ul><ul><ul><li>6 bilhões de toneladas de concreto são consumidas anualmente no mund...
<ul><li>Central Dosadora  é a principal fonte de resíduos de concreto no estado plástico. </li></ul><ul><li>Geração  de re...
<ul><li>Destino </li></ul><ul><ul><li>áreas destinadas a bota-fora, posteriormente são removidos por transportadoras de en...
<ul><li>Caixa de sedimentação </li></ul><ul><li>Separação mecânica dos agregados da água de lavagem </li></ul><ul><li>Util...
Desempenho de aditivos químicos para matrizes a base de cimento
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto Mpk Aditivos

1.070 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.070
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
34
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Mpk Aditivos

  1. 1. Desempenho de aditivos químicos para matrizes a base de cimento
  2. 2. <ul><li>MARLOVA PIVA KULAKOWSKI </li></ul><ul><li>Engenheira Civil, Mestre em Engenharia Civil (UFRGS) e Doutora em Engenharia Metalúrgica (UFRGS). </li></ul><ul><li>Áreas de atuação : </li></ul><ul><li>Resíduos da construção e demolição; </li></ul><ul><li>Resíduos de outros setores; </li></ul><ul><li>Reciclagem e disposição final de resíduos; </li></ul><ul><li>Caracterização de materiais e resíduos; </li></ul><ul><li>Durabilidade; </li></ul><ul><li>Novos materiais. </li></ul><ul><li>E-mail: [email_address] </li></ul>LINHAS DE PESQUISA Reciclagem DE OUTRAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO Destinação final ENCAPSULAMENTO INCINERAÇÃO ATERRO SANITÁRIO Evitar ou minimizar PRODUÇÃO MAIS LIMPA RACIONALIZAÇÃO DURABILIDADE VIABILIDADE ECONÔMICA Linha de Pesquisa 1 Linha de Pesquisa 2
  3. 3. EQUIPE Prof. Dra. Marlova Piva Kulakowski – Coordenadora Prof. Dr. Claudio de Souza Kazmierczak, eng. Civil Prof. Dra. Jane Prozsek Gorninski, Química Prof. Dra. Feliciane Andrade Brehm, Química Eng. Mara Rúbia F. Guerreiro - Colaboradora Acad. Eng. Civil Sara Gewehr, Bolsista UNIBIC Acad. Eng. Civil Alan Donasolo, Bolsista BIC-FAPERGS Apoio – BASF, Logustec
  4. 4. OBJETIVOS Contribuir ao estudo do desempenho de aditivos químicos em interação com as matérias primas e resíduos empregados no concreto, bem como com o meio ambiente. <ul><ul><li>verificar a contribuição do emprego de aditivos químicos para a minimização e reciclagem de resíduos; </li></ul></ul><ul><ul><li>analisar o desempenho mecânico e de durabilidade de concretos e argamassas com aditivos; </li></ul></ul><ul><ul><li>estudar a interação dos aditivos químicos com resíduos incorporados em matriz cimentante; </li></ul></ul><ul><ul><li>verificar o desempenho ambiental de concretos e argamassas compostos com aditivos químicos. </li></ul></ul>
  5. 5. <ul><li>OBJETIVOS: </li></ul><ul><li>Não geração (PRINCIPAL) </li></ul><ul><li>Minimização </li></ul><ul><li>Reutilização e reciclagem dos resíduos </li></ul><ul><li>Destinação final adequada </li></ul>JUSTIFICATIVA Resolução Conama 307
  6. 6. <ul><li>Paulon e Granato (2003) </li></ul><ul><ul><li>6 bilhões de toneladas de concreto são consumidas anualmente no mundo. </li></ul></ul><ul><li>Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (2005) </li></ul><ul><ul><li>Produção nacional de cimento = 36,6 milhões de toneladas </li></ul></ul><ul><ul><li>Consumo de cimento da região sul = 16,5% da produção nacional (6 milhões e 39 mil toneladas) </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>33% (1 milhão e 999 mil toneladas) deste consumo foi utilizado pelo RS </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Centrais Dosadoras de Concreto do RS consumiram 17% (338.788 toneladas) do consumo total de cimento no RS. </li></ul></ul></ul>RELEVÂNCIA
  7. 7. <ul><li>Central Dosadora é a principal fonte de resíduos de concreto no estado plástico. </li></ul><ul><li>Geração de resíduos ocorre: </li></ul><ul><ul><li>Retorno de sobras de concreto no balão dos caminhões betoneiras </li></ul></ul><ul><ul><li>Tubulação e agitador das bombas de concreto </li></ul></ul><ul><ul><li>Limpeza dos caminhões e das instalações da Central. </li></ul></ul><ul><li>ABESC(2002) </li></ul><ul><ul><li>350.000m3 de concreto residual foram desperdiçados no Brasil </li></ul></ul><ul><ul><li>2,5% do volume total de concreto produzido nas Centrais </li></ul></ul>RESÍDUOS CONCRETO CENTRAL DOSADORA
  8. 8. <ul><li>Destino </li></ul><ul><ul><li>áreas destinadas a bota-fora, posteriormente são removidos por transportadoras de entulho </li></ul></ul><ul><ul><li>não sendo realizada nenhuma forma de reaproveitamento. </li></ul></ul>RESÍDUOS CONCRETO CENTRAL DOSADORA
  9. 9. <ul><li>Caixa de sedimentação </li></ul><ul><li>Separação mecânica dos agregados da água de lavagem </li></ul><ul><li>Utilização do aditivo estabilizador de hidratação (AEH) </li></ul>TRATAMENTO E RECICLAGEM DE RESÍDUOS EM CENTRAIS DOSADORAS <ul><li>Okawa et al (2000), Paolini e Khurana (1988) </li></ul><ul><ul><li>o AEH é um estabilizador de pega com o objetivo de interromper a hidratação do cimento por um determinado período </li></ul></ul><ul><ul><li>após esse período é adicionado o ativador (concreto novo) que permitirá a reutilização desse concreto. </li></ul></ul><ul><ul><li>mistura mantida no estado plástico por até 72 horas </li></ul></ul><ul><ul><li>a utilização do AEH não altera as propriedades mecânicas do concreto quando utilizado adequadamente. </li></ul></ul>
  10. 10. Desempenho de aditivos químicos para matrizes a base de cimento

×