A Arte de não Adoecer           Dr. Dráuzio Varella Comentários: Arnaldo Camargo Alcoólicos Anônimos de Capivari – 20.04.2...
Se não quiser adoecer...(quinto passo - admitir)   ...Fale de Seus   Sentimentos.  Emoções e sentimentos que são escondido...
Se não quiser adoecer...(terceiro passo - entregar)          ...Tome A pessoa Decisões.          indecisa permanece na dúv...
Se não quiser adoecer...      (oitavo passo - reparo)       ...Busque       Soluções. Pessoas negativas não enxergam soluç...
Se não quiser adoecer... (1º. e 4º. passos-adm.invent.)      ...Não Viva deQuem esconde a realidade finge, faz pose,      ...
Se não quiser adoecer...       (sétimo passo-remover)       ...A c e i t e –       s e.de si próprio, a ausência de auto-A...
Se não quiser adoecer...                  (décimo primeiro passo - prece e meditação)                   ...C o n f i e.Que...
Se não quiser adoecer...            (12º. passo-mensagem)    ...Não Viva Sempre    Triste. O bom humor, a risada, o lazer,...
CAUSA MORTIS DE ACOOLISTA   (Hermano Tavares, psiquiatra especialista em DQ)1) 50% CAUSA CIGARRO –   DOPC (Doença Obstruti...
Comentário: Arnaldo CamargoTeclado:Túlio Rodrigues
Confissões de um viciado arrependido– Larguei de fumar há 20 anos. Hoje a fumaça me incomoda. Se o lugar  está cheio de fu...
– De tanto ter ouvido e nunca ter escutado o contrário, acabei convencido do  valor estatístico da observação. A nicotina ...
A nicotina é vil, persistente, derrota pelo cansaço. Em poucos dias, faz o  principiante virar um cachorro manso. Daí em d...
Boa noite  Sejam todos felizes
A arte de não adoecer Dr. Dráuzio (alcoolismo e fumo)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A arte de não adoecer Dr. Dráuzio (alcoolismo e fumo)

2.213 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

A arte de não adoecer Dr. Dráuzio (alcoolismo e fumo)

  1. 1. A Arte de não Adoecer Dr. Dráuzio Varella Comentários: Arnaldo Camargo Alcoólicos Anônimos de Capivari – 20.04.2008
  2. 2. Se não quiser adoecer...(quinto passo - admitir) ...Fale de Seus Sentimentos. Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos “segredos”, nossos erros... O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia!
  3. 3. Se não quiser adoecer...(terceiro passo - entregar) ...Tome A pessoa Decisões. indecisa permanece na dúvida, naansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões.Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.
  4. 4. Se não quiser adoecer... (oitavo passo - reparo) ...Busque Soluções. Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar aescuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.
  5. 5. Se não quiser adoecer... (1º. e 4º. passos-adm.invent.) ...Não Viva deQuem esconde a realidade finge, faz pose, Aparências.quer sempre dar a impressão que está bem,quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., estáacumulando toneladas de peso... uma estátuade bronze, mas com pés de barro. Nada piorpara a saúde que viver de aparências efachadas. São pessoas com muito verniz epouca raiz. Seu destino é a farmácia, ohospital, a dor. Religião pura e imaculada é visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e guardar-se da corrupção do mundo.Tiago 1:27
  6. 6. Se não quiser adoecer... (sétimo passo-remover) ...A c e i t e – s e.de si próprio, a ausência de auto-A rejeiçãoestima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar ascríticas, é sabedoria, bom senso e terapia.
  7. 7. Se não quiser adoecer... (décimo primeiro passo - prece e meditação) ...C o n f i e.Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não hárelacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus. Nunca perca a paciência. Recorde a paciência inesgotável de Deus.
  8. 8. Se não quiser adoecer... (12º. passo-mensagem) ...Não Viva Sempre Triste. O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. "O bom humor nos salva das mãos do doutor". Alegria é saúde e terapia! Nunca perca a esperança. Há milhões de pessoas aguardando os recursos de que você já dispõe.
  9. 9. CAUSA MORTIS DE ACOOLISTA (Hermano Tavares, psiquiatra especialista em DQ)1) 50% CAUSA CIGARRO – DOPC (Doença Obstrutiva Pulmonar Crônica)2) 25% CAUSA PRÓPRIO ÁLCOOL3) 20% CAUSA VIOLÊNCIA /ACIDENTES4) 5% DIVERSAS CAUSAS
  10. 10. Comentário: Arnaldo CamargoTeclado:Túlio Rodrigues
  11. 11. Confissões de um viciado arrependido– Larguei de fumar há 20 anos. Hoje a fumaça me incomoda. Se o lugar está cheio de fumantes, os olhos me ardem e, quando volto para casa, ponho a camisa para lavar e penduro a calça no banheiro para não impregnar o armário.– Minha inimizade com a nicotina, droga covarde, acontece no plano social e no pessoal. Em trinta anos de cancerologia, perdi a conta de quantos vi morrer só porque fumavam. No ano passado, morreram 200 mil pessoas por causa do cigarro no Brasil. É uma epidemia. Matou mais gente do que a Aids somada a todas as outras doenças infecciosas e às mortes por acidente e violência urbana!– No plano puramente pessoal, a inimizade é até maior. Maltratei meu corpo com cancerígenos de ação lenta durante dezenove anos. Mais grave ainda, o cigarro matou meu pai, um irmão alto e bonito aos 45 anos e um sogro querido.– Apesar de toda a motivação pessoal, se quiser ser honesto, devo confessar que ainda sonho com o cigarro. Parece que meu caso não é único. Muitos ex-fumantes relatam sonho idêntico.– A nicotina age o cérebro e altera o metabolismo dos neurônios. É a droga mais difícil de largar. Proíbo um adolescente com tuberculose de jogar fumaça nos pulmões. Ele entende, abandona a maconha, o crack, mas o cigarro não: “Pô, é mais difícil do que crack, doutor”.
  12. 12. – De tanto ter ouvido e nunca ter escutado o contrário, acabei convencido do valor estatístico da observação. A nicotina provoca uma doença crônica, recidivante.– Por isso ninguém tem o direito de julgar moralmente um fumante. Defendermo-nos da fumaça deles é uma coisa, dever de todos, mas considerá-los pessoas pusilânimes só porque fumam é demonstração de ignorância da ação farmacológica da nicotina. Todo mundo que fuma – até os que dizem “fumo mesmo e daí?” –, qualquer um, sem exceção, largaria imediatamente se isso não lhe trouxesse sofrimento. Que ser humano encontra prazer na escravidão? Quem gosta de andar com hálito de cinzeiro, com a pele sem vitalidade, com o fôlego curto e de correr o risco de ficar impotente ou de ter um ataque cardíaco no almoço de domingo?– Não vamos nos iludir, o fumante só não larga o cigarro por uma razão: não consegue. Não encontra forças para vencer a dependência. A síndrome de abstinência da droga desnorteia o coitado. Quando ela vem, a vida veste seu manto cinzento, e o corpo entra numa agitação crescente, inexorável. Só quem já passou por isso sabe o que é.– Então basta a primeira tragada, e a felicidade torna-se possível outra vez. Mas por pouco tempo. Menos de uma hora depois, a abstinência cruza os braços à soleira da porta: “Vai fumar já ou quer que espere?”. O dia inteiro nesse tormento, a vontade do usuário curva-se à abstinência como o marido diante da mulher enfezada: “Melhor fazer logo antes que ela fique nervosa”.
  13. 13. A nicotina é vil, persistente, derrota pelo cansaço. Em poucos dias, faz o principiante virar um cachorro manso. Daí em diante, é um maço por dia. Todo santo dia, sessenta milhões de mulheres e homens no Brasil inteiro, pelo resto de suas vidas, molham a mão do fornecedor.Para comemorar o Dia Internacional de Combate ao Fumo, o Ministério da Saúde vai obrigar os fabricantes a estampar nos maços figuras que lembrem as conseqüências do fumo, medida adotada com sucesso em outros países. Apesar de necessária, no entanto, a consciência dos malefícios de uma droga não é condição suficiente para acabar com a dependência dela.Para tanto, você, fumante, precisa de determinação. Se não confia na força de vontade de parar de uma vez, pelo menos tente diminuir a dose. É lógico que dá! Não venha com aquela conversa de que agora não é possível porque anda meio nervoso. Ninguém perde o juízo se não fumar 20 ou 30 cigarros por dia. Dez não está bom para começar? Dez fazem menos mal e é mais do que suficiente para aplacar as crises mais torturantes.Diminuir o cigarro sempre é possível. Mesmo que numa noite desvairada você enfie o pé na jaca e fume dois maços, a ressaca do dia seguinte vai ajudá-lo a segurar outra vez. Depois de ter feito isso, experimente parar um dia inteiro, só para ver como é. Calma, é um dia só, no outro você volta aos dez. Ou talvez, um pouco menos, quem sabe. Custa experimentar? Afinal, um mínimo de brio ainda lhe resta. Vai morrer sem tentar?Dráuzio Varella - Jornal Bom Dia – Bauru-SP – 07/07/07
  14. 14. Boa noite Sejam todos felizes

×