SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Baixar para ler offline
Sistema Circulatório
Sistema Circulatório
O sistema circulatório, também conhecido como sistema
cardiovascular, é responsável pelo transporte de sangue,
nutrientes, oxigênio, hormônios e outros materiais
essenciais pelo corpo. Ele é composto pelo coração, vasos
sanguíneos (artérias, veias e capilares) e sangue.
O sistema circulatório humano é composto pelos seguintes
elementos: Coração; Sangue vasos sanguíneos.
– Coração
o coração é o órgão central e desempenha a função de
bombear o sangue, fazendo com que ele circule por todo o
corpo.
É classificado como um órgão muscular oco, com formato de
cone, tendo aproximadamente o tamanho de um punho
fechado. Nos adultos, um coração saudável pesa entre 250 e
300g.
– Circulação do sangue
A circulação sanguínea corresponde a todo o percurso do
sistema circulatório que o sangue realiza no corpo humano,
de modo que no percurso completo, o sangue passa duas
vezes pelo coração.
– Tipos de vasos sanguíneos
Para entender como os vasos sanguíneos atuam no sistema
circulatório, é preciso saber que há uma pequena e uma
grande circulação sanguínea.
Pequena circulação: O sangue é bombeado do coração para
os pulmões e retorna para o coração com uma grande
quantidade de oxigênio. Em resumo, é um movimento
circulatório de coração-pulmão-coração. Começa no
ventrículo direito do coração, de onde sai sangue venoso por
meio da artéria pulmonar. A artéria pulmonar apresenta uma
bifurcação, gerando um ramo para cada pulmão, no qual
ocorre a capilarização dos vasos sanguíneos.
Após espalharem-se pelos pulmões, os capilares, em contato
direto com as paredes alveolares, vão se reunindo aos
poucos, formando vasos cada vez maiores, terminando por
quatro veias pulmonares que irão desembocar na aurícula
esquerda do coração.
Grande circulação: No sistema circulatório, a grande
circulação tem dois objetivos:
– Conduzir sangue arterial aos diversos órgãos do corpo;
– Recolher o sangue venoso e levá-lo ao coração.
Esse processo se inicia no ventrículo esquerdo do coração,
pelo qual o sangue sai pela artéria aorta e é distribuído por
todo o organismo (órgão por órgão) por meio dos inúmeros
ramos do tronco aórtico.
Dessa forma, depois de banhar todos os tecidos do corpo, o
sangue volta ao coração por meio das veias que desembocam
na aurícula direita.
Na pequena circulação, as artérias conduzem o sangue
venoso e as veias levam o sangue arterial.
Já na grande circulação, as artérias transportam o sangue
arterial e as veias levam o sangue venoso.
-Artérias
São vasos do sistema circulatório, que saem do coração e
transportam o sangue para as outras partes do corpo. A
parede da artéria é espessa, formada de tecido muscular
e elástico, que suporta a pressão do sangue.
O sangue venoso, rico em gás carbônico, é bombeado do
coração para os pulmões através das artérias
pulmonares. Enquanto o sangue arterial, rico em gás
oxigênio, é bombeado do coração para os tecidos do
corpo através da artéria aorta.
As artérias se ramificam pelo corpo, ficam mais finas,
formam as arteríolas, que se ramificam ainda mais,
originando os capilares.
Veias: As veias são vasos do sistema circulatório, que
transportam o sangue de volta dos tecidos do corpo para
o coração. Suas paredes são mais finas que as artérias.
A maior parte das veias transporta o sangue venoso, ou
seja, rico em gás carbônico. Contudo, as veias
pulmonares transportam o sangue arterial, oxigenado,
dos pulmões para o coração.
– Capilares sanguíneos
Os capilares são ramificações microscópicas de artérias e
veias do sistema circulatório. Suas paredes apresentam
apenas uma camada de células, que permitem a troca de
substâncias entre o sangue e as células. Os capilares se
ligam às veias, levando o sangue de volta para o coração.
Pelo corpo de uma pessoa adulta circula, em média, seis
litros de sangue, numa ampla rede de vasos sanguíneos,
bombeados pelo coração.
Sistema Linfático
Sistema Linfático
O sistema linfático é o principal sistema de defesa do
organismo. Ele é constituído pelos nódulos linfáticos
(linfonodos), ou seja, uma rede complexa de vasos,
responsável por transportar a linfa dos tecidos para o
sistema circulatório.
Além disso, ele possui outras funções como a proteção de
células imunes, pois atua junto ao sistema imunológico.
Outro importante papel do sistema linfático está na
absorção dos ácidos graxos e no equilíbrio dos fluidos
(líquidos) nos tecidos.
O sistema linfático é formado por diferentes
componentes e órgãos.
-Linfonodos
Os linfonodos (gânglios linfáticos) são chamados de
nódulos linfáticos. Eles são pequenos órgãos (com até 2
cm) presentes no pescoço, no tórax, no abdômen, na axila
e na virilha.
Formados por tecido linfoide e distribuídos pelo corpo, os
linfonodos são responsáveis por filtrarem a linfa antes
dela retornar ao sangue. Além disso eles também atuam
na defesa do organismo, impedindo a permanência de
partículas estranhas no corpo.
Linfa: A linfa é um líquido transparente e alcalino
semelhante ao sangue e que circula pelos vasos linfáticos.
Porém, ele não possui hemácias e, por isso, apresenta um
aspecto esbranquiçado e leitoso.
Responsável pela eliminação das impurezas, a linfa é
produzida pelo intestino delgado e fígado. Seu transporte
é feito pelos vasos linfáticos num único sentido
(unidirecional), filtrada pelos linfonodos e lançada no
sangue.
– Baço
Maior dos órgãos linfáticos, o baço é um órgão de ovalado,
localizado abaixo do diafragma e atrás do estômago.
Ele é responsável pela defesa do organismo e exerce as
seguintes funções: produção de anticorpos (linfócitos T e
B) e hemácias (hematopoiese), armazenamento de sangue
e liberação de hormônios.
– Timo
O timo é um órgão localizado na cavidade torácica,
próximo do coração.
Além de produzir as substâncias como a timosina e a
timina, o timo produz anticorpos (linfócito T), atuando,
dessa maneira, na defesa do organismo.
É curioso notar que o timo é um órgão que ao longo da
vida diminui de tamanho.
Sistema Nervoso
Sistema Nervoso
Coordena as funções dos sistemas e organismos. Recebe
estímulos, interpreta-os e desencadeia respostas
Sistema nervoso central
Constituído de estruturas do esqueleto axial, recebe estímulos
e desencadeia respostas
O crânio é dividido em cérebro (que é dividido em telencéfalo
e diencéfalo), tronco encefálico (que é dividido em
mesencéfalo, ponte e bulbo) e cerebelo
Há também a medula espinhal (canal vertebral)
Meninges
Dura máter- externa, espessa e resistente
Aracnóide- formato de teia de aranha, transparente e delicada
Pia máter- mais delicada, ela protege contra choques o SN
Espaços meníngeos
Espaço epidural- entre a dura máter e o periósteo do canal
medular. Recebe anestésicos
Espaço subdural- entre dura máter e aracnóide
Espaço subaracnóide- entre aracnóide e pia máter, é a mais
importante, pois recebe anestésicos, punção lombar e
introdução de contraste
No início há apenas a placa e crista neural. Depois surge o
tubo neural, depois prosencéfalo, rombencéfalo e medula
espinhal. Estes evoluem para telencéfalo, diencéfalo,
mesencéfalo, metencéfalo (que será o cerebelo e ponte) e
mielencéfalo (que será o bulbo)
Líquor
Líquido cérebro-espinhal, protege o SNC contra choques,
circula no espaço subaracnóide e ventrículos, é
continuamente produzido e absorvido
O Tronco encefálico
Mesencéfalo- coordena a contração muscular e a postura
corporal
Ponte- manuntenção da ponte corporal, equilíbrio do
corpo e músculos
Bulbo- Controla os movimentos cardíacos, respiratórios e
deglutição
Cerebelo
Equilíbrio do corpo, orientação espacial, coordenação
motora e tônus muscular
Medula espinhal
É responsável pelos reflexos e pela troca de informações
com o encéfalo, se localiza no canal vertebral
Sistema nervoso periférico
Conduzem os estímulos
Constituídos por nervos, que podem ser cranianos,
divididos em sensitivos, motores e viscerais ou espinhais.
Há também os gânglios e terminações nervosas
Nervos
Finos fios de axônio envolvidos por tecido conjuntivo,
que transmitem as mensagens
Podem ser cranianos ou espinhais
Ou, em relação a ter neurônios motores ou sensitivos, são
classificados em motores, sensitivos e mistos
Terminações nervosas
Captam os estímulos e levam para o sistema nervoso
central
Neurônios
Recebem, processam e enviam informações
Corpo celular- recebe os impulsos
Dentrito- ramificações do corpo celular, transmitem os
impulsos para o axônio seguinte
Axônio- transmitem os impulsos
Sistema Respiratório
Sistema Respiratório
O sistema respiratório é o conjunto dos órgãos
responsáveis pela absorção do oxigênio do ar pelo
organismo e da eliminação do gás carbônico retirado das
células.
Ele é formado pelas vias respiratórias e pelos pulmões. Os
órgãos que compõem as vias respiratórias são: cavidades
nasais, faringe, laringe, traqueia e brônquios.
– Divisão
Cada um dos órgãos do Sistema Respiratório ajuda a
manter o equilíbrio do organismo. Conheça a seguir as
funções desenvolvidas pelo Sistema Respiratório.
Troca gasosa: Quando inspiramos o ar atmosférico, que
contém oxigênio e outros elementos químicos, ele passa
pelas vias respiratórias e chega aos pulmões.
É nos pulmões que acontece a troca do dióxido de
carbono pelo oxigênio. E, graças aos músculos
respiratórios que este órgão cria forças para o ar fluir.
Tudo isso a partir de estímulos e comandos emitidos pelo
Sistema Nervoso Central.
– Nariz
O nariz é o órgão que representa a parte inicial do Sistema
Respiratório. Localizado no plano mediano da face, esse
órgão é composto pelo nariz externo (pirâmide nasal),
cavidade nasal (fossa nasal) e seios paranasais.
Nariz externo: O nariz externo ou pirâmide nasal,
estruturalmente apresenta uma parte óssea e uma parte
cartilaginosa visível na forma de uma pirâmide, onde a
base é formada pelas narinas (dois canais separados pelo
septo nasal), que são responsáveis pela comunicação do
meio externo com a cavidade nasal conduzindo o ar
inspirado até o vestíbulo nasal e o ápice, denominado raiz.
Cavidade nasal: Os ossos nasais e as placas de cartilagem
localizadas entre a base e o ápice formam o dorso nasal,
podendo variar e se apresentar como: retilíneo, côncavo e
convexo.
Seios paranasais: O seio maxilar, conhecido como Antros
de Highmore, é o maior seio paranasal e está localizado no
interior do osso maxilar. O espaço pneumático contido no
interior do osso maxilar comunica-se com a cavidade
nasal através do óstio sinusal maxilar no meato nasal, um
segundo orifício, o acessório, estão em geral presentes no
meato nasal médio, posterior ao primeiro. Em algumas
circunstâncias forma-se o que podemos chamar de
comunicação buco-sinusal que se dá pelo acesso direto do
espaço pneumático a cavidade bucal. O seio maxilar
relaciona-se na parte superior com o assoalho da órbita,
na parte inferior com o processo alveolar, na parte
anterior com a fossa canina e posteriormente com a
tuberosidade do maxilar.
– Faringe
A faringe é um tubo que serve de passagem tanto para os
alimentos quanto para o ar, portanto, faz parte do sistema
respiratório e do sistema digestório.
Sua extremidade superior se comunica com as cavidades
nasais e com a boca, na extremidade inferior se comunica
com a laringe e o esôfago. Suas paredes são musculosas e
revestidas de mucosa.
– Laringe
A laringe é o órgão que liga a faringe à traqueia. Na parte
superior da laringe está a epiglote, a válvula que se fecha
durante a deglutição.
Este é também o principal órgão da fala. Nela estão
localizadas as cordas vocais
-Traqueia
um tubo situado abaixo da laringe e formado por quinze
a vinte anéis cartilaginosos que a mantêm aberta.
Este órgão é revestido por uma membrana mucosa, e nela
o ar é aquecido, umidificado e filtrado.
-Brônquios
são duas ramificações da traqueia formados também por
anéis cartilaginosos.
Cada brônquio penetra em um dos pulmões e divide-se
em diversos ramos menores, que se distribuem por todo o
órgão formando os bronquíolos.
Os brônquios se ramificam e subdividem-se várias vezes,
formando a árvore brônquica.
– Pleura
uma membrana lisa e escorregadia, constituída de duas
camadas que se mantêm ligadas na extremidade inferior da
caixa torácica.
Na parte superior descolam-se, formando a pleura visceral
(aderida à superfície de cada pulmão) e a pleura parietal
(fixada à parede interna da caixa torácica).
No espaço que se abre entre elas, um líquido de ação
lubrificante facilita o deslizamento das membranas no
movimento da respiração.
-Pulmão
responsável pela troca do oxigênio em gás carbônico, através
da respiração.
É formado por duas massas esponjosas que preenchem a
maior parte da cavidade torácica - formada pela coluna
vertebral, nas costas, pelas costelas, nos lados e na frente, pelo
diafragma na parte inferior, pelas clavículas, em cima e pelo
esterno no meio do peito.
Cada pulmão apresenta a forma de um cone irregular,
medindo cerca de 25 cm de altura e 700 g de peso. O pulmão
direito é maior e dividido por duas fissuras, formando 3 partes
ou lobos: o superior, o médio e o inferior.
O esquerdo é menor, pois parte da cavidade torácica é ocupada
pelo coração. É dividido por uma fissura, formando dois lobos:
o superior e o inferior.
Sistema Digestivo
Sistema Digestivo
O Sistema Digestório é também conhecido como Sistema
Digestivo e é formado por um conjunto de órgãos que
atuam em relação ao processo de transformação do
alimento, que tem o objetivo de ajudar na absorção dos
nutrientes.
Tudo isso acontece por meio de processos mecânicos e
químicos.
– Divisão
O Sistema Digestório divide-se em duas partes.
Uma delas é o tubo digestório (propriamente dito), antes
conhecido como tubo digestivo. Ele se divide em três
partes: alto, médio e baixo. A outra parte corresponde aos
órgãos anexos.
Tubo digestório:Boca, faringe e esôfago.
Tubo digestório médio: Estômago e intestino delgado
(duodeno, jejuno e íleo).
Tubo digestório baixo: Intestino grosso (ceco, cólon
ascendente, transverso, descendente, a curva sigmoide e
o reto).
Órgãos anexos: Glândulas salivares, dentes, língua,
pâncreas, fígado e vesícula biliar.
– Boca e cavidade bucal
Na boca ocorre a mastigação, que corresponde ao
primeiro momento do processo da digestão mecânica.
Cavidade bucal: mantida úmida por secreções das
glândulas salivares submaxilares e sublinguais
Palato: O palato serve como um teto para a boca e um
assoalho para a cavidade nasal. Ele é constituído pelo
palato duro e palato mole.
Língua: A língua consiste em um corpo, um ápice e uma
raiz
Dentes: Os dentes são um dos componentes mais
importantes da cavidade oral devido ao seu papel na fala e
nas primeiras etapas da digestão.
Glândulas salivares: sua principal função é secretar saliva.
As glândulas salivares maiores ou principais são as
glândulas parótidas, submandibulares e sublinguais. Além
disso, existem cerca de 600 glândulas salivares menores
espalhadas pela cavidade oral.
– Faringe
Coluna muscular que se estende entre as cavidades nasal
e oral e a laringe e o esôfago. Formando uma passagem
comum para os alimentos e o para o ar. Ela também
participa no processo da fala
– Esôfago
é um órgão muscular oco que impulsiona os alimentos da
faringe para o estômago através de movimentos
peristálticos. A passagem de alimentos e líquidos é
regulada por dois anéis musculares, conhecidos como
esfíncteres esofágicos superior e inferior.
– Estômago
Im órgão muscular oco entre o esôfago e o duodeno. Sua
forma é semelhante à letra J, criada por duas curvaturas
desiguais (as curvaturas maior e menor).
As quatros partes anatômicas principais do estômago são
a cárdia, o fundo, o corpo e a parte pilórica. A principal
função do estômago é a digestão mecânica e química dos
alimentos ingeridos.
– Intestino delgado
onde ocorre a absorção da grande maioria dos nutrientes.
Duodeno:É a parte mais extensa do intestino delgado,
onde é realizada principalmente a digestão química, com
a ação conjunta da bile, do suco pancreático e do suco
entérico ou intestinal, atuando sobre o quimo (suco
alimentar) que vem do estômago.
Jejuno e íleo: Ao longo dessas duas regiões a digestão
continua e grande parte dos nutrientes é absorvida pelo
sangue.
-Intestino grosso
absorção da maior parte da água utilizada durante o
processo de digestão.
Ceco: Primeira parte, onde os resíduos alimentares, já
constituindo o bolo fecal, passam ao cólon.
Cólon: É a maior parte do intestino grosso. Se subdivide
em 4 partes: o cólon ascendente, o cólon transverso o
cólon descendente e a curva sigmoide.
Quando o alimento chega ao cólon descendente, o bolo
fecal permanece estagnado por muitas horas,
preenchendo as porções da curva sigmoide e o reto.
Glândulas da mucosa do intestino grosso, secretam muco,
que lubrifica o bolo fecal, facilitando seu trânsito e sua
eliminação.
Reto: É a parte final do intestino grosso, que se comunica
com o exterior através do ânus, por onde são eliminados
os resíduos fecais.
O esfíncter é um músculo localizado ao redor do ânus,
que controla a passagem das fezes.
-Fígado
É uma estrutura anexa ao sistema digestório, formada
por milhões de células que se agrupam em placas e são
chamadas de hepatócitos.
Anatomicamente, o fígado possui quatro lóbulos: o direito
e maior, o esquerdo, o quadrado e o caudado.
O fígado pode exercer mais de 500 funções no organismo
humano.
-Pâncreas
é uma glândula digestiva com função endócrina e
exócrina, pertencente ao sistema digestório e endócrino,
ele que produz a insulina
Resumos dos sistemas do copo com Pngs para imprimir.pdf
Resumos dos sistemas do copo com Pngs para imprimir.pdf
Resumos dos sistemas do copo com Pngs para imprimir.pdf
Resumos dos sistemas do copo com Pngs para imprimir.pdf
Resumos dos sistemas do copo com Pngs para imprimir.pdf
Resumos dos sistemas do copo com Pngs para imprimir.pdf
Resumos dos sistemas do copo com Pngs para imprimir.pdf
Resumos dos sistemas do copo com Pngs para imprimir.pdf

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Resumos dos sistemas do copo com Pngs para imprimir.pdf

Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorioMarcos Anicio
 
4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx
4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx
4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptxjaquelinemelo57
 
O Sistema Circulatório
O Sistema CirculatórioO Sistema Circulatório
O Sistema Circulatóriogatinhos
 
ciências- sistemas do corpo humano para o 8º ano.pptx
ciências- sistemas do corpo humano para o 8º ano.pptxciências- sistemas do corpo humano para o 8º ano.pptx
ciências- sistemas do corpo humano para o 8º ano.pptxpaulocesaranjos1
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorioLara Cardoso
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorioLara Cardoso
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatórioDesconFiles
 
U. 10 - Aparelho Circulatório
U. 10 - Aparelho Circulatório U. 10 - Aparelho Circulatório
U. 10 - Aparelho Circulatório I.Braz Slideshares
 
1195248006 coracao
1195248006 coracao1195248006 coracao
1195248006 coracaoPelo Siro
 
25309070 1202258760-sistema-circulatorio
25309070 1202258760-sistema-circulatorio25309070 1202258760-sistema-circulatorio
25309070 1202258760-sistema-circulatorioPelo Siro
 
1202258760 sistema circulatorio
1202258760 sistema circulatorio1202258760 sistema circulatorio
1202258760 sistema circulatorioPelo Siro
 

Semelhante a Resumos dos sistemas do copo com Pngs para imprimir.pdf (20)

Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
 
4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx
4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx
4- SISTEMA CIRCULATÓRIO.pptx
 
Sistema+circulatório
Sistema+circulatórioSistema+circulatório
Sistema+circulatório
 
O Sistema Circulatório
O Sistema CirculatórioO Sistema Circulatório
O Sistema Circulatório
 
Sistema circulatório.docx
Sistema circulatório.docxSistema circulatório.docx
Sistema circulatório.docx
 
ciências- sistemas do corpo humano para o 8º ano.pptx
ciências- sistemas do corpo humano para o 8º ano.pptxciências- sistemas do corpo humano para o 8º ano.pptx
ciências- sistemas do corpo humano para o 8º ano.pptx
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
 
sistema circulatorio.pptx
sistema circulatorio.pptxsistema circulatorio.pptx
sistema circulatorio.pptx
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Sistema circulatório ou cardiovascular
Sistema circulatório ou cardiovascularSistema circulatório ou cardiovascular
Sistema circulatório ou cardiovascular
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
U. 10 - Aparelho Circulatório
U. 10 - Aparelho Circulatório U. 10 - Aparelho Circulatório
U. 10 - Aparelho Circulatório
 
1195248006 coracao
1195248006 coracao1195248006 coracao
1195248006 coracao
 
Sistema circulatorio 2011
Sistema circulatorio 2011Sistema circulatorio 2011
Sistema circulatorio 2011
 
25309070 1202258760-sistema-circulatorio
25309070 1202258760-sistema-circulatorio25309070 1202258760-sistema-circulatorio
25309070 1202258760-sistema-circulatorio
 
127
127127
127
 
1202258760 sistema circulatorio
1202258760 sistema circulatorio1202258760 sistema circulatorio
1202258760 sistema circulatorio
 
127
127127
127
 

Último

Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgeryCarlos D A Bersot
 
Assistencia de enfermagem no pos anestesico
Assistencia de enfermagem no pos anestesicoAssistencia de enfermagem no pos anestesico
Assistencia de enfermagem no pos anestesicoWilliamdaCostaMoreir
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdClivyFache
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfGustavoWallaceAlvesd
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOMayaraDayube
 
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCCAmamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCCProf. Marcus Renato de Carvalho
 

Último (6)

Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
 
Assistencia de enfermagem no pos anestesico
Assistencia de enfermagem no pos anestesicoAssistencia de enfermagem no pos anestesico
Assistencia de enfermagem no pos anestesico
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
 
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCCAmamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
Amamentação: motricidade oral e repercussões sistêmicas - TCC
 

Resumos dos sistemas do copo com Pngs para imprimir.pdf

  • 1. Sistema Circulatório Sistema Circulatório O sistema circulatório, também conhecido como sistema cardiovascular, é responsável pelo transporte de sangue, nutrientes, oxigênio, hormônios e outros materiais essenciais pelo corpo. Ele é composto pelo coração, vasos sanguíneos (artérias, veias e capilares) e sangue. O sistema circulatório humano é composto pelos seguintes elementos: Coração; Sangue vasos sanguíneos. – Coração o coração é o órgão central e desempenha a função de bombear o sangue, fazendo com que ele circule por todo o corpo. É classificado como um órgão muscular oco, com formato de cone, tendo aproximadamente o tamanho de um punho fechado. Nos adultos, um coração saudável pesa entre 250 e 300g. – Circulação do sangue A circulação sanguínea corresponde a todo o percurso do sistema circulatório que o sangue realiza no corpo humano, de modo que no percurso completo, o sangue passa duas vezes pelo coração. – Tipos de vasos sanguíneos Para entender como os vasos sanguíneos atuam no sistema circulatório, é preciso saber que há uma pequena e uma grande circulação sanguínea. Pequena circulação: O sangue é bombeado do coração para os pulmões e retorna para o coração com uma grande quantidade de oxigênio. Em resumo, é um movimento circulatório de coração-pulmão-coração. Começa no ventrículo direito do coração, de onde sai sangue venoso por meio da artéria pulmonar. A artéria pulmonar apresenta uma bifurcação, gerando um ramo para cada pulmão, no qual ocorre a capilarização dos vasos sanguíneos. Após espalharem-se pelos pulmões, os capilares, em contato direto com as paredes alveolares, vão se reunindo aos poucos, formando vasos cada vez maiores, terminando por quatro veias pulmonares que irão desembocar na aurícula esquerda do coração. Grande circulação: No sistema circulatório, a grande circulação tem dois objetivos: – Conduzir sangue arterial aos diversos órgãos do corpo; – Recolher o sangue venoso e levá-lo ao coração. Esse processo se inicia no ventrículo esquerdo do coração, pelo qual o sangue sai pela artéria aorta e é distribuído por todo o organismo (órgão por órgão) por meio dos inúmeros ramos do tronco aórtico. Dessa forma, depois de banhar todos os tecidos do corpo, o sangue volta ao coração por meio das veias que desembocam na aurícula direita. Na pequena circulação, as artérias conduzem o sangue venoso e as veias levam o sangue arterial. Já na grande circulação, as artérias transportam o sangue arterial e as veias levam o sangue venoso.
  • 2. -Artérias São vasos do sistema circulatório, que saem do coração e transportam o sangue para as outras partes do corpo. A parede da artéria é espessa, formada de tecido muscular e elástico, que suporta a pressão do sangue. O sangue venoso, rico em gás carbônico, é bombeado do coração para os pulmões através das artérias pulmonares. Enquanto o sangue arterial, rico em gás oxigênio, é bombeado do coração para os tecidos do corpo através da artéria aorta. As artérias se ramificam pelo corpo, ficam mais finas, formam as arteríolas, que se ramificam ainda mais, originando os capilares. Veias: As veias são vasos do sistema circulatório, que transportam o sangue de volta dos tecidos do corpo para o coração. Suas paredes são mais finas que as artérias. A maior parte das veias transporta o sangue venoso, ou seja, rico em gás carbônico. Contudo, as veias pulmonares transportam o sangue arterial, oxigenado, dos pulmões para o coração. – Capilares sanguíneos Os capilares são ramificações microscópicas de artérias e veias do sistema circulatório. Suas paredes apresentam apenas uma camada de células, que permitem a troca de substâncias entre o sangue e as células. Os capilares se ligam às veias, levando o sangue de volta para o coração. Pelo corpo de uma pessoa adulta circula, em média, seis litros de sangue, numa ampla rede de vasos sanguíneos, bombeados pelo coração.
  • 3. Sistema Linfático Sistema Linfático O sistema linfático é o principal sistema de defesa do organismo. Ele é constituído pelos nódulos linfáticos (linfonodos), ou seja, uma rede complexa de vasos, responsável por transportar a linfa dos tecidos para o sistema circulatório. Além disso, ele possui outras funções como a proteção de células imunes, pois atua junto ao sistema imunológico. Outro importante papel do sistema linfático está na absorção dos ácidos graxos e no equilíbrio dos fluidos (líquidos) nos tecidos. O sistema linfático é formado por diferentes componentes e órgãos. -Linfonodos Os linfonodos (gânglios linfáticos) são chamados de nódulos linfáticos. Eles são pequenos órgãos (com até 2 cm) presentes no pescoço, no tórax, no abdômen, na axila e na virilha. Formados por tecido linfoide e distribuídos pelo corpo, os linfonodos são responsáveis por filtrarem a linfa antes dela retornar ao sangue. Além disso eles também atuam na defesa do organismo, impedindo a permanência de partículas estranhas no corpo. Linfa: A linfa é um líquido transparente e alcalino semelhante ao sangue e que circula pelos vasos linfáticos. Porém, ele não possui hemácias e, por isso, apresenta um aspecto esbranquiçado e leitoso. Responsável pela eliminação das impurezas, a linfa é produzida pelo intestino delgado e fígado. Seu transporte é feito pelos vasos linfáticos num único sentido (unidirecional), filtrada pelos linfonodos e lançada no sangue. – Baço Maior dos órgãos linfáticos, o baço é um órgão de ovalado, localizado abaixo do diafragma e atrás do estômago. Ele é responsável pela defesa do organismo e exerce as seguintes funções: produção de anticorpos (linfócitos T e B) e hemácias (hematopoiese), armazenamento de sangue e liberação de hormônios. – Timo O timo é um órgão localizado na cavidade torácica, próximo do coração. Além de produzir as substâncias como a timosina e a timina, o timo produz anticorpos (linfócito T), atuando, dessa maneira, na defesa do organismo. É curioso notar que o timo é um órgão que ao longo da vida diminui de tamanho.
  • 4. Sistema Nervoso Sistema Nervoso Coordena as funções dos sistemas e organismos. Recebe estímulos, interpreta-os e desencadeia respostas Sistema nervoso central Constituído de estruturas do esqueleto axial, recebe estímulos e desencadeia respostas O crânio é dividido em cérebro (que é dividido em telencéfalo e diencéfalo), tronco encefálico (que é dividido em mesencéfalo, ponte e bulbo) e cerebelo Há também a medula espinhal (canal vertebral) Meninges Dura máter- externa, espessa e resistente Aracnóide- formato de teia de aranha, transparente e delicada Pia máter- mais delicada, ela protege contra choques o SN Espaços meníngeos Espaço epidural- entre a dura máter e o periósteo do canal medular. Recebe anestésicos Espaço subdural- entre dura máter e aracnóide Espaço subaracnóide- entre aracnóide e pia máter, é a mais importante, pois recebe anestésicos, punção lombar e introdução de contraste No início há apenas a placa e crista neural. Depois surge o tubo neural, depois prosencéfalo, rombencéfalo e medula espinhal. Estes evoluem para telencéfalo, diencéfalo, mesencéfalo, metencéfalo (que será o cerebelo e ponte) e mielencéfalo (que será o bulbo) Líquor Líquido cérebro-espinhal, protege o SNC contra choques, circula no espaço subaracnóide e ventrículos, é continuamente produzido e absorvido O Tronco encefálico Mesencéfalo- coordena a contração muscular e a postura corporal Ponte- manuntenção da ponte corporal, equilíbrio do corpo e músculos Bulbo- Controla os movimentos cardíacos, respiratórios e deglutição Cerebelo Equilíbrio do corpo, orientação espacial, coordenação motora e tônus muscular Medula espinhal É responsável pelos reflexos e pela troca de informações com o encéfalo, se localiza no canal vertebral Sistema nervoso periférico Conduzem os estímulos Constituídos por nervos, que podem ser cranianos, divididos em sensitivos, motores e viscerais ou espinhais. Há também os gânglios e terminações nervosas Nervos Finos fios de axônio envolvidos por tecido conjuntivo, que transmitem as mensagens Podem ser cranianos ou espinhais Ou, em relação a ter neurônios motores ou sensitivos, são classificados em motores, sensitivos e mistos Terminações nervosas Captam os estímulos e levam para o sistema nervoso central Neurônios Recebem, processam e enviam informações Corpo celular- recebe os impulsos Dentrito- ramificações do corpo celular, transmitem os impulsos para o axônio seguinte Axônio- transmitem os impulsos
  • 5. Sistema Respiratório Sistema Respiratório O sistema respiratório é o conjunto dos órgãos responsáveis pela absorção do oxigênio do ar pelo organismo e da eliminação do gás carbônico retirado das células. Ele é formado pelas vias respiratórias e pelos pulmões. Os órgãos que compõem as vias respiratórias são: cavidades nasais, faringe, laringe, traqueia e brônquios. – Divisão Cada um dos órgãos do Sistema Respiratório ajuda a manter o equilíbrio do organismo. Conheça a seguir as funções desenvolvidas pelo Sistema Respiratório. Troca gasosa: Quando inspiramos o ar atmosférico, que contém oxigênio e outros elementos químicos, ele passa pelas vias respiratórias e chega aos pulmões. É nos pulmões que acontece a troca do dióxido de carbono pelo oxigênio. E, graças aos músculos respiratórios que este órgão cria forças para o ar fluir. Tudo isso a partir de estímulos e comandos emitidos pelo Sistema Nervoso Central. – Nariz O nariz é o órgão que representa a parte inicial do Sistema Respiratório. Localizado no plano mediano da face, esse órgão é composto pelo nariz externo (pirâmide nasal), cavidade nasal (fossa nasal) e seios paranasais. Nariz externo: O nariz externo ou pirâmide nasal, estruturalmente apresenta uma parte óssea e uma parte cartilaginosa visível na forma de uma pirâmide, onde a base é formada pelas narinas (dois canais separados pelo septo nasal), que são responsáveis pela comunicação do meio externo com a cavidade nasal conduzindo o ar inspirado até o vestíbulo nasal e o ápice, denominado raiz. Cavidade nasal: Os ossos nasais e as placas de cartilagem localizadas entre a base e o ápice formam o dorso nasal, podendo variar e se apresentar como: retilíneo, côncavo e convexo. Seios paranasais: O seio maxilar, conhecido como Antros de Highmore, é o maior seio paranasal e está localizado no interior do osso maxilar. O espaço pneumático contido no interior do osso maxilar comunica-se com a cavidade nasal através do óstio sinusal maxilar no meato nasal, um segundo orifício, o acessório, estão em geral presentes no meato nasal médio, posterior ao primeiro. Em algumas circunstâncias forma-se o que podemos chamar de comunicação buco-sinusal que se dá pelo acesso direto do espaço pneumático a cavidade bucal. O seio maxilar relaciona-se na parte superior com o assoalho da órbita, na parte inferior com o processo alveolar, na parte anterior com a fossa canina e posteriormente com a tuberosidade do maxilar.
  • 6. – Faringe A faringe é um tubo que serve de passagem tanto para os alimentos quanto para o ar, portanto, faz parte do sistema respiratório e do sistema digestório. Sua extremidade superior se comunica com as cavidades nasais e com a boca, na extremidade inferior se comunica com a laringe e o esôfago. Suas paredes são musculosas e revestidas de mucosa. – Laringe A laringe é o órgão que liga a faringe à traqueia. Na parte superior da laringe está a epiglote, a válvula que se fecha durante a deglutição. Este é também o principal órgão da fala. Nela estão localizadas as cordas vocais -Traqueia um tubo situado abaixo da laringe e formado por quinze a vinte anéis cartilaginosos que a mantêm aberta. Este órgão é revestido por uma membrana mucosa, e nela o ar é aquecido, umidificado e filtrado. -Brônquios são duas ramificações da traqueia formados também por anéis cartilaginosos. Cada brônquio penetra em um dos pulmões e divide-se em diversos ramos menores, que se distribuem por todo o órgão formando os bronquíolos. Os brônquios se ramificam e subdividem-se várias vezes, formando a árvore brônquica. – Pleura uma membrana lisa e escorregadia, constituída de duas camadas que se mantêm ligadas na extremidade inferior da caixa torácica. Na parte superior descolam-se, formando a pleura visceral (aderida à superfície de cada pulmão) e a pleura parietal (fixada à parede interna da caixa torácica). No espaço que se abre entre elas, um líquido de ação lubrificante facilita o deslizamento das membranas no movimento da respiração. -Pulmão responsável pela troca do oxigênio em gás carbônico, através da respiração. É formado por duas massas esponjosas que preenchem a maior parte da cavidade torácica - formada pela coluna vertebral, nas costas, pelas costelas, nos lados e na frente, pelo diafragma na parte inferior, pelas clavículas, em cima e pelo esterno no meio do peito. Cada pulmão apresenta a forma de um cone irregular, medindo cerca de 25 cm de altura e 700 g de peso. O pulmão direito é maior e dividido por duas fissuras, formando 3 partes ou lobos: o superior, o médio e o inferior. O esquerdo é menor, pois parte da cavidade torácica é ocupada pelo coração. É dividido por uma fissura, formando dois lobos: o superior e o inferior.
  • 7. Sistema Digestivo Sistema Digestivo O Sistema Digestório é também conhecido como Sistema Digestivo e é formado por um conjunto de órgãos que atuam em relação ao processo de transformação do alimento, que tem o objetivo de ajudar na absorção dos nutrientes. Tudo isso acontece por meio de processos mecânicos e químicos. – Divisão O Sistema Digestório divide-se em duas partes. Uma delas é o tubo digestório (propriamente dito), antes conhecido como tubo digestivo. Ele se divide em três partes: alto, médio e baixo. A outra parte corresponde aos órgãos anexos. Tubo digestório:Boca, faringe e esôfago. Tubo digestório médio: Estômago e intestino delgado (duodeno, jejuno e íleo). Tubo digestório baixo: Intestino grosso (ceco, cólon ascendente, transverso, descendente, a curva sigmoide e o reto). Órgãos anexos: Glândulas salivares, dentes, língua, pâncreas, fígado e vesícula biliar. – Boca e cavidade bucal Na boca ocorre a mastigação, que corresponde ao primeiro momento do processo da digestão mecânica. Cavidade bucal: mantida úmida por secreções das glândulas salivares submaxilares e sublinguais Palato: O palato serve como um teto para a boca e um assoalho para a cavidade nasal. Ele é constituído pelo palato duro e palato mole. Língua: A língua consiste em um corpo, um ápice e uma raiz Dentes: Os dentes são um dos componentes mais importantes da cavidade oral devido ao seu papel na fala e nas primeiras etapas da digestão. Glândulas salivares: sua principal função é secretar saliva. As glândulas salivares maiores ou principais são as glândulas parótidas, submandibulares e sublinguais. Além disso, existem cerca de 600 glândulas salivares menores espalhadas pela cavidade oral. – Faringe Coluna muscular que se estende entre as cavidades nasal e oral e a laringe e o esôfago. Formando uma passagem comum para os alimentos e o para o ar. Ela também participa no processo da fala – Esôfago é um órgão muscular oco que impulsiona os alimentos da faringe para o estômago através de movimentos peristálticos. A passagem de alimentos e líquidos é regulada por dois anéis musculares, conhecidos como esfíncteres esofágicos superior e inferior.
  • 8. – Estômago Im órgão muscular oco entre o esôfago e o duodeno. Sua forma é semelhante à letra J, criada por duas curvaturas desiguais (as curvaturas maior e menor). As quatros partes anatômicas principais do estômago são a cárdia, o fundo, o corpo e a parte pilórica. A principal função do estômago é a digestão mecânica e química dos alimentos ingeridos. – Intestino delgado onde ocorre a absorção da grande maioria dos nutrientes. Duodeno:É a parte mais extensa do intestino delgado, onde é realizada principalmente a digestão química, com a ação conjunta da bile, do suco pancreático e do suco entérico ou intestinal, atuando sobre o quimo (suco alimentar) que vem do estômago. Jejuno e íleo: Ao longo dessas duas regiões a digestão continua e grande parte dos nutrientes é absorvida pelo sangue. -Intestino grosso absorção da maior parte da água utilizada durante o processo de digestão. Ceco: Primeira parte, onde os resíduos alimentares, já constituindo o bolo fecal, passam ao cólon. Cólon: É a maior parte do intestino grosso. Se subdivide em 4 partes: o cólon ascendente, o cólon transverso o cólon descendente e a curva sigmoide. Quando o alimento chega ao cólon descendente, o bolo fecal permanece estagnado por muitas horas, preenchendo as porções da curva sigmoide e o reto. Glândulas da mucosa do intestino grosso, secretam muco, que lubrifica o bolo fecal, facilitando seu trânsito e sua eliminação. Reto: É a parte final do intestino grosso, que se comunica com o exterior através do ânus, por onde são eliminados os resíduos fecais. O esfíncter é um músculo localizado ao redor do ânus, que controla a passagem das fezes. -Fígado É uma estrutura anexa ao sistema digestório, formada por milhões de células que se agrupam em placas e são chamadas de hepatócitos. Anatomicamente, o fígado possui quatro lóbulos: o direito e maior, o esquerdo, o quadrado e o caudado. O fígado pode exercer mais de 500 funções no organismo humano. -Pâncreas é uma glândula digestiva com função endócrina e exócrina, pertencente ao sistema digestório e endócrino, ele que produz a insulina