B14 sistemas circulatórios

1.186 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.186
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
115
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

B14 sistemas circulatórios

  1. 1. SistemaCirculatório
  2. 2. 2Organismos unicelulares satisfazem todassuas necessidades através de trocas diretas com o ambiente. Nuno Correia 11/12
  3. 3. 3 Um sistema circulatório torna-se desnecessário paraorganismos multicelulares se suas células estão suficientemente próximas do meio externo, de forma que nutrientes, gasesrespiratórios e produtos de excreção possam difundir-se entre elas e o ambiente. Nuno Correia 11/12
  4. 4. 4 Constituição de um Sistema Circulatório Fluido circulante (Sangue/Hemolinfa/Linfa Vasos sanguíneos / Lacunas Órgão propulsor (coração) Nuno Correia 11/12
  5. 5. 5 Sistemas CirculatóriosSistema Aberto Circulação Simples Sistema Circulação Fechado incompleta Circulação dupla Circulação completa Nuno Correia 11/12
  6. 6. 6 Evolução Sem sistema de transporte  Sistema circulatório aberto  Sistema circulatório fechado  Circulaçãosimples  Circulação dupla incompleta  Circulação dupla completa Nuno Correia 11/12
  7. 7. 7 Sistema Aberto Fornece os materiais às células. O fluido (hemolinfa) não circula permanentemente dentro de vasos, mas tem que se movimentar através de lacunas corporais. A circulação nas lacunas é mais lenta que nos vasos sanguíneos. A reposição e a substituição de materiais a nível celular é lenta. Nuno Correia 11/12
  8. 8. 8 Nuno Correia 11/12
  9. 9. 9 Sistema FechadoPermite uma muito mais rápida e eficazreposição e substituição de materiais, já que o sangue circula sempre dentro devasos sanguíneos, o que vai permitir um aumento do metabolismo dos animais. Nuno Correia 11/12
  10. 10. 10 Nuno Correia 11/12
  11. 11. 11 Nuno Correia 11/12
  12. 12. 12Vasos sanguíneos Nuno Correia 11/12
  13. 13. 13Coração Nuno Correia 11/12
  14. 14. 14 Nuno Correia 11/12
  15. 15. 15 Circulação simplesEfetua apenas uma passagem de sangue nocoração, o que leva à existência de apenas um circuito de manutenção celular, fazendo dele um sistema de substituição lento. Nuno Correia 11/12
  16. 16. 16 Nuno Correia 11/12
  17. 17. 17 Nuno Correia 11/12
  18. 18. 18 Circulação dupla Surgiram duas vias de circulação. Uma apenas para os pulmões (circulação pulmonar ou pequena circulação) e outra para as restantes partes do corpo (circulação sistémica ou grande circulação). Dupla passagem do sangue pelo coração. Estas duas vias de circulação permitem a realização de duas funções em simultâneo - uma oxigenação sanguínea a nível pulmonar e uma oxigenação celular a nível sistémico. Existe uma muito maior eficiência na renovação de materiais, o que permite uma maior taxa de metabolismo aos animais. Nuno Correia 11/12
  19. 19. 19 Nuno Correia 11/12
  20. 20. 20Circulação dupla incompleta Nuno Correia 11/12
  21. 21. 21 Nuno Correia 11/12
  22. 22. 22 Circulação dupla e completa Só pode ocorrer em animais cujo coração possua quatro cavidades (duas aurículas e dois ventrículos), impedindo assim a mistura de sangue venoso com sangue arterial. O sangue venoso circula do lado direito do coração e do lado esquerdo circula sangue arterial. A não mistura de sangue permite a manutenção de um teor de oxigénio elevado e, consequentemente, uma maior oxigenação celular, o que se traduz numa maior taxa metabólica. Surgem os animais de temperatura constante, de sangue quente ou homeotérmicos, já que a oxigenação sanguínea lhes permite produzir energia necessária para as suas funções e ainda para a manutenção da temperatura corporal. Nuno Correia 11/12
  23. 23. 23 Nuno Correia 11/12
  24. 24. 24Sistema circulatório dos mamíferos (Homem) Nuno Correia 11/12
  25. 25. 25 Nuno Correia 11/12
  26. 26. 26 Nuno Correia 11/12
  27. 27. 27Regresso do sangue ao coração Nuno Correia 11/12
  28. 28. 28 Regresso do sangue ao coraçãoA pressão do sangue fluindo dos capilares para as vênulas é extremamente baixa e insuficiente para impulsionar osangue de volta ao coração. As paredes das veias são mais expansíveis do que as paredes das artérias e o sangue tende a acumular-se nas veias. Num indivíduo em repouso, 60% do volume sanguíneo total pode estar nas veias. As veias apresentam elevada capacidade em se expandir e armazenar sangue. Nuno Correia 11/12
  29. 29. 29 Nuno Correia 11/12
  30. 30. 30Regresso do sangue ao coração Nuno Correia 11/12
  31. 31. 31A força mais importante a impulsionar o sangue dessas regiões é acompressão das veias pela contração da musculatura esquelética queas cerca.Válvulas unidirecionais nos vasos venosos das extremidades impedemo refluxo de sangue. Portanto, sempre que uma veia é comprimida osangue é impulsionado de volta ao coração. Nuno Correia 11/12
  32. 32. 32O batimento cardíaco torna-se mais forte devido a uma propriedade das células do músculocardíaco: se as células musculares cardíacas estiram-se, como acontece quando aumenta oretorno venoso, elas contraem-se com mais força.Os movimentos respiratórios também auxiliam o retorno venoso ao coração. Os músculosenvolvidos na inspiração criam uma pressão negativa que puxa o ar para dentro dos pulmões,e essa pressão negativa também puxa o sangue em direção ao tórax, aumentando o retornovenoso para o átrio direito.Algumas das maiores veias localizadas próximas ao coração possuem musculatura lisa, que secontrai com o início do exercício. A contração das veias pode aumentar rapidamente oretorno venoso e estimular o coração, aumentando o débito cardíaco. Nuno Correia 11/12
  33. 33. 33 Fluidos circulantes Sangue Linfa Hemolinfa Nuno Correia 11/12
  34. 34. 34Sangue Nuno Correia 11/12
  35. 35. 35Linfa Nuno Correia 11/12
  36. 36. 36 Nuno Correia 11/12
  37. 37. 37 Nuno Correia 11/12
  38. 38. 38Hemolinfa Nuno Correia 11/12
  39. 39. 39 Nuno Correia 11/12
  40. 40. 40 Nuno Correia 11/12

×