Como se faz a distribuição da matéria?  <ul><li>1. Transporte nas plantas </li></ul><ul><li>1.1. Transporte no Xilema </li...
Transporte pelo Xilema <ul><li>Quando a água e os seus minerais atingem os vasos xilémicos, são transportados até às folha...
Transporte pelo Xilema <ul><ul><ul><li>Coesão-tensão  a planta, através das folhas, pode perder água por transpiração; o c...
http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/xilema/imagens/xilema-1.jpg
Transporte pelo Xilema <ul><li>O transporte da seiva bruta ocorre no solo, até que a água e os minerais atinjam a raiz, e ...
Transporte pelo Floema <ul><li>O floema transporta diversos tipos de substâncias </li></ul><ul><li>O floema promove a dist...
http://curlygirl.no.sapo.pt/imagens/floematransporteactivo.jpg
Transporte nos animais
Sistemas de transporte <ul><li>Todos os organismos estabelecem  intercâmbio de substâncias  com o ambiente. Deste intercâm...
Animais sem sistema de transporte – Invertebrados <ul><li>Animais simples e aquáticos cujas células estão muito perto do m...
Animais com sistema de transporte fechado – Vertebrado <ul><li>Todo o processo do sangue faz-se dentro dos vasos: ex. Filo...
Circulação Simples e Dupla  <ul><li>Circulação simples : o sistema circulatório é fechado com coração onde só um tipo de s...
Estrutura dos vasos sanguíneos <ul><li>Os vasos sanguíneos diferem entre si na sua estrutura e têm um comportamento difere...
Mecanismos de Circulação <ul><li>O  coração  é um órgão de paredes musculosas, cujas paredes auriculares são mais finas qu...
Aparelho Linfático <ul><li>O sistema linfático é constituído por vasos linfáticos e por linfóides com função de: </li></ul...
Aparelho Linfático <ul><li>Durante a circulação do sangue, 99% do volume do sangue retoma dos vasos capilares ao coração. ...
<ul><li>http://agvieiraleiria.ccems.pt/sevirtual/bio/transporte_nos_animais.htm -  exercícios on-line </li></ul>
Sites consultados <ul><li>http://biologiacesaresezar.editorasaraiva.com.br/navitacontent_/userFiles/Image/BIO1_014.jpg </l...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Matéria e Seres Vivos

6.959 visualizações

Publicada em

Como se faz a distribuição da matéria nos seres vivos

Publicada em: Tecnologia
3 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Ótimo texto. Parabéns
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • que bosta de site eu preciso de 'energia e matéria que passam pelos seres vivos'

    aff...
    q lixo...:(
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Q porcaria de site!!Eu preciso de 'matéria nos seres vivos'!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.959
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
112
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
88
Comentários
3
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Matéria e Seres Vivos

  1. 1. Como se faz a distribuição da matéria? <ul><li>1. Transporte nas plantas </li></ul><ul><li>1.1. Transporte no Xilema </li></ul><ul><li>1.2. Transporte no Floema </li></ul><ul><li>2. O transporte nos animais </li></ul><ul><li>2.1. Sistemas de transporte </li></ul><ul><li>2.2. Fluidos circulantes </li></ul>
  2. 2. Transporte pelo Xilema <ul><li>Quando a água e os seus minerais atingem os vasos xilémicos, são transportados até às folhas. </li></ul><ul><li>Para explicar este movimento surgiram duas teorias: </li></ul><ul><ul><ul><li>Pressão radicular ; A pressão radicular não é suficiente para forçar a água a ascender até grandes alturas. No entanto, é um importante mecanismo auxiliar na condução de água no xilema, embora nem todas as plantas desenvolvam pressão de raiz. </li></ul></ul></ul>
  3. 3. Transporte pelo Xilema <ul><ul><ul><li>Coesão-tensão a planta, através das folhas, pode perder água por transpiração; o conteúdo celular fica mais concentrado e a falta de água é reposta com água vinda das células vizinhas. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>As folhas passam a exercer uma tensão ou força de sucção que se faz sentir ao longo da coluna de xilema do caule; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sujeitos a esta força de sucção, a água e os sais minerais circulam desde a raiz até às folhas, numa coluna contínua; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>A continuidade da coluna de liquido é explicada pelas forças de coesão (união de moléculas idênticas) das moléculas de água e adesão (atracção e união de moléculas diferentes) das moléculas de água às paredes dos vasos estreitos do xilema. </li></ul></ul></ul>
  4. 4. http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/xilema/imagens/xilema-1.jpg
  5. 5. Transporte pelo Xilema <ul><li>O transporte da seiva bruta ocorre no solo, até que a água e os minerais atinjam a raiz, e no interior do xilema. Por transporte activo, os minerais são levados ao interior do xilema. Em consequência disso, uma vez que o meio interno fica hipertónico, a água penetra pelos pêlos absorventes por OSMOSE. </li></ul>
  6. 6. Transporte pelo Floema <ul><li>O floema transporta diversos tipos de substâncias </li></ul><ul><li>O floema promove a distribuição de nutrientes nas diversas partes das plantas </li></ul><ul><li>O modelo que explica esse transporte é chamado modelo de Münch (descoberto pelo alemão Ernest Münch). Segundo Münch, o transporte no floema, que ocorre das folhas para as partes consumidoras (não apenas as raízes), se deve ao fato de haver muitos solutos no floema nas folhas (produtos da fotossíntese). Isso, novamente, gera um meio hipertónico, que atrai a água POR OSMOSE. Essa força já é suficiente para que a água corra até os órgãos consumidores. Assim sendo, no transporte da seiva elaborada é como se a água fosse &quot;empurrada&quot;. </li></ul>
  7. 7. http://curlygirl.no.sapo.pt/imagens/floematransporteactivo.jpg
  8. 8. Transporte nos animais
  9. 9. Sistemas de transporte <ul><li>Todos os organismos estabelecem intercâmbio de substâncias com o ambiente. Deste intercâmbio depende a sobrevivência das células. Estas recebem materiais do meio que as envolve ( fluido intersticial ) e lançam para este meio os produtos do seu metabolismo . </li></ul><ul><li>Nos animais mais simples aquáticos – como as suas células se encontram muito perto do meio externo, ocorre uma difusão directa entre esse meio e as células. </li></ul><ul><li>Nos animais mais complexos, as células, na sua maioria, estão afastadas dos sistemas digestivo, respiratório e excretor, através dos quais se estabelecem trocas com o meio externo. </li></ul><ul><li>A existência de um sistema de transporte, garante a chegada rápida de nutrientes e de oxigénio às células e a remoção eficiente das substâncias prejudiciais ou tóxicas resultantes do metabolismo (ureia). </li></ul>
  10. 10. Animais sem sistema de transporte – Invertebrados <ul><li>Animais simples e aquáticos cujas células estão muito perto do meio externo e podem fazer as trocas necessárias directas: Filos Porifera, Cnidária, Platelmintes e Nematelmintes. </li></ul>Animais com sistema de transporte aberto– Invertebrados Neste tipo de sistema o sangue abandona os vasos sanguíneos e passa para lacunas , banhando directamente as células. Não há diferença entre o fluido intersticial e o sangue: Filo Artrópodes.
  11. 11. Animais com sistema de transporte fechado – Vertebrado <ul><li>Todo o processo do sangue faz-se dentro dos vasos: ex. Filo Anelídeos. </li></ul>Sistema circulatório dos vertebrados – Sistema Cardiovascular Funções do sistema : transporte de nutrientes do tubo digestivo até todas as células; transporte de oxigénio, das superfícies respiratórias a todas as células; remoção de excreções do metabolismo celular para os órgãos de eliminação; transporte de hormonas desde glândulas endócrinas até às células; defesa do organismo contra organismos estranhos; contribui para a distribuição do calor do metabolismo por todo o corpo – Animais Homeotérmicos .
  12. 12. Circulação Simples e Dupla <ul><li>Circulação simples : o sistema circulatório é fechado com coração onde só um tipo de sangue passa pelo coração. Ex.: peixes. </li></ul><ul><li>Circulação dupla incompleta : o sistema circulatório é fechado com o coração onde passam dois tipos de sangue pelo coração e há mistura de sangues. Coração com três cavidades (duas aurículas e um ventrículo). Ex.: Anfíbios, Répteis (excepto o crocodilo com coração com quatro cavidades). </li></ul><ul><li>Circulação dupla completa : sistema circulatório fechado com coração onde passam dois tipos de sangue e não mistura dos dois, pois os septos que separam as aurículas entre si, os ventrículos são completas. Coração com quatro cavidades (duas aurículas e dois ventrículos). Ex. Aves e Mamíferos. </li></ul>
  13. 13. Estrutura dos vasos sanguíneos <ul><li>Os vasos sanguíneos diferem entre si na sua estrutura e têm um comportamento diferente. </li></ul><ul><li>Nas artérias e veias existem três camadas diferentes: </li></ul><ul><li>- túnica externa - constituído por tecido conjuntivo elástico – elasticidade. </li></ul><ul><li>- túnica média – formada por tecido muscular liso, cuja contracção regula a quantidade de sangue que circula. Existem também fibras elásticas. </li></ul><ul><li>- túnica interna – constituída por tecido epitelial de revestimento, o endotélio e pela membrana basal, uma camada não celular rica em glicoproteínas que liga o endotélio às restantes túnicas. Nas veias existe também no endotélio válvulas venosas que não deixam o sangue deslizar para trás. Nas artérias existem mais fibras elásticas e as túnicas são mais espessas (para aguentar a pressão do sangue). </li></ul><ul><li>Nos vasos capilares a parede é muito fina, constituída por uma camada de células, o endotélio, de forma a permitir a troca de substâncias entre o meio externo e o meio interno. </li></ul>
  14. 14. Mecanismos de Circulação <ul><li>O coração é um órgão de paredes musculosas, cujas paredes auriculares são mais finas que as paredes ventriculares e aqui o ventrículo esquerdo tem o miocárdio mais espesso que no ventrículo direito (é dos ventrículos que sai o sangue para as células do corpo e para os pulmões e do ventrículo esquerdo é bombeado o sangue para todas as partes do corpo). </li></ul><ul><li>O músculo cardíaco é irrigado por artérias coronárias que são ramificações da aorta no ponto onde esta deixa o coração. O regresso do sangue que irriga o miocárdio faz-se pela veia coronária que abre na aurícula direita ( veia cava superior ). </li></ul><ul><li>A função do coração é gerar pressão que condiciona o fluxo sanguíneo através dos vasos. As válvulas existentes no coração – bicúspide (esquerda) e tricúspide (direita), as válvulas semilunares (entre ventrículo direito e veia-cava superior) e as válvulas venosas nos capilares, sendo estas responsáveis pelo sentido do fluxo sanguíneo, evitando o retrocesso do sangue no sistema. </li></ul>
  15. 15. Aparelho Linfático <ul><li>O sistema linfático é constituído por vasos linfáticos e por linfóides com função de: </li></ul><ul><li>- recolher e fazer retomar o fluido intersticial ao sangue; </li></ul><ul><li>- absorver os lípidos no sistema digestivo; </li></ul><ul><li>- contribuir para a defesa do organismo através de mecanismos imunitários. </li></ul>
  16. 16. Aparelho Linfático <ul><li>Durante a circulação do sangue, 99% do volume do sangue retoma dos vasos capilares ao coração. Assim 1% das substâncias que passam a parede dos capilares para os tecidos, como alguns glóbulos brancos, não regressam aos capilares juntando-se ao fluido intersticial ou linfa intersticial . </li></ul><ul><li>O excesso deste fluido difunde-se para os vasos linfáticos com paredes finas e género de bolsa e que existem nos diferentes órgãos entre os vasos sanguíneos. Quando circula dentro desses vasos designa-se linfa , constituído por plasma, idêntico ao sanguíneo, mas com menos proteínas e com leucócitos ou glóbulos brancos. </li></ul><ul><li>Tal como com as artérias e veias, os capilares linfáticos reúnem-se formando veias linfáticas que como as veias sanguíneas possuem válvulas. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>http://agvieiraleiria.ccems.pt/sevirtual/bio/transporte_nos_animais.htm - exercícios on-line </li></ul>
  18. 18. Sites consultados <ul><li>http://biologiacesaresezar.editorasaraiva.com.br/navitacontent_/userFiles/Image/BIO1_014.jpg </li></ul><ul><li>http://www.cientic.com/ </li></ul><ul><li>http://www.molecularexpressions.com/cells/plants/vacuole.html </li></ul><ul><li>http://www.ajudaalunos.com/cn/index.htm </li></ul><ul><li>http://curlygirl.no.sapo.pt/transpl.htm&h=381&w=385&sz=35&hl=pt-PT&start=3&sig2=fq-gCrwCAF3sAVRnP0yQSw&tbnid=6yPKgefdD2zIEM:&tbnh=122&tbnw=123&ei=oEI1SL3WGoOI0gSS2ZjBDg&prev=/images%3Fq%3Dtransporte%2Bfloema%26gbv%3D2%26hl%3Dpt-PT%26sa%3DG </li></ul>

×