SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
PALAVRA JOVEM N° 16
08/05/2012
RESPONSÁVEIS: Norma Holanda, Marcos Lima, Pedro Henrique, Tadeu
Oliveira, Karolyne Lima.
ABERTURA: BOM DIA QUERIDOS OUVINTES, ESTÁ NO AR MAIS
UM PROGRAMA DA ESCOLA FIGUEIREDO CORREIA, O PALAVRA
JOVEM, EU SOU................................ E O TEMA DE HOJE É: DIAS
DAS MAES

Mensagem do Dia:

Ser Mãe

Ser mãe não é apenas carregar no ventre, por alguns meses, um óvulo
fecundado! Ser mãe não é somente passar pela dor cruciante de trazer um
filho ao mundo! Ser mãe não é simplesmente dar o alimento, vestir e cuidar
do físico e dos estudos! Ser mãe não é embonecar uma criança, fazendo
dela um enfeite, um “bibelô”! Ser mãe é muito mais do que isso! Ser mãe é
dividir o que se tem, sempre priorizando os filhos; Ser mãe é cuidar, amar,
amar e amar! Ser mãe é depender da graça de Deus dia após dia, hora após
hora, minuto após minuto; Ser mãe é estar na dependência total do Deus
Maravilhoso que não falta nunca, que sempre nos protege e nos ampara;
Ser mãe é se sentir abençoado por ter recebido do Senhor o privilégio de
tomar conta de um pequeno ser; Ser mãe é ver o seu amor imperfeito
comparado ao perfeito amor do grande Deus. Ser mãe é envelhecer
sorrindo; Mesmo na solidão do ninho que ficou vazio; Porque sabe que
cumpriu a sua parte; E o que faltou, o Pai celeste completará; Pois dele vem
a promessa: “Não temas, pois Eu estou contigo em todo momento”. Ser
mãe é ser feliz somente por ser mãe!
MÚSICA:                  Ouviremos        neste   momento    a      música             vida
.....................................com padre Fábio de Melo .................................
que vai para minha mãe Ilailma e para todas mães da comunidade
Iracemence.....

1º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS DE
VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS FALANDO SOBRE O
TEMA : Dia das Mães


A maioria das fontes é unânime acerca da ideia da criação de um Dia da
Mãe. A idéia partiu de Anna Jarvis, que em 1904, quando a sua mãe morreu,
chamou a atenção na igreja de Grafton para um dia especialmente dedicado a
todas as mães. Três anos depois, a 10 de Maio de 1907, foi celebrado o
primeiro Dia da Mãe, na igreja de Grafton, reunindo praticamente família e
amigos. Nessa ocasião, a sra. Jarvis enviou para a igreja 500 cravos brancos,
que deviam ser usados por todos, e que simbolizavam as virtudes da
maternidade. Ao longo dos anos enviou mais de 10.000 cravos para a igreja
de Grafton – encarnados para as mães ainda vivas e brancos para as já
desaparecidas – e que são hoje considerados mundialmente com símbolos de
pureza, força e resistência das mães.
Segundo Anna Jarvis seria objetivo deste dia tomarmos novas medidas para
um pensamento mais ativo sobre as nossas mães. Através de palavras,
presentes, atos de afeto e de todas as maneiras possíveis deveríamos
proporcionar-lhe prazer e trazer felicidade ao seu coração todos os dias,
mantendo sempre na lembrança o Dia da Mãe.
Face à aceitação geral, a sra. Jarvis e os seus apoiantes começaram a
escrever a pessoas influentes, como ministros, homens de negócios e
políticos com o intuito de estabelecer um Dia da Mãe a nível nacional, o que
daria às mães o justo estatuto de suporte da família e da nação.
A campanha foi de tal forma bem sucedida que em 1911 era celebrado em
praticamente todos os estados. Em 1914, o Presidente Woodrow Wilson
declarou oficialmente e a nível nacional o 2º Domingo de Maio como o Dia
da Mãe.
Hoje em dia, muitos de nós celebram o Dia da Mãe com pouco
conhecimento de como tudo começou. No entanto, podemos identificar-nos
com o respeito, o amor e a honra demonstrados por Anna Jarvis há 96 anos
atrás.
Apesar de ter passado quase um século, o amor que foi oficialmente
reconhecido em 1907 é o mesmo amor que é celebrado hoje e, à nossa
maneira, podemos fazer deste um dia muito especial.
E é o que fazem praticamente todos os países, apesar de cada um escolher
diferentes datas ao longo do ano para homenagear aquela que nos põe no
mundo.
Em Portugal, até há alguns anos atrás, o dia da mãe era comemorado a 8 de
Dezembro, mas atualmente o Dia da Mãe é no 1º Domingo de Maio, em
homenagem a Maria, Mãe de Cristo
No Brasil a introdução desta data se deu no RIO GRANDE DO SUL, em 12
de maio de 1918, por iniciativa de EULA K. LONG, em SÃO PAULO, a
primeira comemoração se deu em 1921.
A oficialização se deu por decreto no Governo Provisório de Getúlio Vargas,
que em 5 de maio de 1932, assinou o decreto nº 21.366.
Em 1947, a data foi incluída no calendário oficial da Igreja Católica por
determinação do Cardeal Arcebispo do Rio, Dom Jaime de Barros Câmara.



MÚSICA: MÚSICA: Ouviremos neste momento a música someone like
you......................................com adelle .................................................que
vai para minha querida mãe Irani.

2º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS
DE VOLTA COM O tema: Dia das Mães
                                    O que é ser um bom filho?


Por: Maria Teresa Serman

O dia das Mães está chegando. Sabemos que a data foi criada com propósitos
comerciais ( o dia dos Pais foi para vender gravatas; o das Mães, um
infinidade de coisas! ), o que não nos impede de aproveitar a data para
meditar em como nos temos saído como filhos. É, vamos inverter um pouco
o ponto de mira e falar dos filhos em relação a suas genitoras. Porque, afinal,
só existe mãe porque acontecem filhos. Digo "acontecem", pois aí incluo os
não gerados pelo útero, mas pelo coração.

O que faz um bom filho? Colocando melhor, como ele (ela) se comporta
para merecer o adjetivo? Ser o substantivo é natural; já ganhar o acréscimo
demanda uma prática que deve ir se aperfeiçoando ao longo da vida, nossa e
delas. Não é fácil: quando somos adolescentes, ficamos rebeldes; jovens,
estamos ainda imaturos para um afeto mais exigente; depois, maduros os
filhos, idosos ( ou quase ) os pais, e é difícil passar de cuidados a cuidadores.

"Ninguém te ama como eu" - este trecho de uma música religiosa nos lembra
logo o amor de mãe, a que o próprio Jesus Cristo comparou o amor de Deus.
E como definir o amor filial? Perto da fonte inesgotável de carinho que brota
do coração materno, os filhos estão todo o tempo "correndo atrás do
prejuízo", se sentindo em débito, a conta sempre no vermelho. Para aliviar
esse sentimento, queremos lembrar a todos os filhos que suas mães são, antes
de tudo, filhas. É verdade, não se lembraram disso, filhos em conflito?

O tipo de filhos que somos é inexoravelmente ditado pelo modelo que nos
passaram nossos pais, eles próprios como filhos. Há exceções, mas a regra é
esta. E assim continua, de geração a geração. A Sagrada Escritura lembra que
honrar pai e mãe "apaga uma multidão de pecados". Não é à toa que desta
virtude Deus fez o quarto mandamento. S. Josemaria Escrivá chamava-o de
"doce                                                               preceito".

O que significa honrar? Não é só amar, no sentido de acarinhar; transcente
isso. Pressupõe obedecer, respeitar, cuidar, acolher, e manter, se
necessário.Se a mãe quer que seus filhos a honrem, honre primeiro os avós
deles ( os sogros estão incluidos ). Do mesmo modo, os pequenos
aprenderão a respeitar seus progenitores também, e os mais idosos em geral.

É um círculo virtuoso que se origina na família e permeia as relações
humanas na sociedade. Os bons filhos serão bons maridos e esposas, bons
pais e seres humanos dos quais o mundo está muito necessitado. Fala-se
bastante em tornar as pessoas mais solidárias. Não podemos esquecer que a
semente da fraternidade brota em solo familiar e se ramifica para o exterior,
se for generosamente adubada e regada por mãos paternas.

MÚSICA: Ouviremos neste momento a música mãe .................................
com rick e renner ................. que vai para minha mãe querida que eu
amo tanto e também para aquelas mães que independente do que
aconteça estão do lado dos seus filhos.


3º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS
DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS COM O
QUADRO È DE LASCAR: É de lascar mães que são maltratadas,
espancadas por seus maridos e muitas vezes por seus próprios filhos. Os
maridos não são donos de suas esposas e nem os filhos podem maltratar
que tanto já fez por eles. A sociedade repudia pessoas assim. Maltratar
nossas mulheres e nossas mães é de lascar viu.


4º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS
DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS DE VOLTA
AGORA COM ALGUNS INFORMES PARA NOSSA COMUNIDADE
Aniversariantes da Semana:
Francisca Karolayne Lima Oliveira (1C), Danielly Sousa Dias (1A), Jaynne
Teodósio Bezerra (1A), Camila Almeida Leite (1A), Lilian Cristina Bezerra
Magalhães (1B), Gessyleudo Laúrentino da Silva Jacob (1C), Raphael
Marcondes Paula Bessa (1C), Ana Liza Alencar tavares (1C), Vinicíus
Alves Pereira (2A), Ingrid Steffany Alves maia (3A), Lucas Araújo Silva
(3A).

MÚSICA: Ouviremos neste momento a musica minha família é bênção do
senhor com Regis Danese que vai para todas as mães da comunidade e
ouvintes do palavra jovem.........

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Boletim Maio 2013
Boletim Maio 2013Boletim Maio 2013
Boletim Maio 2013
willams
 
Jornal maio nº164
Jornal maio   nº164Jornal maio   nº164
Jornal maio nº164
mcj2013
 
Boletim 404 - 02/11/14
Boletim 404 - 02/11/14Boletim 404 - 02/11/14
Boletim 404 - 02/11/14
stanaami
 
Boletim 372 - 16/03/14
Boletim 372 - 16/03/14Boletim 372 - 16/03/14
Boletim 372 - 16/03/14
stanaami
 
Boletim 380 - 11/05/14
Boletim 380 - 11/05/14Boletim 380 - 11/05/14
Boletim 380 - 11/05/14
stanaami
 
Boletim 381 - 18/05/14
Boletim 381 - 18/05/14Boletim 381 - 18/05/14
Boletim 381 - 18/05/14
stanaami
 
Boletim 414 - 18/01/15
Boletim 414 - 18/01/15Boletim 414 - 18/01/15
Boletim 414 - 18/01/15
stanaami
 
Boletim 402 - 19/10/14
Boletim 402 - 19/10/14Boletim 402 - 19/10/14
Boletim 402 - 19/10/14
stanaami
 
A necessidade e a urgência do culto doméstico
A necessidade e a urgência do culto domésticoA necessidade e a urgência do culto doméstico
A necessidade e a urgência do culto doméstico
Moisés Sampaio
 

Mais procurados (20)

Pamp para cpp
Pamp para cppPamp para cpp
Pamp para cpp
 
Boletim Maio 2013
Boletim Maio 2013Boletim Maio 2013
Boletim Maio 2013
 
Assistência
AssistênciaAssistência
Assistência
 
Jornal maio nº164
Jornal maio   nº164Jornal maio   nº164
Jornal maio nº164
 
Educando filhos para o céu
Educando filhos para o céuEducando filhos para o céu
Educando filhos para o céu
 
Boletim 404 - 02/11/14
Boletim 404 - 02/11/14Boletim 404 - 02/11/14
Boletim 404 - 02/11/14
 
Boletim 650 - 13/10/19
Boletim 650 - 13/10/19Boletim 650 - 13/10/19
Boletim 650 - 13/10/19
 
Boletim 649 - 06/10/19
Boletim 649 - 06/10/19Boletim 649 - 06/10/19
Boletim 649 - 06/10/19
 
Boletim 372 - 16/03/14
Boletim 372 - 16/03/14Boletim 372 - 16/03/14
Boletim 372 - 16/03/14
 
Boletim 564 - 31/12/17
Boletim 564 - 31/12/17Boletim 564 - 31/12/17
Boletim 564 - 31/12/17
 
Assistência
AssistênciaAssistência
Assistência
 
Verdadeiro Sacrificio
Verdadeiro SacrificioVerdadeiro Sacrificio
Verdadeiro Sacrificio
 
Carta projeto formiguinhas missionárias_2013
Carta projeto formiguinhas missionárias_2013Carta projeto formiguinhas missionárias_2013
Carta projeto formiguinhas missionárias_2013
 
Boletim 380 - 11/05/14
Boletim 380 - 11/05/14Boletim 380 - 11/05/14
Boletim 380 - 11/05/14
 
Noite familiar
Noite familiarNoite familiar
Noite familiar
 
BOLETIM Nº44
BOLETIM Nº44BOLETIM Nº44
BOLETIM Nº44
 
Boletim 381 - 18/05/14
Boletim 381 - 18/05/14Boletim 381 - 18/05/14
Boletim 381 - 18/05/14
 
Boletim 414 - 18/01/15
Boletim 414 - 18/01/15Boletim 414 - 18/01/15
Boletim 414 - 18/01/15
 
Boletim 402 - 19/10/14
Boletim 402 - 19/10/14Boletim 402 - 19/10/14
Boletim 402 - 19/10/14
 
A necessidade e a urgência do culto doméstico
A necessidade e a urgência do culto domésticoA necessidade e a urgência do culto doméstico
A necessidade e a urgência do culto doméstico
 

Semelhante a Palavra jovem 16

Palavra jovem (salvo automaticamente)
Palavra jovem (salvo automaticamente)Palavra jovem (salvo automaticamente)
Palavra jovem (salvo automaticamente)
Maricélio Carvalho
 
O Espiritismo e o Dia das Mães
O Espiritismo e o Dia das MãesO Espiritismo e o Dia das Mães
O Espiritismo e o Dia das Mães
Carlos Correa
 

Semelhante a Palavra jovem 16 (20)

“(Re)significando o memorial 2ª escrita”.
“(Re)significando o memorial   2ª escrita”.“(Re)significando o memorial   2ª escrita”.
“(Re)significando o memorial 2ª escrita”.
 
Palavra jovem (salvo automaticamente)
Palavra jovem (salvo automaticamente)Palavra jovem (salvo automaticamente)
Palavra jovem (salvo automaticamente)
 
Palavra Jovem - Nº 67/2014
Palavra Jovem - Nº 67/2014Palavra Jovem - Nº 67/2014
Palavra Jovem - Nº 67/2014
 
Dia das mães 2011
Dia das mães 2011Dia das mães 2011
Dia das mães 2011
 
Dia das mães 2011
Dia das mães 2011Dia das mães 2011
Dia das mães 2011
 
Dia das mães
Dia das mãesDia das mães
Dia das mães
 
Você tem mãe
                                                                  Você tem mãe                                                                  Você tem mãe
Você tem mãe
 
Gaivota 179 web
Gaivota 179 webGaivota 179 web
Gaivota 179 web
 
Gaivota - Especial "Dia dos Pais"
Gaivota - Especial "Dia dos Pais"Gaivota - Especial "Dia dos Pais"
Gaivota - Especial "Dia dos Pais"
 
Noite Familiar
Noite FamiliarNoite Familiar
Noite Familiar
 
Informativo Luterano - maio 2011
Informativo Luterano - maio 2011Informativo Luterano - maio 2011
Informativo Luterano - maio 2011
 
Edição n. 63 do CH Noticias - Agosto/2020
Edição n. 63 do CH Noticias - Agosto/2020Edição n. 63 do CH Noticias - Agosto/2020
Edição n. 63 do CH Noticias - Agosto/2020
 
BOLETIM Nº 31
BOLETIM Nº 31BOLETIM Nº 31
BOLETIM Nº 31
 
Colcha de Retalhos - Volume I Versão Final
Colcha de Retalhos - Volume I  Versão FinalColcha de Retalhos - Volume I  Versão Final
Colcha de Retalhos - Volume I Versão Final
 
Colcha de Retalhos Volume I Versão Corrigida
Colcha de Retalhos Volume I  Versão Corrigida Colcha de Retalhos Volume I  Versão Corrigida
Colcha de Retalhos Volume I Versão Corrigida
 
Boletim 522 - 12/02/17
Boletim 522 - 12/02/17Boletim 522 - 12/02/17
Boletim 522 - 12/02/17
 
Assistência
AssistênciaAssistência
Assistência
 
Pai adotivo
Pai adotivoPai adotivo
Pai adotivo
 
Aula honrar pai e mae 3ciclo 2010
Aula honrar pai e mae 3ciclo 2010Aula honrar pai e mae 3ciclo 2010
Aula honrar pai e mae 3ciclo 2010
 
O Espiritismo e o Dia das Mães
O Espiritismo e o Dia das MãesO Espiritismo e o Dia das Mães
O Espiritismo e o Dia das Mães
 

Mais de maricelio (8)

Colegial news edição 7
Colegial news   edição 7Colegial news   edição 7
Colegial news edição 7
 
Colegial News - edição 6
Colegial News  - edição 6Colegial News  - edição 6
Colegial News - edição 6
 
Plano de Ação do SPAECE 2012
Plano de Ação do SPAECE 2012Plano de Ação do SPAECE 2012
Plano de Ação do SPAECE 2012
 
Editalnº 013 2012 - Contrato temporário
Editalnº 013  2012 - Contrato temporárioEditalnº 013  2012 - Contrato temporário
Editalnº 013 2012 - Contrato temporário
 
Aprovados em vestibular 2011
Aprovados em vestibular 2011Aprovados em vestibular 2011
Aprovados em vestibular 2011
 
Aprovados em vestibular 2011
Aprovados em vestibular 2011 Aprovados em vestibular 2011
Aprovados em vestibular 2011
 
3ª Edição do Colegial News
3ª Edição do Colegial News3ª Edição do Colegial News
3ª Edição do Colegial News
 
Colegial news edição 1
Colegial news   edição 1Colegial news   edição 1
Colegial news edição 1
 

Último

ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
azulassessoria9
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
lbgsouza
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
FLAVIA LEZAN
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 

Último (20)

ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 

Palavra jovem 16

  • 1. PALAVRA JOVEM N° 16 08/05/2012 RESPONSÁVEIS: Norma Holanda, Marcos Lima, Pedro Henrique, Tadeu Oliveira, Karolyne Lima. ABERTURA: BOM DIA QUERIDOS OUVINTES, ESTÁ NO AR MAIS UM PROGRAMA DA ESCOLA FIGUEIREDO CORREIA, O PALAVRA JOVEM, EU SOU................................ E O TEMA DE HOJE É: DIAS DAS MAES Mensagem do Dia: Ser Mãe Ser mãe não é apenas carregar no ventre, por alguns meses, um óvulo fecundado! Ser mãe não é somente passar pela dor cruciante de trazer um filho ao mundo! Ser mãe não é simplesmente dar o alimento, vestir e cuidar do físico e dos estudos! Ser mãe não é embonecar uma criança, fazendo dela um enfeite, um “bibelô”! Ser mãe é muito mais do que isso! Ser mãe é dividir o que se tem, sempre priorizando os filhos; Ser mãe é cuidar, amar, amar e amar! Ser mãe é depender da graça de Deus dia após dia, hora após hora, minuto após minuto; Ser mãe é estar na dependência total do Deus Maravilhoso que não falta nunca, que sempre nos protege e nos ampara; Ser mãe é se sentir abençoado por ter recebido do Senhor o privilégio de tomar conta de um pequeno ser; Ser mãe é ver o seu amor imperfeito comparado ao perfeito amor do grande Deus. Ser mãe é envelhecer sorrindo; Mesmo na solidão do ninho que ficou vazio; Porque sabe que cumpriu a sua parte; E o que faltou, o Pai celeste completará; Pois dele vem a promessa: “Não temas, pois Eu estou contigo em todo momento”. Ser mãe é ser feliz somente por ser mãe!
  • 2. MÚSICA: Ouviremos neste momento a música vida .....................................com padre Fábio de Melo ................................. que vai para minha mãe Ilailma e para todas mães da comunidade Iracemence..... 1º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS FALANDO SOBRE O TEMA : Dia das Mães A maioria das fontes é unânime acerca da ideia da criação de um Dia da Mãe. A idéia partiu de Anna Jarvis, que em 1904, quando a sua mãe morreu, chamou a atenção na igreja de Grafton para um dia especialmente dedicado a todas as mães. Três anos depois, a 10 de Maio de 1907, foi celebrado o primeiro Dia da Mãe, na igreja de Grafton, reunindo praticamente família e amigos. Nessa ocasião, a sra. Jarvis enviou para a igreja 500 cravos brancos, que deviam ser usados por todos, e que simbolizavam as virtudes da maternidade. Ao longo dos anos enviou mais de 10.000 cravos para a igreja de Grafton – encarnados para as mães ainda vivas e brancos para as já desaparecidas – e que são hoje considerados mundialmente com símbolos de pureza, força e resistência das mães. Segundo Anna Jarvis seria objetivo deste dia tomarmos novas medidas para um pensamento mais ativo sobre as nossas mães. Através de palavras, presentes, atos de afeto e de todas as maneiras possíveis deveríamos proporcionar-lhe prazer e trazer felicidade ao seu coração todos os dias, mantendo sempre na lembrança o Dia da Mãe. Face à aceitação geral, a sra. Jarvis e os seus apoiantes começaram a escrever a pessoas influentes, como ministros, homens de negócios e políticos com o intuito de estabelecer um Dia da Mãe a nível nacional, o que daria às mães o justo estatuto de suporte da família e da nação. A campanha foi de tal forma bem sucedida que em 1911 era celebrado em praticamente todos os estados. Em 1914, o Presidente Woodrow Wilson declarou oficialmente e a nível nacional o 2º Domingo de Maio como o Dia da Mãe. Hoje em dia, muitos de nós celebram o Dia da Mãe com pouco conhecimento de como tudo começou. No entanto, podemos identificar-nos com o respeito, o amor e a honra demonstrados por Anna Jarvis há 96 anos
  • 3. atrás. Apesar de ter passado quase um século, o amor que foi oficialmente reconhecido em 1907 é o mesmo amor que é celebrado hoje e, à nossa maneira, podemos fazer deste um dia muito especial. E é o que fazem praticamente todos os países, apesar de cada um escolher diferentes datas ao longo do ano para homenagear aquela que nos põe no mundo. Em Portugal, até há alguns anos atrás, o dia da mãe era comemorado a 8 de Dezembro, mas atualmente o Dia da Mãe é no 1º Domingo de Maio, em homenagem a Maria, Mãe de Cristo No Brasil a introdução desta data se deu no RIO GRANDE DO SUL, em 12 de maio de 1918, por iniciativa de EULA K. LONG, em SÃO PAULO, a primeira comemoração se deu em 1921. A oficialização se deu por decreto no Governo Provisório de Getúlio Vargas, que em 5 de maio de 1932, assinou o decreto nº 21.366. Em 1947, a data foi incluída no calendário oficial da Igreja Católica por determinação do Cardeal Arcebispo do Rio, Dom Jaime de Barros Câmara. MÚSICA: MÚSICA: Ouviremos neste momento a música someone like you......................................com adelle .................................................que vai para minha querida mãe Irani. 2º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS DE VOLTA COM O tema: Dia das Mães O que é ser um bom filho? Por: Maria Teresa Serman O dia das Mães está chegando. Sabemos que a data foi criada com propósitos comerciais ( o dia dos Pais foi para vender gravatas; o das Mães, um infinidade de coisas! ), o que não nos impede de aproveitar a data para meditar em como nos temos saído como filhos. É, vamos inverter um pouco o ponto de mira e falar dos filhos em relação a suas genitoras. Porque, afinal, só existe mãe porque acontecem filhos. Digo "acontecem", pois aí incluo os
  • 4. não gerados pelo útero, mas pelo coração. O que faz um bom filho? Colocando melhor, como ele (ela) se comporta para merecer o adjetivo? Ser o substantivo é natural; já ganhar o acréscimo demanda uma prática que deve ir se aperfeiçoando ao longo da vida, nossa e delas. Não é fácil: quando somos adolescentes, ficamos rebeldes; jovens, estamos ainda imaturos para um afeto mais exigente; depois, maduros os filhos, idosos ( ou quase ) os pais, e é difícil passar de cuidados a cuidadores. "Ninguém te ama como eu" - este trecho de uma música religiosa nos lembra logo o amor de mãe, a que o próprio Jesus Cristo comparou o amor de Deus. E como definir o amor filial? Perto da fonte inesgotável de carinho que brota do coração materno, os filhos estão todo o tempo "correndo atrás do prejuízo", se sentindo em débito, a conta sempre no vermelho. Para aliviar esse sentimento, queremos lembrar a todos os filhos que suas mães são, antes de tudo, filhas. É verdade, não se lembraram disso, filhos em conflito? O tipo de filhos que somos é inexoravelmente ditado pelo modelo que nos passaram nossos pais, eles próprios como filhos. Há exceções, mas a regra é esta. E assim continua, de geração a geração. A Sagrada Escritura lembra que honrar pai e mãe "apaga uma multidão de pecados". Não é à toa que desta virtude Deus fez o quarto mandamento. S. Josemaria Escrivá chamava-o de "doce preceito". O que significa honrar? Não é só amar, no sentido de acarinhar; transcente isso. Pressupõe obedecer, respeitar, cuidar, acolher, e manter, se necessário.Se a mãe quer que seus filhos a honrem, honre primeiro os avós deles ( os sogros estão incluidos ). Do mesmo modo, os pequenos aprenderão a respeitar seus progenitores também, e os mais idosos em geral. É um círculo virtuoso que se origina na família e permeia as relações humanas na sociedade. Os bons filhos serão bons maridos e esposas, bons pais e seres humanos dos quais o mundo está muito necessitado. Fala-se bastante em tornar as pessoas mais solidárias. Não podemos esquecer que a semente da fraternidade brota em solo familiar e se ramifica para o exterior, se for generosamente adubada e regada por mãos paternas. MÚSICA: Ouviremos neste momento a música mãe ................................. com rick e renner ................. que vai para minha mãe querida que eu
  • 5. amo tanto e também para aquelas mães que independente do que aconteça estão do lado dos seus filhos. 3º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS COM O QUADRO È DE LASCAR: É de lascar mães que são maltratadas, espancadas por seus maridos e muitas vezes por seus próprios filhos. Os maridos não são donos de suas esposas e nem os filhos podem maltratar que tanto já fez por eles. A sociedade repudia pessoas assim. Maltratar nossas mulheres e nossas mães é de lascar viu. 4º RETORNO: BOM DIA, EU SOU ............................... E ESTAMOS DE VOLTA COM O PALAVRA JOVEM E ESTAMOS DE VOLTA AGORA COM ALGUNS INFORMES PARA NOSSA COMUNIDADE Aniversariantes da Semana: Francisca Karolayne Lima Oliveira (1C), Danielly Sousa Dias (1A), Jaynne Teodósio Bezerra (1A), Camila Almeida Leite (1A), Lilian Cristina Bezerra Magalhães (1B), Gessyleudo Laúrentino da Silva Jacob (1C), Raphael Marcondes Paula Bessa (1C), Ana Liza Alencar tavares (1C), Vinicíus Alves Pereira (2A), Ingrid Steffany Alves maia (3A), Lucas Araújo Silva (3A). MÚSICA: Ouviremos neste momento a musica minha família é bênção do senhor com Regis Danese que vai para todas as mães da comunidade e ouvintes do palavra jovem.........