Trabalho

638 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
638
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
74
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho

  1. 1. XI - O cristão e o trabalho1) Conceito social: Oradores (eclesiásticos), Defensores (guerreiros) e Lavradores (agricultores). Trabalho pode ser definido como oesforço físico ou intelectual, com vistas a um 4) O Trabalho na Reformadeterminado fim. O verbo "trabalhar" éproveniente do latim vulgar tripaliar: torturar Na ética do trabalho, Lutero (1483-com o tripalium. Este é derivado de tripalis, 1546) e Calvino (1509-1564) estavam acordescujo nome é proveniente da sua própria quanto à responsabilidade do homem deconstituição gramatical: tres & palus (pau, cumprir a sua vocação através do trabalho.madeira, lenho), que significava o instrumento Não há lugar para ociosidade. Com isto, nãode tortura de três paus. A idéia de tortura se quer dizer que o homem deva ser umevoluiu, tomando o sentido de "esforçar-se", ativista, mas sim, que o trabalho é uma"laborar", "obrar". "bênção de Deus". O calvinista via a sua ocupação como2) Características: algo por meio do qual poderia exercitar a obediência. Permanecer em certa função não Etimologia à parte, devemos observar, é a coisa que deve ser feita em gratidãoque o trabalho, apresenta as seguintes obediente; antes, as ações realizadas naquelacaracterísticas: função é que devem ser feitas em gratidãoa) Envolve o uso de energia destinado a obediente. Cada vocação se tornou, assim,vencer a resistência oferecida pelo objeto que uma esfera de serviço e reforma, para a glóriase quer transformar – intencionalidade. de Deus. A dona de casa, o comerciante e ob) O trabalho se propõe sempre a uma sapateiro tornaram-se, em suas tarefas,transformação. ministros de Deus; o engajamento econômico,c) Todo o trabalho está ligado a uma político, científico e artístico recebeu novonecessidade, externa ou interna. alento, informado por um ardord) Todo trabalho traz como pressuposto verdadeiramente religioso. Mais do que isso, ofundamental, o conceito de que o objeto, sobre ordenamento social tornou-se objeto deo qual trabalha, é de algum modo reflexão e ação transformadora.aperfeiçoável, mediante o emprego dedeterminada energia – esforço e 5) O Cristão e o Trabalhoperseverança. Atualmente, muitos esperam dos3) O Trabalho na Idade Média cristãos que justificassem tudo nas suas vidas pela sua utilidade espiritual ou evangelística. Na Idade Média, há de certa forma, um No máximo, a educação, atividades, vocaçõesretorno à idéia grega, considerando o trabalho ou buscas “seculares” eram um mal– no sentido manual, "arte mecânica", como necessário, para se ganhar a vida, para tersendo algo degradante para o ser humano, e com que dar o dízimo e dar para missões.inferior ao ócio, descanso, repouso, à vida Assim, os que queriam ser empresárioscontemplativa e ociosa, por um lado, e à deveriam procurar empregos em organizaçõesatividade militar pelo outro. e agências cristãs. Se descobríssemos um A posição ocupada pelo trabalho era pequeno Rembrandt num jovem artista daregida pela divisão gradativa de importância igreja, ele deveria ser colocado como
  2. 2. responsável pelo quadro de avisos. Os nossos precedida por seis dias de trabalho (Ex 20.9).cientistas deveriam se especializar na causa O descanso é para quem trabalha.do criacionismo, mesmo que a cosmologia ou Por sua vez, os patrões e chefesas ciências biológicas e antropológicas não cristãos que vivem no Espírito, por certo, nãofossem suas especialidades. Dos músicos é se aproveitam da sua autoridade paraesperado que entrem (ou formem) uma banda pressionar os que estão sob as suas ordens,de louvor e façam uma turnê pelas igrejas do valendo-se do fato de que há mais procura dopaís. que oferta de emprego, a fim de ameaçá-los, Os cristãos são chamados a exercer a menosprezá-los ou tratá-los indignamentesua vocação com diligência e fidelidade. Ler Ef como se fossem apenas uma ferramenta6.5-9. humana descartável. A justiça divina (Is 64.6) deve ser a tônica da relação patrão-6) O trabalho é uma instituição divina empregado e empregado-patrão. A base para este relacionamento, é a certeza de que, querÊxodo sejamos empregados, quer sejamos patrões,20.8 Lembra-te do dia de sábado, para o todos temos o mesmo Senhor no céu (Ef 6.9).santificar. A possibilidade real desta prática está no fato20.9 Seis dias trabalharás e farás toda a tua de sermos guiados e capacitados pelo Espíritoobra. Santo.20.10 Mas o sétimo dia é o sábado doSENHOR, teu Deus; não farás nenhum Rotina (Carol Gualberto)trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua De manhã cedo, quando a gente acorda Levanta da cama e faz tudo igualfilha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o E a rotina sem pedir licençateu animal, nem o forasteiro das tuas portas Começa a ditar suas regras sem dópara dentro; A alegria da gente se vaiPergunta: Seria o trabalho um mal necessário? A vida é só palidezCaso você recebesse uma herança cujo valor Disposição é o que resta pra gente ter Mas quando Jesus entra na história da rotinafosse suficiente para viver confortavelmente, o Coisas velhas se tornam novas a cada manhãque você faria? Jesus dá cor à vida, Jesus dá vida à vida Jesus é a razão de ser7) Conclusões A gente pode acordar de manhã e viver uma vida bem diferente Seguir em frente, olhar para Cristo Todos somos vocacionados ao trabalho. Esquecer-se das coisas que ficam pra trásSabemos que no cumprimento de nossa Ele promete renovar as forçasvocação estamos servindo primeiramente a Daquele que Nele esperarDeus. Contudo, isso não nos deve tornar E assim voar como águia, correr e não se fatigarpresas ingênuas de manipulações e Só quando Jesus entra na história da rotina Coisas velhas se tornam novas a cada manhãexplorações. Devemos trabalhar dignamente e Jesus dá cor à vida, Jesus dá vida à vida Jesus é alutar pelos nossos direitos dentro do que razão de ser felizpermite a lei, desde que esta não fira asEscrituras. Buscar um lugar melhor ondepodemos realizar de modo mais eficiente onosso trabalho e, termos remuneraçãocompatível, não entra em conflito com asEscrituras; no entanto, o não reconhecimentode nosso trabalho nunca poderá servir depretexto para a nossa baixa qualidade.Estamos sempre servindo a Deus. A maneira como trabalhamos reflete anossa vida espiritual (Ef 6.5-7). Lembremo-nostambém, de que a guarda do “sábado” é
  3. 3. Questões PropostasASSINALE V (verdadeira) e F (Falsa), para asafirmativas abaixo:( ) O trabalho na vida do cristão é um malnecessário, já que ele foi amaldiçoado pelaqueda.( ) Somente trabalho para o Reino de Deusquando faço alguma atividade ligada à igreja.( ) A tarefa principal de qualquer trabalho parao cristão é evangelizar.( ) Os cristãos devem exercer com fidelidade asua vocação, seja onde for.( ) Se o nosso salário não é compatível comnossas atividades, não devemos buscar e nemreivindicar melhorias, pois devemos sersubmissos às autoridades. Questões Suplementares1- CONSIDERANDO Gênesis 1 e 2, podemosrelacionar o trabalho com a Imago Dei?JUSTIFIQUE.2- CONSIDERE a seguinte situação:“Elizabeth trabalha em uma empresa comoprogramadora de Software, entretanto a suaremuneração está muito aquém à praticadapelo mercado. Logo, ela decide não seesforçar em fazer um trabalho bem feito, jáque ela não é recompensada pelo seuesforço.” AVALIE a decisão de Elizabeth eJUSTIFIQUE sua resposta.

×