O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Lectio Divina/Leitura Orante

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Leitura orante
Leitura orante
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 27 Anúncio

Lectio Divina/Leitura Orante

Baixar para ler offline

A ‘Lectio Divina’ ou Leitura Orante da Biblia e o esforço de conjugar a Palavra de Deus com a vida da gente. Na Palavra que e ‘lampada para os pes’ e ‘luz para o caminho’ (Sl 119,105), o (a) discipulo (a) de Cristo encontra motivacao para construir no mundo o reino de Deus como reino de amor, justica e liberdade.

A ‘Lectio Divina’ ou Leitura Orante da Biblia e o esforço de conjugar a Palavra de Deus com a vida da gente. Na Palavra que e ‘lampada para os pes’ e ‘luz para o caminho’ (Sl 119,105), o (a) discipulo (a) de Cristo encontra motivacao para construir no mundo o reino de Deus como reino de amor, justica e liberdade.

Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (18)

Semelhante a Lectio Divina/Leitura Orante (20)

Anúncio

Lectio Divina/Leitura Orante

  1. 1. Carlos César
  2. 2. Lectio Divina ou Leitura Orante da Bíblia Origem da Leitura Orante A expressão Lectio Divina Há quem a situe lá no Vem do latim e pode ser Primeiro ou Antigo traduzida por lição divina Testamento, quando o ou leitura orante da povo de Israel: Palavra de Deus. Segundo  percebia a presença de alguns, foi usada por Deus na sua vida e Orígenes, Padre da caminhada; Igreja, no 3º século d.C.  ouvia e meditava a sua Outros, porém, afirmam que Palavra; e, a Lectio Divina é anterior e  se esforçava para praticá- teria sido formulada pelo la. monge Guigo, em 1150.
  3. 3. “A Lectio Divina é a escuta religiosa e piedosa da leitura A contribuição de Guigo sagrada da Escritura”. Em síntese, a (Vaticano II, DV 10) grande Princípios da Lectio contribuição do Divina ou Leitura Orante: monge Guigo foi a a) Unidade da Escritura; de interligar os b) atualidade ou passos da Leitura encarnação da Palavra; Orante. Para isso, c) fé em Jesus Cristo vivo escreve um e presente na roteiro com o comunidade. título: ‘A Escada dos Monges’, onde Como aclamamos na cada passo corresponde a um degrau. liturgia: - O Senhor esteja “A Palavra de Deus está na base de convosco. toda espiritualidade cristã autêntica”. - Ele está no meio de nós! (Bento XVI, Verbum Domini 86)
  4. 4. Na ‘Escada dos Monges’, Guigo relata a um amigo monge a sua experiência "Certo dia, durante o trabalho manual, quando estava refletindo sobre a atividade do espírito humano, de repente se apresentou à minha mente, a escada dos quatro degraus espirituais: a leitura, a meditação, a oração e a contemplação. Essa é a escada dos monges, pela qual eles sobem da terra ao céu. É verdade, a escada tem poucos degraus, mas ela é de uma altura tão imensa e inacreditável que, enquanto a sua extremidade inferior se apoia na terra, a parte superior penetra nas nuvens e investiga os segredos do céu".
  5. 5. 1. Leitura: ler a Palavra. Há uma evolução lenta. Aos poucos se passa do ato de ler para escutar a Palavra. Assim, por exemplo, Moisés cumpre sua missão mediadora entre Deus e o povo, lendo a Palavra do Senhor, que estava escrita nas tábuas da Aliança (Ex 24,7). A Lei escrita em pergaminhos passa a ser chamada de Escritura, que quer dizer exatamente isto: Lei escrita para ser lida e proclamada. No Novo Testamento Jesus fala com pessoas que conhecem bem a Escritura: “Vocês nunca leram o que Davi e seus companheiros fizeram quando estavam passando necessidade e sentindo fome”? (Mc 2,25). Podemos ver nesta pergunta de Jesus já a origem da Lectio divina. Neste primeiro degrau respondemos à pergunta: O QUE DIZ O TEXTO?
  6. 6. 2. Meditação: meditar a Palavra. Já nos primeiros séculos do cristianismo, a Igreja, através dos monges, fez uma grande descoberta: é preciso meditar as Escrituras, ou seja, ‘ruminar’. A leitura orante leva à meditação. É aí que o cristão percebe a força transformadora da Palavra e vai formando a consciência reta e clara dos apelos de Deus para poder agir perante a maldade do mundo. Meditar é parar. É tirar tempo para perceber as novidades de Deus. Meditar é mais do que ler. É colocar o ouvido e o coração à escuta. Aqui buscamos responder à pergunta: O QUE DIZ O TEXTO PARA MIM, PARA NÓS?
  7. 7. 3. Oração: rezar a Palavra. Aquilo que é lido no Primeiro ou Antigo Testamento encontra sua realização na vida e nos ensinamentos de Jesus. Os evangelhos constituem o coração de toda a Bíblia. Toda leitura orante tende a conduzir à oração. Rezar é, em primeiro lugar, um relacionamento amoroso e gratuito com Deus. A autêntica oração é sempre união com Deus. É sempre intimidade com o Criador. Os frutos da oração se manifestam ao longo da vida. A oração nos traz de novo a sensibilidade humana, muitas vezes, esquecida em nosso dia a dia. Quem reza também se compromete. Quem reza entende a dor do irmão que sofre. É impossível rezar e ficar de braços cruzados, sem perceber a angústia dos que estão caídos à beira da estrada (cf. Lc 10,25-37). A oração conduz a um apostolado fecundo. Este terceiro degrau nos leva a responder: O QUE O TEXTO ME FAZ DIZER A DEUS?
  8. 8. Em Aparecida, nossos bispos recordavam: “A Leitura Orante favorece o encontro pessoal com Jesus Cristo semelhante ao modo de tantos personagens do Evangelho: Nicodemos e sua ânsia de vida eterna (cf. Jo 3,1-21), a Samaritana e seu desejo de culto verdadeiro (cf. Jo 4,1-42), o cego de nascimento e seu desejo de luz interior (cf. Jo 9), Zaqueu e sua vontade de ser diferente (cf. Lc 19,1-10). Todos eles, graças a esse encontro, foram iluminados e recriados porque se abriram à experiência da misericórdia do Pai que se oferece por sua Palavra de verdade e vida”. (DAp 249)
  9. 9. 4. Contemplação: contemplar a Palavra São João nos diz: “Nós contemplamos a Palavra da Vida” (1Jo 1,1). Quem contempla também vai comprometer-se com os valores do Reino, e perceber sempre mais qual é a autêntica vontade de Deus para sua vida. Jesus manda examinar as Escrituras como fonte de vida: “Vocês vivem examinando as Escrituras, pensando encontrar nelas a vida eterna; ora são elas que dão testemunho de mim” (Jo 5,39). O verbo ‘examinar’ aqui tem o sentido de contemplar. A contemplação não tem nada de alucinação, desequilíbrio emocional ou fanatismo. Não se pode forçar uma contemplação. Ela brota espontânea de uma atitude orante. É através da contemplação que a pessoa encontra o equilíbrio interior e um estado de harmonia e paz. Na contemplação devemos estar dispostos a nos assumir do jeito que somos diante de Deus. O ponto mais alto da espiritualidade cristã é a contemplação. Aqui, respondemos à pergunta: ESTOU PRONTO PARA A NOVA
  10. 10. Duas observações importantes 1. Os quatro degraus 2. Embora esteja implícito (leitura, meditação, ora em todo o processo, é ção e contemplação) se oportuno lembrar o distinguem, mas não alerta do papa Bento XVI: se separam, pois obedecem a uma “A lectio divina não está concluída, na sua dinâmica onde, a cada dinâmica, enquanto não etapa, o (a) leitor (a) da chegar à ação (actio), que Bíblia é convidado (a) a impele a existência do fiel recomeçar e interligar a doar-se aos outros na todo o processo. caridade”. (Verbum Domini, 87)
  11. 11. Resumindo... A Lectio Divina ou Leitura Orante consiste na leitura atenta e sem pressa de um texto da Bíblia, previamente escolhido e preparado para ser meditado e rezado. Não tem a finalidade de satisfazer a curiosidade intelectual de quem lê, mas o objetivo de alimentar a vida de fé do cristão, fortalecer a união com Deus e animar a missão. Supõe, portanto, uma atitude de fé orante e abertura de coração para Deus e os irmãos.
  12. 12. Dez passos para orientar a leitura orante, pessoal e diária da Bíblia [Inspirados na proposta de Frei Carlos Mesters com ilustrações de Irmã Elda Broilo]
  13. 13. Referências para aprofundar a Lectio Divina ou Leitura Orante da Bíblia Na Web: Agenor Girardi. Lectio Divina - Leitura Orante da Bíblia CNBB. Leitura Orante e Popular da Bíblia na Pastoral Social Jovanês Vitoriano e Francisco Sydney, svd. Leitura Orante da Bíblia Leitura Orante diária da Bíblia Nas editoras: CRB. A Leitura Orante da Bíblia. Coleção Tua Palavra é Vida, vol. 1: Edições Loyola, 1990. D. García M. Colombás. Diálogo com Deus: Introdução à Lectio Divina. Editora Paulus, 1997.
  14. 14. A Palavra cantada I) Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça, e tudo mais vos será acrescentado, aleluia, aleluia! 1. Não só de pão o homem viverá, mas de toda a Palavra que procede da boca de Deus, aleluia, aleluia! 2. Se vos perseguem por causa de mim, não esqueçais o por quê; não é o servo maior que o Senhor, aleluia, aleluia! II) Toda Bíblia é comunicação, de um Deus amor, de um Deus irmão. É feliz quem crê na Revelação, quem tem Deus no coração. 1. Jesus Cristo é a Palavra, pura imagem de Deus Pai. Ele é vida e verdade, a suprema caridade. 2. Os profetas sempre mostram a vontade do Senhor. Precisamos ser profetas para o mundo ser melhor. 3. Nossa fé se fundamenta na palavra dos apóstolos: João, Mateus, Marcos e Lucas transmitiram esta fé. 4. Vinde a nós, ó Santo Espírito, vinde nos iluminar. A Palavra que nos salva, nós queremos conservar.
  15. 15. III) Chegou a hora da alegria/ Vamos ouvir esta Palavra que nos guia (bis) 1. Tua Palavra vem chegando bem veloz/ Por todo o canto hoje se escuta sua voz (bis) / Aleluia, aleluia! 2. Nada se cria sem a força e o calor/ Que saí da boca de Deus nosso Criador (bis) / Aleluia, aleluia! IV) Toda semente é um anseio de frutificar/ e todo fruto é uma forma da gente se dar. Põe a semente na terra, não será em vão/ não te preocupe a colheita/ plantas para o irmão (bis) 2. Toda palavra é um anseio de comunicar,/ e toda fala é uma forma da gente se dar. 3. Todo tijolo é um anseio de edificar,/ e toda obra é uma forma da gente se dar. V) Senhor, que a tua Palavra transforme a nossa vida. Queremos caminhar com retidão na tua luz. 1. Não vacilará quem confia no Senhor. Ele nos sustenta, nos conduz pela mão. 2. No Senhor está toda graça e salvação. Nele encontramos o amor e o perdão.
  16. 16. VI) É como a chuva que lava/ é como o fogo que abrasa./ Tua palavra é assim,/ não passa por mim sem deixar um sinal. 1. Tenho medo de não responder,/ de fingir que não escutei./ Tenho medo de ouvir teu chamado,/ virar do outro lado,/ e fingir que não sei. 2. Tenho medo de não perceber,/ de não ver teu amor passar./ Tenho medo de estar distraído(a),/ magoado(a), ferido(a), e então me fechar. 3. Tenho medo de estar a gritar/ e negar-te o meu coração./ Tenho medo do Cristo que passa,/ oferece uma graça/ e eu lhe digo que não. VII) Fazei ressoar...ressoar...A Palavra de Deus em todo lugar. (bis) 1. Na cultura, na história, vamos expressar: levando a Palavra de Deus em todo lugar. Vamos lá! 2. Na cultura popular, vamos catequizar: celebrando fé e vida em todo lugar. Vamos lá! 3. O Evangelho é a Palavra que Deus programou: só Ele é o Caminho, a Verdade, a Vida e o Amor. Vamos lá!
  17. 17. VIII) Palavra não foi feita para dividir ninguém / Palavra é a ponte onde o amor vai e vem, onde o amor vai e vem. 1. Palavra não foi feita para dominar / Destino da Palavra é dialogar / Palavra não foi feita para a opressão / Destino da Palavra é união. 2. Palavra não foi feita para a vaidade / Destino da Palavra é a eternidade / Palavra não foi feita pra cair no chão / Destino da Palavra é o coração. 3. Palavra não foi feita para semear / A dúvida, a tristeza e o mal estar / Destino da Palavra é a construção / De um mundo mais feliz e mais irmão. IX) A Bíblia é a palavra de Deus semeada no meio do povo, que cresceu, cresceu e nos transformou, ensinando-nos viver um mundo novo. Deus é bom, nos ensina a viver; nos revela o caminho a seguir. Só no amor partilhando seus dons, sua presença iremos sentir. Somos povo, o povo de Deus, e formamos o reino de irmãos. E a Palavra que é vida nos guia e alimenta a nossa união.
  18. 18. X) A vossa Palavra, Senhor, é sinal de interesse por nós. (bis) 1. Como um pai ao redor de sua mesa, revelando seus planos de amor. 2. É feliz quem escuta a Palavra, e a guarda no seu coração. 3. Neste encontro da Eucaristia, aprendemos a grande lição. XI) Quero levar esta Bíblia, ir cantando em procissão Ir feliz como quem leva a luz do céu em sua mão Ergo bem alto esta Bíblia: ei-la entre nós e o bom Deus! É bênção que à terra desce, é prece que sobe aos céus! 2. Quero nas mãos este Livro, vou levá-lo aonde for! Eu O levo pela vida e Ele me leva ao Senhor! 3. Quero beijar esta Bíblia como beijo sempre, sim! Mão do Pai que me abençoa e mãe sorrindo para mim! 4. Quero deixar este Livro, qual um coração no altar: Coração de Deus, aberto, ansioso por Se revelar! XII) O Evangelho é a Boa Nova que Jesus veio ao mundo anunciar! (bis) 1. Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida da ovelha perdida que o Pai mandou salvar. (bis) 2. O Pai mandou que Ele aqui viesse um dia para nos dar a alegria de viver no seu amor. (bis)

×