Folhaportugal323

675 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
675
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Folhaportugal323

  1. 1. Diretor: João Filipe Jornal de distribuição gratuita Nº 323 De 28 de fevereiro SEMPRE a 06 de março de 2010 AO SEU EDIÇÃO NACIONAL LADO 50.000 E X E M P L A R E S folhadeportugal.pt A CULPA DA impunidade Sente-se no ar, de cada vez que um caso se torna mediático, muitas vezes por envolver TEMA CAPA...PÁGS. 06/07 personalidades poderosas... é o sentimento de impunidade que vigora na sociedade portuguesa, o qual nos diz que aquela situação nunca verá um desfecho justo e imparcial 7 MIL VÍTIMAS TRAGÉDIA A violência doméstica atingiu mulheres, idosos SEM PRECEDENTES e crianças em 2009 SOCIEDADE...PÁG. 09 CARÊNCIA DE PLANO Há mais pessoas a morrer durante o inverno do que nos meses de calor PORTUGAL EM XEQUE...PÁG. 10 80 Madeira tenta reerguer-se MILHÕES FOTOS: LUSA/EPA/MANUEL DE ALMEIDA UE quer plano de longo prazo para combater a pobreza e a exclusão REPORTAGEM ESPECIAL...PÁG. 12 PUB reconheca.com Uma semana depois do temporal que se abateu sobre esta ilha, os habitantes empenham-se em restaurar a normalidade e os turistas não deixam de marcar presença, RECONHEÇA SÓ, VOCÊ NÃO PODE! JOÃO 15.5 ajudando a economia regional a recuperar GERAL...PÁG. 08 20 de Março | 16h PUB
  2. 2. 2| DOMINGO 28 • FEVEREIRO • 2010 opinião EDITORIAL JOÃO FILIPE Diretor Foto da Semana Levantar a cabeça A Ilha da Madeira viu-se, no passado fim de semana, de- vastada por um terrível temporal que causou graves danos materiais, humanos e psicológicos. Quando no sába- do, dia 20 de Fevereiro, comecei a ver as imagens do tempo- ral na Madeira, nem queria acreditar no que estava a assis- tir, pois são o tipo de imagens a que estamos acostumados a ver noutros países, como aconteceu no Haiti por causa do terramoto, na Califórnia e em muitos outros. A “nossa pérola do atlântico” estava a ser destruída pela chuva, o temporal estava a levar tudo à sua frente, eram buracos que se abriam no asfalto, ribeiras que transpunham as suas mar- gens e a força destas era completamente devastadora. Muitas pessoas perderam tudo, inclusivamente familiares, uma das piores perdas que se pode ter. Agora, mais do que recuperar as habitações ou as estradas, há que recuperar psicológica e emocionalmente os madeirenses, para que os traumas pos- sam ser superados. O jornal “Folha de Portugal” quer apresentar as condolências ao povo madeirense, assim como o Centro de Ajuda Espiri- tual se associa nestes votos. Estaremos a realizar preces para que Deus abençoe a reconstrução e pelo conforto emocional. UMA SEMANA A Justiça portuguesa está debaixo de fogo cerrado de há alguns anos a esta parte. Até há uns anos atrás, existia uma sensação de que os poderosos não eram nem sequer QUE MARCOU O PAÍS investigados, mas, hoje, estas investigações existem. Contu- Depois de sábado, dia em que a Madeira do, o que não existe é a condenação ou absolvição dos sus- passou a estar no foco do peitos, ou seja, nunca se chega bem a perceber se a pessoa, Mundo, um mini tornado de facto, é culpada ou inocente. Normalmente, a luta é tentar registado na noite de terça-feira, dia 23 de encontrar no processo um ponto onde se possa apelar à in- Fevereiro, na zona costeira constitucionalidade da queixa ou do processo, para, assim, de Portimão, provocou fazer com que este seja arquivado, mas, na opinião pública estragos em quatro FOTOS: LUSA/LUÍS FORRA restaurantes de praia e fica a ideia de culpa, pois não ficou provada a inocência. diversos empreendimentos Desde que “rebentou” o caso de pedofilia da Casa Pia, da Uni- turísticos. Derrubou árvores versidade Independente, o caso dos terrenos da antiga feira e postes de eletricidade, popular, o “Apito Dourado”, o FREEPORT, o BPN, BPP, “Face mas, felizmente, não fez qualquer vítima. Oculta” e as alegadas manobras de bastidores para a com- pra da TVI por parte da PT, é que se percebe que, de facto, se investiga, mas depois falta a fase seguinte, que é saber se os arguidos ou acusados são culpados ou inocentes. Parece-me que vamos apenas ficar com opinião que se gera por muitas e muitas informações paralelas, assim fica a névoa a pairar so- bre a pessoa. A Justiça portuguesa deveria ser mais célere e mais indepen- dente do poder político, para que este pudesse ser visto como um poder credível. Tenha uma boa leitura! Leia a opinião do Bispo EDIR MACEDO na página 3i, do caderno Folha Centro de Ajuda ACORDO ORTOGRÁFICO: Informamos os nossos leitores de que já começámos a aplicar algumas das alterações do Novo Acordo Ortográfico. Folha de Portugal: Alameda D. Afonso Henriques, nº 35 (antigo cinema Império) 1000-123 Lisboa Tel: 210 300 973/77/78 Fax: 210 300 999 Diretor: João Filipe direccao@folhadeportugal.pt Editor: IURD Redação: Carla Vaz, Nilza Vaz, Isabel Barbosa Paginação: Carlos Paredes, Eliane Rosa FOLHA DE PORTUGAL Título registado no ERC com o nº 125046 Propriedade: IURD Correio do Leitor: Sede administrativa: Praceta Professor Francisco Gentil, nº3 - Póvoa de Santo Adrião - Lisboa NIPC: 592001679 online@folhadeportugal.pt Publicidade: Periodicidade: Semanal Impressão: Rafik Comunicação e Imagem Unipessoal, Lda. - Sítio da Bemposta, nº 1, 1A, 1B. publicidade@folhadeportugal.pt Longo da Vila - Mafra Tiragem: 50 000 exemplares Distribuição: Gratuita Circulação: Portugal Continental e Ilhas A FOLHA DE PORTUGAL NÃO SE RESPONSABILIZA NEM PELAS INFORMAÇÕES CONTIDAS NAS CARTAS DOS LEITORES, POIS ELAS NÃO EMITEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO JORNAL, NEM PELA AUTENTICIDADE DOS ANÚNCIOS PUBLICADOS
  3. 3. entrevista DOMINGO 28 • FEVEREIRO • 2010 |3 10 PERGUNTAS a PEDRO PASSOS COELHO RENOVAÇÃO DE IDEIAS O CANDIDATO À LIDERANÇA DO PSD FALA SOBRE O QUE MUDARIA SE GANHASSE AS ELEIÇÕES E COMO VÊ A SITUAÇÃO ECONÓMICA DO PAÍS BELMIRA ANTUNES BRANCO um projeto estratégico muito relevante para o País (cedida por revista Plenitude) que, apesar de ter um financiamento comunitário, exige, em termos de investimento e de exploração, N asceu em Julho de custos bastante elevados e, portanto, tem uma fatura 1964, em Coimbra. muito cara. É licenciado em Economia. Começou a 6. Na atual conjuntura, de que trabalhar como professor do Ensino depende o arranque da economia? Secundário, acabando por se dedicar Teremos de aguardar que os mercados externos, ao setor empresarial, sobretudo na em particular aqueles para onde exportamos, área do Ambiente. Ingressou em reanimem. Internamente, dar às empresas a 2004 no Grupo Fomentinvest, como possibilidade de resistirem melhor, no plano diretor financeiro, sendo, desde financeiro, num ano em que o acesso ao crédito é 2007, administrador executivo. tão difícil. O atual Governo tem encontrado uma Mantém essa função a par da maneira de anunciar e reanunciar várias medidas presidência HLCTejo, empresa de que se destinam a reforçar o crédito para as pequenas valorização de resíduos. Antes e médias empresas, nomeadamente através do disso já se tinha estreado na política, quadro de referência estratégico nacional. como dirigente da JSD, onde foi membro do Conselho Nacional e 7. Essas linhas de crédito atribuídas presidente da Comissão Política. pelo Governo às PME são medidas Em 1991 foi eleito deputado para positivas? a Assembleia da República, onde São medidas muito insuficientes, porque as integrou a Assembleia Parlamentar empresas que tinham já soluções de tesouraria estão a da NATO e foi vice-presidente do ser convidadas pela banca, através desses mecanismos Grupo Parlamentar do PSD. Foi que o Governo disponibilizou. Ou seja, não há novo vice-presidente do PSD, durante crédito, nova liquidez para o mercado. FOTO: CARLOS RAMOS a liderança de Marques Mendes. É presidente da Assembleia Municipal 8. Se fosse primeiro-ministro, em de Vila Real, desde 2005. relação às PME o que faria? Exatamente o contrário. Temos de criar condições para que as empresas possam ter liquidez. 1. Num hipotético cenário, ganhando restringir-se ao plano das falhas de quer da Europa, tem a ver com o facto de nós, entre 9. É fundamental as lideranças, a liderança do PSD, o que mudava, à mercado? público e privado, consumirmos muito mais do que a nomeadamente a nível dos órgãos priori, a nível de imagem no partido? Hoje, há níveis de intervenção do Estado que riqueza que criamos. Esta é a primeira grande crise da de soberania, saberem passar uma O PSD precisa de levar muito mais longe aquilo são excecionais, na medida em que vivemos uma globalização. Nós estamos a transferir um conjunto mensagem de confiança, para que o que tem sido o esforço de renovação das ideias de situação excecional. Já houve lugar a nacionalizações de recursos e de riqueza muito grande do Ocidente mercado não se retraia? procura e de construção do seu próprio projeto político. na área financeira, quer em Portugal, quer noutros para outras paragens. Essa imagem é importante e essa confiança Isto não é programático. Os valores programáticos países e isso em economias com setores financeiros depende da credibilidade que se consegue transmitir do PSD estão relativamente atuais e unem a maior privados bastante fortes. O que se passou com a 5. Os grandes investimentos terão de na mensagem. A ideia que o eng. Sócrates tem parte dos militantes. Refiro-me a um programa crise financeira e o que se está a passar com a crise ser reescalonados? procurado transmitir – que vai salvar todas as eleitoral que possa mobilizar as pessoas e a sociedade económica é resultado de falhas de mercado. Mas, Se esta crise durar dois anos, três, o empresas que puder – não é credível, porque portuguesa. E precisamos de construir esse programa, também, é resultado de falhas de regulação e do é demagógica. O Estado não tem da forma mais aberta e abrangente possível. Estado. Significa que há responsabilidades de parte O PSD PRECISA DE nenhuma possibilidade de salvar a parte. Evitaremos, no futuro, situações destas, se economicamente as empresas. 2. Mas o desempenho do líder é conseguirmos clarificar e reforçar o papel de cada um LEVAR MUITO MAIS fundamental para que essa mensagem destes agentes económicos. LONGE AQUILO QUE 10. Considera que em passe. Portugal existe liberdade Sim, e precisaremos depois de comunicar muito 4. A crise financeira global potenciou TEM SIDO O ESFORÇO DE religiosa? bem essa mensagem ao eleitorado. E isso significa um Estado mais intervencionista e RENOVAÇÃO DAS IDEIAS Considero que em Portugal não há não ter qualquer receio, nem desconfiança especial a Sociedade, de alguma forma, teve DE PROCURA um problema de liberdade religiosa. em relação aos novos meios de Comunicação Social. de ser reorganizada. Isto abriu um Isto apesar dos excessos e limitações, precedente a uma nova era social? desenvolvimento do novo aeroporto não será grande públicos e privados, que confundem Estado laico 3. Considera-se liberal e reformista. Sem dúvida que sim. Mas sabe, se queremos problema: é um projeto público relevante que pode ou não confessional com a existência de valores e de Afirmou que o Estado deveria retirar-se saber o que mudou, temos de saber o que esteve na ir avançando, modularmente, e que se pode ajustar correntes religiosas, as quais podem e devem estar rapidamente da economia. Considera origem do problema. E uma das grandes causas facilmente às circunstâncias dos mercados financeiros mais presentes no dia-a-dia da nossa Sociedade, que o Estado deve simplesmente deste problema, quer da sociedade norte-americana, e ao desenvolvimento desta crise. Quanto ao TGV, é incluindo na sua dimensão pública.
  4. 4. 4| DOMINGO 28 • FEVEREIRO • 2010 SETE DIAS aconteceu Mil soldados americanos mortos 15% deprimidos O número de militares dos EUA mortos no depois dos 65 Afeganistão atingiu um total de mil, de acordo com um balanço divulgado pelo site norte-americano independente, icasualties.org. Somente nos FOTO: EPA/LARRY W.SMITH primeiros meses deste ano A solidão e o morreram 54 soldados das forças FOTO: D.R. norte-americanas presentes abandono levam neste país, em combate ou muitos idosos a vítimas de explosão de bombas. sofrer episódios depressivos Apesar de a depressão não Dos desempregados ser tão prevalente nos idosos como é nos jovens adultos, um terço era precário as consequências são bem mais graves. Segundo a vice- EMPREGO: -presidente da Sociedade Por muito FOTO: LUSA/MIGUEL A. LOPES precário Portuguesa de Psiquiatria que este possa ser, e Saúde Mental, este é um a maioria das pessoas problema que tem vindo a apenas quer aumentar em todas as faixas trabalhar etárias, afetando perto de 20% TRISTEZA: A perda do companheiro de vida ou o abandono da população nacional. “Dez a dos filhos é traumatizante, deixando os mais velhos imersos na solidão quinze por cento das pessoas Os trabalhadores precários, precários. Segundo o Instituto de desenvolve uma depressão, e os acontecimentos de vida, dos filhos”. Para ultrapassar tanto contratados a prazo Emprego e Formação Profissional, pela primeira vez, a partir dos tais como as “perdas que se esta situação, é fundamental ou pagos contra recibos verdes, em janeiro, perto de 70 mil 65 anos”, sublinha. vão acumulando e outras que que os mais idosos tenham têm sido os principais atingidos pessoas acorreram a um centro Como causas para o seu aparecem, muitas vezes, nessa vida social, sejam otimistas, pelo desemprego. Entre as pessoas de emprego para se inscreverem aparecimento nos idosos, Luísa faixa etária, como a perda do tenham uma atividade e que se inscreveram nos centros como desempregados e a Figueira aponta o isolamento companheiro ou o afastamento pratiquem exercício físico. de empregos no passado mês, maioria fê-lo por ter acabado um um terço provinha da fileira dos trabalho precário. PUB
  5. 5. sete dias DOMINGO 28 • FEVEREIRO • 2010 |5 Parquímetros a sua carreira Currículo portáteis à venda eficiente O primeiro passo para Durante a fase de lançamento, a compra do parquímetro, por 32 conseguir o emprego euros, implica a oferta de um cartão descartável no valor de 30 euros desejado é elaborar o seu currículo de forma correta. A Empresa Municipal Objetividade e organização de Estacionamento de na hora de redigi-lo são Lisboa (EMEL) começou a fundamentais, pois facilitam vender na sua loja parquímetros a leitura do empregador, que FOTO: D.R. individuais portáteis – o terá pouco tempo para ler SmartPark, expostos no muitos currículos. interior das viaturas, que permitem debitar de um cartão EIS ALGUMAS DICAS: recarregável cada período de Procure responder às perguntas que parqueamento. Para o presidente importam para os entrevistadores: onde já da empresa pública, António trabalhou, o que fez pela outra empresa e o Almeida, trata-se de um “sistema que pode fazer pela empresa deste; mais justo”, já que o condutor Dados pessoais, objetivo no emprego, não precisa de se preocupar formação académica, experiência profissional com a falta ou o excesso de e informações pessoais adicionais que tenham dinheiro de estacionamento, valor para a vaga desejada, como cursos e tal como acontece com os idiomas, são itens que devem aparecer no parquímetros comuns. FOTO: LUSA/JOSÉ SENA GOULÃO documento; A melhor forma de organizar tudo isso é POLÉMICA NOS apresentar cada item separadamente, para deixá-los mais claros para o empregador; Colocar apenas informações relevantes é o principal, mas a estética também é levada MEIOS JUDICIAIS em conta, desde que sem muita invenção. O currículo não é uma peça de concurso de criação visual. PUB A possibilidade dos magistrados virem a ser alvo de escutas telefónicas para FOTO: LUSA/JOSÉ SENA GOULÃO melhor combater o crime de violação do segredo de justiça, defendida pela coordenadora do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), Cândida Almeida, em entrevista ao Jornal de Negócios, lançou a polémica nos meios judiciais. No entanto, CÂNDIDA ALMEIDA: A coordenadora poucos se manifestaram disponíveis para do DCIAP quer escutas para saber quem viola o segredo de justiça comentar as declarações daquela magistrada. a descoberta Cantar ajuda lesões cerebrais Um estudo recente multissensorial e ativa Gottfried Schlaug revelou demonstra que cantar ligações a diversas partes que, após a primeira ajuda pessoas com lesões do cérebro”. Durante uma sessão de tratamento, os cerebrais a recuperar conferência em São Diego, pacientes já eram capazes a fala. Segundo o o neurologista explicou de dizer “tenho sede”, responsável pela pesquisa, que os pacientes aprendem combinando cada sílaba Gottfried Schlaug, “fazer a cantar as suas palavras com as notas de uma música é uma atividade com melodias simples. canção. Maior No dia 23 de fevereiro, foi lançada a Pordata, uma base de dados de acesso gratuito sobre Portugal Contemporâneo, base de apresentada como “um serviço público de informação dados estatística” e criada pela Fundação Francisco Manuel dos Santos. Está disponível na Internet, em www.pordata.pt. A Pordata já está reúne estatísticas sobre “quase todos os capítulos da sociedade online portuguesa”, com dados relativos aos últimos 50 anos, fornecidos por mais de 30 entidades que produzem estatísticas certificadas.
  6. 6. 6| DOMINGO 28 • FEVEREIRO • 2010 TEMA CAPA Um processo IMPUNIDADE “MADE IN PORTUGAL” "Caso "Caso Face Apito Dourado" Oculta" "Caso Casa Pia" "Caso "Caso BPN" das Escutas" EM “ÁGUAS DE FOTOS: LUSA/MANUEL ALMEIDA/PAULO NOVAIS/JOÃO ABREU MIRANDA/JOSÉ SENA GOULÃO/D.R. BACALHAU”... DESDE A POLÍTICA AO SETOR EMPRESARIAL, A IMPUNIDADE É SENHORA E RAINHA EM PORTUGAL. A JUSTIÇA CAIU DE TAL FORMA EM  NILZA VAZ nilza.redaccao@folhadeportugal.pt e que chegam à barra dos tribunais. É por isso que, de esta convicção de impunidade que precisa de ser atalhada, D DESCRÉDITO QUE JÁ HÁ esde a banca, todos, a ausência do poder já que a mesma parece surgir QUEM DEFENDA QUE, ao despor to ou à política, judicial, seja por que razão for (pressão política, falta de como regra no sistema judicial português. O caso “Face NO PAÍS, VIGORA a impunidade meios...) é a pior. Porque amplia Oculta”, pela sua gravidade, é A EDUCAÇÃO PARA parece ser o desfecho final de quase todos os casos polémicos, o sentimento do cidadão de rua, de que a culpa morre uma boa oportunidade para dar um sinal de mudança, A IMPUNIDADE que incitam a opinião pública sempre solteira. É, exatamente, mostrando que não há
  7. 7. Pinto Monteiro tema capa DOMINGO 28 • FEVEREIRO • 2010 |7 intocáveis. Caso contrário estaremos a encorajar quem se “Sentimento de “Os intocáveis” impunidade move às margens da lei a ser cada “O país tem vez mais ousado. de saber de tudo porque A JUSTIÇA EM 2009 FOTO: LUSA/LUÍS FORRA por cada su- É inegável que, em 2009, a Justiça tocou os mais poderosos. Vários ex-ministros e secretários de Estado constituídos arguidos, está a acabar” cateiro que dá um Mercedes topo de gama a um agen- FOTOS: LUSA/JOSÉ SENA GOULÃO/JOÃO RAMOS investigações agressivas à banca, te do Estado há 50 famílias gestores públicos forçados a desempregadas. É dinheiro demitir-se, autarcas condenados público que paga concursos e até o primeiro-ministro viciados, subornos e sinecu- envolvido em escutas polémicas. ras. Com a lentidão da Justi- ça e a panóplia de artifícios ATUALMENTE, A dilatórios à disposição dos advogados, os silêncios dão OPINIÃO PÚBLICA aos criminosos tempo. Tem- DIVIDE-SE QUANTO po para que os delitos caiam AO MITO DE QUE OS Depois de conhecida a sentença do Tribunal de cente” no que respeita à lentidão da Justiça no esquecimento e a prática Sintra aplicada a Isaltino Morais, o procurador- em Portugal e que magistrados e cidadãos são de crimes na habituação.” PODEROSOS SEMPRE -geral da República, Pinto Monteiro, felicitou o igualmente culpados. Pinto Monteiro admitiu EXCERTO DA CRÓNICA DE MÁRIO ESCAPAM À JUSTIÇA “trabalho” do Ministério Público, tendo dito que que a lentidão judicial é um fator de inseguran- CRESPO, JORNALISTA “como se vai comprovando, a justiça funciona ça para os cidadãos e não deixou “impune” o O ano de 2009 foi recheado de e o sentimento de impunidade que existia em Código de Processo Penal, alegando que es- o" processos mediáticos e com uma forte componente política, certos setores está a acabar”. Isaltino Morais, presidente da Câmara Municipal de Oeiras, foi te permite uma série de expedientes judiciais. “Não estão inocentes os juízes, o Ministério Desconhe- mas para quem está dentro do condenado a sete anos de prisão efetiva e à Público. Têm culpa os advogados pelos expe- cimento dos sistema os títulos sonantes não impressionam. Só o futuro dirá perda de mandato. O Tribunal de Sintra deu como provada a culpa do autarca em dientes a que recorrem. Têm culpa os funcioná- rios judiciais e os ci- cidadãos se o aparente dinamismo da quatro crimes: fraude fiscal; abuso de dadãos, que levam O “desconhecimento das investigação criminal vai dar poder; corrupção passiva para ato ilí- a tribunal as coi- instituições” e do “funciona- frutos, sublinhou um painel de cito e branqueamento de capitais. E sas mais incríveis”, mento do sistema judicial” atores judiciários ouvidos pelo condenou-o a pagar uma indemniza- sustentou. continua a ser uma barreira jornal i. ção de 463 mil euros ao Estado. “muito relevante” no acesso dos cidadãos ao direito e à PINTO MONTEIRO: OS MAIS POLÉMICOS “NÃO HÁ INOCENTES” NA O PGR acredita que, justiça em Portugal. Esta foi ainda que lentamente, A polémica das escutas, LENTIDÃO DA JUSTIÇA a Justiça funciona uma das conclusões do es- e o sentimento de envolvendo o primeiro- O procurador-geral da República já impunidade em alguns tudo realizado por investiga- -ministro, é o caso que merece considerou que “não há ninguém ino- setores está a acabar dores do Centro de Estudos mais consenso como o mais Sociais da Universidade de marcante dos últimos meses. Coimbra. Apesar da “evolu- E foi mesmo a multiplicação ção positiva” registada em de casos envolvendo políticos, de melhoria da capacidade de ser uma exceção, devido às a floresta, alerta por seu turno alguns domínios, a investiga- banqueiros e gestores que investigação. No caso “Face “condicionantes legais” e àCarlos Pinto de Abreu. Os dora do CES, Patrícia Branco deitou por terra o mito de que Oculta”, João Palma, presidente “inexistência de um sistemaprocessos mediáticos, alerta, - uma das autoras do estudo os poderosos escapam sempre à do Sindicato dos Magistrados de efetiva coordenação”. dão “uma expressão exagerada - defende que um dos ca- justiça? As opiniões dividem-se da capacidade, e da sos em que existe um “maior quanto a esta questão. Nuno ALGUNS SETORES JUDICIÁRIOS ACREDITAM QUE HÁ incapacidade, da lei e desconhecimento” dos cida- Garoupa, professor de Direito do sistema judicial”. E dãos em relação ao sistema na Universidade do Illinois, não MELHORIAS NAS CAPACIDADES DE INVESTIGAÇÃO há o risco de políticos, de justiça é no apoio judiciá- esconde o seu ceticismo e acredita gestores e banqueiros rio. “Há uma grande falta de que em sede de julgamento acaba do Ministério Público, afirma Também Carlos Anjos acredita serem “vítimas da necessidade do informação que afeta sobre- por se revelar “a total ineficácia ter havido “capacidade de haver “maior preparação da sistema de combater a permanente tudo as pessoas com menos da justiça”. coordenação do Ministério PJ e do MP na investigação e errada desconfiança de que há recursos e que cria, efetiva- Alguns atores judiciários Público e da PJ”. Mas o que deste tipo de ilícitos”. uma justiça para pobres e outra mente, distorções no funcio- acreditam, contudo, haver sinais deveria ser a regra acaba por Para além das árvores, veja-se para ricos”. namento do sistema”, afirma. INQUÉRITO FEITO A Qual foi o caso mais surpreenden- Condenado a sete anos de prisão efetiva, frente quanto às expetativas de um des- te da justiça portuguesa em 2009? 11 PERSONALIDADES a pena mais pesada já aplicada a um au- fecho a curto prazo. Mas as certezas não JUSTIÇA Quase todos os inquiridos escolheram a tarca em funções, Isaltino Morais é apon- são unânimes: “Quanto ao caso Casa Pia, DA polémica das escutas que envolveram Jo- tado como o arguido com a decisão mais estamos conversados. Dificilmente che- sé Sócrates. simbólica do sistema judicial. ga ao fim”. O "caso Face Oculta" é: As respostas Que investigação espera ver con- O ano de 2009 foi: Um ano como dividem-se, embora prevaleçam as cluída em 2010? Todas, respon- os outros, é a resposta mais ouvida. expetativas quanto ao futuro e a opinião deu, de forma otimista, a maioria dos “Igualmente mau” ou em que os proble- de que o caso traduz os riscos de corrup- inquiridos. mas se “acentuaram”, esclarece-se a seguir. ção em empresas públicas. Que julgamento acredita poder Os vários casos envolvendo podero- Qual o arguido mediático em re- marcar este ano? Sendo o julgamen- sos (políticos, gestores e banquei- FOTO: D.R. lação ao qual considera ser mais to mais longo de sempre em Portugal, é ros) são: Esperar para ver, porque só va- simbólica a decisão do sistema judicial? normal que o "Casa Pia" esteja na linha da lem as decisões transitadas em julgado.
  8. 8. 8| DOMINGO geral CATÁSTROFE 28 • FEVEREIRO • 2010  ILHA DA MADEIRA DESTRUIÇÃO: Um dos habitantes olha, consternado, para a casa em ruínas FOTOS: EPA/HOMEM DE GOUVEIA/MANUEL DE ALMEIDA CALAMIDADE: A força de águas foi de tal modo brutal que levou casas e carros à sua frente MILHÕES DE PREJUÍZOS, DEZENAS DE VIDAS HUMANAS PERDIDAS, CENTENAS DE DESALOJADOS E UMA ILHA À ESPERA DE AJUDA PARA RECOMEÇAR A VIVER  CARLA VAZ carla.redaccao@folhadeportugal.pt impedir a circulação automóvel. Há o vice-presidente da Protecção Civil também muitos automóveis destruídos, Regional, Pedro Barbosa. O secretário N o passado dia 20 de como se tivessem sido prensados, pela regional dos Assuntos Sociais, fevereiro, a ilha da Madeira água ou por derrocadas. Francisco Ramos, já veio dizer que “o foi afetada por um sistema número de mortos poderá continuar frontal de forte atividade. PROTECÇÃO CIVIL a aumentar”. Temporal que provocou elevados A Protecção Civil da Madeira tem prejuízos em toda a vertente sul da ilha, vindo a envidar todos os esforços para CENTENAS DE MILITARES dezenas de mortos e feridos e centenas restabelecer a circulação automóvel E EQUIPAMENTOS de desalojados. Foram registados entre o Funchal, a zona oeste e o As Forças Armadas enviaram mais valores muito elevados de precipitação interior da ilha. “Temos ainda várias de uma centena de militares e 13 em apenas uma hora: 52 mm, entre as situações complicadas, de povoações viaturas para ajudar nas operações 9 e as 10h, no Funchal, e 58 mm, entre d e s a l v a m e nt o e FOTO: CEDIDA as 10 e as 11h, no Pico do Areeiro. Entre A FORTE CORRENTE ANÁRQUICA ajuda à população da as 6 e as 11h registaram-se 108 mm no Madeira. Estão também Funchal e 165 mm no Areeiro. DE ÁGUA EM TURBULÊNCIA envolvidos nas operações CdAE sempre DESDE AS MONTANHAS ATÉ 2 helicópteros EH101 e O CAOS 2 aviões, um deles um AO MAR DEIXOU ATRÁS DE PRESENTE A cidade do Funchal encontra-se C-130. ainda em situação caótica com casas SI UM RASTO DE DESTRUIÇÃO Nas operações de inundadas, estradas interrompidas por limpeza nas ribeiras e lama, árvores e pedregulhos, pontes sem qualquer acesso, na zona oeste da estradas da ilha (Funchal, Ribeira Na imagem podemos ver os pasto- destruídas e comunicações difíceis. Em ilha e no interior, mas estão a ser feitos Brava, Santa Cruz e Calheta) res e os obreiros da ilha da Madeira a várias avenidas do centro encontram-se todos os esforços para restabelecer o encontram-se a operar mais de 270 realizarem uma oração perto da zo- árvores, lama, água e pedregulhos a contacto com essas zonas”, afirmou máquinas e 148 camiões. na mais afetada do Funchal, os quais se mantêm, constantemente, à dis- COMÉRCIO: 5 MILHÕES BANCA: CONTA SOLIDÁRIA posição de todas as pessoas que a eles venham a recorrer em busca de DE PREJUÍZO E LINHA DE CRÉDITO auxílio, conforto, uma palavra de in- O presidente da Associação de Comércio e Serviços esti- O BES LANÇOU UMA CAMPANHA DE SOLIDARIEDA- centivo e uma mensagem de fé. ma que o mau tempo tenha causado prejuízos DE DE APOIO ÀS VÍTIMAS DA MADEIRA, CRIANDO de 5 milhões de euros só aos comerciantes do Funchal. UMA CONTA PARA RECEBER DONATIVOS E TENDO JÁ CENTRO DE AJUDA “Centenas de lojas foram engolidas pela lama, sobretudo AVANÇADO COM MEIO MILHÃO DE EUROS, AO MESMO ESPIRITUAL NO FUNCHAL: Rua Brito Câmara, nº 32 (em frente na zona nobre do comércio do Funchal. Há lojas danifica- TEMPO QUE CRIOU UMA LINHA DE CRÉDITO DE 1,5 MI- aos bombeiros municipais) das, mercadorias e equipamentos irrecuperáveis”. LHÕES A SPREAD ZERO.
  9. 9. Folha CENTRO DE AJUDA LEIA MAIS: 4i – CONGRESSO FINANCEIRO: “Controle a sua vida” 5i – ENCONTRO DAS FAMÍLIAS Nº 323 • DOMINGO • 28 • FEVEREIRO • 2010 Um AMIGO para as 24H do dia O AMIGO 24H ESTÁ DISPONÍVEL TODOS OS DIAS DA SEMANA, DURANTE TODO O ANO  NILZA VAZ nilza.redaccao@folhadeportugal.pt pessoa se sente, assegura que problema nunca é fácil. Cada S as pessoas desliguem o telefone situação é diferente e não há e está a atravessar sentindo-se aliviadas e ajudadas.respostas absolutas. A maioria um grave problema, Sem o intuito de pressionar das pessoas disse que falar com se sente que não quem quer que seja, se tudo o o Amigo 24H por telefone ou tem mais ninguém que precisa é de alguém que e-mail ajudou a sentir-se menos com quem contar, se precisa ansiosa, menos isolada desesperadamente de alguém e mais compreendida. para desabafar, se não quer RAZÕES COMUNS Lembre-se de que a apenas ser ouvido, mas também PARA LIGAR PARA parte mais difícil é receber orientações práticas sobre como enfrentar a sua O AMIGO 24H SÃO: começar uma conversa. Depois de ter feito situação em particular, então,  Problemas de relacionamento e isso, ela torna-se mais nós podemos ajudá-lo/a. família fácil. Mais de 42 mil Não importa quem você seja,  Perdas, incluindo de um emprego, pessoas já contactaram o que fez, a sua crença, a religião um amigo ou um membro da família o Amigo 24H e este ou etnia, o importante é que o  Preocupações financeiras número continua a seu telefonema será atendido Stress do trabalho aumentar todos os FOTO: DIOGO ALMEIDA por alguém que, genuinamente, Stress derivado dos estudos dias. Por isso, se está a se preocupa consigo e tem os  Questões de imagem corporal passar por sentimentos melhores interesses no coração. Todo o grupo da central de de a ng ú st ia ou desespero, incluindo Como contactar? ajuda recebe um treino rigoroso, o/a escute, é o que o Amigo aqueles que podem levar pois também passou por 24H faz. Se necessita de ajuda ao suicídio, encontre no Telefone: E-mail: experiências problemáticas, mas em profundidade, então, será Amigo 24H o suporte Linha de Apoio 24h Se sente dificuldades em falar dos seus conseguiu superar tudo, depois direcionado para um Centro de emocional e espiritual Portugal: 707 301 221 problemas, então, escreva-nos um e-mail de receber auxílio no Centro Ajuda Espiritual mais próximo. do qual necessita. de Ajuda Espiritual. Portanto, Carta: Se não quer escrever um e-mail pode ainda enviar-nos uma carta para: quando alguém telefona, quem FALE COM ALGUÉM Não existe fracasso, AMIGO 24H atende, realmente, sente a dor Conversar com amigos, exceto quando não Rua Dr. José Espírito Santo, 36, Chelas 1950-097 Lisboa daquela pessoa. Devido ao familiares, colegas ou alguém há disposição para que passou e sabendo como a como o Amigo 24H sobre um continuar a tentar... Seja apenas para uma simples informação ou porque necessita desesperadamente de alguém para conversar, estamos à sua disposição 24 horas por dia! “Chamo-me VITÓRIA “Chamo-me CLÁUDIA “Chamo-me MARIA CLA- “Sou o ANTÓNIO MEN- MARIA e moro em Beja. SIMÕES e sou da Maia. RA, sou de Évora e, quan- DES e moro em Chelas. A primeira vez que liguei Estava desempregada há do liguei a televisão, sem Decidi ligar para o Ami- para o Amigo 24H foi a pedir ajuda algum tempo e quando vi na televisão perceber, sintonizei no canal da Re- go 24H, pois tinha uma familiar com por um problema familiar. Ouvi- o programa, decidi ligar para pedir cord. Liguei para o número do Amigo problemas. Quando liguei, atende- ram-me e encaminharam-me para o ajuda ao Amigo 24H. 24H e perguntei como é que me po- ram-me e encaminharam-me para o CENTRO DE AJUDA mais próximo. Quando liguei, aconselharam-me a ir a diam ajudar, pois tinha um problema de CENTRO DE AJUDA, hoje estou fir- Desde então, tenho frequentado as um CENTRO DE AJUDA ESPIRITUAL. saúde e queria ser curada. Fui, então, me e abençoado.” reuniões e sinto-me muito bem.” Assim que fui, poucos dias depois, fui encaminhada para o CENTRO DE AJU- abençoada e consegui emprego.” DA mais próximo e hoje estou curada.” PUB
  10. 10. 2i | DOMINGO 28 • FEVEREIRO • 2010 superação A FELICIDADE DEPOIS DA SAÚDE E DO CASAMENTO EM RISCO POR MUITOS CUIDADOS DE SAÚDE QUE SE POSSA TER, EXISTEM SEMPRE PROBLEMAS QUE TENDEM A SURGIR E QUE PODEM DESTRUIR OUTRAS ÁREAS DA VIDA DO SER HUMANO, QUE O DIGA LUANA  CARLA VAZ carla.redaccao@folhadeportugal.pt S empre preocupada FOTOS: CEDIDAS com o seu bem-estar, Luana fazia as suas consultas de rotina de forma regular. No entanto, FELICIDADE: Depois de colocar a sua fé em prática, Luana viu a sua saúde ser numa dessa consultas foram- restaurada, o seu casamento salvo e o seu sonho de se tornar mãe ser real -lhe detetados pequenos quistos num dos ovários, tendo-lhe sido recomendada uma determinada clamou a Deus por um milagre. Luana não desistiu e continuou medicação e que voltasse três Esta situação afetou e muito o a frequentar o Centro de Ajuda meses depois. Porém, as dores seu recente casamento, pois nãoEspiritual, sobretudo às terças- permaneciam, apesar dos se sentia bem ao lado do seu -feiras, onde era ungida com medicamentos, e, na consulta óleo e usava toda a sua seguinte, verificou-se que os O FIM DO PROBLEMA fé. Determinou a sua quistos eram de 5 centímetros, cura e assim sucedeu. existindo apenas duas soluções DE SAÚDE E A Finalmente, o médico possíveis: mudar a medicação POSSIBILIDADE comprovou que todos ou retirar os ovários. OS QUISTOS DE TER FILHOS os quistos tinham desaparecido. E, hoje, A FÉ EM AÇÃO TINHAM marido, o que, pouco a pouco, Luana está curada e é feliz no Revoltada, Luana dirigiu-se ao Centro de Ajuda Espiritual e DESAPARECIDO! veio a provocar um esfriamento seu casamento. entre o casal. Mesmo assim, LUANA MORGADO - CALDAS DA RAINHA
  11. 11. reflexão DOMINGO 28 • FEVEREIRO • 2010 | 3i O CENTRO DE AJUDA ESPIRITUAL (IURD) NÃO COBRA: mensagem 1.Para realizar casamentos 21.Para manter a Fazenda BISPO EDIR MACEDO 2.Para realizar batizados Nova Canaã Ele (adultos) 22.Para a realização de cursos 3.Para dar aconselhamento informáticos matrimonial 23.Para aconselhar e apoiar 4.Para aconselhar e na escolha de uma carreira voltará! acompanhar indivíduos profissional toxicodependentes 2 4 . P a r a a t e n d i m e n to 5.Para aconselhamento telefónico 24 horas pastoral 25.Para apoio a mulheres 6.Para participar na Santa vítimas de abusos N Ceia 26.Para apoio e 7Para a realização da unção aconselhamento a indivíduos com óleo dependentes alcoólicos em todos acreditam. Mesmo tendência é aumentar ainda mais. Mas, ainda não 8.Para visitas ao domicílio 27.Para visitas a lares de entre os que crêem, poucos O é o fim. Ele aproxima-se a passos largos. 9.Para visitas a doentes no terceira idade aguardam. Mas Ele voltará. Antigamente, o Final dos Tempos era assunto hospital 28.Para dar alimento aos sem- Os últimos acontecimentos apenas no altar. Hoje, os cientistas estão tão 10.Para visitas a presidiários -abrigo no Mundo são sinais evidentes certos disso que falam abertamente. Um dos 11.Para distribuição de 29.Para apoio em catástrofes disso. Tsunamis, terramotos, mais importantes canais de televisão do Mundo cestas básicas às famílias 30.Para a realização chuvas torrenciais, epidemias e fome têm ceifado está sempre a divulgar matérias sobre o assunto. carenciadas de atividades lúdicas e centenas de milhares de vidas. Somem-se a isso As catástrofes mundiais parecem anunciar o 12.Para distribuição de desportivas com os jovens bens (roupas, mobílias, 31.Para aconselhamento e as drogas, a violência e os acidentes. Tudo parece fim. Mas, antes disso, vem a Grande Tribulação. eletrodomésticos, etc.) a campanhas na prevenção do se afunilar para o fim. Período de sete anos do império anticristão. pessoas carenciadas HIV “...Levantar-se-á nação contra nação, e No momento, vivemos o período da Pequena 13.Para acolher o Instituto 32 .Pelo transpor te de reino, contra reino; haverá grandes terramotos, Tribulação. No final deste, o Senhor Jesus vai Português do Sangue nas suas pessoas com dificuldades de epidemias e fome em vários lugares, coisas arrebatar os Seus fiéis seguidores. Estes não instalações para a doação de locomoção espantosas e também sangue 33.Pelo estacionamento no grandes sinais do céu” 14.Para ajudar a manter o Lar parque da Igreja (Lucas 21.10-11). NEM TODOS ACREDITAM. MESMO de Idosos Universal 34.Pelos Estudos Bíblicos Nação contra nação 15.Para a apresentação de realizados fala de guerras entre ENTRE OS QUE CRÊEM, POUCOS O AGUARDAM. MAS ELE VOLTARÁ crianças (não batiza crianças, 35.Pela entrada e participação países. Reino contra somente adultos) no Maior Congresso reino trata de conflitos 16.Para participar no Grupo Financeiro do País religiosos. Pior do que as de Jovens "Força Jovem" 36.Pela realização de funerais guerras entre nações são os conflitos religiosos. sofrerão os danos da Grande Tribulação. Já os 17.Para a realização de 37.Pela distribuição do Óleo Por conta disso, Jesus disse: “Um irmão entregará cristãos piratas sofrerão a fúria do império do orações Santo de Israel à morte outro irmão, e o pai, ao filho; filhos anticristo. 18.Para a entrada nas igrejas e 38.Pelos cursos de Teologia haverá que se levantarão contra os progenitores Quem viver, verá… participação nos cultos (IBURD) 19.Para a participação em 39.Pelos milagres que e os matarão” (Mateus 10.21). Concentrações, em locais acontecem em todos os Esse clima de terror e morte já existe. A Que Deus abençoe a todos abundantemente! como: Coliseu dos Recreios, Centros de Ajuda espalhados Pavilhão Rosa Mota, Estádios, pelo Mundo. Pavilhão Atlântico, etc. 20.Para ajudar a manter a Só ensina às pessoas a Sociedade “Pestallozi” (presta VERDADE. O dízimo, como assistência aos portadores da também as ofertas, são síndrome de Down) mandamentos bíblicos. PUB

×