Diretor: João Filipe
Jornal de distribuição gratuita
Nº 349
De 29 de agosto a                                             ...
2|              DOMINGO
                29 • AGOSTO • 2010                                                                ...
entrevista                                                                                                                ...
4|                  DOMINGO
                    29 • AGOSTO • 2010                                                        ...
sete dias                                                                                                                 ...
6|   DOMINGO
                   29 • AGOSTO • 2010                                         TEMA CAPA




                 ...
tema capa                                                                                                                 ...
8|            DOMINGO
                                        29 • AGOSTO • 2010                                          ...
Folha
                                   CENTRO DE AJUDA
                                                                 ...
2i |               DOMINGO
                   29 • AGOSTO • 2010                             superação
                O p...
reflexão                                                                  DOMINGO
                                        ...
Edição nº 349
Edição nº 349
Edição nº 349
Edição nº 349
Edição nº 349
Edição nº 349
Edição nº 349
Edição nº 349
Edição nº 349
Edição nº 349
Edição nº 349
Edição nº 349
Edição nº 349
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Edição nº 349

850 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
850
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Edição nº 349

  1. 1. Diretor: João Filipe Jornal de distribuição gratuita Nº 349 De 29 de agosto a SEMPRE 04 de setembro de 2010 AO SEU EDIÇÃO NACIONAL LADO 50.000 E X E M P L A R E S folhadeportugal.pt O QUE TORNA uma criança DEPRIMIDA OS DESAFIOS DA VIDA começam desde cedo e as próprias crianças têm fases COMPLICADAS E MENOS FELIZES. A depressão é uma doença cada vez mais comum e que afeta cada vez mais crianças no MUNDO INTEIRO. Há que detetar, enfrentar e curar, SAIBA QUANDO E COMO FAZÊ-LO TEMA CAPA...PÁGS. 06/07 FOTOS: D.R. ■ IMPOSTOS: 14,2 MIL MILHÕES de euros por receber em 2009 ASSUNTO POLÉMICO...PÁG. 08 PUB PORTUGAL DEPENDE DO EXTERIOR PARA COMER Saiba mais em iurd.pt SEM ESCOLAS Mais de 10 mil alunos serão deslocados com o fecho de 701 escolas PORTUGAL EM XEQUE...PÁG. 11 POBREZA O País consome 4 MILHÕES de REDUZIDA toneladas de cereais por ano, FOTO: LUSA/NUNO VEIGA mas, em 2009, só produzimos Os pobres deverão ser menos 1 milhão e este ano não iremos de 15% da população além dos 800 MIL mundial em 2015 REPORTAGEM ESPECIAL...PÁG. 12 PORTUGAL EM XEQUE...PÁG. 10 PUB
  2. 2. 2| DOMINGO 29 • AGOSTO • 2010 opinião EDITORIAL Foto da Semana JOÃO FILIPE Diretor Fechar escolas! A menos de um mês do início do novo ano letivo, o ministério da Educação anunciou a reestruturação do parque escolar, o que de facto é mesmo necessário. E digo mais é uma reforma mais do que necessária, só que, muitas vezes, a questão não está na reforma que se AGOSTO, MÊS FOTOS: LUSA-EPA/ PAULO NOVAIS precisa fazer, mas sim na forma como esta se faz, pois não basta ter boas intenções é necessário que estas DE DESGOSTO sejam tomadas de forma a que os beneficiários sejam realmente ajudados. Para muitas pessoas, o mês de agosto continua a ser um sinónimo O interior do nosso País parece estar a ficar ao abandono, de desgosto, perda, dor e tristeza. E isto para ser bonzinho, porque na realidade parece já um o que sucedeu na A25 na passada segunda-feira apenas veio reforçar deserto. Primeiro foram os este sentimento para alguns. Tendo campos que começaram esta autoestrada sido palco de a ser abandonados, ou dois acidentes graves junto ao nó de Talhadas, em Sever do Vouga, seja, a indústria agrícola foi um em cada sentido, causando 6 Bem, peço desaparecendo; depois, as mortos e 72 feridos, dos quais 48 em desculpa pelo pessoas como não tinham estado grave. Estes dois acidentes exagero, mas envolveram mais de meia centena emprego, começaram a de veículos. será que se abandonar as aldeias; e, pode colocar agora, vem o encerramento uma placa nas das escolas. Bem, peço regiões do desculpa pelo exagero, mas interior a dizer: será que se pode colocar um VENDE-SE? placa nas regiões do interior a dizer: VENDE-SE? Ainda que consiga ter bons olhos para algumas das medidas de reorganização do parque escolar, continuo a achar que deveriam ser criados fortes e verdadeiros incentivos para repovoar o interior, pois, tal como diz o povo: “com um tiro podem-se matar dois coelhos de uma só vez”. Ou seja, repovoava-se o interior, recuperava-se a indústria agrícola e voltavam- -se a cultivar as terras, o que seria não só uma boa medida de prevenção contra os incêndios, mas também de não fechar escolas. Podem chamar-me de otimista, CARTAS sonhador ou, até mesmo, utópico, e até posso sê-lo, mas para mim esta seria a forma como o interior poderia ser OS NOVOS POBRES familiares passaram a fazer par- só via fazer de baixo para cima repovoado e a nossa economia relançada. (...) Fala-se de “novos pobres” te de uma rotina não desejada e ambiciono metas que nunca Contudo, continua a ser mais fácil fechar uma escola e parecendo que o Mundo ca- e jamais esperada. (...) Família antes imaginei. (...) Aprendi que pagar a fatura do transporte público, mesmo que o povo minha para o caos, esquecen- de gente saudável e inteligen- não importa as vezes que pos- se manifeste, grite ou faça greve, a verdade é que “eles” do-nos de que sempre existi- te, os estudos ficaram esqueci- samos cair, de que forma bate- não ouvem, não vêem e não se importam, a menos que ram pobres e sempre existiram dos algures no passado e a saú- mos no chão ou o tempo que seja em ano eleitoral. perdas. Eu sou oriunda de uma de de alguns foi dizimada pelos permanecemos lá, porque den- família da classe média, de ori- maus vícios. (...) No meio disso, tro de nós existe um Deus que Tenha uma boa leitura! gens humildes, mas que foi casei--me, e suportei uma re- nos capacita e nos conduz ao conquistando estatuto, respei- lação de 15 anos. (...) A dada al- sucesso (...) Portanto, acredi- to, poder económico e social. tura, comecei a ser alimentada tem que não há novos pobres, Mas com apenas 10 anos, no pela Palavra de Deus. (...) Liber- há sim, novos desafios a serem Leia a opinião do Bispo EDIR MACEDO na amargo verão de 73, vi a minha tei-me de uma relação onde me vencidos sem cobiças, invejas página 3i, do caderno Folha Centro de Ajuda família ser gradativamente des- sentia refém e sinto-me muito ou comiserações, mas pela au- mantelada. Não pela crise eco- mais leve. (...) Voltei a estudar. dácia de acreditarmos e esfor- nómica social de que tanto se (...) Hoje tenho 2 cursos supe- çarmo-nos inteligentemente, ACORDO ORTOGRÁFICO: Informamos os nossos leitores de que já começámos fala, mas pelas desgraças pes- riores e visiono um terceiro. Pro- alicerçados no poder indubitá- a aplicar algumas das alterações do Novo Acordo Ortográfico. soais. (...) A miséria e as brigas fissionalmente, faço coisas que vel de Deus. ANÓNIMA FOLHA DE PORTUGAL: ALAMEDA D. AFONSO HENRIQUES, Nº 35 (ANTIGO CINEMA IMPÉRIO) 1000-123 LISBOA TEL: 210 300 971 FAX: 210 300 999 Diretor: João Filipe jf.d@folhadeportugal.pt Secretariado: Cláudia Pereira Editor: IURD FOLHA DE PORTUGAL Título registado no ERC com o nº 125046 Propriedade: IURD Redação: Carla Vaz, Isabel Barbosa , Sara Damásio Sede administrativa: Praceta Professor Francisco Gentil, nº3 - Póvoa de Santo Adrião - Lisboa NIPC: 592001679 Copydesk: Carla Vaz Paginação: Carlos Paredes, Eliane Rosa Periodicidade: Semanal Impressão: Rafik Comunicação e Imagem Unipessoal, Lda. - Sítio da Bemposta, nº 1, 1A, 1B. Tratamento de imagem: Bárbara Domingos Longo da Vila - Mafra Tiragem: 50 000 exemplares Distribuição: Gratuita Circulação: Portugal Continental e Ilhas Correio do Leitor: geral@folhadeportugal.pt Publicidade: A FOLHA DE PORTUGAL NÃO SE RESPONSABILIZA NEM PELAS INFORMAÇÕES CONTIDAS NAS CARTAS DOS LEITORES, publicidade@folhadeportugal.pt POIS ELAS NÃO EMITEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO JORNAL, NEM PELA AUTENTICIDADE DOS ANÚNCIOS PUBLICADOS
  3. 3. entrevista DOMINGO 29 • AGOSTO • 2010 |3 10 PERGUNTAS a TERESA RICOU “Restam-me as memórias, umas boas outras más, que me vão alimentando a alma” Conhecida por Teté, foi a primeira mulher-palhaço em Portugal e a fundadora do Chapitô GINA MODESTO Qual o significado que lhe atribui e (cedida pela revista Plenitude) de que forma poderá influenciar o desenvolvimento do vosso trabalho? M aria Teresa Madeira O “Prémio Gulbenkian Beneficência” foi Ricou nasceu em 1946, mais um estímulo e um reconhecimento do nosso na Praia da Granja, trabalho, levantando a auto-estima coletiva. Por e passou a infância outro lado, ajudou a que servíssemos de modelo e juventude em África. Viveu em e exemplo para outros. A nossa missão é esta: Inglaterra e em França, onde vendeu integrar para crescer, crescer para multiplicar. jornais e trabalhou em circos. Entre Contamos com várias parcerias na área das 1971 e 1973, passou por algumas artes e dos ofícios do espetáculo, mantendo escolas de arte europeias. Depois sempre um modelo integrado. Alguns empresários da Revolução de Abril, regressou a foram desafiados e temos uma grande esperança Portugal. Em 1978, como funcionária no trabalho que estamos a fazer, certos de que da Secretaria de Estado da Cultura, semearemos os resultados muito em breve. criou o Departamento de Circo. No início da década de 80, criou a 7. Ainda se recorda das suas famosa mulher-palhaço Teté e, em grandes aventuras anteriores ao 1981, nasceu o Chapitô. Foi também Chapitô? a principal responsável pela criação Recordo a experiência comunitária, a da Escola Profissional de Artes e partilha, a ingenuidade, a solidariedade em Ofícios do Espectáculo, em 1991. E grandes momentos de vida, como a conquista o seu empenho e dedicação foram da liberdade. Recordo amigos como Luís Lucas, reconhecidos, em 1998, com o “Prix Joaquim de Almeida, Duda Guens... a unir-nos de L’Initiative da Fondation du havia o espetáculo. A cultura queria-se na rua. Crédit Coopératif”, e, em 2005, com Partimos à descoberta de uma Europa, que pouco o “Silver Rose Solidarity Award”. conhecíamos, com poucos meios, uma carrinha Volkswagen, o espetáculo de cada um e a vontade FOTO: PATRICIA MOREIRA de viajar à descoberta. 1. Quando olha para trás, para as decisões que tomou, como se 8. O que aconteceu a esses define? amigos? Continuam a encontrar-se? Uma mãe fora dos padrões normais que quis Uns morreram, outros seguiram as suas vidas, educar para a Liberdade, transmitir um sentido realizaram projetos, alguns são mais e outros de cidadania e a partilha da felicidade com o menos figuras públicas, mas a grande questão outro mundo. Fui sempre uma mãe carinhosa e levou-me ao contato com Arrabal. Foi a grande 5. O projeto Chapitô nasceu de um é se continuamos todos felizes e tranquilos com atenta ao filho que ia crescendo, para que nada oportunidade de me afirmar como artista. sonho que tornou realidade. O que a noção de missão cumprida. Restam-me as lhe faltasse no dia-a-dia. a levou a criar este espaço e qual foi memórias, umas boas outras más, que me vão 4. Mais tarde desejou partilhar o a adesão? alimentando a alma. 2. E a carreira de circo? seu conhecimento? As artes e a cultura de um povo serão sempre Começou através do desenvolvimento da arte, Quis passar o testemunho aos outros, o seu elo de ligação com o Mundo. E creio que 9. Ser palhaço ainda é uma arte da aprendizagem técnica e da experiência vivida, ensinando nos bairros e junto de associações foi o desejo de criar elos que me levou a construir tipicamente masculina? diariamente, acompanhando as companhias de Sem dúvida que foi uma profissão masculina circo. Foi o acumular de toda a formação ao A NOSSA MISSÃO É ESTA: INTEGRAR PARA durante muito tempo, mas eu consegui romper longo da vida, de uma forma informal, ativa e essa barreira. participativa. Passei pela Faculdade Vincennes, CRESCER, CRESCER PARA MULTIPLICAR pelo Museu de L’Homme e, em paralelo, pelo 10. Sentiu dificuldade em abrir Circo Amar Chatelt. para o público jovem. Em 1985, voltei ao centro este espaço. Foi a necessidade de criar algo caminho nesse universo masculino? de Lisboa e nas portas de Alfama deparei-me com que funcionasse como uma mais-valia para o Não foi difícil para mim chegar onde 3. Teve também uma passagem o antigo reformatório de raparigas e disse: “será desenvolvimento do País que me levou a edificar cheguei, mas se me perguntarem se trabalhei pelo cinema. Como acabou a aqui o Chapitô!” Lutei pela criação de uma escola este projeto. muito na rua, se trabalhei no metro porque trabalhar num filme de Arrabal? de circo, não deixando desprevenidos a população não havia escolas, se vendi jornais... sim, fiz isso Foi no filme “J’Irais Comme em Cheval Fou”. das ruas do bairro alto e os filhos das prostitutas, 6. O Chapitô recebeu o “Prémio tudo. Foi uma forma de aprender na vida, foi Vendia o jornal “Herald Tribune”, na rua, e isso frequentadores deste espaço. Gulbenkian Beneficência 2009”. aquela que escolhi!
  4. 4. 4| DOMINGO 29 • AGOSTO • 2010 SETE DIAS Homens entre os 25 e os 44 anos têm mais acidentes de trabalho Foi revelado, recentemente, pelo Gabinete de Estatística e Planeamento do Ministério do Trabalho (GEP), que as vítimas de acidentes de NETOS AGRIDEM AVÓS FO TO trabalho são maioritariamente homens, com : D. R . idades entre os 25 e os 44 anos. Esta conclusão foi fruto de uma recolha de dados, feita através das participações de acidentes de trabalho às Seguradoras de A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), entre 2004 e 2009, 2000 a 2008, sendo as vítimas de nacionalidade portuguesa. recebeu cerca de 152 denúncias de agressão de netos a avós. Daniel Cotrim, Nos dados divulgados pelo GEP, estão presentes os elementos referentes ao da APAV, explica que os idosos têm medo de ficar sozinhos e de prejudicar os momento da ocorrência do acidente, estando também inserida a informação familiares, e, por isso, a maioria não denuncia. As vítimas rondam os 65 anos, ou proveniente do mapa de encerramento do processo correspondendo às mais, e os agressores são homens com mais de 18 anos. Os avós, na maioria dos consequências do acidente, que só podem ser medidas dois anos após casos, não fazem queixa dos netos e pedem, sobretudo, apoio psicológico. “Os a ocorrência. filhos e netos querem apropriar-se dos bens dos idosos e, por isso, exercem força FOTO: D.R. sobre eles, porque são mais fortes e menos vulneráveis”, conclui Daniel Cotrim. aconteceu O “código 9” é a técnica que crianças e o truque é teclar, desta vez, 99, e este é o sinal adolescentes usam para esconder dos pais de que tudo pode voltar ao normal. Segundo as conversações em chats. A polémica voltou conta Luís Corrons, diretor técnico do Panda a surgir, mas desta vez nas redes sociais. Os Labs, as mentes criminosas estão a par desta códigos foram descobertos há uns anos pelos prática e exploram-na para contatar menores. especialistas em segurança na Internet e, Para Tito de Morais, responsável pelo site agora, estão de novo em circulação através MiudosSegurosNa.Net, nos chats “a linguagem das redes sociais, como o Facebook e o Hi5, e decifrada, embora apelativa aos jovens, é até mesmo no YouTube . alimentada por quem quer tirar partido “CÓDIGO 9” O “código 9” é utilizado por utilizadores de dos menores”. No entanto, lembra que “não Internet, menores, quando querem esconder podemos ser intrusivos na privacidade dos as suas ações e conversas online, bastando mais novos”. Hoje em dia, o segredo é manter coloca jovens em para isso teclar o algarismo 9. A pessoa que está do outro lado fica informada que tem de uma relação aberta, entre pais e filhos, alertá- -los para a realidade, mas deixar os jovens à risco na Internet FOTO: D.R. mudar de tema ou apagar qualquer conteúdo vontade para pedirem ajuda, sem medo de comprometedor. Quando os pais se afastam, repreensões. PUB
  5. 5. sete dias DOMINGO 29 • AGOSTO • 2010 |5 a sua carreira Sem medo aumentam na primeira reunião AUMENTO: Em 2009, cerca de 33% dos alunos matriculados no ensino secundário estavam a estudar através do ensino recorrente, isto é, 169.190 FOTO: D.R. alunos de um total de 498.327 matriculados Eis alguns conselhos úteis FOTO: D.R. a seguir na hora do "aperto" Como recém-contratados na empresa, os Num ano, o No espaço de apenas Educação, fornecidos ao Pordata, funcionários novos, muitas vezes, sentem-se número de alunos um ano, o número de alunos matriculados na via de encontravam-se inscritos no secundário 47.177 alunos nesta inseguros sobre a forma de agir na primeira reunião de trabalho. Para Rosemary Bethancourt, gerente matriculados no ensino recorrente mais do que via de ensino, já em 2009 eram de treino da Catho Online, participar e contribuir ensino secundário triplicou, representando já quase 169.190. com o conhecimento profissional são atitudes quase que um terço dos alunos que, em No ensino básico, dos 1.283.193 aconselháveis. “No entanto, é importante também quadruplicou, Portugal, estão matriculados neste nível de ensino. Em 2008, alunos inscritos, 206.201 estão matriculados no recorrente, ou ouvir e observar para se familiarizar com a dinâmica da reunião. Os argumentos são mais convincentes passando para segundo dados do Gabinete de seja, cerca de 16,07% do total de quando apresentados de maneira subtil, sem pressão 169 mil inscritos Estatística e Planeamento da alunos inscritos. e no momento mais adequado”, afirma Rosemary. Ainda segundo ela, o estudo prévio dos assuntos Apoio judiciário grátis que serão abordados no encontro e a elaboração de informações adicionais pode fazer com que o novato FOTO: D.R. se sinta mais seguro na ocasião. As vítimas de violência no interrogatório, depois PUB doméstica vão passar de aberto um inquérito- a ter serviços gratuitos -crime, e para uma defesa de um advogado, caso o ao longo de todo o processo, escolham, disponibilizado incluindo o julgamento. pela Ordem dos Advogados. Uma medida que já estava DADOS DE 2009: Só a APAV recebeu 6.682 denúncias de maus-tratos Na prática, o que a lei vai prevista na lei de setembro domésticos, sendo que a maioria permitir, a partir do dia 1 de 2009 – que alterou alguns dos casos é relativa a companheiros e a cônjuges como agressores de setembro, é que as vítimas pontos da lei penal de 2007 de maus-tratos possam relativos aos maus-tratos – acertar uns pontos nessa ter um advogado oficioso mas que só agora vai entrar lei”, explicou uma fonte do para acompanhamento em vigor. “Tivemos de ministério da Justiça ao DN. a descoberta Cópia do sistema solar Uma equipa internacional com sete planetas em redor. semelhante à de Saturno, de caçadores de planetas Para cinco dos planetas, o outro será o planeta mais extra-solares, incluindo dois semelhantes a Neptuno, pequeno detetado até ao astrofísicos portugueses, existem fortes provas da sua momento. A confirmar-se anunciou a descoberta de um existência. Nos restantes dois o seu tamanho, tem apenas sistema solar que é a cópia planetas, há indícios da sua 1,4 vezes da massa da Terra, mais aproximada até agora presença: um terá uma massa mas encontra-se tão perto da do nosso sistema solar. A 127 estrela que orbita, conhecida anos-luz de distância da Terra por HD 10180, que demora encontraram uma estrela pouco mais de 28 horas a completar uma volta. Um ano neste planeta Um ano neste planeta é é pouco mais do pouco mais do que um que um dia na Terra dia na Terra. FOTO: ESO
  6. 6. 6| DOMINGO 29 • AGOSTO • 2010 TEMA CAPA CRIANÇAS tristes ou DEPRIMIDAS? FOTOS: D.R. É CONSIDERADA A DOENÇA DO  SARA DAMÁSIO sd.r@folhadeportugal.pt agravamento de doenças, 20 anos esta seja a doença mais SÉCULO XXI e o atual nível e ritmo de entre muitas outras. Como comum em todo o Mundo, em A vida de grande parte da população inda não são conhecidas todas as para qualquer outra doença, a prevenção antecipada é o vez do cancro ou das doenças cardíacas. Segundo dados mundial podem ser os responsáveis por causas que podem melhor caminho para a cura. da Organização Mundial de este problema. SÓ NA AMÉRICA DO desencadear uma Se não for diagnosticada cedo e Saúde (OMS), para além de NORTE EXISTEM CERCA DE 8 MILHÕES depressão, mas estas podem se se mantiver ao longo da vida afetar mais pessoas, a depressão DE PESSOAS que sofrem de depressão estar relacionadas com a de uma criança, o mais certo será ainda a doença com mais e dados norte-americanos indicam que alimentação, o stress, o estilo de vida, a separação dos pais, a é esta desencadear um quadro psicopatológico quando chegar custos económicos e sociais. Atualmente, mais de 450 20 A 30% DAS CRIANÇAS sofrem de rejeição, as drogas, os problemas à fase adulta. milhões de pessoas sofrem de depressão ao longo do seu crescimento na escola, o surgimento ou É provável que nos próximos transtornos mentais, sendo que
  7. 7. tema capa DOMINGO 29 • AGOSTO • 2010 |7 a maioria se encontra nos países nas crianças. velha começam a UMA CRIANÇA em desenvolvimento, indicou surgir novas formas DEPRIMIDA NÃO ainda a OMS. DEPRESSÃO NOS BEBÉS de expressão do BRINCA, OU NÃO Basta o bebé não conseguir problema. Costuma BRINCA BEM, NÃO ASSUMIR O PROBLEMA estabelecer uma ligação visual ser natural uma O diagnóstico da doença pode intensa e consistente com a mãe criança com mais CONSEGUE FIXAR ser feito logo aos seis meses de para sentir a sua auto-estima idade ter prazer em A SUA ATENÇÃO idade. Nesta altura, os motivos fragilizada. Se a mãe mostrar brincar, mas “uma E TEM FALTA DE podem estar relacionados com um olhar afetuoso, a criança criança deprimida frustrações graves dentro do sente-se mais próxima e a sua não brinca ou não CRIATIVIDADE meio familiar, como a separação auto-estima fica fortalecida. brinca bem”, explica ou a falta de investimento A depressão pode ser detetada Paula Medeiros. mais tarde. É nesta altura que afetivo paternal. nos bebés que dormem pouco Normalmente, estas podem surgir os primeiros A felicidade não pode ser ou excessivamente, que não conseguem fixar contatos com as drogas e o exigida, principalmente àqueles permanecem muito tempo a sua atenção num álcool, podendo a depressão que não têm maturidade irritados e inconsoláveis ou só brinquedo e têm levar ao consumo. E é uma suficiente para a alcançar. que recusam sistematicamente falta de criatividade, época em que podem também Segundo Paula Medeiros, a alimentação. Também a o que não é normal nesta altura DEPRESSÃO NA surgir os primeiros indícios de pedopsiquiatra do Hospital depressão pós-parto da mãe da vida, onde se brinca muito ADOLESCÊNCIA tentativas de suicídio. Para CUF Descobertas, é importante pode afetar diretamente a ao “faz de conta”. São crianças Nesta fase, as atenções Paula Medeiros, a qualidade do abordar o assunto desde cedo, saúde do bebé. Nesta situação, que estão sempre cansadas; devem focar-se no tipo de tempo que os pais passam com criar um debate no dia-a- o tratamento deve ser dado a que nunca estão bem em lado comportamento e de relação os filhos é imprescindível para o -dia familiar. A postura dos ambos, ao mesmo tempo. nenhum; que utilizam muito do adolescente com a família tratamento da depressão. “Para pais é sempre importante, um discurso negativo, como: e os amigos. Muitas destas haver qualidade é preciso haver pois, pais deprimidos podem DEPRESSÃO NA “não consigo”, “não sei” e, por depressões podem ter origem quantidade, principalmente também ser uma das causas CRIANÇA MAIS VELHA vezes, até “ninguém gosta de na infância, as quais não sendo com os mais pequenos”, explica do aparecimento da depressão Quando a criança é mais mim”. tratadas na altura se refletem a pedopsiquiatra. SINTOMASDEDEPRESSÃO É entre os 9 e 17 anos que surge 20% novas, quando: comportamen- dos casos de depressão, sendo as di- tos já ultrapassados voltam em ficuldades de relacionamento com fa- alturas desapropriadas; se mos- miliares ou amigos da escola algumas tram demasiado carentes, face à das principais causas. Os sintomas num mãe na presença de estranhos; adolescente são mais difíceis de detetar voltando a fazer chichi na cama do que num adulto, podendo assumir ou mostrando interesse por brin- diversas formas: cadeiras e objetos já passados. ✓Tristeza – primeiro que tudo, há que ✓Comportamentos estranhos, perceber que uma criança triste não é ne- de isolamento e/ou agressi- cessariamente uma criança depressiva, vos – à medida que a criança vai pois, este sentimento é normal em qual- crescendo, a forma de mostrar ém hos tamb quer criança e em diferentes momentos. a tristeza também muda. A falta Por isso, os pais devem ficar em alerta ca- de concentração na escola, a au- Os desen r uma forma podem se icação de de comun es sentimentos so essa tristeza se prolongue e surjam ou- sência de confiança, o sentimen- tros sintomas. Há que salientar que uma to de inferioridade e o isolamento todos ess criança não revela a tristeza da mesma são caraterísticas do seu mal-es- forma do que os adultos, podendo esta tar. Tal como a perda de in- ser revelada através de um olhar distan- teresse numa atividade que te, um rosto sério, um choro fácil ou uma antes lhe dava prazer e a de- auto-depreciação. monstração de agressivida- É ENTRE OS 9 E OS 17 ANOS QUE SURGE ✓Perturbações psicossomáticas – reve- de para com outras crianças lam-se através de dores sem explica- e adultos. 20% DOS CASOS DE DEPRESSÃO evidencia é a pós-parto ção física, dificuldade em ✓A l t e ra ç ã o n o s o n o e n a de em adormecer, com pesadelos e/ou da mãe, situação que a impede de dar ✓ respirar, eczemas ou aler- alimentação – uma criança sonambulismo. Estas perturbações tra- a atenção necessária ao filho, criando gias na pele, infeções com sintomas depressivos duzem-se num cansaço durante o dia, falhas na interação e na relação. Nes- gerais, vómitos, ton- pode, de um momento pa- prejudicando o rendimento escolar e a tes casos, o tratamento deve ser fei- turas, entre outras. ra o outro, perder o apetite concentração. Dormir de mais também to a ambos. Bebés deprimidos podem ✓Regressão – ou, o contrário, mostrar um pode ser um problema, quando a crian- ter atrasos nas etapas essenciais do seu acontece, prin- repentino aumento de apeti- ça demonstra dificuldades em acordar. desenvolvimento. cipalmente, nas te. Podem ocorrer tam- ✓Depressão dos pais – a depressão dos ✓Manifestações simples que se podem crianças mais bém episódios de pais, normalmente, afeta diretamente tornar sinais – as histórias que as crian- dificulda- as crianças. A depressão que mais se ças nos contam podem indicar sinais de grande dese- jo, insatisfação ou deceção. Os AS DIFICULDADES DE RELACIONAMENTO desenhos tam- bém podem ser uma forma de COM FAMILIARES OU AMIGOS DA ESCOLA comunicação FOTOS: D.R. de todos esses SÃO ALGUMAS DAS PRINCIPAIS CAUSAS sentimentos.
  8. 8. 8| DOMINGO 29 • AGOSTO • 2010 geral assunto Em Portugal está instalado na comunidade o conceito de fuga aos impostos, acabando muitas das POLÉMICO dívidas fiscais por não ser cobradas apenas porque prescreveram, devido à ineficiência do Estado No ano de 2009 foram anulados 560,5 milhões de euros IMPOSTOS e prescreveram 572,6 FOTO: LUSA/INÁCIO COSTA milhões de euros  JOÃO FILIPE jf.d@folhadeportugal.pt do ano passado. Mas para a motivar os contribuintes Até 1991, o prazo era de 20 se poder ter uma ideia a quererem cumprir as suas anos para a prescrição de um D esde 2005 que a mais concreta a respeito obrigações; já nos países do processo de crime fiscal; mas, receita pública, que do tamanho deste sul da Europa, a tendência este ano, o prazo foi reduzido advém da cobrança para 10 anos, estando de impostos, tem JÁ NO ANO DE 2006 TINHAM SIDO o pior ainda para vir! vindo a diminuir devido às ANULADOS PELA TUTELA OU PRESCRITOS Pois, a partir de 1999, dívidas fiscais por prescrição com a entrada em vigor dos processos, situação que CERCA DE 5,3 MIL MILHÕES DE EUROS, da Lei Geral Tributária, representa sensivelmente metade O QUE REPRESENTAVA 3,2% DO PIB o prazo de prescrição da perda das receitas fiscais. Só passou a ser de apenas 8 neste ano, esta representou 1,5% “buraco” nas finanças para baixar os défices passa anos, facto que tem permitido do Produto Interno Bruto (PIB). públicas, podemos dizer pela solução de aumentar os aos prevaricadores, que estejam Já no ano de 2006 tinham sido que este dava para pagar impostos. em falta com o Estado, puderem anulados pela tutela ou prescritos todo o défice, ou seja, recorrer das diversas sentenças. cerca de 5,3 mil milhões de se todos pagassem o ONDE RESIDE O PROBLEMA? E como a nossa justiça costuma que lhes é devido ou o Os técnicos das finanças ser muito morosa, os processos FOTO: LUSA/MANUEL DE ALMEIDA OS GOVERNOS Estado fosse mais célere mostram que existe uma arrastam-se até à prescrição, NÓRDICOS nos processos fiscais não diferença entre as anulações e o que torna definitiva a não haveria necessidade do as prescrições, uma vez que as cobrança do valor em dívida. BAIXARAM OS PEC1 e do PEC2. anulações consistem em valores Por este motivo, é que cada SEUS IMPOSTOS DE Ora nestas ideias cobrados de forma indevida ou cidadão deveria cumprir todas acima descritas é que em excesso, podendo estas ser as suas obrigações fiscais, para FORMA A MOTIVAR MINISTRO DAS FINANÇAS: Tem a árdua missão de vencer o défice de Portugal até 2011 poderá estar a verdadeira totais ou parciais. Já no caso das assim todos pagarem menos. OS CONTRIBUINTES diferença entre os países prescrições, a situação é bem mais Só que também da parte dos No ano de 2009 foram do norte da Europa e os do Sul: grave, uma vez que traduzem a governantes deveria existir uma A PAGAR anulados 560,5 milhões de euros uma vez que nos primeiros deficiência da máquina fiscal melhor utilização dos dinheiros euros, o que representava e prescreveram 572,6 milhões de as populações têm prazer em em cobrar o que é direito do públicos, ou seja, diminuírem a 3,2% do PIB, sendo que deste euros. Para além destes valores, pagar os seus impostos, pois, Estado, sendo o IVA o imposto despesa, de forma a permitir que valor total 3 mil milhões de ainda havia 14,2 mil milhões de os governos nórdicos baixaram onde se registam as maiores as contas públicas se equilibrem euros foram prescrições. euros por cobrar no total, no fim os seus impostos de forma dificuldades de cobrança. e o famoso défice diminua. Prazo para prescrição Até 1991 era de 20 anos, tendo passado este ano a 10 e sendo, atualmente, de apenas 8 anos
  9. 9. Folha CENTRO DE AJUDA LEIA MAIS: 4i/5i – ENCONTRO DAS FAMÍLIAS: “Pagar o preço” 6i – CONGRESSO FINANCEIRO Nº 284 • DOMINGO • 29 • AGOSTO • 2010 PAZA paz que o Mundo pensa que conhece, muitas vezes, nasce de um equívoco, pois crê-se que a mesma advém apenas da falta de conflitos bélicos, porém, a paz é muito A PAZ É O RESULTADO DE UMA GUERRA uma outra, que poderia ser descrita como a conciliação pessoal, e que é aquela que é mais difícil de ser alcançada. Esta harmonia, para a grande maioria, é inexistente, pois a mesma está relacionada com a boa saúde, uma família estável, mais do que isso... Para além da paz que o Mundo apregoa VENCIDA! uma vida financeira sólida, o sucesso na carreira, o equilíbrio para as zonas de conflito, existe JÚLIO FREITAS emocional... RESULTADOS DE UMA GUERRA VENCIDA Saiba mais em iurd.pt “Era “Sofria “Experimentei alcoólico” de colite drogas “A minha vida não tinha paz, derivado aos problemas que tinha com os ulcerosa” leves” “Vivia sem paz, derivado aos problemas vícios do álcool e do tabaco. Sofria “Antigamente, não tinha paz, porque es- na vida sentimental, pois, sofri várias dece- muito com úlceras no estômago, tava bastante doente com uma colite ul- ções e nenhuma das minhas relações tinha mais precisamente no duodeno. Na cerosa. Uma doença muito infeciosa no dado certo. Por causa disso, refugiava- minha casa não havia paz, devido aos estômago e nos intestinos, que provoca- -me muito na vida da noite, tendo chega- maus-tratos que eu infligia à minha va diarreias e hemorragias bastante for- do até a experimentar drogas leves, mas família. Isto até ao dia em que a minha tes. Os médicos não me deram esperan- nada disso me preenchia! Encontrava-me vida se transformou. Hoje, sou uma ça de vida, ou seja, era uma doença que no fundo do poço, com mais uma relação pessoa saudável e não não tinha cura. Este problema de terminada, até que a minha tenho mais vícios. saúde deixava-me debilitada, mãe me mostrou a solu- Agora, a minha casa sem vontade para nada, de- ção. Hoje, o meu interior é um ‘cantinho do sejando até mesmo a morte. está totalmente res- céu’, havendo paz, Estava também desempre- taurado, não necessito harmonia e tudo gada e sem objetivos na vi- mais de drogas, nem do melhor.” da. Até que encontrei a de ir para as discote- solução e a minha vida cas para me sentir mudou por completo. preenchida. Além FOTOS: D.R./CARLOS PAREDES Hoje, estou curada, disso, estou reali- sou livre e trabalho no zada na vida senti- hospital dos bancá- mental, pois, sou fe- rios. Agora, tenho paz!” liz. Hoje, tenho paz!” ANTÓNIO DA GRAÇA ALVES MARIA DE FÁTIMA RODRIGUES ROSANA MANUEL
  10. 10. 2i | DOMINGO 29 • AGOSTO • 2010 superação O poder do consegui sair daquela vergonha de vida que levava e comecei a trabalhar. Pouco tempo depois, SACRIFÍCIO tive a oportunidade de trabalhar em Espanha com um salário de 3 mil euros. Aí a minha visão mudou e, como conhecia bem a TODAS AS SEMANAS, IRÁ ACOMPANHAR, AQUI, área em que trabalhava, pensei HISTÓRIAS EMOCIONANTES E DRAMÁTICAS em montar a minha própria DE QUEM ENFRENTOU E VENCEU DESAFIOS empresa. Comecei com 500 euros e três funcionários, mas, Quando o vício conforme fomos progredindo, contratei mais pessoas. A minha empresa chegou a empregar mais de 50 funcionários e a faturar 90 quase destrói mil euros mensais”. A ESTABILIDADE uma vida Muitas pessoas pensam que, pelo facto de conhecerem Deus, não passarão por mais problemas, mas enganam-se. Os problemas fazem parte da vida, FOTOS: CEDIDAS só que existem pessoas que os superam e outras são superadas por eles. Carlos conta-nos: “No ano passado, um dos nossos Um relato impressionante de quem viveu dependente das drogas na vida de Carlos. Encontrou maiores clientes não nos pagou um jornal da Igreja Universal e e estivemos à beira da falência. durante a infância, a adolescência e parte da vida adulta, ao ponto decidiu ir a um templo. “Quando Mas ainda assim, não desisti de não ter dinheiro nem para comer nem pagar a renda de casa cheguei à Igreja senti o que tinha e continuei a lutar. Participei, procurado por tanto tempo: a novamente, na Fogueira Santa,  ISABEL BARBOSA ib.r@folhadeportugal.pt também cessava a paz e, no seu ao extremo de não ter nada para paz”, lembra. porque não aceitava faturar o D lugar, surgia uma profunda comer. Para mim isso foi muito Carlos revela-nos que, à medida mesmo todos os meses, queria urante anos, a vida depressão”, conta. humilhante, pois nem mesmo que usou a fé e confiou no poder ver mais crescimento e foi de Carlos Pereira Em busca de algo que pudesse no meu país tinha passado de Deus na sua vida, viu uma quando sacrifiquei o meu foi marcada por um preencher o vazio que sentia, necessidades”, afirma. mudança radical. “Comecei a automóvel, uma ferramenta útil intenso sofrimento e, recorreu a vários lugares e pessoas. participar nos propósito de fé de trabalho, pois era mais difícil antes de chegar à Igreja Universal “Convidado por uma tia, fui a A LUZ DA MUDANÇA e, gradualmente, pude notar viajar de comboio e de autocarro do Reino de Deus, vivia num um centro de umbanda à procura Foi, então, que uma luz brilhou uma mudança no meu caráter. para chegar às obras. Hoje, a estado caótico. O próprio relata Não precisava mais das drogas, minha empresa deu um salto que era um jovem problemático NO ENTANTO, QUANDO ACABAVA O nem de sair com os amigos muito grande, pois, temos 150 e sofrido, devido às deceções para me sentir bem”, conta. E funcionários, faturamos mais de sofridas na infância: “Ainda em EFEITO DAS DROGAS, TAMBÉM CESSAVA continua: “Da mesma forma, 260 mil euros mensais e tenho um criança, os meus pais decidiram A PAZ E, NO SEU LUGAR, SURGIA perseverando nas reuniões e automóvel melhor do que aquele mandar-me para Portugal com participando na Fogueira Santa que tinha. Para além disso, a a intenção de me garantirem um UMA PROFUNDA DEPRESSÃO de Israel, depois do sacrifício, minha vida sentimental também futuro melhor. Mas, esta fase foi transformada ! da minha vida foi muito difícil, de ajuda. Pensava que ali ia Tanto a minha esposa porque estava sozinho e sem o encontrar a solução para os meus como eu viemos de lares apoio da minha família. Foi, problemas, mas o que aconteceu desfeitos e, embora então, que comecei a envolver-me foi exatamente o contrário. estivéssemos em países com más amizades, que, com o Além de ser depressivo, também diferentes, sacrificámos tempo, me levaram a conhecer o comecei a sentir um ódio muito na Fogueira Santa de mundo das drogas”. grande por tudo. Era uma pessoa Israel para alcançar muito agressiva e cheguei ao a felicidade no amor. UMA VIDA SEM RUMO ponto de andar armado”, lembra. Pouco tempo depois, Carlos era apenas um adolescente Carlos lembra que o momento conhece mo -nos e , e já tinha experimentado uma mais difícil foi quando chegou hoje, estamos casados. variedade de drogas, as quais se a ficar desempregado e sem Pude conquistar tudo tinham tornado na sua única fonte condições para pagar a renda de isto através da fé e da de conforto. “No entanto, quando casa. “De um dia para o outro, perseverança”, concluiu. acabava o efeito das drogas, comecei a perder tudo. Cheguei RESULTADO DA FÉ: Carlos e a esposa são, hoje, um casal feliz CARLOS PEREIRA – ESPANHA PUB
  11. 11. reflexão DOMINGO 29 • AGOSTO • 2010 | 3i O CENTRO DE AJUDA ESPIRITUAL (IURD) NÃO COBRA: mensagem 1.Para realizar casamentos 21.Para manter a Fazenda BISPO EDIR MACEDO 2.Para realizar batizados Nova Canaã (adultos) 22.Para a realização de cursos 3.Para dar aconselhamento informáticos matrimonial 4.Para aconselhar e 23.Para aconselhar e apoiar na escolha de uma carreira Viver na fé é viver na guerra acompanhar indivíduos profissional toxicodependentes 2 4 . P a r a a t e n d i m e n to 5.Para aconselhamento telefónico 24 horas pastoral 25.Para apoio a mulheres 6.Para participar na Santa vítimas de abusos D Ceia 26.Para apoio e 7Para a realização da unção aconselhamento a indivíduos com óleo dependentes alcoólicos avi e Salomão refletem dois do mal, através da fé, vêm as perseguições aos 8.Para visitas ao domicílio 27.Para visitas a lares de tipos de vida em relação à verdadeiros cristãos. Por exemplo, a fé viva 9.Para visitas a doentes no terceira idade fé. Enquanto o primeiro assumida jamais aceita fazer uma aliança com hospital 28.Para dar alimento aos sem- enfrentou todo o tipo de este Mundo, porque nela está inserido o Espírito 10.Para visitas a presidiários -abrigo adversidades, até mesmo de Deus e Ele é o Doador dessa energia celestial. 11.Para distribuição de 29.Para apoio em catástrofes a morte; o segundo gozou “Não penseis que vim trazer paz à terra; não cestas básicas às famílias 30.Para a realização dos privilégios da herança do pai, com a vim trazer paz, mas espada” (Jesus Cristo – carenciadas de atividades lúdicas e vantagem de ter tido paz durante o seu reinado. Mateus 10.34). 12.Para distribuição de desportivas com os jovens A imagem de Davi traz à memória Davi era um homem de guerra, bens (roupas, mobílias, 31.Para aconselhamento e a prática da fé pura, a fé viva no ...QUEM VIVE porque era de fé e quem vive pela eletrodomésticos, etc.) a campanhas na prevenção do Deus vivo. E, justamente por PELA FÉ, NA fé, na verdade, vive de guerra em pessoas carenciadas HIV causa desse tipo de fé, Davi era guerra. É impossível viver pela fé 13.Para acolher o Instituto 32 .Pelo transpor te de VERDADE, VIVE considerado um homem de guerra. e em paz com o Mundo, pois, é Português do Sangue nas suas pessoas com dificuldades de O assumir da fé bíblica, da fé DE GUERRA como se se tentasse conciliar a instalações para a doação de locomoção patriarcal, impõe atitudes que EM GUERRA. luz com as trevas. sangue 33.Pelo estacionamento no contrariam este Mundo. A partir É IMPOSSÍVEL Toda a trajetória da vida de Davi 14.Para ajudar a manter o Lar parque da Igreja desse tipo de fé, então, começa a foi marcada por lutas internas e de Idosos Universal 34.Pelos Estudos Bíblicos VIVER PELA FÉ E guerra. externas, seguidas de vitórias. 15.Para a apresentação de realizados Quando se abraça a fé cristã não EM PAZ COM Desde a sua juventude, como crianças (não batiza crianças, 35.Pela entrada e participação há como aceitar a prevalência do O MUNDO pastor de ovelhas, até à sua somente adultos) no Maior Congresso mal sobre o bem. Como crer num morte, Davi gemeu por causa 16.Para participar no Grupo Financeiro do País Deus tão grande e viver uma vida tão miserável? dos seus inimigos. Porém, não se curvou, não de Jovens "Força Jovem" 36.Pela realização de funerais Como poder de Deus, a fé viva recusa aceitar ou se submeteu e nem foi derrotado por eles, antes 17.Para a realização de 37.Pela distribuição do Óleo submeter-se ao domínio tirano dos principados, pelo contrário. Isto porque Deus honrava a sua orações Santo de Israel 18.Para a entrada nas igrejas e 38.Pelos cursos de Teologia potestades, dominadores e forças espirituais do fé da mesma maneira que ele honrava a Deus participação nos cultos (IBURD) mal que têm atuado na Sociedade sob a forma pela fé. 19.Para a participação em 39.Pelos milagres que de doenças, misérias, fomes, desgraças, injustiças Concentrações, em locais acontecem em todos os sociais, etc. Por conta da rejeição do império Que Deus abençoe a todos abundantemente. como: Coliseu dos Recreios, Centros de Ajuda espalhados Pavilhão Rosa Mota, Estádios, pelo Mundo. Pavilhão Atlântico, etc. 20.Para ajudar a manter a Só ensina às pessoas a Sociedade “Pestallozi” (presta VERDADE. O dízimo, como assistência aos portadores da também as ofertas, são síndrome de Down) mandamentos bíblicos. CATEDRAL EM você sabia? DIVINÓPOLIS CONHEÇA ALGUMAS CURIOSIDADES SOBRE OS TEMPLOS DA IURD NO MUNDO MORADA: Rua Goiás, 361 (P), Centro,  O templo foi inaugurado no dia 27 de junho de 2008; Divinópolis - Minas  O estilo arquitetónico manteve a linha neoclássica, tal como a maioria das catedrais da IURD;  Antes da sua construção existia no local um antigo cinema, que estava abandonado há mais de 15 anos e que foi demolido para erguer a catedral;  Tem capacidade para 1.450 pessoas sentadas, está bem iluminada e conta com ar condicionado central;  Tem uma área de estacionamento, coberta e descoberta, ampla; FOTO: CEDIDA  O edifício está situado na região nobre da cidade, numa das principais avenidas.

×