Folhaportugal336

885 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Folhaportugal336

  1. 1. Diretor: João Filipe Jornal de distribuição gratuita Nº 336 De 30 de maio a 05 SEMPRE de junho de 2010 AO SEU EDIÇÃO NACIONAL LADO 50.000 E X E M P L A R E S folhadepo r t u g a l . p t EDUCAR FOTO: D.R./SXC TEMA CAPA...PÁGS. 06/07 Nunca se falou e pesquisou tanto sobre educação como nesta época, porém, também nunca se viu tantos pais com problemas com os filhos como agora. O que é que há de errado? Eis os segredos para contornar as situações mais difíceis: comportamento, alimentação e sono DIFERENÇAS NAS POLÍCIAS MUNDO CADA VEZ GNR e PSP sentem-se lesadas pelo Estado, que promove sem "critério", segundo dizem ASSUNTO POLÉMICO...PÁG. 08 CINTO E AIRBAG 1 EM CADA 9 pessoas tem mais Usar cinto e airbag é apontada como uma de 60 anos, combinação mortal, em caso de acidente prevendo-se a sua SOCIEDADE...PÁG. 10 subida de 1 para 5 em apenas MOURINHO 40 anos, refere relatório da ONU GALÁCTICO Clube após clube, o treinador português tem FOTO: D.R. vindo a ganhar fama de melhor do Mundo REPORTAGEM ESPECIAL...PÁG. 12 . 13 DESPORTO...PÁG PUB
  2. 2. 2| DOMINGO 30 • MAIO • 2010 opinião EDITORIAL JOÃO FILIPE Diretor Foto da Semana As crianças são o futuro. Mas que futuro? F az parte do senso comum dizer-se que as crianças são o futuro de uma nação, o que, na realidade, faz todo o sentido. Mas, ao olharmos para os tempos em que vivemos não se augura grande futuro, pois cada vez é mais difícil criar e educar uma criança. Estas sofrem, hoje em dia, cada vez mais atrocidades, tanto no seio familiar, como na Sociedade. No próximo dia 1 de junho comemora-se, em Portugal, o Dia da Criança, mas quanto a mim tenho pena que exista a necessidade de existirem datas Não nos comemorativas específicas, podemos uma vez que elas só acontecem PELO FIM DO esquecer de porque os direitos das pessoas DESRESPEITO PELOS que as crianças ou causas que se comemoram devem ser não são ainda respeitados. DIREITOS HUMANOS respeitadas... Esta semana, no nosso jornal, EM ANGOLA apresentamos uma matéria Inúmeros ativistas da Amnistia sobre as questões relacionadas Internacional participaram numa com a educação dos filhos, sublinhando o facto de os concentração em Lisboa contra os pais, atualmente, não saberem dizer “não” a um filho. desalojamentos forçados, sem qualquer Afinal, um bom pai ou uma boa mãe é aquele que dá alternativa ou compensação, e contra as várias violações de direitos humanos quando tem de dar, que tira quando tem de tirar e que diz que persistem em Angola. No espaço não quando é necessário. de poucos anos, perto de 10 mil famílias A Sociedade evolui a um ritmo alucinante, pois, tudo foram desalojadas, muitas vezes sem o que se passa no Mundo sabe-se em tempo real; as aviso prévio, sem compensações nem alternativas, “ou quando as há, são a redes sociais formam redes de “amizade” cada vez mais centenas de quilómetros e, portanto, FOTO: LUSA/ANDRÉ KOSTERS solitárias; e tanto as boas como as más pessoas estão à pondo em causa as suas formas de distância de um clique. Nos dias que correm, por causa sustentação”, revelou Pedro Krupenski, dos dois elementos do casal terem de trabalhar, as diretor da organização. crianças passam mais tempo sozinhas, à mercê de todo o tipo de informações que lhe são fornecidas sem que nenhum adulto as possa filtrar ou esclarecer as suas dúvidas. Não nos podemos esquecer de que as crianças devem ser respeitadas, mas, acima de tudo, educadas, para que desta forma possamos vir a ter uma melhor Sociedade no futuro. Convém, por isso, lembrar aos progenitores de que são responsáveis pelos seus “rebentos”, não sendo apenas amigos, mas, sobretudo, os seus educadores! Com uma educação baseada em bons princípios, tanto morais como sociais, com certeza poderemos dizer que as crianças são um bom futuro. Tenha uma boa leitura! Leia a opinião do Bispo EDIR MACEDO na página 3i, do caderno Folha Centro de Ajuda ACORDO ORTOGRÁFICO: Informamos os nossos leitores de que já começámos a aplicar algumas das alterações do Novo Acordo Ortográfico. Folha de Portugal: Alameda D. Afonso Henriques, nº 35 (antigo cinema Império) 1000-123 Lisboa Tel: 210 300 973/77/78 Fax: 210 300 999 Diretor: João Filipe direccao@folhadeportugal.pt Editor: IURD Redação: Carla Vaz, Nilza Vaz, Isabel Barbosa Paginação: Carlos Paredes, Eliane Rosa FOLHA DE PORTUGAL Título registado no ERC com o nº 125046 Propriedade: IURD Correio do Leitor: Sede administrativa: Praceta Professor Francisco Gentil, nº3 - Póvoa de Santo Adrião - Lisboa NIPC: 592001679 online@folhadeportugal.pt Publicidade: Periodicidade: Semanal Impressão: Rafik Comunicação e Imagem Unipessoal, Lda. - Sítio da Bemposta, nº 1, 1A, 1B. publicidade@folhadeportugal.pt Longo da Vila - Mafra Tiragem: 50 000 exemplares Distribuição: Gratuita Circulação: Portugal Continental e Ilhas A FOLHA DE PORTUGAL NÃO SE RESPONSABILIZA NEM PELAS INFORMAÇÕES CONTIDAS NAS CARTAS DOS LEITORES, POIS ELAS NÃO EMITEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO JORNAL, NEM PELA AUTENTICIDADE DOS ANÚNCIOS PUBLICADOS
  3. 3. entrevista DOMINGO 30 • MAIO • 2010 |3 10 PERGUNTAS a CARVALHO DA SILVA “ O CENÁRIO DE CRISE PODE COMPLICAR-SE MUITO MAIS” O SECRETÁRIO-GERAL DA CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES PORTUGUESES FALA-NOS DA REALIDADE DOS SINDICATOS EM TEMPO DE CRISE PEDRO MARQUES da CGTP em 2012. DE FIGUEIREDO É do domínio público que este será o meu último (cedida por revista Plenitude) mandato. Daqui para a frente não posso adiantar N asceu em Barcelos, nada. Seguramente, não estarei na função que em 1948, numa desempenho para lá do limite de 2012. família de pequenos agricultores e sonhava 7 – As suas críticas ao facto de não em ser engenheiro eletrotécnico. haver renovação e rejuvenescimento nas Acabou por ser eletricista e centrais sindicais pesam nessa decisão? trabalhou como operário eletricista. As instituições vão muito para lá das pessoas e, Dedicando-se desde o início à como tal, é sempre a instituição que tem de estar acima defesa dos trabalhadores, foi eleito coordenador da CGTP-IN, É NECESSÁRIO em 1986, e, em 1999, secretário- RECOMPOR E INVENTAR -geral. É membro do comité executivo da Confederação NOVOS CAMPOS DE Europeia de Sindicatos e do SOLIDARIEDADE Conselho Económico e Social, onde preside à Comissão Especializada de quaisquer interesses a defender. Era para ter saído Permanente da Política Económica em 2004, fui solidário com os apelos e os interesses dos e Social. Em julho de 2000, trabalhadores. Acabei por ficar, mas já é tempo de ir licenciou-se em Sociologia no embora. É preciso que as novas gerações tomem as rédeas. FOTO: LUSA/PEDRO PINA ISCTE; em 2007, apresentou a sua tese de doutoramento. E escreveu o livro “Acção sindical: transformação 8 – O líder de uma estrutura sindical e desenvolvimento”. tem a mesma capacidade de intervenção social do que o líder de um partido? Naquilo que se refere a lidar com dimensões do ser humano, possivelmente. Do ponto de vista de uma 1 – Tem defendido que, na atual euros para um mínimo de 12 anos de escolaridade tem através dos trabalhadores, quer dos sindicatos e das interpretação de poder, não. Os sindicatos são um conjuntura, o esforço de todos os de ser revista urgentemente. próprias organizações patronais. Num contexto de movimento social específico, como tal põem em causa portugueses tem de ser, em primeiro crise, a aposta na formação e qualificação de ativos não as relações instituídas de poderes. Um sindicalista lugar, na defesa e na salvaguarda do 3 – Os atrasos no pagamento de deveria servir exclusivamente para “tapar buracos”. Na atuará sempre no espaço do contra-poder. emprego. ordenados, as medidas alternativas ao verdade, é preciso vontade política e disponibilidade Um dos fatores mais negativos que contribuiu para despedimento, como o sistema de lay- para operar as grandes mudanças, nas áreas da 9 – O movimento sindical atravessa que Portugal esteja nesta situação foi a desvalorização -off, destinam-se a camuflar a crise? formação e da qualificação, assim como repensar o um momento difícil. Como encara do trabalho, resultado dos políticas e de práticas erradas Em muitos casos, sim. Não nos iludamos com a papel das profissões e das qualificações existentes no o facto de que a maioria dos novos seguidas há décadas. Gerou-se na Sociedade uma alcance destas medidas que não são resposta para nosso País. profissionais não esteja interessada em permissividade em relação à destruição do emprego controlar custos, mas apenas “medidas paliativas”. sindicalizar-se? e do aparelho produtivo. Nesta crise sobressai uma Não quero fazer de arauto da desgraça, mas acredito 5 – Considera ser necessário A precariedade laboral que se vive em Portugal é linha divisória significativa entre ter e não ter emprego. que o cenário de crise pode complicar-se muito mais. reinventar a solidariedade social? limitadora da aproximação aos sindicatos. Em 99% Estar empregado, hoje em dia, significa a possibilidade O individualismo que se institucionalizou nas dos casos, qualquer trabalhador precário que diga de uma vida minimamente digna do ponto de vista 4 – Quais são as “medidas efetivas de últimas décadas, ligado a referências consumistas, ao patrão que se sindicalizou, não vê o seu contrato social. O contrário, o desemprego, é um caminho combate à crise” que defende? tem provocado um efeito demolidor na Sociedade. renovado. aceleradíssimo para a pobreza. A orientação de todo o investimento para a criação É, por isso, necessário recompor e inventar novos de mais e melhor emprego. O Governo tem de ser campos de solidariedade. É necessário que os agentes 10 – Nota-se uma certa 2 – Outra das mudanças que considera responsabilizado e dar sinais de mudança e, para geradores da identidade coletiva - a família, a escola, descredibilização da estrutura sindical prioritária prende-se com a situação dos isso, é necessária a mobilização dos atores sociais, quer a comunidade e o trabalho - sejam repensados. nacional? jovens no mercado de trabalho. Se a Sociedade está em crise, os sindicatos, O primeiro sinal de efetiva saída da crise dar- O PRIMEIRO SINAL DE EFETIVA 6 – Embora afirme enquanto organização social, terão também de -se-á quando houver alternativas válidas para a poder continuar como estar inevitavelmente em crise. Se no quadro das juventude. Enquanto lhes for proposto desemprego, SAÍDA DA CRISE DAR-SE-Á secretário-geral, já organizações de trabalho, o poder patronal vier precariedade e baixos salários iremos regredir. Tem QUANDO HOUVER ALTERNATIVAS garantiu que este a sobrepor-se sistematicamente ao do trabalho, de haver respostas novas para a juventude, de forma VÁLIDAS PARA A JUVENTUDE mandato será o último e tal realidade acabará por ter efeitos visíveis a evitar ruturas sociais graves. E a “chapa” dos 500 que deixará a liderança nas estruturas sindicais.
  4. 4. 4| DOMINGO 30 • MAIO • 2010 ASHTON KUTCHER SETE DIAS CURTAS DA IKEA MULHERENGO Casado desde 2005 com De- ECONOMIA A MAIOR LOJA PRIMEIRA CLIENTE a entrar na loja mi Moore, revelou que a atriz DO GRUPO NA IKEA de Loures considerava que ele era um A 4ª QUE PENÍNSULA “mulherengo” quando se co- MAIS SOBE FOTO: D.R. nheceram. “Tive de esforçar- O risco da dívida O novo empreendimento, -me para conseguir provar portuguesa é o que representa um a Demi que estava a falar a quarto que mais sobe investimento global de cerca sério quando dizia que ela era a mulher com no Mundo, colocando de 70 milhões de euros, criou quem eu queria estar”, acrescentou o ator. Portugal na sexta cerca de 480 postos de trabalho posição da tabela diretos e cerca de 100 indiretos mundial dos países e tem uma área de 38.500 mil SHARON STONE com maior risco de metros quadrados. O diretor FOTO: LUSA/JOSÉ S.GOULÃO PLÁSTICAS incumprimento. de expansão apontou como A atriz não tenciona subme- A Grécia lidera a lista objetivo faturar 100 milhões de ter-se novamente a quaisquer dos países cujo risco euros nos dois primeiros anos. cirurgias plásticas, depois da de incumprimento operação que fez há seis anos mais sobe. FOTO: D.R. aconteceu para aumentar a espessura dos lábios, que considera ter sido um fracasso. A loira afir- IRS: PAGAR MAIS mou mesmo que, quando se olhava no espe- lho, a sua cara fazia lembrar uma truta. E RECEBER MENOS Uma família com MENORES DE 16 ANOS TRANSPORTES rendimentos mensais de 5.787€ vai pagar conseguem comprar álcool PAGAR MAIS mais 144,89€ de IRS A PARTIR DE 1 DE JULHO do que em 2009 e em Mais de metade dos jovens entre os 12 e os 15 anos que 2011 mais 264,55€, tentaram comprar bebidas alcoólicas conseguiram, apesar Os títulos dos transportes públicos segundo a DECO. de a lei o proibir até aos 16 anos, revela um estudo da Deco vão ficar mais caros já a partir de 1 de Preocupada com (Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor) que julho. A data foi avançada pela Associação dos o facto de muitos será publicado na edição de junho da revista “Teste Saúde”. Transportes de Passageiros. O presidente da consumidores já De acordo com o mesmo estudo, em 54 das 97 visitas Associação, Cabaço Martins, lembrou que, em viverem com o que foram feitas (56 por cento), os menores de 16 anos situações de crise, a lei permite uma atualização dinheiro contado, a conseguiram comprar bebidas alcoólicas, sendo que em FOTO: D.R. dos preços a meio do ano. O secretário de Estado DECO disponibilizou 26 dos casos ou estava afixado no estabelecimento um aviso sobre a proibição ou os dos Transportes, Correia da Fonseca, sublinhou algumas simulações empregados confirmaram a idade dos jovens e mesmo assim decidiram autorizar a que os preços dos transportes públicos não sobre o agravamento venda. Para a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, o estudo vem sofriam alterações há dois anos. médio dos impostos. reforçar a ideia de que é necessária uma maior fiscalização. PUB
  5. 5. sete dias DOMINGO 30 • MAIO • 2010 |5 TOP 10 das espécies de 2010 Daniolla Nepenthes Dioscorea Phallus drewesii, Aiteng ater, uma a descoberta dracula, uma attenboroughii, orangenea, tem um fungo nova lesma do nova espécie de uma planta um tubérculo descoberto em mar encontrada peixes de água carnívora da ilha de comestível São Tomé. É um nos mangais doce encontrada num rio da Palawan, nas Filipinas, cujo aparelho parecido com o inhame, mas cogumelo com forma de falo, tem do Golfo da Tailândia, sendo Birmânia, que tem presas para com 30cm de altura e um diâmetro com vários bolbos, vivendo em 5cm e sustenta-se a partir das árvores, carnívora e comendo insetos. lutar contra outros machos. de 18cm serve para caçar animais. Madagáscar. crescendo curvado para o chão. Chondrocladia Swima Histiophryne Nephila komaci, turbiformis vive bombiviridis, um psychedelica, a maior aranha que no mar a Este da primo afastado Gymnotus omarum, do peixe-sapo que se conhece do género, com um Nova Zelândia, da minhoca, Uruguai, uma espécie conhecida vive nos recifes tamanho de pernas, no caso das pertencendo a uma antiquíssima que quando se sente ameaçado há décadas e utilizada para de coral perto da Indonésia e que fêmeas, de 12cm. Estes aracnídeos família de esponjas carnívoras. lança bolas bioluminescentes para estudos sobre a eletricidade, que se tem cores muito garridas, que lhe podem construir teias com um enganar os inimigos. pensava pertencer a outra espécie. permitem viver camuflado. metro de diâmetro. Instituto Internacional para a Exploração de Espécies Um terço dos alunos recebe MILHARES TRATAM APOIO SOCIAL Um terço dos alunos dos ensinos básico e DENTES NAS FACULDADES A crise tem levado cada vez mais pessoas a procurarem tratamentos secundário tem recebido apoios da Acção dentários efetuados por alunos a Social Escolar (ASE). Ao todo, só neste ano preços reduzidos nas faculdades. Em letivo, são 503.214 os alunos subsidiados, dos 2009, realizaram-se mais de 65 mil quais 290.812 recebem o apoio máximo, ou seja, consultas apenas em Lisboa e no Porto. têm livros, material escolar e refeições pagas por Na Faculdade de Medicina Dentária inteiro. O número de estudantes abrangidos pela da Universidade do Porto, o preço ASE cresceu 3% em relação ao ano letivo anterior, das consultas ronda os 15/25 euros e FOTO: LUSA/JOÃO RELVAS segundo dados do Ministério da Educação. O realizaram-se cerca de 25 mil consultas aumento do desemprego e as maiores dificuldades só no ano passado. Já na Faculdade de das famílias levam as associações de pais a recear Medicina Dentária da Universidade de que algumas crianças não consigam continuar Lisboa realizam-se, anualmente, cerca na escola no próximo ano. “Há famílias a temer de 40 mil consultas. que com a mudança dos filhos para o ensino PUB secundário não consigam fazer face às despesas e não consigam manter os filhos na escola”, refere REFEIÇÕES: Tem aumentado o número de crianças a usufruirem de refeições gratuitas Albino Almeida, presidente da Confederação nos estabelecimentos de ensino Nacional das Associações de Pais. a sua carreira looping Vê os seus amigos com 1º passo: decida o rumo que quer dar à sua vida uma carreira ótima e profissional. Faça uma auto-análise e determine a direção financeiramente bem. da sua mudança. Empenhe-se nessa decisão e não volte AS ETAPAS Mas a sua profissão atrás. Para isso, reflita e teste se as suas decisões são não lhe dá nada disto! realizáveis. Apesar de estar a exercer 2º passo: procure desenvolver as suas aptidões. Faça muita a atividade para a qual pesquisa, frequente algumas ações de formação, fale com estudou, agora sente-se pessoas desse ramo e conheça a profissão no mundo real. desanimado/a e apetece- 3º passo: encontre a empresa ideal. Tente “bater à porta” -lhe experimentar de uma empresa que partilhe as suas ideias e valores, que outra ocupação! Então, utilize a mesma linguagem e onde possa trabalhar com chegou o momento pessoas capazes de transmitir conhecimento. de colocar em 4ª passo: na entrevista, não fique receoso/a prática o ditado: e reaja naturalmente quando lhe “Quem não perguntarem a opção por aquela área em arrisca, não prejuízo do curso e da anterior experiência petisca”. profissional. Esclareça que é capaz de desempenhar as funções para que se candidata porque tem as habilidades e aptidões para o cargo. FOTO: D.R.
  6. 6. 6| DOMINGO 30 • MAIO • 2010 TEMA CAPA Educ r para o futuro Os pais andam preocupados e se pudessem esfregar a lâmpada do Aladino e pedir três desejos, estes seriam: que a criança dormisse bem, comesse ainda melhor e se comportasse como deve ser. Mas o que é que se passa com as crianças de hoje?  ISABEL BARBOSA isabel.redaccao@folhadeportugal.pt Quando este estava presente, impunha autoridade, num N unca se falou e sentido positivo. Só que este pai pesquisou tanto desapareceu. Hoje, ou é ausente sobre educação ou tão próximo como a mãe. como nesta época, E desistiu do papel autoritário porém, também nunca se viu que dava alguma segurança aos tantos pais com problemas com filhos – o pai assume, agora, 70% dos os filhos como agora. O que é que que é incapaz de dizer “não”. recém-nasci- há de errado? Existe um consenso Coadjuvado pela mãe. dos conseguem na Sociedade de que é importante “As crianças acreditam que aprender o há- educar bem. Mas, afinal, o que podem ter acesso a tudo. Vivem bito do sono é educar bem? A resposta a esta inundadas de objetos que não com um míni- os hábitos. Isso pergunta parece simples, mas foram desejados. Há limites para mo de rotinas deve ser trabalhado o consumo, há limites para e dormem 12 desde cedo, para dar tudo, é muito importante horas seguidas segurança às crianças, e de na construção dos seus sem qualquer maneira a que possam tornar-se mapas de realidade”, alerta problema adultos livres”. o pediatra Luís Januário, Ao ensinar-se uma norma presidente da Sociedade 35% das indica-se um caminho, tal como Portuguesa de Pediatria. crianças com quando se dão os primeiros menos de 5 passos. Sem esses limites, a FOTO: D.R./SXC É PRECISO IMPOR anos sofrem de criança perde-se, não sabendo LIMITES insónia infantil o que é adequado e inadequado. Quando se castiga um Afinal, as crianças precisam EM TODAS AS IDADES, filho fica-se desolado. Mas, 45% dos de normas e os pais devem logo a seguir, não se pode nossos universi- exercer a parentalidade, em EDUCAR É DAR REGRAS, pedir desculpa, de modo tários apresen- vez de serem amigos. Este não a não lhe transmitir um tam um índice devem proteger de mais MOSTRAR AUTORIDADE valor ambíguo. Os pais de sonolência os filhos, retirando- E RECONHECER O que cedem a tudo estão elevado. A po- na génese dos problemas pulação em ge- VALOR DA CRIANÇA comportamentais. Isso ral fica-se por advém dos complexos de uns 12 a 18% não é, pois envolve diferentes culpa. Antes, a mãe estava muito conceções do papel da Escola, da com os filhos e tinha uma série Sociedade e da Família. deles. Hoje, passa menos tempo A família, seja ela tradicional com eles e tem apenas um ou ou monoparental, é a principal dois. Há menos normas e mais responsável pela educação de uma superproteção. criança, mas a mesma sofreu uma A psicóloga Maria Jesus forte transformação. A família Alava Reyes, autora do livro tradicional era constituída O Não Também Ajuda a por uma mãe muito próxima, Crescer, nota que “anda a que transmitia empatia, e um falhar algo de tão essencial pai que ficava na retaguarda. como as normas, os limites e
  7. 7. tema capa DOMINGO 30 • MAIO • 2010 |7 COMO MUDAR RESPOSTA: A mãe fica muito ansiosa, com receio de que o seu leite seja fraco e sem saber HÁBITOS? FOTO: DYNAMIC GRAPHICS até quando deve dar de mamar. Não há leites fracos ou fortes, há o suficiente ou não. Nem existe uma data-limite para um bebé largar o peito. COMPORTAMENTO Um mini-guia para passar das palavras às ações IDADE: 1-3 anos IDADE: 0-2 anos PROBLEMA: Começa a resistência PROBLEMA: Choro inconsolável há desajustamentos. As suas atitudes são erro de os embalar, dar colo, andar de RESPOSTA: Já sabem o que querem e vão RESPOSTA: Os pais não conseguem egocêntricas, mas como já estão muito carro para adormecerem, nem os levar fazer birras se não comem o que gostam. perceber esta insatisfação nem por que integrados no grupo deveriam saber para a cama dos pais. Os pais não devem ceder, porque assim o bebé não responde à sincronização cooperar. É por isso que alguns alunos o leque de possibilidades vai reduzir-se e afetiva. Deve-lhe ser dada confiança, para falam nas aulas sem entenderem que IDADE: 3-10 anos a criança passará a apresentar resistência que tenha vontade de autonomia e se sinta estão a perturbar. A criança tem de estar PROBLEMA: Pesadelos, sonambulismo, a certas comidas. Nem devem substituir seguro, sem ser superprotegido. Há que segura em casa, ser ensinada a esperar a terrores noturnos, insónias e apneias uma refeição por um biberão “forte” ou apurar que tipo de vinculação tem com vez e saber enfrentar as contrariedades. RESPOSTA: Os pesadelos são normais uma sopinha com tudo passado. os pais. O bebé precisa de mimos, gosta e recordados no dia seguinte. Devem ser de ver os pais, ouvir vozes conhecidas, IDADE: 10-16 anos explicados às crianças para que distingam IDADE: 3-6 anos reconhecer caras familiares e sentir o PROBLEMA: Dependência de drogas entre o real e o imaginário. Os terrores PROBLEMA: Refeições fast food ou pré- bater do coração da mãe. ou álcool noturnos, por outro lado, deixam-na -cozinhadas RESPOSTA: Não se saber posicionar na completamente inconsolável, aos gritos RESPOSTA: A falta de tempo não pode IDADE: 2-6 anos Sociedade e no grupo pode levar a estados e com olhar esgazeado. Quanto mais se servir de desculpa para nunca haver PROBLEMA: Birras a toda a hora de dependência mais ou menos graves. tenta consolar, mais a crise se prolonga. refeições caseiras. É que as pré-cozinhadas RESPOSTA: Estas manifestações Há que estar atento aos sinais. Olhos Trata-se de um acordar anormal na fase do são ricas em gorduras e sódio. Meta a mão desagradáveis são tentativas normais de raiados, cheiro a álcool, sonolência... E sono profundo. Por isso, no dia seguinte, na massa e cozinhe opções saudáveis para afirmação, para ver até onde podem perceber se os filhos estão a passar dos não se lembram de nada. As insónias os seus filhos. Prepare mais quantidade ir. As crianças têm de conseguir limites. Para prevenir estas situações, são comportamentais e, geralmente, e congele. admitir a autoridade, sem ser numa envolva-os em atividades desportivas. provocadas pela instabilidade. luta constante que as desorganiza IDADE: 6-10 anos interiormente. Alimentar a auto- IDADE: 10-16 anos PROBLEMA: A comida da escola -estima de um filho é o melhor PROBLEMA: Enviar sms até adormecer RESPOSTA: As refeições nas cantinas antídoto para as birras. Nunca ligar a RESPOSTA: Os pais têm de impor não vão ao encontro do que as crianças uma cena, mesmo que seja no meio da limites no uso do telemóvel. Uma medida querem e, por isso, passam a alimentar-se rua. Se ceder, está a passar a mensagem extrema será retirar-lhes o aparelho no bar. Medidas preventivas: controlar de que aquele comportamento é aceitável. quando dizem boa-noite. os gastos, conversar sobre a alimentação E, na próxima oportunidade, ele repete saudável e explicar que as FOTO: D.R. a dose. Há que manter a calma, ignorar soluções baratas são as piores. a situação e, se for possível, deixá-lo SONO sozinho. Depois, quando a tempestade IDADE: 10-16 anos passar, converse sobre o sucedido. IDADE: 0-2 anos PROBLEM A : De s v ios PROBLEMA: Resistência à cama e comportamentais IDADE: 6-10 anos consequente escapadela para o quarto RESPOSTA: Atenção aos PROBLEMA: Muito mau dos pais sinais de alarme de anorexia FOTO: EPA comportamento nas aulas RESPOSTA: Adormecer é cortar a ou bulimia, tais como comer RESPOSTA: Como ainda realidade, perder o contato com os adultos ALIMENTAÇÃO e correr para a casa de banho, estão no “eu individual”, cuidadores. Há crianças que lutam contra ter manchas nos dentes – o ácido do quando se lhes pede que o adormecimento para combater a ideia IDADE: 0-1 ano estômago é corrosivo – ou emagrecer estejam no “eu social”, de separação. Mas, não se deve cair no PROBLEMA: Dúvidas no aleitamento rapidamente. AS CRIANÇAS E O DINHEIRO -lhes as dificuldades do caminho, devem sim evitar o consumismo desregrado, porque isso lhes dá uma insatisfação permanente. E há que atuar 1. Ensine o seu filho a distinguir as coisas que compramos ambientes (padaria, farmácia, papelaria, etc.). de forma coerente, em vez de se pregarem sermões. Há uma boa porque “queremos” daquelas que “precisamos”. 6. Assuma as suas deficiências em relação palavra para os pais: moderação, em dar, castigar e gritar. É nesta moderação que a criança se 2. Desde cedo, faça o seu filho entender a importância de não desperdiçar e de cuidar do dinheiro. ao dinheiro. Use o bom senso e não dê lições de moral. desenvolve sem radicalismos. Para 3. Ensine a criança a controlar 7. Estimule a criança a FOTO: IMAGE DJ além disso, o universo infantil o consumo por impulso, participar no orçamento caminha para o isolamento. mostrando-lhe como elaborar uma doméstico, incentivando-a a Os mais novos têm a lista de compras e obedecer-lhe no dar sugestões sobre modos FINANÇAS: Ensine o seu filho desde cedo a não agenda sobrecarregada de supermercado. de reduzir as despesas. desperdiçar e a cuidar do dinheiro atividades extracurriculares, desenvolvendo amizades virtuais e não brincando 4. Explique aos seus filhos que tipo de trabalho realizam, pois isso ajudá-los-á a estabelecer uma relação 8. Dê mesada à criança. Isso irá ajudá-la a tomar decisões e a fazer escolhas, mesmo que em e vai ensiná-la a evitar erros maiores no futuro. livremente. Os pais, pelo menos, estão conscientes entre o ganho de dinheiro e os limites do seu uso. pequena escala. 9. Não se sinta desanimado se a 10. Reforce a ideia de que a responsabilidade social e a destes problemas. Mas o que fazer para mudar estes hábitos? 5. Mostre as diferenças entre coisas “caras” e “baratas” em diferentes criança gastar o dinheiro todo da mesada. Cometer erros é normal ética devem estar sempre presentes no ganho e no uso do dinheiro. Extraído do livro “Educação Financeira: 20 dicas para ajudar você a educar o seu filho”, de Cássia D’Aquino
  8. 8. 8| DOMINGO 30 • MAIO • 2010 geral assunto funções superiores, auferindo os respetivos vencimentos. Estes POLÉMICO efetivos estão assim sujeitos a serem pagos em duplicado. “Cerca de 80 por cento do efetivo da PSP, sobretudo PSP E GNR agentes e chefes, estão há “VALORIZAR” cinco anos a marcar passo nos escalões, não auferindo o que por lei já deviam estar a auferir. Dizem que não há dinheiro e que é preciso aguentar. Mas, FOTOS: LUSA/ESTELA SILVA por outro lado, já há dinheiro AS CARREIRAS para se fazerem as graduações dos oficiais, dando origem a um aumento das contas que ninguém sabe explicar. Ainda por cima gasta-se POLICIAIS mais com os que mais ganham e deixam-se os que estão piores ainda mais desmotivados”, disse o presidente do Sindicato Nacional Aumenta o número de oficiais e diminui dos Profissionais da Polícia (Sinapol), Armando o de guardas na GNR. Na PSP, agentes elementos que, de acordo CORRIDA ÀS Ferreira. e chefes esperam há cinco anos por com a APG, “lesam o bom GRADUAÇÕES Ta mbém o sindicato promoções, mas 206 oficiais estão a ser senso”. Dando um exemplo Na PSP houve, nas últimas mais representativo da PSP, graduados e aumentados de o novo quadro, comparado semanas, uma autêntica corrida a Associação Sindical dos com o anterior, ter menos às graduações. Sucessivos Prof issionais da Polícia  NILZA VAZ 1.743 guardas. “Significa que despachos do diretor nacional, (ASPP), reagiu através de nilza.redaccao@folhadeportugal.pt de um total de mais de 26 mil vão existir menos pessoas Oliveira Pereira, conduziram um comunicado à vaga de efetivos, há 64 (11 generais e 53 a patrulhar e a zelar pela já à graduação para postos graduações considerando que N a PSP, apesar de coronéis) que auferem cerca de segurança das pessoas e bens superiores de 206 oficiais. Em “aos oficiais é reconhecido cerca de 80 por 25 por cento dos 59,3 milhões de nas ruas. O facto de haver mais alguns dos casos os graduados e valorizado o trabalho que cento do efetivo euros orçamentados para todo o oficiais superiores não implica não sobem apenas uma posição desempenham, nomeadamente (agentes e chefes) ano para todo o efetivo. que haja mais segurança, porque hierárquica, mas duas. Há os dirigentes, e desprezado o estar a aguardar há cinco “Na GNR cerca de 25 aos generais e aos coronéis e também casos de oficiais que trabalho daqueles que, não anos que haja disponibilidade por cento do total da verba tenentes-coronéis ninguém vê estão a ser graduados depois de sendo dirigentes, são o principal financeira para passar de orçamentada para o pessoal é na rua”, dizem os dirigentes terem sido anteriormente motor da instituição: os agentes escalão, os acertos não só não gasta com os 22 comandos e os associativos. chamados a desempenhar e chefes”. se fazem como, recentemente, generais”, diz a Associação dos a Direcção Nacional procedeu Profissionais da Guarda (APG), NUMA ORDEM DE SERVIÇO DA PSP, à graduação de 206 oficiais, cujos dirigentes já anunciaram FORAM PUBLICADOS OS NOMES DE MAIS aumentando-lhes os respetivos a intenção de interpor uma vencimentos em montantes que, providência cautelar para que 93 OFICIAIS ACABADOS DE GRADUAR, O em alguns casos, ultrapassam o mapa geral seja impugnado. QUE LEVOU A QUE VÁRIOS DIRIGENTES DE os mil euros. Já na GNR, O documento assinado pelo conhecido que é o novo quadro ministro da Administração DIVERSOS SINDICATOS MARCASSEM UMA de pessoal, constata-se que, Interna, Rui Pereira, contém REUNIÃO DE EMERGÊNCIA FOTO: LUSA “AUMENTOS” PARA AS FORÇAS DE SEGURANÇA O ministro da Administração In- ministração Interna garantiu se disse, certamente por enga- terna assegurou que os polícias, que este suplemento aumen- no, congelados nem parados” e ao contrário de outros funcio- tará de “14,5 para 20 por cen- que “em alguns casos, estamos nários públicos, têm subsídios to das remunerações no prazo a considerar a necessidade de atualizados, sendo que alguns de três anos e mesmo este ano valorizar as carreiras policiais”. deles até serão aumentados. aumenta 1,5 por cento”. “O su- Na inauguração de duas novas plemento de fardamento que, esquadras no Porto, Rui Perei- no ano passado, era de 60 eu- ra lembrou que os “homens e ros aumenta este ano para 150 mulheres que servem nas for- euros. Este ano começou a ser ças de segurança merecem pago pela primeira vez, por- uma atenção especial, por is- que não existia um suplemen- FOTOS: LUSA/INÁCIO ROSA so, este ano estamos a atuali- to para a investigação crimi- zar o suplemento das forças de nal”, acrescentou. Rui Pereira segurança”. Na véspera de uma indicou ainda que “estão aber- manifestação polícias afetados tos concursos de promoções e VALORIZAR: Rui Pereira assume os aumentos concedidos como uma à ASPP, o titular da pasta da Ad- não estão, ao contrário do que valorização das carreiras policiais
  9. 9. Folha CENTRO DE AJUDA LEIA MAIS: 4i/5i – ENCONTRO DAS FAMÍLIAS: Agora é a minha vez! 6i – O SEGREDO DOS MILIONÁRIOS Nº 336 • DOMINGO • 30 • MAIO • 2010 Como realizar o seu sonho? sonho? V ocê já ouviu falar sobre Os seguintes passos servirão para Um dos principais motivos porque para participar numa campanha, ou a Deus, a Satanás ou a si mesmo este assunto, conhece os orientá-lo/a a este respeito: muitas pessoas fracassam no momento seja, quando Deus fala ao seu coração qualquer descanso até que o consiga. versículos bíblicos que de serem abençoadas numa campanha e lhe diz: “Vai! Estou contigo e não te o mencionam, escutou 1. Traçar um objetivo é a falta de determinação para desampararei!”. Vezes sem conta observei que seguir algumas das promessas Todas as campanhas ou correntes perseguir/perseverar até conquistarem os passos acima mencionados e está familiarizado com as de oração devem ter um alvo, um o que desejam. Quando você entra 6. Não consulte A ou B trouxe à existência o que não existia personagens das Sagradas Escrituras, objetivo. Você tem que saber o que numa campanha de fé deve estar 100% Porque a fé é uma segurança única e na vida de todas as pessoas que o mas, a pergunta que persiste na sua quer conquistar através da campanha, dedicado à mesma e não desistir até individual. Quando você tem fé para fizeram. O próprio Senhor Jesus mente é a seguinte: “Serei realmente mas, também deve saber exatamente o que conquiste o objetivo traçado. participar numa campanha, não deve aplicou estes mesmos passos na Sua abençoado?”; “Será que isto vai que deseja, especificá-lo e não apenas perguntar se deve ou não fazê-lo, pois missão aqui neste mundo. Ele sabia funcionar para mim?” pedir. Ou seja, você tem que definir o 4. Fazer um sacrifício completo é a sua própria fé que o determinará. o que queria e o que precisava de Desde o primeiro dia em que entrei que deseja e nunca esquecer o seu alvo. Sacrifício significa “perder algo de As demais pessoas não compreendem fazer para conquistá-lo. Ele estava no Centro de Ajuda Espiritual que valor para conquistar algo de um valor isto, esteja apenas seguro de fazê-lo de definitivamente determinado a ir até aprendi a usar a minha fé através das 2. Saber o que lhe vai custar muito superior”. Isto significa que o acordo com o espírito da Palavra de ao final. Ele realizou o sacrifício mais correntes de oração e das campanhas conquistar o seu objetivo sacrifício deve ser físico, espiritual e Deus. completo de todos e estavam tão ativo de fé. Observei muitas vitórias na As bênçãos de Deus não são recebidas económico. que nem teve tempo de Se alimentar minha vida por meio das mesmas, como por magia. Assim como 7. Ação, ação e ação! com frequência (Marcos 6.31). JESUS assim como também as observei nas procuramos saber o preço de algo antes 5. Creia, creia e creia! A campanha começa para si a partir ALCANÇOU TODAS AS SUAS vidas de centenas de outras pessoas que de comprarmos, para saber se temos Fé é certeza completa e se você está do momento em que Deus fala ao seu METAS! também foram abençoadas. Contudo, ou não condições de pagar, da mesma nervoso, ansioso e inseguro, então, o coração e prossegue através da atitude Eu creio firmemente nestes passos também vi pessoas que “participaram” forma, precisamos de saber o queremos que você tem é dúvida e não fé! Nesse que você tomar a seguir, cumprindo o e sei que eles funcionam. Também nas mesmas campanhas de fé e para depois podermos fazer o que for caso, você não deverá participar na seu sacrifício e conquistando as suas creio firmemente que eles podem fracassaram, simplesmente não necessário para conquistá-lo. campanha, porque, se o fizer, acabará bênçãos, mesmo que seja semanas ou funcionar para si, se você os receberam a bênção. Então? Qual é o por ficar dececionado. “... tudo o que meses depois da campanha. Durante aplicar na sua vida. Você quer, segredo? O que deve a pessoa fazer para 3. Não dê início a nada que sabe não provém de fé é pecado.” (Romanos este período, você deve perseguir realmente, uma vida completa? ser abençoada numa campanha? que, à partida, não irá concluir 14.23). Você sabe quando está com fé ativamente o que deseja sem dar Seu servo em Cristo, Bispo Júlio Freitas
  10. 10. 2i | DOMINGO 30 • MAIO • 2010 superação De tempos a tempos, na Igreja Universal do Reino de Deus, é realizada a Fogueira Santa. Uma campanha em que os pedidos de pessoas de todo o Mundo são levados por vários bispos e pastores ao Monte Sinai. O Monte Sinai é para aqueles que sabem o que querem e não se contentam com alguns resultados Como arrebentamos!” superar  ISABEL BARBOSA isabel.redaccao@folhadeportugal.pt “ traumas e C omecei a participar na Fogueira Santa do Monte Sinai desde que me lancei complexos de corpo, alma e espírito numa fé sobrenatural. O que exigiu de mim um sacrifício era o problema que eu tinha em casa, com a minha família. O meu marido e o meu filho não se entendiam de jeito nenhum, era uma luta tremenda entre os dois. Até ao ponto de uma senhora, que viu a luta que eu passava em casa, me dizer se eu queria ir ao Centro de Ajuda Espiritual, ao que eu acedi na hora. Pois, não sabia mais para FOTO: DIOGO ALMEIDA que lado me virar, já que se apoiava um, virava inimiga do outro. Então, o pastor orientou-me e eu foi tendo sabedoria para lidar com a situação, VIDA MARAVILHOSA: A transformação da vida de Anabela aconteceu através do sacrifício em estar com um e com o outro. Até “Era um pessoa oprimida, fraca e sem coragem para que veio a Fogueira Santa do Monte Fogueira Santa e coisas maravilhosas carro várias vezes e, agora, tenho enfrentar os meus problemas. Tinha uma relação Sinai e eu lancei-me logo. Apesar de têm acontecido na minha vida. um Mercedes; tenho uma firma sentimental sem paz, onde reinava a desconfiança e não saber como participar, porque Primeiro, conquistei um carro zero com 50 funcionários e 7 carrinhas, a traição. A nível profissional, tinha bons empregos, era a primeira vez, houve uma quilómetros, pois antes vinha para uma casa no Brasil, uma loja de ganhava razoavelmente bem, tendo em conta que era obreira que me explicou o que era a igreja num Mini todo velho; roupas, um salão de cabeleireiro, dois uma jovem de 20 anos. Tinha um estilo de vida que a o sacrifício e o porquê da subida depois, a reconciliação familiar; andares, um casarão no Alentejo; maioria das pessoas não tem, uma vida social muito ao Monte Sinai. Eu sacrifiquei e de seguida, a prosperidade, tendo quer dizer, com Deus arrebentamos. ativa, viajava muito, mas era tudo em vão. Sentia Deus respondeu-me logo. E desde aí demolido a casa velha e construído Crescemos, crescemos, crescemos!” um vazio imenso que chegava a doer! Exteriormente nunca mais deixei de participar na uma nova de raiz; já troquei de ANABELA FRANGÃO era forte, mas fraca HOJE, SOU no interior. Isso teve UMA PESSOA origem na minha infância, devido ao EQUILIBRADA, facto de ter presenciado TENHO A as agressões físicas entre os meus pais, o ESTABILIDADE que destabilizou o meu EMOCIONAL QUE interior. Na altura,  Firma com 50 PROCURAVA, NÃO a única pessoa que funcionários frequentava o Centro  7 carrinhas FUJO MAIS DOS de Ajuda Espiritual  Casa no Brasil  Loja de roupas PROBLEMAS, MAS era a minha mãe. No  Salão de cabeleireiro início, tive uma certa  Dois andares ENCARO-OS FOTOS: JOÃO FILIPE/D.R./CLÁUDIA PEREIRA  Casa no resistência em aceitar, Alentejo... andava na faculdade e achava que aquele lugar não era para mim, pois existia um orgulho no meu interior, mas acabei por vencer o preconceito. Hoje, sou uma pessoa equilibrada, tenho a estabilidade emocional que procurava, não fujo mais dos problemas, mas encaro-os. Conclui os meus estudos e estou realizada profissionalmente.” ALEXANDRA CASSAMO – CRUZ DE PAU

×