CMSeixalApresentacaoWeb20

1.474 visualizações

Publicada em

Apresentação da Wiki CM Seixal no evento Organização 2.0 (http://organizacao20.com/).

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.474
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CMSeixalApresentacaoWeb20

  1. 1. Wiki CM SeixalPortal do Conhecimento
  2. 2. ContextoCaracterização da organização A Câmara Municipal do Seixal tem por missão definir estratégias e linhas orientadoras para o desenvolvimento sustentável do Município, contribuindo para a afirmação da importância e competitividade do mesmo no quadro da região e do país, através da execução de medidas e programas nas diferentes áreas da sua competência e promovendo a qualidade de vida dos seus munícipes, em diálogo constante com as instituições e os diferentes agentes de intervenção local. A partir da missão que definiu, a Câmara Municipal do Seixal instituiu os seguintes objectivos: 1. Promover a constante qualificação dos serviços públicos para melhor satisfazer as exigências dos cidadãos e munícipes; 2. Determinar as políticas municipais no âmbito do desenvolvimento sustentável do município; 3. Garantir a articulação dos diferentes serviços visando a execução da estratégia municipal; 4. Assegurar a transparência dos processos e dos resultados, através da afirmação de uma administração aberta, directa e dialogante; 5. Desenvolver e consolidar redes de parcerias , fomentando o envolvimento e a participação dos intervenientes locais, regionais e/ou nacionais em projectos municipais. Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  3. 3. Contexto Câmara Municipal do SeixalCaracterização da organização Gabinete de Assuntos Gabinete de Apoio aos Gabinete de Imprensa e Gabinete de Protecção Gabinete do Partido Gabinete de Auditoria Jurídicos Órgãos Autárquicos Relações Públicas Civil Médico Veterinário Direcção Municipal de Direcção Municipal de Desenvolvimento Estratégico e Administração Geral e Intervenção Urbana Desenvolvimento Sociocultural Gabinete do Gabinete de Valorização Gabinete do Arco Conhecimento Inovação , Gabinete de Juventude da Baía do Seixal Ribeirinho Sul e Qualidade Gabinete de Projectos Gabinete do Gabinete de Apoio ao Gabinete de Contratação Estratégicos de Metropolitano Sul do Tejo Movimento Associativo Pública Mobilidade e Transportes Divisão de Gestão da Gabinete de Informação Divisão de Logística e Divisão de Informática Frota Municipal Geográfica Apoio a Eventos Departamento de Departamento de Departamento de Plano , Departamento de Departamento de Águas e Departamento de Departamento de Departamento de Desenvolvimento Planeamento do Território Orçamento e Gestão Comunicação e Imagem Salubridade Administração Geral Recursos Humanos Educação Estratégico e de Gestão Urbanística Financeira Divisão Administrativa de Divisão de Projectos Divisão de Produção de Divisão do Plano Director Divisão Administrativa de Divisão de Administração Divisão do Plano e Divisão Administrativa de Água, Efluentes e Educativos e Acção Conteúdos Municipal Urbanismo Geral Orçamento Recursos Humanos Salubridade Social Escolar Divisão de Divisão de Receita, Divisão de Formação e Divisão de Produção Desenvolvimento Divisão de Planeamento Divisão de Atendimento Divisão de Equipamentos Divisão de Água Despesa e Contabilidade Valorização de Recursos Gráfica e Multimédia Económico e Promoção do Território ao Munícipe e Recursos Educativos Analítica Humanos do Turismo Divisão de Ambiente e Divisão de Gestão Divisão de Águas Divisão de Arquivo Divisão de Gestão do Divisão de Recrutamento Sustentabilidade Urbanística Residuais Municipal Património Municipal Divisão de Infra- Divisão de Divisão de Salubridade estruturas Urbanísticas Aprovisionamento Departamento de Departamento de Departamento de Departamento de Departamento de Equipamentos e de Fiscalização e Intervenção Conservação e Segurança Desenvolvimento Social e Departamento de Cultura Desporto Gestão do Espaço Público Veterinária de Instalações Cidadania Divisão de Gestão das Divisão de Estudos e Divisão de Fiscalização Divisão de Actividades Instalações Centrais e Divisão de Acção Social Divisão de Acção Cultural Projectos Municipal Desportivas Operacionais Divisão de Obras e Divisão de Fiscalização de Divisão de Manutenção e Divisão das Migrações e Divisão de Equipamentos Divisão de Património Gestão de Empreitadas Operações Urbanísticas Conservação Urbana Cidadania Desportivos Histórico e Museus Divisão de Energia e Divisão de Espaços Divisão de Contra - Divisão de Biblioteca e Equipamentos Divisão de Habitação Verdes Ordenações Leitura Pública Electromecânicos Divisão de Divisão de Mobilidade e Gabinete de Intervenção Divisão de Segurança e Desenvolvimento em Trânsito Veterinária Limpeza de Instalações Saúde Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  4. 4. Contexto Câmara Municipal do SeixalCaracterização da organização Gabinete de Assuntos Gabinete de Apoio aos Gabinete de Imprensa e Gabinete de Protecção Gabinete do Partido Gabinete de Auditoria Jurídicos Órgãos Autárquicos Relações Públicas Civil Médico Veterinário Direcção Municipal de Direcção Municipal de Desenvolvimento Estratégico e Administração Geral e Intervenção Urbana Desenvolvimento Sociocultural Gabinete do Gabinete de Valorização Gabinete do Arco Conhecimento Inovação , Gabinete de Juventude da Baía do Seixal Ribeirinho Sul e Qualidade Gabinete de Projectos Gabinete do Gabinete de Apoio ao Gabinete de Contratação Estratégicos de Metropolitano Sul do Tejo Movimento Associativo Pública Mobilidade e Transportes Divisão de Gestão da Gabinete de Informação Divisão de Logística e Divisão de Informática Frota Municipal Geográfica Apoio a Eventos Departamento de Departamento de Departamento de Plano , Departamento de Departamento de Águas e Departamento de Departamento de Departamento de Desenvolvimento Planeamento do Território Orçamento e Gestão Comunicação e Imagem Salubridade Administração Geral Recursos Humanos Educação Estratégico e de Gestão Urbanística Financeira Atribuições edoCompetências Específicas Divisão Administrativa de Divisão de Produção de Divisão Plano Director Divisão Administrativa de Divisão de Administração Divisão do Plano e Divisão Administrativa de Divisão de Projectos Água, Efluentes e Educativos e Acção do Gabinete Municipal Conteúdos do Conhecimento, Inovação e Qualidade da Câmara Municipal do Seixal Urbanismo Salubridade Geral Orçamento Recursos Humanos Social Escolar Divisão de Divisão de Receita, Divisão de Formação e Divisão de Produção Desenvolvimento Divisão de Planeamento Divisão de Atendimento Divisão de Equipamentos Divisão de Água Despesa e Contabilidade Valorização de Recursos Gráfica e Multimédia Económico e Promoção do Território ao Munícipe e Recursos Educativos Analítica Humanos do Turismo Divisão de Ambiente e Divisão de Gestão Divisão de Águas Divisão de Arquivo Divisão de Gestão do Divisão de Recrutamento Compete ao Gabinete do Conhecimento, Inovação e Qualidade assegurar as acções Sustentabilidade Urbanística Residuais Municipal Património Municipal conducentes ao estudo e gestão do conhecimento, concebendo e implementando processos Divisão de Infra- estruturas Urbanísticas Divisão de Salubridade Divisão de Aprovisionamento de inovação que potenciem a eficiência de processos organizacionais e desenvolvendo princípios de qualidade de acordo com a estratégia global do município. Departamento de Equipamentos e de Departamento de Fiscalização e Intervenção Departamento de Conservação e Segurança Departamento de Desenvolvimento Social e Departamento de Departamento de Cultura Desporto Gestão do Espaço Público Veterinária de Instalações Cidadania Divisão de Gestão das Divisão de Estudos e Divisão de Fiscalização Divisão de Actividades Instalações Centrais e Divisão de Acção Social Divisão de Acção Cultural Projectos Municipal Desportivas Operacionais Divisão de Obras e Divisão de Fiscalização de Divisão de Manutenção e Divisão das Migrações e Divisão de Equipamentos Divisão de Património Gestão de Empreitadas Operações Urbanísticas Conservação Urbana Cidadania Desportivos Histórico e Museus Divisão de Energia e Divisão de Espaços Divisão de Contra - Divisão de Biblioteca e Equipamentos Divisão de Habitação Verdes Ordenações Leitura Pública Electromecânicos Divisão de Divisão de Mobilidade e Gabinete de Intervenção Divisão de Segurança e Desenvolvimento em Trânsito Veterinária Limpeza de Instalações Saúde Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  5. 5. ContextoCaracterização da organização Funcionários Número de funcionários por grupo etário, em 2010 65-69 60-64 55-59 50-54 45-49 40-44 35-39 30-34 25-29 20-24 0 50 100 150 200 250 300 350 Número de funcionários por tempo de serviço na organização, em 2010 40 ou mais anos 35-39 30-34 25-29 20-24 15-19 10-14 5-9 Até 5 Anos 0 50 100 150 200 250 300 350 400 450 Nº total de funcionários em 2010: 1725 Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  6. 6. ContextoCaracterização da organização Funcionários Número de funcionários por nível de escolaridade e categorias profissionais Mestrado Licenciatura Bacharelato 12º ano ou equivalente 11º ano 9º ano ou equivalente 6 anos de escolaridade 4 anos de escolaridade Menos de 4 anos de escolaridade 0 50 100 150 200 250 300 350 400 450 Dirigente - Intermédio Carreiras Gerais - Técnico Superior Carreiras Gerais - Assistente Técnico Carreiras Gerais - Assistente Operacional Informática Outros Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  7. 7. ContextoCaracterização da organização Funcionários Número de funcionários por sexo e categoria profissional, em 2010 Mulheres 188 345 257 32 15 6 Homens 105 130 588 19 21 19 0 100 200 300 400 500 600 700 800 900 1.000 Dirigente - Intermédio Carreiras Gerais - Técnico Superior Carreiras Gerais - Assistente Técnico Carreiras Gerais - Assistente Operacional Informática Outros Nº aproximado de funcionários com conta de e-mail: 900 Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  8. 8. ContextoCaracterização da organização Sistemas de informação de suporte Gestão de Conteúdos • Internet • Intranet •Portal de Atendimento Gestão de Informação • Gestão de processos de Obras (SPO) Gestão de Conhecimento • Contabilidade • Wiki CM Seixal (em 3 meses substituirá a actual Intranet) • Taxas • Sistema de Informação Geográfica • Bilheteira • Biblioteca • Outros Conhecimento Gestão de Relacionamento com Cliente (CRM) • Ficha do cliente Gestão Documental •Atendimentos realizados • Sistema de Gestão Documental • Controlo de filas BPM (em desenvolvimento) Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  9. 9. ContextoCaracterização da organização Sistemas de Comunicação Interna Intranet Comunicação Interna Sistemas Gestão de Informação Documental Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  10. 10. Contexto Intranet actual – desenvolvida em Microsoft Content Management Server – adoptada em 2005Intranet actualHome Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  11. 11. ContextoCaracterização da organização Acessos Intranet Áreas com maior número de acessos no ano de 2010 2199 Norm as de funcionam ento 2812 Contratação Pública 4669 Notícias 3353 Contactos 18680 Modelos internos 19102 Recursos Hum anos 0 2000 4000 6000 8000 10000 12000 14000 16000 18000 20000 Áreas com maior número de acessos em Abril de 2011 207 Divisão de aprovisionam ento 365 Destaque Intranet 650 Notícias 646 Contactos 1384 Modelos Internos Recursos Hum anos 2091 0 500 1000 1500 2000 2500 Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  12. 12. Contexto Intranet actual – desenvolvida em Microsoft Content Management Server – adoptada em 2005Intranet actualÁrea de Recursos Humanos Intranet actual Modelos Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  13. 13. ContextoIntranet actual – desenvolvida em Microsoft Content Management Server – adoptada em 2005 Com 6 anos de vida a actual Intranet deixou de corresponder às necessidades de gestão de conhecimento da CMSeixal. Suportada em MCMS, apresenta limitações decorrentes de uma rigidez estrutural de todo compatível com as necessidades actuais da organização. Ausência de adequados mecanismos de pesquisa Conteúdos sujeitos a uma hierarquia rígida Dificuldade de fomento da autonomia das unidades orgânicas para gestão dos seus conteúdos Inexistência de soluções técnicas apropriadas para desenvolvimento de trabalho colaborativo Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  14. 14. Portal do Conhecimento ProcessoSimultaneamente Decorrente da estratégia de modernização administrativa da CMSeixal a gestão de conhecimento foi considerada uma área de intervenção prioritária tendo sido, desde logo, estabelecidas acções para a adopção de medidas para a sua concretização. Definição de objectivos Consulta de mercado Elaboração de relatórios prospectivos Colocação de questões através do linkedin, para perceber tendências internacionais Desenvolvimento de um piloto para testar o potencial do modelo Wiki Realização de uma auditoria de conhecimento Escolha de uma plataforma tecnológica de suporte Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  15. 15. Portal do Conhecimento ProcessoColocação de uma questão através do linkedin, para perceber tendências internacionais, em 2007O formato Wiki é uma boa ferramenta para implementar e suportar uma gestão de conhecimento. Concorda?Conhece outra ferramenta ou formato? 13 respostas com opiniões diversas, considerando a maioria das pessoas que responderam ao inquérito que a ferramenta poderia ser adequada ao arranque do processohttp://www.linkedin.com/answers/technology/enterprise-software/TCH_ENT/86961-659605 Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  16. 16. Portal do ConhecimentoProcesso Protótipo desenvolvido para suporte à criação de conteúdos para o Portal de Atendimento Principais conclusões: Adequação do formato para edição colaborativa de conteúdos Impossibilidade de articulação de prazos de execução do Portal de Atendimento e da Plataforma Wiki Necessidade de maior flexibilidade para gestão de permissões Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  17. 17. Portal do ConhecimentoProcesso Resultados das acções exploratórias iniciadas em 2007, a necessidade de promover alterações no domínio dos fluxos de conhecimento relacionados com os processos da organização, foi assumida como uma área de intervenção, a par de outros projectos, pela equipa responsável pela modernização administrativa. Paralelamente as todas as actividades de descrição e reengenharia de procedimentos e criação de fichas de informação para todos os serviços prestados pela organização, consideraram-se fundamentais as iniciativas que, através de processos e instrumentos de gestão de conhecimento, permitissem explicitar o conhecimento gerado pela interacção estabelecida entre os diferentes intervenientes nos processos da organização. Os inúmeros domínios abrangidos pela actividade autárquica determinam que na nossa organização coexistam colegas com competências profissionais e áreas de formação muito distintas. Deste logo reconhece-se o enorme potencial que esta situação representa em termos de descoberta de conhecimento e criação de mecanismos de inovação. Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  18. 18. Portal do ConhecimentoProcesso Em 2009 resultado de uma pesquisa de mercado que incluiu a consulta a várias empresas da especialidade e, consequência das diferentes abordagens propostas, e de uma necessidade absoluta de controlo da despesa, decidimos contratar serviços de consultoria à empresa Knowman, pelo período de 1 ano. A consultoria teve três objectivos: Realização de uma auditoria de conhecimento Escolha de um ferramenta de baixo custo para desenvolver projectos-piloto Elaboração de recomendações para definição de iniciativas de gestão do conhecimento Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  19. 19. Portal do Conhecimento Documentos criados no Processo processo de consultoriaAmbiente detrabalho criadoparaacompanhamentodas acçõesdefinidas Discussões ocorridas durante o processo Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  20. 20. Auditoria do ConhecimentoResultado do Inquérito aos funcionários “Disponibilização “Maior envolvimento imediata das informações dos funcionários, dando a divulgar os necessárias” projectos em que estão envolvidos, utilizando para isso a intranet” “Maior recurso, por parte dos “que houvesse um chefes, a mecanismos que colectivo e não várias permitam aumentar os níveis Câmaras” “Criação de participação de uma base dos funcionários na definição de dados geral” de estratégias e procura mecanismos de melhoria de processos de trabalho” “a comunicação seria “já me disseram que não era fluida, explícita, clara” paga para pensar” Organização 2.0 Fonte: Inquérito aos fluxos de informação e conhecimento na CM Seixal, realizado em 2009 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  21. 21. Auditoria do Conhecimento Resultado do Inquérito aos funcionários Fontes de informação utilizadas pelos funcionários com acesso à Rede como suporte do seu trabalho Fontes de informação que mais falta fariam se desaparecessem Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas OrganizaçõesIn: Relatório de auditoria – Gestão de Conhecimento (Março de 2010) Lisboa, 2 de Maio de 2011
  22. 22. Auditoria do Conhecimento Resultado do Inquérito aos funcionários Informação que os funcionários valorizam na realização do seu trabalho e o que é fácil de encontrar O que valorizam Facilidade de acesso Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas OrganizaçõesIn: Relatório de auditoria – Gestão de Conhecimento (Março de 2010) Lisboa, 2 de Maio de 2011
  23. 23. ContextoCaracterização da organização Ocasiões em que existe partilha com os colegas de informação sobre trabalho Frequência de partilha de informação através dos vários canais disponíveis Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  24. 24. Portal do Conhecimento Processo: Escolha da ferramentaPrincipais características da ferramenta seleccionada Open source Grande comunidade estabelecida de utilizadores com muitos plugins disponíveis Possibilidade de exportar todo o conteúdo em formato XML (possível de leitura por muitas outras aplicações) Utilizadores podem exportar páginas de wiki para formato Word e PDF Conector para Sharepoint disponível Conector para Office disponível e gratuito A ferramenta foi adquirida através da empresa Xpand-IT que também realizou os primeiros trabalhos de configuração de acordo com requisitos definidos por nósPrincipais características do modelo Facilidade de utilização Potencialização do trabalho colaborativo através da edição conjunta de conteúdos e mecanismos de comentários abertos a todos os funcionários relativamente a todos os conteúdos publicados Criação de redes através do acompanhamento de conteúdos e utilizadores com mecanismos de alerta Pesquisa muito eficaz Sistema de permissões flexível que possibilita a coexistência de áreas públicas e áreas privadas Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  25. 25. Portal do Conhecimento Processo: Grupos-PilotoConstituição dos grupos-piloto Constituídos 5 grupos com as seguintes características: Pessoas entusiastas e com vontade de experimentar estas ferramentas em contexto de trabalho Colegas que se deparam actualmente com desafios que consideramos poderem vir a beneficiar grandemente deste tipo de ferramentas (e.g. equipas de pessoas geograficamente dispersas, equipas de pessoas que necessitam elaborar documentos extensos em colaboração, equipas grandes de pessoas multi-disciplinares e que não se conhecem bem, equipas de pessoas que não se conhecem e que se estão em fase de criação de equipa e metodologias) Grupos high-profile que se considere poderem beneficiar da ferramenta.ResultadosBaixo nível de participação da generalidade das equipas Contingências Preparação da mudança dos serviços para novas instalações municipais (concentração de cerca de 700 funcionários nos serviços centrais) Prioridade atribuída ao projecto do Balcão Único de Atendimento com reflexos na disponibilidade dos elementos da equipa de modernização administrativa afectos e, igualmente, na disponibilidade dos outros funcionários cujos esforços se concentraram neste projecto transversal Aspectos a corrigir Conotação negativa associada à ideia de “piloto” Avaliação errada do esforço/benefício do envolvimento das equipas no projecto Versão da plataforma em que o espaço dedicado ao perfil e rede de utilizadores estava pouco desenvolvido Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  26. 26. Portal do Conhecimento Wiki CM SeixalMigração da Intranet para a WIKICMSeixal No início de 2011, concluído o projecto do Balcão Único de Atendimento, realizámos um balanço das acções, considerando-se os enormes benefícios da mudança de paradigma da Intranet e devido ao elevado nível de conhecimento técnico entretanto adquirido da ferramenta Confluence, que tinha uma nova versão com melhorias significativas, decidiu-se que os conteúdos da Intranet seriam, progressivamente, migrados para esta plataforma. Garantiu-se Mobilização dos serviços de informática para actualização do Confluence para a versão mais actual; Recursos técnicos da equipa de modernização administrativa através da afectação a 40% de uma técnica de informática responsável pela gestão e desenvolvimento de funcionalidades e, de uma técnica superior, igualmente a 40%, para a gestão do projecto. Configuração de baixo nível pelos serviços de webdesign Tradução, com recursos internos, da plataforma para português Selecção de áreas privilegiadas e criação de conteúdos exclusivos na Wiki Criação de uma área de ajuda que inclui vídeos para as principais acções Acções de formação para funcionários e dirigentes Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  27. 27. Wiki CM SeixalPartilha do plugin de tradução do Confluence Na sequência da publicação do plugin a Atlassian contactou-nos solicitando autorização para publicação do plugin na área de tradução, naturalmente concordámos. Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  28. 28. Wiki CM Seixal – Portal do Conhecimento Iniciativas de divulgação Notícia publicada na Intranet no dia do lançamento da Wiki Notícia publicada na Intranet 3 semanas depois do lançamento da Wiki Notícia publicada no Boletim Municipal (distribuição a toda a população) Organização 2.0Notícia publicada na folha informativa Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011distribuída com recibo de vencimento
  29. 29. Wiki CM SeixalConfiguração actual Painel inicial(acesso a todos os espaços públicos) Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  30. 30. Últimas actualizações Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  31. 31. Wiki CM SeixalConfiguração actual Ajuda Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  32. 32. Wiki CM SeixalConfiguração actual Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  33. 33. Wiki CM SeixalConfiguração actual Espaço Organização 2.0 Informação Geográfica Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  34. 34. EspaçoServiços Prestados Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  35. 35. Espaço Organizaçãoe normas de funcionamento Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  36. 36. Espaço Organização Organização 2.0e normas de funcionamento Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  37. 37. Espaço Qualidade Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  38. 38. Espaços Verdes GCIQ (espaço privado)
  39. 39. Controlo de versões Comparação de versõesEdição conjunta de documentos e controlo de versões Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  40. 40. Wiki CM SeixalConfiguração actual Etiquetas Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  41. 41. Wiki CM SeixalConfiguração actual Acompanhamento Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  42. 42. Wiki CM SeixalConfiguração actual Perfil Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  43. 43. Wiki CM SeixalConfiguração actual Rede Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  44. 44. Wiki CM SeixalActividade na plataforma Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011
  45. 45. Wiki CM SeixalResultado e dificuldades A Wiki CMSeixal é já um instrumento fundamental da estratégia de modernização administrativa para a implementação de uma política de gestão do conhecimento e incentivo à inovação na organização. Valorização explicita dos contributos dos trabalhadores através da sua participação activa, rentabilizando as ferramentas Web 2.0, no desenvolvimento de uma base de informação e conhecimento que potencie os mecanismos de inovação na organização. As principais dificuldades relacionam-se com a mudança de paradigma de funcionamento e cultura organizacional que implicará para todos os trabalhadores uma significativa alteração de processos de trabalho e modo de relacionamento. Consideramos que o investimento foi baixo considerando os benefícios já obtidos e os que se estimam atingir. O investimento na auditoria do conhecimento foi de 5.5€/trabalhador e em tecnologia 6.7 €/trabalhador . A manutenção desta plataforma tem o custo anual de 1.7 €/trabalhador. Foi um projecto financiado no âmbito do QREN. Organização 2.0 Ferramentas Sociais nas Organizações Lisboa, 2 de Maio de 2011

×