O que a Embriologia estuda?
 É a ciência que estuda o desenvolvimento

ontogenético dos seres vivos.
 Desenvolvimento é ...
Filogenético
Fases do desenvolvimento
ontogenético
1.
2.
3.
4.
5.
6.

Gametogênese
Fertilização
Clivagem (Blastulação)
Gastrulação
Orga...
Reprodução
 Conceito:
 Capacidade de os seres vivos se perpetuarem

pela produção de descendentes semelhantes a
si mesmo...
Reprodução
 Assexuada:
 Um único genitor (haploide ou diploide) dá

origem a descendentes
idênticos a si mesmos.

geneti...
Reprodução assexuada
 Bipartição:
 Um organismo unicelular ao sofrer mitose origina dois

indivíduos idênticos a ele.

...
Reprodução assexuada

Eucarionte unicelular em
processo de bipartição ou
divisão binária

Brotamento em
Hydra, um animal
d...
Reprodução assexuada
 Fragmentação
Reprodução assexuada
 Esporulação:
 Alguns fungos e algas formam esporos assexuais

diploides como forma de se propagare...
Reprodução assexuada
 Partenogênese:
 Óvulos desenvolvem-se sem a participação de

espermatozoides (sem mistura de mater...
Reprodução sexuada
 Características principais:
 Mistura de material genético entre indivíduos da

mesma espécie.
 Prod...
Reprodução sexuada em
unicelulares
 Conjugação: troca de partes do material

genético entre duas células. Ocorre em
bacté...
Padrões do desenvolvimento dos
animais
O sexo dos indivíduos dioicos
 Em indivíduos dioicos, o sexo é determinado

pelos seus cromossomos sexuais:

 XY: O crom...
Sistemas de determinação do sexo
 Casos particulares:
Ciclos de vida
 Série de alterações progressivas por que

passa um organismo ou uma sucessão linear
de organismos com rep...
Ciclos de vida
Haplobionte haplonte:
O indivíduo apresenta uma
forma adulta pluricelular
haploide em seu ciclo de
vida, qu...
Ciclos de vida
Haplobionte diplonte:
O indivíduo apresenta
uma forma pluricelular
adulta diploide em seu
ciclo de vida, qu...
Ciclos de vida
Diplobionte:
O indivíduo apresenta
duas formas pluricelulares
adultas em seu ciclo de
vida,
uma
haploide
(f...
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Embriologia   conceitos gerais (graduação)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Embriologia conceitos gerais (graduação)

928 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
928
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Embriologia conceitos gerais (graduação)

  1. 1. O que a Embriologia estuda?  É a ciência que estuda o desenvolvimento ontogenético dos seres vivos.  Desenvolvimento é todo processo contínuo e organizado, que expressa o fluxo irreversível de eventos biológicos sofridos pelos seres vivos ao longo do tempo.  Desenvolvimento ontogenético  Desenvolvimento filogenético
  2. 2. Filogenético
  3. 3. Fases do desenvolvimento ontogenético 1. 2. 3. 4. 5. 6. Gametogênese Fertilização Clivagem (Blastulação) Gastrulação Organogênese Crescimento e diferenciação histológica
  4. 4. Reprodução  Conceito:  Capacidade de os seres vivos se perpetuarem pela produção de descendentes semelhantes a si mesmos.
  5. 5. Reprodução  Assexuada:  Um único genitor (haploide ou diploide) dá origem a descendentes idênticos a si mesmos. geneticamente  Sexuada:  Duas células haploides se fundem para originar uma diploide que possui uma mistura de características ligeiramente diferente de suas genitoras.
  6. 6. Reprodução assexuada  Bipartição:  Um organismo unicelular ao sofrer mitose origina dois indivíduos idênticos a ele.  Brotamento:  Um organismo pluricelular sofre diversas mitoses numa determinada região do corpo, gerando o “broto” de um novo indivíduo, que se separa após completar seu desenvolvimento.  Fragmentação:  O corpo do organismo se fragmenta e depois sofre mitose.
  7. 7. Reprodução assexuada Eucarionte unicelular em processo de bipartição ou divisão binária Brotamento em Hydra, um animal de água doce.
  8. 8. Reprodução assexuada  Fragmentação
  9. 9. Reprodução assexuada  Esporulação:  Alguns fungos e algas formam esporos assexuais diploides como forma de se propagarem no ambiente.  Estaquia:  Geração de uma nova planta a partir de partes que não são reprodutivas, como raízes, caules ou folhas.
  10. 10. Reprodução assexuada  Partenogênese:  Óvulos desenvolvem-se sem a participação de espermatozoides (sem mistura de material genético por fecundação).  Pode gerar apenas machos (P. Arrenótoca), apenas fêmeas (P. Telítoca) ou ambos (P. Deuterótoca).  Pode ser haploide (indivíduos surgem de óvulos haploides) ou diploide (quando os óvulos são diploides).
  11. 11. Reprodução sexuada  Características principais:  Mistura de material genético entre indivíduos da mesma espécie.  Produção de gametas (Gametogênese) masculinos (Espermatogênese) e femininos (Ovulogênese) por mitose (indivíduos haploides) ou meiose (indivíduos diploides), no mesmo indivíduo (Monoicos) ou em indivíduos de sexos diferentes (Dioicos).  União entre espermatozoide e óvulo (Fecundação) no ambiente (F. Externa) ou no interior do corpo da fêmea (F. Interna).
  12. 12. Reprodução sexuada em unicelulares  Conjugação: troca de partes do material genético entre duas células. Ocorre em bactérias e protistas.  Autogamia: Surgimento de um novo núcleo dentro do indivíduo. Ocorre em alguns protistas.  Singamia: Fusão de células semelhantes a gametas. Ocorre em alguns protistas.
  13. 13. Padrões do desenvolvimento dos animais
  14. 14. O sexo dos indivíduos dioicos  Em indivíduos dioicos, o sexo é determinado pelos seus cromossomos sexuais:  XY: O cromossomo Y define o sexo masculino. Indivíduos XX são fêmeas.  ZW: O cromossomo W define o sexo feminino. Indivíduos ZZ são machos.  XO: Não há cromossomo sexual masculino. Indivíduos XX são fêmeas. Machos são XO.  ZO: Não há cromossomo sexual feminino. Indivíduos ZZ são machos. Fêmeas são ZO.
  15. 15. Sistemas de determinação do sexo  Casos particulares:
  16. 16. Ciclos de vida  Série de alterações progressivas por que passa um organismo ou uma sucessão linear de organismos com reprodução sexuada desde a sua origem pela fecundação até o estágio de formação de gametas.  Haplobionte haplonte  Haplobionte diplonte  Diplobionte
  17. 17. Ciclos de vida Haplobionte haplonte: O indivíduo apresenta uma forma adulta pluricelular haploide em seu ciclo de vida, que gerará novos gametas (haploides) por mitose. A meiose ocorre logo após a formação do zigoto. Meiose zigótica
  18. 18. Ciclos de vida Haplobionte diplonte: O indivíduo apresenta uma forma pluricelular adulta diploide em seu ciclo de vida, que gerará novos gametas (haploides) por meiose. A meiose ocorre somente durante a formação dos gametas.
  19. 19. Ciclos de vida Diplobionte: O indivíduo apresenta duas formas pluricelulares adultas em seu ciclo de vida, uma haploide (formada por esporulação) e outra diploide (formada por fecundação). A meiose ocorre na formação dos esporos.

×