Efa dispositivos e perifericos

496 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
496
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Efa dispositivos e perifericos

  1. 1. A MemóriaA Memória RAM e os IRQsRAM e os IRQs
  2. 2. AA MemóriaMemória RAMRAM  Os SIMM (Single In-line Memory Modules) deOs SIMM (Single In-line Memory Modules) de 30 pinos, são utilizados nos 386 e 486,30 pinos, são utilizados nos 386 e 486,  Os SIMM de 72 pinos, caracterizados peloOs SIMM de 72 pinos, caracterizados pelo recorte no canto inferior esquerdo e outro norecorte no canto inferior esquerdo e outro no centro, eram utilizados nos 486 e Pentium decentro, eram utilizados nos 486 e Pentium de primeira geração.primeira geração.
  3. 3. AA MemóriaMemória RAMRAM  DIMM 168 Pinos primeiro Dual in-line MemoryDIMM 168 Pinos primeiro Dual in-line Memory Module (DIMMs) com dois recortes na parteModule (DIMMs) com dois recortes na parte inferior do módulo, são usados em Pentiumsinferior do módulo, são usados em Pentiums mais antigos e sistemas AMD, em variantes demais antigos e sistemas AMD, em variantes de EDO, 66MHz SDRAM, PC100 e PC133EDO, 66MHz SDRAM, PC100 e PC133 SDRAM.SDRAM.
  4. 4. AA MemóriaMemória RAMRAM  DIMM de 184 pinos do mesmo tamanho que osDIMM de 184 pinos do mesmo tamanho que os antecessores módulos de 168 pinos, masantecessores módulos de 168 pinos, mas distinguem-se facilmente pois tem a penas umdistinguem-se facilmente pois tem a penas um corte central, uma grande parte dos PCscorte central, uma grande parte dos PCs actuais usam este tipo de memória.actuais usam este tipo de memória.
  5. 5. AA MemóriaMemória RAMRAM  RIMM RAMBUS (Rambus inline Memory Module)RIMM RAMBUS (Rambus inline Memory Module) modelo criado pela Intel. O modelo tem ummodelo criado pela Intel. O modelo tem um formato RIMM 184 bits e SORIMM 160 bit,formato RIMM 184 bits e SORIMM 160 bit, ambos com controlador de temperatura. Sãoambos com controlador de temperatura. São caracterizados pelos dois cortes centrais.caracterizados pelos dois cortes centrais.
  6. 6. AA MemóriaMemória RAMRAM  DIMM 240 Pinos memória DDR2 é empregue nosDIMM 240 Pinos memória DDR2 é empregue nos chipsets mais recentes, como o Intel 915 e 925. oferece ochipsets mais recentes, como o Intel 915 e 925. oferece o dobro de informação (mas em termos de desempenho),dobro de informação (mas em termos de desempenho), requisitos de voltagem reduzidos, é usual encontrarrequisitos de voltagem reduzidos, é usual encontrar nestas memórias um revestimento de alumínio que servenestas memórias um revestimento de alumínio que serve de protecção contra electricidade estáticade protecção contra electricidade estática
  7. 7. AA MemóriaMemória RAMRAM  SODIMM 200 pinos estas memórias suportamSODIMM 200 pinos estas memórias suportam DDR e possuem formatos PC2100 SDRAM,DDR e possuem formatos PC2100 SDRAM, PC2700 DDR SDRAM e PC3200 DDR SDRAMPC2700 DDR SDRAM e PC3200 DDR SDRAM
  8. 8. InstalaçãoInstalação – Memórias SIMM– Memórias SIMM  Alinhe o entalhe lateral do modulo para que a SIMM entre no socket num ângulo de 45 graus. Quando a SIMM estiver correctamente colocada, com os nas extremidades, puxe-a para a frente quando estiver num ângulo de 60 graus os clips do socket abrirão assegurando a sua perfeita colocação, num ângulo de 90 graus, logo que isso aconteça os clips fecham e prende o SIMM.  Siga as orientações do diagrama para instalação dos módulos de memórias SIMM:
  9. 9. InstalaçãoInstalação – Memórias SIMM– Memórias SIMM
  10. 10. InstalaçãoInstalação – Memórias DIMM– Memórias DIMM  Afaste as presilhas brancas quer servem como trava [latch], nas extremidades do slot, pegue o modulo de memórias DIMM possuem recorte para encaixe da memória.  Verifica a posição em que deve colocar de que modo que seus entalhes coincidam como os batentes de seus encaixes, e pressiona firme e cuidadosamente a memória dentro do slot do modulo até assentar correctamente. Após o encaixe da memória no slot feche com as travas laterais que devem prender a memória no slot DiMM.
  11. 11. InstalaçãoInstalação – Memórias DIMM– Memórias DIMM  Siga as orientações do Diagramas abaixo para instalação dos módulos de memórias DIMM:
  12. 12. Os IRQsOs IRQs  Os IRQs (interrupt Request) são circuitos que ajudam oOs IRQs (interrupt Request) são circuitos que ajudam o processador a lidar com a informação, pois este sóprocessador a lidar com a informação, pois este só processa dados. Os sinais provenientes dos diversosprocessa dados. Os sinais provenientes dos diversos periféricos necessitam de ser traduzidos para operiféricos necessitam de ser traduzidos para o processador os entender.processador os entender.  Cada periférico tem um IRQ, é o caso do teclado, do discoCada periférico tem um IRQ, é o caso do teclado, do disco rígido, entre outros.rígido, entre outros.  Sempre que um dispositivo necessita de atenção por parteSempre que um dispositivo necessita de atenção por parte do processador, é através do seu IRQ que ele vai enviardo processador, é através do seu IRQ que ele vai enviar um sinal ao processador. Este ao receber a instrução, páraum sinal ao processador. Este ao receber a instrução, pára de efectuar o processamento de dados e, salta para outrode efectuar o processamento de dados e, salta para outro endereço de memória e atende de imediato o periférico emendereço de memória e atende de imediato o periférico em questão.questão.  Estas Interrupções são controladas pelo Interrupt ControllerEstas Interrupções são controladas pelo Interrupt Controller
  13. 13. Os IRQsOs IRQs Porta Paralela 1 (LPT 1)Porta Paralela 1 (LPT 1)IRQ 07IRQ 07 Drive de DisquetesDrive de DisquetesIRQ 06IRQ 06 Dispositivo de ÁudioDispositivo de ÁudioIRQ 05IRQ 05 Porta Série 1 e 3 (COM 2 e 4)Porta Série 1 e 3 (COM 2 e 4)IRQ 04IRQ 04 Porta Série 2 e 4 (COM 2 e 4)Porta Série 2 e 4 (COM 2 e 4)IRQ 03IRQ 03 Controlador de interrupções programávelControlador de interrupções programávelIRQ 02IRQ 02 Teclado 101/ 102 TeclasTeclado 101/ 102 TeclasIRQ 01IRQ 01 System TimerSystem TimerIRQ 00IRQ 00
  14. 14. Os IRQsOs IRQs Controlador de Disco Rígido IDE SecundárioControlador de Disco Rígido IDE SecundárioIRQ 15IRQ 15 Controlador de Disco Rígido IDE PrimárioControlador de Disco Rígido IDE PrimárioIRQ 14IRQ 14 CoprocessadorCoprocessadorIRQ 13IRQ 13 Placa de RedePlaca de RedeIRQ 12IRQ 12 DisponívelDisponívelIRQ 11IRQ 11 DisponívelDisponívelIRQ 10IRQ 10 Placa GráficaPlaca GráficaIRQ 09IRQ 09 Real Time ClockReal Time ClockIRQ 08IRQ 08
  15. 15. Unidade de DisquetesUnidade de Disquetes  São utilizados os drivers de disquetes 1.44 MB, em unidade de 3 ½, já são quase obsoletos.  Procedimentos que devem ser obedecidos para instalação de um drive de disquete. – Prepare a torre para recebê-lo numa das baias 3 ½”. – Remova a tampa da frente e passe o por dentro da torre e encaixe-o na baia, com a parte da frente e voltado para o exterior e para cima. Após a colocação do drive na baia, aparafuse para fixá-lo na torre. – Liga o cabo de energia ao drive de disquete mediante a fonte de alimentação, é um cabo fino de apenas quatro vias.
  16. 16. Unidade de DisquetesUnidade de Disquetes
  17. 17. Unidade de DisquetesUnidade de Disquetes – Agora ligamos o flat cable Ide, lembrando este cabo possui 34 vias e algumas faixas que se cruzam na extremidade que será conectado ao Drive, e para que o cabo fique correctamente posicionado, o lado pintado de vermelho ou identificado por qualquer outro elemento devera ficar voltado para o lado interiorinterior do drive. – Em seguida, estenda o flat cable, sem puxa-lo nem dobra-lo conecta á entra correspondente na placa mãe na nomenclatura Fdd.
  18. 18. Unidade de DisquetesUnidade de Disquetes
  19. 19. Unidades de CD/DVD RWUnidades de CD/DVD RW  São utilizados os discos compactos que armazenam informação  CD-ROM: Serve apenas para ler CD;  CD-RW (gravador): serve para ler e gravar CD-R e CD-RW;  CD-RW + DVD (Combo): Serve como leitor de CD-ROM e de DVD, além de gravador de CD;  Unidade de Dvd [Digital vídeo disk]: Esse é um dos mais completos, pois lê e grava CD, assim como lê e grava DVD.
  20. 20. Unidades de CD/DVD RWUnidades de CD/DVD RW  Instalação: – Lembre-se antes de tudo escolher de preferência um canal IDE vazio para que a unidade possa ficar sozinha nesse canal. – Geralmente há uma pequena tabela, indicando a posição do jumpers para cada opção. “MA” significa Máster, “SL” Slave e “CS” Cable Select. É quase um padrão que o jumper no centro configure o CD como Slave, à direita como Máster e à esquerda como Cable Select, sendo raras as excepções.
  21. 21. Unidades de CD/DVD RWUnidades de CD/DVD RW
  22. 22. Unidades de CD/DVD RWUnidades de CD/DVD RW  Em seguida siga os passos a seguir para instalação: – Configurar o gravador com um jumpers que fica na parte traseira definido será Máster ou slave da Ide a que será colocado; “Prefira Máster [Ma] se o dispositivo for colocado em Ide vazio; – Caso queira colocar um DVD deve ser definido posição Máster [Ma] e dispositivo gravador de CD-ROM como SL [Slave]. – Deslize o gravador para uma baia vazia do computador, retira a tampa plástica e aparafuse
  23. 23. Unidades de CD/DVD RWUnidades de CD/DVD RW – Ligue o cabo da fonte de alimentação ao drive de CD/DVD, e o flat cable deve ficar como o cabo vermelho para lado da alimentação”, depois conecta a outra ponta do flat cable ao conector IDE da placa– mãe. Observe antes de conectar á Ide, pois há a IDE Secundaria, ao contrario da Ide Primaria, que fica ao seu lado na placa–mãe, permite a instalação do cabo de maneira errada. – Quando isso ocorre, o não liga basta desligar o computar e inverter a posição da ponta do flat cable que esta na interface do Ide. – Conectar o cabo de som a placa de som, utilizado um cabo de som. Esse cabo formado por dois fios trançados com um conector de três pinos em cada extremidade, acompanha a caixa do dispositivo
  24. 24. Unidades de Disco IDEUnidades de Disco IDE  O Disco Rígido, cujo nome em inglês é Hard Disk (HD), serve para armazenar dados permanentemente ou até estes serem removidos. Fisicamente, os HD’s, são constituídos por discos. Estes são divididos em trilhas e estas são formadas por sectores. Um agrupamento de sectores em relação a outros discos é chamado de cilindros. Os HD’s podem armazenar até centenas de gigabytes.
  25. 25. Unidades de Disco IDEUnidades de Disco IDE
  26. 26. Unidades de Disco IDEUnidades de Disco IDE
  27. 27. Unidades de Disco IDEUnidades de Disco IDE
  28. 28. Unidades de Disco IDEUnidades de Disco IDE  HD - Hard Disk  HDD - Hard Disk Drive  A velocidade de acesso às informações dos discos depende da velocidade em que estes giram. Os padrões mais comuns são de 5.400 Rpm (rotações por minuto), 7.200 rpm e 10.000 rpm.  Para serem usados pelo computador, os HD's precisam de uma interface de controle. As existentes são a IDE (Intergrated Drive Electronics), SCSI (Small Computer System Interface) e SATA  (Serial ATA). Um pequeno detalhe: os HD's também podem ser chamados de "Winchester", porém esta é uma antiga denominação.
  29. 29. Unidades de Disco IDEUnidades de Disco IDE  Instalações: Observe a parte traseira do disco rígido, ali existe um conjunto de pinos de metal e um jumper de acrílico e temos um conjunto diferente de posicionamento para o Hd: Master [Ma] o primeiro canal IDE ; Slave[SL] o segundo ou Cable Select[CS]. Configure o HD como Master, ou seja, localize o conjunto sobre a qual esta escrito [Ma].  Se a placa for antiga coloca o jumper Cab select[Cs]. Se já existir outro HD coloque na posição Slave [SL].
  30. 30. Unidades de Disco IDEUnidades de Disco IDE  Após configurar os jumpers, encontre uma baia de 3 e ½ , baias menores e fixe com parafusos, não deixe o HD solto. Liga o HD um cabo de corrente correctamente.  O flat cable geralmente de cor acinzentada de 40 ou 80 fios), note que uma extremidade do cabo há um conector vermelho ou azul chamada [Stripe on Interface cable], que deverá ser encaixado no HD e coincidir para o pino “1”, tanto no HD como interface IDE . Essa indicação do pino é feita por meio da impressão do numero “1” ou desenho de uma seta ou um Triângulo.
  31. 31. Unidades de Disco IDEUnidades de Disco IDE  O fio vermelho ou azul fica voltado para lado do conector da fonte do Hd.
  32. 32. Unidades de Disco IDEUnidades de Disco IDE
  33. 33. Unidades de Disco IDEUnidades de Disco IDE
  34. 34. Unidades de Disco IDEUnidades de Disco IDE  Nomenclatura:  HD com Ma [Master] Ide Master Primaria;  Hd 2como SL [Slave] na Ide Slave Primaria;  Cs [Cable Select ] – Caso for placas antigas instale o HD como Cs [Cable Select].  IDE1 (IDE Primária )[Vermelho] – Master Primária – Slave Secundaria  IDE2 (Ide Secundária) [Branca] – Master Secundária – Slave Primário
  35. 35. Unidades de Disco IDEUnidades de Disco IDE
  36. 36. Fonte de Alimentação  São utilizadas para alimentar a placa e periféricos, as fontes classificam em ATX e ATX – 12 V, os ATX – 12 V vem com conector Eps12 V (menor que é usado nos Pentium 4”).
  37. 37. Fonte de Alimentação  Como Ligar –Passos a seguir. – Desligue o computador da tomada e desligue todos os cabos conectados ao computador – Leve o computador para lugar bem limpo e iluminado; – Desconecte todos os conectores de energia que estiveram ligados a placa mãe; – Com auxilio de uma chave Philips, desenrosque os parafusos da fonte e remova-a com cuidado do interior do computador. – Mude o comutador de voltagem da fonte para 110 v ou 230 conforme a sua região; – Agora, deve inserir a nova fonte de alimentação utilizada o processo inverso. – Coloque os parafusos na fonte e no computador;
  38. 38. Fonte de Alimentação  Como Ligar –Passos a seguir (Continuação): – Ligue os conectores da fonte alimentação ao periférico da placa mãe e dos demais nas respectivas entradas de alimentação. – Faça uma revisão geral e feche o computador, liga o computador todos os cabos conectores.
  39. 39. Fonte de Alimentação  Valores para uma fonte ATX12V como a que utilizados são:
  40. 40. Fonte de Alimentação  Valores para uma fonte ATX12V como a que utilizados são:
  41. 41. Fonte de Alimentação  Valores para uma fonte ATX12V como a que utilizados são:
  42. 42. Fonte de Alimentação  Valores para uma fonte ATX12V como a que utilizados são:
  43. 43. Fonte de Alimentação  Valores para uma fonte ATX12V como a que utilizados são
  44. 44. Fonte de Alimentação - Antigas  Os conectores da fonte AT que serão ligados na placa mãe, possuem seis fios cada um. Os cabos pretos devem ser instalados na parte central do conector da placa mãe, onde devem ficar juntos.  Eles servem como polarizadores destes conectores e fornecem 0 V ou Ground.  A tabela seguinte mostra a descrição desta ligação para fontes AT.
  45. 45. Fonte de Alimentação - Antigas
  46. 46. Fonte de Alimentação - Antigas  Cuidado: A ligação invertida deste conector poderá danificar a fonte de alimentação ou a placa mãe. Por isso tome cuidado. Use o manual da placa para instalação correcta.  Esquema fonte AT.  Nomenclatura  Laranja [Power Good]-----Preto ----- Preto------- Vermelho [5 v]
  47. 47. Fonte de Alimentação - Antigas
  48. 48. Formatação de Discos  Para que o sistema operativo seja capaz de gravar e ler dados no disco rígido, é preciso que antes sejam criadas estruturas que permitam gravar dados de maneira organizada, para que eles possam ser encontrados mais tarde. Este processo é chamado de formatação.  Existem dois tipos de formatação, chamados a formatação física e a formatação lógica.
  49. 49. Formatação de Discos  A formatação física é feita na fábrica no final do processo de fabrico, que consiste em dividir o disco “virgem” em pistas, sectores e cilindros e isola os badlocks. Estas marcações funcionam como as faixas de uma estrada, permitindo á cabeça de leitura saber em que parte do disco está, e onde deve gravar os dados. A formatação física é feita apenas uma vez, e não pode ser desfeita ou refeita através de software.
  50. 50. Formatação de Discos  Porém, para que este disco possa ser reconhecido pelo sistema operativo, é necessária uma nova formatação, chamada de formatação lógica.  Ao contrario da formatação física, a formatação lógica não altera a estrutura física do disco rígido, e pode ser feita e refeita quantas vezes for preciso, através de comandos próprios, como por exemplo o Formart do DOS.
  51. 51. Formatação de Discos  Quando um disco é formatado, ele simplesmente é organizado de maneira que o sistema operativo possa lá colocar dados. A esta organização damos os nome de sistema de ficheiros. Um sistema de ficheiros é um conjunto de estruturas lógicas e de rotinas que permitem ao sistema operativo controlar o acesso ao disco rígido. Diferentes sistemas operativos usam diferentes sistemas de ficheiros.
  52. 52. Formatação de Discos  Uma formatação lógica apaga todos os dados do disco rígido, inclusive o sistema operativo. Deve- se fazer isso com conhecimento técnico, para salvar/guardar dados e informações.  O processo de formatação é longo, e as informações contidas no disco rígido serão totalmente apagadas (embora não definitivamente, ainda é possivél recuperar alguns dados com softwares especiais). Acções preventivas de manutenção podem evitar que seja necessário formatar o disco.
  53. 53. Sistemas de ficheiros  O sistema de ficheiros mais conhecidos são usados pelo Microsoft Windows: NTSF e FAT32 e FAT ou FAT16.  As versões mais antigas, mono-utilizador, como o Windows 95,98 e ME, Trabalham com FAT32 sendo que as mais antigas utilizavam a FAT16.  As Versões mais recentes multi-utilizador como o Windows 2000, Windows XP trabalham primordialmente com o NTSF, embora o sistema FAT seja suportado e posso ser criado nessas versões.
  54. 54. Ligações de periféricos ou dispositivosLigações de periféricos ou dispositivos de I / Ode I / O Teclado Rato Portas USB Porta Série Porta Série Porta Paralela
  55. 55. Ligações de periféricos ou dispositivosLigações de periféricos ou dispositivos de I / Ode I / O Monitor Placa de Rede Teclado e rato
  56. 56. Ligações de periféricos ou dispositivosLigações de periféricos ou dispositivos de I / Ode I / O ConectorMIDI PortaGame ConectorLineOut ConectorLineIn ConectorMic Placa de som

×