Informe PED-RMPA - março 2015

938 visualizações

Publicada em

Informe PED-RMPA - março 2015
Elevação do desemprego na RMPA

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
938
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
214
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Informe PED-RMPA - março 2015

  1. 1. Março de 2015 Elevação do desemprego na RMPA
  2. 2. Março de 2015 • Variação negativa do nível ocupacional (-0,6%) => menos 10 mil pessoas • Relativa estabilidade da PEA (-0,1%) => menos 1 mil pessoas • Aumento do contingente desempregado (8,5%) => 9 mil pessoas Obs.: População Economicamente Ativa (PEA) = ocupados + desempregados
  3. 3. Desemprego Aumento da taxa de desemprego total Fevereiro => 5,7% da PEA Março => 6,2% da PEA Elevação da taxa de desemprego aberto Fevereiro => 4,9% da PEA Março => 5,4% da PEA Taxa de desemprego oculto A amostra não comporta desagregação para esta categoria. • Fevereiro => 106 mil desempregados • Março => 115 mil desempregados
  4. 4. FONTE: PED-RMPA – Convênio FEE, FGTAS, PMPA, SEADE, DIEESE e apoio MTE/FAT NOTA: A taxa de desemprego total é composta pela soma das taxas de desemprego aberto e oculto. Taxa de desemprego total na Região Metropolitana de Porto Alegre – jan./12 - mar./15 5.8 5.7 6.2 2.0 3.0 4.0 5.0 6.0 7.0 8.0 9.0 10.0 Jan. Fev. Mar. Abr. Maio Jun. Jul. Ago. Set. Out. Nov. Dez. (%) 2015 2014 2013 2012
  5. 5. Ocupação Apresentando variação negativa, o contingente de ocupados foi estimado em 1.736 mil pessoas em março. Comportamento setorial: Indústria de transformação -4 mil -1,4% Construção -4 mil -3,6% Serviços -16 mil -1,6% Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas. +12 mil 3,8% Nota: O contingente total de ocupados inclui outros setores.
  6. 6. Rendimentos • O rendimento médio real em fevereiro diminuiu para o total de ocupados (-0,9%) e teve relativa estabilidade para os assalariados (- 0,2%). Para os autônomos, houve redução (-4,3%). Valor ∆% • Ocupados • Assalariados • Autônomos R$ 1.851 R$ 1.834 R$ 1.597 -0,9 -0,2 -4,3
  7. 7. • A massa de rendimentos reais em fevereiro registrou estabilidade para os ocupados e elevação para os assalariados (2,2%). • No caso dos ocupados, esse comportamento deveu-se ao fato de a variação positiva do nível ocupacional ter compensado a variação negativa do rendimento médio real. • No caso dos assalariados, a elevação da massa salarial foi causada exclusivamente pelo aumento do nível de emprego.
  8. 8. Índice da massa de rendimentos reais dos ocupados na RMPA – 2013-2015 PED-RMPA – convênio: FEE, FGTAS, PMPA, SEADE e DIEESE- Apoio MTE/FAT NOTA 1: Inflator utilizado: IPC-IEPE; os dados tem como base a média de 2000 = 100 2: Os ocupados incluem aqueles que não tiveram remuneração no mês e excluem os trabalhadores familiares que não tiveram remuneração salarial.
  9. 9. Comportamento em 12 meses • Redução da Ocupação (-1,4%) => -25 mil pessoas • Redução da PEA (-1,2 %) => -22 mil pessoas • Aumento no desemprego (2,7%) => 3 mil pessoas
  10. 10. Desemprego Pequena variação positiva da taxa de desemprego total Março/14 => 6,0% da PEA Março/15 => 6,2% da PEA Relativa estabilidade da taxa de desemprego aberto Março/14 => 5,3% da PEA Março/15 => 5,4% da PEA Taxa de desemprego oculto A amostra não comporta desagregação para esta categoria. • Março/14 => 112 mil desempregados • Março/15 => 115 mil desempregados
  11. 11. Ocupação A redução no nível ocupacional (-1,4%) refletiu os seguintes comportamentos dos principais setores de atividade econômica: Indústria de transformação -4 mil -1,4% Construção -25 mil -19,1% Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas. -16 mil -4,6% Serviços +22 mil 2,3%
  12. 12. Variação do nível de ocupação, na RMPA – jan./12-mar./15 -0.1 -0.2 1.3 0.7 1.5 1.4 2.3 1.1 -0.8 -1.1 0.2 1.0 1.3 2.2 1.5 1.3 1.0 0.3 -0.7 -1.4 0.1 1.1 0.7 0.4 -0.5 -0.4 -1.3 -0.9 -2.9 -2.7 -3.4 -1.9 -2.4 -2.3 -2.1 -2.9 -3.0 -2.3 -1.4 -4.0 -3.0 -2.0 -1.0 0.0 1.0 2.0 3.0 Jan. Fev. Mar. Abr. Mai. Jun. Jul. Ago. Set. Out.Nov. Dez. Jan. Fev. Mar. Abr. Mai. Jun. Jul. Ago. Set. Out.Nov. Dez. Jan. Fev. Mar. Abr. Mai. Jun. Jul. Ago. Set. Out.Nov. Dez. Jan. Fev. Mar. 2012 2013 2014 2015 (%)
  13. 13. Rendimentos reais (variação fev./14-fev.15) • Ocupados - 6,2 % • Assalariados - 5,1 % • Autônomos - 14,3 %
  14. 14. Massa de rendimentos reais (variação fev./14-fev./15) •Ocupados: - 8,5% •Assalariados - 6,2% • Em ambos os casos, esse resultado deveu-se à diminuição do rendimento médio real – em maior medida – e dos níveis de ocupação e de emprego.
  15. 15. MERCADO DE TRABALHO CONJUNTURA (Mês) TENDÊNCIA (12 meses) RMPA SÍNTESE DOS INDICADORES – Março 2015 • Ocupação: variação negativa • Taxa de desemprego: aumento • Rendimento (Fevereiro): redução para os ocupados • Massa de Rendimento (Fevereiro): - estabilidade para os ocupados - elevação para os assalariados • Ocupação: variação negativa • Taxa de desemprego: Pequena variação positiva • Rendimento (fev./14-fev./15): redução • Massa de Rendimento (fev./14-fev./15): redução

×