Vinicius de Moraes
Juventude
Fase Religiosa
Introspecão
Nuvens lentas passavam
Quando eu olhei o céu.
Eu senti na minha alma a
dor do céu
Que nunca poder ser
sempre c...
Fase Sensual
A mulher que passa
(Fragmento)
Meu Deus, eu quero a mulher
que passa.
Seu dorso frio é um campo de
lírios
Tem sete cores n...
Bossa Nova
Chega de Saudade
Poesia Social
Rosa de Hiroshima
Operários em Construção
E o Diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo
todos os reinos do mundo. E...
Crônico e Prosador
Grupo:
Ana Rita
Carlos Henrique
Diego Fernando
Ismael Batista
Lusileide
Ylári Batista
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vinicius de Moraes

953 visualizações

Publicada em

Seminário de Português

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
953
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vinicius de Moraes

  1. 1. Vinicius de Moraes
  2. 2. Juventude
  3. 3. Fase Religiosa
  4. 4. Introspecão Nuvens lentas passavam Quando eu olhei o céu. Eu senti na minha alma a dor do céu Que nunca poder ser sempre calmo. Quando eu olhei arvore perdida Não o vi ninhos nem pássaros Eu senti na minha alma a dor da arvore Esgalhada e sozinha Sem passar os cantando nos seus ninhos Quando eu olhei minha alma Vi a treva. Eu senti no céu e na arvore perdida A dor da terra que vive na minha alma.
  5. 5. Fase Sensual
  6. 6. A mulher que passa (Fragmento) Meu Deus, eu quero a mulher que passa. Seu dorso frio é um campo de lírios Tem sete cores nos seus cabelos Sete esperanças na boca fresca! Oh! Como és linda, mulher que passas Que me sacias e suplicias Dentro das noites, dentro dos dias! Teus sentimentos são poesia Teus sofrimentos, melancolia. Teus pêlos são relva boa Fresca e macia. Teus belos braços são cisnes mansos Longe das vozes da ventania. Meu Deus, eu quero a mulher que passa! (...)
  7. 7. Bossa Nova
  8. 8. Chega de Saudade
  9. 9. Poesia Social
  10. 10. Rosa de Hiroshima
  11. 11. Operários em Construção E o Diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo. E disse-lhe o Diabo: - Dar-te-ei todo este poder e a sua glória, porque a mim me foi entregue e dou-o a quem quero; portanto, se tu me adorares, tudo será teu. E Jesus, respondendo, disse-lhe: - Vai-te, Satanás; porque está escrito: adorarás o Senhor teu Deus e só a Ele servirás. Lucas, cap. V, vs. 5-8. Era ele que erguia casas Onde antes só havia chão. Como um pássaro sem asas Ele subia com as casas Que lhe brotavam da mão. Mas tudo desconhecia De sua grande missão: Não sabia, por exemplo Que a casa de um homem é um templo Um templo sem religião Como tampouco sabia Que a casa que ele fazia Sendo a sua liberdade Era a sua escravidão.
  12. 12. Crônico e Prosador
  13. 13. Grupo: Ana Rita Carlos Henrique Diego Fernando Ismael Batista Lusileide Ylári Batista

×