6º Gestão das Cidades: Conexões para o Futuro

417 visualizações

Publicada em

Aprsentação feita no seminário Gestão das Cidades, cujo tema central foi “Conexões para o futuro”, dirigido a prefeitos, vereadores e gestores públicos, sendo promovido pela Secretaria de Estado de Economia e Planejamento (SEP) em parceria com a Associação dos Municípios do Estado do Espírito Santo (Amunes)

http://www.gestaodascidades.com.br/

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
417
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

6º Gestão das Cidades: Conexões para o Futuro

  1. 1. Webcidadania e o futuro digital da democracia<br />RODRIGOBANDEIRA<br />
  2. 2. Quem são “eles”?<br />O que perdemos separando “nós” de “eles”?<br />
  3. 3. Quem é o Grande Irmão?<br />
  4. 4. Tocqueville, coordenação e redes<br />“A melhor forma de democracia é aquela em que as decisões são tomadas a partir dos votos da maioria, mas sempre com a preservação dos interesses legítimos da minoria.”<br />
  5. 5. Mudanças tecnológicas redefinem parâmetros sociais<br />
  6. 6. Mídias sociais<br />Tecnologias e práticas on-line usadas por pessoas e organizações para disseminar conteúdo, provocando o compartilhamento de opiniões, idéias, experiências e, o que seria o diferencial, perspectivas<br />
  7. 7. Mudança do foco da participação política<br />Novos modelos mentais surgem de novas<br />sinapses sociais possíveis<br />Desgaste do modelo é irmão gêmeo<br />da oportunidade de construção<br />a partir da inteligência coletiva<br />
  8. 8. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />rigidez<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />sopreposição<br />assistencialista<br />competição<br />modelo de<br />escassez<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  9. 9. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />rigidez<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />assistencialista<br />competição<br />modelo de<br />escassez<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  10. 10. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />rigidez<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />assistencialista<br />competição<br />modelo de<br />escassez<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  11. 11. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />rigidez<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />assistencialista<br />competição<br />modelo de<br />escassez<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  12. 12. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />rigidez<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />escassez<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  13. 13. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />rigidez<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />escassez<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  14. 14. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />rigidez<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />escassez<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  15. 15. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />escassez<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  16. 16. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />escassez<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  17. 17. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />escassez<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  18. 18. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  19. 19. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  20. 20. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />protagonismo<br />governamental<br />linearidade<br />desenho fechado<br />
  21. 21. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />linearidade<br />parcerias<br />intersetoriais<br />desenho fechado<br />
  22. 22. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />linearidade<br />parcerias<br />intersetoriais<br />desenho fechado<br />
  23. 23. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />linearidade<br />parcerias<br />intersetoriais<br />desenho fechado<br />
  24. 24. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />linearidade<br />parcerias<br />intersetoriais<br />estímulo a negociação<br />
  25. 25. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />linearidade<br />parcerias<br />intersetoriais<br />estímulo a negociação<br />
  26. 26. verdade<br />absoluta<br />gastos = recursos<br />e coisas<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />linearidade<br />parcerias<br />intersetoriais<br />estímulo a negociação<br />
  27. 27. verdade<br />absoluta<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />linearidade<br />parcerias<br />intersetoriais<br />estímulo a negociação<br />
  28. 28. verdade<br />absoluta<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />linearidade<br />parcerias<br />intersetoriais<br />estímulo a negociação<br />
  29. 29. verdade<br />absoluta<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />linearidade<br />parcerias<br />intersetoriais<br />estímulo a negociação<br />
  30. 30. verdade<br />absoluta<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  31. 31. verdade<br />absoluta<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  32. 32. verdade<br />absoluta<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />orçamento<br />fiscal<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  33. 33. verdade<br />absoluta<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  34. 34. verdade<br />absoluta<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  35. 35. verdade<br />absoluta<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações setoriais<br />desarticuladas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  36. 36. verdade<br />absoluta<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  37. 37. verdade<br />absoluta<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />Seattle – G8<br />13M – “pásalo”<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  38. 38. verdade<br />absoluta<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  39. 39. convivência<br />com contraditório<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  40. 40. convivência<br />com contraditório<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  41. 41. convivência<br />com contraditório<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão centralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  42. 42. convivência<br />com contraditório<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão descentralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  43. 43. convivência<br />com contraditório<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão descentralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  44. 44. convivência<br />com contraditório<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão descentralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />crítica<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  45. 45. convivência<br />com contraditório<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão descentralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />apreciativa<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  46. 46. convivência<br />com contraditório<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />Apreciação: descobrir o que dá vida a um sistema quando ele está no seu estado mais eficaz e capaz, em termos humanos, ecológicos e econômicos. Fazer perguntas que reforcem a capacidade de um sistema de elevar o seu potencial positivo.<br />gestão descentralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />apreciativa<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  47. 47. convivência<br />com contraditório<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão descentralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />competição<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />apreciativa<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  48. 48. convivência<br />com contraditório<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão descentralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />colaboração<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />apreciativa<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />
  49. 49. convivência<br />com contraditório<br />investimentos = ambiente<br />favorável<br />flexibilidade<br />mobilização<br />de recursos<br />gestão descentralizada<br />sobreposição<br />convergência<br />contrapartida<br />colaboração<br />modelo de<br />abundância<br />abordagem<br />apreciativa<br />ações globais<br />e integradas<br />parcerias<br />intersetoriais<br />complexidade<br />estímulo a negociação<br />Poderemos um dia construir políticas públicas pelo Facebook?<br />
  50. 50. Redes sociais ganham importância e atingem a vida<br />de todos no planeta, fazendo política e motivando questões dentro e fora das redes<br />
  51. 51. Participação se dá em escala contínua<br />-<br />+<br />J. L. Creighton, The Public Participation Handbook: Making Better Decision Through Citizen Involvement (2005)<br />
  52. 52. Internet é espaço para<br /><ul><li>Exploração de problemas
  53. 53. Discussão pluralista
  54. 54. Evidência de processos complexos
  55. 55. Tomada de decisão coletiva
  56. 56. Avaliação dos resultados
  57. 57. Estar mais próximo da sociedade</li></li></ul><li>Barreiras para maior participação on-line dos cidadãos são culturais, organizacionais e constitucionais, e não tecnológicas.<br />Esses desafios requerem maiores esforços para a conscientização e a capacitação das equipes técnicas dos governos e também dos cidadãos<br />
  58. 58. Desafios<br />Como gerenciar a complexidade?<br />Quais serão os novos papéis a serem desempenhados por cidadãos, gestores públicos e ONGs?<br />De que forma é possível fortalecer as estruturas de representação frente a uma sociedade onisciente?<br />Como essa nova dinâmica dialoga com o desenvolvimento local?<br />Qual é a posição do Brasil neste cenário?<br />
  59. 59. rodrigo@cidadedemocratica.org.br<br />Participe do<br />cidadedemocratica.org.br<br />

×