Desafios da gestao publica contemporanea

1.751 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Desafios da gestao publica contemporanea

  1. 1. Desafios da GestãoPública no Brasil<br />HumbertoFalcão Martins<br />humberto@INSTITUTOPUBLIX.com.br<br />
  2. 2. Uma pergunta (quenãoquercalar)<br />Temosestado e administraçãopúblicaparasustentarnossomomento de crescimento e estabilidade?<br />O quegera valor públicosustentável?<br />arranjos de governançaorientadospararesultados<br />capacidades e qualidadesinstitucionais<br />2<br />
  3. 3. Governança<br />Governançaémaisqueadministraçãopública e governo: processo no qualagentespúblicos e privadosparticipam da geração de valor públicosustentável a partir de determinadascapacidadese arranjosinstitucionaisemdeterminadoscontextos<br />
  4. 4. Valor PúblicoSustentável<br />IMPACTOS<br />VALOR<br />PÚBLICO<br />SUSTENTÁVEL<br />QUALIDADEINSTITUCIONAL<br />
  5. 5. Arranjosemrede<br />IMPACTOS<br />VALOR<br />PÚBLICO<br />SUSTENTÁVEL<br />QUALIDADEINSTITUCIONAL<br />
  6. 6. Orientaçãopararesultados<br />DESEMPENHO<br />PRODUTOS<br />ATIVIDADES<br />IMPACTOS<br />PRODUTOS<br />INSUMOS<br />VALOR<br />PÚBLICO<br />SUSTENTÁVEL<br />QUALIDADEINSTITUCIONAL<br />
  7. 7. Capacidades e qualidadesinstitucionais<br />DESEMPENHO<br />PRODUTOS<br />ATIVIDADES<br />IMPACTOS<br />PRODUTOS<br />INSUMOS<br />VALOR<br />PÚBLICO<br />SUSTENTÁVEL<br />CAPACIDADES & ARRANJOS<br />DIMENSÃO POLÍTICO-INSTITUCIONAL:<br /><ul><li>Estado de Democrático de Direito</li></ul>-Voz e accountability<br />-Qualidade Regulatória<br />QUALIDADEINSTITUCIONAL<br />DIMENSÃO TÉCNICO-ADMINISTRATIVA:<br /><ul><li>Conhecimento Científico e Tecnológico </li></ul>-Finanças Públicas<br />-Política Pública e Administração Pública<br />
  8. 8. Governançaemdeterminadoscontextos<br />DESEMPENHO<br />PRODUTOS<br />ATIVIDADES<br />CONTEXTO<br />Fatores, fatos/eventos<br />Problemasepotencialidades<br />Atores, posições, coalizões<br />Valores<br />IMPACTOS<br />PRODUTOS<br />INSUMOS<br />VALOR<br />PÚBLICO<br />SUSTENTÁVEL<br />CAPACIDADES & ARRANJOS<br />DIMENSÃO POLÍTICO-INSTITUCIONAL:<br /><ul><li>Estado de Democrático de Direito</li></ul>-Voz e accountability<br />-Qualidade Regulatória<br />QUALIDADEINSTITUCIONAL<br />DIMENSÃO TÉCNICO-ADMINISTRATIVA:<br /><ul><li>Conhecimento Científico e Tecnológico </li></ul>-Finanças Públicas<br />-Política Pública e Administração Pública<br />
  9. 9. Contexto<br />gargalos<br />sociais: desigualdade, educação, saúde, segurança<br />infraestrutura<br />microeconômicos: previdenciario, trabalhista, tributário, burocracia<br />potencialidadeseconômicas<br />mega eventos<br />recursosnaturais<br />cenárioexternofavorável<br />transições<br />classe C<br />eixosmulticêntricos de desenvolvimento<br />9<br />
  10. 10. Capacidades e qualidadesinstitucionais<br />Estado de Democrático de Direito<br />superar as incompletudes do estado<br />limites dos governos de coalizão<br />culturapatrimonialista<br />desafios e perigos da reformapolítica<br />Voze accountability<br />mídia e (não) oposição<br />mobilização da sociedade civil e cooptação<br />QualidadeRegulatória<br />compreensão do porte e dinâmica dos mercados<br />autonomia<br />supervisãoregulatória<br />captura, foco, escopo<br />10<br />
  11. 11. Capacidades e qualidadesinstitucionais<br />ConhecimentoCientífico e Tecnológico<br />inovação e competitividade: aproximação C&T e mercado<br />FinançasPúblicas<br />dilemas da estabilidademacroeconômica (superavit, juros e câmbio)<br />repressão fiscal e ganhos de eficiência<br />PolíticaPública e AdministraçãoPública<br />baixaprofesionalização, debilidadetécnica, burocratismo, baixacapacidadede execução,déficit gerencial, riscos de captura por intereses particulares<br />regrasincapacitadoras, inversão de incentivos e da responsabilização <br />políticasde gestãopública: integraçãointra e inter políticas<br />11<br />
  12. 12. Arranjosemrede<br />mercado<br />co-produção, responsabilidade social corporativaou marketing?<br />Estado<br />déficitrelacional<br />modelos de parcerias<br />terceirosetor<br />pilantrópicas<br />criminalização<br />precaridadeorganizacional<br />12<br />
  13. 13. GovernançaparaResultados<br />Construiragendas estratégicas<br />Alinhar a estruturaimplementadora<br />Monitorar e avaliarparamelhoria, transparência e responsabilização<br />13<br />
  14. 14. Construir a Agenda Estratégica<br />Legitimidade: interlocução e sensibilidade a interessesminoritários<br />Instâncias e mecanismos de deliberação e consulta<br />Foco: escassez de recursos, déficits de atençãoehiperatividade<br />Coerência:<br />Coerênciaprogramática: alinhamentoplanos, programas, projetos<br />Coerência temporal: longo, médio e curtoprazos<br />Coerência regional: visõespolicêntricas, multidimensionalidade, potencialidades, desenvolvimento de capacidades, apropriação<br />Coerência lateral: transversalidade, visãosistêmica, holística e integração de políticas (cooperação, coordenação, colaboração)<br />
  15. 15. Alinhar as estruturas implementadoras<br />Desdobramento matricial<br />de cada elemento da estratégia até os níveis mais operacionais<br />contribução das unidades executoras<br />Pactuaçãode resultados e responsabilização<br />Diagnóstico e melhoria organizacional<br /><ul><li>Alinhamento de processos
  16. 16. Alinhamento de estruturas
  17. 17. Orçamento para resultados
  18. 18. Alinhamento de pessoas </li></li></ul><li>Monitorar & avaliar<br />gerar informações sobre o desempenho (esforços e resultados)<br />objetos<br />prazos<br />procedimentos<br />sujeitos<br />promover o usodas informações: iluminação social, aprendizado e melhoriacontínua, transparência e responsabilização<br />envolvimento das instâncias de controle<br />
  19. 19. Duplaatuação<br />reformista<br />focadasouabrangentes?<br />problemas e soluções, agendas de tempos distintos<br />coalizões<br />empreendedores<br />janelas de oportunidade<br />direcionadora<br />liderança<br />posturas e imposturasgerenciais<br />modelo de gestãopararesultados<br />17<br />
  20. 20. Como fazê-lo?<br />Contextoscomplexos, arranjoscomplexos, estratégiascomplexas: “édifícilfazer simples”<br />Conhecimentosinovadoresemgestão<br />Integração de conhecimentos, modelos e abordagens<br />Desenvolvimento de capacidades e apropriaçãopelosenvolvidos e beneficiários<br />Liderançae participação<br />
  21. 21. Rede de Conhecimento em Governança para Resultados<br /><ul><li>Notícias;
  22. 22. Artigos;
  23. 23. Livros;
  24. 24. Vídeos;
  25. 25. Eventos;
  26. 26. Debates;
  27. 27. Fóruns;
  28. 28. Sorteios;
  29. 29. MelhoresPráticas;
  30. 30. Networking.</li></ul>Cadastre-se:<br />rede.institutopublix.com.br<br />
  31. 31. Humberto Falcão Martins<br />Doutor em Administração e Mestre em Administração Pública com especialização em políticas públicas e gestão governamental. Já ocupou posições executivas em empresas privadas e na administração pública, tendo sido Secretário de Gestão do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, delegado do Brasil no Comitê de Gestão Pública da OCDE e Presidente da Rede de Gestão Pública e Transparência do BID. É autor de inúmeras publicações sobre gestão pública, professor da Fundação Dom Cabral e colaborador em diversas escolas de governo no Brasil e no exterior. É fundador e Diretor do Instituto Publix e consultor de organismos internacionais.Contatos: humberto@INSTITUTOPUBLIX.com.br<br />

×