Seja você

359 visualizações

Publicada em

Quarto Caminho - Seja Você

Publicada em: Espiritual, Tecnologia, Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
359
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seja você

  1. 1. Seja você mesmo
  2. 2. A consciência no homem-máquina vai e vem. Pensamos que temos consciência e geralmente descrevemos nossas experiências usando a expressão, “Estamos conscientes de” isto ou aquilo. Acreditar que somos conscientes é um truque da máquina, pois quando se pergunta a um homem se ele, em um dado momento, está consciente, ele responderá “Sim”, e estará certo. Isto porque, por um breve momento, a pergunta acenderá a chama da presença nele. Perceber que estamos adormecidos é o primeiro passo para o despertar.
  3. 3. A consciência não é as funções, embora elas devam fazer parte do estudo de nós mesmos. A consciência também tem graus. Isto significa que nossa consciência oscila, de um momento para o outro, entre quatro estados diferentes: o primeiro estado é o sono; o segundo estado é o de consciência relativa; o terceiro estado corresponde à função emocional superior, ou Mundo 12; o quarto estado corresponde à função mental superior, ou Mundo 6. Vivemos nossa vida nos dois primeiros estados, que na realidade são estados de inconsciência. Precisamos aprender a trazer o terceiro e quarto estados de consciência para a nossa vida diária. Devemos aprender a estar presentes
  4. 4. “A consciência não cresce ou se desenvolve por si mesma”, afirma Peter Ouspensky, “mas”, continua, “a consciência pode se tornar contínua e controlada por esforços e um estudo especiais.” Uma escola do Quarto Caminho ensina como desenvolver o poder da auto- observação por meio da disciplina chamada lembrança de si. Este processo espiritual interno inicia-se com a divisão da atenção e tem vários níveis: começa com o ‘Eu’ Observador que depois se desenvolve em Mordomo Substituto e Mordomo. Embora o ‘Eu’ Observador, o Mordomo Substituto, e o Mordomo sejam aspectos da máquina e estejam enraizados na parte intelectual do centro emocional, eles servem como uma escada para os centros superiores, ou o Amo. A meta de todo estudo de si mesmo é o despertar do nosso Amo – nosso divino ser consciente.
  5. 5. Para se alcançar esses diferentes níveis de evolução, é preciso tempo, esforço e direção. No entanto, sem a disciplina da lembrança de si e a ajuda de uma escola consciente, ficamos à mercê da Lei do Acidente. Uma verdadeira escola do Quarto Caminho serve como terceira força em nossos esforços para despertar. Como nos lembra Robert Burton, “A oportunidade para estar presentes existe em toda nossa vida. Para penetrarmos o presente e lembrarmos de nós mesmos dependemos da combinação de nossos esforços e os dos Deuses”.
  6. 6. Seja você mesmo
  7. 7. Seja você mesmo

×