SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
Baixar para ler offline
2
MESMER E O MAGNETISMO HUMANO
Possuindo doutorado em
Medicina, além de títulos
acadêmicos em teologia, filosofia
e direito, tendo estudado
também geologia, física,
química, matemática, filosofia
abstrata e música... Concentrado
o seu trabalho no Magnetismo
Animal (Mesmerismo)
Deixou três obras escritas (expôs
os princípios do Magnetismo)
3
Magnetizadores Clássicos
Recordando as regras do Magnetismo
2ª - O sentido da aplicação
4
(ao longo do corpo e de uma região e circular)
Recordando as regras do Magnetismo
2ª - O sentido da aplicação
5
paciente deitado
Sentido correto da aplicação do magnetismo
(ao longo de uma região)
Recordando as regras do Magnetismo
Relações com a distância
6
Perto (< ou = 25cm) = ativante
Recordando as regras do Magnetismo
Relações com a velocidade
7
Lento (> ou = 3s/corpo)
concentrador
Recordando as regras do Magnetismo
Relações com a velocidade
8
Rápido (< 3s/corpo) = dispersivo
9
Não se trata de camadas
e sim de zonas mais sutis
Campo Vital como
geralmente é
visualizado
Campo Vital como é percebido
pela ação fluídica
(raramente visualizado)
10
Na decomposição das forças fluídicas, as componentes
centrípetas (que promovem a absorção dos fluidos) e as
centrífugas (que induzem à exteriorização dos mesmos)
são responsáveis por um sem-número de ações e reações
magnéticas.Visão de topo de um Campo Vital, seu
sentido de giro e a decomposição dos
movimentos
11
As dispersões com técnicas transversais são muito
utilizadas para o despertamento e o desligamento
de espíritos obsessores; também são úteis para
desligar do perispírito dos pacientes, placas,
manchas e concentrados fluídicos, tanto físicos
como os "deixados" pelos obsessores.
19
COMO SENTIR A ENERGIA SUTIL:
TORNANDO O QUE É REAL (PORÉM INVISÍVEL) MAIS REAL
Quando buscamos curar a nós mesmos ou outra pessoa, a
ferramenta para criar resultados positivos é a intenção. é a
intenção que vai ligá-lo a uma pessoa conhecida ou
desconhecida para proporcionar cura, é a intenção que vai
ajudá-lo a descobrir seus próprios aspectos fragilizado e é a
intenção que vai determinar a mistura de efeitos energéticos
sutis e físicos em seu trabalho. Os exercícios a seguir se
destinam a ajudá-lo a reconhecer os seus campos magnéticos
( humano) e os de outra pessoa e trabalhar com eles. Embora
sejam exercício preparatórios, podem ser usados durante
uma sessão de cura para você mesmo ou outra pessoa. Cindy
Dale - Manual Prático do Corpo Sútil pág 23
20
A LUZ NAS MÃOS:
UM EXERCÍCIO INDIVIDUAL ( segundo exercício)
Este exercício individual é uma maneira simples porém
poderosa de você sentir a energia sutil dentro e ou
redor do seu corpo. Também é um método para levar a
cura, o equilíbrio e as qualidades energizantes da cor
para o seu corpo.
21
1° PASSO: A ENERGIA NAS SUAS MÃOS.
Esfregue vigorosamente as palmas das suas mãos
uma na outra durante dez segundos. Em seguida,
eleve as mãos e mantenha-as em posição vertical
separada por mais ou menos 2,5 centímetros, com
as palmas voltadas uma para a outra, porém sem
se tocar, e sinta a energia que você criou entre as
mãos.
22
Com essa energia circulante, imagine que uma
energia vermelha passa na parte de trás do seu
coração, entra no tórax, desce pelos braços e passa
através das mãos. Você sente uma diferença
acentuada entre as mãos?
23
2° passo: energia circulante.
Imagine que energia azul está circulando pela parte
de trás do seu coração, derramando-se no seu tórax e
braços e passando através das suas mãos. Que
sensação você experimenta nas mãos com essa
energia azul? Você sente alguma coisa
acentuadamente diferente nas mãos com a energia
azul em comparação com a vermelha? Você
experimenta alguma sensação em outro lugar do
corpo? ( Tenha em mente que você pode praticar com
qualquer outra cor, além do vermelho e do azul.)
24
3° passo: energia azul circulante.
Retorne agora para uma zona neutra, dissipando
as energias coloridas (Sopro Frio). Junte as mãos
como se estivesse concentrando energia e forme
uma bola de energia (como uma bola de neve de
luz). Crie essa bola de energia com cuidado,
verificando até onde você consegue estender as
mãos antes de não poder mais perceber a energia.
25
4° passo: formando uma bolha de energia.
O que você experimenta em cada passo deste
exercício? Talvez ache proveitoso anotar de forma
resumida os seus pensamentos em um diário. Você
também pode experimentar fazer este exercício
em diferentes momentos do dia e em locais
distintos, caso deseje levar a investigação a outro
nível. Fim do segundo teste pág 24 e 25
26
5° passo: Registrado a sua experiência individual.
Sono Magnético (Transe Hipnótico)
Transe
(Sono Magnetico).
Transe é um estado alterado de consciência, um dos objetivos a
serem atingidos pela hipnose e pelo magnetismo.Trata-se de
um estado de consciência onde podem ocorrer diversos eventos
neurofisiológicos (anestesia, hipermnésia, amnésia, alucinações
perceptivas, hiper sugestionabilidade etc). Em hipnose o transe
pode ser classificado basicamente em leve, médio e profundo.
Sendo que os dois primeiros são de principal interesse das
psicoterapias e o último bastante tilizadopor odontólogos
(dentistas). O transe profundo é uma área promissora para os
estudos Psicológicos do Sonambulismo e do êxtase.
Sentido Psíquico RE 1865
Nesse estado, a alma não percebe mais pelos
sentidos materiais, mas, se assim nos podemos
exprimir, pelo sentido psíquico; é por isso que suas
percepções ultrapassam os limites ordinários; seu
pensamento age sem a intercessão do cérebro,
razão por que desdobra faculdades mais
transcendentes que no estado normal.
Hipnotismo RE 1865
Este fenômeno, ao qual se deu o nome de hipnotismo,
fez ruído nos meios científicos. Experimentaram. Uns
tiveram sucesso, outros fracassaram, como devia ser,
pois nem todos os pacientes tinham a mesma aptidão.
Certamente valia a pena estudar a coisa, fosse ainda
excepcional; mas – é lamentável dizer – desde que
perceberam que era uma porta secreta pela qual o
magnetismo e o sonambulismo iriam penetrar, sob
uma outra forma e um outro nome, no santuário da
ciência oficial, não mais se cogitou de hipnotismo.
(Vide a Revista Espírita de janeiro de 1860).
Sessão especial de ensaios mediúnicos
RE 1865
Embora tenhamos excelentes instrumentos para
os nossos estudos, compreendemos que seu
número se havia tornado insuficiente, sobretudo
em presença da extensão sempre crescente da
Sociedade. A escassez dos médiuns muitas vezes
veio trazer obstáculos à marcha regular dos nossos
trabalhos, e compreendemos que era necessário,
tanto quanto possível, desenvolver as faculdades
que jazem latentes na organização de muitos de
nossos irmãos.
Sessão especial de ensaios mediúnicos
É por isto que acabamos de decidir que uma sessão
especial de ensaios mediúnicos seria realizada aos
domingos, às duas horas da tarde, na sala de nossas
reuniões. Julguei dever para elas convidar não só nossos
irmãos em crença, mas ainda os estrangeiros que
desejassem tornar-se úteis. Estas sessões já deram
resultados que ultrapassaram a nossa expectativa. Aí
fazemos escrita, tiptologia, magnetismo.Várias
faculdades muito diversas aí foram descobertas e daí
saíram dois sonâmbulos que, parece, devem ser muito
lúcidos. RE 1865
Variedades de Magnetismo RE 1865
Por outro lado, que é o magnetismo? uma variedade do
Espiritismo, na qual Espíritos encarnados agem sobre outros
Espíritos encarnados.
• primeira ( de um magnetizador ( vivo) para um encarnado )
• segunda (de um ou mais magnetizadores desencarnado
para um vivo)
• terceira ( de um encarnado moralizando um desencarnado)
Finalmente, existe uma terceira variedade do magnetismo ou
do Espiritismo, (...); esta terceira variedade, que tem por
princípio a ação dos encarnados sobre os Espíritos, revela-se no
tratamento e na moralização dos Espíritos obsessores.
Embora tenhamos excelentes instrumentos
para os nossos estudos, compreendemos
que seu número se havia tornado
insuficiente, sobretudo em presença da
extensão sempre crescente da Sociedade. A
escassez dos médiuns muitas vezes veio
trazer obstáculos à marcha regular dos
nossos trabalhos, e compreendemos que
era necessário, tanto quanto possível,
desenvolver as faculdades que jazem
latentes na organização de muitos de
nossos irmãos. (Revista Espirita 1865)
Desenvolver as faculdades Anímicas e
Mediúnicas Através do Magnetismo
Cruzada Dos Militares Espíritas De Natal
R. Joaquim Fagundes, 628 -Tirol, Natal - RN,
Contato: Ângela (84) 99944-6661 e Wagner Marques (83) 996897606
Palestra pública por Wagner Marques
Magnetizador Espírita

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O magnestimo animal
O magnestimo animalO magnestimo animal
O magnestimo animalMeDexa
 
Franz Anton Mesmer - A Aurora do Magnetismo Animal
Franz Anton Mesmer - A Aurora do Magnetismo AnimalFranz Anton Mesmer - A Aurora do Magnetismo Animal
Franz Anton Mesmer - A Aurora do Magnetismo AnimalCelso Bressan
 
Magnetismo e espiritismo - a terapia espírita
Magnetismo e espiritismo - a terapia espíritaMagnetismo e espiritismo - a terapia espírita
Magnetismo e espiritismo - a terapia espíritaPonte de Luz ASEC
 
Transparências corrente magnética--concafras-2012-final
Transparências corrente magnética--concafras-2012-finalTransparências corrente magnética--concafras-2012-final
Transparências corrente magnética--concafras-2012-finaledpinhal
 
Magnetismo e espiritismo - de Mesmer a Kardec
Magnetismo e espiritismo - de Mesmer a KardecMagnetismo e espiritismo - de Mesmer a Kardec
Magnetismo e espiritismo - de Mesmer a KardecPonte de Luz ASEC
 
Magnestismo e cura - Mariana Vasquez
Magnestismo e cura - Mariana VasquezMagnestismo e cura - Mariana Vasquez
Magnestismo e cura - Mariana Vasquezmarcionora
 
O Passe Magnético - seminário
O Passe Magnético - seminárioO Passe Magnético - seminário
O Passe Magnético - semináriohome
 
150 Anos de O Livro dos Mediuns
150 Anos de O Livro dos Mediuns150 Anos de O Livro dos Mediuns
150 Anos de O Livro dos Mediunsigmateus
 
Apostila do Curso de Passe 2016
Apostila do Curso de Passe 2016Apostila do Curso de Passe 2016
Apostila do Curso de Passe 2016Edna Costa
 
Curso de Passe - Módulo 1
Curso de Passe - Módulo 1Curso de Passe - Módulo 1
Curso de Passe - Módulo 1Edna Costa
 
O livro dos mediuns
O livro dos mediunsO livro dos mediuns
O livro dos mediunssheilaleite
 
A história do passe magnético
A história do passe magnéticoA história do passe magnético
A história do passe magnéticoEWALDO DE SOUZA
 
Apostila apométrica do trabalhador
Apostila apométrica do trabalhadorApostila apométrica do trabalhador
Apostila apométrica do trabalhadorAdriano Carvalho
 
2013-02-01-O Magnetismo, Os Flúidos, O Perispírito- Aula 1. do Curso de Passe...
2013-02-01-O Magnetismo, Os Flúidos, O Perispírito- Aula 1. do Curso de Passe...2013-02-01-O Magnetismo, Os Flúidos, O Perispírito- Aula 1. do Curso de Passe...
2013-02-01-O Magnetismo, Os Flúidos, O Perispírito- Aula 1. do Curso de Passe...Rosana De Rosa
 

Mais procurados (20)

O magnestimo animal
O magnestimo animalO magnestimo animal
O magnestimo animal
 
Franz Anton Mesmer - A Aurora do Magnetismo Animal
Franz Anton Mesmer - A Aurora do Magnetismo AnimalFranz Anton Mesmer - A Aurora do Magnetismo Animal
Franz Anton Mesmer - A Aurora do Magnetismo Animal
 
Magnetismo 1
Magnetismo 1Magnetismo 1
Magnetismo 1
 
Magnetismo e espiritismo - a terapia espírita
Magnetismo e espiritismo - a terapia espíritaMagnetismo e espiritismo - a terapia espírita
Magnetismo e espiritismo - a terapia espírita
 
Transparências corrente magnética--concafras-2012-final
Transparências corrente magnética--concafras-2012-finalTransparências corrente magnética--concafras-2012-final
Transparências corrente magnética--concafras-2012-final
 
Magnetismo e espiritismo - de Mesmer a Kardec
Magnetismo e espiritismo - de Mesmer a KardecMagnetismo e espiritismo - de Mesmer a Kardec
Magnetismo e espiritismo - de Mesmer a Kardec
 
O PASSE NA HISTÓRIA
O PASSE NA HISTÓRIAO PASSE NA HISTÓRIA
O PASSE NA HISTÓRIA
 
Magnestismo e cura - Mariana Vasquez
Magnestismo e cura - Mariana VasquezMagnestismo e cura - Mariana Vasquez
Magnestismo e cura - Mariana Vasquez
 
Mesmer 2
Mesmer 2Mesmer 2
Mesmer 2
 
O Passe Magnético - seminário
O Passe Magnético - seminárioO Passe Magnético - seminário
O Passe Magnético - seminário
 
150 Anos de O Livro dos Mediuns
150 Anos de O Livro dos Mediuns150 Anos de O Livro dos Mediuns
150 Anos de O Livro dos Mediuns
 
Apostila do Curso de Passe 2016
Apostila do Curso de Passe 2016Apostila do Curso de Passe 2016
Apostila do Curso de Passe 2016
 
Curso de Passe - Módulo 1
Curso de Passe - Módulo 1Curso de Passe - Módulo 1
Curso de Passe - Módulo 1
 
O passe na história.
O passe na história.O passe na história.
O passe na história.
 
O livro dos mediuns
O livro dos mediunsO livro dos mediuns
O livro dos mediuns
 
6032777 nº04-apostila-de-apometria-primeira-lei-e-outros
6032777 nº04-apostila-de-apometria-primeira-lei-e-outros6032777 nº04-apostila-de-apometria-primeira-lei-e-outros
6032777 nº04-apostila-de-apometria-primeira-lei-e-outros
 
A história do passe magnético
A história do passe magnéticoA história do passe magnético
A história do passe magnético
 
Magnetismo: conceito e aplicação
Magnetismo: conceito e aplicaçãoMagnetismo: conceito e aplicação
Magnetismo: conceito e aplicação
 
Apostila apométrica do trabalhador
Apostila apométrica do trabalhadorApostila apométrica do trabalhador
Apostila apométrica do trabalhador
 
2013-02-01-O Magnetismo, Os Flúidos, O Perispírito- Aula 1. do Curso de Passe...
2013-02-01-O Magnetismo, Os Flúidos, O Perispírito- Aula 1. do Curso de Passe...2013-02-01-O Magnetismo, Os Flúidos, O Perispírito- Aula 1. do Curso de Passe...
2013-02-01-O Magnetismo, Os Flúidos, O Perispírito- Aula 1. do Curso de Passe...
 

Semelhante a Magnetismo e mediunidade parte 2 de 2

gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos
 gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos
gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultosRe David
 
Radiestesia - conhecendo o invisível.pdf
Radiestesia - conhecendo o invisível.pdfRadiestesia - conhecendo o invisível.pdf
Radiestesia - conhecendo o invisível.pdfricardoferreiramirap
 
Estudo do livro Roteiro, lição 25
Estudo do livro Roteiro, lição 25Estudo do livro Roteiro, lição 25
Estudo do livro Roteiro, lição 25Candice Gunther
 
Curso de-apometria-apostila
Curso de-apometria-apostilaCurso de-apometria-apostila
Curso de-apometria-apostilalilianehenz
 
211459314 as-21-tecnicas-de-reiki-usadas-por-mikao-usui
211459314 as-21-tecnicas-de-reiki-usadas-por-mikao-usui211459314 as-21-tecnicas-de-reiki-usadas-por-mikao-usui
211459314 as-21-tecnicas-de-reiki-usadas-por-mikao-usuipcosta1704
 
ESTUDO SOBRE O PASSE ESPÍRITA 2022.pptx
ESTUDO SOBRE O PASSE ESPÍRITA 2022.pptxESTUDO SOBRE O PASSE ESPÍRITA 2022.pptx
ESTUDO SOBRE O PASSE ESPÍRITA 2022.pptxEDNABARROSMACHADOOLI
 
Espiritismo e mediunidade 07
Espiritismo e mediunidade  07Espiritismo e mediunidade  07
Espiritismo e mediunidade 07Leonardo Pereira
 
Comunicações mediúnicas!
Comunicações mediúnicas!Comunicações mediúnicas!
Comunicações mediúnicas!Leonardo Pereira
 

Semelhante a Magnetismo e mediunidade parte 2 de 2 (20)

gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos
 gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos
gareth-knight-praticas-e-exercicios-ocultos
 
curso de passe 2022.ppt
curso de passe 2022.pptcurso de passe 2022.ppt
curso de passe 2022.ppt
 
Radiestesia - conhecendo o invisível.pdf
Radiestesia - conhecendo o invisível.pdfRadiestesia - conhecendo o invisível.pdf
Radiestesia - conhecendo o invisível.pdf
 
Eficácia da prece
Eficácia da prece Eficácia da prece
Eficácia da prece
 
Estudo do livro Roteiro, lição 25
Estudo do livro Roteiro, lição 25Estudo do livro Roteiro, lição 25
Estudo do livro Roteiro, lição 25
 
Curso de-apometria-apostila
Curso de-apometria-apostilaCurso de-apometria-apostila
Curso de-apometria-apostila
 
47770341 apostilaradiestesia
47770341 apostilaradiestesia47770341 apostilaradiestesia
47770341 apostilaradiestesia
 
2 a aula-fis-quantica-02 - apometria
2 a aula-fis-quantica-02 - apometria2 a aula-fis-quantica-02 - apometria
2 a aula-fis-quantica-02 - apometria
 
2 a aula-fis-quantica-02 - apometria
2 a aula-fis-quantica-02 - apometria2 a aula-fis-quantica-02 - apometria
2 a aula-fis-quantica-02 - apometria
 
2 a aula-fis-quantica-02 - apometria
2 a aula-fis-quantica-02 - apometria2 a aula-fis-quantica-02 - apometria
2 a aula-fis-quantica-02 - apometria
 
28148145 tratamentos-essenios
28148145 tratamentos-essenios28148145 tratamentos-essenios
28148145 tratamentos-essenios
 
211459314 as-21-tecnicas-de-reiki-usadas-por-mikao-usui
211459314 as-21-tecnicas-de-reiki-usadas-por-mikao-usui211459314 as-21-tecnicas-de-reiki-usadas-por-mikao-usui
211459314 as-21-tecnicas-de-reiki-usadas-por-mikao-usui
 
Tratamento+a +dista ncia+oficina+
Tratamento+a +dista ncia+oficina+Tratamento+a +dista ncia+oficina+
Tratamento+a +dista ncia+oficina+
 
56184365 reiki
56184365 reiki56184365 reiki
56184365 reiki
 
ESTUDO SOBRE O PASSE ESPÍRITA 2022.pptx
ESTUDO SOBRE O PASSE ESPÍRITA 2022.pptxESTUDO SOBRE O PASSE ESPÍRITA 2022.pptx
ESTUDO SOBRE O PASSE ESPÍRITA 2022.pptx
 
Espiritismo e mediunidade 07
Espiritismo e mediunidade  07Espiritismo e mediunidade  07
Espiritismo e mediunidade 07
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 21 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 21 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 21 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 21 doc
 
Chnotícias4
Chnotícias4Chnotícias4
Chnotícias4
 
Comunicações mediúnicas!
Comunicações mediúnicas!Comunicações mediúnicas!
Comunicações mediúnicas!
 
123268735 curso-de-radiestesia-y-radionica
123268735 curso-de-radiestesia-y-radionica123268735 curso-de-radiestesia-y-radionica
123268735 curso-de-radiestesia-y-radionica
 

Último

v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 

Último (20)

v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 

Magnetismo e mediunidade parte 2 de 2

  • 1.
  • 2. 2 MESMER E O MAGNETISMO HUMANO Possuindo doutorado em Medicina, além de títulos acadêmicos em teologia, filosofia e direito, tendo estudado também geologia, física, química, matemática, filosofia abstrata e música... Concentrado o seu trabalho no Magnetismo Animal (Mesmerismo) Deixou três obras escritas (expôs os princípios do Magnetismo)
  • 4. Recordando as regras do Magnetismo 2ª - O sentido da aplicação 4 (ao longo do corpo e de uma região e circular)
  • 5. Recordando as regras do Magnetismo 2ª - O sentido da aplicação 5 paciente deitado Sentido correto da aplicação do magnetismo (ao longo de uma região)
  • 6. Recordando as regras do Magnetismo Relações com a distância 6 Perto (< ou = 25cm) = ativante
  • 7. Recordando as regras do Magnetismo Relações com a velocidade 7 Lento (> ou = 3s/corpo) concentrador
  • 8. Recordando as regras do Magnetismo Relações com a velocidade 8 Rápido (< 3s/corpo) = dispersivo
  • 9. 9
  • 10. Não se trata de camadas e sim de zonas mais sutis Campo Vital como geralmente é visualizado Campo Vital como é percebido pela ação fluídica (raramente visualizado) 10
  • 11. Na decomposição das forças fluídicas, as componentes centrípetas (que promovem a absorção dos fluidos) e as centrífugas (que induzem à exteriorização dos mesmos) são responsáveis por um sem-número de ações e reações magnéticas.Visão de topo de um Campo Vital, seu sentido de giro e a decomposição dos movimentos 11
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18. As dispersões com técnicas transversais são muito utilizadas para o despertamento e o desligamento de espíritos obsessores; também são úteis para desligar do perispírito dos pacientes, placas, manchas e concentrados fluídicos, tanto físicos como os "deixados" pelos obsessores.
  • 19. 19
  • 20. COMO SENTIR A ENERGIA SUTIL: TORNANDO O QUE É REAL (PORÉM INVISÍVEL) MAIS REAL Quando buscamos curar a nós mesmos ou outra pessoa, a ferramenta para criar resultados positivos é a intenção. é a intenção que vai ligá-lo a uma pessoa conhecida ou desconhecida para proporcionar cura, é a intenção que vai ajudá-lo a descobrir seus próprios aspectos fragilizado e é a intenção que vai determinar a mistura de efeitos energéticos sutis e físicos em seu trabalho. Os exercícios a seguir se destinam a ajudá-lo a reconhecer os seus campos magnéticos ( humano) e os de outra pessoa e trabalhar com eles. Embora sejam exercício preparatórios, podem ser usados durante uma sessão de cura para você mesmo ou outra pessoa. Cindy Dale - Manual Prático do Corpo Sútil pág 23 20
  • 21. A LUZ NAS MÃOS: UM EXERCÍCIO INDIVIDUAL ( segundo exercício) Este exercício individual é uma maneira simples porém poderosa de você sentir a energia sutil dentro e ou redor do seu corpo. Também é um método para levar a cura, o equilíbrio e as qualidades energizantes da cor para o seu corpo. 21
  • 22. 1° PASSO: A ENERGIA NAS SUAS MÃOS. Esfregue vigorosamente as palmas das suas mãos uma na outra durante dez segundos. Em seguida, eleve as mãos e mantenha-as em posição vertical separada por mais ou menos 2,5 centímetros, com as palmas voltadas uma para a outra, porém sem se tocar, e sinta a energia que você criou entre as mãos. 22
  • 23. Com essa energia circulante, imagine que uma energia vermelha passa na parte de trás do seu coração, entra no tórax, desce pelos braços e passa através das mãos. Você sente uma diferença acentuada entre as mãos? 23 2° passo: energia circulante.
  • 24. Imagine que energia azul está circulando pela parte de trás do seu coração, derramando-se no seu tórax e braços e passando através das suas mãos. Que sensação você experimenta nas mãos com essa energia azul? Você sente alguma coisa acentuadamente diferente nas mãos com a energia azul em comparação com a vermelha? Você experimenta alguma sensação em outro lugar do corpo? ( Tenha em mente que você pode praticar com qualquer outra cor, além do vermelho e do azul.) 24 3° passo: energia azul circulante.
  • 25. Retorne agora para uma zona neutra, dissipando as energias coloridas (Sopro Frio). Junte as mãos como se estivesse concentrando energia e forme uma bola de energia (como uma bola de neve de luz). Crie essa bola de energia com cuidado, verificando até onde você consegue estender as mãos antes de não poder mais perceber a energia. 25 4° passo: formando uma bolha de energia.
  • 26. O que você experimenta em cada passo deste exercício? Talvez ache proveitoso anotar de forma resumida os seus pensamentos em um diário. Você também pode experimentar fazer este exercício em diferentes momentos do dia e em locais distintos, caso deseje levar a investigação a outro nível. Fim do segundo teste pág 24 e 25 26 5° passo: Registrado a sua experiência individual.
  • 27. Sono Magnético (Transe Hipnótico)
  • 28. Transe (Sono Magnetico). Transe é um estado alterado de consciência, um dos objetivos a serem atingidos pela hipnose e pelo magnetismo.Trata-se de um estado de consciência onde podem ocorrer diversos eventos neurofisiológicos (anestesia, hipermnésia, amnésia, alucinações perceptivas, hiper sugestionabilidade etc). Em hipnose o transe pode ser classificado basicamente em leve, médio e profundo. Sendo que os dois primeiros são de principal interesse das psicoterapias e o último bastante tilizadopor odontólogos (dentistas). O transe profundo é uma área promissora para os estudos Psicológicos do Sonambulismo e do êxtase.
  • 29. Sentido Psíquico RE 1865 Nesse estado, a alma não percebe mais pelos sentidos materiais, mas, se assim nos podemos exprimir, pelo sentido psíquico; é por isso que suas percepções ultrapassam os limites ordinários; seu pensamento age sem a intercessão do cérebro, razão por que desdobra faculdades mais transcendentes que no estado normal.
  • 30. Hipnotismo RE 1865 Este fenômeno, ao qual se deu o nome de hipnotismo, fez ruído nos meios científicos. Experimentaram. Uns tiveram sucesso, outros fracassaram, como devia ser, pois nem todos os pacientes tinham a mesma aptidão. Certamente valia a pena estudar a coisa, fosse ainda excepcional; mas – é lamentável dizer – desde que perceberam que era uma porta secreta pela qual o magnetismo e o sonambulismo iriam penetrar, sob uma outra forma e um outro nome, no santuário da ciência oficial, não mais se cogitou de hipnotismo. (Vide a Revista Espírita de janeiro de 1860).
  • 31. Sessão especial de ensaios mediúnicos RE 1865 Embora tenhamos excelentes instrumentos para os nossos estudos, compreendemos que seu número se havia tornado insuficiente, sobretudo em presença da extensão sempre crescente da Sociedade. A escassez dos médiuns muitas vezes veio trazer obstáculos à marcha regular dos nossos trabalhos, e compreendemos que era necessário, tanto quanto possível, desenvolver as faculdades que jazem latentes na organização de muitos de nossos irmãos.
  • 32. Sessão especial de ensaios mediúnicos É por isto que acabamos de decidir que uma sessão especial de ensaios mediúnicos seria realizada aos domingos, às duas horas da tarde, na sala de nossas reuniões. Julguei dever para elas convidar não só nossos irmãos em crença, mas ainda os estrangeiros que desejassem tornar-se úteis. Estas sessões já deram resultados que ultrapassaram a nossa expectativa. Aí fazemos escrita, tiptologia, magnetismo.Várias faculdades muito diversas aí foram descobertas e daí saíram dois sonâmbulos que, parece, devem ser muito lúcidos. RE 1865
  • 33. Variedades de Magnetismo RE 1865 Por outro lado, que é o magnetismo? uma variedade do Espiritismo, na qual Espíritos encarnados agem sobre outros Espíritos encarnados. • primeira ( de um magnetizador ( vivo) para um encarnado ) • segunda (de um ou mais magnetizadores desencarnado para um vivo) • terceira ( de um encarnado moralizando um desencarnado) Finalmente, existe uma terceira variedade do magnetismo ou do Espiritismo, (...); esta terceira variedade, que tem por princípio a ação dos encarnados sobre os Espíritos, revela-se no tratamento e na moralização dos Espíritos obsessores.
  • 34. Embora tenhamos excelentes instrumentos para os nossos estudos, compreendemos que seu número se havia tornado insuficiente, sobretudo em presença da extensão sempre crescente da Sociedade. A escassez dos médiuns muitas vezes veio trazer obstáculos à marcha regular dos nossos trabalhos, e compreendemos que era necessário, tanto quanto possível, desenvolver as faculdades que jazem latentes na organização de muitos de nossos irmãos. (Revista Espirita 1865) Desenvolver as faculdades Anímicas e Mediúnicas Através do Magnetismo Cruzada Dos Militares Espíritas De Natal R. Joaquim Fagundes, 628 -Tirol, Natal - RN, Contato: Ângela (84) 99944-6661 e Wagner Marques (83) 996897606 Palestra pública por Wagner Marques Magnetizador Espírita