SUBSÍDIOS DO ROTARY:
Dicas para projetos bem sucedidos
Rotary International Brazil Office
Helder Sampedro de Souza
30 de M...
Helder Sampedro de Souza
Coordenador Administrativo
Fundação Rotária
BEM-VINDOS AO WEBINAR
OBJETIVOS
Neste webinar falaremos sobre:
 Tipos de Subsídios disponíveis
 Como enviar seu pedido de Subsídio Global
 Di...
SUBSÍDIOS DO ROTARY:
Subsídios Distritais Subsídios Globais
SUBSÍDIOS DISTRITAIS
• Atividades educacionais e humanitárias
• Apenas um subsídio
por ano ao distrito
• Atividades e proj...
SUBSÍDIOS DISTRITAIS
Subsídio
Distrital
Grupo
de
clubes
Projeto
Distrital
Clube 1
Clube
2
Clube
3
SUBSÍDIOS GLOBAIS
• PARCERIA INTERNACIONAL
• PROJETOS SUSTENTÁVEIS/MENSURÁVEIS
• ORÇAMENTO MÍNIMO: US$ 30.000
• ALINHADO À...
SUBSÍDIOS GLOBAIS
PAZ E PREVENÇÃO/RESOLUÇÃO DE CONFLITOS
PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE DOENÇAS
RECURSOS HÍDRICOS E SANEAMENTO
...
O CICLO DO PROJETO
SISTEMA ONLINE DE PEDIDO
TITLE | 13
NOSSA PAINELISTA
Carmem Silvia Rozin Kleiner
Presidente da Subcomissão Distrital das Bolsas Rotary pela Paz
Rot...
TITLE | 14
A ENTIDADE BENEFICIADA
Subsídio Global “INCLUSÃO PARA UMA VIDA MELHOR”
Global Grant # 1419545
TITLE | 15
COMO CONSOLIDOU-SE A PARCERIA
TITLE | 16
A FASE DE PLANEJAMENTO
TITLE | 17
COMO ESCOLHEMOS O MELHOR ORÇAMENTO?
TITLE | 18
VALOR DO PROJETO E PARCEIROS INTERNACIONAIS
TITLE | 19
PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO ON-LINE
TITLE | 20
UM REQUISITO DE GRANDE IMPORTÂNCIA: A SUSTENTABILIDADE
TITLE | 21
RECURSOS ÓPTICOS
Óculos asféricos e prismáticos, as lupas de diferentes tipos, a lupa eletrônica
TITLE | 22
RECURSOS ÓPTICOS
Diversos tipos de lentes, óculos, lupas, telelupas com e sem iluminação.
TITLE | 23
RECURSOS NÃO ÓTICOS
Tabelas de acuidade visual de vários tipos, suporte para leitura e testes
de diagnóstico vi...
TITLE | 24
Vídeo ampliador portátil
RECURSOS TIFLOTECNOLÓGICOS
TITLE | 25
RECURSOS TIFLOTECNOLÓGICOS
Humanware Display Brailliant
TITLE | 26
RECURSOS TIFLOTECNOLÓGICOS
Tablet com o software Livox
TITLE | 27
RECURSOS NÃO ÓTICOS
Reglete e máquina para escrita em Braille
TITLE | 28
RECURSOS TIFLOTECNOLÓGICOS
Dois computadores e um notebook com configurações necessárias ao
uso de softwares co...
TITLE | 29
BRINQUEDOS PEDAGÓGICOS
Brinquedos adaptados para cegos e pacientes com baixa visão.
TITLE | 30
BRINQUEDOS PEDAGÓGICOS
Brinquedos pedagógicos
adaptados para deficientes visuais
TITLE | 31
ELEVADOR HIDRÁULICO PARA PISCINA
Elevador hidráulico para piscina
TITLE | 32
INFANT PEDIASUIT
TITLE | 33
RECURSOS ADAPTADOS PARAA VIDA DIÁRIA, PRÁTICA E ESCOLAR
Cadeira escolar postural, andador modelo transfer e and...
TITLE | 34
RELACIONAMENTO COM OS PARCEIROS INTERNACIONAIS
b) Permita que ele dê sugestões: ele
é seu parceiro no projeto!
...
TITLE | 35
COMO O PARCEIRO LOCAL PARTICIPOU DO GLOBAL GRANT?
TITLE | 36
COMO O PARCEIRO LOCAL PARTICIPOU DO GLOBAL GRANT?
TITLE | 37
A MENSURAÇÃO DO RESULTADO DO PROJETO
Período: julho/2014 a fevereiro/2015
14 eventos de capacitação
Capacitados...
TITLE | 38
A MENSURAÇÃO DO RESULTADO DO PROJETO
Número de pessoas que relatam melhor qualidade de assistência médica,
indi...
TITLE | 39
A MENSURAÇÃO DO RESULTADO DO PROJETO
6 - Os equipamentos utilizados nos setores de fisioterapia e terapia ocupa...
TITLE | 40
A MENSURAÇÃO DO RESULTADO DO PROJETO
8 - Os recursos de tiflotecnologia contribuiram para a facilitação de dese...
TITLE | 41
A MENSURAÇÃO DO RESULTADO DO PROJETO
12 - Você tem sugestões para aquisição de novos equipamentos?
Percentual %
TITLE | 42
CONCLUSÃO
TITLE | 43
CONCLUSÃO
TITLE | 44
CONCLUSÃO
TITLE | 45
CONCLUSÃO
TITLE | 46
AGRADECIMENTOS
carmem.kleiner@terra.com.br
Muito obrigada!
Carmem Silvia Rozin Kleiner
Rotary Club de Rio Claro...
IDEAS.ROTARY.ORG
IDEAS.ROTARY.ORG
BUSCANDO PARCEIROS
• ideas.rotary.org
• www.matchinggrants.org
• Bolsistas / Intercambistas
• Eventos internacionais de Ro...
Dr. Saulo Borges
Chairman das Equipes de Formação Profissional do Distrito 4560
Rotary Club de Arcos – Distrito 4560
NOSSO...
Projeto de Subsídios Globais GG1415872
Treinamento para Cirurgias em Crianças
com Fissuras Lábiopalatinas na Ucrânia
-ProjectLink
-Hospital Infantil da Criméia, em Simferopol, Ucrânia,
no tratamento de crianças com fissuras lábiopalatinas....
PARCERIA
Centrinho
Bauru
FLUXOGRAMA HRAC/USP – BAURU Centrinho
Hospital Infantil da Criméia
Dr. Saulo, Dra. Irina e Dr. Oleksandr (Diretor do Hospital Infantil)
Hospital Infantil da Criméia
Criança em tratamento.
Hospital Infantil da Criméia
Ala cirúrgica do Hospital de Sevastopol.
Hospital Infantil da Criméia
OBJETIVOS DO PROJETO
ÁREAS DE ENFOQUE
PAZ E PREVENÇÃO/RESOLUÇÃO DE CONFLITOS
PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE DOENÇAS
RECURSOS HÍDRICOS E SANEAMENTO
S...
FUNDOS
DISTRITO 4560 – FDUC…………………………………………….U$17.000
DISTRITO 4570 – FDUC…………………………………………….U$10.000
RC SIMFEROPOL DOAÇÃO ...
PROJETO APROVADO!
OBJETIVOS
CUMPRIDOS NA 1ª.
FASE DO PROJETO
DE EFP
ACORDO INTERNACIONAL DE COOPERAÇÃO E PLANO DE TRABALHO
entre o Hospital de Reabilitação de Anomalias Crânio-Faciais da
Uni...
PROFa. Dra. TERUMI OKADA OZAWA
- Especialista em Ortodontia (UNESP Araraquara)
- Mestrado em Ortodontia (Tokyo Medical and...
HOSPITAL INFANTIL DA CRIMÉIA
VISITA AOS ROTARY CLUBS
SIMFEROPOL E SIMFEROPOL TAURICA
Crimea State Medical University (CSMU)
Novembro de 2.013
Crise na Ucrânia
CONSEQUENCIAS DA
SEPARAÇÃO DA CRIMÉIA
ESTABELECER NOVAS PARCERIAS
O. O. BOGOMOLETZ NATIONAL
MEDICAL UNIVERSITY (NMU)
TRANSFERÊNCIA DO PROJETO DA CRIMÉIA PARA KIEV
2ª. FASE DO PROJETO GG 1415872
Continuação da parceria com o Centrinho
1. Curso de Etapas cirurgicas terapeuticas na reabi...
1. Primeiro projeto de Subsídio Global aprovado no Brasil*.
2. Primeiro projeto de Subsídio Global Multidistrital aprovado...
CONTINUAÇÃO DO PROJETO ATUAL PROJETO GG 1416470 (em elaboração)
• BUSCAR DISTRITOS PARCEIROS QUE POSSAM DOAR
PARTE DE SEU ...
DICAS
PRÁTICAS
Ou o que eu aprendi com este projeto.
• Ao elaborar um projeto, por mais simples ou
complexo que seja, lembre-se sempre da
Prova Quádrupla.
DICAS
• Estude muito sobre o assunto e conheça as
necessidades reais do local onde o projeto será
implementado.
DICAS
• Aproveite todos os recursos disponíveis
(Rotary.org, internet, contatos profissionais,
rotarianos, etc.) e aprenda a usa...
• Estabeleça os objetivos baseados nas
necessidades reais, e não somente nas
necessidades solicitadas.
DICAS
• Comece com projetos de curto prazo, pois este
são sempre mais simples. Para projetos a longo
prazo, revise seu projeto p...
• Procure estabelecer parcerias positivas e
altamente qualificadas. Escute seus parceiros.
Aprenda com eles. Nós sempre te...
• Esteja preparado para mudanças e eventos
inesperados. Lembre-se que a Fundação
Rotária é sua maior parceira e está sempr...
• Organize-se. Não inicie um projeto de Subsídio
Global se você não for organizado!
DICAS
• Em seu computador crie pastas e subpastas
para tudo relacionado ao projeto (documentos,
fotos, recibos, acordos, passage...
DICAS
• Tenha entusiasmo! Acredite em si mesmo! Se
você não acreditar em si e em seu projeto,
quem irá acreditar?
DICAS
• Mantenha o foco! Não pense nas dificuldades
que você poderá encontrar, pense nos
benefícios que seu projeto irá proporci...
• Seja altruísta, tenha persistência, bom senso e
muita paciência.
DICAS
CONTATO
Muito obrigado a Fundação Rotária por patrocinar este projeto
e ao Centrinho de Bauru que nos apoia nesta causa.
A...
Perguntas?
Agradecemos sua participação!
Inscreva-se aos próximos webinars da série e acesse as
gravações em www.rotary.org/webinars
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos

1.670 visualizações

Publicada em

Conheça mais sobre o funcionamento dos projetos e ouça depoimento de Rotarianos que criaram projetos de grande impacto em suas comunidades. Gravação do webinar: https://vimeo.com/123665124

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.670
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
122
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Subsídios do Rotary: Dicas para projetos bem sucedidos

  1. 1. SUBSÍDIOS DO ROTARY: Dicas para projetos bem sucedidos Rotary International Brazil Office Helder Sampedro de Souza 30 de Março de 2015
  2. 2. Helder Sampedro de Souza Coordenador Administrativo Fundação Rotária BEM-VINDOS AO WEBINAR
  3. 3. OBJETIVOS Neste webinar falaremos sobre:  Tipos de Subsídios disponíveis  Como enviar seu pedido de Subsídio Global  Dicas para encontrar parceiros e divulgar projetos
  4. 4. SUBSÍDIOS DO ROTARY: Subsídios Distritais Subsídios Globais
  5. 5. SUBSÍDIOS DISTRITAIS • Atividades educacionais e humanitárias • Apenas um subsídio por ano ao distrito • Atividades e projetos menores • Atividades locais ou internacionais
  6. 6. SUBSÍDIOS DISTRITAIS Subsídio Distrital Grupo de clubes Projeto Distrital Clube 1 Clube 2 Clube 3
  7. 7. SUBSÍDIOS GLOBAIS • PARCERIA INTERNACIONAL • PROJETOS SUSTENTÁVEIS/MENSURÁVEIS • ORÇAMENTO MÍNIMO: US$ 30.000 • ALINHADO ÀS ÁREAS DE ENFOQUE
  8. 8. SUBSÍDIOS GLOBAIS PAZ E PREVENÇÃO/RESOLUÇÃO DE CONFLITOS PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE DOENÇAS RECURSOS HÍDRICOS E SANEAMENTO SAÚDE MATERNO-INFANTIL EDUCAÇÃO BÁSICA E ALFABETIZAÇÃO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E COMUNITÁRIO
  9. 9. O CICLO DO PROJETO
  10. 10. SISTEMA ONLINE DE PEDIDO
  11. 11. TITLE | 13 NOSSA PAINELISTA Carmem Silvia Rozin Kleiner Presidente da Subcomissão Distrital das Bolsas Rotary pela Paz Rotary Club de Rio Claro Cidade Azul Distrito 4590
  12. 12. TITLE | 14 A ENTIDADE BENEFICIADA Subsídio Global “INCLUSÃO PARA UMA VIDA MELHOR” Global Grant # 1419545
  13. 13. TITLE | 15 COMO CONSOLIDOU-SE A PARCERIA
  14. 14. TITLE | 16 A FASE DE PLANEJAMENTO
  15. 15. TITLE | 17 COMO ESCOLHEMOS O MELHOR ORÇAMENTO?
  16. 16. TITLE | 18 VALOR DO PROJETO E PARCEIROS INTERNACIONAIS
  17. 17. TITLE | 19 PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO ON-LINE
  18. 18. TITLE | 20 UM REQUISITO DE GRANDE IMPORTÂNCIA: A SUSTENTABILIDADE
  19. 19. TITLE | 21 RECURSOS ÓPTICOS Óculos asféricos e prismáticos, as lupas de diferentes tipos, a lupa eletrônica
  20. 20. TITLE | 22 RECURSOS ÓPTICOS Diversos tipos de lentes, óculos, lupas, telelupas com e sem iluminação.
  21. 21. TITLE | 23 RECURSOS NÃO ÓTICOS Tabelas de acuidade visual de vários tipos, suporte para leitura e testes de diagnóstico visual de cores
  22. 22. TITLE | 24 Vídeo ampliador portátil RECURSOS TIFLOTECNOLÓGICOS
  23. 23. TITLE | 25 RECURSOS TIFLOTECNOLÓGICOS Humanware Display Brailliant
  24. 24. TITLE | 26 RECURSOS TIFLOTECNOLÓGICOS Tablet com o software Livox
  25. 25. TITLE | 27 RECURSOS NÃO ÓTICOS Reglete e máquina para escrita em Braille
  26. 26. TITLE | 28 RECURSOS TIFLOTECNOLÓGICOS Dois computadores e um notebook com configurações necessárias ao uso de softwares com programas de acessibilidade para cegos
  27. 27. TITLE | 29 BRINQUEDOS PEDAGÓGICOS Brinquedos adaptados para cegos e pacientes com baixa visão.
  28. 28. TITLE | 30 BRINQUEDOS PEDAGÓGICOS Brinquedos pedagógicos adaptados para deficientes visuais
  29. 29. TITLE | 31 ELEVADOR HIDRÁULICO PARA PISCINA Elevador hidráulico para piscina
  30. 30. TITLE | 32 INFANT PEDIASUIT
  31. 31. TITLE | 33 RECURSOS ADAPTADOS PARAA VIDA DIÁRIA, PRÁTICA E ESCOLAR Cadeira escolar postural, andador modelo transfer e andadores Bicicleta adaptada, kit alimentação e teclado em colmeia, dentre outros
  32. 32. TITLE | 34 RELACIONAMENTO COM OS PARCEIROS INTERNACIONAIS b) Permita que ele dê sugestões: ele é seu parceiro no projeto! c) Atenda prontamente a todas as solicitações do parceiro internacional para que ele atenda as suas também! d) Converse claramente sobre o projeto, não permitindo que qualquer dúvida possa prejudicar seu andamento. a) Relate ao parceiro internacional todos os passos do projeto;
  33. 33. TITLE | 35 COMO O PARCEIRO LOCAL PARTICIPOU DO GLOBAL GRANT?
  34. 34. TITLE | 36 COMO O PARCEIRO LOCAL PARTICIPOU DO GLOBAL GRANT?
  35. 35. TITLE | 37 A MENSURAÇÃO DO RESULTADO DO PROJETO Período: julho/2014 a fevereiro/2015 14 eventos de capacitação Capacitados 173 profissionais da saúde; Número de médicos e profissionais da área da saúde treinados, indicando como meta o treinamento de até 19 profissionais. Capacitados 28 profissionais da Educação. PRIMEIRO PARÂMETRO: RESULTADO:
  36. 36. TITLE | 38 A MENSURAÇÃO DO RESULTADO DO PROJETO Número de pessoas que relatam melhor qualidade de assistência médica, indicando como meta o relato de melhoria de assistência médica de pelo menos 100 pacientes. SEGUNDO PARÂMETRO:
  37. 37. TITLE | 39 A MENSURAÇÃO DO RESULTADO DO PROJETO 6 - Os equipamentos utilizados nos setores de fisioterapia e terapia ocupacional estão contribuindo com a melhora motora de seu filho? Obs.: 35,09% dos pacientes entrevistados utilizam esses tipos de recursos. Não foi verificada melhora A melhora superou as expectativas Ocorreu melhora perceptível Ocorreu melhora discreta
  38. 38. TITLE | 40 A MENSURAÇÃO DO RESULTADO DO PROJETO 8 - Os recursos de tiflotecnologia contribuiram para a facilitação de desempenho escolar de seu filho? Ocorreu melhora perceptível no desempenho escolar A melhora no desempenho escolar superou as expectativas Não foi verificada melhora no desempenho escolar Ocorreu melhora discreta no desempenho escolar Obs.: 57,89% dos pacientes entrevistados utilizam esses tipos de recursos.
  39. 39. TITLE | 41 A MENSURAÇÃO DO RESULTADO DO PROJETO 12 - Você tem sugestões para aquisição de novos equipamentos? Percentual %
  40. 40. TITLE | 42 CONCLUSÃO
  41. 41. TITLE | 43 CONCLUSÃO
  42. 42. TITLE | 44 CONCLUSÃO
  43. 43. TITLE | 45 CONCLUSÃO
  44. 44. TITLE | 46 AGRADECIMENTOS carmem.kleiner@terra.com.br Muito obrigada! Carmem Silvia Rozin Kleiner Rotary Club de Rio Claro Cidade Azul – Distrito 4590
  45. 45. IDEAS.ROTARY.ORG
  46. 46. IDEAS.ROTARY.ORG
  47. 47. BUSCANDO PARCEIROS • ideas.rotary.org • www.matchinggrants.org • Bolsistas / Intercambistas • Eventos internacionais de Rotary • Redes sociais
  48. 48. Dr. Saulo Borges Chairman das Equipes de Formação Profissional do Distrito 4560 Rotary Club de Arcos – Distrito 4560 NOSSO PAINELISTA
  49. 49. Projeto de Subsídios Globais GG1415872 Treinamento para Cirurgias em Crianças com Fissuras Lábiopalatinas na Ucrânia
  50. 50. -ProjectLink -Hospital Infantil da Criméia, em Simferopol, Ucrânia, no tratamento de crianças com fissuras lábiopalatinas. - 2.000 crianças são hospitalizadas no “Child's Clinical Hospital of Crimea”, em Simferopol, por doenças agudas ou crônicas (AIDS, câncer, etc.) - Maior hospital infantil da Criméia. - São operadas 25 crianças com fissura palatina por ano.
  51. 51. PARCERIA Centrinho Bauru
  52. 52. FLUXOGRAMA HRAC/USP – BAURU Centrinho
  53. 53. Hospital Infantil da Criméia Dr. Saulo, Dra. Irina e Dr. Oleksandr (Diretor do Hospital Infantil)
  54. 54. Hospital Infantil da Criméia Criança em tratamento.
  55. 55. Hospital Infantil da Criméia Ala cirúrgica do Hospital de Sevastopol.
  56. 56. Hospital Infantil da Criméia
  57. 57. OBJETIVOS DO PROJETO
  58. 58. ÁREAS DE ENFOQUE PAZ E PREVENÇÃO/RESOLUÇÃO DE CONFLITOS PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE DOENÇAS RECURSOS HÍDRICOS E SANEAMENTO SAÚDE MATERNO-INFANTIL EDUCAÇÃO BÁSICA E ALFABETIZAÇÃO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E COMUNITÁRIO
  59. 59. FUNDOS DISTRITO 4560 – FDUC…………………………………………….U$17.000 DISTRITO 4570 – FDUC…………………………………………….U$10.000 RC SIMFEROPOL DOAÇÃO EM DINHEIRO………………………...R$100 TOTAL…………………………………………………………………U$27.100 ROTARY FUNDATION WORLD FUND MATCH…………………U$27.050 FUNDO TOTAL DISPONÍVEL………….................................……U$54,150
  60. 60. PROJETO APROVADO!
  61. 61. OBJETIVOS CUMPRIDOS NA 1ª. FASE DO PROJETO DE EFP
  62. 62. ACORDO INTERNACIONAL DE COOPERAÇÃO E PLANO DE TRABALHO entre o Hospital de Reabilitação de Anomalias Crânio-Faciais da Universidade de São Paulo (CENTRINHO Bauru) e o Hospital Infantil da Criméia (julho/2013)
  63. 63. PROFa. Dra. TERUMI OKADA OZAWA - Especialista em Ortodontia (UNESP Araraquara) - Mestrado em Ortodontia (Tokyo Medical and Dental University) - Doutorado em Ortodontia (UNESP Araraquara) - Diretora da Divisão Dental do CENTRINHO Bauru - Membro do Conselho Técnico-Administrativo da CENTRINHO Bauru - Supervisora do Programa de Pós-Graduação em Ortodontia do CENTRINHO Bauru - Mais de 100 artigos publicados nas principais revistas de Ortodontia do mundo - 5 livros publicados PROFESSORES CONVIDADOS PROFa. Dra. GISELE DA SILVA DALBEN - Especialista em Odontopediatria (CENTRINHO Bauru) - Mestrado em Reabilitação Oral (CENTRINHO Bauru) - Doutorado em Patologia Oral (CENTRINHO Bauru) - Supervisora do Programa de Pós-Graduação em Reabilitação Oral do CENTRINHO Bauru - Membro do Escritório de Assuntos Internacionais do CENTRINHO Bauru - Tutora do Programa de Residência em Odontologia do CENTRINHO - Mais de 40 artigos publicados nas principais revistas de Odontologia do mundo - 4 livros publicados
  64. 64. HOSPITAL INFANTIL DA CRIMÉIA
  65. 65. VISITA AOS ROTARY CLUBS SIMFEROPOL E SIMFEROPOL TAURICA
  66. 66. Crimea State Medical University (CSMU)
  67. 67. Novembro de 2.013 Crise na Ucrânia
  68. 68. CONSEQUENCIAS DA SEPARAÇÃO DA CRIMÉIA
  69. 69. ESTABELECER NOVAS PARCERIAS
  70. 70. O. O. BOGOMOLETZ NATIONAL MEDICAL UNIVERSITY (NMU) TRANSFERÊNCIA DO PROJETO DA CRIMÉIA PARA KIEV
  71. 71. 2ª. FASE DO PROJETO GG 1415872 Continuação da parceria com o Centrinho 1. Curso de Etapas cirurgicas terapeuticas na reabilitação do fissurado 2. Curso de Palatoplastia 3. Curso de Queiloplastia 4. Curso de Rinoplastia 5. Curso de análise facial e cefalometria para o planejamento de tratamento e avaliação de resultados. 6. Curso de cefalometria ortodôntica digital e visitas a Centros de Documentação Ortodôntica no Brasil. 7. Incentivar a importância da cooperação entre médicos, dentistas, assistentes sociais e fonoaudiólogos no processo de tratamento de crianças com fissura labiopalatina.
  72. 72. 1. Primeiro projeto de Subsídio Global aprovado no Brasil*. 2. Primeiro projeto de Subsídio Global Multidistrital aprovado no Brasil (Distritos 4560 e 4570) 3. Primeiro projeto de Subsídio Global aprovado na América do Sul*. 4. Um dos primeiros projetos de EFPs aprovados no mundo. 5. Primeiro projeto de Subsídio Global aprovado na Ucrânia. Segundo Nikolay Stebljanko, editor da Revista Rotary na Ucrânia, este é o mais importante subsídio recebido pelo Distrito 2230 em todos os tempos! IMPORTÂNCIA DO PROJETO GG 1415872 *após o lançamento mundial da nova estrutura de Subsídios do Rotary.
  73. 73. CONTINUAÇÃO DO PROJETO ATUAL PROJETO GG 1416470 (em elaboração) • BUSCAR DISTRITOS PARCEIROS QUE POSSAM DOAR PARTE DE SEU FDUC PARA A CONTINUAÇÃO DESTE PROJETO. • MANTER OS OBJETIVOS BÁSICOS DO PROJETO ANTERIOR (GG1415872) • ESTENDER O ALCANCE DO PROJETO A APROX. 500 CRIANÇAS, QUE SÃO OPERADAS ANUALMENTE EM KIEV.
  74. 74. DICAS PRÁTICAS Ou o que eu aprendi com este projeto.
  75. 75. • Ao elaborar um projeto, por mais simples ou complexo que seja, lembre-se sempre da Prova Quádrupla. DICAS
  76. 76. • Estude muito sobre o assunto e conheça as necessidades reais do local onde o projeto será implementado. DICAS
  77. 77. • Aproveite todos os recursos disponíveis (Rotary.org, internet, contatos profissionais, rotarianos, etc.) e aprenda a usar as ferramentas online do Rotary.org. DICAS
  78. 78. • Estabeleça os objetivos baseados nas necessidades reais, e não somente nas necessidades solicitadas. DICAS
  79. 79. • Comece com projetos de curto prazo, pois este são sempre mais simples. Para projetos a longo prazo, revise seu projeto periodicamente. DICAS
  80. 80. • Procure estabelecer parcerias positivas e altamente qualificadas. Escute seus parceiros. Aprenda com eles. Nós sempre temos muito o que aprender e devemos compartilhar sempre o pouco que sabemos. DICAS
  81. 81. • Esteja preparado para mudanças e eventos inesperados. Lembre-se que a Fundação Rotária é sua maior parceira e está sempre disponível para te ajudar e orientar nas dificuldades. DICAS
  82. 82. • Organize-se. Não inicie um projeto de Subsídio Global se você não for organizado! DICAS
  83. 83. • Em seu computador crie pastas e subpastas para tudo relacionado ao projeto (documentos, fotos, recibos, acordos, passagens aéreas, apresentações, vídeos, planilhas, etc.). Documente tudo. Fotografe tudo. DICAS
  84. 84. DICAS
  85. 85. • Tenha entusiasmo! Acredite em si mesmo! Se você não acreditar em si e em seu projeto, quem irá acreditar? DICAS
  86. 86. • Mantenha o foco! Não pense nas dificuldades que você poderá encontrar, pense nos benefícios que seu projeto irá proporcionar! DICAS
  87. 87. • Seja altruísta, tenha persistência, bom senso e muita paciência. DICAS
  88. 88. CONTATO Muito obrigado a Fundação Rotária por patrocinar este projeto e ao Centrinho de Bauru que nos apoia nesta causa. Agradecimentos especiais para minha esposa Adriana, ao Rotary Club de Arcos, Gov. Aristides (D4560), Gov. Virgílio Bandeira (D4560), Gov. Fernando Faria (D4570), Gov. Ângelo (D4560) e todos outros rotarianos do Distrito 4560, que de uma forma ou outra, se uniram nesta nobre causa humanitária! CONTATO SAULO BORGES RC ARCOS - DISTRITO 4560 (37)3351-2292 - 8804-6668 - 8821-2292 DRSAULOBORGES@GMAIL.COM
  89. 89. Perguntas?
  90. 90. Agradecemos sua participação! Inscreva-se aos próximos webinars da série e acesse as gravações em www.rotary.org/webinars

×