Luiz Ernesto Krau RIO SOFT SET 2010 COMANDO CONTROLE &
Introdução <ul><li>5º Jogos Mundiais Militares </li></ul>110 6.000 2.000 400 20 03 Países Participantes Atletas Delegados/...
Introdução <ul><li>5º Jogos Mundiais Militares </li></ul>18 60 450 65.000 25.000 27 Eventos Simultâneos/Dia Áreas Utilizad...
Fundamentação <ul><li>Estratégia Nacional de Defesa </li></ul><ul><li>Operação Centrada em Redes (NCW/NCO) </li></ul><ul><...
Condicionantes Complexidade  e Dimensão  do Evento Necessidade de  Meios de Comunicação e Computação Mecanismos e  Procedi...
Network Centric Operation (NCO) <ul><li>Um conceito de operação baseado em redes de informação que visa aumentar a AGILIDA...
NCO: Princípios Com auto-sincronização das atuações ganha-se  AGILIDADE  aumentando a  EFETIVIDADE DA MISSÃO PERCEPÇÃO COM...
Aspectos Operacionais Montagem Ocupação Manutenção Desmontagem Voo Alfândega Imigração Receptivo  Cadastro Perfil  Profiss...
Papel do C2
Componentes do C2 <ul><li>Tecnologia da Informação e Comunicações   </li></ul><ul><li>Doutrina </li></ul><ul><li>Organizaç...
Projetos
Aplicações de Software Sistema de Gestão Operacional Sistema de Incidentes Sistema de Segurança Eletrônica <ul><li>Cadastr...
Distribuição dos CI
Conclusões <ul><li>Os JMM RIO 2011 são um evento de grandes dimensões e complexidade. </li></ul><ul><li>A integração de to...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Rio Info 2010 - Fórum de Negócios - Rede TI Esportes - Luiz Ernesto Krau

750 visualizações

Publicada em

Rio Info 2010 - Fórum de Negócios - Rede TI Esportes - 02/09/2010

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Rio Info 2010 - Fórum de Negócios - Rede TI Esportes - Luiz Ernesto Krau

  1. 1. Luiz Ernesto Krau RIO SOFT SET 2010 COMANDO CONTROLE &
  2. 2. Introdução <ul><li>5º Jogos Mundiais Militares </li></ul>110 6.000 2.000 400 20 03 Países Participantes Atletas Delegados/Árbitros Autoridades Modalidades Esportivas Vilas de Atletas
  3. 3. Introdução <ul><li>5º Jogos Mundiais Militares </li></ul>18 60 450 65.000 25.000 27 Eventos Simultâneos/Dia Áreas Utilizadas (esporte+apoio) Transportes (veículos coletivos) Transportes (deslocamentos 30 dias) Refeições/dia Unidades de Apoio (MB – EB – AER)
  4. 4. Fundamentação <ul><li>Estratégia Nacional de Defesa </li></ul><ul><li>Operação Centrada em Redes (NCW/NCO) </li></ul><ul><ul><li>Ampla difusão de Informações </li></ul></ul><ul><ul><li>Auto-sincronização de ações </li></ul></ul><ul><li>Diretrizes </li></ul><ul><ul><li>Solução de incidentes em âmbito local </li></ul></ul><ul><ul><li>Integração de todas as áreas via C2 </li></ul></ul>
  5. 5. Condicionantes Complexidade e Dimensão do Evento Necessidade de Meios de Comunicação e Computação Mecanismos e Procedimentos Automatizados e Ágeis Suporte às Competições
  6. 6. Network Centric Operation (NCO) <ul><li>Um conceito de operação baseado em redes de informação que visa aumentar a AGILIDADE do processo decisório e das consequentes ações de conduta. </li></ul><ul><li>P ermite aos destinatários uma forma rápida e precisa de obtenção das informações e às fontes facilidades para publicar qualquer informação que possuam e dinamicamente formar grupos colaborativos para resolução de problemas. </li></ul>
  7. 7. NCO: Princípios Com auto-sincronização das atuações ganha-se AGILIDADE aumentando a EFETIVIDADE DA MISSÃO PERCEPÇÃO COMUM do cenário permite AUTO-SINCRONIZAÇÃO DAS ATUAÇÕES COMPARTILHAMENTO de informações e colaboração melhoram a qualidade da informação e a percepção comum do cenário Uma organização intensamente INTERCONECTADA aumenta o compartilhamento de informações e a colaboração
  8. 8. Aspectos Operacionais Montagem Ocupação Manutenção Desmontagem Voo Alfândega Imigração Receptivo Cadastro Perfil Profissiográfico Credenciamento Distribuição e Alojamento Ensaio Cerimonial Equipamentos Agendamento Inscrição Equipamentos Evento Dopagem Resultados Cerimonial Ensaio Cerimonial Receptivo Voo Transporte, Alimentação, Serviços Gerais, Saúde e Segurança Orçamento, Planejamento e Divulgação
  9. 9. Papel do C2
  10. 10. Componentes do C2 <ul><li>Tecnologia da Informação e Comunicações </li></ul><ul><li>Doutrina </li></ul><ul><li>Organização </li></ul><ul><li>Treinamento, Práticas e Procedimentos </li></ul><ul><li>Liderança </li></ul><ul><li>Recursos Humanos, Materiais e Infraestrutura </li></ul>
  11. 11. Projetos
  12. 12. Aplicações de Software Sistema de Gestão Operacional Sistema de Incidentes Sistema de Segurança Eletrônica <ul><li>Cadastramento </li></ul><ul><li>Credenciamento </li></ul><ul><li>Chegadas e Partidas </li></ul><ul><li>Esporte </li></ul><ul><li>Instalações </li></ul><ul><li>Transporte </li></ul><ul><li>Hospedagem Hotéis </li></ul><ul><li>Hospedagem Vilas </li></ul><ul><li>Materiais e Equipamentos </li></ul><ul><li>Gestão da Força de Trabalho </li></ul><ul><li>Gestão de Voluntários </li></ul><ul><li>Saúde </li></ul><ul><li>Doping (WADA) </li></ul><ul><li>Integra os diversos Sistemas de Resultados Locais, em cada Instalação Esportiva, de forma automatizada, preparando esses dados para o sistema de Integração com Divulgação </li></ul><ul><li>Divulga, de forma integrada, dados resultados, gestão e incidentes em Portal Web e demais mídias </li></ul><ul><li>Controle de Acesso </li></ul><ul><li>CFTV </li></ul><ul><li>Intrusão </li></ul><ul><li>Detecção de Incêndio </li></ul><ul><li>Possui Hardware específico </li></ul><ul><li>Difunde, de forma integrada, a ocorrência (ou não) de qualquer evento programado (ou não), seguindo normas pré-estabelecidas de operação </li></ul><ul><li>Possui Hardware específico </li></ul>
  13. 13. Distribuição dos CI
  14. 14. Conclusões <ul><li>Os JMM RIO 2011 são um evento de grandes dimensões e complexidade. </li></ul><ul><li>A integração de todas as atividades é fator essencial para o sucesso do empreendimento. </li></ul><ul><li>A concepção de Comando & Controle adotada para os Jogos RIO 2011 é pioneira e pretende oferecer condições para a eficácia da operação integrada. </li></ul>

×